SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
Baixar para ler offline
Ginecologia e
Obstetrícia
Profª Flavia Macedo Parente
www.acupunturaenergetica.com.br
flavia@acupunturaenergetica.com.br
História da Ginecologia em
MTC
 Dinastia Shang (1500 a 1000 a.C.) – ossos e
casco de tartaruga - problemas de parto
 Já a infertilidade foi descrita no período
de Estados de Guerra (476-221 a.C.) no
livro Book of Mountains and Seas
 O Imperador Amarelo descreve as
funções do útero
 Yi Xu e Chun Yu Yan – primeiros médicos
das mulheres, durante a Dinastia Han
A Fisiologia da mulher
 Dominada pelo Sangue
 Sangue = origem de ciclos menstruais, fertilidade,
concepção, gravidez e parto.
 “O Qi é comandante do Sangue”
 “O Sangue é a mãe do Qi”
 Gui Celestial
Fisiologia da Mulher
O Útero
 Nas mulheres, o útero corresponde ao
Campo Inferior do Elixir (Dan Tian) o qual nos
homens abriga “Sala do Esperma”
 Bao é uma estrutura comum tanto para
homens quanto para mulheres, sendo útero
nas mulheres e sala do esperma nos
homens.
 Tem a forma de um órgão Yang e a função
de um órgão Yin.
 A forma do útero é uma cavidade e a
menstruação e trabalho de parto são uma
expressão da sua função de descarga
(como um órgão Yang). Por outro lado, o
Útero armazena Sangue e nutre o feto
durante a gravidez (uma expressão de sua
função Yin).
Útero e Órgãos Internos
 F: Nutre e movimenta o Xue
 C: Xue do C e yang do C desce ao
útero
 R: nutre a essência
 E: por canal Chong Mai
 BP: mantém o útero no lugar e fabrica e
segura o sangue
 Chong Mai: Nutre e movimenta o Xue
 Ren Mai: nutre a essência, Yin
 Du Mai: nutre Yang, fogo ministerial
Menstruação e Canais
Extraordinários
Chong Mai – Mar de Sangue,
relaciona-se mais com sangue e
menstruação
Ren Mai – Mar dos meridianos Yin,
fornece as substâncias Yin para
todos os processos fisiológicos e
passagens hormonais das mulheres
Du Mai - representa o aspecto yang
das funções reprodutivas femininas
Dai Mai - guia e sustenta o Qi do
útero e a essência
Yin Qiao Mai – seu trajeto
Etiologia
Fatores Patogênicos Externos
 FRIO
 vento-frio invade o espaço entre pele e músculos ou frio
invadindo o útero diretamente.
 Vulnerabilidade após parto ou durante a menstruação
 UMIDADE
 A umidade é o maior fator patogênico em ginecologia.
 Ao instalar-se no sistema reprodutivo feminino, causa
leucorréia, dor na ovulação ou dismenorréia.
 A umidade facilmente se combina com o calor
 massas abdominais, dismenorréia, cistos ovarianos,
leucorréia, infertilidade ou menorragia.
 CALOR
 O calor tanto pode ser vento-calor ou calor de verão.
 calor do sangue
 hemorragia menstrual excessiva.
Etiologia
Estresse Emocional
 O estresse emocional tem profunda
influência sobre a menstruação, gravidez,
trabalho de parto e menopausa.
 Problemas emocionais são mais
prejudiciais em mulheres se ocorrem ao
redor da puberdade.
 Em particular, o estresse emocional irá
afetar muito os canais Ren mai e Chong
mai, criando desequilíbrios que causarão
problemas ginecológicos posteriormente
na vida.
Etiologia
Dieta
 O consumo excessivo de alimentos frios pode
gerar frio no útero. Isto é mais frequente
acontecer na puberdade, durante a
menstruação ou após o trabalho de parto, e é a
maior causa de dismenorréia e infertilidade.
 O excesso de alimento quente pode causar
calor no sangue e, deste modo, menorragia.
 A dieta carente de nutrientes pode resultar em
deficiência do Qi e do sangue e deste modo,
amenorréia, ciclos escassos ou infertilidade.
 O consumo excessivo de alimentos gordurosos
pode causar umidade interna que
frequentemente se instala no aquecedor inferior.
Isto pode causar uma descarga vaginal
excessiva, dismenorréia, cistos.
Etiologia
Trabalho/Exercício excessivos
 Enfraquecem o Baço, Fígado e Rins
 Como causam estagnação de Qi e/ou de Sangue
afetam os canais Chong Mai e Ren Mai.
 Particularmente deletério se praticado na
puberdade.
Etiologia
Gravidez e Parto
 O parto não é necessariamente a causa da
doença, mas pode vir a ser em cinco
circunstâncias:
 Quando a puérpera não tem repouso
suficiente
 Se existe excessiva perda de sangue durante
o trabalho de parto
 Em predisposição a problemas mentais,
emocionais e falha em estabelecer elo com
o bebê
 Se a mulher tiver deficiência de sangue e/ou
de rim preexistente.
 Se a mulher não espaçar uma gravidez de
outra
Etiologia
Atividade Sexual excessiva ou
deficiente
 A atividade sexual excessiva esgota os rins
 Pode exaurir o Fogo Ministerial ao esvaziar a
Essência
 Desejo sexual presente - sem atividade
sexual e orgasmo - fogo ministerial pode se
acumular e originar tanto o calor no sangue
como a estagnação do Qi no Aquecedor
