SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Baixar para ler offline
ObesidadeInfantil–Umaquestãodesaúdepública
7
DICAS PARA COMBATER
A OBESIDADE INFANTIL
1) Amamentar até os 6 meses de idade
O aleitamento materno tem
importante função no desenvolvi-
mento do bebê e na oferta de nutrien-
tes para o corpo da criança. Por isso,
é importante que a amamentação
seja exclusiva até os seis meses de
vida, sem oferecer água, chás ou
qualquer outro alimento.
2) Inserir gradualmente alimentos
em substituição ao leite materno
A partir dos seis meses de vida, oferecer de for-
ma lenta e gradual outros alimentos na rotina alimentar
do bebê, mantendo o leite materno até os dois anos
de idade ou mais.
3) Adotar uma alimentação
equilibrada e variada
É necessária a adoção de uma alimen-
tação saudável e variada, com equi-
líbrio de nutrientes, adequada à
faixa etária e às atividades físicas
ObesidadeInfantil–Umaquestãodesaúdepública8
praticadas, de modo a auxiliar na redução das reservas
corporais de gordura.
4) Evitar alimentos gordurosos ou
de altos índices calóricos
É importante evitar o excesso
de alimentos como biscoitos rechea-
dos, salgadinhos, refrigerantes, do-
ces, frituras e outros alimentos com
altos índices calóricos e/ou grande
quantidade de açúcar.
5) Usar com moderação o sal
e evitar alimentos ricos em sódio
Evitar o uso demasiado de sal e de alimentos ricos
em sódio, pois favorecem a retenção de líquido, bem
como o desenvolvimento de doenças cardíacas.
6) Olhar as embalagens ao fazer
compras no mercado
É importante consultar as em-
balagens ao fazer compras no mer-
cado, conferindo a tabela nutricional
e os ingredientes contidos em cada
produto.
ObesidadeInfantil–Umaquestãodesaúdepública
9
7) Estimular a prática de atividades físicas
É importante estimular a criança a brincar ao
ar livre (sob supervisão) e praticar ativida-
de física (esportes, ginástica), sempre
que estiver apta fisicamente. Os
exercícios físicos aumentam
o gasto calórico e dimi-
nuem a possibilidade
de desenvolvimento de
doenças como diabetes
e hipertensão.
8) Criar uma rotina alimentar
comum para a família
É importante desenvolver
uma rotina alimentar para
toda a família, de modo a
desenvolver na criança um
sentimento de continuida-
de e frequência alimentar.
9) Evitar o uso de compensações
para fazer a criança comer
Não se deve oferecer recompensas para fazer a
criança se alimentar. É importante conscientizá-la da
importância da alimentação correta para sua saúde e
seu desenvolvimento.
ObesidadeInfantil–Umaquestãodesaúdepública10
10) Fazer acompanhamento de rotina
É importante realizar acompanhamento
no posto de saúde para que seja feito monito-
ramento do peso e de fatores de risco, como a
elevação do colesterol e triglicérides no san-
gue, e o controle/diagnóstico de doenças
como hipertensão e diabetes.
Essas recomendações são de aplicação geral,
sendo recomendável que os casos particulares
sejam tratados com orientação de um profissio-
nal da saúde.
ObesidadeInfantil–Umaquestãodesaúdepública
25
TRATAMENTO NÃO
MEDICAMENTOSO DA
OBESIDADE EM 5 ETAPAS1
Etapa I – Esclarecimento
1.	 Não existem dietas rígidas nem alimentos
proibidos (a restrição leva à compulsão e por
