SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 33
QUESTÃO 01 (Descritor: relacionar a situação do trabalho infantil no Brasil com a situação das crianças durante a
Revolução Industrial. )

Assunto: Questão operária

“Crianças de 9 a 14 anos trabalhavam comumente nas fábricas, recaindo sobre elas castigos físicos pesados.
Crianças de cinco anos trabalhavam ocasionalmente nas indústrias e não escapavam de surras e castigos.
Brincadeiras, conversas, vaias, ausências ao serviço, demora no banheiro eram consideradas faltas passíveis de
punição, além da participação em greves, filiação aos sindicatos, erros no serviço, desobediência a quaisquer ordens
e assim por diante. Não devemos nos espantar, portanto, de que as fábricas tenham sido freqüentemente
comparadas a cárceres e prisões.”
                      (DECCA, Maria Auxiliadora Guzzo de. Indústria, trabalho e cotidiano: Brasil 1889 a 1930, p. 14)

A descrição do trabalho infantil aponta para um período da história do Brasil em que:

a) por falta de uma legislação trabalhista, as crianças eram submetidas a uma situação que remonta ao período da
Revolução Industrial na Inglaterra.
b) apesar de haver uma detalhada legislação trabalhista, não havia o devido respeito por ela.
c) o esforço por uma legislação trabalhista que desfizesse a injustiça no ambiente de trabalho era a preocupação dos
grandes proprietários industriais brasileiros desde o final do século XIX.
d) a legislação trabalhista era rígida, mas dava amplos poderes aos empresários para que pudessem abusar da sua
mão-de-obra.
e) as crianças eram vistas como uma força de trabalho indisciplinada, o que justificava a forma como eram tratadas
enquanto os adultos eram respeitados no trabalho.


QUESTÃO 02 (Descritor: Identificar as principais características do Messianismo. )

Assunto: Messianismo

O messianismo desenvolveu-se em áreas rurais pobres que reagiram à miséria.
Sobre esses movimentos podemos afirmar:

a) o resultado político, na prática, foi nulo, já que se restringiam ao seu aspecto religioso.
b) seus componentes básicos eram: religiosidade moderada e projeto político bem definido em torno da idéia de
revolução proletária.
c) a região Nordeste, devido à miséria, foi palco exclusivo desses movimentos.
d) o pensamento marxista esteve presente nesses movimentos que consagraram a práxis da luta de classes.
e) seus componentes básicos eram: religiosidade e sentimento de revolta contra, a opressão e as injustiças da
República dos Coronéis.

QUESTÃO 03(Descritor: relacionar as imagens à reforma urbana na cidade do Rio de Janeiro )

Assunto: Reforma urbana do Rio de Janeiro.
As imagens acima estão associadas:

a) ao processo de crescimento das cidades nordestinas, particularmente, a cidade de Recife.
b) ao processo de modernização da cidade do Rio de Janeiro, particularmente, à derrubada de cortiços para a
construção da Avenida Central.
c) ao movimento organizado dos moradores da cidade do Rio de Janeiro que se opuseram à construção da Avenida
Central.
d) à construção da Avenida Central na cidade de São Paulo e ao surgimento de um espaço moderno nos moldes
europeus.
e) ao processo de urbanização da cidade do Rio de Janeiro com o fim dos problemas de moradia na cidade.




QUESTÃO 04 (Descritor: identificar em uma fonte primária a eclosão da Revolta do Forte de Copacabana)

Assunto: Tenentismo
Telegrama do presidente da República Epitácio Pessoa ao presidente de Minas Gerais, Artur Bernardes,
             comunicando a eclosão do movimento militar na capital federal, 1922. Rio de Janeiro (RJ).
                                          (CPDOC/ RS 1922.07.05/1)

O documento faz referência a um dos principais movimentos da República Velha. Trata-se:

a) da guerra de Canudos, que levou milhares de soldados para o interior da Bahia para acabar com os revoltosos
liderados por Antônio Conselheiro.
b) da Coluna Prestes, que andou mais de 25000 Km pelo interior do Brasil criticando a República Velha.
c) da Revolta do Forte de Copacabana, que foi o conflito que iniciou o movimento chamado Tenentismo.
d) do movimento modernista, responsável não só por uma alteração dos padrões estéticos tradicionais, mas também
um movimento de contestação da República Velha.
e) do início do Movimento Tenentista com a revolta de militares paulistas em São Paulo, em 1922.

QUESTÃO 05 (Descritor: analisar a participação da elite agrária e dos militares no processo do Golpe Republicano.)

Assunto: República

A República no Brasil começou em 1889 com a proclamação liderada pelo líder Marechal Deodoro da Fonseca.
Sobre o golpe republicano é correto afirmar que:

a) foi um movimento organizado por membros da elite militar sem a adesão de outros setores da sociedade.
b) foi um movimento que teve como principal objetivo aumentar o poder da nobreza imperial, visto que foram
mantidos seus privilégios.
c) foi um movimento voltado à implantação de uma República popular que procurou integrar todos os membros da
sociedade de forma harmônica.
d) foi um movimento liderado pelos militares apoiado da elite agrária.
e) foi um movimento liderado pela elite agrária cafeeira que conduziu sozinha todo o processo republicano.



QUESTÃO 06 (Descritor: relacionar duas lideranças dos camponeses de períodos distintos.)

Assunto: República

"Antônio Conselheiro não se entregou nem foi morto pelas tropas do governo. Morreu de diarréia. A burguesia
amarela quando falo que vou fazer uma nova Canudos."
                                                                      (José Rainha do MST, Veja, junho de 2003.”)
Assinale a alternativa que faz a referência correta à frase e ao seu autor.

a) Antônio Conselheiro foi o líder do movimento do Contestado e José Rainha do Movimento do Sem Terra que
prega a Reforma Agrária.
b) Antônio Conselheiro liderou milhares de homens no sertão da Bahia na defesa do vilarejo de Canudos e José
Rainha do MST defende acesso à terra a todos.
c) José Rainha defende que o Movimento dos Sem Terra deve apoiar um modelo de desenvolvimento neoliberal
como Antônio Conselheiro fez no passado.
d) José Rainha pregou uma revolução de caráter socialista em toda a América Latina e Antônio Conselheiro queria
uma sociedade igualitária de direita.
e) Os ideais de Antônio Conselheiro de criar uma sociedade a partir de uma burocracia estatal pode ser percebido no
discurso de José Rainha.

QUESTÃO 07 (Descritor: conhecer características da constituição de 1891.)

Assunto: República

O início da República é marcado por algumas inovações, entre elas está a nova Constituição de 1891 que trazia
como mudança:

a) a implantação de um regime de natureza parlamentarista.
b) a implantação do sistema de padroado.
c) a substituição do esquema de organização eleitoral censitário geral para um sistema eleitoral censitário apenas
para candidatos.
d) a retirada do voto censitário e o fim do padroado.
e) a criação de um sistema federativo baseado na total autonomia dos Estados.

QUESTÃO 08 (Descritor: identificar a política do encilhamento no texto)

Assunto: República Velha

“No governo Deodoro, Rui Barbosa viu na reforma a possibilidade de beneficiar grupos específicos - e de ser
beneficiado por eles. Sem consultar ninguém, criou três bancos com poder de emissão de moeda e deu a concessão
do mais poderoso - o que pegava Rio e São Paulo - ao Conselheiro Mayrink. Foram concessões escandalosas,
detalhadamente dissecadas no clássico "Rui: o Homem e o Mito", de Raimundo Magalhães Jr., de 1964.
Com o escândalo, a posição de Rui enfraqueceu e ele foi obrigado a concessões variadas. De escândalo em
escândalo, de concessão em concessão, foi colocando lenha na fogueira da especulação. O país levou 30 anos para
se livrar da maldição do Encilhamento (a bolha da Bolsa na época).”

                                                     (LUÍS NASSIF, Reforma monetária e o Príncipe, Folha de São Paulo, 12/06/2005)

O texto faz referência:

a)    à política dos governadores, consagrando a aliança política entre o presidente da república e os governadores
     na república Velha.
b)    à política econômica adotada por Rui Barbosa no governo de Rodrigues Alves para incentivar as exportações de
     produtos agrícolas.
c)   ao encilhamento, política econômica adotada por Rui Barbosa no primeiro governo republicano e consistia na
     emissão de papel moeda para investir na produção industrial.
d)    a uma reforma bancária feita apenas para estimular a atividade financeira no Brasil.
e)    às concessões de serviços públicos durante o governo de Artur Bernardes.


QUESTÃO 09 (Descritor: relacionar os dados da pirâmide ao fenômeno do coronelismo)

Assunto: República Velha
A pirâmide acima faz referência a uma prática política muito comum durante a República Velha. A alternativa que
melhor expressa essa prática é:

a)   o coronelismo, que consistia no apoio do coronel às suas tropas de comando dentro do exército.
b)   a política do café-com-leite pela qual Minas Gerais e São Paulo se alternavam no poder federal.
c)   a prática do encilhamento, que fortalecia o sistema eleitoral da República Velha, evitando fraudes.
d)   a figura do coronel, que atuava nas eleições controlando os eleitores e impondo práticas fraudulentas.
e)   a estratégia montada pelo sistema eleitoral, visando garantir a sua eficiência.

QUESTÃO 10 (Descritor: relacionar o federalismo aos interesses das elites regionais)

Assunto: República Velha

A constituição de 1891 foi importante para atender aos interesses das elites que desde o período imperial almejavam
ver seu poder ampliado. Uma medida constitucional que vem confirmar isso foi:

a)   a manutenção do padroado como forma de garantir a ação disciplinadora da Igreja sobre os fiéis.
b)   a instituição do federalismo que ampliou o poder das elites regionais.
c)   a implantação de um sistema eleitoral com voto censitário.
d)   a criação de leis trabalhistas que atendiam os trabalhadores e continha o movimento operário.
e)   a criação de um sistema parlamentarista pelo qual as elites podiam se revezar no poder.


QUESTÃO 11 (Descritor: identificar, no texto, características do processo de modernização da cidade do Rio de
Janeiro, no início do século XX)

Assunto: República Velha

“O Brasil entrou – já era tempo – em fase de restauração do trabalho. A higiene, a beleza, a arte, o ‘conforto’ já
encontraram quem abrisse as portas dessa terra, de onde andavam banidos por um decreto da indiferença e da
ignomínia coligadas. O Rio de Janeiro, principalmente, vai passar e já está passando por uma transformação radical.
A velha cidade, feia e suja, tem os seus dias contados.”

          (Olavo Bilac, “Crônica”, jan, 1904 – citado por Nicolau Sevcenko, Literatura como Missão, São Paulo, Editora Brasiliense: 1995, p. 30.)

A afirmação de Olavo Bilac, no contexto do início do século XX na cidade do Rio de Janeiro refere-se:

a) a uma fase de crescente luta de classes, marcada por greves e criação do partido comunista.
b) a um momento de intensa produção cultural aliada a um crescimento da industrialização.
c) ao processo de modernização do Rio de Janeiro, evidenciando a transformação do espaço urbano.
d) ao processo de implantação de reformas na legislação trabalhista.
e) à formulação de uma política econômica que ficou conhecida como Funding Loan.
QUESTÃO 12 (Descritor: caracterizar a decisão do Convênio de Taubaté da compra do café excedente pelo
governo)

Assunto: República Velha


“Completaram-se, ontem e hoje, 99 anos da reunião dos presidentes de São Paulo, Minas e Rio de Janeiro que
culminou no Convênio de Taubaté. Primeira crise global do café, provocada pela triplicação da produção brasileira na
década de 1890 (de 5,5 milhões a 16,3 milhões de sacas), a solução aventada foi sustentar os preços altos mediante
a redução da oferta, que o Brasil controlava em cerca de três quartos. O remédio acabou realimentando a doença. O
preço estimulava a superprodução, no Brasil e nos concorrentes, enquanto o consumo crescia à taxa vegetativa de
menos de 2% ao ano. Tem sido essa, com pequenas variantes, a história do café em um século. Uma crise de 99
anos.”

                                                              (Rubens Ricupero , Uma crise de 99 anos, Folha de São Paulo, 27/02/2005)



O convênio de Taubaté procurou valorizar o café no mercado internacional. Isso foi possível com:

a)   o aumento das taxas de câmbio para facilitar as exportações.
b)   a compra de parte da safra de café pelo governo, para reduzir a oferta e sustentar os preços altos.
c)   o aumento da oferta de café no mercado internacional.
d)   uma política econômica de caráter liberal, estimulando a livre concorrência.
e)   o auxílio dado pelos Estados Unidos à exportação de café brasileiro.

QUESTÃO 13 (Descritor: relacionar a foto ao movimento grevista de 1917)
Assunto: Movimento operário




                           Enterro do sapateiro José Martinez, morto em São Paulo pela polícia em 1917.
                                                          Fonte: CPDOC

Sobre a foto acima podemos afirmar:

a)  trata-se de uma manifestação contrária ao governo organizada pelo PCB na luta pela reforma agrária.
b)  trata-se da greve de 1917 que, embora não tenha conseguido muitos adeptos, acabou entrando para história
   como a maior expressão do movimento comunista brasileiro.
c) retrata o enterro de José Martinez, o que levou os partidos políticos a uma manifestação contra o governo.
d) refere-se à greve de 1917 que foi marcada por manifestações pacíficas que obtiveram grandes conquistas
   trabalhistas.
e) retrata o enterro do operário José Martinez, cuja morte em uma manifestação gerou revolta e deu mais força ao
   movimento grevista de 1917.


QUESTÃO 14 (Descritor: caracterizar o anarquismo no Brasil)

Assunto: movimento operário

O anarquismo foi uma ideologia surgida na Europa e teve como grandes teóricos Bakunin, Proudhon e Malatesta. No
Brasil sofreu adaptações, um exemplo foi:

a)   a introdução da idéia de que não deve existir governo.
b)   a valorização da organização sindical (anarco-sindicalismo) como forma de luta.
c)   a idéia de que a sociedade anarquista só seria possível com uma organização de liderança forte.
d)   a valorização da ação individual, sem organização, como forma de se alcançar a revolução anarquista.
e)   a criação de um partido político atuando no sistema eleitoral da república velha.
QUESTÃO 15 (Descritor: caracterizar o movimento tenentista brasileiro)

Assunto: República Velha

O tenentismo representa um aspecto da crise da República Velha. A afirmação que melhor expressa esse movimento
é:

a)   era formado pelas altas patentes do exército e reivindicava mudanças na política econômica dos governos da
    República Velha.
b) era formado por militares da marinha, principalmente, os marinheiros que participaram da Revolta da Chibata e
    defendiam melhores condições de vida para os militares.
c) era formado pelos tenentes do exército brasileiro e defendiam mudanças na estrutura administrativa
    previdenciária das forças armadas.
d) era formado por tenentes do exército e lutavam contra a corrupção na administração e no sistema eleitoral da
República Velha.
e) era formado por tenentes da marinha e do exército e propunham uma reformulação da administração
penitenciária.

QUESTÃO 16 (Descritor: diferenciar os processos de industrialização de São Paulo e Rio de Janeiro durante a
República Velha)

Assunto: economia na República Velha

São Paulo e Rio de Janeiro tornaram-se os grandes pólos industriais do início do século XX, no entanto, percebemos
uma diferença entre os dois processos de industrialização.

A alternativa que melhor explica essa diferença é:

a)    São Paulo tinha uma tradição industrial que começou com o início do Império e se prolongou até o século XX,
     enquanto que o Rio de Janeiro iniciou seu parque industrial somente no final do século XIX.
b)    o Rio de Janeiro mantinha uma política industrial voltada à fabricação de bens de produção enquanto São Paulo
     investiu fundo na produção de bens de consumo.
c)    o Rio de Janeiro ao iniciar seu processo de industrialização teve grande apoio do setor cafeeiro, já São Paulo
     não recebeu apoio desse setor, pois a elite cafeicultora paulista não acreditava na opção industrial.
d)    São Paulo teve um processo de industrialização alicerçado no capital cafeeiro enquanto que o Rio de Janeiro
     teve, com o fim da produção de café, um deslocamento do capital para investimentos industriais.
e)    São Paulo se desenvolveu industrialmente, no século XIX, com capital estrangeiro, investimento feito pelos
     imigrantes ricos que lá se estabeleciam, enquanto que o capital investido no Rio de Janeiro era nacional.




       QUESTÃO 17( Descritor: caracterizar o Brasil após a proclamação da República.)
       Assunto: História do Brasil Republicano.

       Ferida de morte desde a Abolição, a Monarquia Constitucional foi definitivamente sepultada a 15 de novembro
       de 1889. A República porém, surgiu como resultado de cúpula, de uma conspiração militar a que o povo
       assistiu apático e distante,m sem compreender direito o que se passava.
                                                      (REY, Marcos. Proclamação da República. 9. ed. São Paulo, Ática. 1999. p . 2.)