Inferior
 Desejo ausente - falta de atividade sexual
não causará a doença
 Calor acumulado - atiça fogo ministerial –
perturba a mente
 Estagnação do Qi no aquecedor inferior –
alterações ginecológicas
Etiologia
Cirurgia e histerectomia
 Formação de aderências
 As mulheres estão particularmente sujeitas a
estagnação do Qi e/ou Sangue após a cirurgia
abdominal
 Primeiro: as mulheres são mais propensas a
desarmonias de sangue
 Segundo: o TA inferior em mulheres contém o útero
que armazena o sangue.
Diagnóstico
Menstruação
 Dor antes do período menstrual: estagnação do qi ou estase do
sangue (melhora com instalação do período menstrual)
 Dor durante o período: calor do sangue ou estase do sangue
 Dor após o período: deficiência do sangue
 Dor severa penetrante: estase do sangue
 Dor severa em cólica, atenuada pela aplicação de calor: estase de
frio
 Dor moderada: tanto calor do sangue como deficiência do sangue
 Sensação de repuxo no abdômen inferior com dor moderada:
desmoronamento de Qi
 Sensação de peso no abdômen inferior com dor: umidade calor
 Dor da ovulação: umidade calor
 Variações possíveis sob ação de pílula contraceptiva ou DIU
Diagnóstico
Outros Sintomas
 Cefaléias durante o período menstrual - subida do
yang do fígado ou pelo fogo do fígado em brasa
(casos em que já existe calor do sangue)
 Cefaléia após o período menstrual indica def. do
sangue do fígado
 Constipação durante o período menstrual - fogo do
fígado
 Constipação após o período - def de sangue ou do
rim
 Insônia durante o período - calor no sangue, com
fogo do fígado e/ou calor-fogo
 Insônia após a menstruação é def do sangue ou do
rim
 Diarréia após o período menstrual - def do yang do
baço e/ou yang do rim
P.M. Encurtado
Estagnação do Qi do Fígado
converte em fogo com calor do
sangue
Deficiência do yin do fígado e do
rim com vazio do calor
Sintomas: período menstrual
adiantado, abundante, sangue escuro
e coágulos, dor abdominal, distensão
pré-menstrual das mamas,
irritabilidade, gosto amargo na boca,
garganta seca. Língua vermelha,
principalmente dos lados. Pulso em
corda e rápido.
Sintomas: período menstrual
adiantado, escasso ou abundante,
rubor malar, sensação de calor a
noite, tontura, zumbido, calor nas
palmas, sudorese noturna. Língua
vermelha. Pulso vazio ou fino e
rápido.
Tratamento: limpar e serenar o fígado,
mover o qi, remover o calor, refrescar
o sangue, regular o período
menstrual.
Tratamento: nutrir o yin, remover o
vazio do calor, regular a menstruação.
Acupuntura:
F2, F3, VC4, F14, IG11, BP10,
BP6, BP8
Acupuntura:
P7-R6, VC4, R3, F8, BP6, R2
Período Menstrual Atrasado
Deficiência do Sangue Frio no Útero (Plenitude do frio)
Sintomas: períodos menstruais
atrasados e escassos, sangue
menstrual pálido, aparência
melancólico-pálida, erupções
cutâneas, visão borrada, tontura,
palpitações, insônia, dores no corpo.
Língua pálida e fina. Pulso rugoso ou
fino e fraco.
Sintomas: períodos menstruais
atrasados e escassos, sangue
menstrual escuro e coágulos,
dismenorréia, dor abdominal aliviada
com calor e piora com pressão,
sensação de frio. Língua: pálida, com
revestimento espesso branco. Pulso
cheio e apertado
Tratamento: nutrir o sangue e regular
a menstruação.
Tratamento: esquentar o útero,
dispersar o frio, regular os períodos
menstruais
Acupuntura:
P7-R6, VC4, R13, F8, E36, BP6,
B20, B23, B17
Acupuntura:
VC4, VC6, E29, BP8, BP6, E36,
VG4, B32, E25
Períodos Menstruais Irregulares
Estagnação do Qi do Fígado Deficiência do Yin do Rim
Sintomas: sangue escasso e
coágulos, distensão abdominal e
das mamas, depressão, suspiro,
irritabilidade, cefaléia, diarréia,
epistaxe ou hemoptise. Língua
normal ou com vermelhidão nas
laterais. Pulso em corda.
Sintomas: sangue escasso, visão
borrada, sudorese noturna,
sensação de calor a noite. Língua
vermelha e pulso fino e rápido.
Tratamento: serenar o fígado,
mover o qi, eliminar a
estagnação, regular os períodos
menstruais.
Tratamento: nutrir o yin, tonificar
os rins, consolidar Ren mai e
Chong mai
Acupuntura:
F3, TA6, CS6, F14, VC4, VC6,
BP4-CS6
Acupuntura:
P7-R6, VC4, R3, VC7,
BP6
Períodos Menstruais Dolorosos
Tipos Plenitude
Umidade Calor Estagnação do Qi do Fígado
converte em calor
Sintomas: dor hipogástrica antes da
menstruação, e algumas vezes no
meio do ciclo, sensação de queimação
estendendo-se ao sacro, sensação de
calor, sangue menstrual com
pequenos coágulos, descarga vaginal,
urina escassa e escura, sede,
inquietude mental. Língua vermelha
com revestimento amarelo grudento e
pulso escorregadio.
Sintomas: dor abdominal antes ou
durante a menstruação, sangue
escuro, período menstrual pesado,
