SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 61
Síndromes Qi, Xue e Jin Ye
Pós-Graduação Lato
Sensu em Acupuntura
SUBSTÂNCIAS
O Qi, Xue e Jin Ye são ao mesmo tempo base
necessária ao funcionamento dos Zang Fu e o
resultado de sua atividade.
Doenças dos Zang Fu podem suscitar
modificações patológicas no Qi, Xue e Jin Ye.
As enfermidades de Qi, Xue e Jin Ye podem
ser causa de perturbações dos Zang Fu.
SUBSTÂNCIAS
Qi – Xue – Jin Ye
Zang Fu
SUBSTÂNCIAS
Qi – Xue – Jin Ye
Zang Fu
QI
O Qi é uma energia que se
manifesta simultaneamente sobre
os níveis físico e espiritual, assim
como, é um estado constante de
fluxo em estados variáveis de
agregação.
“O Qi é a raiz do homem”. (Nan
Jing)
QI
O Qi nasce da junção do ar, da
transformação dos alimentos e
bebidas e pela essencia.
Tem a função de: movimentar,
aquecer, proteger, reter,
transformar.
Alimentos e Bebidas
E
Id
Yin
Yang
Bp
Qi dos Alimentos
e Bebidas
Qi dos Alimentos
e Bebidas
P
C
Ar Qi do Ar
Qi do
Tórax
Qi Verdadeiro
R
(Jing)
Qi Original
(Fonte)
Distribuição
A.S.
A.M.
A.I.
Qi
Defensivo
Qi
Nutritivo
Yang
Yin
FORMAÇÃO DO QI
Alimentos e Bebidas
E
Id
Yin
Yang
Bp
GuQi
Gu Qi
P
C
Ar
Qing Qi Zong Qi
Zhen Qi
R
(Jing)
Yuan Qi
Distribuição
A.S.
A.M.
A.I.
Wei Qi
Ying Qi
Yang
Yin
FORMAÇÃO DO QI
SÍNDROMES DO QI
As patologias do Qi são
resumidas em:
* Qi Vazio – Qi Xu
* Estagnação do Qi – Qi Zhi
* Inversão do Qi – Qi Ni
* Submersão do Qi – Qi Xian
VAZIO DO QI
Expressa a diminuição da
atividade fisiológica dos Zang Fu
Etiologia: Senelidade, excesso de
trabalho, desregramento alimentar,
doenças crônicas.
VAZIO DO QI
Sintomas: Vertigens, ofuscação
da vista, respiração curta, afasia,
esgotamento, sudorese espontânea.
Esses sitomas são agravados pelo
esforço.
Língua Pálida e Mole
Pulso Vazio, Fraco
VAZIO DO QI
Pela insuficiência de Yuan Qi;
* Diminuição da atividade
fisiológica normal
* Respiração curta
* Afasia
* Fadiga Geral
VAZIO DO QI
Pela insuficiência de Wei Qi;
* Poros sem fechamento
normal
* Transpiração espontânea
* Diminuição da imunidade
VAZIO DO QI
Pela insuficiência de Ying Qi;
* Língua não é irrigada
* Não há impulso na
circulação
VAZIO DO QI
Princípio Terapêutico:
* Tonificar o Qi
ESTAGNAÇÃO DO QI
Refere-se a parada da circulação
ou bloqueio da atividade funcional
de um órgão ou parte de um corpo.
Etiologia: emoções reprimidas,
alimentação irregular, Liu Yin,
Contusão e ferimento.
ESTAGNAÇÃO DO QI
Sintomas: Inchaço, tumefações,
dilatação, dores
Língua: depende da localização
de cada estagnação.
Pulso também varia de acordo
com cada estagnação.
ESTAGNAÇÃO DO QI
Princípio Terapêutico:
* Circular o Qi
INVERSÃO DO QI
Expressa um desregramento da
“subida-descida” do Qi.
Normalmente ligada aos Zang Fu
Pulmão (Fei), Fígado (Gan) e
Estômago (Wei).
Etiologia: emoções reprimidas,
alimentação irregular, Liu Yin.
INVERSÃO DO QI
Sintomas:
* Fei Qi Ni – tosse, dispnéia,
opressão torácica.
* Gan Qi Ni – cefaléia,
vertigens, visão turva, síncope.
* Wei Qi Ni – soluço,
regurgitação, náuseas, vômitos.
INVERSÃO DO QI
Princípio Terapêutico
* Descender o Qi
* Reprimir a inversão
SUBMERSÃO DO QI
Representa uma variação da
deficiência no qual o Qi não
consegue sustentar os órgãos.
Etiologia: emoções reprimidas,
alimentação irregular, Liu Yin.
SUBMERSÃO DO QI
Sintomas: Vertigens, visão turva,
respiração curta, astenia, sensação
da dilatação abdominal, prolapsos
dos órgãos
Língua: Pálida, saburra branca
Pulso Fraco
SUBMERSÃO DO QI
Pelo Qi vazio que não pode se
elevar, causa a: Vertigens, visão
turva, respiração curta, astenia,
sensação da dilatação abdominal.
Pelo Qi enterrar e arrastar os
orgão para baixo causa: ptose e
prolapso dos órgãos.
XUE
O Xue é uma forma de Qi muito denso e
material, havendo um relacionamento muito
próximo entre eles, sendo o Xue a parte Yin e o
Qi a parte Yang.
O Xue tem a função de nutrir o organismo,
complementar a ação nutriente do Qi e
proporcionar o fundamento material para o
Shen.