       NÃO podemos apontar como características do Brasil após a proclamação da República
       a) a separação entre a Igreja e o Estado.
       b) a substituição da agricultura pela indústria na economia nacional.
       c) a existência de uma executivo forte e intervencionista.
       d) a permanência das oligarquias rurais no poder.
       e) a vitória dos positivistas com o lema Ordem e Progresso, na bandeira nacional.

       QUESTÃO 18(Descritor: identificar o significado de federalismo.)
       Assunto: História do Brasil República.
Em 21 de dezembro de 1889, foi convocada a Assembléia Constituinte, que deveria elaborara a primeira
Constituição da República Brasileira. Quando o novo regime completou um , o Congresso Constituinte
começou a se reunir e, em 24 de fevereiro de 1891, promulgou a primeira Constituição republicana.
A Constituição de 1891, estabelecia para o Brasil uma República Federativa. A expressão em destaque
significa que

a)    os vinte Estados brasileiros passam a ter a permissão de legislar em seus próprios interesses, desde que
     não contrariassem a Constituição Federal.
b)    O país se transformava em uma federação onde o poder executivo tinha amplos poderes sobre os
     demais poderes: legislativo e judiciário.
c)    O Congresso Nacional passa a ser representado por duas câmaras: a Câmara dos Deputados e a
     Câmara do Senado.
d)    Os Governos Estaduais passam a ter áreas de competência privativas como a defesa nacional, a política
     externa, as políticas econômicas e monetárias.
e)    A população brasileira estava submetida a um modelo político extremamente democrático, com ampla
     igualdade social.

QUESTÃO 19(Descritor: relacionar o trecho com a de Política dos governadores.)
Assunto: História do Brasil República.

“... consiste em um pacto, durante a República Velha, entre o presidente da República e a elite política de cada
um dos Estados brasileiros.”
O trecho acima se refere a

a)   Política do café-com-leite.
b)   Comissão de Verificação de Poderes.
c)   Encilhamento.
d)   Política dos governadores.
e)   Funding Loan.

QUESTÃO 20(Descritor: relacionar o trecho com o Com o Convênio de Taubaté.)
Assunto: História do Brasil República.

É inegável a importância do café para a economia brasileira, chagando a representar 70% do seu comércio
internacional. Mas desde 1895, esse quadro passou a ser ameaçado com uma superprodução de café que
acarretou a queda de seu preço. A solução para essa crise surgiu nos dias de 26 e 27 de fevereiro de 1906,
quando os governadores de São Paulo, Rio de janeiro e Minas Gerais se reuniram em São Paulo para firmar
um acordo denominado

a)   Política do café-com-leite.
b)   Encilhamento.
c)   Convênio de Taubaté.
d)   Funding Loan.
e)   Consenso dos cafeicultores.

QUESTÃO 21 (Descritor: analisar os fatores que contribuíram para o crescimento da indústria no Brasil.)
Assunto: História do Brasil República.

O número de estabelecimentos industriais em 1889 chegava a pouco mais de 600, já atingia, em 1907, um
total de 3.258, localizados em sua maioria no Distrito Federal (33%), São Paulo (16%) e Rio Grande do Sul
(15%).
                                                      (PILETTE, Nelson. História do Brasil, p . 217.)

Vários fatores contribuíram para o crescimento da indústria brasileira no início do século XX. A respeito desses
fatores é INCORRETO afirmar:

a)   A disponibilidade de capitais e mão-de-obra.
b)   A presença de um mercado consumidor relativamente concentrado.
c)   A concentração de uma tecnologia bastante sofisticada.
d)   A matéria-prima disponível e barata.
e)   A existência de um sistema de transporte que ligava aos portos.

QUESTÃO 22 (Descritor: analisar a importância do imigrante no desenvolvimento da indústria brasileira.)
Assunto: História do Brasil República.
“... Com eles vieram receitas culinárias, inusitadas formas de falar e vestir. Com eles vieram brincadeiras
infantis, canções e até mesmo diferentes maneiras de exercitar a fé. Com eles vieram ofícios e técnicas que
dariam novos rumos às relações sociais da Província. Acima de tudo, com eles vieram sonhos que iam muito
além dos limites de um grande cafezal.”

     (Reviver Raízes. Folheto de exposição histórico-fotográfico. São Paulo: Memorial de Imigrante, 1996.)


A participação dos imigrantes na economia brasileira não se limitou aos cafezais, eles foram de extrema
importância para as nascentes indústrias no país porque

a)   Possuíam muito capital disponível para investir nesse setor.
b)   Criticavam abertamente as idéias comunistas que já faziam parte da cultura operária brasileira.
c)   Possuíam habilidades manuais e técnicas, além da maioria ser alfabetizado.
d)   Defendiam a união entre o capitalismo e o Estado como o caminho para o progresso.
e)   Tinham experiências em organizações sindicais que lutavam pela melhoria da vida operária.

QUESTÃO 23(Descritor: identificar as características do movimento de Canudos.)
Assunto: História do Brasil República.

Um dos principais movimentos rurais na República Velha foi CANUDOS. A respeito desse movimento leia as
afirmativas abaixo.

 I – O movimento foi liderado por Antônio Conselheiro, que era admirador do regime monárquico.
II – A repressão ao movimento de Canudos foi violentíssimo, mas os seguidores de Antônio
Conselheiro     conseguiram derrotar as tropas federais.
III – O movimento de Canudos representou um exemplo de luta contra a miséria e a opressão em que vivia o
povo sertanejo.

Estão corretas as afirmativas

a)   I e III.
b)   Apenas a I.
c)   II e III.
d)   Apenas a III.


QUESTÃO 24(Descritor: relacionar os dados a Revolta da Chibata.)
Assunto: História do Brasil República.

Leia os dados abaixo.

Data: 1910.
Local: Rio de Janeiro.
Motivo: Insatisfação dos marinheiros com os castigos corporais praticados na Armada.

Os dados acima se refere a

a)   Revolta da Vacina.
b)   Revolta do Cangaço.
c)   Revolta de Canudos.
d)   Revolta da Chibata.
e)   Revolta da Armada.

QUESTÃO 25 (Descritor: identificar o principal objetivo da Semana da Arte Moderna.)
Assunto: História do Brasil República.

“ Diversos intelectuais de São Paulo e do Rio, devido à iniciativa do escritor Graça Aranha, resolveram
organizar uma Semana de Arte Moderna, dando ao nosso público a perfeita demonstração do que há em
nosso meio em escultura, pintura, arquitetura, música e literatura do ponto de vista rigorosamente atual.”

                                                           Jornal Paulistano, 22 de janeiro de 1922.

Assinale a alternativa que aponta o principal objetivo da Semana da Arte Moderna.
a)     Divulgar a arte de São Paulo e Rio no Brasil e no mundo.
         b)     Romper com a influência modernista na arte brasileira.
         c)     Mostrar a influência da arte européia no Brasil.
         d)     Valorizar a arte, a cultura e o homem brasileiro.
         e)     Defender a República como o caminho para o desenvolvimento da arte brasileira,

         Leia o texto abaixo e responda as questões 26 e 27.

         As eleições estavam marcadas para 1º de março de 1930. O candidato apresentado pelo então presidente
         Washington Luis para sucedê-lo era Júlio Prestes, um e outro do Partido Republicano Paulista(PRP). Isso
         contradizia o acordo estabelecido entre os grupos que então controlavam o poder, basicamente ligados ao
         setor cafeeiro, pelo qual um paulista deveria suceder um mineiro.(...)Os mineiros, deixados de lado, passaram
         a engrossar o número dos descontentes, unindo-se a oposição.

                                              (BERCITO, Sônia de Deus Rodrigues. Nos tempos de Getúlio. São Paulo, Atual, 1997.)

         QUESTÃO 26 (Descritor: relacionar o texto com a Política do café-com-leite.)
         Assunto: História do Brasil República.


         O “acordo estabelecido” a que o texto se refere ficou conhecido como

         a)     Estado Novo.
         b)     Convênio de Taubaté .
         c)     Política do café-com-leite.
         d)     Funding Loan.
         e)     Encilhamento.




         QUESTÃO 27 (Descritor: relacionar o trecho lido com a Aliança Liberal .)
         Assunto: História do Brasil República.

         “(...)Os mineiros, deixados de lado, passaram a engrossar o número dos descontentes, unindo-se a oposição.
         (...)”

         Em 1930, a união de Minas Gerais com a oposição resultou na formação da(o)

         a)     Aliança Nacional.
         b)     Aliança Liberal.
         c)     Ação Integralista.
         d)     Estado Nacional.
         e)     Partido Republicano Mineiro.

QUESTÃO 28 (Descritor: analisar conjuntura política da proclamação da República no Brasil.)
Assunto: A República do café no Brasil.
Leia a seguinte afirmação:

    Em 15 de novembro de 1889, um golpe militar liderado pelo marechal Deodoro da Fonseca pôs fim ao Império. O
    previsível e aguardado fim da Monarquia chegara.
    A crise do Império e o advento da República foi o resultado de um conjunto de fatores. Dentre eles destacamos,
    EXCETO:

    a)        O esgotamento da escravidão e suas conseqüências.
    b)        A guerra do Paraguai e as posteriores crises militares internas.
    c)        A perda do apoio da igreja e o repúdio das elites mais ricas do país, os cafeicultores.
    d)        A revolução popular motivada pelas profundas desigualdades socais do país.


QUESTÃO 29 (Descritor: identificar conflitos políticos durante a República Velha no Brasil.)
Assunto: A República do café no Brasil.
Leia o trecho abaixo:
“O período conhecido como a República da Espada marcou uma época em que os militares disputaram o predomínio
do poder. O período foi marcado por um grande número de conflitos que por várias vezes colocaram em risco as
instituições republicanas recém-surgidas.”          http://www.libertaria.pro.br
Esses conflitos foram

    a)   a Revolta de Canudos e Revolta da Chibata.
    b)   a Revolução Federalista do Sul e Cangaço.
    c)   a Revolta Armada e Revolta Federalista do Rio Grande do Sul.
    d)   a Revolta dos Malês e a Revolução Farroupilha.

QUESTÃO 30 (Descritor: identificar características de movimento social durante a República Velha no Brasil.)
Assunto: A República do café no Brasil.

Leia o texto a seguir:

Nomes como o de Antônio Silvino, o "governador do sertão" ou de Virgulino Ferreira da Silva, o "Lampião rei do
cangaço", são vistos até hoje como heróis por alguns e bandidos por outros. No entanto, são apenas dois dentre os
inumeráveis líderes cangaceiros. Nunca houve uma organização entre os diversos cangaços, por isso estes devem
ser estudados como um movimento plural.
                                                                                    http://www.libertaria.pro.br
Sobre o Cangaço é INCORRETO afirmar que
   a) caracterizou-se pela ação concreta do banditismo social.
   b) motivou-se pela crise social e econômica que abalava o Nordeste.
   c) nasceu num ambiente de extrema pobreza e violência.
   d) aglomerou grupos de diferentes classes sociais.



QUESTÃO 31 (Descritor: caracterizar a ideologia partidária no Brasil.)

Assunto: A República do café no Brasil.

Leia o texto abaixo:

“A industrialização fez surgir no Brasil um novo perfil social: o operário fabril. O movimento operário começou a surgir
ainda no final do século XIX, mas foi com a industrialização provocada pela Primeira Guerra em nosso país que ele
rapidamente se transformou em uma das principais forças políticas de sua época. Já em 1917, pôde ser visto como
um dos maiores movimentos operários do mundo. A pergunta que devemos nos fazer neste momento é como este
movimento cresceu tão rápido e se fortaleceu tanto apesar de uma industrialização recente e incipiente. A resposta
pode ser encontrada no violento regime de trabalho imposto aos operários na época, comparável somente ao do
início da industrialização inglesa cem anos antes. Além disso, temos que nos lembrar que a maioria dos operários
eram imigrantes italianos e espanhóis com um histórico de organização política anterior. Eram estes, na sua maior
parte, anarquistas.”
                                                                                                      http://www.libertaria.pro.br
O anarquismo apesar de ser taxado muitas vezes como bagunça, tem um significado praticamente oposto. Essa
doutrina defendia:
   a) O estímulo à sindicalização.
   b) O aumento da jornada de trabalho.
   c) O fim do trabalho feminino e infantil.
   d) As críticas às diferentes formas de organização e poder.

QUESTÃO 32 (Descritor: analisar charge sobre a política da República Velha)

Assunto: A estrutura política da República Velha

Observe a charge.
A charge satiriza a (o):

a)   a existência da Política do Café-com-Leite.
b)   formação da Aliança Liberal.
c)   fim da política dos governadores.
d)   poder dos coronéis de Minas Gerais e São Paulo.




QUESTÃO 33 (Descritor: identificar características relacionadas à República Velha)

Assunto: Características da República Velha

Durante a República Velha, o governo federal fez uso das forças armadas, não só para reprimir levantes liderados
por militares ou chefes políticos regionais, mas também para combater movimentos populares sertanejos.

Leia as afirmativas.

I – A Constituição de 1891 permitia a liberdade de expressão, o voto feminino e aprovava o dispositivo que separava
a Igreja Católica do Estado.
II – Durante a República Velha os governos enfrentaram a Revolta da Vacina, o Cangaço, os movimentos
messiânicos, as reivindicações anarquistas e a fundação do PCB no Brasil.
III – O tenentismo foi o conjunto de movimentos rebeldes liderados por jovens militares – de “tenente”, embora nem
todos o fossem –, que ocorreram em várias regiões do país a partir de 1922.

Estão corretas as afirmativas:

a)   I e II.
b)   I e III.
c)   II e III.
d)   I, II e III.

QUESTÃO 34 (Descritor: analisar cordelsobre o monitoramento do cangaço e suas implicações políticas e sociais)

Assunto: O cangaço

Leia o cordel abaixo.



O cangaceiro é doente
É um indivíduo anormal
Recebendo a influência
Do ambiente social
Com justiça e instrução
É difícil um Lampião
Cair na trilha do mal (p. 2).
[...]
Também não está direito
Ter pena dele demais
Dizer que eles são heróis
Como muita gente faz
Cadeia para esta gente
Com tratamento decente
Em prisões especiais.(p.3)



                                                    (CURRAN, Mark. História do Brasil em Cordel. São Paulo: Edusp. p. 74)

Analise as afirmativas.

I – O cordel considera o cangaço resultado da injustiça e da falta de instrução.
II – No cordel o cangaceiro é descrito como uma pessoa má, que deve ser punida com rigor.
III – O Cordel demonstra entender o cangaço, porém, defende a prisão de seus integrantes.

Estão corretas as afirmativas

a)   I e II.
b)   I e III.
c)   II e III.
d)   I, II e III.




QUESTÃO 35 (Descritor: compreender o significado social e econômico da reforma agrária no Brasil)

Assunto: O MST

Leia o artigo abaixo.

                          MST QUER MAIS DE MIL FAMÍLIAS ASSENTADAS NO SUL EM 2006



O Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) no estado do Rio Grande do Sul exige que o Instituto Nacional de
Colonização e Reforma Agrária (Incra) cumpra a meta de assentar mais de mil famílias no Estado neste ano. Essa foi
uma das reivindicações feitas por cerca de 2 mil pessoas em um ato hoje em Coqueiros do Sul, no norte gaúcho, de
acordo com um dos coordenadores estaduais do MST, Silvio dos Santos.

Os sem-terra pediram agilidade no processo de reforma agrária no estado e a desapropriação da fazenda Coqueiros,
mais conhecida por fazenda Guerra. Presente à manifestação, o prefeito de Coqueiros do Sul, Acácio de Souza
(PDT), defendeu que a fazenda Guerra seja vistoriada pelo Incra para fins de reforma agrária. Ele disse que a
propriedade ocupa 30% da área do município.

Apesar da chuva que transferiu o protesto da praça central da cidade para o Ginásio de Esportes Municipal,
estiveram presentes entidades que compõem o Comitê de Apoio à Reforma Agrária no estado, sindicatos dos
metalúrgicos e dos professores gaúchos, Central Única dos Trabalhadores (CUT), Pastorais Sociais, movimentos da
Via Campesina, partidos políticos e autoridades municipais da região. A Brigada Militar monitorou o ato, que terminou
no meio da tarde, e o deslocamento de ônibus de acampamentos na região.
Nesta sexta-feira, o MST criou um novo acampamento no estado, em Arambaré, no centro-sul, que está recebendo
dezenas de famílias Sem Terra da região. O local, às margens da BR 116, foi criado dentro de um assentamento do
MST. Um outro acampamento, montado esta semana em Tupanciretã, na região Central, já reúne cerca de 80
famílias, às margens da estrada de acesso à cidade.