isso deve ser evitada);
2.	 Não se deseja perda rápida de peso;
3.	 Não existem alimentos proibidos;
4.	 Não há necessidade de regime ou de dietas
milagrosas, mas deve-se buscar alimentos
mais adequados em qualidade e em quanti-
dade, que serão introduzidos paulatinamente;
5.	 A mudança alimentar é gradual e acontece
conjuntamente com a família.
Dieta saudável é a dieta
equilibrada, que deve conter:
a)	 Proteínas: carne, peixe, ovo, feijão;
b)	 Carboidratos: preferencialmente os carboi-
dratos complexos, cujo representante prin-
cipal é o amido, presente nos cereais (arroz,
1	 Guia elaborado pela Dra. Maria Zeneide, pediatra do Departamento Médico da
Câmara dos Deputados.
ObesidadeInfantil–Umaquestãodesaúdepública26
trigo e milho), nos tubérculos (batata, inhame
e cará) e nas raízes (mandioca).
c)	 Lipídios: preferencialmente, os de origem
vegetal, de boa qualidade e em quantidade
balanceada.
d)	 Frutas: acerola, laranja, tangerina, banana,
maça, manga, limão, mamão, dentre outras.
e)	 Verduras: acelga, agrião, aipo, alface, almei-
rão, brócolis, chicória, couve, couve-flor, es-
pinafre, mostarda, repolho, rúcula, salsa, sal-
são, entre outras.
f)	 Legumes: cenoura, beterraba, abobrinha,
abóbora, pepino, cebola, entre outros.
ObesidadeInfantil–Umaquestãodesaúdepública
27
Etapa 2 – Avaliação comportamental
Hábitos prejudiciais à saúde:
1.	 Mastigação rápida;
2.	 Alimentar-se assistindo TV;
3.	 Suprimir uma ou mais refeições (café da ma-
nhã, lanche).
Como tentar corrigir gradativamente
estes distúrbios:
a)	 Tentar comer em ambiente calmo, sem TV,
de preferência na companhia de familiares;
b)	 Fazer refeições de 3 em 3 horas, sem suprimir
nenhuma delas;
c)	 Tentar introduzir uma fruta por dia, nem que
seja a mesma fruta (como um remédio que
deve ser tomado todo dia).
Etapa 3 – Redução gradativa dos
alimentos oferecidos em excesso
Exemplos:
1.	 Diminuir o tamanho do sanduíche;
2.	 Diminuir o tamanho do pacote de batata frita;
3.	 Diminuir o volume do refrigerante.
Outra forma de reduzir a quantidade de alimen-
to ingerido em excesso é reduzir o tamanho do copo
(por exemplo, utilizar o copo de requeijão) e/ou do
ObesidadeInfantil–Umaquestãodesaúdepública28
prato utilizado. Dessa forma, a sensação de ingestão
do paciente é alterada. Isto é, um prato pequeno, po-
rém cheio, ou um copo pequeno na mesma condição,
passa a impressão de se estar ingerindo uma quanti-
dade maior do que aquela realmente consumida.
Etapa 4 – Melhorar a qualidade da dieta
Incentivar a introdução crescente de alimentos
não habituais e de grande importância nutricional –
frutas, legumes, verduras, cereais e tubérculos.
Etapa 5 – Manutenção
Acompanhamento em longo prazo – manutenção
da qualidade e da quantidade da dieta no cotidiano,
inclusive em festas, férias e demais eventos cotidianos.
Inclua na rotina do paciente uma atividade
física prazerosa (futebol, natação, dança
ou outra) a ser seguida 3 vezes por semana.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Hábitos Alimentares Para Uma Vida Saudável
Hábitos Alimentares Para Uma Vida SaudávelHábitos Alimentares Para Uma Vida Saudável
Hábitos Alimentares Para Uma Vida SaudávelAlimentação Saudável
 