XUE
O Xue é uma forma de Qi muito denso e
material, havendo um relacionamento muito
próximo entre eles, sendo o Xue a parte Yin e o
Qi a parte Yang.
O Xue tem a função de nutrir o organismo,
complementar a ação nutriente do Qi e
proporcionar o fundamento material para o
Shen.
XUE
O Sangue é fruto da transformação da
essência das alimentos, associada à essencia da
medula e ao Ying Qi.
* Xin Qi – move o xue.
* Fei Qi – permite a difusão no corpo.
* Pi Qi – permite que a Xue seja contido nos
vasos.
* Gan Qi – Armazena e libera em função das
necessidades.
A.S.
A.M.
A.I.
E
Id
Yin
Yang
Bp
Gu Qi
Gu Qi
C
Ar Qing Qi
XueP
Alimentos e Bebidas
Rins
(Jing)
Yin Jing Medula
Ossos
Cérebro
Medula Óssea
Xue
Distribuição
Wei Qi
Ying Qi
FORMAÇÃO DO XUE
SÍNDROMES DO XUE
As patologias do Xue são
resumidas em:
* Xue Vazio – Xue Xu
* Estagnação do Xue – Yu Xue
* Calor no Xue – Xue Wen
VAZIO DO XUE
Refere-se a incapacidade do xue
de encher os meridianos e alimentar
os órgãos.
Etiologia: Perda de sangue
abundante, insuficiência de Pi/Wei e
Shen, excesso de uma das sensações
que esgota o Yin e o Xue.
VAZIO DO XUE
Sintomas: Palidez, vertigens,
ofuscação nas vistas, palpitações,
formigamento nas extremidades,
insônia.
Língua: pálida
Pulso: fraco
VAZIO DO XUE
Princípio Terapêutico
* Nutrir o Xue
ESTAGNAÇÃO DO XUE
Pode ser por sangue extravasado que não é
reabsorvido ou bloqueio de sangue nos vasos e
meridianos.
Geralmente são síndromes de plenitude.
Estão classificadas como:
* Estagnação de Xue associada com vazio de
Qi
* Estagnação de Xue associado com vazio de
Xue
* Xue Frio
ESTAGNAÇÃO DO XUE
Estagnação de Xue associada com vazio de Qi
O Qi não tem força para impulsionar e
circular o Xue.
Sintomas: esgotamento, falta de fôlego,
sudorese espontânea, dores localizadas que não
melhoram com a pressão.
Língua Púrpura com pontos roxos.
Pulso Fino e áspero.
ESTAGNAÇÃO DO XUE
Estagnação de Xue associada com vazio de Qi
Princípio Terapêutico
* Circular o Xue
* Tonificar o Qi
ESTAGNAÇÃO DO XUE
Estagnação de Xue associada com vazio de Xue
A deficiência do próprio Xue leva a sua
estagnação.
Sintomas: Vertigens, visão turva, palpitação,
insônia, tumefações dolorosa.
Língua Pálida com pontos roxos
Pulso Lento e áspero
ESTAGNAÇÃO DO XUE
Estagnação de Xue associada com vazio de Xue
Princípio Terapêutico
* Circular o Xue
* Nutrir o Xue
ESTAGNAÇÃO DO XUE
Xue Frio
O Frio (de natureza Yin) acaba levando a
coagulação do Xue e a lesão do Yang Qi.
Sintomas: dores aliviadas pelo calor, corpo e
membros frios.
Língua Pálida.
Pulso Fino e Fraco.
ESTAGNAÇÃO DO XUE
Xue Frio
Princípio Terapêutico
* Aquecer os vasos
* Aquecer o Xue
CALOR NO XUE
Expressa agregação do Calor na
Estagnação do Xue, ressecamento do
Xue, calor no útero.
Etiologia: Xie externo, ferimento de
uma sensação, disfunção de uma
víscera, estagnação de xue.
CALOR NO XUE
Sintomas: Delírio verbal, ventre
dilatado e dolorido, tumefações
hemorragias, fezes secas e pretas,
alternância do calor e calafrios,
acessos de loucura, perda das unhas.
Língua: Vermelha.
Pulso: Fino e rápido.
CALOR NO XUE
Princípio Terapêutico
* Refrescar o Xue
* Dissipar o calor
* Mover xue
* Nutrir xue.
JIN YE
São os líquidos corpóreos, esses fluidos
englobam a totalidade dos líquidos normais do
corpo, abrangendo as diferentes secreções:
Líquidos do estômago, das articulações, e também
as excreções ligadas aos Zang-Fu, por exemplo:
Lágrima, suor e urina.
JIN YE
A principal função dos fluidos corpóreos e de
lubrificar e alimentar o organismo.
Jin: Parte leve, sutil e rara dos líquidos
somáticos, circula na superfície do corpo,
seguindo o Qi defensivo (Wei Qi), por isso está sob
o controle do Pulmão.
Ye: Parte mais pesada, turva e viscosa dos
líquidos somáticos, circulo no interior do corpo,
nutrindo as articulações, cérebro e medula.
Alimentos e Bebidas
E
Yin
Yang
A.S.
A.M.
Jin
Ye
Id
Bp
Xue
Distribuição
Wei Qi
Ying Qi
A.I.
P
Ig
B
Jin Ye
FORMAÇÃO DO JIN YE