Segundo a coordenação estadual do MST, mais de 2,5 mil famílias Sem Terra vivem em acampamentos de beira de
estrada no Rio Grande do Sul e o governo federal assentou apenas 220 famílias desde 2003.

"O MST tem defendido o assentamento imediato de todas as famílias acampadas, bem como a assinatura da portaria
que atualiza os índices de produtividade rural", destaca Santos.

                                                                             (Agência Brasil - Sexta, 21 de abril de 2006, 19h07)

Leia as afirmativas abaixo.

I – O MST do Rio Grande do Sul já conseguiu junto ao governo estadual o assentamento de boa parte das famílias
acampadas.
II – A desapropriação da fazenda Coqueiros é uma das reivindicações do movimento, uma vez que ocupa uma parte
considerável do município.
III – O MST do Rio Grande do Sul recebe apoio de entidades sindicais, religiosas, professores e de políticos da
região.

Está (ão) correta (s) a (s) afirmativa (s)
a)    I.
b)    II.
c)   I e III.
d)    II e III.

QUESTÃO 36 (Descritor: analisar texto sobre a política oligárquica)

Assunto: República Velha
“ Cabo de enxada engrossa as mãos – o laço de couro cru, machado e foice também. Caneta e lápis são ferramentas
muito delicadas. A lida é outra: labuta pesada, de sol a sol, nos campos e nos currais (...) Ler o quê? Escrever o quê?
Mas agora é preciso: a eleição vem aí e o alistamento rende a estima do patrão, a gente vira pessoa.”

                                                                                                Mário Palmério. Vila dos Confins

A partir da leitura do texto podemos afirmar que na República Velha

a)  a campanha eleitoral visava atingir principalmente os trabalhadores urbanos já alfabetizados e não
   acostumados com a “labuta pesada, de sol a sol”.
b) o predomínio oligárquico visava sobretudo eliminar os focos de tensão social do sertão nordestino,
   representado pelas forças sindicais locais.
c) durante o período eleitoral os trabalhadores rurais aproveitavam para conseguir ganhos trabalhistas, em troca
   de votos para os candidatos do governo.
d) o período eleitoral era o momento em que os trabalhadores eram dispensados do trabalho que “engrossa as
   mãos”, para votarem nos candidatos indicados por seus patrões.


QUESTÃO 37 (Descritor: identificar características políticas da República Velha)

Assunto: República Velha

“Com a República, o Brasil mudou a forma de governo, trocou de bandeira, ganhou constituição nova, separou a
Igreja do Estado. Mas a estrutura social e econômica não foi alterada: os chefões eram os mesmos de antes, os ricos
mantiveram-se em sua exploração e os pobres continuaram em sua miséria.”

Abaixo são feitas algumas afirmativas sobre a República Velha. Leia-as.

1.    A proclamação da República inaugurou um novo tipo de participação na vida do país, caracterizado pela livre
     manifestação do eleitorado.
2.    A Política dos Governadores estava baseada no controle exercido pelos grandes proprietários de terras sobre a
     massa dos trabalhadores rurais, base social da dominação política dos Coronéis em âmbito municipal e
     estadual.
3.    A Constituição de 1891, a primeira promulgada e a primeira da República, estabelecia o voto direto e secreto
     para homens maiores de 18 anos, alfabetizados ou não.
4.    O controle do poder político na República Velha resultava em larga medida do controle do processo eleitoral,
     desde a votação até o reconhecimento dos candidatos eleitos.

Estão CORRETAS apenas as afirmativas

a)   1e 3
b)   2e4
c)   1 e 2.
d)   3 e 4.


QUESTÃO 38 (Descritor: analisar texto referente ao banditismo social)
Assunto: República Velha
Leia o texto.

"O bandido social é, em geral, membro de uma sociedade rural e, por razões várias, encarado como proscrito ou
criminoso pelo Estado e pelos grandes proprietários. Apesar disso, continua a fazer parte da sociedade camponesa
de que é originário e é considerado herói por sua gente, seja ele um justiceiro, um vingador, ou alguém que rouba
dos ricos."
                                                                        Carlos Alberto Dória, saga. A grande história do Brasil

O texto trata de uma

a)   manifestação social presente durante a República Velha, denominada Guerra de Canudos.
b)   manifestação política encaminhada pelo governo republicano, a Revolução de 30.
c)   descrição de um movimento social de caráter violento, porém, de grande aceitação popular.
d)   descrição da figura de Luiz Carlos Prestes, o Cavaleiro da Esperança.




QUESTÃO 39 (Descritor: identificar características econômicas da República Velha)

Assunto: A economia da República Velha

A constituição de um núcleo agrário-exportador predominante é o grande marco da História Brasileira, a partir de
meados do século XIX, sobressaindo-se como atividade básica a cultura cafeeira, cujo destaque continuou durante a
Primeira República.

Com relação à vida econômica da República Velha podemos considerar

1.    A política econômica do Governo Provisório propiciou uma febre de negócios conhecida como Encilhamento,
     com grande movimento na Bolsa de Valores, em uma tentativa de se industrializar rapidamente o Brasil.
2.    No Convênio de Taubaté (1906) definiram-se as bases da política de valorização do café, firmando a
     intervenção do governo na compra dos excedentes, objetivando o equilíbrio do mercado.
3.    O desenvolvimento industrial brasileiro, a partir do final do século XIX, esteve intimamente associado à
     economia cafeeira, aos imigrantes à rápida urbanização na região Centro-Sul do país, proporcionando o
     desenvolvimento do mercado interno.
4.    Durante a Primeira Grande Guerra ocorreram transformações na economia brasileira, como a substituição
     progressiva dos capitais europeus, aqui aplicados, pelos norte-americanos.


Estão CORRETAS as afirmativas

a)   1, 2 e 3.
b)   1, 3 e 4.
c)   2, 3 e 4.
d)   1, 2, 3, e 4.

QUESTÃO 40 (Descritor: caracterizar o movimento tenentista como crítico da república velha)

Assunto: Tenentismo
Na década de 20, inicia-se o processo de decadência da Velha estrutura política montada no final do século XIX.
Alguns setores sociais já não agüentavam mais ficar calados diante de um modelo de país arcaico, ainda
privilegiando as velhas estruturas agrárias.
Assinale a alternativa CORRETA a respeito da situação descrita acima.

a) O processo de decadência ao qual o texto se refere está relacionado ao fim de uma era de grande prosperidade
industrial no Brasil.
b) O Tenentismo foi o movimento que demonstrou o descontentamento dentro do exército com as velhas estruturas
da República Velha.
c) A Semana de Arte Moderna está relacionada à crítica ao modelo de industrialização adotado pelo Brasil.
d) A Coluna Prestes pode ser considerada um exemplo de resistência das forças oligárquicas à opressão exercida
pelo exército na República Velha.
e) O único movimento de reação contra a força das oligarquias na República Velha foi a Coluna Prestes.


QUESTÃO 41 (Descritor: identificar algumas características da história do Brasil durante a República Velha)

Assunto: Economia e sociedade da República Velha
Leia as afirmações.

I – Durante a Primeira Guerra Mundial, o Brasil viveu um período de desenvolvimento industrial devido à política de
substituição de importações.
II – A República Velha, embora tivesse membros da oligarquia cafeeira no poder, estimulou muito o desenvolvimento
industrial no Brasil.
III – O descontentamento do trabalhador urbano no Brasil pode ser demonstrado com movimentos como o grevista
em 1917, em São Paulo.
IV – O movimento anarquista não teve influência no Brasil, pois o pensamento socialista desde cedo se mostrou
dominante.

A partir das afirmações acima é possível dizer que estão CORRETAS:

a) I, II e IV.
b) I e IV.
c) I e II.
d) I e III.
e) III e IV.



QUESTÃO 42(Descritor: identificar o movimento de contestação a que se refere o texto)

Assunto: República Velha

“se apoderaram da noite para o dia da esquadra brasileira e impõem sua vontade ao Presidente, fazendo pontaria
sobre a residência deste. É uma coisa única; algo iníquo que não havia acontecido ainda em nenhuma parte. Já têm
argumento os "vaudevilistas" do "boulevard" para novas cenas grotescas de pronunciamentos sul-americanos".
                                                        (Edwards Bello. Cronista chileno no Rio de Janeiro em 1910)

O movimento a que Edwards Bello se refere é:

a) a Revolta da Chibata, que reivindicava melhores soldos e a abolição por completo dos castigos corporais na
marinha do Brasil.
b) a Revolta do Contestado, que envolveu disputa de terras entre Paraná e Santa Catarina.
c) o Tenentismo envolvendo tenentes da Marinha brasileira.
d) a revolta em São Paulo em 1924, quando militares do exército tomaram a cidade.
e) A Revolta do Forte de Copacabana feita por membros do exército e da Marinha.

QUESTÃO 43 (Descritor: relacionar os imigrantes ao início do movimento operário brasileiro.)

Assunto: Movimento operário

“Imigrantes, Imigrantes
Gente que veio de longe
Que não sabe para onde vai
Gente triste, gente estranha.
Estampada a dor na face,
Tristeza no coração.
Eles estão com os olhos voltados para longe
Para suas terras perdidas.”

A imigração foi um fenômeno que se iniciou no Império, mas durante o período republicano ainda eram muitos os
europeus que chegavam ao Brasil.
Sobre os imigrantes no Brasil é CORRETO afirmar:

a) vieram para o Brasil com a única preocupação de enriquecimento com o investimento industrial.
b) foram os responsáveis pelo início do movimento operário brasileiro.
c) foram os responsáveis pelo início das práticas agrícolas na região do Oeste Paulista.
d) garantiram o sucesso do modelo de desenvolvimento industrial na República Velha.
e) foram os primeiros a desenvolver um movimento operário no Brasil com bases no socialismo utópico.

QUESTÃO 44 (Descritor: comparar o Founding Loan aos acordos com o FMI nos últimos anos)

Assunto: Economia na República Velha

 “Tanto o FMI quanto o Banco Mundial operam à base das chamadas condicionalidades. Um país que necessita de
recursos externos, seja para prevenção de uma crise, seja para realização de investimentos em infra-estrutura, é
considerado um país com desajustes econômicos, os quais necessitam ser corrigidos. Um pacote de políticas vem
então junto com os empréstimos: os países devem privatizar suas empresas, eliminar subsídios, reduzir os gastos
sociais em tempo de crise, abrir suas economias e reformar o setor público.”
(BARBOSA, Alexandre de Freitas. O mundo Globalizado- Política, Sociedade e economia. São Paulo: Contexto, 2001, p. 94)

No governo do presidente Fernando Henrique Cardoso, o Brasil pediu auxílio ao FMI para resolver seus problemas
financeiros. Essa não foi a primeira vez que o país teve a necessidade de recorrer ao recurso de empréstimos
internacionais. Em relação a essa questão é CORRETO afirmar que:

a) durante a primeira República, o Brasil não teve necessidade de adquirir empréstimos no exterior porque a
economia brasileira não passou por nenhum sério problema.
b) em virtude de desajustes na economia ocorridos devido ao Funding Loan, o Brasil recorreu ao FMI para sanear
sua economia.
c) o Banco Mundial foi o grande responsável pela reestruturação econômica do Brasil após a reforma urbana
promovida por Pereira Passos que aumentou a dívida externa, mas modernizou a cidade do Rio de Janeiro.
d) o Brasil conseguiu, na década de 20, apoio econômico da comunidade européia para solucionar seus problemas
financeiros, mas tendo que se submeter às regras estabelecidas para a política econômica interna.
e) o Funding Loan foi um programa de empréstimos junto aos banqueiros ingleses que impunha várias condições ao
Brasil semelhantes às práticas do FMI no século XX.

QUESTÃO 45 (Descritor: relacionar Guerra do Paraguai e a Questão Militar)

Assunto: A Questão Militar

Leia o documento abaixo.

“(...) Glória cara! Perdemos cem mil dos nossos melhores irmãos, heróis ignorados; e quase consumamos o
extermínio de um povo valoroso que soube defender heroicamente o solo sagrado de sua pátria. Arrancamos os
paraguaios, dizem, da pressão (...) de uma tirania aviltante. (...)”

                                       (CERQUEIRA, Dionísio. Reminiscências da campanha do Paraguai. Rio de Janeiro: Biblioteca Militar, s/d.

O documento denuncia os efeitos da Guerra do Paraguai na história do Brasil e do Paraguai.


IDENTIFIQUE e EXPLIQUE o efeito político da Guerra do Paraguai para o Império brasileiro.


QUESTÃO 46 (Descritor: construir texto sobre as Questões do Império)
Assunto: A desagregação da Monarquia Brasileira.

ELABORE um texto de, no máximo, 15 linhas identificando e relacionando os principais responsáveis pelo
enfraquecimento e queda da Monarquia brasileira nos finais do século XIX.


QUESTÃO 47 (Descritor: identificar, relacionar fatos históricos)
Assunto: A sociedade da República Velha

Leia o poema abaixo.
                                                "Essa cova em que estás,
                                                  Com palmos medida,
                                                    É a conta menor
                                                   Que tiraste em vida.

                                                   É de bom tamanho,
                                                  Nem largo nem fundo,
                                                  É a parte que te cabe
                                                    Deste latifúndio.

                                                   Não é cova grande,
                                                      É cova medida,
                                                   É a terra que querias
                                                       Ver dividida."

                                   (João Cabral De Mello Neto, Morte e Vida Severina)

a)   IDENTIFIQUE uma situação social no poema.
b)   RELACIONE- a um movimento social da República Velha.
c)   DISCORRA sobre o movimento citado no item anterior.

QUESTÃO 48 (Descritor: explicar a política da República Velha)

Assunto: O coronelismo

Leia a notícia abaixo.

                                    Prefeito baiano vinga-se no povo pela derrota.

SALVADOR – O único hospital da cidade de Pindobacu, a 415 Km de Salvador, permanecia fechado ontem por
ordem do prefeito [...] , que, inconformado com a derrota do seu candidato ao governo do estado, [...], resolveu
vingar-se da população.
[...] Além de fechar o hospital, o prefeito de Pindobacu ameaçou fechar o colégio municipal e todos os órgãos de
assistência social mantidos pela prefeitura.
[...] Depois de saber da vitória do candidato [...] em Pindobacu, o prefeito [...] pegou uma ambulância, que durante a
campanha tinha sido transformada em carro de som, e saiu anunciando as represálias que tomaria contra a
população.

                                                                                              (Diário Popular, São Paulo, 21-11-1986).

a)   IDENTIFIQUE o fato noticiado e a que esfera política se refere (municipal, estadual ou federal).
b)   TRANSCREVA a parte da notícia que ilustra a prática coronelista.
c)   EXPLIQUE o funcionamento da Política do Café-com-Leite a partir do coronelismo.

QUESTÃO 49 (Descritor: identificar e explicar a estrutura política da República Velha)

Assunto: A estrutura política da República Velha

Leia o texto abaixo.

   ''A expressão 'coronel' advém do título da Guarda Nacional. Esse título significava autorização do poder central ao
chefe local para que este possuísse 'gente armada' a seu serviço. (...) O título era 'entregue' ao chefe municipal de
prestígio [o latifundiário mais rico e ligado ao governo estadual] e a ele cabia todo o poder decisório ao nível do
município: econômico, político, judicial, policial. (...)
   "O poder local, 'dono dos votos', ganhava força. Temos um compromisso entre o coronel, dono dos votos, e o
Estado, com seus juízes e delegados de polícia. Em troca da garantia da 'maioria', o coronel recebia juiz e polícia,
obedientes a seus desmandos e caprichos. A figura do coronel ganhava prestígio local e um poder que na verdade
era de fachada. Existia enquanto o coronel obedecesse ao governo. (...) O coronel manda em seu pedaço, em suas
'pequenas questões', enquanto é obediente ao governo nas grandes questões".
                           (TREVISAN, Leonardo. A República Velha. São Paulo: Global, 1982. pp. 24-26)

a)   IDENTIFIQUE e EXPLIQUE a estrutura política descrita no texto.
b)   TRANSCREVA a passagem do texto que comprova as fragilidades do poder dos coronéis.




QUESTÃO 50(Descritor: explicar a imagem relacionada a estrutura econômica da República Velha)

Assunto: O café durante a República Velha




                                                                             (Fonte: FAUSTO, Boris. História do Brasil. São Paulo: Edusp. P.292)


EXPLIQUE a imagem acima, relacionando a assinatura do Convênio de Taubaté com a expressão em destaque: “O
Brasil afundava no café”.

QUESTÃO 51 (Descritor: explicar o contexto histórico tratado no poema)

Assunto: Semana de Arte Moderna

Leia o poema baixo. Em seguida responda as questões propostas.



