Percursos da artemídia na contemporaneidade

2.284 visualizações

Publicada em

Anotações sobre o texto de Priscila Arantes, Percursos da artemídia(1) na contemporaneidade: da computer arte à arte viva.

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.284
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
437
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Percursos da artemídia na contemporaneidade

  1. 1. Fabricio Teixeira Mídias Interativas AMD – Aula4 – Ativ2 Percursos da artemídia na contemporaneidade
  2. 2. hibridismo qualidade do que pertence a duas espécies diferentes
  3. 3. na hipermídia convergência entre meios e linguagens distintas
  4. 4. dissolução das fronteiras entre os suportes e as linguagens, bem como também à reciclagem dos materiais que circulam nos meios de comunicação. http://www.cibercultura.org.br/tikiwiki/tiki-index.php?page=hibridismo%2Fhiperm%C3%ADdia na arte
  5. 5. o observador também é híbrido, para consumir essa nova arte
  6. 6. a ciência e a tecnologia vêm assumindo uma importância cada vez mais decisiva sobre o mundo da arte Edmond Couchot (2003, p.158) “
  7. 7.
  8. 8. Couchot divide as práticas artísticas em dois grandes grupos: focado na tela do monitor focado na interativi- dade 1 2
  9. 9. ARANTES, Priscila “ as técnicas de numerização da imagem irão permitir os artistas a realizar, pouco a pouco, imagens mais complexas, diversas daquelas desenvolvidas pelos primeiros trabalhos em computer arte. 10010010011010010101010010010100101010010100100101000101001001010100010111
  10. 10. ARANTES, Priscila “ é de extrema importância criar novos discursos estéticos que dêem conta do processo de intersecção entre essas várias áreas, que dêem conta destes hibridismos da cibercultura.
  11. 11. multiplicidade
  12. 12. CALVINO, Ítalo “ a multiplicidade exprime um modo de conhecimento do homem contemporâneo, onde o mundo é visto e representado como uma "rede de conexões", uma trama de relações de uma complexidade inextricável

×