Palestra sobre alimentacao_saudavel
Palestra sobre alimentacao_saudavelPalestra sobre alimentacao_saudavel
Palestra sobre alimentacao_saudavelEdson Watanabe
 
Alimentação saudável joana pereira e sofia sancho
Alimentação saudável joana pereira e sofia sanchoAlimentação saudável joana pereira e sofia sancho
Alimentação saudável joana pereira e sofia sanchoCarla Gomes
 
Alimentaçao Saudavel 19 01 10
Alimentaçao Saudavel 19 01 10Alimentaçao Saudavel 19 01 10
Alimentaçao Saudavel 19 01 10Augusto Mota
 
Trabalho sobre a Alimentação
Trabalho sobre a AlimentaçãoTrabalho sobre a Alimentação
Trabalho sobre a Alimentaçãoraquelpiress
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudávelTalita Matos
 
Alimentos e Nutrientes - Alimentação Humana
Alimentos e Nutrientes - Alimentação Humana Alimentos e Nutrientes - Alimentação Humana
Alimentos e Nutrientes - Alimentação Humana Isabella Neves Silva
 
Obesidade Completo
Obesidade CompletoObesidade Completo
Obesidade Completoprofanabela
 
Alimentação Saudável
Alimentação SaudávelAlimentação Saudável
Alimentação SaudávelLiraIngrid
 
Alimentação Saudável para Crianças - ESCA
Alimentação Saudável para Crianças - ESCAAlimentação Saudável para Crianças - ESCA
Alimentação Saudável para Crianças - ESCANelsonys
 
Alimentos, nutrientes e saúde
Alimentos, nutrientes e saúdeAlimentos, nutrientes e saúde
Alimentos, nutrientes e saúdeCristiane Koch
 
Habitos alimentares e prevenção de doenças
Habitos alimentares e prevenção de doençasHabitos alimentares e prevenção de doenças
Habitos alimentares e prevenção de doençasSuseGonzalez
 
Saúde e bem-estar
Saúde e bem-estarSaúde e bem-estar
Saúde e bem-estarlouisacarla
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudávelHugo Ferreira
 
Alimentação saudável e equilibrada
Alimentação saudável e equilibradaAlimentação saudável e equilibrada
Alimentação saudável e equilibradaCatalin Danu
 

Mais procurados (20)

Hábitos Alimentares Para Uma Vida Saudável
Hábitos Alimentares Para Uma Vida SaudávelHábitos Alimentares Para Uma Vida Saudável
Hábitos Alimentares Para Uma Vida Saudável
 
Palestra sobre alimentacao_saudavel
Palestra sobre alimentacao_saudavelPalestra sobre alimentacao_saudavel
Palestra sobre alimentacao_saudavel
 
Alimentação saudável joana pereira e sofia sancho
Alimentação saudável joana pereira e sofia sanchoAlimentação saudável joana pereira e sofia sancho
Alimentação saudável joana pereira e sofia sancho
 
Alimentaçao Saudavel 19 01 10
Alimentaçao Saudavel 19 01 10Alimentaçao Saudavel 19 01 10
Alimentaçao Saudavel 19 01 10
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
 
Trabalho sobre a Alimentação
Trabalho sobre a AlimentaçãoTrabalho sobre a Alimentação
Trabalho sobre a Alimentação
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
 
Alimentos e Nutrientes - Alimentação Humana
Alimentos e Nutrientes - Alimentação Humana Alimentos e Nutrientes - Alimentação Humana
Alimentos e Nutrientes - Alimentação Humana
 
Obesidade Completo
Obesidade CompletoObesidade Completo
Obesidade Completo
 
Alimentação Saudável
Alimentação SaudávelAlimentação Saudável
Alimentação Saudável
 
Alimentação Saudável para Crianças - ESCA
Alimentação Saudável para Crianças - ESCAAlimentação Saudável para Crianças - ESCA
Alimentação Saudável para Crianças - ESCA
 
Alimentos, nutrientes e saúde
Alimentos, nutrientes e saúdeAlimentos, nutrientes e saúde
Alimentos, nutrientes e saúde
 
Habitos alimentares e prevenção de doenças
Habitos alimentares e prevenção de doençasHabitos alimentares e prevenção de doenças
Habitos alimentares e prevenção de doenças
 
Alimentação e Saúde
Alimentação e SaúdeAlimentação e Saúde
Alimentação e Saúde
 
Saúde e bem-estar
Saúde e bem-estarSaúde e bem-estar
Saúde e bem-estar
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
 