distensão das mamas, irritabilidade,
propensão a acessos de raiva, sede,
cefaléia, sensação de calor, epistaxe
ou hemoptise, fezes ressecadas.
Língua vermelha com revestimento
amarelo e pulso rápido e em corda.
Tratamento: remover o calor, resolver
a umidade, eliminar a estase
Tratamento: remover o calor,
harmonizar o fígado, eliminar a
estagnação e parar a dor
Acupuntura:
BP9, BP6, P7-R6, VC3, E28, B32,
B22, VC9, IG11, BP10, R2, F3
Acupuntura:
F3, F2, F14, VC6, VC4, R14,
BP10, IG11, TA6, VB34
TPM
Tipos Plenitude
Estagnação do Qi do Fígado Muco-fogo incomodando a mente
Sintomas: distensão abdominal e das
mamas, irritabilidade, mau humor,
depressão, dor no hipocôndrio e
distensão, cefaléia, diarréia ou fezes
soltas, epistaxe ou hemoptise. Língua
em casos leves com corpo inalterado,
em casos crônicos os lados podem
estar vermelhos. Pulso em corda em
todas as posições ou somente do lado
esquerdo.
Sintomas: agitação, depressão,
comportamento levemente maníaco,
agressividade, uma sensação de
opressão no peito, face vermelha,
olhos vermelhados. Língua vermelha
com saburra amarela e pulso cheio,
escorregadio e rápido.
Tratamento: aliviar o fígado, eliminar a
estagnação, acalmar a mente.
Tratamento: remover o calor, resolver
o muco, acalmar a mente.
Acupuntura:
F3, VB34, VB41, BP6, TA6, CS6 –
Acupuntura:
CS7, E40, E8, VG24, IG11, BP9,
BP4-CS6, VC12, B20
Gravidez - Enjôo Matinal
Deficiência do Qi do
Estômago com vazio de
frio
Deficiência do Yin do
Estômago
Estagnação do Qi do
Fígado invadindo
Estômago
Sintomas: leve enjôo,
náusea sem vômito ou
vômito de líquidos diluídos,
cansaço, sensação de frio,
apetite pobre, depressão.
Língua pálida e molhada.
Pulso fraco.
Sintomas: enjôo matinal,
leve náusea, boca seca sem
desejo de beber ou com
desejo de beber em
pequenos goles, apetite
precário. Língua descamada
com rachaduras, pulso
flutuante.
Sintomas: enjôo matinal,
ânsia, arroto, vômito
alimentar de gosto ácido,
distensão abdominal e
epigástrica, depressão,
irritabilidade. Língua com
lados vermelhos e pulso em
corda.
Tratamento: fortalecer o
estômago, tonificar o Baço,
harmonizar o Estômago,
esquentar o aquecedor
médio
Tratamento: nutrir o yin do
estômago, restaurar o Qi do
estômago, parar o vômito
Tratamento: serenar o
Fígado, mover o Qi, eliminar
a estagnação, harmonizar o
estômago, dominar o Qi
rebelde e parar o vômito.
Acupuntura:
E36, VC12, VC13, CS6,
B20, B21
Acupuntura:
VC12, E36, BP3, E44,
E21, CS6
Acupuntura:
F14, VB34, VC12,
VC13, CS6, TA6, E 34,
E36, R21
Leite do Peito não fluindo
Deficiência do Qi e do Sangue
Deficiência do Qi e do
Sangue
 Sintomas: lactação
insuficiente ou ausente,
leite aquoso, sem
sensação de distensão
das mamas, aparência
amarelada, pele seca,
apetite pobre,
cansaço. Língua pálida
e pulso fraco.
 Tratamento: tonificar o
Qi e o Sangue, remover
as obstruções dos
canais de energia.
 Acupuntura:
 E36, BP6, F8, VB41,
E18, E12, VC4, B20,
ID1, VC17
Estagnação do Qi do Fígado
 Sintomas: ausência ou
lactação escassa,
distensão, enriquecimento
e dor nas mamas,
distensão no hipocôndrio,
irritabilidade, distensão
epigástrica. Língua
vermelha nos lado e pulso
em corda.
 Tratamento: serenar o
fígado, eliminar a
estagnação, mover o Qi,
remover obstruções,
promover lactação.
 Acupuntura:
 TA6, VB41, E18, BP4-
CS6, VB34, F3, VC17,
ID1, TA3, B51, P9, F4,
VB21
Menopausa
Deficiência do Yin do Rim Deficiência do Yang do
Rim
Deficiência do Yin e do
Yang dos Rins
Sintomas: tontura, zumbido,
rubor malar, sudorese
noturna, rubores quentes,
febre em toda palma da
mão, dos nas costas, boca
seca, cabelos e pele secos,
prurido, constipação. Língua
vermelha sem revestimento
e pulso vazio.
Sintomas: rubores quentes
nas mãos e pés frios,
sudorese de manhã, face
pálida, depressão, calafrios,
cefaléia, edema em
tornozelos. Língua pálida e
pulso fino e profundo.
Sintomas: rubores quentes
nos pés e mãos frias,
sudorese noturna, polaciúria
de diurese pálida, rubor ao
redor do pescoço ao falar ou
agitar-se levemente,
calafrios, garganta seca,
tontura, zumbido, dor nas
costas. Língua pálida ou
vermelha dependendo de
qual deficiência predomina.
Pulso vazio ou rápido.
Tratamento: nutrir o Yin do
Rim, dominar o Yang,
acalmar a Mente, remover o
Vazio do calor do Coração.
Tratamento: tonificar e
esquentar os Rins, tonificar
o Yang, esquentar o centro,
fortalecer o Baço.
Tratamento: nutrir os Rins,
nutrir o Yin, tonificar
suavemente o Yang,
acalmar a mente
Acupuntura: P7-R6, R3,
R10, VC4, BP6, C6, R7, IG4
Acupuntura: B23, B52, R3,
P7-R6, VC4, VC15, R7
Acupuntura: R3, P7-R6,
VC7, C6, VC4, B23, B52,
BP6
Massas Pélvicas
 Estase de Qi
 Estase de Xue
 Acúmulo de muco