SÍNDROMES DO JIN YE
As patologias do Xue são
resumidas em:
* Insuficiência do Jin Ye
* Acúmulo de Jin Ye
INSUFICIÊNCIA DO JIN YE
Refere-se ao ressecamento dos
líquidos orgânicos.
Etiologia: Excesso de calor,
transpiração profusa, perda de Xue,
desidratação.
INSUFICIÊNCIA DO JIN YE
Sintomas: Garganta seca, lábios
ressecados, pele seca, sede, pouca ou
nenhuma saliva, olíguria.
Língua: seca
Pulso: fino e rápido
INSUFICIÊNCIA DO JIN YE
Princípio Terapêutico
* Aumentar os líquidos
corpóreos
ACÚMULO DO JIN YE
Desregramento funcional de um
Zang fu, manifestando sob as formas:
* Mucosidade
* Humores viscosos
* Edemas
ACÚMULO DO JIN YE
- MUCOSIDADE -
As síndromes de mucosidade estão
associadas com sinais das energias perversas:
Vento, Calor, Frio e Umidade.
* Vento-mucosidade – vertigens, perda brutal
dos sentidos, desvio da boca e dos olhos, língua
rígida, afasia, hemiplegia.
* Calor-mucosidade – irritabilidade, tosse com
catarro amarelo e espesso, garganta dolorida,
fezes duras, demência.
ACÚMULO DO JIN YE
- MUCOSIDADE -
* Frio-mucosidade – resfriamento
brutal do corpo, expectoração branca
e fluída, dores nos ossos, imobilidade
dos membros.
* Umidade-mucosidade - anorexia,
sensação de massa no peito,
inspiração limitada, náuseas, vômitos,
obsidade, fadiga.
ACÚMULO DO JIN YE
- MUCOSIDADE -
Princípio Terapêutico
* Circular Jin Ye
* Expulsar Xie Qi
ACÚMULO DO JIN YE
- HUMORES VISCOSOS -
Os humores, a mucosidade e a água têm
muitos pontos em comum e estão muitas vezes
ligadas com o curso das doenças.
* No Estômago – peito e flancos inchados,
movimento de líquido no estômago, vômito,
ausência de sede ou não desejo de beber água,
palpitação e dispnéia.
* Nos Flancos – dores nos flancos agravadas
pela tosse rotação do tronco e respirações
profundas, alargamento dos espaços intercostais –
Pleurite, Tuberculose.
ACÚMULO DO JIN YE
- HUMORES VISCOSOS -
* Nos membros – membros doloridos pesados
e edematosos, oligúria, ausência de transpiração,
tosse asmática, humores abundantes.
* Nos brônquios – tosse asmática podendo
suscitar em vômito, sensação de dilatação do
tórax, dispnéia, edema no rosto – Bonquite,
enfisema.
ACÚMULO DO JIN YE
- HUMORES VISCOSOS -
Princípio Terapêutico
* Circular Jin Ye
* Dissolver tumefações
ACÚMULO DO JIN YE
- EDEMAS DE PLENITUDE -
* Ataque de vento perverso – edema de
aparecimenbto rápido (inciando nas palpebras
estendendo-se pelo rosto), cefaléia, vertigens,
dores articulares, febre com temor do vento, tosse,
garganta inchada vermelha e dolorosa.
Princípio Terapêutico: Liberar função de
difusão do Pulmão e Fazer circular a água.
ACÚMULO DO JIN YE
- EDEMAS DE PLENITUDE -
* Inibição por água – edemas generalizados,
cacifo, oligúria, fadiga com sensação de peso e
lentidão do corpo, opressão no peito, vontade de
vomitar.
Princípio Terapêutico: Fazer circular o Yang e
Fazer circular a água.
ACÚMULO DO JIN YE
- EDEMAS DE PLENITUDE -
* Calor-umidade – edema generalizado,
sensação de intumescimento e opressão toráco-
abdominal, febre com irritação e agitação ansiosa,
pele umida brilhante e luminosa.
Princípio Terapêutico: Refrescar o calor e Fazer
circular a umidade.
ACÚMULO DO JIN YE
- EDEMAS DE VAZIO -
* Yang do Baço não circula – edema
progressivo extremamente importante (incia-se
nos membros inferiores e chega progressivamente
ao abdome, rosto murcho, mente entorpecida,
fadiga, corpo e membros frios, anorexia, oligúria,
fezes soltas.
Princípio Terapêutico: Fortalecer o Baço e
Fazer circular a água.
ACÚMULO DO JIN YE
- EDEMAS DE VAZIO -
* Yang do Shen vazio – edema progressivo
atingindo o conjunto do corpo
predominantemente nos maléolos, lombalgia,
jolehos pesados, viatalidade fraca, fezes
pegajosas e pastosas, oligúria, mente fatigada e
temerosa.
Princípio Terapêutico: Aquecer o Yang do Rim
e Fazer circular a água.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Canais unitários
Canais unitáriosCanais unitários
Canais unitários
 