São Paulo! Comoção de minha vida",
Os meus amores são flores feitas de original...
Arlequinal!... Traje de losangos... Cinza e ouro...
Luz e bruma... Forno e inverno morno...
Elegâncias sutis sem escândalos; sem ciúmes...
Perfumes de Paris... Arys!
Bofetadas líricas no Trianon... Algodoal!... (...)
São Paulo! Comoção de minha vida ...
Galicismo a berrar nos desertos da América!
(lnpiração)
Eu insulto o burguês! O burguês-níquel,
O burguês-burguês!
A digestão bem-feita de São Paulo!
O homem-curva! O homem-nádegas!
O homem que sendo francês, brasileiro, italiano,
É sempre um cauteloso pouco-a-pouco!...
(Ode ao burguês)
Os caminhões rodando, as carroças rodando,
Rápidas as ruas se desenrolando,
rumor surdo e rouco, estrépitos, estalidos...
E o largo Coro de ouro das sacas de café!... (...)
                                                     (Mário de Andrade. Paisagem n.. 4. 1922)
a)   IDENTIFIQUE a manifestação artístico-cultural representada no poema.

b)   EXPLIQUE duas (2) características desse movimento contidas no poema.


QUESTÃO 52 (Descritor: explicar as causas e reivindicações do movimento operário da República Velha)

Assunto: Movimento operário durante a República Velha




Ao longo do século XX, o movimento operário brasileiro se organizou e lutou de diferentes formas. Em 1917,
ocorreu em São Paulo e no Rio de Janeiro a primeira greve geral na história desse movimento.

a)   IDENTIFIQUE e EXPLIQUE a base ideológica que norteou a greve de 1917.

b)   CITE duas (2) reivindicações sociais dos manifestantes de 1917.

QUESTÃO 53 (Descritor: identificar desdobramentos de política colonial no Brasil de hoje.)

Assunto: A República do café no Brasil

Leia o trecho a seguir:

“Nos primeiros trinta anos da historia republicana, uma sociedade basicamente rural e exportadora de matérias-
primas tornou-se industrial e urbana. Mas problemas crônicos herdados do período anterior e que remontaram à era
colonial persistem como desafio até hoje.”
                                                                                                http://www.libertaria.pro.br

IDENTIFIQUE pelo menos dois (02) dos problemas citados no fragmento acima.



O trecho a seguir é referência para as questões 54 e 55.

“A Lei Áurea deve ser vista a princípio como uma tentativa de retomar sustentação política para o Império muito mais
do que como uma preocupação humana em relação aos negros. Já vimos que essa tentativa fracassou. O maior
problema, contudo, foi que não houve atuação dos grupos realmente abolicionistas, principalmente da comunidade
negra, na elaboração da lei. A ausência dos mesmos provocou a decretação de uma legislação que não garantia o
interesse dos principais envolvidos: “os negros.”
                                                                                             http://www.libertaria.pro.br


QUESTÃO 54(Descritor: analisar efeitos do movimento abolicionista no Brasil.)

Assunto: A República do café no Brasil.

A partir do que foi estudado sobre a proclamação da República no Brasil, EXPLIQUE de que maneira a aprovação da
Lei Áurea contribuiu para o fim da Monarquia.


QUESTÃO 55 (Descritor: analisar a situação social dos ex-escravos após a abolição.)
Assunto: A República do café no Brasil.

COMENTE sobre a situação social dos negros após a decretação da Lei Áurea e a proclamação da República no
Brasil.


QUESTÃO 56 (Descritor: identificar desdobramentos políticos do Encilhamento.)

Assunto: A República do café no Brasil.

Veja a imagem abaixo:

                                                 “O Encilhamento”




                                                                                                 http://www.libertaria.pro.br



Segundo um jornal da época, "todos jogaram: o negociante, o médico, o jurisconsulto, o funcionário público, o
corretor, o zangão; com pouco pecúlio próprio, com muito pecúlio alheio, com as diferenças do ágio, e quase todos
com a caução dos próprios instrumentos do jogo." Falta acrescentar à lista de especuladores os fazendeiros do
estado do Rio de Janeiro, que influíram à capital para jogar na especulação o dinheiro dos empréstimos. Os anos de
1890 e 1891 foram de loucura, segundo a expressão de um observador estrangeiro, o qual acrescenta ter havido
corretores que obtinham lucros diários de 50 a 100 contos e que a oscilação do câmbio fazia e desfazia
milionários.
                                                                                                 http://www.libertaria.pro.br

Por dois anos, o novo regime pareceu uma autêntica república de banqueiros, em que a lei era enriquecer a todo
custo com dinheiro de especulação.
APRESENTE pelo menos um desdobramento decorrente dessa nova política do encilhamento para o país.

QUESTÃO 57 (Descritor: identificar prática política existente no Brasil durante a República Velha.)
Assunto: A República do café no Brasil.

Leia o trecho abaixo:

A República transformou o camponês em eleitor. A partir dela, para se chegar ao poder, se tornou necessário
conquistar esse eleitorado. A maioria absoluta dos votos do país se encontrava dentro das fazendas ou nos sitiantes e
chacareiros que viviam em sua órbita política.
                                                                                                      http://www.libertaria.pro.br
IDENTIFIQUE a prática política decorrente da situação apresentada acima.


QUESTÃO 58 (Descritor: justificar a redução de votantes no Brasil após 1891.)
Assunto: História do Brasil República.

      Observe o quadro abaixo.

         ANO     PERCENTUAL DE VOTANTES
1872                 13,0%
         1894                  2,2%

JUSTIFIQUE a redução de votantes no Brasil após a promulgação da Constituição de 1891.


Leia o texto abaixo e responda as questões 59, 60 e 61.


      Rodrigo estava deprimido. Deve ser o calor(...) concluiu tirando o casaco e desabotoando o casaco.
      O mesário que fazia a chamada gritou:
      __ Ernesto Tavares Nunes
      Apareceu um homenzinho baixo e de ar bisonho.
      __ Protesto, senhor presidente! – Bradou Rodrigo.
      __ Porquê?
      __ Esse sujeito é um impostor. Ernesto Tavares Nunes já morreu.
      O presidente dirigiu-se ao eleitor.
      __ Como é o seu nome?
      O homem olhou primeiro para Rodrigo, hesitante, depois para a cédula que o capanga lhe havia posto nas
      mãos, e finalmente balbuciou, visivelmente embaraçado:
      __ Ernesto Tavares Nunes.
      Rodrigo pôs-se de pé.
      __ Apelo para os membros da mesa e para os senhores aqui presentes que sabe tão bem quanto eu que
      Ernesto Tavares Nunes está morto e enterrado.
      Fez-se um silencio.
      __ Vamos ao cemitério – convidou Rodrigo – e eu lhes mostrarei o túmulo desse cidadão.
      O presidente da mesa coçou a cabeça com a ponta da caneta.
      __ Dr. Rodrigo, nós não temos tempo pra essas coisas, e mesmo a lei não nos autoriza...
      Ora, quem quer falar em lei! Vamos ao registro de óbitos, então.
      __ O homem vai votar e o senhor depois lavra o seu protesto.
      __ A velha história! Meu protesto não será levado em conta! É a incidência de sempre!
      Assine o seu nome aqui – gritou Rodrigo. Sentou-se indignado, pegou um lápis e começou a escrever numa
      folha de papel.
      __ Continuem a farsa! Gritou Rodrigo. Sentou-se indignado, pegou um lápis e começou a escrever numa folha
      de papel todos os palavrões que sentia ímpetos de atirar na cara do presidente da mesa e dos fiscais
      hermistas.”


QUESTÃO 59(Descritor: citar o nome atribuído ao voto durante a Rep. Velha.)

Assunto: História do Brasil República.

O texto se refere as eleições durante a República Velha. DEFINA como era denominado o voto nesse período.

QUESTÃO 60 (Descritor: descrever o funcionamento das eleições durante a República Velha.)
Assunto: História do Brasil República.

DESCREVA como funcionavam as eleições durante a República Velha.

QUESTÃO 61 (Descritor: explicar a importância de SP e MG na política durante a República Velha.)
Assunto: História do Brasil República.

EXPLIQUE a importância de São Paulo e Minas Gerais no cenário político nacional durante a República Velha.

Observe a charge e responda a questão 62.
NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO César. História de Brasil para principiantes. Ática. 2003, p. 213.

QUESTÃO 62 (Descritor: relacionar a charge com o Movimento Tenentista.)
Assunto: História do Brasil República.

IDENTIFIQUE a que movimento a charge se refere.

QUESTÃO 63 (Descritor: caracterizar a guerra de Canudos)

Assunto: Movimentos sociais na República Velha

"Canudos não se rendeu. Exemplo único em toda a história, resistiu até ao esgotamento completo. Expugnado,
palmo a palmo, na precisão integral do termo, caiu no dia 5, ao entardecer, quando caíram seus últimos defensores,
que todos morreram. Eram quatro apenas: um velho, dois homens e uma criança, na frente dos quais rugiam
raivosamente cinco mil soldados."

                                                (CUNHA, Euclídes, Os Sertões, São Paulo, Livraria Francisco Alves Editora, 2000 p. 514.)



CARACTERIZE o movimento a que se refere o escritor Euclídes da Cunha.


QUESTÃO 64 (Descritor: identificar o surto industrial brasileiro com a política de substituição de importação durante a
I Guerra Mundial)

Assunto: Economia da República Velha

“No primeiro grande senso posterior à guerra, realizado em 1920, os estabelecimentos industriais arrolados somaram
13.336, com 1.815.156 contos de capital e 275.512 operários. Destes estabelecimentos, 5.936 tinham sido fundados
no qüinqüênio 1915-19, o que revela claramente a influência da guerra.”

                                                   (PRADO JR., Caio, História Econômica do Brasil, São Paulo: Brasiliense, 1967, p. 260)

IDENTIFIQUE e CARACTERIZE o fenômeno retratado no texto.


QUESTÃO 65 (Descritor: identificar e caracterizar a Revolta da Vacina)

Assunto: Movimentos Sociais na República Velha

"O governo arma-se desde agora para o golpe decisivo que pretende desferir contra os direitos e liberdades dos
cidadãos deste país. A vacinação e revacinação vão ser lei dentro em breve, não obstante o clamor levantado de
todos os pontos e que foi ecoar na Câmara dos Deputados através de diversas representações assinadas por
milhares de pessoas.

De posse desta clava, que o incondicionalismo bajulador e mesureiro preparou, vai o governo do Sr. Rodrigues Alves
saber se o povo brasileiro já se acanalhou ao ponto de abrir as portas do lar à violência ou se conserva ainda as
tradições de brio e de dignidade com que, da monarquia democrática passou a esta República de iniqüidade e
privilégios.
O atentado planejado alveja o que de mais sagrado contém o patrimônio de cada cidadão: pretende se esmagar a
liberdade individual sob a força bruta..."



                                                                                       (Correio da Manhã, 7 de outubro de 1904)



“(...) As arandelas do gás, tombadas, atravessaram-se nas ruas; os combustores de iluminação, partidos, com os
postes vergados, estavam imprestáveis; os vidros fragmentados brilhavam nas calçadas; paralelepípedos revolvidos,
que servem de projéteis para essas depredações, coalhavam a via pública; em todos os pontos destroços de bondes
quebrados e incendiados, portas arrancadas, colchões, latas, montes de pedras, mostravam os vestígios das
barricadas feitas pela multidão agitada a viação urbana não se restabeleceu e o comércio não abriu suas portas. (...)"

                                                                                 (Jornal do Commércio, 15 de novembro de 1904)



IDENTIFIQUE e CARACTERIZE o movimento a que os textos se referem.




QUESTÃO 66 (Descritor: identificar e relacionar a música à Revolta da Chibata)

Assunto: Movimentos Sociais na República Velha


                                     Há muito tempo nas águas da Guanabara

                                            O dragão do mar reapareceu

                                           Na figura de um bravo feiticeiro

                                          A quem a história não esqueceu

                                         Conhecido como navegante negro

                                         Tinha dignidade de um mestre sala

                                    E ao acenar pelo mar na alegria das regatas

                                  Foi saudado no porto, pelas mocinhas francesas

                                     Jovens polacas e por batalhões de mulatas

                                        Rubras cascatas jorravam das costas

                                         Dos santos entre cantos e chibatas

                                     Inundando o coração do pessoal do porão

                                       E a exemplo do feiticeiro gritava então

                                      Glória aos piratas, às mulatas, às sereias

                                        Glória à farofa, à cachaça, às baleias

                                          Glória a todas as lutas em glórias

                                            Que através da nossa história
Não esquecemos jamais

                                             Salve o navegante negro

                                             Que tem por monumento

                                             As pedras pisadas do cais
                                                                 (O Mestre Sala dos Mares - João Bosco)


A letra da canção acima retrata um momento de revolta de militares da marinha brasileira no período da república
velha.

a)   IDENTIFIQUE o movimento.

b)   CARACTERIZE o movimento, fazendo referência à letra.

     dignidade de um mestre sala.




QUESTÃO 67 (Descritor: identificar no texto e na foto a revolução de 1930/ caracterizar esse movimento)

Assunto: Revolução de 1930




                                    Getúlio - O Presidente Chefe da Revolução

”Às 11 e 45 da noite do dia 11, o Presidente do Rio Grande do Sul, que assumiria a chefia da Revolução, partiu de
Porto Alegre e transportava-se para Ponta Grossa no Paraná, onde se instalara o quartel-general. Essa viagem
terminaria com a entrada triunfal do presidente Getúlio Vargas na capital da república, vinte dias depois de sua
partida de Porto Alegre.”

                                                                                 O CRUZEIRO – 8 DE NOVEMBRO DE 1930.

a)    IDENTIFIQUE o acontecimento político a que o texto e a foto da revista semanal O Cruzeiro se referem.
b)    CARACTERIZE o acontecimento em termos de grupos políticos que participaram, segundo o historiador Boris
     Fausto.


QUESTÃO 68(Descritor: analisar os dados da tabela no que diz respeito à participação política da população.)

Assunto: Eleições durante República Velha
.
A tabela acima é representativa da estrutura eleitoral da República Velha. Explique o que ela nos oferece de
informação sobre a participação política no período.


As informações da tabela a seguir são referências para as respostas das questões 39 e 40.




(Fonte: TORRES, Dr. Theophilo – La campagne sanitaire au Brésil. Paris. Societé Generale d’impression, 1913.)


QUESTÃO 69(Descritor: analisar a situação da saúde no Brasil do século XIX para o XX. )

Assunto: Problemas sociais na República Velha.

A leitura da tabela pode nos oferecer um quadro parcial da situação da saúde pública no Brasil na segunda metade
do século XIX.
Descreva a evolução das duas doenças no século XIX e explique como se encontrava a saúde do Brasil do início do
século XX.


QUESTÃO 70 (Descritor: relacionar os dados da tabela a necessidade do desenvolvimento de uma reforma sanitária
no Brasil. )

Assunto: Reforma sanitária

Apresente as iniciativas do governo Rodrigues Alves para amenizar a situação descrita na tabela.

QUESTÃO 71 (Descritor: analisar o texto referente às práticas do Coronelismo na República Velha.)

Assunto: República Velha

“Para servir aos coronéis, os sertanejos de qualquer categoria social, trabalhador, parceiro, ou pequeno proprietário,
e a fim de dar uma aparência legal ao predomínio dos mesmos,, tinham que votar com ele. Os analfabetos
aprendiam, às vezes, a assinar o nome para poder lançar na urna um voto cujo nome não podiam ler. E se
pudessem, seria a mesma coisa. Em véspera de eleição, eram conduzidos em lotes, de qualquer modo, aos locais
de próximos dos postos eleitorais onde eram aguardados, às vezes com sentinelas, nos chamados quartéis ou
currais, nos quais se fazia a concentração de eleitores. O chefe político lhes dava, além da condução, roupa, cachaça
e uma papeleta de voto.”
(BASBAUM, Leôncio. História Sincera da República. De 1889 a 1930. $ ed., São Paulo, Alfa-ômega, 1981, v. 2, p.
91.)

IDENTIFIQUE no texto a prática política a que a narrativa se refere e explique como as eleições aconteciam nesse
esquema.


QUESTÃO 72 (Descritor: relacionar o texto aos interesses da Igreja, da burguesia e dos militares)
Assunto: Movimento operário
(FUVEST) "Tens que combater três inimigos: a sacristia, o capital e o quartel. O primeiro é à noite, o segundo é a
fome, o terceiro é a morte." (Jornal A QUESTÃO SOCIAL, publicado em Santos em 1896.)

EXPLIQUE esta afirmação dos operários socialistas brasileiros do final do século XIX.


QUESTÃO 73(Descritor: identificar e conceituar a política dos governadores a partir de texto documental)

Assunto: República Velha

"Entendi que não era lícito assistir indiferentemente a esta luta [política na Câmara Federal], cujos resultados
poderiam acarretar a ruína da República. Dirigi-me para este fim aos governadores dos Estados, onde reside
iniludivelmente a força política deste regime. (...) Outros deram à minha política a denominação de Política dos
Governadores. Teriam acertado se dissessem Política dos Estados." (Campos Sales: DA PROPAGANDA À
REPÚBLICA)

IDENTIFIQUE e CARACTERIZE o fenômeno político citado por Campos Sales.




