Locomoção no ar

2.049 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.049
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
664
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
62
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Locomoção no ar

  1. 1. LOCOMOÇÃO NO AR Aves Mamíferos Invertebrados
  2. 2. <ul><li>As aves estão adaptadas ao meio onde se deslocam devido às suas características que as tornam leves e aerodinâmicas. </li></ul><ul><li>corpo revestido por penas; </li></ul><ul><li>membros anteriores transformados em asas. </li></ul><ul><li>músculos peitorais fortes </li></ul><ul><li>forma aerodinâmica; </li></ul><ul><li>ossos ocos ou pneumáticos </li></ul><ul><li>esterno com quilha </li></ul><ul><li>sacos aéreos com ar quente </li></ul><ul><li>reprodução por ovos </li></ul><ul><li>Aves </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Adaptações das aves ao voo </li></ul>
  4. 4. <ul><li>As penas permitem o voo </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Os músculos peitorais representam 20% do peso da ave. </li></ul><ul><li>Músculos Peitorais </li></ul>
  6. 6. <ul><li>A asa corresponde ao membro anterior modificado. </li></ul><ul><li>O esterno, que se encontra prolongado em forma de quilha, permite a inserção dos músculos motores nas asas. </li></ul><ul><li>Esqueleto das aves </li></ul>
  7. 7. <ul><ul><ul><ul><ul><li>Um osso oco de uma ave, visto em corte, para mostrar as finas escoras que o fortalecem </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><li>Ossos ocos </li></ul>
  8. 8. <ul><li>No interior do corpo de uma ave há sacos aéreos, semelhantes a bolhas. Tornam a ave mais leve e, em caso de necessidade, ajudam os pulmões a oxigenar o sangue </li></ul><ul><li>Sacos aéreos ligados aos pulmões </li></ul>
  9. 9. <ul><li>A maioria dos insectos tem dois pares de asas, formados por duas camadas de quitina e percorrido por nervuras, que tornam a asa mais resistente. </li></ul><ul><li>Os Insectos </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Nos insectos o movimento das asas, que articulam com o tórax, deve-se às contracções de fortes músculos ligados ao interior do exosqueleto. </li></ul><ul><li>Acção muscular das asas da borboleta </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Os morcegos desenvolveram uma membrana de pele que liga os braços, os dedos alongados, as patas e a cauda – membrana alar. </li></ul><ul><li>Os fortes músculos peitorais, </li></ul><ul><li>inseridas no esterno, que tem </li></ul><ul><li>quilha, e nos braços, permitem </li></ul><ul><li>que o morcego movimente a </li></ul><ul><li>membrana alar. A cauda funciona </li></ul><ul><li>como leme. </li></ul><ul><li>Os ossos são leves e compactos. </li></ul><ul><li>Mamíferos </li></ul>
  12. 12. <ul><li>Compara a Asa com a Membrana Alar </li></ul>
  13. 13. COMPARA OS DOIS OSSOS <ul><li>Osso da Ave </li></ul><ul><li>Osso de Mamífero </li></ul>
  14. 14. <ul><li>O esquilo-voador têm uma membrana unindo o corpo às extremidades dos quatro membros. A cauda funciona como leme. Quando salta estende as extremidades e a membrana desdobra-se permitindo percorrer 30 a 40 m. </li></ul><ul><li>Mamífero planador </li></ul>
  15. 15. <ul><li>As barbatanas peitorais muito desenvolvidas permite- </li></ul><ul><li>-lhe pequenos voos. </li></ul><ul><li>Peixe-voador </li></ul>
  16. 16. <ul><ul><ul><li>a forma aerodinâmica facilita o voo das aves; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>o esterno das aves é saliente e em forma de quilha com fortes músculos peitorais: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>os ossos das aves são ocos e leves – ossos pneumáticos – e estão ligados aos sacos aéreos; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>os morcegos possuem uma membrana alar e um esqueleto leve. </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>as asas da maioria dos insectos articulam com o tórax e movimentam-se devido a fortes músculos ligados ao interior do exosqueleto. </li></ul></ul></ul><ul><li>Deves Saber: </li></ul>

×