acao-energetica-dos-pontos
acao-energetica-dos-pontosacao-energetica-dos-pontos
acao-energetica-dos-pontos
 
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
 
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
 
O diagnóstico na medicina chinesa [auteroche, navailh]blzdeaco
O diagnóstico na medicina chinesa [auteroche, navailh]blzdeacoO diagnóstico na medicina chinesa [auteroche, navailh]blzdeaco
O diagnóstico na medicina chinesa [auteroche, navailh]blzdeaco
 
5 elementos - Shu Antigos
5 elementos - Shu Antigos5 elementos - Shu Antigos
5 elementos - Shu Antigos
 
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
 
37060073 apostila-meridianos-2009
37060073 apostila-meridianos-200937060073 apostila-meridianos-2009
37060073 apostila-meridianos-2009
 
Lingua diagnostico na MTC- MEDICINA TRADICIONAL CHINESA-Virality
Lingua  diagnostico na MTC- MEDICINA TRADICIONAL CHINESA-ViralityLingua  diagnostico na MTC- MEDICINA TRADICIONAL CHINESA-Virality
Lingua diagnostico na MTC- MEDICINA TRADICIONAL CHINESA-Virality
 
Microssistemas dente olho e nariz na medicina chinesa
Microssistemas dente olho e  nariz na medicina chinesaMicrossistemas dente olho e  nariz na medicina chinesa
Microssistemas dente olho e nariz na medicina chinesa
 
MÉTODOS DE DIAGNÓSTICO NA MTC
MÉTODOS DE DIAGNÓSTICO NA MTCMÉTODOS DE DIAGNÓSTICO NA MTC
MÉTODOS DE DIAGNÓSTICO NA MTC
 
Técnicas em MTC
Técnicas em MTCTécnicas em MTC
Técnicas em MTC
 
Craniopunturadeyamamoto
CraniopunturadeyamamotoCraniopunturadeyamamoto
Craniopunturadeyamamoto
 
Vaso governador
Vaso governadorVaso governador
Vaso governador
 
Pulmão+e+intestino+grosso
Pulmão+e+intestino+grossoPulmão+e+intestino+grosso
Pulmão+e+intestino+grosso
 
Acupuntura estética modulo 2
Acupuntura estética modulo 2Acupuntura estética modulo 2
Acupuntura estética modulo 2
 
Canais unitarios
Canais unitariosCanais unitarios
Canais unitarios
 
Anamnese shiatsu
Anamnese shiatsuAnamnese shiatsu
Anamnese shiatsu
 
Ação energética dos pontos de acupuntura
Ação energética dos pontos de acupunturaAção energética dos pontos de acupuntura
Ação energética dos pontos de acupuntura
 
Acupuntura sistêmica(aula)
Acupuntura sistêmica(aula)Acupuntura sistêmica(aula)
Acupuntura sistêmica(aula)
 

Semelhante a SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTAÇÕES BÁSICAS

Acupuntura clssicafundamentofilosofia
Acupuntura clssicafundamentofilosofia Acupuntura clssicafundamentofilosofia
Acupuntura clssicafundamentofilosofia
Administração sbtch
 
Cursodeacupunturaauricularcomnfaseempediatria 101026113810-phpapp02
Cursodeacupunturaauricularcomnfaseempediatria 101026113810-phpapp02Cursodeacupunturaauricularcomnfaseempediatria 101026113810-phpapp02
Cursodeacupunturaauricularcomnfaseempediatria 101026113810-phpapp02
Roseli Italo fonseca lazarini
 
Anamnese
AnamneseAnamnese
Anamnese
lacmuam
 
A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010
A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010
A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010
Michele Pó
 

Semelhante a SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTAÇÕES BÁSICAS (20)

Acupuntura :: MTC - fundamento & filosofia
Acupuntura :: MTC - fundamento & filosofiaAcupuntura :: MTC - fundamento & filosofia
Acupuntura :: MTC - fundamento & filosofia
 
Acupuntura clssicafundamentofilosofia
Acupuntura clssicafundamentofilosofia Acupuntura clssicafundamentofilosofia
Acupuntura clssicafundamentofilosofia
 
Dietoterapia.pdf Medicina Tradicional Chinesa
Dietoterapia.pdf Medicina Tradicional ChinesaDietoterapia.pdf Medicina Tradicional Chinesa
Dietoterapia.pdf Medicina Tradicional Chinesa
 
Substâncias fundamentais alunos
Substâncias fundamentais alunosSubstâncias fundamentais alunos
Substâncias fundamentais alunos
 
Zang fu
Zang fuZang fu
Zang fu
 
Estudo de Caso Clínico: Medicina Tradicional Chinesa em obesidade e hiperidrose
Estudo de Caso Clínico: Medicina Tradicional Chinesa em obesidade e hiperidroseEstudo de Caso Clínico: Medicina Tradicional Chinesa em obesidade e hiperidrose
Estudo de Caso Clínico: Medicina Tradicional Chinesa em obesidade e hiperidrose
 
