SlideShare uma empresa Scribd logo
Processos de Eletrização
EletrizaçãoEletrização é desequilibrar o número de cargas elétricas.     Existem três tipos de processos de eletrização:Contato: É quando há trocas de elétrons,encostando dois objetos um de carga positiva e outro de carga negativa.Primeiro ocorre uma atração e depois o contato. Observe a figura:
O objeto A  esta eletrizado positivamente atraindo o objeto B que esta eletrizado negativamente . Atrito: É quando atritamos um corpo no outro,fazendo com que o corpo perca elétrons  para o outro,ficando negativamente eletrizado.
    Indução: É quando dois corpos são aproximados,com cargas opostas.Ocorre então uma separação das cargas no corpo neutro.     Observe a figura:Quando o corpo positivo se aproxima da esfera há indução.
Condutores e isolantesCondutores  (metais) : Conduzem melhor a eletricidade pois os elétrons tem fraca tração pelos prótons,devido a eles terem maior número de camadas atômicas tendo maior mobilidade. Isolantes : são maus condutores pois os elétrons tem forte atração com os prótons devido a terem menos camadas atômicas( o que deixa os elétrons mais próximos aos prótons fortificando a atração) tendo menor mobilidade.
Lei de Coulomb   	A lei de Coulomb diz que a intensidade da força eletrostática entre duas cargas elétricas é diretamente proporcional ao produto das cargas e inversamente proporcional ao quadrado da distância que as separa
 F  é a força de interação entre duas partículas ( N)  d é a distância que separa as duas partículas (m)Q é a carga elétrica (C) K é uma constante que vale 9 x 109 (N.m2/C2)
Quantidade de carga elétrica e carga elementarQe   1,6 . 10-19 C                    Q=n.QeQe Quantidade de carga (menor carga)n  número de elétron
Vídeos :http://www.youtube.com/watch?v=K9J-2m8pqj4&feature=player_embedded#http://www.youtube.com/watch?v=klUADgHQDQkAnimações : http://www.pgie.ufrgs.br/projetos/arca/labfisica/econtato.swfhttp://www.pgie.ufrgs.br/projetos/arca/labfisica/econtato.swf
Exercícios de fixação :1.Para carregar negativamente um corpo, inicialmente neutro, podemos:        I. Colocá-lo em contato com outro corpo carregado negativamente.        II. Colocá-lo em contato com outro corpo carregado positivamente.        III. Atritá-lo com um corpo que, pelo atrito, retire elétrons dele.        IV. Atritá-lo com um corpo que, pelo atrito, ceda-lhe elétrons.       2. Dispomos de dois condutores, apoiados em suportes isolantes, A carregado negativamente e  B eletricamente neutro (Fig. 3.3). Colocando-os em contato, observamos que:        A) Todos os elétrons em excesso de A passarão para B, ficando B carregado negativamente e A   neutro.        B) Não haverá passagem de elétrons de A para B, continuando A carregado negativamente e B  neutro.        C) Algumas cargas positivas de B passarão para A, ficando A e B carregados negativamente.        D) Alguns dos elétrons em excesso de A passarão para B, ficando ambos carregados        Negativamente.
Figura . 3.3
3. Três cargas elétricas pontuais, Q1, Q2 e Q3, colineares, estão posicionadas conforme o seguinte esquema:        Supondo-se que a carga elétrica 1 é negativa e que a força eletrostática resultante na carga elétrica 3 é nula, pode-se afirmar que A) o sinal de Q2 é positivo e Q1 > Q2B) o sinal de Q2 é negativo e Q1 > Q2C) o sinal de Q2 é positivo e Q1 < Q2D) o sinal de Q2 é negativo e Q1 < Q2E) o sinal de Q2 é negativo e Q1 = Q24. No esquema abaixo Q1 e Q2 são cargas positivas  (Q1 < Q2) . Os pontos A, B, C, D e E são pontos da reta que contém as cargas.        Em qual dos pontos poderá a intensidade do campo elétrico ser nula?A) A  B) BC) CD) D E) E
5. Os objetos A e B, mostrados na figura abaixo, estão situados no vácuo e têm cargas elétricas, respectivamente, iguais a 2,0x10-6  C e 1,0x10-6 C. Uma carga q = 1,0x10-6 C é colocada a igual distância de A e de B.Sendo a constante eletrostática do vácuo k = 9,0x109 N.m2/C2 , a carga q sofre a ação de uma força resultante de intensidade, em newtons, igual a(A)  10(B)  15(C)  20(D)  25(E)  30
GABARITO :  1 :IV  2:  d  3: a  4: b      5: aRafellaMicioniBertamoni e Camille Rossi Geraissati 3 °D

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Produtos Notáveis 8º ano
Produtos Notáveis 8º anoProdutos Notáveis 8º ano
Produtos Notáveis 8º ano
Lucimeires Cabral Dias
 