Alimentação saudável
Alimentação saudávelAlimentação saudável
Alimentação saudável
 
Obesidade infantil
Obesidade infantilObesidade infantil
Obesidade infantil
 
Alimentação saudável e equilibrada
Alimentação saudável e equilibradaAlimentação saudável e equilibrada
Alimentação saudável e equilibrada
 
Alimentação
AlimentaçãoAlimentação
Alimentação
 

Semelhante a Combatendo a obesidade infantil com alimentação saudável

nutricao da criaçna.ppt
nutricao da criaçna.pptnutricao da criaçna.ppt
nutricao da criaçna.pptANA FONSECA
 
Super herois super-saudaveis
Super herois super-saudaveisSuper herois super-saudaveis
Super herois super-saudaveisjoana silva
 
Apresentacao Introducao Alimentar.pdf
Apresentacao Introducao Alimentar.pdfApresentacao Introducao Alimentar.pdf
Apresentacao Introducao Alimentar.pdfricaFlorentino1
 
Webpalestra_AlimentacaoSaudavelIdoso.pdf
Webpalestra_AlimentacaoSaudavelIdoso.pdfWebpalestra_AlimentacaoSaudavelIdoso.pdf
Webpalestra_AlimentacaoSaudavelIdoso.pdfMargareteArioza1
 
Guia alimentar para dm2 diabetes tipo 2
Guia alimentar para dm2   diabetes tipo 2Guia alimentar para dm2   diabetes tipo 2
Guia alimentar para dm2 diabetes tipo 2Ana Campelos
 
Aula Gestante a Idosos para enfermagem e saude
Aula Gestante a Idosos para enfermagem e saudeAula Gestante a Idosos para enfermagem e saude
Aula Gestante a Idosos para enfermagem e saudeDescomplicandocomMar
 
Receitas AlimentaçãO Escolar Lanche Gostoso 03
Receitas AlimentaçãO Escolar Lanche Gostoso 03Receitas AlimentaçãO Escolar Lanche Gostoso 03
Receitas AlimentaçãO Escolar Lanche Gostoso 03tsunamidaiquiri
 
Cartilha Lanche Gostoso
Cartilha Lanche GostosoCartilha Lanche Gostoso
Cartilha Lanche GostosoMaisVitamina
 
Colegio catarinense 2010_w2003
Colegio catarinense 2010_w2003Colegio catarinense 2010_w2003
Colegio catarinense 2010_w2003louisacarla
 
Hbitosalimentaresparaumavidasaudvel 100617165523-phpapp02
Hbitosalimentaresparaumavidasaudvel 100617165523-phpapp02Hbitosalimentaresparaumavidasaudvel 100617165523-phpapp02
Hbitosalimentaresparaumavidasaudvel 100617165523-phpapp02Catiafernandes88
 
Cartilha: Alimentação Infantil - Lanches Saudáveis
Cartilha: Alimentação Infantil - Lanches SaudáveisCartilha: Alimentação Infantil - Lanches Saudáveis
Cartilha: Alimentação Infantil - Lanches SaudáveisDr. Benevenuto
 
eBook 30 DICAS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
eBook 30 DICAS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVELeBook 30 DICAS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
eBook 30 DICAS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVELLeandro Estevam
 
Alimentação
AlimentaçãoAlimentação
Alimentaçãosisimoura
 

Semelhante a Combatendo a obesidade infantil com alimentação saudável (20)

Obesidade infantil margarida
Obesidade infantil  margaridaObesidade infantil  margarida
Obesidade infantil margarida
 
nutricao da criaçna.ppt
nutricao da criaçna.pptnutricao da criaçna.ppt
nutricao da criaçna.ppt
 
Super herois super-saudaveis
Super herois super-saudaveisSuper herois super-saudaveis
Super herois super-saudaveis
 
Super heróis
Super heróisSuper heróis
Super heróis
 
Apresentacao Introducao Alimentar.pdf
Apresentacao Introducao Alimentar.pdfApresentacao Introducao Alimentar.pdf
Apresentacao Introducao Alimentar.pdf
 