TRATAMENTO DE PSORÍASE NA MTC
TRATAMENTO DE PSORÍASE NA MTC  TRATAMENTO DE PSORÍASE NA MTC
TRATAMENTO DE PSORÍASE NA MTC
 
Baço Pâncreas
Baço Pâncreas Baço Pâncreas
Baço Pâncreas
 
Anamnese 2020
Anamnese 2020Anamnese 2020
Anamnese 2020
 
Oficina de Noções Básicas da Medicina Tradicional Chinesa/Acupuntura
Oficina de Noções Básicas da Medicina Tradicional Chinesa/AcupunturaOficina de Noções Básicas da Medicina Tradicional Chinesa/Acupuntura
Oficina de Noções Básicas da Medicina Tradicional Chinesa/Acupuntura
 
Anamnese 2016
Anamnese 2016Anamnese 2016
Anamnese 2016
 
acupuntura em pediatria
acupuntura em pediatriaacupuntura em pediatria
acupuntura em pediatria
 
POLÍGRAFO
POLÍGRAFOPOLÍGRAFO
POLÍGRAFO
 
Cursodeacupunturaauricularcomnfaseempediatria 101026113810-phpapp02
Cursodeacupunturaauricularcomnfaseempediatria 101026113810-phpapp02Cursodeacupunturaauricularcomnfaseempediatria 101026113810-phpapp02
Cursodeacupunturaauricularcomnfaseempediatria 101026113810-phpapp02
 
apostila de dor misofascial e acupuntura.pdf
apostila de dor misofascial e acupuntura.pdfapostila de dor misofascial e acupuntura.pdf
apostila de dor misofascial e acupuntura.pdf
 
Maga semio
Maga semioMaga semio
Maga semio
 
Anamnese
AnamneseAnamnese
Anamnese
 
Meridianos3
Meridianos3Meridianos3
Meridianos3
 
Casos Clínicos: Anamnese e Diagnósticos Possíveis
Casos Clínicos: Anamnese e Diagnósticos PossíveisCasos Clínicos: Anamnese e Diagnósticos Possíveis
Casos Clínicos: Anamnese e Diagnósticos Possíveis
 
A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010
A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010
A importância dos sub doshas para diagnóstico andreia mealha 2010
 

Mais de http://www.saudebio.com Bio

Mais de http://www.saudebio.com Bio (10)

Técnicas em MTC
Técnicas em MTCTécnicas em MTC
Técnicas em MTC
 
Técnicas em MTC
Técnicas em MTCTécnicas em MTC
Técnicas em MTC
 
Técnicas em MTC
Técnicas em MTCTécnicas em MTC
Técnicas em MTC
 
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
 
Pulmão intestino grosso (novo)
Pulmão   intestino grosso (novo)Pulmão   intestino grosso (novo)
Pulmão intestino grosso (novo)
 
BP/ Estômago
BP/ EstômagoBP/ Estômago
BP/ Estômago
 
Meridianos de Acupuntura
Meridianos de AcupunturaMeridianos de Acupuntura
Meridianos de Acupuntura
 
Pontos Baço Estômago_2
Pontos Baço Estômago_2Pontos Baço Estômago_2
Pontos Baço Estômago_2
 
Pontos de Acupuntura do Baço/Estômago_1
Pontos de Acupuntura do Baço/Estômago_1Pontos de Acupuntura do Baço/Estômago_1
Pontos de Acupuntura do Baço/Estômago_1
 
Lesões no desporto
Lesões no desportoLesões no desporto
Lesões no desporto
 

Último

Metabolismo Celular, Respiração Celular aeróbia e anaeróbia.pdf
Metabolismo Celular, Respiração Celular aeróbia e anaeróbia.pdfMetabolismo Celular, Respiração Celular aeróbia e anaeróbia.pdf
Metabolismo Celular, Respiração Celular aeróbia e anaeróbia.pdf
MayaraStefanydaSilva1
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 

Último (8)

ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdfATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
 
AULA - Fígado, vias biliares e pâncreas exócrino.pdf
AULA - Fígado, vias biliares e pâncreas exócrino.pdfAULA - Fígado, vias biliares e pâncreas exócrino.pdf
AULA - Fígado, vias biliares e pâncreas exócrino.pdf
 
AULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptx
AULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptxAULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptx
AULA 02 TEMPO CIRURGICO-SEGURANÇA DO PACIENTE.pptx
 
DOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSÓRIAS - slide.pptx
DOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSÓRIAS - slide.pptxDOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSÓRIAS - slide.pptx
DOENÇAS DE NOTIFICAÇÕES COMPULSÓRIAS - slide.pptx
 
Metabolismo Celular, Respiração Celular aeróbia e anaeróbia.pdf
Metabolismo Celular, Respiração Celular aeróbia e anaeróbia.pdfMetabolismo Celular, Respiração Celular aeróbia e anaeróbia.pdf
Metabolismo Celular, Respiração Celular aeróbia e anaeróbia.pdf
 
Tabela-pontos-de-corte-clinicos-BrCAST-12-abr-22.pdf
Tabela-pontos-de-corte-clinicos-BrCAST-12-abr-22.pdfTabela-pontos-de-corte-clinicos-BrCAST-12-abr-22.pdf
Tabela-pontos-de-corte-clinicos-BrCAST-12-abr-22.pdf
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
 