Exercícios sobre conjuntos
Exercícios sobre conjuntosExercícios sobre conjuntos
Exercícios sobre conjuntos
Tania Lacerda
 
Apostila de geometria plana exercícios resolvidos - crbrasil
Apostila de geometria plana   exercícios resolvidos - crbrasilApostila de geometria plana   exercícios resolvidos - crbrasil
Apostila de geometria plana exercícios resolvidos - crbrasil
Celso do Rozário Brasil Gonçalves
 
Lista de exercícios polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
Lista de exercícios   polaridade, geometria molecular e forças intermolecularesLista de exercícios   polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
Lista de exercícios polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
Profª Alda Ernestina
 
Lista de Exercicios Sistemas Lineares do 1 grau.
Lista de Exercicios Sistemas Lineares do 1 grau.Lista de Exercicios Sistemas Lineares do 1 grau.
Lista de Exercicios Sistemas Lineares do 1 grau.
Gleidson Luis
 
MATEMÁTICA - FUNÇÕES - AULA 2
MATEMÁTICA - FUNÇÕES - AULA 2MATEMÁTICA - FUNÇÕES - AULA 2
MATEMÁTICA - FUNÇÕES - AULA 2
Alexander Mayer
 
Fração geratriz teoria
Fração geratriz   teoriaFração geratriz   teoria
Fração geratriz teoria
Juliana Malta de Sousa
 
Lista 02 exercícios de função do 1º grau (gabarito)
Lista 02 exercícios de função do 1º grau (gabarito)Lista 02 exercícios de função do 1º grau (gabarito)
Lista 02 exercícios de função do 1º grau (gabarito)
Manoel Silva
 
Plano de trabalho matrizes e determinantes.
Plano de trabalho  matrizes e determinantes.Plano de trabalho  matrizes e determinantes.
Plano de trabalho matrizes e determinantes.
José Américo Santos
 
Mat progressao aritmetica ( pa ) iii
Mat progressao aritmetica ( pa ) iiiMat progressao aritmetica ( pa ) iii
Mat progressao aritmetica ( pa ) iii
trigono_metrico
 
Avaliação diagnostica 9 ano 30 questões
Avaliação diagnostica 9 ano 30 questõesAvaliação diagnostica 9 ano 30 questões
Avaliação diagnostica 9 ano 30 questões
Paré Oliveira
 
Exercicios+de+notacao+cientifica[1] +com+gabarito
Exercicios+de+notacao+cientifica[1] +com+gabaritoExercicios+de+notacao+cientifica[1] +com+gabarito
Exercicios+de+notacao+cientifica[1] +com+gabarito
André Luís Nogueira
 
Quase Nada.pdf
Quase Nada.pdfQuase Nada.pdf
Quase Nada.pdf
ioneferrazlima
 
Trabalho 2º bimestre números racionais
Trabalho 2º bimestre números racionaisTrabalho 2º bimestre números racionais
Trabalho 2º bimestre números racionais
Olicio Silva
 
Análise combinatória I - exercícios - AP 19
Análise combinatória I - exercícios - AP 19Análise combinatória I - exercícios - AP 19
Análise combinatória I - exercícios - AP 19
Secretaria de Estado de Educação do Pará
 
SEMANA 06 - MATEMÁTICA - 3ª SÉRIE - PRINCÍPIO MULTIPLICATIVO E PRINCÍPIO ADITIVO
SEMANA 06 - MATEMÁTICA - 3ª SÉRIE - PRINCÍPIO MULTIPLICATIVO E PRINCÍPIO ADITIVOSEMANA 06 - MATEMÁTICA - 3ª SÉRIE - PRINCÍPIO MULTIPLICATIVO E PRINCÍPIO ADITIVO
SEMANA 06 - MATEMÁTICA - 3ª SÉRIE - PRINCÍPIO MULTIPLICATIVO E PRINCÍPIO ADITIVO
GernciadeProduodeMat
 
Exercicios plano cartesiano
Exercicios plano cartesianoExercicios plano cartesiano
Exercicios plano cartesiano
Leudo Abreu
 
TEORIA DOS CONJUNTOS 1º ANO ENS MEDIO (UNIÃO, INTERSECÇÃO, ESTÁ CONTIDO)
TEORIA DOS CONJUNTOS 1º ANO ENS MEDIO (UNIÃO, INTERSECÇÃO, ESTÁ CONTIDO)TEORIA DOS CONJUNTOS 1º ANO ENS MEDIO (UNIÃO, INTERSECÇÃO, ESTÁ CONTIDO)
TEORIA DOS CONJUNTOS 1º ANO ENS MEDIO (UNIÃO, INTERSECÇÃO, ESTÁ CONTIDO)
Vyeyra Santos
 
