8 critérios

1.606 visualizações

Publicada em

Aula de 8 Critérios do curso de Pós Graduação do CEATA

Publicada em: Saúde e medicina
1 comentário
14 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Professora, quer dizer que todo estado de plenitude é devido a um perverso? E se for apenas um Qi correto em excesso? Ou será que o correto em excesso torna–se um perverso?
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.606
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
180
Comentários
1
Gostaram
14
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Desaparecimento do Yin e desaparecimento do Yang
    Fazem parte de estágios críticos na evolução das doenças.
  • 8 critérios

    1. 1. 8 critérios Profª Flavia Macedo Parente www.acupunturaenergetica.com.br flavia@acupunturaenergetica.com.br
    2. 2. 8 critérios  Yin - Yang  Superficial (externo)– profundo (interno)  Cheio – vazio  Quente - frio
    3. 3. 8 critérios Características  Tipo da doença – yin ou yang  Localização – se a doença está na superfície ou na profundidade  Natureza - Calor ou Frio  Plenitude – energia perversa em excesso.  Vazio – Qi correto em deficiência.  Yin e o Yang representam o princípio geral dos 8 critérios.  Yang – Superfície, Calor e a Plenitude.  Yin – Profundo, Frio e o Vazio.
    4. 4. Superficial e Profundo Profundidade e Evolução da doença  Superficial  Esta doença está localizada na parte externa do corpo, e a causa geralmente são os 6 excessos climáticos que são de origem externa. Sua tendência é de se aprofundar no corpo.  É um desequilíbrio agudo de começo repentino com evolução rápida e de curta duração.  Os 6 excessos climáticos agridem a pele, o invólucro muscular e bloqueia a circulação normal do Wei Qi.  Wei Qi congestionado – febre
    5. 5. Superficial e Profundo Profundidade e Evolução da doença  Wei Qi sem aquecer o invólucro muscular, nem nutrir os poros cutâneos – temor ao Frio e ao Vento.  O nariz que é a abertura do Pulmão que também governa a pele se agredido, sua função não é exercida – nariz tapado, tosse.  Se agredir a circulação dos meridianos e colaterais - cefaléia, cansaço.  Sintomas:  Temor ao vento e ao Frio, dor de cabeça, congestão nasal, garganta irritada ou dolorida e pulso superficial.
    6. 6. Superficial e Profundo Profundidade e Evolução da doença  Profundo  A doença está localizada na parte interna do organismo –Zang – órgãos - Fu – vísceras, Qi, sangue, osso, medula.  Causas possíveis  Conseqüência da penetração de Fatores de doenças externas  Invasão direta nos Zang Fu por fatores externos  Desarmonia nos Zang – Fu (são os mais graves)  Sintomas  Estes padrões de desequilíbrios geralmente são mais sérios e crônicos, de duração mais longa e começo mais traiçoeiro.  Quando houver febre é mais intensa, sem medo do frio ou do vento, podem ocorrer vômitos e alterações na urina e nas fezes, pulso mais profundo, alterações no corpo da língua e no seu revestimento.
    7. 7. Superficial e Profundo Profundidade e Evolução da doença  SINDROMES EXTERNAS (SUPERFICIAIS)  Doenças recentes,  Agudas  Febre com temor do Frio  Nenhuma modificação no revestimento lingual  Pulso superficial  SINDROMES PROFUNDAS (INTERNAS)  Doença antiga  Crônica  Febre sem temor do Frio ou calafrios sem febre  Revestimento lingual alterado  Pulso Profundo
    8. 8. Relação entre as Síndromes Superficiais e Profundas  As doenças podem evoluir do superficial para o profundo e vice-versa, e esses processos evolutivos da doença são a luta entre a energia correta e a energia perversa.  Causas da Interiorização do Superficial para o Profundo.  diminuição da capacidade de resistência do organismo (Qi correto)  agressão  abundância de energia nociva  terapêutica inadequada  Essa transformação é um agravamento da doença.  Causas da Exteriorização do Profundo para a Superfície  Acréscimo da capacidade de resistência do organismo  Terapêutica apropriada  Essa evolução expressa a melhora da doença.
    9. 9. Frio e Calor  Estes princípios permitem determinar a natureza da doença e são os excessos do Yin e do Yang.  FRIO – expressa uma insuficiência do Yang do organismo, um ataque do Frio perverso.  CALOR - representa um excesso do Yang no organismo, um ataque do Calor perverso.  Podem se manifestar também pelo ataque externo – frio, calor, vento e umidade.