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdfCrianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
 

SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTAÇÕES BÁSICAS

  • 1. Síndromes Qi, Xue e Jin Ye Pós-Graduação Lato Sensu em Acupuntura
  • 2. SUBSTÂNCIAS O Qi, Xue e Jin Ye são ao mesmo tempo base necessária ao funcionamento dos Zang Fu e o resultado de sua atividade. Doenças dos Zang Fu podem suscitar modificações patológicas no Qi, Xue e Jin Ye. As enfermidades de Qi, Xue e Jin Ye podem ser causa de perturbações dos Zang Fu.
  • 3. SUBSTÂNCIAS Qi – Xue – Jin Ye Zang Fu
  • 4. SUBSTÂNCIAS Qi – Xue – Jin Ye Zang Fu
  • 5. QI O Qi é uma energia que se manifesta simultaneamente sobre os níveis físico e espiritual, assim como, é um estado constante de fluxo em estados variáveis de agregação. “O Qi é a raiz do homem”. (Nan Jing)
  • 6. QI O Qi nasce da junção do ar, da transformação dos alimentos e bebidas e pela essencia. Tem a função de: movimentar, aquecer, proteger, reter, transformar.
  • 7. Alimentos e Bebidas E Id Yin Yang Bp Qi dos Alimentos e Bebidas Qi dos Alimentos e Bebidas P C Ar Qi do Ar Qi do Tórax Qi Verdadeiro R (Jing) Qi Original (Fonte) Distribuição A.S. A.M. A.I. Qi Defensivo Qi Nutritivo Yang Yin FORMAÇÃO DO QI
  • 8. Alimentos e Bebidas E Id Yin Yang Bp GuQi Gu Qi P C Ar Qing Qi Zong Qi Zhen Qi R (Jing) Yuan Qi Distribuição A.S. A.M. A.I. Wei Qi Ying Qi Yang Yin FORMAÇÃO DO QI
  • 9. SÍNDROMES DO QI As patologias do Qi são resumidas em: * Qi Vazio – Qi Xu * Estagnação do Qi – Qi Zhi * Inversão do Qi – Qi Ni * Submersão do Qi – Qi Xian
  • 10. VAZIO DO QI Expressa a diminuição da atividade fisiológica dos Zang Fu Etiologia: Senelidade, excesso de trabalho, desregramento alimentar, doenças crônicas.
  • 11. VAZIO DO QI Sintomas: Vertigens, ofuscação da vista, respiração curta, afasia, esgotamento, sudorese espontânea. Esses sitomas são agravados pelo esforço. Língua Pálida e Mole Pulso Vazio, Fraco
  • 12. VAZIO DO QI Pela insuficiência de Yuan Qi; * Diminuição da atividade fisiológica normal * Respiração curta * Afasia * Fadiga Geral
  • 13. VAZIO DO QI Pela insuficiência de Wei Qi; * Poros sem fechamento normal * Transpiração espontânea * Diminuição da imunidade
  • 14. VAZIO DO QI Pela insuficiência de Ying Qi; * Língua não é irrigada * Não há impulso na circulação
  • 15. VAZIO DO QI Princípio Terapêutico: * Tonificar o Qi
  • 16. ESTAGNAÇÃO DO QI Refere-se a parada da circulação ou bloqueio da atividade funcional de um órgão ou parte de um corpo. Etiologia: emoções reprimidas, alimentação irregular, Liu Yin, Contusão e ferimento.
  • 17. ESTAGNAÇÃO DO QI Sintomas: Inchaço, tumefações, dilatação, dores Língua: depende da localização de cada estagnação. Pulso também varia de acordo com cada estagnação.
  • 18. ESTAGNAÇÃO DO QI Princípio Terapêutico: * Circular o Qi
  • 19. INVERSÃO DO QI Expressa um desregramento da “subida-descida” do Qi. Normalmente ligada aos Zang Fu Pulmão (Fei), Fígado (Gan) e Estômago (Wei). Etiologia: emoções reprimidas, alimentação irregular, Liu Yin.
  • 20. INVERSÃO DO QI Sintomas: * Fei Qi Ni – tosse, dispnéia, opressão torácica. * Gan Qi Ni – cefaléia, vertigens, visão turva, síncope. * Wei Qi Ni – soluço, regurgitação, náuseas, vômitos.
  • 21. INVERSÃO DO QI Princípio Terapêutico * Descender o Qi * Reprimir a inversão
  • 22. SUBMERSÃO DO QI Representa uma variação da deficiência no qual o Qi não consegue sustentar os órgãos. Etiologia: emoções reprimidas, alimentação irregular, Liu Yin.
  • 23. SUBMERSÃO DO QI Sintomas: Vertigens, visão turva, respiração curta, astenia, sensação da dilatação abdominal, prolapsos dos órgãos Língua: Pálida, saburra branca Pulso Fraco
  • 24. SUBMERSÃO DO QI Pelo Qi vazio que não pode se elevar, causa a: Vertigens, visão turva, respiração curta, astenia, sensação da dilatação abdominal. Pelo Qi enterrar e arrastar os orgão para baixo causa: ptose e prolapso dos órgãos.