Wania regia 5º aula
Wania regia     5º aulaWania regia     5º aula
Wania regia 5º aula
Wania Regia Borges Gogia
 
Exercícios extras_Pricípios da eletrostática
Exercícios extras_Pricípios da eletrostáticaExercícios extras_Pricípios da eletrostática
Exercícios extras_Pricípios da eletrostática
O mundo da FÍSICA
 

Mais procurados (20)

Produtos Notáveis 8º ano
Produtos Notáveis 8º anoProdutos Notáveis 8º ano
Produtos Notáveis 8º ano
 
Exercícios sobre conjuntos
Exercícios sobre conjuntosExercícios sobre conjuntos
Exercícios sobre conjuntos
 
Apostila de geometria plana exercícios resolvidos - crbrasil
Apostila de geometria plana   exercícios resolvidos - crbrasilApostila de geometria plana   exercícios resolvidos - crbrasil
Apostila de geometria plana exercícios resolvidos - crbrasil
 
Lista de exercícios polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
Lista de exercícios   polaridade, geometria molecular e forças intermolecularesLista de exercícios   polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
Lista de exercícios polaridade, geometria molecular e forças intermoleculares
 
Lista de Exercicios Sistemas Lineares do 1 grau.
Lista de Exercicios Sistemas Lineares do 1 grau.Lista de Exercicios Sistemas Lineares do 1 grau.
Lista de Exercicios Sistemas Lineares do 1 grau.
 
MATEMÁTICA - FUNÇÕES - AULA 2
MATEMÁTICA - FUNÇÕES - AULA 2MATEMÁTICA - FUNÇÕES - AULA 2
MATEMÁTICA - FUNÇÕES - AULA 2
 
Fração geratriz teoria
Fração geratriz   teoriaFração geratriz   teoria
Fração geratriz teoria
 
Lista 02 exercícios de função do 1º grau (gabarito)
Lista 02 exercícios de função do 1º grau (gabarito)Lista 02 exercícios de função do 1º grau (gabarito)
Lista 02 exercícios de função do 1º grau (gabarito)
 
Plano de trabalho matrizes e determinantes.
Plano de trabalho  matrizes e determinantes.Plano de trabalho  matrizes e determinantes.
Plano de trabalho matrizes e determinantes.
 
Mat progressao aritmetica ( pa ) iii
Mat progressao aritmetica ( pa ) iiiMat progressao aritmetica ( pa ) iii
Mat progressao aritmetica ( pa ) iii
 
Avaliação diagnostica 9 ano 30 questões
Avaliação diagnostica 9 ano 30 questõesAvaliação diagnostica 9 ano 30 questões
Avaliação diagnostica 9 ano 30 questões
 
Exercicios+de+notacao+cientifica[1] +com+gabarito
Exercicios+de+notacao+cientifica[1] +com+gabaritoExercicios+de+notacao+cientifica[1] +com+gabarito
Exercicios+de+notacao+cientifica[1] +com+gabarito
 
Quase Nada.pdf
Quase Nada.pdfQuase Nada.pdf
Quase Nada.pdf
 
Trabalho 2º bimestre números racionais
Trabalho 2º bimestre números racionaisTrabalho 2º bimestre números racionais
Trabalho 2º bimestre números racionais
 
Análise combinatória I - exercícios - AP 19
Análise combinatória I - exercícios - AP 19Análise combinatória I - exercícios - AP 19
Análise combinatória I - exercícios - AP 19
 
SEMANA 06 - MATEMÁTICA - 3ª SÉRIE - PRINCÍPIO MULTIPLICATIVO E PRINCÍPIO ADITIVO
SEMANA 06 - MATEMÁTICA - 3ª SÉRIE - PRINCÍPIO MULTIPLICATIVO E PRINCÍPIO ADITIVOSEMANA 06 - MATEMÁTICA - 3ª SÉRIE - PRINCÍPIO MULTIPLICATIVO E PRINCÍPIO ADITIVO
SEMANA 06 - MATEMÁTICA - 3ª SÉRIE - PRINCÍPIO MULTIPLICATIVO E PRINCÍPIO ADITIVO
 
Exercicios plano cartesiano
Exercicios plano cartesianoExercicios plano cartesiano
Exercicios plano cartesiano
 
TEORIA DOS CONJUNTOS 1º ANO ENS MEDIO (UNIÃO, INTERSECÇÃO, ESTÁ CONTIDO)
TEORIA DOS CONJUNTOS 1º ANO ENS MEDIO (UNIÃO, INTERSECÇÃO, ESTÁ CONTIDO)TEORIA DOS CONJUNTOS 1º ANO ENS MEDIO (UNIÃO, INTERSECÇÃO, ESTÁ CONTIDO)
TEORIA DOS CONJUNTOS 1º ANO ENS MEDIO (UNIÃO, INTERSECÇÃO, ESTÁ CONTIDO)
 