Obstipação
ObstipaçãoObstipação
Obstipação
 
Obesidade infantil -1 c
Obesidade infantil -1 cObesidade infantil -1 c
Obesidade infantil -1 c
 
Webpalestra_AlimentacaoSaudavelIdoso.pdf
Webpalestra_AlimentacaoSaudavelIdoso.pdfWebpalestra_AlimentacaoSaudavelIdoso.pdf
Webpalestra_AlimentacaoSaudavelIdoso.pdf
 
ALIMENTAÇÃO INFANTIL.pptx
ALIMENTAÇÃO INFANTIL.pptxALIMENTAÇÃO INFANTIL.pptx
ALIMENTAÇÃO INFANTIL.pptx
 
Guia alimentar para dm2 diabetes tipo 2
Guia alimentar para dm2   diabetes tipo 2Guia alimentar para dm2   diabetes tipo 2
Guia alimentar para dm2 diabetes tipo 2
 
Aula Gestante a Idosos para enfermagem e saude
Aula Gestante a Idosos para enfermagem e saudeAula Gestante a Idosos para enfermagem e saude
Aula Gestante a Idosos para enfermagem e saude
 
Receitas AlimentaçãO Escolar Lanche Gostoso 03
Receitas AlimentaçãO Escolar Lanche Gostoso 03Receitas AlimentaçãO Escolar Lanche Gostoso 03
Receitas AlimentaçãO Escolar Lanche Gostoso 03
 
Cartilha Lanche Gostoso
Cartilha Lanche GostosoCartilha Lanche Gostoso
Cartilha Lanche Gostoso
 
Pesquisa De InformaçAo
Pesquisa De InformaçAoPesquisa De InformaçAo
Pesquisa De InformaçAo
 
nutricao.pptx
nutricao.pptxnutricao.pptx
nutricao.pptx
 
Colegio catarinense 2010_w2003
Colegio catarinense 2010_w2003Colegio catarinense 2010_w2003
Colegio catarinense 2010_w2003
 
Hbitosalimentaresparaumavidasaudvel 100617165523-phpapp02
Hbitosalimentaresparaumavidasaudvel 100617165523-phpapp02Hbitosalimentaresparaumavidasaudvel 100617165523-phpapp02
Hbitosalimentaresparaumavidasaudvel 100617165523-phpapp02
 
Cartilha: Alimentação Infantil - Lanches Saudáveis
Cartilha: Alimentação Infantil - Lanches SaudáveisCartilha: Alimentação Infantil - Lanches Saudáveis
Cartilha: Alimentação Infantil - Lanches Saudáveis
 
eBook 30 DICAS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
eBook 30 DICAS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVELeBook 30 DICAS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
eBook 30 DICAS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
 
Alimentação
AlimentaçãoAlimentação
Alimentação
 

Mais de Fabricio Batistoni (20)

Lavagem Nasal
Lavagem NasalLavagem Nasal
Lavagem Nasal
 
Lavagem Nasal 2
Lavagem Nasal 2Lavagem Nasal 2
Lavagem Nasal 2
 
Febre
FebreFebre
Febre
 
Tosse
TosseTosse
Tosse
 
Lavagem Nasal
Lavagem NasalLavagem Nasal
Lavagem Nasal
 
Prevenção de Acidentes
Prevenção de AcidentesPrevenção de Acidentes
Prevenção de Acidentes
 
ASMA na infância
ASMA na infânciaASMA na infância
ASMA na infância
 
Vacinação contra Covid-19
Vacinação contra Covid-19Vacinação contra Covid-19
Vacinação contra Covid-19
 
Saltos de desenvolvimento
Saltos de desenvolvimentoSaltos de desenvolvimento
Saltos de desenvolvimento
 
Consumo de Mel em Crianças
Consumo de Mel em CriançasConsumo de Mel em Crianças
Consumo de Mel em Crianças
 