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Pontos Fonte E Lo
Pontos  Fonte E  LoPontos  Fonte E  Lo
Pontos Fonte E LoRenata Pudo
 
Apresentação vasos-maravilhosos-delvo
Apresentação vasos-maravilhosos-delvoApresentação vasos-maravilhosos-delvo
Apresentação vasos-maravilhosos-delvoAlexandre de Aguiar
 
Meridianos Tendinos Musculares
Meridianos Tendinos MuscularesMeridianos Tendinos Musculares
Meridianos Tendinos MuscularesFlavia Parente
 
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...http://www.saudebio.com Bio
 
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...http://www.saudebio.com Bio
 
Lingua diagnostico na MTC- MEDICINA TRADICIONAL CHINESA-Virality
Lingua  diagnostico na MTC- MEDICINA TRADICIONAL CHINESA-ViralityLingua  diagnostico na MTC- MEDICINA TRADICIONAL CHINESA-Virality
Lingua diagnostico na MTC- MEDICINA TRADICIONAL CHINESA-ViralityMarcos Dias
 
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...http://www.saudebio.com Bio
 
Bian zheng (Diagnóstico pela Diferenciação de Síndromes)
Bian zheng (Diagnóstico pela Diferenciação de Síndromes)Bian zheng (Diagnóstico pela Diferenciação de Síndromes)
Bian zheng (Diagnóstico pela Diferenciação de Síndromes)http://www.saudebio.com Bio
 
Apostila de zen shiatsu
Apostila de zen shiatsuApostila de zen shiatsu
Apostila de zen shiatsuEli Júnior
 
Diagnóstico da Língua
Diagnóstico da Língua Diagnóstico da Língua
Diagnóstico da Língua Michele Pó
 

Mais procurados (20)

Interrogatório
InterrogatórioInterrogatório
Interrogatório
 
Pontos Fonte E Lo
Pontos  Fonte E  LoPontos  Fonte E  Lo
Pontos Fonte E Lo
 
Apresentação vasos-maravilhosos-delvo
Apresentação vasos-maravilhosos-delvoApresentação vasos-maravilhosos-delvo
Apresentação vasos-maravilhosos-delvo
 
8 critérios
8 critérios8 critérios
8 critérios
 
Shiatsu I
Shiatsu IShiatsu I
Shiatsu I
 
Acupuntura sistêmica(aula)
Acupuntura sistêmica(aula)Acupuntura sistêmica(aula)
Acupuntura sistêmica(aula)
 
Técnicas em MTC
Técnicas em MTCTécnicas em MTC
Técnicas em MTC
 
Meridianos Tendinos Musculares
Meridianos Tendinos MuscularesMeridianos Tendinos Musculares
Meridianos Tendinos Musculares
 
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
 
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
 
Auriculoterapia lar 05
Auriculoterapia lar   05Auriculoterapia lar   05
Auriculoterapia lar 05
 
Zang fu
Zang fuZang fu
Zang fu
 
acao-energetica-dos-pontos
acao-energetica-dos-pontosacao-energetica-dos-pontos
acao-energetica-dos-pontos
 
Diagnóstico em MTC
Diagnóstico em MTCDiagnóstico em MTC
Diagnóstico em MTC
 
Lingua diagnostico na MTC- MEDICINA TRADICIONAL CHINESA-Virality
Lingua  diagnostico na MTC- MEDICINA TRADICIONAL CHINESA-ViralityLingua  diagnostico na MTC- MEDICINA TRADICIONAL CHINESA-Virality
Lingua diagnostico na MTC- MEDICINA TRADICIONAL CHINESA-Virality
 
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
SÍNDROMES NA MEDICINA TRADICIONAL CHINESA E PADRÕES DE DESARMONIA E MANIFESTA...
 
Meridianos
MeridianosMeridianos
Meridianos
 
Bian zheng (Diagnóstico pela Diferenciação de Síndromes)
Bian zheng (Diagnóstico pela Diferenciação de Síndromes)Bian zheng (Diagnóstico pela Diferenciação de Síndromes)
Bian zheng (Diagnóstico pela Diferenciação de Síndromes)
 
Apostila de zen shiatsu
Apostila de zen shiatsuApostila de zen shiatsu
Apostila de zen shiatsu
 
Diagnóstico da Língua
Diagnóstico da Língua Diagnóstico da Língua
Diagnóstico da Língua
 

Destaque (7)

Clinica moderna de ginecologia y obstetricia
Clinica moderna de ginecologia y obstetriciaClinica moderna de ginecologia y obstetricia
Clinica moderna de ginecologia y obstetricia
 
HISTORIA CLINICA
HISTORIA CLINICAHISTORIA CLINICA
HISTORIA CLINICA
 
Anamnese ginecológica
Anamnese ginecológicaAnamnese ginecológica
Anamnese ginecológica
 
Metodos diagnosticos en obstetricia y ginecologia
Metodos diagnosticos en obstetricia y ginecologiaMetodos diagnosticos en obstetricia y ginecologia
Metodos diagnosticos en obstetricia y ginecologia
 
Historia Clinica obstetrica
Historia Clinica obstetricaHistoria Clinica obstetrica
Historia Clinica obstetrica
 
Historia clinica y examen fisico obstetrico
Historia clinica y examen fisico obstetricoHistoria clinica y examen fisico obstetrico
Historia clinica y examen fisico obstetrico
 
Historia clinica ginecoobstetrica
Historia clinica ginecoobstetricaHistoria clinica ginecoobstetrica
Historia clinica ginecoobstetrica
 

Semelhante a Acupuntura na Ginecologia e obstetrícia

MÉTODOS DE DIAGNÓSTICO NA MTC
MÉTODOS DE DIAGNÓSTICO NA MTCMÉTODOS DE DIAGNÓSTICO NA MTC
MÉTODOS DE DIAGNÓSTICO NA MTCElva Judy Nieri
 
gestacao normal-2013.ppt
gestacao normal-2013.pptgestacao normal-2013.ppt
gestacao normal-2013.pptEltonfreire8
 
CefaléIa HipertensãO
CefaléIa HipertensãOCefaléIa HipertensãO
CefaléIa HipertensãORenata Pudo
 