Wania regia 5º aula
Wania regia     5º aulaWania regia     5º aula
Wania regia 5º aula
 
Exercícios extras_Pricípios da eletrostática
Exercícios extras_Pricípios da eletrostáticaExercícios extras_Pricípios da eletrostática
Exercícios extras_Pricípios da eletrostática
 

Destaque

3 ano mod 24 e 25 - eletrização por atrito, contato e indução
3 ano   mod 24 e 25 - eletrização por atrito, contato e indução3 ano   mod 24 e 25 - eletrização por atrito, contato e indução
3 ano mod 24 e 25 - eletrização por atrito, contato e indução
eduardorsilva
 
Eletrização - Explicações mais detalhadas
Eletrização - Explicações mais detalhadasEletrização - Explicações mais detalhadas
Eletrização - Explicações mais detalhadas
André Aleixo
 
Apresentação coindo
Apresentação coindoApresentação coindo
Apresentação coindo
Erandi Lima
 
Processos de eletrização
Processos de eletrizaçãoProcessos de eletrização
Processos de eletrização
O mundo da FÍSICA
 
Processos de eletrizacao
Processos de eletrizacaoProcessos de eletrizacao
Processos de eletrizacao
Escolas
 
Cargas elétricas
Cargas elétricasCargas elétricas
Cargas elétricas
Kátia Cilene Suptitz
 
Carga elétrica e eletrização
Carga elétrica e eletrizaçãoCarga elétrica e eletrização
Carga elétrica e eletrização
Prof. JC
 
IV Mostra de Ciências do Colégio Elza Bernardo
IV Mostra de Ciências do Colégio Elza BernardoIV Mostra de Ciências do Colégio Elza Bernardo
IV Mostra de Ciências do Colégio Elza Bernardo
Marcos Paulo
 
Modelix Arduino Hackweek
Modelix Arduino HackweekModelix Arduino Hackweek
Modelix Arduino Hackweek
Campus Party Brasil
 
Física – eletricidade campo elétrico uniforme 01 – 2014
Física – eletricidade campo elétrico uniforme 01 – 2014Física – eletricidade campo elétrico uniforme 01 – 2014
Física – eletricidade campo elétrico uniforme 01 – 2014
Jakson Raphael Pereira Barbosa
 
Exercícios de eletrostática
Exercícios de eletrostáticaExercícios de eletrostática
Exercícios de eletrostática
LUIZ ANTONIO CHAMARELLI
 
Experimentos de físca1
Experimentos de físca1Experimentos de físca1
Experimentos de físca1
joaovas1
 
Lista de exercícios nº 01
Lista de exercícios nº 01Lista de exercícios nº 01
Lista de exercícios nº 01
Cristovao Nascimento
 
Introdução a eletrostática ppt
Introdução a eletrostática pptIntrodução a eletrostática ppt
Introdução a eletrostática ppt
Anselmo Roxa
 
Experimento
Experimento Experimento
Experimento
Gabriel39Carvalho
 
Laboratório de Física
Laboratório de FísicaLaboratório de Física
Exercicio de Eletrização
Exercicio de EletrizaçãoExercicio de Eletrização
Exercicio de Eletrização
Daniel Brito
 
Feira de ciencias slides
Feira de ciencias   slidesFeira de ciencias   slides
Feira de ciencias slides
felixcunha
 
Eletrização por Atrito
Eletrização por AtritoEletrização por Atrito
Eletrização por Atrito
André Aleixo
 
Eletrização 2
Eletrização 2Eletrização 2
Eletrização 2
fisicaatual
 

Destaque (20)

3 ano mod 24 e 25 - eletrização por atrito, contato e indução
3 ano   mod 24 e 25 - eletrização por atrito, contato e indução3 ano   mod 24 e 25 - eletrização por atrito, contato e indução
3 ano mod 24 e 25 - eletrização por atrito, contato e indução
 
Eletrização - Explicações mais detalhadas
Eletrização - Explicações mais detalhadasEletrização - Explicações mais detalhadas
Eletrização - Explicações mais detalhadas
 
Apresentação coindo
Apresentação coindoApresentação coindo
Apresentação coindo
 
Processos de eletrização
Processos de eletrizaçãoProcessos de eletrização
Processos de eletrização
 
Processos de eletrizacao
Processos de eletrizacaoProcessos de eletrizacao
Processos de eletrizacao
 
Cargas elétricas
Cargas elétricasCargas elétricas
Cargas elétricas
 
Carga elétrica e eletrização
Carga elétrica e eletrizaçãoCarga elétrica e eletrização
Carga elétrica e eletrização
 
IV Mostra de Ciências do Colégio Elza Bernardo
IV Mostra de Ciências do Colégio Elza BernardoIV Mostra de Ciências do Colégio Elza Bernardo
IV Mostra de Ciências do Colégio Elza Bernardo
 