                                    GABARITO DAS QUESTÕES OBJETIVAS
QUESTÃO   01:               A       QUESTÃO    24:         D
                      QUESTÃO   02:               E       QUESTÃO    25:         D
                      QUESTÃO   03:               B       QUESTÃO    26:         C
                      QUESTÃO   04:               C       QUESTÃO    27          B
                      QUESTÃO   05:               D       QUESTÃO    28          D
                      QUESTÃO   06:               B       QUESTÃO    29          C
                      QUESTÃO   07:               D       QUESTÃO    30          D
                      QUESTÃO   08:               C       QUESTÃO    31:         A
                      QUESTÃO   09:               D      QUESTÃO 32:             A
                      QUESTÃO   10:               B      QUESTÃO 33:             C
                      QUESTÃO   11:               C      QUESTÃO 34:             B
                      QUESTÃO   12:               B      QUESTÃO 35:             D
                      QUESTÃO   13:               E      QUESTÃO 36:             D
                      QUESTÃO   14:               D      QUESTÃO 37              B
                      QUESTÃO   15:               B      QUESTÃO 38              C
                      QUESTÃO   16:               D      QUESTÃO 39              D
                      QUESTÃO   17:               B      QUESTÃO 40:             B
                      QUESTÃO   18:               A      QUESTÃO 41              D
                      QUESTÃO   19:               D      QUESTÃO 42              A
                      QUESTÃO   20:               C      QUESTÃO 43              B
                      QUESTÃO   21:               C      QUESTÃO 44              E
                      QUESTÃO   22:               B
                      QUESTÃO   23:               A




                                  GABARITO DAS QUESTÕES ABERTAS

QUESTÃO 45

A Guerra do Paraguai tornou o exército brasileiro mais confiante, ciente de seu poder. Sendo assim, alguns
oficiais tomaram posições políticas contrárias aos interesses da Monarquia. Tal posicionamento leva D.
Pedro II a ameaçar punir os oficiais responsáveis pelas declarações dadas a imprensa. A resposta dos
militares foi o rompimento com a Monarquia e o apoio a questão republicana.


QUESTÃO 46
O texto do aluno deve conter as questões: Republicana, religiosa, escravocrata. O aluno deverá explicar cada
uma dessas questões.




QUESTÃO 47
a) O texto está relacionado a questões do uso e da posse das terras no Brasil.


b)   Um dos movimentos que pode ser relacionado à questão da terra durante a República Velha é o
     movimento liderado por Antônio Conselheiro, Canudos.


c)    A formação de Canudos, no interior da Bahia, onde o místico Antônio Conselheiro e seus 25 mil
     sertanejos derrotaram três expedições militares do Governo, até sucumbirem a um exército de sete mil
     homens em outubro de 1897. Conselheiro pregava a restauração da monarquia e o fim do casamento
civil. Seus “exércitos” foram formados pela seca, pela fome e pelo desemprego, num nordeste em
     plena decadência econômica. O arraial de Canudos desenvolveu uma vida comunitária onde todos
     dividiam tudo: rebanhos, pastagens, colheitas. A perda de trabalhadores, para canudos, a
     desobediência civil de Conselheiro e as verdades faladas quanto a posição da Igreja frente ao poder
     dos coronéis, levam o Estado a agir contra Canudos, que foi destruída e seu líder morto.



QUESTÃO 48
a) O fato noticiado é a ação de um prefeito após saber de sua derrota nas urnas. O fato refere-se à esfera
   municipal.


b)   “Além de fechar o hospital, o prefeito de Pindobacu ameaçou fechar o colégio municipal e todos os
     órgãos de assistência social mantidos pela prefeitura.”


     “Depois de saber da vitória do candidato [...] em Pindobacu, o prefeito [...] pegou uma ambulância, que
     durante a campanha tinha sido transformada em carro de som, e saiu anunciando as represálias que
     tomaria contra a população.”


c)    Os coronéis eram os grandes latifundiários que comandavam a vida econômica, política, cultural e
     social do Brasil. Durante a República Velha o coronelismo vai permitir o funcionamento da Política do
     Café - com - Leite. Sabendo fazer coligações com as lideranças oligárquicas dos demais estados,
     Minas Gerais e São Paulo mantiveram, de modo geral, o controle político do país durante as primeiras
     décadas da República Velha. Esse controle ficou conhecido com Política do Café - com - Leite.



QUESTÃO 49
a) A estrutura política descrita no texto é a política dos governadores. Esse acordo político coordena a
   estrutura política da República Velha. É ela quem dá suporte ao funcionamento da Política do Café-com-
   Leite. Os coronéis apóiam os governos estaduais, que por sua vez facilitam, privilegiam seus interesses.
   Cabe aos coronéis garantir através do voto de cabresto a eleição do grupo que está no poder. Em troca
   ele recebe a simpatia e os favores dos grupos eleitos.

b)   A figura do coronel ganhava prestígio local e um poder que na verdade era de fachada. Existia enquanto
     o coronel obedecesse ao governo. (...) O coronel manda em seu pedaço, em suas 'pequenas questões',
     enquanto é obediente ao governo nas grandes questões".




QUESTÃO 50
A imagem ilustra a posição do café nas exportações brasileiras, confirmando ser o Brasil um país agro-
exportador e monocultor. Como sua economia fica basicamente dependente de um produto forte, sua
oscilação no mercado externo coloca o país em uma situação de risco. Os altos investimentos feitos pelo
governo a partir do Convênio de Taubaté coloca a economia brasileira a mercê do café. Sendo assim, ao
invés do café trazer crescimento para o país, trouxe concentração de renda e aumento da dependência
externa.

QUESTÃO 51
a) O poema é um exemplo da manifestação artístico-cultural conhecida como Semana da Arte Moderna.

b)    Para os modernistas tudo pode ser objeto da arte, inclusive o feio e o cotidiano; procura novas
     linguagens, rompendo com as noções tradicionais de espaço e de tempo; a arte revolucionária; a arte
     como forma de chocar a consciência burguesa; valorização humana.


QUESTÃO 52
a) A base ideológica do movimento de 1917 foi o Anarquismo. O Anarquismo é uma corrente política que foi
   criada na Europa no século XIX. Os anarquistas são revolucionários que odeiam o capitalismo, a
   propriedade privada e o Estado. Querem construir uma sociedade livre e onde todos sejam iguais, onde
   não exista o patrão, mas a cooperação.
b)   Dentre as reivindicações sociais dos manifestantes de 1917 temos a regulamentação do trabalho infantil
     e feminismo, a diminuição da jornada de trabalho.

QUESTÃO 53
Corrupção, desigualdade social.


QUESTÃO 54
Prejudicou os interesses dos proprietários de escravos porque não garantiu naquele momento a indenização
pelos escravos libertos. Assim, o quadro abolicionista retirou do Império o último grande pilar político de
apoio.

QUESTÃO 55
Continuaram marginalizados na sociedade.

QUESTÃO 56
Alta inflação.

QUESTÃO 57
Coronelismo.

QUESTÃO 58
    A Constituição de 1891, excluía do direito de voto: os menores de 21 anos, os analfabetos, os
    soldados, os religiosos das ordens monásticas e as mulheres

QUESTÃO 59
Voto de cabresto.

QUESTÃO 60
    Durante a República Velha as eleições eram controladas pelos coronéis. O voto não era secreto e o
    eleitor era obrigado a votar de acordo com os interesses dos coronéis. Além do controle do eleitorado ,
    podemos acrescentar os mais variados tipos de fraudes, como a apresentada no texto, em que era
    utilizado o título de quem já havia morrido para votar.


QUESTÃO 61
    Os Estados de SP e MG eram os mais fortes, pois possuíam o maior número de eleitores,maior peso
    econômico, partidos regionais fortes, e poderosos. Desta forma esses Estados dominavam o cenário
    político nacional.



QUESTÃO 62
MOVIMENTO TENENTISTA.

QUESTÃO 63

A Guerra dos Canudos ou a revolução de Canudos foi um movimento político-religioso que durou
de 1896 a 1897, ocorrida no interior do Estado da Bahia. O movimento era comandado por Antonio
Conselheiro, líder messiânico que comandou um grande número de pessoas, vítimas da miséria do Sertão
nordestino. O arraial de Canudos era uma comunidade criada pelo conselheiro onde todos tinham direito a
um pedaço de terra e podiam plantar e criar animais. Canudos foi alvo da crítica dos fazendeiros da região e
considerado pelo governo um foco anti-republicano, por isso o governo reprimiu o vilarejo com ataques
sucessivos. Apesar da resistência heróica, como afirma Euclídes da Cunha, o arraila acabou sendo dizimado.


QUESTÃO 64
Trata-se do aumento do número de indústrias no Brasil durante o período da I Guerra Mundial. Era a política
de substituição de importações que incentivou o desenvolvimento industrial no Brasil.

QUESTÃO 65
Os textos fazem referencia à Revolta da Vacina. Com a tentativa do presidente Rodrigues Alves de sanear a
cidade do Rio de Janeiro, nomeia o médico sanitarista Oswaldo Cruz que iniciou uma campanha para acabar
com a varíola, instituindo a vacinação pública que torna-se obrigatória. A imprensa oposicionista incita a
população contra a vacinação como podemos observar no primeiro texto. Começa um movimento de
resistência e desobediência civil, onde a população se nega a receber a vacina. Os vigilantes sanitários
partem para uma campanha violenta, invadindo residências e vacinando a população. O resultado é uma luta
nas ruas da cidade que levou a dezenas de mortes.


QUESTÃO 66
a) É a revolta da Chibata.
b) Os marinheiros sofriam com baixos salários e um rígido esquema que previa chibatadas como punição
   às faltas disciplinares. Revoltados com essa situação, o marinheiro João Candido (o Navegante negro)
   liderou uma revolta que levou os marinheiros a posicionarem navios em frente à cidade do Rio de
   Janeiro, ameaçando bombardear a cidade se suas reivindicações não fossem atendidas, como aumento
   salarial e fim da chibata. Um acordo foi feito com os revoltosos, mas as lideranças foram presas e
   punidas, e assim as chibatadas acabaram. A música faz referência à violência sofrida pelos marinheiros
   com as chibatas como podemos ver na frase: “Rubras cascatas jorravam das costas. Dos santos entre
   cantos e chibata.”
   Existe uma exaltação do líder do movimento João Candido como podemos perceber no trecho: Na figura
   de um bravo feiticeiro. A quem a história não esqueceu. Conhecido como navegante negro. Tinha




QUESTÃO 67
a) É a Revolução de 1930.
b) Segundo o historiador Boris Fausto, não podemos apontar nenhum grupo, em particular, como o
   responsável pela Revolução de 1930. Ela foi heterogênea, resultado de interesses de diversos grupos
   médios (Tenentes), técnicos, jovens políticos e grupos oligárquicos de várias regiões.




QUESTÃO 68
A tabela demonstra que havia muito pouca participação da população nas eleições presidenciais, pois na
maioria dos pleitos, os eleitos representavam menos de 3% da população do país.

QUESTÃO 69
A tabela nos mostra uma queda de óbitos de febre amarela na década de 60 e com um aumento a partir de
1870 se mantendo estável em alta até o fim do século. O mesmo acontece com a varíola, que nas duas
primeiras décadas, apresentava poucos óbitos e a partir da década de 70 apresentava um aumento
significativo de mortes, mantendo números elevados até o final do século.
No início do século XX, os números de casos de febre amarela e varíola continuam alto o que obrigou o
governo a tomar medidas para o controle das doenças.

QUESTÃO 70
Rodrigues Alves nomeou o sanitarista Oswaldo Cruz para o cargo de chefe da saúde pública. Ele logo iniciou
uma campanha sanitária para enfrentar as duas doenças (febre amarela e varíola), além da peste bubônica. O
controle da primeira doença se deu através de uma campanha de mata mosquitos, da peste bubônica com a
compra de ratos e a varíola com uma campanha de vacinação obrigatória.

QUESTÃO 71

O texto faz referência ao Coronelismo. As eleições eram controladas pelos coronéis que pressionavam seus
empregados para votarem nos candidatos de sua preferência através do “voto de cabresto”.


QUESTÃO 72

O texto refere-se a igreja, à burguesia cafeeira, aos pequenos industriais e ao exército. O contexto é a
condição dos operários e camponeses no Brasil, durante a República Velha.


QUESTÃO 73

Trata-se da política dos governadores caracterizada como um pacto entre os políticos dos estados e a
Presidência da República. Os presidentes elegiam os candidatos ao congresso, aliados do governo federal e
o poder central comprometiam-se a não intervir nas eleições estaduais. A garantia da vitória nas eleições
estaduais ficava por conta dos chefes locais.
Questão hist republica hi

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)
Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)
Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)
Atividades Diversas Cláudia
 
Atividade de História - Ditadura Militar no Brasil
Atividade de História - Ditadura Militar no BrasilAtividade de História - Ditadura Militar no Brasil
Atividade de História - Ditadura Militar no Brasil
Edilene Ruth Pereira
 
9º ano história rafa - era vargas
9º ano   história   rafa  - era vargas9º ano   história   rafa  - era vargas
9º ano história rafa - era vargas
Rafael Noronha
 
Exercício GABARITO para 9º ano CRUZADINHA sobre PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA BRAS...
Exercício GABARITO para 9º ano CRUZADINHA sobre PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA BRAS...Exercício GABARITO para 9º ano CRUZADINHA sobre PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA BRAS...
Exercício GABARITO para 9º ano CRUZADINHA sobre PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA BRAS...
RAFAELASCARI1
 
Atividade ditadura de história 3º ano ensino médio
Atividade ditadura  de história 3º ano ensino médioAtividade ditadura  de história 3º ano ensino médio
Atividade ditadura de história 3º ano ensino médio
Atividades Diversas Cláudia
 

Mais procurados (20)

Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
 
Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)
Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)
Atividades primeira republica (as questoes são um resumo de toda a 1 republica)
 
Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)
 
Atividade de História - Ditadura Militar no Brasil
Atividade de História - Ditadura Militar no BrasilAtividade de História - Ditadura Militar no Brasil
Atividade de História - Ditadura Militar no Brasil
 
Avaliação de filosofia 2° ano
Avaliação de filosofia   2° anoAvaliação de filosofia   2° ano
Avaliação de filosofia 2° ano
 
PLANO DE AULA – REVOLTAS DA PRIMEIRA REPÚBLICA.
PLANO DE AULA – REVOLTAS DA PRIMEIRA REPÚBLICA.PLANO DE AULA – REVOLTAS DA PRIMEIRA REPÚBLICA.
PLANO DE AULA – REVOLTAS DA PRIMEIRA REPÚBLICA.
 
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas". Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
 
Atividade 8 ano
Atividade 8 anoAtividade 8 ano
Atividade 8 ano
 
PLANO DE AULA – ERA VARGAS: ESTADO NOVO.
PLANO DE AULA – ERA VARGAS: ESTADO NOVO.PLANO DE AULA – ERA VARGAS: ESTADO NOVO.
PLANO DE AULA – ERA VARGAS: ESTADO NOVO.
 
Brasil Contemporâneo - Prof. Medeiros
Brasil Contemporâneo - Prof. MedeirosBrasil Contemporâneo - Prof. Medeiros
Brasil Contemporâneo - Prof. Medeiros
 
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
 
9º ano história rafa - era vargas
9º ano   história   rafa  - era vargas9º ano   história   rafa  - era vargas
9º ano história rafa - era vargas
 
Exercício GABARITO para 9º ano CRUZADINHA sobre PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA BRAS...
Exercício GABARITO para 9º ano CRUZADINHA sobre PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA BRAS...Exercício GABARITO para 9º ano CRUZADINHA sobre PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA BRAS...
Exercício GABARITO para 9º ano CRUZADINHA sobre PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA BRAS...
 