Modificaesnoorganismodagestante 120814201519-phpapp02
Modificaesnoorganismodagestante 120814201519-phpapp02Modificaesnoorganismodagestante 120814201519-phpapp02
Modificaesnoorganismodagestante 120814201519-phpapp02Iriene Castro
 
Acupuntura :: MTC - fundamento & filosofia
Acupuntura :: MTC - fundamento & filosofiaAcupuntura :: MTC - fundamento & filosofia
Acupuntura :: MTC - fundamento & filosofiaKogen Gouveia
 
Acupuntura clssicafundamentofilosofia
Acupuntura clssicafundamentofilosofia Acupuntura clssicafundamentofilosofia
Acupuntura clssicafundamentofilosofia Administração sbtch
 
Semiologia De Abdome
Semiologia De AbdomeSemiologia De Abdome
Semiologia De AbdomeJose Carlos
 
Dietoterapia.pdf Medicina Tradicional Chinesa
Dietoterapia.pdf Medicina Tradicional ChinesaDietoterapia.pdf Medicina Tradicional Chinesa
Dietoterapia.pdf Medicina Tradicional Chinesaricardoferreiramirap
 
Modificações no organismo da gestante
Modificações no organismo da gestanteModificações no organismo da gestante
Modificações no organismo da gestantealbaguilherme
 
Gestacao Normal Mat 2014.ppt
Gestacao Normal Mat 2014.pptGestacao Normal Mat 2014.ppt
Gestacao Normal Mat 2014.pptjhenicacamila123
 
Apresentação de slides sobre Gestação Normal
Apresentação de slides sobre Gestação NormalApresentação de slides sobre Gestação Normal
Apresentação de slides sobre Gestação NormalBruno Oliveira
 
canaisunitrios-150302130859-conversion-gate01.pptx
canaisunitrios-150302130859-conversion-gate01.pptxcanaisunitrios-150302130859-conversion-gate01.pptx
canaisunitrios-150302130859-conversion-gate01.pptxssuser213c34
 
Apresentação de Caso Clínico Professor Robson
Apresentação de Caso Clínico Professor RobsonApresentação de Caso Clínico Professor Robson
Apresentação de Caso Clínico Professor RobsonProfessor Robson
 
Aula 6 -_mecanismo_do_parto__classificacao_de_risco_na_obstetricia
Aula 6 -_mecanismo_do_parto__classificacao_de_risco_na_obstetriciaAula 6 -_mecanismo_do_parto__classificacao_de_risco_na_obstetricia
Aula 6 -_mecanismo_do_parto__classificacao_de_risco_na_obstetriciaGustavo Henrique
 

Semelhante a Acupuntura na Ginecologia e obstetrícia (20)

MÉTODOS DE DIAGNÓSTICO NA MTC
MÉTODOS DE DIAGNÓSTICO NA MTCMÉTODOS DE DIAGNÓSTICO NA MTC
MÉTODOS DE DIAGNÓSTICO NA MTC
 
Sistema urinário
Sistema urinárioSistema urinário
Sistema urinário
 
gestacao normal-2013.ppt
gestacao normal-2013.pptgestacao normal-2013.ppt
gestacao normal-2013.ppt
 
CefaléIa HipertensãO
CefaléIa HipertensãOCefaléIa HipertensãO
CefaléIa HipertensãO
 
Os 6 Estágios na Medicina Tradicional Chinesa
Os 6 Estágios na Medicina Tradicional Chinesa Os 6 Estágios na Medicina Tradicional Chinesa
Os 6 Estágios na Medicina Tradicional Chinesa
 
Modificaesnoorganismodagestante 120814201519-phpapp02
Modificaesnoorganismodagestante 120814201519-phpapp02Modificaesnoorganismodagestante 120814201519-phpapp02
Modificaesnoorganismodagestante 120814201519-phpapp02
 
Acupuntura :: MTC - fundamento & filosofia
Acupuntura :: MTC - fundamento & filosofiaAcupuntura :: MTC - fundamento & filosofia
Acupuntura :: MTC - fundamento & filosofia
 
Acupuntura clssicafundamentofilosofia
Acupuntura clssicafundamentofilosofia Acupuntura clssicafundamentofilosofia
Acupuntura clssicafundamentofilosofia
 
Mudanças Gestante.pptx
Mudanças Gestante.pptxMudanças Gestante.pptx
Mudanças Gestante.pptx
 
Semiologia De Abdome
Semiologia De AbdomeSemiologia De Abdome
Semiologia De Abdome
 
Aula puerpério _Isilia pdf.pdf
Aula puerpério _Isilia pdf.pdfAula puerpério _Isilia pdf.pdf
Aula puerpério _Isilia pdf.pdf
 
Aula 8 _-_pos_parto
Aula 8 _-_pos_partoAula 8 _-_pos_parto
Aula 8 _-_pos_parto
 
Dietoterapia.pdf Medicina Tradicional Chinesa
Dietoterapia.pdf Medicina Tradicional ChinesaDietoterapia.pdf Medicina Tradicional Chinesa
Dietoterapia.pdf Medicina Tradicional Chinesa
 
Modificações no organismo da gestante
Modificações no organismo da gestanteModificações no organismo da gestante
Modificações no organismo da gestante
 
Gestacao Normal Mat 2014.ppt
Gestacao Normal Mat 2014.pptGestacao Normal Mat 2014.ppt
Gestacao Normal Mat 2014.ppt
 
Apresentação de slides sobre Gestação Normal
Apresentação de slides sobre Gestação NormalApresentação de slides sobre Gestação Normal
Apresentação de slides sobre Gestação Normal
 
Saúde da Mulher 3
Saúde da Mulher 3Saúde da Mulher 3
Saúde da Mulher 3
 
canaisunitrios-150302130859-conversion-gate01.pptx
canaisunitrios-150302130859-conversion-gate01.pptxcanaisunitrios-150302130859-conversion-gate01.pptx
canaisunitrios-150302130859-conversion-gate01.pptx
 