Modelix Arduino Hackweek
Modelix Arduino HackweekModelix Arduino Hackweek
Modelix Arduino Hackweek
 
Física – eletricidade campo elétrico uniforme 01 – 2014
Física – eletricidade campo elétrico uniforme 01 – 2014Física – eletricidade campo elétrico uniforme 01 – 2014
Física – eletricidade campo elétrico uniforme 01 – 2014
 
Exercícios de eletrostática
Exercícios de eletrostáticaExercícios de eletrostática
Exercícios de eletrostática
 
Experimentos de físca1
Experimentos de físca1Experimentos de físca1
Experimentos de físca1
 
Lista de exercícios nº 01
Lista de exercícios nº 01Lista de exercícios nº 01
Lista de exercícios nº 01
 
Introdução a eletrostática ppt
Introdução a eletrostática pptIntrodução a eletrostática ppt
Introdução a eletrostática ppt
 
Experimento
Experimento Experimento
Experimento
 
Laboratório de Física
Laboratório de FísicaLaboratório de Física
Laboratório de Física
 
Exercicio de Eletrização
Exercicio de EletrizaçãoExercicio de Eletrização
Exercicio de Eletrização
 
Feira de ciencias slides
Feira de ciencias   slidesFeira de ciencias   slides
Feira de ciencias slides
 
Eletrização por Atrito
Eletrização por AtritoEletrização por Atrito
Eletrização por Atrito
 
Eletrização 2
Eletrização 2Eletrização 2
Eletrização 2
 

Semelhante a Trabfis Eletriz

Eletrostatica e lei de coulomb
Eletrostatica e lei de coulombEletrostatica e lei de coulomb
Eletrostatica e lei de coulomb
rodrigoateneu
 
Eletrostática - Carga Elétrica
Eletrostática - Carga ElétricaEletrostática - Carga Elétrica
Eletrostática - Carga Elétrica
Adna Myrella
 
Introdução a eletrostática
Introdução a eletrostáticaIntrodução a eletrostática
Introdução a eletrostática
O mundo da FÍSICA
 
Princípios de eletricidade estática
Princípios de eletricidade estáticaPrincípios de eletricidade estática
Princípios de eletricidade estática
Davi Oliveira
 
Lista de exercícios 3 EM
Lista de exercícios 3 EMLista de exercícios 3 EM
Lista de exercícios 3 EM
Ana Paula C. Sousa
 
slides-eletrostatica-150808160826-lva1-app6892.pdf
slides-eletrostatica-150808160826-lva1-app6892.pdfslides-eletrostatica-150808160826-lva1-app6892.pdf
slides-eletrostatica-150808160826-lva1-app6892.pdf
Emerson Assis
 
Lista de exercício - Eletrostatica total
Lista de exercício - Eletrostatica totalLista de exercício - Eletrostatica total
Lista de exercício - Eletrostatica total
Polivalente (Ubá) - E. E. Deputado Carlos Peixoto Filho
 
Lista 01 eletrostatica
Lista 01 eletrostaticaLista 01 eletrostatica
Lista 01 eletrostatica
Nádia Preciso
 
amanhaeletrizaçaoporatritocontatoinduçao.pdf
amanhaeletrizaçaoporatritocontatoinduçao.pdfamanhaeletrizaçaoporatritocontatoinduçao.pdf
amanhaeletrizaçaoporatritocontatoinduçao.pdf
TopsAvakinImvu
 
Lei de coulomb
Lei de coulombLei de coulomb
Lei de coulomb
profliviagoncalves
 
Eletrostatica aula sonorizadas
Eletrostatica   aula  sonorizadasEletrostatica   aula  sonorizadas
Eletrostatica aula sonorizadas
Adriano Capilupe
 
Eletrostática fundamentos
Eletrostática   fundamentosEletrostática   fundamentos
Eletrostática fundamentos
Marco Antonio Sanches
 
Física – eletricidade eletrização 01 – 2013
Física – eletricidade eletrização 01 – 2013Física – eletricidade eletrização 01 – 2013
Física – eletricidade eletrização 01 – 2013
Jakson Raphael Pereira Barbosa
 
Slides eletrostatica
Slides eletrostaticaSlides eletrostatica
Slides eletrostatica
Warlle1992
 
Eletricidade básica - Ensino médio e fundamental
Eletricidade básica - Ensino médio e fundamentalEletricidade básica - Ensino médio e fundamental
Eletricidade básica - Ensino médio e fundamental
Ricardo Ianelli
 
Fisica eletriz lei de coulomb
Fisica eletriz lei de coulombFisica eletriz lei de coulomb
Fisica eletriz lei de coulomb
comentada
 