Atividade ditadura de história 3º ano ensino médio
Atividade ditadura  de história 3º ano ensino médioAtividade ditadura  de história 3º ano ensino médio
Atividade ditadura de história 3º ano ensino médio
 
1 guerra mundial atividades
1 guerra mundial atividades1 guerra mundial atividades
1 guerra mundial atividades
 
Atividades Revolução Francesa
Atividades   Revolução FrancesaAtividades   Revolução Francesa
Atividades Revolução Francesa
 
Avaliação de Filosofia 3ª série - Nicolau Maquiavel
Avaliação de Filosofia 3ª série - Nicolau MaquiavelAvaliação de Filosofia 3ª série - Nicolau Maquiavel
Avaliação de Filosofia 3ª série - Nicolau Maquiavel
 
Atividade 2s-3 p-iluminismo-alunos
Atividade 2s-3 p-iluminismo-alunosAtividade 2s-3 p-iluminismo-alunos
Atividade 2s-3 p-iluminismo-alunos
 
Atividades primeira republica
Atividades primeira republicaAtividades primeira republica
Atividades primeira republica
 
Indústria Cultural
Indústria CulturalIndústria Cultural
Indústria Cultural
 

Destaque

EXERCÍCIOS COM GABARITO - THIAGO PMMG
EXERCÍCIOS COM GABARITO - THIAGO PMMGEXERCÍCIOS COM GABARITO - THIAGO PMMG
EXERCÍCIOS COM GABARITO - THIAGO PMMG
davincipatos
 
Exercícios de História Império – Primeiro Reinado
Exercícios de História Império – Primeiro ReinadoExercícios de História Império – Primeiro Reinado
Exercícios de História Império – Primeiro Reinado
Jesrayne Nascimento
 
História 2013 3ºe 4º bim (5º ano)
História 2013   3ºe 4º bim (5º ano)História 2013   3ºe 4º bim (5º ano)
História 2013 3ºe 4º bim (5º ano)
smece4e5
 
Prova.pb.ciencias.5ano.tarde.3bimestre
Prova.pb.ciencias.5ano.tarde.3bimestreProva.pb.ciencias.5ano.tarde.3bimestre
Prova.pb.ciencias.5ano.tarde.3bimestre
Cláudia Cacal
 
IV atividade avaliatíva de geo e hist 4º e 5º ano pdf
IV atividade avaliatíva de geo e hist 4º e  5º ano pdfIV atividade avaliatíva de geo e hist 4º e  5º ano pdf
IV atividade avaliatíva de geo e hist 4º e 5º ano pdf
André Moraes
 

Destaque (13)

EXERCÍCIOS COM GABARITO - THIAGO PMMG
EXERCÍCIOS COM GABARITO - THIAGO PMMGEXERCÍCIOS COM GABARITO - THIAGO PMMG
EXERCÍCIOS COM GABARITO - THIAGO PMMG
 
ERA VARGAS
ERA VARGASERA VARGAS
ERA VARGAS
 
Prova de historia 3 ano
Prova de historia 3 anoProva de historia 3 ano
Prova de historia 3 ano
 
Exercícios de História Império – Primeiro Reinado
Exercícios de História Império – Primeiro ReinadoExercícios de História Império – Primeiro Reinado
Exercícios de História Império – Primeiro Reinado
 
Resumo e atividades sobre ditadura militar
Resumo e atividades sobre ditadura militarResumo e atividades sobre ditadura militar
Resumo e atividades sobre ditadura militar
 
Atividades sobre as canções da ditadura militar
Atividades sobre as canções da ditadura militarAtividades sobre as canções da ditadura militar
Atividades sobre as canções da ditadura militar
 
História 2013 3ºe 4º bim (5º ano)
História 2013   3ºe 4º bim (5º ano)História 2013   3ºe 4º bim (5º ano)
História 2013 3ºe 4º bim (5º ano)
 
Prova 1º ano 4º bimestre hist
Prova 1º ano 4º bimestre histProva 1º ano 4º bimestre hist
Prova 1º ano 4º bimestre hist
 
Revisão de história 5ºano
Revisão de história 5ºanoRevisão de história 5ºano
Revisão de história 5ºano
 
Prova.pb.ciencias.5ano.tarde.3bimestre
Prova.pb.ciencias.5ano.tarde.3bimestreProva.pb.ciencias.5ano.tarde.3bimestre
Prova.pb.ciencias.5ano.tarde.3bimestre
 
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacinaAvaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
 
Simulado 5º ano
Simulado 5º anoSimulado 5º ano
Simulado 5º ano
 
IV atividade avaliatíva de geo e hist 4º e 5º ano pdf
IV atividade avaliatíva de geo e hist 4º e  5º ano pdfIV atividade avaliatíva de geo e hist 4º e  5º ano pdf
IV atividade avaliatíva de geo e hist 4º e 5º ano pdf
 

Semelhante a Questão hist republica hi

Campeonato história
Campeonato históriaCampeonato história
Campeonato história
profnelton
 
Movimentossociaisnarepblicavelha1889 1930-130326111526-phpapp01
Movimentossociaisnarepblicavelha1889 1930-130326111526-phpapp01Movimentossociaisnarepblicavelha1889 1930-130326111526-phpapp01
Movimentossociaisnarepblicavelha1889 1930-130326111526-phpapp01
wladimir1aguiar
 
História rafa- república da espada e república do café com leite
História   rafa- república da espada e república do café com leiteHistória   rafa- república da espada e república do café com leite
História rafa- república da espada e república do café com leite
Rafael Noronha
 
Prova - 1º bimestre - 3ª série
Prova - 1º bimestre - 3ª sérieProva - 1º bimestre - 3ª série
Prova - 1º bimestre - 3ª série
Luiz Valentim
 

Semelhante a Questão hist republica hi (20)

Questões de História - Enem 2017- Treino 1
Questões de História - Enem 2017- Treino 1Questões de História - Enem 2017- Treino 1
Questões de História - Enem 2017- Treino 1
 
Questões hist rep velha
Questões hist rep velhaQuestões hist rep velha
Questões hist rep velha
 
Simulado humanas 3º ano
Simulado humanas 3º anoSimulado humanas 3º ano
Simulado humanas 3º ano
 
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica melhor
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica melhorProva historia 2 ano conflitos 1 republica melhor
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica melhor
 
Atividade era vargas
Atividade era vargasAtividade era vargas
Atividade era vargas
 
REVOLUÇÃO DE 1930 E ERA VARGAS UM PASSEIO PELA A HISTÓRIA.pptx
REVOLUÇÃO DE 1930  E ERA VARGAS UM PASSEIO PELA A HISTÓRIA.pptxREVOLUÇÃO DE 1930  E ERA VARGAS UM PASSEIO PELA A HISTÓRIA.pptx
REVOLUÇÃO DE 1930 E ERA VARGAS UM PASSEIO PELA A HISTÓRIA.pptx
 
Campeonato história
Campeonato históriaCampeonato história
Campeonato história
 
Movimentossociaisnarepblicavelha1889 1930-130326111526-phpapp01
Movimentossociaisnarepblicavelha1889 1930-130326111526-phpapp01Movimentossociaisnarepblicavelha1889 1930-130326111526-phpapp01
Movimentossociaisnarepblicavelha1889 1930-130326111526-phpapp01
 
Revolução de 1930
Revolução de 1930Revolução de 1930
Revolução de 1930
 
História rafa- república da espada e república do café com leite
História   rafa- república da espada e república do café com leiteHistória   rafa- república da espada e república do café com leite
História rafa- república da espada e república do café com leite
 
aula-revoluode1930-140222094305-phpapp01.pptx
aula-revoluode1930-140222094305-phpapp01.pptxaula-revoluode1930-140222094305-phpapp01.pptx
aula-revoluode1930-140222094305-phpapp01.pptx
 
Periodo regencial 2014
Periodo regencial 2014Periodo regencial 2014
Periodo regencial 2014
 
Prova - 1º bimestre - 3ª série
Prova - 1º bimestre - 3ª sérieProva - 1º bimestre - 3ª série
Prova - 1º bimestre - 3ª série
 
Questoeshist3
Questoeshist3Questoeshist3
Questoeshist3
 
A ERA VARGAS- MARINA.pptx
A ERA VARGAS- MARINA.pptxA ERA VARGAS- MARINA.pptx
A ERA VARGAS- MARINA.pptx
 
Borrao 2 bimestre
Borrao 2 bimestreBorrao 2 bimestre
Borrao 2 bimestre
 
Banco_de_Questões_2019_HI_3SÉRIE.docx
Banco_de_Questões_2019_HI_3SÉRIE.docxBanco_de_Questões_2019_HI_3SÉRIE.docx
Banco_de_Questões_2019_HI_3SÉRIE.docx
 
Slides de Aula sobre a Revolução de 30
Slides de Aula sobre a Revolução de 30Slides de Aula sobre a Revolução de 30
Slides de Aula sobre a Revolução de 30
 
Brasil A República das Oligarquias.ppt
Brasil A República das Oligarquias.pptBrasil A República das Oligarquias.ppt
Brasil A República das Oligarquias.ppt
 
Tenentismo
TenentismoTenentismo
Tenentismo
 

Mais de Atividades Diversas Cláudia

Mais de Atividades Diversas Cláudia (20)

Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.docAtividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre  familia.doc
Atividade interdisciplinar portugues ensino religioso sobre familia.doc
 
FILME nao olhe para cima.doc
FILME nao olhe para cima.docFILME nao olhe para cima.doc
FILME nao olhe para cima.doc
 
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...
1 guerra Russia Ucrania atividade interdisciplinar historia geografia portugu...
 
Atividades campanha da fraternidade 2022 e
Atividades campanha da fraternidade 2022 eAtividades campanha da fraternidade 2022 e
Atividades campanha da fraternidade 2022 e
 
Atividades sobre fake news
Atividades sobre fake newsAtividades sobre fake news
Atividades sobre fake news
 
1 primeiro dia de aula novo melhor
1 primeiro dia de aula novo melhor1 primeiro dia de aula novo melhor
1 primeiro dia de aula novo melhor
 
2 primeiro dia de aula novo amanha
2 primeiro dia de aula novo amanha2 primeiro dia de aula novo amanha
2 primeiro dia de aula novo amanha
 
3 primeiro dia de aula novo
3 primeiro dia de aula novo3 primeiro dia de aula novo
3 primeiro dia de aula novo
 
4 primeiro dia de aula novo hoje
4 primeiro dia de aula novo hoje4 primeiro dia de aula novo hoje
4 primeiro dia de aula novo hoje
 
5 primeiro dia de aula novo desafios
5 primeiro dia de aula novo desafios5 primeiro dia de aula novo desafios
5 primeiro dia de aula novo desafios
 
6 primeiro dia de aula novo motivacao
6 primeiro dia de aula novo motivacao6 primeiro dia de aula novo motivacao
6 primeiro dia de aula novo motivacao
 
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4 (1)
 
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
Prova de geografia 8 ano 4b pet 4
 
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4Prova de geografia 9 ano 4b pet 4
Prova de geografia 9 ano 4b pet 4
 
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
Prova de ensino religioso 8 ano 4b pet 4
 
Prova historia 1ano pet4
Prova historia 1ano pet4Prova historia 1ano pet4
Prova historia 1ano pet4
 
Prova de historia 2ano 4bimestre
Prova de historia 2ano 4bimestreProva de historia 2ano 4bimestre
Prova de historia 2ano 4bimestre
 
Prova de arte 4b 9 ano1
Prova de arte 4b 9 ano1Prova de arte 4b 9 ano1
Prova de arte 4b 9 ano1
 
Prova de arte 4b 8 ano
Prova de arte 4b 8 anoProva de arte 4b 8 ano
Prova de arte 4b 8 ano
 
Prova de arte 4b 7 ano (reparado)
Prova de arte 4b 7 ano (reparado)Prova de arte 4b 7 ano (reparado)
Prova de arte 4b 7 ano (reparado)
 