  • 25. XUE O Xue é uma forma de Qi muito denso e material, havendo um relacionamento muito próximo entre eles, sendo o Xue a parte Yin e o Qi a parte Yang. O Xue tem a função de nutrir o organismo, complementar a ação nutriente do Qi e proporcionar o fundamento material para o Shen.
  • 26. XUE O Xue é uma forma de Qi muito denso e material, havendo um relacionamento muito próximo entre eles, sendo o Xue a parte Yin e o Qi a parte Yang. O Xue tem a função de nutrir o organismo, complementar a ação nutriente do Qi e proporcionar o fundamento material para o Shen.
  • 27. XUE O Sangue é fruto da transformação da essência das alimentos, associada à essencia da medula e ao Ying Qi. * Xin Qi – move o xue. * Fei Qi – permite a difusão no corpo. * Pi Qi – permite que a Xue seja contido nos vasos. * Gan Qi – Armazena e libera em função das necessidades.
  • 28. A.S. A.M. A.I. E Id Yin Yang Bp Gu Qi Gu Qi C Ar Qing Qi XueP Alimentos e Bebidas Rins (Jing) Yin Jing Medula Ossos Cérebro Medula Óssea Xue Distribuição Wei Qi Ying Qi FORMAÇÃO DO XUE
  • 29. SÍNDROMES DO XUE As patologias do Xue são resumidas em: * Xue Vazio – Xue Xu * Estagnação do Xue – Yu Xue * Calor no Xue – Xue Wen
  • 30. VAZIO DO XUE Refere-se a incapacidade do xue de encher os meridianos e alimentar os órgãos. Etiologia: Perda de sangue abundante, insuficiência de Pi/Wei e Shen, excesso de uma das sensações que esgota o Yin e o Xue.
  • 31. VAZIO DO XUE Sintomas: Palidez, vertigens, ofuscação nas vistas, palpitações, formigamento nas extremidades, insônia. Língua: pálida Pulso: fraco
  • 32. VAZIO DO XUE Princípio Terapêutico * Nutrir o Xue
  • 33. ESTAGNAÇÃO DO XUE Pode ser por sangue extravasado que não é reabsorvido ou bloqueio de sangue nos vasos e meridianos. Geralmente são síndromes de plenitude. Estão classificadas como: * Estagnação de Xue associada com vazio de Qi * Estagnação de Xue associado com vazio de Xue * Xue Frio
  • 34. ESTAGNAÇÃO DO XUE Estagnação de Xue associada com vazio de Qi O Qi não tem força para impulsionar e circular o Xue. Sintomas: esgotamento, falta de fôlego, sudorese espontânea, dores localizadas que não melhoram com a pressão. Língua Púrpura com pontos roxos. Pulso Fino e áspero.
  • 35. ESTAGNAÇÃO DO XUE Estagnação de Xue associada com vazio de Qi Princípio Terapêutico * Circular o Xue * Tonificar o Qi
  • 36. ESTAGNAÇÃO DO XUE Estagnação de Xue associada com vazio de Xue A deficiência do próprio Xue leva a sua estagnação. Sintomas: Vertigens, visão turva, palpitação, insônia, tumefações dolorosa. Língua Pálida com pontos roxos Pulso Lento e áspero
  • 37. ESTAGNAÇÃO DO XUE Estagnação de Xue associada com vazio de Xue Princípio Terapêutico * Circular o Xue * Nutrir o Xue
  • 38. ESTAGNAÇÃO DO XUE Xue Frio O Frio (de natureza Yin) acaba levando a coagulação do Xue e a lesão do Yang Qi. Sintomas: dores aliviadas pelo calor, corpo e membros frios. Língua Pálida. Pulso Fino e Fraco.
  • 39. ESTAGNAÇÃO DO XUE Xue Frio Princípio Terapêutico * Aquecer os vasos * Aquecer o Xue
  • 40. CALOR NO XUE Expressa agregação do Calor na Estagnação do Xue, ressecamento do Xue, calor no útero. Etiologia: Xie externo, ferimento de uma sensação, disfunção de uma víscera, estagnação de xue.
  • 41. CALOR NO XUE Sintomas: Delírio verbal, ventre dilatado e dolorido, tumefações hemorragias, fezes secas e pretas, alternância do calor e calafrios, acessos de loucura, perda das unhas. Língua: Vermelha. Pulso: Fino e rápido.
  • 42. CALOR NO XUE Princípio Terapêutico * Refrescar o Xue * Dissipar o calor * Mover xue * Nutrir xue.
  • 43. JIN YE São os líquidos corpóreos, esses fluidos englobam a totalidade dos líquidos normais do corpo, abrangendo as diferentes secreções: Líquidos do estômago, das articulações, e também as excreções ligadas aos Zang-Fu, por exemplo: Lágrima, suor e urina.
  • 44. JIN YE A principal função dos fluidos corpóreos e de lubrificar e alimentar o organismo. Jin: Parte leve, sutil e rara dos líquidos somáticos, circula na superfície do corpo, seguindo o Qi defensivo (Wei Qi), por isso está sob o controle do Pulmão. Ye: Parte mais pesada, turva e viscosa dos líquidos somáticos, circulo no interior do corpo, nutrindo as articulações, cérebro e medula.
