Slides módulo3.2

2.232 visualizações

Publicada em

Publicada em: Economia e finanças
  • Seja o primeiro a comentar

Slides módulo3.2

  1. 1. Finanças para não Financeiros E-learning7 de Janeiro a 13 de Março de 2013 Ação N.º 1 Aveiro
  2. 2. orFormadE va G omes 7 mT: 91620274 gmail.co le gomes@M: evadova ca Pedagógi Coordenadora Mateu s Cátia 0 T: 23 243106 ic osoma.p t a cao@ps M : f or m f ormação em as de In ep. Sist u es o Marq D Renat 57 T: 2 324310 co soma.pt s ter@psi M : webma
  3. 3. O Balanço Funcional
  4. 4. O Balanço FuncionalPara tomar decisões financeiras énecessário avaliar e interpretar asituação económica e financeirada empresa. Por outras palavras,avaliar o equilíbriofinanceiro, a rendibilidade doscapitais, a capacidade decrescimento e o risco. 4
  5. 5. O Balanço FuncionalOs gestores têm necessidade de acompanhar aevolução e controlar os planos, de molde aconhecer a situação actual e prever o futuro.Mas não são os únicos. Cada vez mais asituação de uma empresa interessa a outrasentidades, com ela envolvidas – fornecedores,credores, investidores, trabalhadores, Estado eclientes. 5
  6. 6. O Balanço FuncionalTendo cada um interesses diversos, fazemanálises distintas da mesma realidade, emborasocorrendo-se de instrumentos e técnicascomuns. O gestor tem que estar conscientedesta realidade e gerir de modo a garantir asalvaguarda de todos estes interesses e o bomnome da empresa.Os mapas de base de qualquer análiseeconómica e financeira são o Balanço ea Demonstração dos Resultados Líquidos. 6
  7. 7. Limitações dos Documentos ContabilísticosDe uma forma sistemática e tendo em vista a análisefinanceira, podemos acusar os documentoscontabilísticos de:-Não disponibilizarem dados actuais, uma vez que éseguido o princípio do custo histórico;-Exigirem algum trabalho de estimação para certascontas;- Ignorarem a revalorização do activo fixo (a depreciaçãodo activo fixo é uma prática corrente, mas a suarevalorização é normalmente esquecida); 7
  8. 8. Limitações dos Documentos Contabilísticos- Adoptarem critérios diferentes em termos de valor, oque pode provocar diferenciações de empresa paraempresa;- Seguirem normas muitas vezes baseadas emimperativos fiscais, reduzindo assim o significadoeconómico e financeiro da informação.Torna-se então necessário reajustar as contas dobalanço contabilístico para a análise financeira, sendoque se passará a chamar Balanço Funcional. 8
  9. 9. Principais Diferenças – Balanço Contabilístico e FuncionalO Balanço Funcional distingue-se do balançocontabilístico em três aspectos fundamentais:1) Utiliza uma orientação financeira e procura umaabordagem realista dos factos financeiros;2) O Balanço Funcional tem em conta os ciclos deactividade e relaciona os elementos patrimoniais comas suas funções fundamentais;3) O Balanço Funcional clarifica as perspectivas e asexigências financeiras da empresa, por segmentosestratégicos. 9
  10. 10. Críticas ao Balanço Funcional-Torna-se difícil para um analista externo, reclassificarrubricas do Balanço em função do ciclo respectivo.-Dificuldade de relacionar recursos e aplicações- Dificuldade de classificar recurso estável (Ex:empréstimos de curto prazo, podem ser estáveis vistoserem renovados automaticamente). 10
  11. 11. Balanço FuncionalPartindo da contabilidade e para efeito de análisemais dinâmica, o nosso novo balanço funcionaldeve enquadrar as rubricas, que a seguir sediscriminam, para melhor compreensão. 11
  12. 12. Balanço Funcional Conteúdos a abordar: 1. Análise ACTIVO FIXO Financeira São, como já foi referido, os activos com1. O Balanço Funcional permanência superior a 1 ano.1. O Equilíbrio Compreende, como tal, os activos não Financeiro correntes. As dívidas de terceiros a considerar devem ser as que não resultem de meras decisões ligadas à exploração, mas, apenas as de carácter financeiro e estratégico. 12
  13. 13. Balanço Funcional NECESSIDADES CÍCLICAS Conteúdos a abordar: Abarca-se nesta denominação as contas que 1. Análise resultam das decisões do ciclo de exploração e Financeira que implicam necessidades de financiamento,1. O Balanço Funcional presentes no activo corrente. Decompõem-se1. O Equilíbrio do seguinte modo: Financeiro Os Inventários devem incluir todo o stock em armazém, eliminando-se eventuais aprovisionamentos estratégicos, que devem ser considerados activo fixo. Os critérios de valorização devem ser salvaguardados para o período da análise, de modo a permitir a comparabilidade. 13
  14. 14. Balanço Funcional Os Adiantamentos a fornecedores não devem Conteúdos a abordar: englobar os relativos a aprovisionamentos 1. Análise estratégicos (activo fixo). Financeira1. O Balanço Funcional As contas de Clientes devem igualmente estar1. O Equilíbrio subdivididas. Financeiro 14
  15. 15. Balanço Funcional TESOURARIA ACTIVA Conteúdos a abordar: 1. Análise São os activos líquidos e quase líquidos. Estão Financeira aqui os Depósitos Bancários, Caixa, Outros1. O Balanço Funcional Devedores, etc.1. O Equilíbrio Financeiro Serão todos os activos correntes que não sejam de exploração. 15
  16. 16. Balanço Funcional CAPITAIS PRÓPRIOS Conteúdos a abordar: Representam na óptica funcional os fundos à 1. Análise disposição da empresa para aplicação no Financeira período em referência.1. O Balanço Funcional1. O Equilíbrio CAPITAL ALHEIO ESTÁVEL Financeiro Estão aqui todas os Financiamentos obtidos de médio e longo prazo ou que embora de curto prazo têm tendência para se manterem estáveis, à excepção das resultantes do ciclo de exploração (empréstimos bancários, por obrigações, etc.). Corresponde ao Passivo não corrente. 16
  17. 17. Balanço Funcional RECURSOS CÍCLICOS Conteúdos a abordar: Agrupa as contas resultantes das decisões ligadas 1. Análise ao ciclo de exploração e que implicam geração Financeira de recursos financeiros, no passivo não1. O Balanço Funcional corrente. É o caso de adiantamentos a clientes,1. O Equilíbrio fornecedores, outros credores de Financeiro exploração, Estado e outros entes públicos, etc. Qualquer dívida em atraso ou mora ao Estado deve ser reclassificada como Tesouraria Passiva; 17
  18. 18. Balanço Funcional Assim, resulta o nosso Balanço Funcional da Conteúdos a abordar: seguinte forma: 1. Análise Financeira1. O Balanço Funcional1. O Equilíbrio Financeiro Consultem o Balanço Funcional completo, nos recursos disponibilizados esta semana. 18

×