Dislalia 2020
Dislalia 2020Dislalia 2020
Dislalia 2020
 
Introdução alimentar
Introdução alimentarIntrodução alimentar
Introdução alimentar
 
Dor de crescimento
Dor de crescimentoDor de crescimento
Dor de crescimento
 
Fica muito doente
Fica muito doenteFica muito doente
Fica muito doente
 
TDAH, Dislexia e Discalculia
TDAH, Dislexia e DiscalculiaTDAH, Dislexia e Discalculia
TDAH, Dislexia e Discalculia
 
TDAH para Educadores
TDAH para EducadoresTDAH para Educadores
TDAH para Educadores
 
TDAN mitos e verdades
TDAN mitos e verdadesTDAN mitos e verdades
TDAN mitos e verdades
 
Desenvolvimento da linguagem
Desenvolvimento da linguagemDesenvolvimento da linguagem
Desenvolvimento da linguagem
 
Imunoterapia
ImunoterapiaImunoterapia
Imunoterapia
 
Melatonina e sono
Melatonina e sonoMelatonina e sono
Melatonina e sono
 

Combatendo a obesidade infantil com alimentação saudável

  • 1. ObesidadeInfantil–Umaquestãodesaúdepública 7 DICAS PARA COMBATER A OBESIDADE INFANTIL 1) Amamentar até os 6 meses de idade O aleitamento materno tem importante função no desenvolvi- mento do bebê e na oferta de nutrien- tes para o corpo da criança. Por isso, é importante que a amamentação seja exclusiva até os seis meses de vida, sem oferecer água, chás ou qualquer outro alimento. 2) Inserir gradualmente alimentos em substituição ao leite materno A partir dos seis meses de vida, oferecer de for- ma lenta e gradual outros alimentos na rotina alimentar do bebê, mantendo o leite materno até os dois anos de idade ou mais. 3) Adotar uma alimentação equilibrada e variada É necessária a adoção de uma alimen- tação saudável e variada, com equi- líbrio de nutrientes, adequada à faixa etária e às atividades físicas
  • 2. ObesidadeInfantil–Umaquestãodesaúdepública8 praticadas, de modo a auxiliar na redução das reservas corporais de gordura. 4) Evitar alimentos gordurosos ou de altos índices calóricos É importante evitar o excesso de alimentos como biscoitos rechea- dos, salgadinhos, refrigerantes, do- ces, frituras e outros alimentos com altos índices calóricos e/ou grande quantidade de açúcar. 5) Usar com moderação o sal e evitar alimentos ricos em sódio Evitar o uso demasiado de sal e de alimentos ricos em sódio, pois favorecem a retenção de líquido, bem como o desenvolvimento de doenças cardíacas. 6) Olhar as embalagens ao fazer compras no mercado É importante consultar as em- balagens ao fazer compras no mer- cado, conferindo a tabela nutricional e os ingredientes contidos em cada produto.
  • 3. ObesidadeInfantil–Umaquestãodesaúdepública 9 7) Estimular a prática de atividades físicas É importante estimular a criança a brincar ao ar livre (sob supervisão) e praticar ativida- de física (esportes, ginástica), sempre que estiver apta fisicamente. Os exercícios físicos aumentam o gasto calórico e dimi- nuem a possibilidade de desenvolvimento de doenças como diabetes e hipertensão. 8) Criar uma rotina alimentar comum para a família É importante desenvolver uma rotina alimentar para toda a família, de modo a desenvolver na criança um sentimento de continuida- de e frequência alimentar. 9) Evitar o uso de compensações para fazer a criança comer Não se deve oferecer recompensas para fazer a criança se alimentar. É importante conscientizá-la da importância da alimentação correta para sua saúde e seu desenvolvimento.