    10. 10. Frio  Diminui a capacidade funcional do organismo - Yang está vazio e o Yin abundante.(Ataque do Frio perverso).  Sintomas  Temor ao Frio aliviado pelo Calor,  boca pálida e úmida,  sem sede,  cor azulada do rosto,  revestimento lingual branco,  brilhante e deslizante.  Pulso retardado e tenso.
    11. 11. Frio  Causas:  Ataque de Frio perverso externo  Doença crônica que lesa o interior  Nos dois casos o Yang está diminuído e estando insuficiente não contém o Yin.  Excesso de Yin – muitos líquidos – causam falta de sede, excesso de saliva, secreções, urina..., e se apresentam claras.  Sem yang o sangue não se movimenta, pulso retardado e o frio promovem o aspecto tenso.  Exemplo se atacar o Baço – que promove o transporte (precisa do yang), aparece fezes pastosas.
    12. 12. Calor  Aumento da atividade funcional do organismo – Yang abundante e o Yin está vazio. (Ataque do Calor Perverso).  Sintomas  Febre aliviada pelo fresco,  desejo de bebidas frescas,  rosto e olhos vermelhos,  agitação,  oligúria,  fezes secas,  língua vermelha,  revestimento lingual amarelo  Pulso rápido
    13. 13. Calor  Causas  Calor perverso ou Canícula nociva de origem externa  Excitação e congestão dos sentimentos que se transformam em Fogo  Alimentação irregular acumulando em forma de Calor  Cansaço Sexual (diminui o Yin do Rim)  Yin deficiente – Yang abundante  Calor do Yang abundante – febre aliviada pelo fresco.  Diminui os líquidos – sede, bebidas frescas, oligúria, fezes secas  Fogo se eleva – olhos vermelhos, agitação (Shen perturbado).  Língua vermelha, revestimento seco e amarelo – diminuição do yin.  Calor do Yang acelera o pulso.
    14. 14. Diferenças dos Sintomas de Frio e Calor Frio pertence ao Yin com vazio de yang Calor pertence a um excesso do Yang com diminuição dos líquidos Yin. Frio  Temor ao frio aliviado pelo calor  Boca pálida, úmida, ausência de sede.  Rosto branco ou azulado  Mãos e pés frios  Poliúria  Fezes líquidas ou pastosas  Pulso Profundo, retardado.  Língua Pálida, revestimento branco, brilhante e úmido. Calor  Temor ao Calor aliviado ao Fresco  Sede, desejo de beber bebidas frescas.  Rosto vermelho  Mãos e pés quentes  Oligúria  Obstipação seca  Pulso rápido, deslizante.  Língua vermelha, revestimento amarelo e seco.
    15. 15. Relações entre as Síndromes Frio e Calor  Formas Misturadas (emaranhadas)  Calor no alto, Frio no baixo.  Desequilíbrio entre o Yin e o Yang.  Sintomas quentes no alto – opressão no peito, angústia, vontade repetida de vomitar.  Sintomas de frio no Baixo – dores abdominais aliviadas pelo calor, evacuações líquidas.
    16. 16. Relações entre as Síndromes Frio e Calor  Frio na superfície, Calor Interno.  Calor interno acrescenta-se a um ataque externo de Vento Frio ou quando um agente patogênico externo penetra no interior e produz Calor, antes que o Frio da superfície tenha desaparecido.  Exemplo – um problema gástrico acometido pelo Frio Externo – Sintomas:  dilatação abdominal, agitação, sede, revestimento lingual amarelo – calor interno.  Febre com temor ao frio, corpo dolorido, devido ao Frio na superfície.  Calor na superfície, Frio Interno.  Pessoas com natureza de Frio interno e são atacadas por um vento calor de origem externa.  Ex. Qi de Baço e Estomago fraco, a pessoa é acometida por Vento Calor de origem externa. Sintomas:  Febre, Cefaleia, temor ao Vento Garganta inchada e dolorida - Calor na superfície  Membros frios, evacuações pastosas ou diarreia, ausência de sede - Frio Interno.
    17. 17. Formas evolutivas ou de passagem entre frio e calor  FRIO AO CALOR  Ataque de um Frio perverso - febre com temor do frio, lassidão, ausência de transpiração, revestimento lingual branco, pulso superficial e tenso.  A doença evolui o Frio penetra e se transforma em Calor – o temor ao frio desaparece, mas febre continua e apresenta agora, agitação ansiosa, sede, revestimento lingual amarelo.  A evolução do Frio para o Calor está ligada a abundância de Qi correto existente no organismo e o Yang, desta maneira o Qi perverso pode se transformar em Calor.  CALOR AO FRIO  Hipertermia acompanhada de transpiração profusa – Yang escorre com o suor. Se houver vômitos e diarréia abundantes, o Yang segue os líquidos orgânicos e diminui e desta maneira aumenta o Frio, mostrando rosto descorado, membros resfriados brutalmente, pulso profundo, retardado.  A evolução do Calor em Frio depende de um Qi perverso potente e de um Qi correto mais fraco. A energia do organismo se esgota em sua luta contra a energia perversa, O yang diminui e o Calor transforma-se em Frio. Essas formas evolutivas dependem da relação de força entre a energia correta e a energia perversa.