Apresentação de Caso Clínico Professor Robson
Apresentação de Caso Clínico Professor RobsonApresentação de Caso Clínico Professor Robson
Apresentação de Caso Clínico Professor Robson
 
Aula 6 -_mecanismo_do_parto__classificacao_de_risco_na_obstetricia
Aula 6 -_mecanismo_do_parto__classificacao_de_risco_na_obstetriciaAula 6 -_mecanismo_do_parto__classificacao_de_risco_na_obstetricia
Aula 6 -_mecanismo_do_parto__classificacao_de_risco_na_obstetricia
 

Último

relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfHELLEN CRISTINA
 
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino FelisbertoAltas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisbertoadelinofelisberto3
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSProf. Marcus Renato de Carvalho
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfHELLEN CRISTINA
 
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdfCrianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdfivana Sobrenome
 
Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................paulo222341
 
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdfHELLEN CRISTINA
 

Último (7)

relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
 
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino FelisbertoAltas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
 
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdfCrianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
 
Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................
 
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
 

Acupuntura na Ginecologia e obstetrícia

  • 1. Ginecologia e Obstetrícia Profª Flavia Macedo Parente www.acupunturaenergetica.com.br flavia@acupunturaenergetica.com.br
  • 2. História da Ginecologia em MTC  Dinastia Shang (1500 a 1000 a.C.) – ossos e casco de tartaruga - problemas de parto  Já a infertilidade foi descrita no período de Estados de Guerra (476-221 a.C.) no livro Book of Mountains and Seas  O Imperador Amarelo descreve as funções do útero  Yi Xu e Chun Yu Yan – primeiros médicos das mulheres, durante a Dinastia Han
  • 3. A Fisiologia da mulher  Dominada pelo Sangue  Sangue = origem de ciclos menstruais, fertilidade, concepção, gravidez e parto.  “O Qi é comandante do Sangue”  “O Sangue é a mãe do Qi”  Gui Celestial
  • 4. Fisiologia da Mulher O Útero  Nas mulheres, o útero corresponde ao Campo Inferior do Elixir (Dan Tian) o qual nos homens abriga “Sala do Esperma”  Bao é uma estrutura comum tanto para homens quanto para mulheres, sendo útero nas mulheres e sala do esperma nos homens.  Tem a forma de um órgão Yang e a função de um órgão Yin.  A forma do útero é uma cavidade e a menstruação e trabalho de parto são uma expressão da sua função de descarga (como um órgão Yang). Por outro lado, o Útero armazena Sangue e nutre o feto durante a gravidez (uma expressão de sua função Yin).
  • 5. Útero e Órgãos Internos  F: Nutre e movimenta o Xue  C: Xue do C e yang do C desce ao útero  R: nutre a essência  E: por canal Chong Mai  BP: mantém o útero no lugar e fabrica e segura o sangue  Chong Mai: Nutre e movimenta o Xue  Ren Mai: nutre a essência, Yin  Du Mai: nutre Yang, fogo ministerial
  • 6. Menstruação e Canais Extraordinários Chong Mai – Mar de Sangue, relaciona-se mais com sangue e menstruação Ren Mai – Mar dos meridianos Yin, fornece as substâncias Yin para todos os processos fisiológicos e passagens hormonais das mulheres Du Mai - representa o aspecto yang das funções reprodutivas femininas Dai Mai - guia e sustenta o Qi do útero e a essência Yin Qiao Mai – seu trajeto
  • 7. Etiologia Fatores Patogênicos Externos  FRIO  vento-frio invade o espaço entre pele e músculos ou frio invadindo o útero diretamente.  Vulnerabilidade após parto ou durante a menstruação  UMIDADE  A umidade é o maior fator patogênico em ginecologia.  Ao instalar-se no sistema reprodutivo feminino, causa leucorréia, dor na ovulação ou dismenorréia.  A umidade facilmente se combina com o calor  massas abdominais, dismenorréia, cistos ovarianos, leucorréia, infertilidade ou menorragia.  CALOR  O calor tanto pode ser vento-calor ou calor de verão.  calor do sangue  hemorragia menstrual excessiva.
  • 8. Etiologia Estresse Emocional  O estresse emocional tem profunda influência sobre a menstruação, gravidez, trabalho de parto e menopausa.  Problemas emocionais são mais prejudiciais em mulheres se ocorrem ao redor da puberdade.  Em particular, o estresse emocional irá afetar muito os canais Ren mai e Chong mai, criando desequilíbrios que causarão problemas ginecológicos posteriormente na vida.
  • 9. Etiologia Dieta  O consumo excessivo de alimentos frios pode gerar frio no útero. Isto é mais frequente acontecer na puberdade, durante a menstruação ou após o trabalho de parto, e é a maior causa de dismenorréia e infertilidade.  O excesso de alimento quente pode causar calor no sangue e, deste modo, menorragia.  A dieta carente de nutrientes pode resultar em deficiência do Qi e do sangue e deste modo, amenorréia, ciclos escassos ou infertilidade.  O consumo excessivo de alimentos gordurosos pode causar umidade interna que frequentemente se instala no aquecedor inferior. Isto pode causar uma descarga vaginal excessiva, dismenorréia, cistos.