Questão hist republica hi

  • 1. QUESTÃO 01 (Descritor: relacionar a situação do trabalho infantil no Brasil com a situação das crianças durante a Revolução Industrial. ) Assunto: Questão operária “Crianças de 9 a 14 anos trabalhavam comumente nas fábricas, recaindo sobre elas castigos físicos pesados. Crianças de cinco anos trabalhavam ocasionalmente nas indústrias e não escapavam de surras e castigos. Brincadeiras, conversas, vaias, ausências ao serviço, demora no banheiro eram consideradas faltas passíveis de punição, além da participação em greves, filiação aos sindicatos, erros no serviço, desobediência a quaisquer ordens e assim por diante. Não devemos nos espantar, portanto, de que as fábricas tenham sido freqüentemente comparadas a cárceres e prisões.” (DECCA, Maria Auxiliadora Guzzo de. Indústria, trabalho e cotidiano: Brasil 1889 a 1930, p. 14) A descrição do trabalho infantil aponta para um período da história do Brasil em que: a) por falta de uma legislação trabalhista, as crianças eram submetidas a uma situação que remonta ao período da Revolução Industrial na Inglaterra. b) apesar de haver uma detalhada legislação trabalhista, não havia o devido respeito por ela. c) o esforço por uma legislação trabalhista que desfizesse a injustiça no ambiente de trabalho era a preocupação dos grandes proprietários industriais brasileiros desde o final do século XIX. d) a legislação trabalhista era rígida, mas dava amplos poderes aos empresários para que pudessem abusar da sua mão-de-obra. e) as crianças eram vistas como uma força de trabalho indisciplinada, o que justificava a forma como eram tratadas enquanto os adultos eram respeitados no trabalho. QUESTÃO 02 (Descritor: Identificar as principais características do Messianismo. ) Assunto: Messianismo O messianismo desenvolveu-se em áreas rurais pobres que reagiram à miséria. Sobre esses movimentos podemos afirmar: a) o resultado político, na prática, foi nulo, já que se restringiam ao seu aspecto religioso. b) seus componentes básicos eram: religiosidade moderada e projeto político bem definido em torno da idéia de revolução proletária. c) a região Nordeste, devido à miséria, foi palco exclusivo desses movimentos. d) o pensamento marxista esteve presente nesses movimentos que consagraram a práxis da luta de classes. e) seus componentes básicos eram: religiosidade e sentimento de revolta contra, a opressão e as injustiças da República dos Coronéis. QUESTÃO 03(Descritor: relacionar as imagens à reforma urbana na cidade do Rio de Janeiro ) Assunto: Reforma urbana do Rio de Janeiro.
  • 2. As imagens acima estão associadas: a) ao processo de crescimento das cidades nordestinas, particularmente, a cidade de Recife. b) ao processo de modernização da cidade do Rio de Janeiro, particularmente, à derrubada de cortiços para a construção da Avenida Central. c) ao movimento organizado dos moradores da cidade do Rio de Janeiro que se opuseram à construção da Avenida Central. d) à construção da Avenida Central na cidade de São Paulo e ao surgimento de um espaço moderno nos moldes europeus. e) ao processo de urbanização da cidade do Rio de Janeiro com o fim dos problemas de moradia na cidade. QUESTÃO 04 (Descritor: identificar em uma fonte primária a eclosão da Revolta do Forte de Copacabana) Assunto: Tenentismo
  • 3. Telegrama do presidente da República Epitácio Pessoa ao presidente de Minas Gerais, Artur Bernardes, comunicando a eclosão do movimento militar na capital federal, 1922. Rio de Janeiro (RJ). (CPDOC/ RS 1922.07.05/1) O documento faz referência a um dos principais movimentos da República Velha. Trata-se: a) da guerra de Canudos, que levou milhares de soldados para o interior da Bahia para acabar com os revoltosos liderados por Antônio Conselheiro. b) da Coluna Prestes, que andou mais de 25000 Km pelo interior do Brasil criticando a República Velha. c) da Revolta do Forte de Copacabana, que foi o conflito que iniciou o movimento chamado Tenentismo. d) do movimento modernista, responsável não só por uma alteração dos padrões estéticos tradicionais, mas também um movimento de contestação da República Velha. e) do início do Movimento Tenentista com a revolta de militares paulistas em São Paulo, em 1922. QUESTÃO 05 (Descritor: analisar a participação da elite agrária e dos militares no processo do Golpe Republicano.) Assunto: República A República no Brasil começou em 1889 com a proclamação liderada pelo líder Marechal Deodoro da Fonseca. Sobre o golpe republicano é correto afirmar que: a) foi um movimento organizado por membros da elite militar sem a adesão de outros setores da sociedade. b) foi um movimento que teve como principal objetivo aumentar o poder da nobreza imperial, visto que foram mantidos seus privilégios. c) foi um movimento voltado à implantação de uma República popular que procurou integrar todos os membros da sociedade de forma harmônica. d) foi um movimento liderado pelos militares apoiado da elite agrária. e) foi um movimento liderado pela elite agrária cafeeira que conduziu sozinha todo o processo republicano. QUESTÃO 06 (Descritor: relacionar duas lideranças dos camponeses de períodos distintos.) Assunto: República "Antônio Conselheiro não se entregou nem foi morto pelas tropas do governo. Morreu de diarréia. A burguesia amarela quando falo que vou fazer uma nova Canudos." (José Rainha do MST, Veja, junho de 2003.”)
  • 4. Assinale a alternativa que faz a referência correta à frase e ao seu autor. a) Antônio Conselheiro foi o líder do movimento do Contestado e José Rainha do Movimento do Sem Terra que prega a Reforma Agrária. b) Antônio Conselheiro liderou milhares de homens no sertão da Bahia na defesa do vilarejo de Canudos e José Rainha do MST defende acesso à terra a todos. c) José Rainha defende que o Movimento dos Sem Terra deve apoiar um modelo de desenvolvimento neoliberal como Antônio Conselheiro fez no passado. d) José Rainha pregou uma revolução de caráter socialista em toda a América Latina e Antônio Conselheiro queria uma sociedade igualitária de direita. e) Os ideais de Antônio Conselheiro de criar uma sociedade a partir de uma burocracia estatal pode ser percebido no discurso de José Rainha. QUESTÃO 07 (Descritor: conhecer características da constituição de 1891.) Assunto: República O início da República é marcado por algumas inovações, entre elas está a nova Constituição de 1891 que trazia como mudança: a) a implantação de um regime de natureza parlamentarista. b) a implantação do sistema de padroado. c) a substituição do esquema de organização eleitoral censitário geral para um sistema eleitoral censitário apenas para candidatos. d) a retirada do voto censitário e o fim do padroado. e) a criação de um sistema federativo baseado na total autonomia dos Estados. QUESTÃO 08 (Descritor: identificar a política do encilhamento no texto) Assunto: República Velha “No governo Deodoro, Rui Barbosa viu na reforma a possibilidade de beneficiar grupos específicos - e de ser beneficiado por eles. Sem consultar ninguém, criou três bancos com poder de emissão de moeda e deu a concessão do mais poderoso - o que pegava Rio e São Paulo - ao Conselheiro Mayrink. Foram concessões escandalosas, detalhadamente dissecadas no clássico "Rui: o Homem e o Mito", de Raimundo Magalhães Jr., de 1964. Com o escândalo, a posição de Rui enfraqueceu e ele foi obrigado a concessões variadas. De escândalo em escândalo, de concessão em concessão, foi colocando lenha na fogueira da especulação. O país levou 30 anos para se livrar da maldição do Encilhamento (a bolha da Bolsa na época).” (LUÍS NASSIF, Reforma monetária e o Príncipe, Folha de São Paulo, 12/06/2005) O texto faz referência: a) à política dos governadores, consagrando a aliança política entre o presidente da república e os governadores na república Velha. b) à política econômica adotada por Rui Barbosa no governo de Rodrigues Alves para incentivar as exportações de produtos agrícolas. c) ao encilhamento, política econômica adotada por Rui Barbosa no primeiro governo republicano e consistia na emissão de papel moeda para investir na produção industrial. d) a uma reforma bancária feita apenas para estimular a atividade financeira no Brasil. e) às concessões de serviços públicos durante o governo de Artur Bernardes. QUESTÃO 09 (Descritor: relacionar os dados da pirâmide ao fenômeno do coronelismo) Assunto: República Velha
  • 5. A pirâmide acima faz referência a uma prática política muito comum durante a República Velha. A alternativa que melhor expressa essa prática é: a) o coronelismo, que consistia no apoio do coronel às suas tropas de comando dentro do exército. b) a política do café-com-leite pela qual Minas Gerais e São Paulo se alternavam no poder federal. c) a prática do encilhamento, que fortalecia o sistema eleitoral da República Velha, evitando fraudes. d) a figura do coronel, que atuava nas eleições controlando os eleitores e impondo práticas fraudulentas. e) a estratégia montada pelo sistema eleitoral, visando garantir a sua eficiência. QUESTÃO 10 (Descritor: relacionar o federalismo aos interesses das elites regionais) Assunto: República Velha A constituição de 1891 foi importante para atender aos interesses das elites que desde o período imperial almejavam ver seu poder ampliado. Uma medida constitucional que vem confirmar isso foi: a) a manutenção do padroado como forma de garantir a ação disciplinadora da Igreja sobre os fiéis. b) a instituição do federalismo que ampliou o poder das elites regionais. c) a implantação de um sistema eleitoral com voto censitário. d) a criação de leis trabalhistas que atendiam os trabalhadores e continha o movimento operário. e) a criação de um sistema parlamentarista pelo qual as elites podiam se revezar no poder. QUESTÃO 11 (Descritor: identificar, no texto, características do processo de modernização da cidade do Rio de Janeiro, no início do século XX) Assunto: República Velha “O Brasil entrou – já era tempo – em fase de restauração do trabalho. A higiene, a beleza, a arte, o ‘conforto’ já encontraram quem abrisse as portas dessa terra, de onde andavam banidos por um decreto da indiferença e da ignomínia coligadas. O Rio de Janeiro, principalmente, vai passar e já está passando por uma transformação radical. A velha cidade, feia e suja, tem os seus dias contados.” (Olavo Bilac, “Crônica”, jan, 1904 – citado por Nicolau Sevcenko, Literatura como Missão, São Paulo, Editora Brasiliense: 1995, p. 30.) A afirmação de Olavo Bilac, no contexto do início do século XX na cidade do Rio de Janeiro refere-se: a) a uma fase de crescente luta de classes, marcada por greves e criação do partido comunista. b) a um momento de intensa produção cultural aliada a um crescimento da industrialização. c) ao processo de modernização do Rio de Janeiro, evidenciando a transformação do espaço urbano. d) ao processo de implantação de reformas na legislação trabalhista. e) à formulação de uma política econômica que ficou conhecida como Funding Loan. QUESTÃO 12 (Descritor: caracterizar a decisão do Convênio de Taubaté da compra do café excedente pelo governo) Assunto: República Velha “Completaram-se, ontem e hoje, 99 anos da reunião dos presidentes de São Paulo, Minas e Rio de Janeiro que culminou no Convênio de Taubaté. Primeira crise global do café, provocada pela triplicação da produção brasileira na
  • 6. década de 1890 (de 5,5 milhões a 16,3 milhões de sacas), a solução aventada foi sustentar os preços altos mediante a redução da oferta, que o Brasil controlava em cerca de três quartos. O remédio acabou realimentando a doença. O preço estimulava a superprodução, no Brasil e nos concorrentes, enquanto o consumo crescia à taxa vegetativa de menos de 2% ao ano. Tem sido essa, com pequenas variantes, a história do café em um século. Uma crise de 99 anos.” (Rubens Ricupero , Uma crise de 99 anos, Folha de São Paulo, 27/02/2005) O convênio de Taubaté procurou valorizar o café no mercado internacional. Isso foi possível com: a) o aumento das taxas de câmbio para facilitar as exportações. b) a compra de parte da safra de café pelo governo, para reduzir a oferta e sustentar os preços altos. c) o aumento da oferta de café no mercado internacional. d) uma política econômica de caráter liberal, estimulando a livre concorrência. e) o auxílio dado pelos Estados Unidos à exportação de café brasileiro. QUESTÃO 13 (Descritor: relacionar a foto ao movimento grevista de 1917) Assunto: Movimento operário Enterro do sapateiro José Martinez, morto em São Paulo pela polícia em 1917. Fonte: CPDOC Sobre a foto acima podemos afirmar: a) trata-se de uma manifestação contrária ao governo organizada pelo PCB na luta pela reforma agrária. b) trata-se da greve de 1917 que, embora não tenha conseguido muitos adeptos, acabou entrando para história como a maior expressão do movimento comunista brasileiro. c) retrata o enterro de José Martinez, o que levou os partidos políticos a uma manifestação contra o governo. d) refere-se à greve de 1917 que foi marcada por manifestações pacíficas que obtiveram grandes conquistas trabalhistas. e) retrata o enterro do operário José Martinez, cuja morte em uma manifestação gerou revolta e deu mais força ao movimento grevista de 1917. QUESTÃO 14 (Descritor: caracterizar o anarquismo no Brasil) Assunto: movimento operário O anarquismo foi uma ideologia surgida na Europa e teve como grandes teóricos Bakunin, Proudhon e Malatesta. No Brasil sofreu adaptações, um exemplo foi: a) a introdução da idéia de que não deve existir governo. b) a valorização da organização sindical (anarco-sindicalismo) como forma de luta. c) a idéia de que a sociedade anarquista só seria possível com uma organização de liderança forte. d) a valorização da ação individual, sem organização, como forma de se alcançar a revolução anarquista. e) a criação de um partido político atuando no sistema eleitoral da república velha.
  • 7. QUESTÃO 15 (Descritor: caracterizar o movimento tenentista brasileiro) Assunto: República Velha O tenentismo representa um aspecto da crise da República Velha. A afirmação que melhor expressa esse movimento é: a) era formado pelas altas patentes do exército e reivindicava mudanças na política econômica dos governos da República Velha. b) era formado por militares da marinha, principalmente, os marinheiros que participaram da Revolta da Chibata e defendiam melhores condições de vida para os militares. c) era formado pelos tenentes do exército brasileiro e defendiam mudanças na estrutura administrativa previdenciária das forças armadas. d) era formado por tenentes do exército e lutavam contra a corrupção na administração e no sistema eleitoral da República Velha. e) era formado por tenentes da marinha e do exército e propunham uma reformulação da administração penitenciária. QUESTÃO 16 (Descritor: diferenciar os processos de industrialização de São Paulo e Rio de Janeiro durante a República Velha) Assunto: economia na República Velha São Paulo e Rio de Janeiro tornaram-se os grandes pólos industriais do início do século XX, no entanto, percebemos uma diferença entre os dois processos de industrialização. A alternativa que melhor explica essa diferença é: a) São Paulo tinha uma tradição industrial que começou com o início do Império e se prolongou até o século XX, enquanto que o Rio de Janeiro iniciou seu parque industrial somente no final do século XIX. b) o Rio de Janeiro mantinha uma política industrial voltada à fabricação de bens de produção enquanto São Paulo investiu fundo na produção de bens de consumo. c) o Rio de Janeiro ao iniciar seu processo de industrialização teve grande apoio do setor cafeeiro, já São Paulo não recebeu apoio desse setor, pois a elite cafeicultora paulista não acreditava na opção industrial. d) São Paulo teve um processo de industrialização alicerçado no capital cafeeiro enquanto que o Rio de Janeiro teve, com o fim da produção de café, um deslocamento do capital para investimentos industriais. e) São Paulo se desenvolveu industrialmente, no século XIX, com capital estrangeiro, investimento feito pelos imigrantes ricos que lá se estabeleciam, enquanto que o capital investido no Rio de Janeiro era nacional. QUESTÃO 17( Descritor: caracterizar o Brasil após a proclamação da República.) Assunto: História do Brasil Republicano. Ferida de morte desde a Abolição, a Monarquia Constitucional foi definitivamente sepultada a 15 de novembro de 1889. A República porém, surgiu como resultado de cúpula, de uma conspiração militar a que o povo assistiu apático e distante,m sem compreender direito o que se passava. (REY, Marcos. Proclamação da República. 9. ed. São Paulo, Ática. 1999. p . 2.) NÃO podemos apontar como características do Brasil após a proclamação da República a) a separação entre a Igreja e o Estado. b) a substituição da agricultura pela indústria na economia nacional. c) a existência de uma executivo forte e intervencionista. d) a permanência das oligarquias rurais no poder. e) a vitória dos positivistas com o lema Ordem e Progresso, na bandeira nacional. QUESTÃO 18(Descritor: identificar o significado de federalismo.) Assunto: História do Brasil República.
  • 8. Em 21 de dezembro de 1889, foi convocada a Assembléia Constituinte, que deveria elaborara a primeira Constituição da República Brasileira. Quando o novo regime completou um , o Congresso Constituinte começou a se reunir e, em 24 de fevereiro de 1891, promulgou a primeira Constituição republicana. A Constituição de 1891, estabelecia para o Brasil uma República Federativa. A expressão em destaque significa que a) os vinte Estados brasileiros passam a ter a permissão de legislar em seus próprios interesses, desde que não contrariassem a Constituição Federal. b) O país se transformava em uma federação onde o poder executivo tinha amplos poderes sobre os demais poderes: legislativo e judiciário. c) O Congresso Nacional passa a ser representado por duas câmaras: a Câmara dos Deputados e a Câmara do Senado. d) Os Governos Estaduais passam a ter áreas de competência privativas como a defesa nacional, a política externa, as políticas econômicas e monetárias. e) A população brasileira estava submetida a um modelo político extremamente democrático, com ampla igualdade social. QUESTÃO 19(Descritor: relacionar o trecho com a de Política dos governadores.) Assunto: História do Brasil República. “... consiste em um pacto, durante a República Velha, entre o presidente da República e a elite política de cada um dos Estados brasileiros.” O trecho acima se refere a a) Política do café-com-leite. b) Comissão de Verificação de Poderes. c) Encilhamento. d) Política dos governadores. e) Funding Loan. QUESTÃO 20(Descritor: relacionar o trecho com o Com o Convênio de Taubaté.) Assunto: História do Brasil República. É inegável a importância do café para a economia brasileira, chagando a representar 70% do seu comércio internacional. Mas desde 1895, esse quadro passou a ser ameaçado com uma superprodução de café que acarretou a queda de seu preço. A solução para essa crise surgiu nos dias de 26 e 27 de fevereiro de 1906, quando os governadores de São Paulo, Rio de janeiro e Minas Gerais se reuniram em São Paulo para firmar um acordo denominado a) Política do café-com-leite. b) Encilhamento. c) Convênio de Taubaté. d) Funding Loan. e) Consenso dos cafeicultores. QUESTÃO 21 (Descritor: analisar os fatores que contribuíram para o crescimento da indústria no Brasil.) Assunto: História do Brasil República. O número de estabelecimentos industriais em 1889 chegava a pouco mais de 600, já atingia, em 1907, um total de 3.258, localizados em sua maioria no Distrito Federal (33%), São Paulo (16%) e Rio Grande do Sul (15%). (PILETTE, Nelson. História do Brasil, p . 217.) Vários fatores contribuíram para o crescimento da indústria brasileira no início do século XX. A respeito desses fatores é INCORRETO afirmar: a) A disponibilidade de capitais e mão-de-obra. b) A presença de um mercado consumidor relativamente concentrado. c) A concentração de uma tecnologia bastante sofisticada. d) A matéria-prima disponível e barata. e) A existência de um sistema de transporte que ligava aos portos. QUESTÃO 22 (Descritor: analisar a importância do imigrante no desenvolvimento da indústria brasileira.) Assunto: História do Brasil República.