    18. 18. Formas Enganadoras Calor Real – Frio Aparente  Sintomas:  mãos e pés frios,  febre sem temor do Frio, mas com temor de Calor,  pulso rápido, com força,  agitação  sede, desejo de bebidas frescas,  garganta seca,  mau hálito  delírio verbal  oligúria  obstipação, ou diarréia quente  língua vermelha, revestimento lingual amarelo e seco. Mãos e pés frios são os sintomas de frio aparente, mas a natureza da doença é o Calor. Provavelmente o peito e o ventre estão quentes e mesmo se o corpo estiver frio, o doente não quer se cobrir, pois o verdadeiro frio a pessoa fica coberta, encolhida.
    19. 19. Formas Enganadoras Frio Positivo – Calor Aparente  Sintomas:  Febre  rosto vermelho (maças)  Sede  pulso grande  apesar da febre, deseja estar coberto.  apesar da sede, só deseja bebidas quentes.  O pulso é grande, mas sem força.  Sinais associados do Frio são membros frios, urina clara, fezes pastosas, língua pálida, revestimento lingual branco
    20. 20. Vazio e Plenitude  Determinam o estado da Energia Correta do organismo e o da Energia Perversa.  Síndrome de Vazio  Apresenta-se de várias formas –  Yin Vazio,  Yang vazio,  Qi vazio,  Sangue vazio.  Acontecem pela deficiência da energia correta.  Sintomas - Tez descorada ou amarela ressecado, astenia, palpitações cardíacas, dispnéia, corpo e membros frios, pensamentos lentos, calor na palma das mãos, sola dos pés e região precordial, transpiração espontânea, transpiração durante o sono, incontinência urinaria e de evacuações. Língua com pouco ou nenhum revestimento, pulso vazio, sem força.
    21. 21. Vazio e Plenitude  Causas  Deficiência de nascimento  Falta de contribuição para a energia adquirida  Descontrole alimentar  Fadiga dos 7 sentimentos fere o Qi no interior, e o sangue dos órgãos e das vísceras.  Excesso sexual – diminui ou dispersa o Qi original e verdadeiro dos Rins.  Doença crônica ou um erro terapêutico diminuem o Qi correto.  Sintomas específicos:  Yang Vazio, sem capacidade de transporte, aquecer – rosto descorado, dispnéia, membros frios, transpiração espontânea, incontinências.  Yin e Sangue vazio não retém o yang e não atuam na umedecendo o organismo – palma da mão, sola dos pés e região precordial quentes (calor dos 5 palmos) e também tem palpitação cardíaca, transpiração noturna, ansiedade.  Qi e Sangue vazios, vasos vazios, o sangue não está em movimento, o pulso está vazio sem força.
    22. 22. Vazio e Plenitude  Síndrome de Plenitude  Reflete um excesso de Qi perverso. Apesar do Qi nocivo estar presente, o Qi correto ainda pode resistir.  A Plenitude representa o estágio agudo da luta entre o Qi correto e o Qi nocivo.  Sintomas  Febre, dilatação abdominal dolorosa, a pressão agrava a dor.  Opressão torácica  Agitação mental e física, delírio verbal, à vezes perda da razão.  Abundância de mucosidade, respiração ruidosa.  Fezes secas, duras, obstipação, micção difícil.  Revestimento lingual espesso e gorduroso.  Pulso cheio e com força.  Excesso de Qi perverso e o Qi correto combate, esta luta sobe o Yang e acontece a febre.  Plenitude nociva pertuba o Shen, trazendo agitação mental, delírio verbal.  Respiração ruidosa e opressão torácica, pois o excesso está no Pulmão.  Quando a plenitude está no Estomago e nos Intestinos, o Qi dos órgãos não podem circular, o ventre está dilatado, doloroso, a dor é agravada pela pressão, a fezes são duras, micção é difícil.
    23. 23. Vazio e Plenitude Emaranhado de Vazio e Plenitude  Excesso de Qi Perverso e Insuficiência do Qi Correto.  Neste caso tonificamos a insuficiência e atacamos os sintomas do Qi perverso Exemplo:  Sintomas de Plenitude - abundância e estagnação de mucosidades, tosse asmática, opressão torácica.  Sintomas de Vazio – dispnéia agravada pelos esforços, corpo e membros frios, incontinência urinária. Devemos determinar a importância relativa do Vazio e da Plenitude e determinar a terapêutica.