Eletrostatica resumo
Eletrostatica   resumoEletrostatica   resumo
Eletrostatica resumo
NS Aulas Particulares
 
011 fisica eletrostatica_eletrizacao
011 fisica eletrostatica_eletrizacao011 fisica eletrostatica_eletrizacao
011 fisica eletrostatica_eletrizacao
Jardel da Rosa
 
Atividade 01 lab inf 3º ano
Atividade 01 lab inf 3º anoAtividade 01 lab inf 3º ano
Atividade 01 lab inf 3º ano
Prof X
 
eletrosttica1-110315230456-phpapp02.pdf
eletrosttica1-110315230456-phpapp02.pdfeletrosttica1-110315230456-phpapp02.pdf
eletrosttica1-110315230456-phpapp02.pdf
Emerson Assis
 

Semelhante a Trabfis Eletriz (20)

Eletrostatica e lei de coulomb
Eletrostatica e lei de coulombEletrostatica e lei de coulomb
Eletrostatica e lei de coulomb
 
Eletrostática - Carga Elétrica
Eletrostática - Carga ElétricaEletrostática - Carga Elétrica
Eletrostática - Carga Elétrica
 
Introdução a eletrostática
Introdução a eletrostáticaIntrodução a eletrostática
Introdução a eletrostática
 
Princípios de eletricidade estática
Princípios de eletricidade estáticaPrincípios de eletricidade estática
Princípios de eletricidade estática
 
Lista de exercícios 3 EM
Lista de exercícios 3 EMLista de exercícios 3 EM
Lista de exercícios 3 EM
 
slides-eletrostatica-150808160826-lva1-app6892.pdf
slides-eletrostatica-150808160826-lva1-app6892.pdfslides-eletrostatica-150808160826-lva1-app6892.pdf
slides-eletrostatica-150808160826-lva1-app6892.pdf
 
Lista de exercício - Eletrostatica total
Lista de exercício - Eletrostatica totalLista de exercício - Eletrostatica total
Lista de exercício - Eletrostatica total
 
Lista 01 eletrostatica
Lista 01 eletrostaticaLista 01 eletrostatica
Lista 01 eletrostatica
 
amanhaeletrizaçaoporatritocontatoinduçao.pdf
amanhaeletrizaçaoporatritocontatoinduçao.pdfamanhaeletrizaçaoporatritocontatoinduçao.pdf
amanhaeletrizaçaoporatritocontatoinduçao.pdf
 
Lei de coulomb
Lei de coulombLei de coulomb
Lei de coulomb
 
Eletrostatica aula sonorizadas
Eletrostatica   aula  sonorizadasEletrostatica   aula  sonorizadas
Eletrostatica aula sonorizadas
 
Eletrostática fundamentos
Eletrostática   fundamentosEletrostática   fundamentos
Eletrostática fundamentos
 
Física – eletricidade eletrização 01 – 2013
Física – eletricidade eletrização 01 – 2013Física – eletricidade eletrização 01 – 2013
Física – eletricidade eletrização 01 – 2013
 
Slides eletrostatica
Slides eletrostaticaSlides eletrostatica
Slides eletrostatica
 
Eletricidade básica - Ensino médio e fundamental
Eletricidade básica - Ensino médio e fundamentalEletricidade básica - Ensino médio e fundamental
Eletricidade básica - Ensino médio e fundamental
 
Fisica eletriz lei de coulomb
Fisica eletriz lei de coulombFisica eletriz lei de coulomb
Fisica eletriz lei de coulomb
 
Eletrostatica resumo
Eletrostatica   resumoEletrostatica   resumo
Eletrostatica resumo
 
011 fisica eletrostatica_eletrizacao
011 fisica eletrostatica_eletrizacao011 fisica eletrostatica_eletrizacao
011 fisica eletrostatica_eletrizacao
 
Atividade 01 lab inf 3º ano
Atividade 01 lab inf 3º anoAtividade 01 lab inf 3º ano
Atividade 01 lab inf 3º ano
 
eletrosttica1-110315230456-phpapp02.pdf
eletrosttica1-110315230456-phpapp02.pdfeletrosttica1-110315230456-phpapp02.pdf
eletrosttica1-110315230456-phpapp02.pdf
 

Mais de Cristiane Tavolaro

Construção de gráficos experimentais
Construção de gráficos experimentaisConstrução de gráficos experimentais
Construção de gráficos experimentais
Cristiane Tavolaro
 
Competências e habildades
Competências e habildadesCompetências e habildades
Competências e habildades
Cristiane Tavolaro
 
Habilidades pcn +
Habilidades pcn +Habilidades pcn +
Habilidades pcn +
Cristiane Tavolaro
 
Foco aula1-maria carolina
Foco  aula1-maria carolinaFoco  aula1-maria carolina
Foco aula1-maria carolina
Cristiane Tavolaro
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
A mecânica quântica2
A mecânica quântica2A mecânica quântica2
A mecânica quântica2
Cristiane Tavolaro
 