  • 45. Alimentos e Bebidas E Yin Yang A.S. A.M. Jin Ye Id Bp Xue Distribuição Wei Qi Ying Qi A.I. P Ig B Jin Ye FORMAÇÃO DO JIN YE
  • 46. SÍNDROMES DO JIN YE As patologias do Xue são resumidas em: * Insuficiência do Jin Ye * Acúmulo de Jin Ye
  • 47. INSUFICIÊNCIA DO JIN YE Refere-se ao ressecamento dos líquidos orgânicos. Etiologia: Excesso de calor, transpiração profusa, perda de Xue, desidratação.
  • 48. INSUFICIÊNCIA DO JIN YE Sintomas: Garganta seca, lábios ressecados, pele seca, sede, pouca ou nenhuma saliva, olíguria. Língua: seca Pulso: fino e rápido
  • 49. INSUFICIÊNCIA DO JIN YE Princípio Terapêutico * Aumentar os líquidos corpóreos
  • 50. ACÚMULO DO JIN YE Desregramento funcional de um Zang fu, manifestando sob as formas: * Mucosidade * Humores viscosos * Edemas
  • 51. ACÚMULO DO JIN YE - MUCOSIDADE - As síndromes de mucosidade estão associadas com sinais das energias perversas: Vento, Calor, Frio e Umidade. * Vento-mucosidade – vertigens, perda brutal dos sentidos, desvio da boca e dos olhos, língua rígida, afasia, hemiplegia. * Calor-mucosidade – irritabilidade, tosse com catarro amarelo e espesso, garganta dolorida, fezes duras, demência.
  • 52. ACÚMULO DO JIN YE - MUCOSIDADE - * Frio-mucosidade – resfriamento brutal do corpo, expectoração branca e fluída, dores nos ossos, imobilidade dos membros. * Umidade-mucosidade - anorexia, sensação de massa no peito, inspiração limitada, náuseas, vômitos, obsidade, fadiga.
  • 53. ACÚMULO DO JIN YE - MUCOSIDADE - Princípio Terapêutico * Circular Jin Ye * Expulsar Xie Qi
  • 54. ACÚMULO DO JIN YE - HUMORES VISCOSOS - Os humores, a mucosidade e a água têm muitos pontos em comum e estão muitas vezes ligadas com o curso das doenças. * No Estômago – peito e flancos inchados, movimento de líquido no estômago, vômito, ausência de sede ou não desejo de beber água, palpitação e dispnéia. * Nos Flancos – dores nos flancos agravadas pela tosse rotação do tronco e respirações profundas, alargamento dos espaços intercostais – Pleurite, Tuberculose.
  • 55. ACÚMULO DO JIN YE - HUMORES VISCOSOS - * Nos membros – membros doloridos pesados e edematosos, oligúria, ausência de transpiração, tosse asmática, humores abundantes. * Nos brônquios – tosse asmática podendo suscitar em vômito, sensação de dilatação do tórax, dispnéia, edema no rosto – Bonquite, enfisema.
  • 56. ACÚMULO DO JIN YE - HUMORES VISCOSOS - Princípio Terapêutico * Circular Jin Ye * Dissolver tumefações
  • 57. ACÚMULO DO JIN YE - EDEMAS DE PLENITUDE - * Ataque de vento perverso – edema de aparecimenbto rápido (inciando nas palpebras estendendo-se pelo rosto), cefaléia, vertigens, dores articulares, febre com temor do vento, tosse, garganta inchada vermelha e dolorosa. Princípio Terapêutico: Liberar função de difusão do Pulmão e Fazer circular a água.
  • 58. ACÚMULO DO JIN YE - EDEMAS DE PLENITUDE - * Inibição por água – edemas generalizados, cacifo, oligúria, fadiga com sensação de peso e lentidão do corpo, opressão no peito, vontade de vomitar. Princípio Terapêutico: Fazer circular o Yang e Fazer circular a água.
  • 59. ACÚMULO DO JIN YE - EDEMAS DE PLENITUDE - * Calor-umidade – edema generalizado, sensação de intumescimento e opressão toráco- abdominal, febre com irritação e agitação ansiosa, pele umida brilhante e luminosa. Princípio Terapêutico: Refrescar o calor e Fazer circular a umidade.
  • 60. ACÚMULO DO JIN YE - EDEMAS DE VAZIO - * Yang do Baço não circula – edema progressivo extremamente importante (incia-se nos membros inferiores e chega progressivamente ao abdome, rosto murcho, mente entorpecida, fadiga, corpo e membros frios, anorexia, oligúria, fezes soltas. Princípio Terapêutico: Fortalecer o Baço e Fazer circular a água.
  • 61. ACÚMULO DO JIN YE - EDEMAS DE VAZIO - * Yang do Shen vazio – edema progressivo atingindo o conjunto do corpo predominantemente nos maléolos, lombalgia, jolehos pesados, viatalidade fraca, fezes pegajosas e pastosas, oligúria, mente fatigada e temerosa. Princípio Terapêutico: Aquecer o Yang do Rim e Fazer circular a água.