    24. 24. Vazio e Plenitude Formas enganadoras  Plenitude real – Vazio aparente  Exemplo – Calor se acumula no Estômago e nos Intestinos – Plenitude, e vai provocar obstrução dos Meridianos e uma diminuição da circulação de Qi e de sangue.  Essa diminuição faz manifestar sintoma de Vazio – pensamentos lentos, corpo frio, membros frios, pulso profundo, lento ou escondido.  Mas a voz é forte, respiração ruidosa, o pulso mesmo sendo fraco quando apertado responde com força e ai mostra a verdadeira natureza da doença.
    25. 25. Vazio e Plenitude Formas Enganadoras  Vazio Real – Plenitude aparente  Exemplo – Diminuição de Qi e de sangue dos zang – ventre dilatado, ventre dolorido, pulso em corda, a dor é aliviada com pressão, o pulso em corda está sem força sob uma forte pressão, e isso expressa a verdadeira natureza da doença.
    26. 26. Como determinamos a realidade ou aparência  Observar a vitalidade (Shen)  Aspecto da língua (macia ou rígida)  Pulso (superficial, profundo, forte ou fraco à pressão).  Constituição do doente (forte ou fraco)  A doença (crônica ou aguda)
    27. 27. Vazio e Plenitude x Superficial e Profundo Plenitude de Superfície  Ataque por um agente patogênico externo, o Yang concentra-se na superfície do corpo. A luta entre o Qi correto e Qi nocivo acontece no invólucro muscular e os poros cutâneos estão tapados.  Sintomas além dos de Plenitude mais ausência de transpiração, lassidão e cefaléias, pulso superficial e tenso.
    28. 28. Vazio e Plenitude x Superficial e Profundo Vazio de Superfície  Ataque de Vento Externo. O vento é yang e ele se desloca e se infiltra, penetra no invólucro muscular e desequilibra a harmonia entre o Yin e o Wei Qi, provoca a abertura de poros.  Sintomas – Temor ao vento, transpiração espontânea, pulso lento. Harmonizar o Yin e o Wei Qi  Fraqueza de Qi de Baço e Pulmão. O invólucro muscular está frouxo, os poros cutâneos abertos, a transpiração é freqüente, e facilita o ataque do agente patogênico de origem externa. Tonificar o Qi.
    29. 29. Vazio e Plenitude x Frio e Calor  Vazio- Frio -Acontece pela diminuição do Yang do corpo. Chama-se Yang Vazio.  Plenitude – Frio -Por um excesso do Frio Perverso (externo) que esgota o Yang  Vazio – Calor -Pode significar vazio do yin do corpo que foi causada por uma febre cuja origem é uma diminuição do Yin, do Yang, do Qi e do Sangue.  Plenitude – Calor – tem como origem um excesso do agente patogênico Calor.
    30. 30. Yin e Yang  Sintomas de Yin Vazio  Insuficiência de líquidos  emagrecimento,  boca e garganta seca,  vertigens,  insônia,  oligúria,  obstipação, língua sem revestimento, pulso fino).  Yin não controlando o Yang  calor na palma das mãos, na sola dos pés e na região precordial,  hipertermia,  transpiração durante o sono,  língua escarlate,  pulso rápido
    31. 31. Yin e Yang  Sintomas de Yang Vazio  Acontece pela associação dos sintomas de Yang Vazio  astenia psicossomática,  respiração superficial,  dificuldade para falar,  fica deitado com as pernas dobradas,  vontade de dormir,  pulso sem força  Yang não controlando o Yin  temor ao frio melhorado pelo Calor,  membros frios,  boca pálida, úmida, não tem sede,  rosto pálido,  urina clara,  fezes pastosas,  oligúria com edema
    32. 32. Desaparecimento do Yin e desaparecimento do Yang  SINTOMAS DE DESAPARECIMENTO DO YIN  Os líquidos vão se esgotar.  Pele quente, mãos e pés ardentes,  sede desejo de beber bebidas frescas.  Transpiração quente e viscosa.  Pulso fino, rápido, apressado, sem força sob a pressão do dedo.  SINTOMAS DE DESPARECIMENTO DO YANG (Yang escapa)  Pele fria, membros frios, pés e mãos gelados,  sem sede ou deseja bebidas quentes,  deitado com pernas dobradas, pensamentos lentos,  transpiração abundante, fria, fluida, goteja.  Pulso fraco, lento que parece que vai parar.  O Yin e o Yang se sustentam e estão unidos.  Se o Yin se esgota o Yang fica sem apoio e se dispersa  Se o Yang desaparece o Yin nada tem para se reproduzir e chega ao fim.

    ×