De broglie e as ondas de materia
De broglie e as ondas de materiaDe broglie e as ondas de materia
De broglie e as ondas de materia
Cristiane Tavolaro
 
Conservação de momento angular 2 a
Conservação de momento angular 2 aConservação de momento angular 2 a
Conservação de momento angular 2 a
Cristiane Tavolaro
 
Estado da física
Estado da físicaEstado da física
Estado da física
Cristiane Tavolaro
 
Conservação da quantidade de movimento
Conservação da quantidade de movimentoConservação da quantidade de movimento
Conservação da quantidade de movimento
Cristiane Tavolaro
 
4 fenomenos ondulatorios
4 fenomenos ondulatorios4 fenomenos ondulatorios
4 fenomenos ondulatorios
Cristiane Tavolaro
 
3 ondas
3 ondas3 ondas
Trabalho e energia 2 b
Trabalho e energia 2 bTrabalho e energia 2 b
Trabalho e energia 2 b
Cristiane Tavolaro
 
Magnetismo jacky e luh
Magnetismo   jacky e luhMagnetismo   jacky e luh
Magnetismo jacky e luh
Cristiane Tavolaro
 
Capacitores 3 a
Capacitores 3 aCapacitores 3 a
Capacitores 3 a
Cristiane Tavolaro
 
Força centripeta 2 c
Força centripeta  2 cForça centripeta  2 c
Força centripeta 2 c
Cristiane Tavolaro
 
Força elástica 2 a
Força elástica 2 aForça elástica 2 a
Força elástica 2 a
Cristiane Tavolaro
 
Capacitores ju e paty
Capacitores ju e patyCapacitores ju e paty
Capacitores ju e paty
Cristiane Tavolaro
 
Força centrífuga 2 c
Força centrífuga 2 cForça centrífuga 2 c
Força centrífuga 2 c
Cristiane Tavolaro
 
Força centrípeta 2 b
Força centrípeta 2 bForça centrípeta 2 b
Força centrípeta 2 b
Cristiane Tavolaro
 

Mais de Cristiane Tavolaro (20)

Construção de gráficos experimentais
Construção de gráficos experimentaisConstrução de gráficos experimentais
Construção de gráficos experimentais
 
Competências e habildades
Competências e habildadesCompetências e habildades
Competências e habildades
 
Habilidades pcn +
Habilidades pcn +Habilidades pcn +
Habilidades pcn +
 
Foco aula1-maria carolina
Foco  aula1-maria carolinaFoco  aula1-maria carolina
Foco aula1-maria carolina
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
A mecânica quântica2
A mecânica quântica2A mecânica quântica2
A mecânica quântica2
 
De broglie e as ondas de materia
De broglie e as ondas de materiaDe broglie e as ondas de materia
De broglie e as ondas de materia
 
Conservação de momento angular 2 a
Conservação de momento angular 2 aConservação de momento angular 2 a
Conservação de momento angular 2 a
 
Estado da física
Estado da físicaEstado da física
Estado da física
 
Conservação da quantidade de movimento
Conservação da quantidade de movimentoConservação da quantidade de movimento
Conservação da quantidade de movimento
 
4 fenomenos ondulatorios
4 fenomenos ondulatorios4 fenomenos ondulatorios
4 fenomenos ondulatorios
 
3 ondas
3 ondas3 ondas
3 ondas
 
Trabalho e energia 2 b
Trabalho e energia 2 bTrabalho e energia 2 b
Trabalho e energia 2 b
 
Magnetismo jacky e luh
Magnetismo   jacky e luhMagnetismo   jacky e luh
Magnetismo jacky e luh
 
Capacitores 3 a
Capacitores 3 aCapacitores 3 a
Capacitores 3 a
 
Força centripeta 2 c
Força centripeta  2 cForça centripeta  2 c
Força centripeta 2 c
 
Força elástica 2 a
Força elástica 2 aForça elástica 2 a
Força elástica 2 a
 
Capacitores ju e paty
Capacitores ju e patyCapacitores ju e paty
Capacitores ju e paty
 
Força centrífuga 2 c
Força centrífuga 2 cForça centrífuga 2 c
Força centrífuga 2 c
 
Força centrípeta 2 b
Força centrípeta 2 bForça centrípeta 2 b
Força centrípeta 2 b
 

Último

Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
tamirissousa11
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
MariaJooSilva58
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
mailabueno45
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdfLivro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
CarolineSaback2
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptxA Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
A Priula sobre a primeira Guerra Mundial.pptx
 
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosasFotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
Fotossíntese e respiração: conceitos e trocas gasosas
 