  • 10. Etiologia Trabalho/Exercício excessivos  Enfraquecem o Baço, Fígado e Rins  Como causam estagnação de Qi e/ou de Sangue afetam os canais Chong Mai e Ren Mai.  Particularmente deletério se praticado na puberdade.
  • 11. Etiologia Gravidez e Parto  O parto não é necessariamente a causa da doença, mas pode vir a ser em cinco circunstâncias:  Quando a puérpera não tem repouso suficiente  Se existe excessiva perda de sangue durante o trabalho de parto  Em predisposição a problemas mentais, emocionais e falha em estabelecer elo com o bebê  Se a mulher tiver deficiência de sangue e/ou de rim preexistente.  Se a mulher não espaçar uma gravidez de outra
  • 12. Etiologia Atividade Sexual excessiva ou deficiente  A atividade sexual excessiva esgota os rins  Pode exaurir o Fogo Ministerial ao esvaziar a Essência  Desejo sexual presente - sem atividade sexual e orgasmo - fogo ministerial pode se acumular e originar tanto o calor no sangue como a estagnação do Qi no Aquecedor Inferior  Desejo ausente - falta de atividade sexual não causará a doença  Calor acumulado - atiça fogo ministerial – perturba a mente  Estagnação do Qi no aquecedor inferior – alterações ginecológicas
  • 13. Etiologia Cirurgia e histerectomia  Formação de aderências  As mulheres estão particularmente sujeitas a estagnação do Qi e/ou Sangue após a cirurgia abdominal  Primeiro: as mulheres são mais propensas a desarmonias de sangue  Segundo: o TA inferior em mulheres contém o útero que armazena o sangue.
  • 14. Diagnóstico Menstruação  Dor antes do período menstrual: estagnação do qi ou estase do sangue (melhora com instalação do período menstrual)  Dor durante o período: calor do sangue ou estase do sangue  Dor após o período: deficiência do sangue  Dor severa penetrante: estase do sangue  Dor severa em cólica, atenuada pela aplicação de calor: estase de frio  Dor moderada: tanto calor do sangue como deficiência do sangue  Sensação de repuxo no abdômen inferior com dor moderada: desmoronamento de Qi  Sensação de peso no abdômen inferior com dor: umidade calor  Dor da ovulação: umidade calor  Variações possíveis sob ação de pílula contraceptiva ou DIU
  • 15. Diagnóstico Outros Sintomas  Cefaléias durante o período menstrual - subida do yang do fígado ou pelo fogo do fígado em brasa (casos em que já existe calor do sangue)  Cefaléia após o período menstrual indica def. do sangue do fígado  Constipação durante o período menstrual - fogo do fígado  Constipação após o período - def de sangue ou do rim  Insônia durante o período - calor no sangue, com fogo do fígado e/ou calor-fogo  Insônia após a menstruação é def do sangue ou do rim  Diarréia após o período menstrual - def do yang do baço e/ou yang do rim
  • 16. P.M. Encurtado Estagnação do Qi do Fígado converte em fogo com calor do sangue Deficiência do yin do fígado e do rim com vazio do calor Sintomas: período menstrual adiantado, abundante, sangue escuro e coágulos, dor abdominal, distensão pré-menstrual das mamas, irritabilidade, gosto amargo na boca, garganta seca. Língua vermelha, principalmente dos lados. Pulso em corda e rápido. Sintomas: período menstrual adiantado, escasso ou abundante, rubor malar, sensação de calor a noite, tontura, zumbido, calor nas palmas, sudorese noturna. Língua vermelha. Pulso vazio ou fino e rápido. Tratamento: limpar e serenar o fígado, mover o qi, remover o calor, refrescar o sangue, regular o período menstrual. Tratamento: nutrir o yin, remover o vazio do calor, regular a menstruação. Acupuntura: F2, F3, VC4, F14, IG11, BP10, BP6, BP8 Acupuntura: P7-R6, VC4, R3, F8, BP6, R2
  • 17. Período Menstrual Atrasado Deficiência do Sangue Frio no Útero (Plenitude do frio) Sintomas: períodos menstruais atrasados e escassos, sangue menstrual pálido, aparência melancólico-pálida, erupções cutâneas, visão borrada, tontura, palpitações, insônia, dores no corpo. Língua pálida e fina. Pulso rugoso ou fino e fraco. Sintomas: períodos menstruais atrasados e escassos, sangue menstrual escuro e coágulos, dismenorréia, dor abdominal aliviada com calor e piora com pressão, sensação de frio. Língua: pálida, com revestimento espesso branco. Pulso cheio e apertado Tratamento: nutrir o sangue e regular a menstruação. Tratamento: esquentar o útero, dispersar o frio, regular os períodos menstruais Acupuntura: P7-R6, VC4, R13, F8, E36, BP6, B20, B23, B17 Acupuntura: VC4, VC6, E29, BP8, BP6, E36, VG4, B32, E25
  • 18. Períodos Menstruais Irregulares Estagnação do Qi do Fígado Deficiência do Yin do Rim Sintomas: sangue escasso e coágulos, distensão abdominal e das mamas, depressão, suspiro, irritabilidade, cefaléia, diarréia, epistaxe ou hemoptise. Língua normal ou com vermelhidão nas laterais. Pulso em corda. Sintomas: sangue escasso, visão borrada, sudorese noturna, sensação de calor a noite. Língua vermelha e pulso fino e rápido. Tratamento: serenar o fígado, mover o qi, eliminar a estagnação, regular os períodos menstruais. Tratamento: nutrir o yin, tonificar os rins, consolidar Ren mai e Chong mai Acupuntura: F3, TA6, CS6, F14, VC4, VC6, BP4-CS6 Acupuntura: P7-R6, VC4, R3, VC7, BP6