  • 4. ObesidadeInfantil–Umaquestãodesaúdepública10 10) Fazer acompanhamento de rotina É importante realizar acompanhamento no posto de saúde para que seja feito monito- ramento do peso e de fatores de risco, como a elevação do colesterol e triglicérides no san- gue, e o controle/diagnóstico de doenças como hipertensão e diabetes. Essas recomendações são de aplicação geral, sendo recomendável que os casos particulares sejam tratados com orientação de um profissio- nal da saúde.
  • 5. ObesidadeInfantil–Umaquestãodesaúdepública 25 TRATAMENTO NÃO MEDICAMENTOSO DA OBESIDADE EM 5 ETAPAS1 Etapa I – Esclarecimento 1. Não existem dietas rígidas nem alimentos proibidos (a restrição leva à compulsão e por isso deve ser evitada); 2. Não se deseja perda rápida de peso; 3. Não existem alimentos proibidos; 4. Não há necessidade de regime ou de dietas milagrosas, mas deve-se buscar alimentos mais adequados em qualidade e em quanti- dade, que serão introduzidos paulatinamente; 5. A mudança alimentar é gradual e acontece conjuntamente com a família. Dieta saudável é a dieta equilibrada, que deve conter: a) Proteínas: carne, peixe, ovo, feijão; b) Carboidratos: preferencialmente os carboi- dratos complexos, cujo representante prin- cipal é o amido, presente nos cereais (arroz, 1 Guia elaborado pela Dra. Maria Zeneide, pediatra do Departamento Médico da Câmara dos Deputados.
  • 6. ObesidadeInfantil–Umaquestãodesaúdepública26 trigo e milho), nos tubérculos (batata, inhame e cará) e nas raízes (mandioca). c) Lipídios: preferencialmente, os de origem vegetal, de boa qualidade e em quantidade balanceada. d) Frutas: acerola, laranja, tangerina, banana, maça, manga, limão, mamão, dentre outras. e) Verduras: acelga, agrião, aipo, alface, almei- rão, brócolis, chicória, couve, couve-flor, es- pinafre, mostarda, repolho, rúcula, salsa, sal- são, entre outras. f) Legumes: cenoura, beterraba, abobrinha, abóbora, pepino, cebola, entre outros.
  • 7. ObesidadeInfantil–Umaquestãodesaúdepública 27 Etapa 2 – Avaliação comportamental Hábitos prejudiciais à saúde: 1. Mastigação rápida; 2. Alimentar-se assistindo TV; 3. Suprimir uma ou mais refeições (café da ma- nhã, lanche). Como tentar corrigir gradativamente estes distúrbios: a) Tentar comer em ambiente calmo, sem TV, de preferência na companhia de familiares; b) Fazer refeições de 3 em 3 horas, sem suprimir nenhuma delas; c) Tentar introduzir uma fruta por dia, nem que seja a mesma fruta (como um remédio que deve ser tomado todo dia). Etapa 3 – Redução gradativa dos alimentos oferecidos em excesso Exemplos: 1. Diminuir o tamanho do sanduíche; 2. Diminuir o tamanho do pacote de batata frita; 3. Diminuir o volume do refrigerante. Outra forma de reduzir a quantidade de alimen- to ingerido em excesso é reduzir o tamanho do copo (por exemplo, utilizar o copo de requeijão) e/ou do
  • 8. ObesidadeInfantil–Umaquestãodesaúdepública28 prato utilizado. Dessa forma, a sensação de ingestão do paciente é alterada. Isto é, um prato pequeno, po- rém cheio, ou um copo pequeno na mesma condição, passa a impressão de se estar ingerindo uma quanti- dade maior do que aquela realmente consumida. Etapa 4 – Melhorar a qualidade da dieta Incentivar a introdução crescente de alimentos não habituais e de grande importância nutricional – frutas, legumes, verduras, cereais e tubérculos. Etapa 5 – Manutenção Acompanhamento em longo prazo – manutenção da qualidade e da quantidade da dieta no cotidiano, inclusive em festas, férias e demais eventos cotidianos. Inclua na rotina do paciente uma atividade física prazerosa (futebol, natação, dança ou outra) a ser seguida 3 vezes por semana.