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptxVOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
VOCÊ CONHECE AS HISTÓRIAS DA BIBLÍA - EMOJIES.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdfLivro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
Livro - Planejamento em Orientação Educacional - Heloísa Lück.pdf
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 

Trabfis Eletriz

  • 2. EletrizaçãoEletrização é desequilibrar o número de cargas elétricas. Existem três tipos de processos de eletrização:Contato: É quando há trocas de elétrons,encostando dois objetos um de carga positiva e outro de carga negativa.Primeiro ocorre uma atração e depois o contato. Observe a figura:
  • 3. O objeto A esta eletrizado positivamente atraindo o objeto B que esta eletrizado negativamente . Atrito: É quando atritamos um corpo no outro,fazendo com que o corpo perca elétrons para o outro,ficando negativamente eletrizado.
  • 4. Indução: É quando dois corpos são aproximados,com cargas opostas.Ocorre então uma separação das cargas no corpo neutro. Observe a figura:Quando o corpo positivo se aproxima da esfera há indução.
  • 5. Condutores e isolantesCondutores (metais) : Conduzem melhor a eletricidade pois os elétrons tem fraca tração pelos prótons,devido a eles terem maior número de camadas atômicas tendo maior mobilidade. Isolantes : são maus condutores pois os elétrons tem forte atração com os prótons devido a terem menos camadas atômicas( o que deixa os elétrons mais próximos aos prótons fortificando a atração) tendo menor mobilidade.
  • 6. Lei de Coulomb A lei de Coulomb diz que a intensidade da força eletrostática entre duas cargas elétricas é diretamente proporcional ao produto das cargas e inversamente proporcional ao quadrado da distância que as separa
  • 7. F  é a força de interação entre duas partículas ( N) d é a distância que separa as duas partículas (m)Q é a carga elétrica (C) K é uma constante que vale 9 x 109 (N.m2/C2)
  • 8. Quantidade de carga elétrica e carga elementarQe  1,6 . 10-19 C Q=n.QeQe Quantidade de carga (menor carga)n número de elétron
  • 9. Vídeos :http://www.youtube.com/watch?v=K9J-2m8pqj4&feature=player_embedded#http://www.youtube.com/watch?v=klUADgHQDQkAnimações : http://www.pgie.ufrgs.br/projetos/arca/labfisica/econtato.swfhttp://www.pgie.ufrgs.br/projetos/arca/labfisica/econtato.swf
  • 10. Exercícios de fixação :1.Para carregar negativamente um corpo, inicialmente neutro, podemos: I. Colocá-lo em contato com outro corpo carregado negativamente. II. Colocá-lo em contato com outro corpo carregado positivamente. III. Atritá-lo com um corpo que, pelo atrito, retire elétrons dele. IV. Atritá-lo com um corpo que, pelo atrito, ceda-lhe elétrons. 2. Dispomos de dois condutores, apoiados em suportes isolantes, A carregado negativamente e B eletricamente neutro (Fig. 3.3). Colocando-os em contato, observamos que: A) Todos os elétrons em excesso de A passarão para B, ficando B carregado negativamente e A neutro. B) Não haverá passagem de elétrons de A para B, continuando A carregado negativamente e B neutro. C) Algumas cargas positivas de B passarão para A, ficando A e B carregados negativamente. D) Alguns dos elétrons em excesso de A passarão para B, ficando ambos carregados Negativamente.
  • 12. 3. Três cargas elétricas pontuais, Q1, Q2 e Q3, colineares, estão posicionadas conforme o seguinte esquema: Supondo-se que a carga elétrica 1 é negativa e que a força eletrostática resultante na carga elétrica 3 é nula, pode-se afirmar que A) o sinal de Q2 é positivo e Q1 > Q2B) o sinal de Q2 é negativo e Q1 > Q2C) o sinal de Q2 é positivo e Q1 < Q2D) o sinal de Q2 é negativo e Q1 < Q2E) o sinal de Q2 é negativo e Q1 = Q24. No esquema abaixo Q1 e Q2 são cargas positivas  (Q1 < Q2) . Os pontos A, B, C, D e E são pontos da reta que contém as cargas. Em qual dos pontos poderá a intensidade do campo elétrico ser nula?A) A  B) BC) CD) D E) E
  • 13. 5. Os objetos A e B, mostrados na figura abaixo, estão situados no vácuo e têm cargas elétricas, respectivamente, iguais a 2,0x10-6 C e 1,0x10-6 C. Uma carga q = 1,0x10-6 C é colocada a igual distância de A e de B.Sendo a constante eletrostática do vácuo k = 9,0x109 N.m2/C2 , a carga q sofre a ação de uma força resultante de intensidade, em newtons, igual a(A)  10(B)  15(C)  20(D)  25(E)  30
  • 14. GABARITO : 1 :IV 2: d 3: a 4: b 5: aRafellaMicioniBertamoni e Camille Rossi Geraissati 3 °D