  • 19. Períodos Menstruais Dolorosos Tipos Plenitude Umidade Calor Estagnação do Qi do Fígado converte em calor Sintomas: dor hipogástrica antes da menstruação, e algumas vezes no meio do ciclo, sensação de queimação estendendo-se ao sacro, sensação de calor, sangue menstrual com pequenos coágulos, descarga vaginal, urina escassa e escura, sede, inquietude mental. Língua vermelha com revestimento amarelo grudento e pulso escorregadio. Sintomas: dor abdominal antes ou durante a menstruação, sangue escuro, período menstrual pesado, distensão das mamas, irritabilidade, propensão a acessos de raiva, sede, cefaléia, sensação de calor, epistaxe ou hemoptise, fezes ressecadas. Língua vermelha com revestimento amarelo e pulso rápido e em corda. Tratamento: remover o calor, resolver a umidade, eliminar a estase Tratamento: remover o calor, harmonizar o fígado, eliminar a estagnação e parar a dor Acupuntura: BP9, BP6, P7-R6, VC3, E28, B32, B22, VC9, IG11, BP10, R2, F3 Acupuntura: F3, F2, F14, VC6, VC4, R14, BP10, IG11, TA6, VB34
  • 20. TPM Tipos Plenitude Estagnação do Qi do Fígado Muco-fogo incomodando a mente Sintomas: distensão abdominal e das mamas, irritabilidade, mau humor, depressão, dor no hipocôndrio e distensão, cefaléia, diarréia ou fezes soltas, epistaxe ou hemoptise. Língua em casos leves com corpo inalterado, em casos crônicos os lados podem estar vermelhos. Pulso em corda em todas as posições ou somente do lado esquerdo. Sintomas: agitação, depressão, comportamento levemente maníaco, agressividade, uma sensação de opressão no peito, face vermelha, olhos vermelhados. Língua vermelha com saburra amarela e pulso cheio, escorregadio e rápido. Tratamento: aliviar o fígado, eliminar a estagnação, acalmar a mente. Tratamento: remover o calor, resolver o muco, acalmar a mente. Acupuntura: F3, VB34, VB41, BP6, TA6, CS6 – Acupuntura: CS7, E40, E8, VG24, IG11, BP9, BP4-CS6, VC12, B20
  • 21. Gravidez - Enjôo Matinal Deficiência do Qi do Estômago com vazio de frio Deficiência do Yin do Estômago Estagnação do Qi do Fígado invadindo Estômago Sintomas: leve enjôo, náusea sem vômito ou vômito de líquidos diluídos, cansaço, sensação de frio, apetite pobre, depressão. Língua pálida e molhada. Pulso fraco. Sintomas: enjôo matinal, leve náusea, boca seca sem desejo de beber ou com desejo de beber em pequenos goles, apetite precário. Língua descamada com rachaduras, pulso flutuante. Sintomas: enjôo matinal, ânsia, arroto, vômito alimentar de gosto ácido, distensão abdominal e epigástrica, depressão, irritabilidade. Língua com lados vermelhos e pulso em corda. Tratamento: fortalecer o estômago, tonificar o Baço, harmonizar o Estômago, esquentar o aquecedor médio Tratamento: nutrir o yin do estômago, restaurar o Qi do estômago, parar o vômito Tratamento: serenar o Fígado, mover o Qi, eliminar a estagnação, harmonizar o estômago, dominar o Qi rebelde e parar o vômito. Acupuntura: E36, VC12, VC13, CS6, B20, B21 Acupuntura: VC12, E36, BP3, E44, E21, CS6 Acupuntura: F14, VB34, VC12, VC13, CS6, TA6, E 34, E36, R21
  • 22. Leite do Peito não fluindo Deficiência do Qi e do Sangue Deficiência do Qi e do Sangue  Sintomas: lactação insuficiente ou ausente, leite aquoso, sem sensação de distensão das mamas, aparência amarelada, pele seca, apetite pobre, cansaço. Língua pálida e pulso fraco.  Tratamento: tonificar o Qi e o Sangue, remover as obstruções dos canais de energia.  Acupuntura:  E36, BP6, F8, VB41, E18, E12, VC4, B20, ID1, VC17 Estagnação do Qi do Fígado  Sintomas: ausência ou lactação escassa, distensão, enriquecimento e dor nas mamas, distensão no hipocôndrio, irritabilidade, distensão epigástrica. Língua vermelha nos lado e pulso em corda.  Tratamento: serenar o fígado, eliminar a estagnação, mover o Qi, remover obstruções, promover lactação.  Acupuntura:  TA6, VB41, E18, BP4- CS6, VB34, F3, VC17, ID1, TA3, B51, P9, F4, VB21
  • 23. Menopausa Deficiência do Yin do Rim Deficiência do Yang do Rim Deficiência do Yin e do Yang dos Rins Sintomas: tontura, zumbido, rubor malar, sudorese noturna, rubores quentes, febre em toda palma da mão, dos nas costas, boca seca, cabelos e pele secos, prurido, constipação. Língua vermelha sem revestimento e pulso vazio. Sintomas: rubores quentes nas mãos e pés frios, sudorese de manhã, face pálida, depressão, calafrios, cefaléia, edema em tornozelos. Língua pálida e pulso fino e profundo. Sintomas: rubores quentes nos pés e mãos frias, sudorese noturna, polaciúria de diurese pálida, rubor ao redor do pescoço ao falar ou agitar-se levemente, calafrios, garganta seca, tontura, zumbido, dor nas costas. Língua pálida ou vermelha dependendo de qual deficiência predomina. Pulso vazio ou rápido. Tratamento: nutrir o Yin do Rim, dominar o Yang, acalmar a Mente, remover o Vazio do calor do Coração. Tratamento: tonificar e esquentar os Rins, tonificar o Yang, esquentar o centro, fortalecer o Baço. Tratamento: nutrir os Rins, nutrir o Yin, tonificar suavemente o Yang, acalmar a mente Acupuntura: P7-R6, R3, R10, VC4, BP6, C6, R7, IG4 Acupuntura: B23, B52, R3, P7-R6, VC4, VC15, R7 Acupuntura: R3, P7-R6, VC7, C6, VC4, B23, B52, BP6
  • 24. Massas Pélvicas  Estase de Qi  Estase de Xue  Acúmulo de muco