  • 9. “... Com eles vieram receitas culinárias, inusitadas formas de falar e vestir. Com eles vieram brincadeiras infantis, canções e até mesmo diferentes maneiras de exercitar a fé. Com eles vieram ofícios e técnicas que dariam novos rumos às relações sociais da Província. Acima de tudo, com eles vieram sonhos que iam muito além dos limites de um grande cafezal.” (Reviver Raízes. Folheto de exposição histórico-fotográfico. São Paulo: Memorial de Imigrante, 1996.) A participação dos imigrantes na economia brasileira não se limitou aos cafezais, eles foram de extrema importância para as nascentes indústrias no país porque a) Possuíam muito capital disponível para investir nesse setor. b) Criticavam abertamente as idéias comunistas que já faziam parte da cultura operária brasileira. c) Possuíam habilidades manuais e técnicas, além da maioria ser alfabetizado. d) Defendiam a união entre o capitalismo e o Estado como o caminho para o progresso. e) Tinham experiências em organizações sindicais que lutavam pela melhoria da vida operária. QUESTÃO 23(Descritor: identificar as características do movimento de Canudos.) Assunto: História do Brasil República. Um dos principais movimentos rurais na República Velha foi CANUDOS. A respeito desse movimento leia as afirmativas abaixo. I – O movimento foi liderado por Antônio Conselheiro, que era admirador do regime monárquico. II – A repressão ao movimento de Canudos foi violentíssimo, mas os seguidores de Antônio Conselheiro conseguiram derrotar as tropas federais. III – O movimento de Canudos representou um exemplo de luta contra a miséria e a opressão em que vivia o povo sertanejo. Estão corretas as afirmativas a) I e III. b) Apenas a I. c) II e III. d) Apenas a III. QUESTÃO 24(Descritor: relacionar os dados a Revolta da Chibata.) Assunto: História do Brasil República. Leia os dados abaixo. Data: 1910. Local: Rio de Janeiro. Motivo: Insatisfação dos marinheiros com os castigos corporais praticados na Armada. Os dados acima se refere a a) Revolta da Vacina. b) Revolta do Cangaço. c) Revolta de Canudos. d) Revolta da Chibata. e) Revolta da Armada. QUESTÃO 25 (Descritor: identificar o principal objetivo da Semana da Arte Moderna.) Assunto: História do Brasil República. “ Diversos intelectuais de São Paulo e do Rio, devido à iniciativa do escritor Graça Aranha, resolveram organizar uma Semana de Arte Moderna, dando ao nosso público a perfeita demonstração do que há em nosso meio em escultura, pintura, arquitetura, música e literatura do ponto de vista rigorosamente atual.” Jornal Paulistano, 22 de janeiro de 1922. Assinale a alternativa que aponta o principal objetivo da Semana da Arte Moderna.
  • 10. a) Divulgar a arte de São Paulo e Rio no Brasil e no mundo. b) Romper com a influência modernista na arte brasileira. c) Mostrar a influência da arte européia no Brasil. d) Valorizar a arte, a cultura e o homem brasileiro. e) Defender a República como o caminho para o desenvolvimento da arte brasileira, Leia o texto abaixo e responda as questões 26 e 27. As eleições estavam marcadas para 1º de março de 1930. O candidato apresentado pelo então presidente Washington Luis para sucedê-lo era Júlio Prestes, um e outro do Partido Republicano Paulista(PRP). Isso contradizia o acordo estabelecido entre os grupos que então controlavam o poder, basicamente ligados ao setor cafeeiro, pelo qual um paulista deveria suceder um mineiro.(...)Os mineiros, deixados de lado, passaram a engrossar o número dos descontentes, unindo-se a oposição. (BERCITO, Sônia de Deus Rodrigues. Nos tempos de Getúlio. São Paulo, Atual, 1997.) QUESTÃO 26 (Descritor: relacionar o texto com a Política do café-com-leite.) Assunto: História do Brasil República. O “acordo estabelecido” a que o texto se refere ficou conhecido como a) Estado Novo. b) Convênio de Taubaté . c) Política do café-com-leite. d) Funding Loan. e) Encilhamento. QUESTÃO 27 (Descritor: relacionar o trecho lido com a Aliança Liberal .) Assunto: História do Brasil República. “(...)Os mineiros, deixados de lado, passaram a engrossar o número dos descontentes, unindo-se a oposição. (...)” Em 1930, a união de Minas Gerais com a oposição resultou na formação da(o) a) Aliança Nacional. b) Aliança Liberal. c) Ação Integralista. d) Estado Nacional. e) Partido Republicano Mineiro. QUESTÃO 28 (Descritor: analisar conjuntura política da proclamação da República no Brasil.) Assunto: A República do café no Brasil. Leia a seguinte afirmação: Em 15 de novembro de 1889, um golpe militar liderado pelo marechal Deodoro da Fonseca pôs fim ao Império. O previsível e aguardado fim da Monarquia chegara. A crise do Império e o advento da República foi o resultado de um conjunto de fatores. Dentre eles destacamos, EXCETO: a) O esgotamento da escravidão e suas conseqüências. b) A guerra do Paraguai e as posteriores crises militares internas. c) A perda do apoio da igreja e o repúdio das elites mais ricas do país, os cafeicultores. d) A revolução popular motivada pelas profundas desigualdades socais do país. QUESTÃO 29 (Descritor: identificar conflitos políticos durante a República Velha no Brasil.) Assunto: A República do café no Brasil. Leia o trecho abaixo:
  • 11. “O período conhecido como a República da Espada marcou uma época em que os militares disputaram o predomínio do poder. O período foi marcado por um grande número de conflitos que por várias vezes colocaram em risco as instituições republicanas recém-surgidas.” http://www.libertaria.pro.br Esses conflitos foram a) a Revolta de Canudos e Revolta da Chibata. b) a Revolução Federalista do Sul e Cangaço. c) a Revolta Armada e Revolta Federalista do Rio Grande do Sul. d) a Revolta dos Malês e a Revolução Farroupilha. QUESTÃO 30 (Descritor: identificar características de movimento social durante a República Velha no Brasil.) Assunto: A República do café no Brasil. Leia o texto a seguir: Nomes como o de Antônio Silvino, o "governador do sertão" ou de Virgulino Ferreira da Silva, o "Lampião rei do cangaço", são vistos até hoje como heróis por alguns e bandidos por outros. No entanto, são apenas dois dentre os inumeráveis líderes cangaceiros. Nunca houve uma organização entre os diversos cangaços, por isso estes devem ser estudados como um movimento plural. http://www.libertaria.pro.br Sobre o Cangaço é INCORRETO afirmar que a) caracterizou-se pela ação concreta do banditismo social. b) motivou-se pela crise social e econômica que abalava o Nordeste. c) nasceu num ambiente de extrema pobreza e violência. d) aglomerou grupos de diferentes classes sociais. QUESTÃO 31 (Descritor: caracterizar a ideologia partidária no Brasil.) Assunto: A República do café no Brasil. Leia o texto abaixo: “A industrialização fez surgir no Brasil um novo perfil social: o operário fabril. O movimento operário começou a surgir ainda no final do século XIX, mas foi com a industrialização provocada pela Primeira Guerra em nosso país que ele rapidamente se transformou em uma das principais forças políticas de sua época. Já em 1917, pôde ser visto como um dos maiores movimentos operários do mundo. A pergunta que devemos nos fazer neste momento é como este movimento cresceu tão rápido e se fortaleceu tanto apesar de uma industrialização recente e incipiente. A resposta pode ser encontrada no violento regime de trabalho imposto aos operários na época, comparável somente ao do início da industrialização inglesa cem anos antes. Além disso, temos que nos lembrar que a maioria dos operários eram imigrantes italianos e espanhóis com um histórico de organização política anterior. Eram estes, na sua maior parte, anarquistas.” http://www.libertaria.pro.br O anarquismo apesar de ser taxado muitas vezes como bagunça, tem um significado praticamente oposto. Essa doutrina defendia: a) O estímulo à sindicalização. b) O aumento da jornada de trabalho. c) O fim do trabalho feminino e infantil. d) As críticas às diferentes formas de organização e poder. QUESTÃO 32 (Descritor: analisar charge sobre a política da República Velha) Assunto: A estrutura política da República Velha Observe a charge.
  • 12. A charge satiriza a (o): a) a existência da Política do Café-com-Leite. b) formação da Aliança Liberal. c) fim da política dos governadores. d) poder dos coronéis de Minas Gerais e São Paulo. QUESTÃO 33 (Descritor: identificar características relacionadas à República Velha) Assunto: Características da República Velha Durante a República Velha, o governo federal fez uso das forças armadas, não só para reprimir levantes liderados por militares ou chefes políticos regionais, mas também para combater movimentos populares sertanejos. Leia as afirmativas. I – A Constituição de 1891 permitia a liberdade de expressão, o voto feminino e aprovava o dispositivo que separava a Igreja Católica do Estado. II – Durante a República Velha os governos enfrentaram a Revolta da Vacina, o Cangaço, os movimentos messiânicos, as reivindicações anarquistas e a fundação do PCB no Brasil. III – O tenentismo foi o conjunto de movimentos rebeldes liderados por jovens militares – de “tenente”, embora nem todos o fossem –, que ocorreram em várias regiões do país a partir de 1922. Estão corretas as afirmativas: a) I e II. b) I e III. c) II e III. d) I, II e III. QUESTÃO 34 (Descritor: analisar cordelsobre o monitoramento do cangaço e suas implicações políticas e sociais) Assunto: O cangaço Leia o cordel abaixo. O cangaceiro é doente
  • 13. É um indivíduo anormal Recebendo a influência Do ambiente social Com justiça e instrução É difícil um Lampião Cair na trilha do mal (p. 2). [...] Também não está direito Ter pena dele demais Dizer que eles são heróis Como muita gente faz Cadeia para esta gente Com tratamento decente Em prisões especiais.(p.3) (CURRAN, Mark. História do Brasil em Cordel. São Paulo: Edusp. p. 74) Analise as afirmativas. I – O cordel considera o cangaço resultado da injustiça e da falta de instrução. II – No cordel o cangaceiro é descrito como uma pessoa má, que deve ser punida com rigor. III – O Cordel demonstra entender o cangaço, porém, defende a prisão de seus integrantes. Estão corretas as afirmativas a) I e II. b) I e III. c) II e III. d) I, II e III. QUESTÃO 35 (Descritor: compreender o significado social e econômico da reforma agrária no Brasil) Assunto: O MST Leia o artigo abaixo. MST QUER MAIS DE MIL FAMÍLIAS ASSENTADAS NO SUL EM 2006 O Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) no estado do Rio Grande do Sul exige que o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) cumpra a meta de assentar mais de mil famílias no Estado neste ano. Essa foi uma das reivindicações feitas por cerca de 2 mil pessoas em um ato hoje em Coqueiros do Sul, no norte gaúcho, de acordo com um dos coordenadores estaduais do MST, Silvio dos Santos. Os sem-terra pediram agilidade no processo de reforma agrária no estado e a desapropriação da fazenda Coqueiros, mais conhecida por fazenda Guerra. Presente à manifestação, o prefeito de Coqueiros do Sul, Acácio de Souza (PDT), defendeu que a fazenda Guerra seja vistoriada pelo Incra para fins de reforma agrária. Ele disse que a propriedade ocupa 30% da área do município. Apesar da chuva que transferiu o protesto da praça central da cidade para o Ginásio de Esportes Municipal, estiveram presentes entidades que compõem o Comitê de Apoio à Reforma Agrária no estado, sindicatos dos metalúrgicos e dos professores gaúchos, Central Única dos Trabalhadores (CUT), Pastorais Sociais, movimentos da Via Campesina, partidos políticos e autoridades municipais da região. A Brigada Militar monitorou o ato, que terminou no meio da tarde, e o deslocamento de ônibus de acampamentos na região.
  • 14. Nesta sexta-feira, o MST criou um novo acampamento no estado, em Arambaré, no centro-sul, que está recebendo dezenas de famílias Sem Terra da região. O local, às margens da BR 116, foi criado dentro de um assentamento do MST. Um outro acampamento, montado esta semana em Tupanciretã, na região Central, já reúne cerca de 80 famílias, às margens da estrada de acesso à cidade. Segundo a coordenação estadual do MST, mais de 2,5 mil famílias Sem Terra vivem em acampamentos de beira de estrada no Rio Grande do Sul e o governo federal assentou apenas 220 famílias desde 2003. "O MST tem defendido o assentamento imediato de todas as famílias acampadas, bem como a assinatura da portaria que atualiza os índices de produtividade rural", destaca Santos. (Agência Brasil - Sexta, 21 de abril de 2006, 19h07) Leia as afirmativas abaixo. I – O MST do Rio Grande do Sul já conseguiu junto ao governo estadual o assentamento de boa parte das famílias acampadas. II – A desapropriação da fazenda Coqueiros é uma das reivindicações do movimento, uma vez que ocupa uma parte considerável do município. III – O MST do Rio Grande do Sul recebe apoio de entidades sindicais, religiosas, professores e de políticos da região. Está (ão) correta (s) a (s) afirmativa (s) a) I. b) II. c) I e III. d) II e III. QUESTÃO 36 (Descritor: analisar texto sobre a política oligárquica) Assunto: República Velha “ Cabo de enxada engrossa as mãos – o laço de couro cru, machado e foice também. Caneta e lápis são ferramentas muito delicadas. A lida é outra: labuta pesada, de sol a sol, nos campos e nos currais (...) Ler o quê? Escrever o quê? Mas agora é preciso: a eleição vem aí e o alistamento rende a estima do patrão, a gente vira pessoa.” Mário Palmério. Vila dos Confins A partir da leitura do texto podemos afirmar que na República Velha a) a campanha eleitoral visava atingir principalmente os trabalhadores urbanos já alfabetizados e não acostumados com a “labuta pesada, de sol a sol”. b) o predomínio oligárquico visava sobretudo eliminar os focos de tensão social do sertão nordestino, representado pelas forças sindicais locais. c) durante o período eleitoral os trabalhadores rurais aproveitavam para conseguir ganhos trabalhistas, em troca de votos para os candidatos do governo. d) o período eleitoral era o momento em que os trabalhadores eram dispensados do trabalho que “engrossa as mãos”, para votarem nos candidatos indicados por seus patrões. QUESTÃO 37 (Descritor: identificar características políticas da República Velha) Assunto: República Velha “Com a República, o Brasil mudou a forma de governo, trocou de bandeira, ganhou constituição nova, separou a Igreja do Estado. Mas a estrutura social e econômica não foi alterada: os chefões eram os mesmos de antes, os ricos mantiveram-se em sua exploração e os pobres continuaram em sua miséria.” Abaixo são feitas algumas afirmativas sobre a República Velha. Leia-as. 1. A proclamação da República inaugurou um novo tipo de participação na vida do país, caracterizado pela livre manifestação do eleitorado. 2. A Política dos Governadores estava baseada no controle exercido pelos grandes proprietários de terras sobre a massa dos trabalhadores rurais, base social da dominação política dos Coronéis em âmbito municipal e estadual. 3. A Constituição de 1891, a primeira promulgada e a primeira da República, estabelecia o voto direto e secreto para homens maiores de 18 anos, alfabetizados ou não.
  • 15. 4. O controle do poder político na República Velha resultava em larga medida do controle do processo eleitoral, desde a votação até o reconhecimento dos candidatos eleitos. Estão CORRETAS apenas as afirmativas a) 1e 3 b) 2e4 c) 1 e 2. d) 3 e 4. QUESTÃO 38 (Descritor: analisar texto referente ao banditismo social) Assunto: República Velha Leia o texto. "O bandido social é, em geral, membro de uma sociedade rural e, por razões várias, encarado como proscrito ou criminoso pelo Estado e pelos grandes proprietários. Apesar disso, continua a fazer parte da sociedade camponesa de que é originário e é considerado herói por sua gente, seja ele um justiceiro, um vingador, ou alguém que rouba dos ricos." Carlos Alberto Dória, saga. A grande história do Brasil O texto trata de uma a) manifestação social presente durante a República Velha, denominada Guerra de Canudos. b) manifestação política encaminhada pelo governo republicano, a Revolução de 30. c) descrição de um movimento social de caráter violento, porém, de grande aceitação popular. d) descrição da figura de Luiz Carlos Prestes, o Cavaleiro da Esperança. QUESTÃO 39 (Descritor: identificar características econômicas da República Velha) Assunto: A economia da República Velha A constituição de um núcleo agrário-exportador predominante é o grande marco da História Brasileira, a partir de meados do século XIX, sobressaindo-se como atividade básica a cultura cafeeira, cujo destaque continuou durante a Primeira República. Com relação à vida econômica da República Velha podemos considerar 1. A política econômica do Governo Provisório propiciou uma febre de negócios conhecida como Encilhamento, com grande movimento na Bolsa de Valores, em uma tentativa de se industrializar rapidamente o Brasil. 2. No Convênio de Taubaté (1906) definiram-se as bases da política de valorização do café, firmando a intervenção do governo na compra dos excedentes, objetivando o equilíbrio do mercado. 3. O desenvolvimento industrial brasileiro, a partir do final do século XIX, esteve intimamente associado à economia cafeeira, aos imigrantes à rápida urbanização na região Centro-Sul do país, proporcionando o desenvolvimento do mercado interno. 4. Durante a Primeira Grande Guerra ocorreram transformações na economia brasileira, como a substituição progressiva dos capitais europeus, aqui aplicados, pelos norte-americanos. Estão CORRETAS as afirmativas a) 1, 2 e 3. b) 1, 3 e 4. c) 2, 3 e 4. d) 1, 2, 3, e 4. QUESTÃO 40 (Descritor: caracterizar o movimento tenentista como crítico da república velha) Assunto: Tenentismo
  • 16. Na década de 20, inicia-se o processo de decadência da Velha estrutura política montada no final do século XIX. Alguns setores sociais já não agüentavam mais ficar calados diante de um modelo de país arcaico, ainda privilegiando as velhas estruturas agrárias. Assinale a alternativa CORRETA a respeito da situação descrita acima. a) O processo de decadência ao qual o texto se refere está relacionado ao fim de uma era de grande prosperidade industrial no Brasil. b) O Tenentismo foi o movimento que demonstrou o descontentamento dentro do exército com as velhas estruturas da República Velha. c) A Semana de Arte Moderna está relacionada à crítica ao modelo de industrialização adotado pelo Brasil. d) A Coluna Prestes pode ser considerada um exemplo de resistência das forças oligárquicas à opressão exercida pelo exército na República Velha. e) O único movimento de reação contra a força das oligarquias na República Velha foi a Coluna Prestes. QUESTÃO 41 (Descritor: identificar algumas características da história do Brasil durante a República Velha) Assunto: Economia e sociedade da República Velha Leia as afirmações. I – Durante a Primeira Guerra Mundial, o Brasil viveu um período de desenvolvimento industrial devido à política de substituição de importações. II – A República Velha, embora tivesse membros da oligarquia cafeeira no poder, estimulou muito o desenvolvimento industrial no Brasil. III – O descontentamento do trabalhador urbano no Brasil pode ser demonstrado com movimentos como o grevista em 1917, em São Paulo. IV – O movimento anarquista não teve influência no Brasil, pois o pensamento socialista desde cedo se mostrou dominante. A partir das afirmações acima é possível dizer que estão CORRETAS: a) I, II e IV. b) I e IV. c) I e II. d) I e III. e) III e IV. QUESTÃO 42(Descritor: identificar o movimento de contestação a que se refere o texto) Assunto: República Velha “se apoderaram da noite para o dia da esquadra brasileira e impõem sua vontade ao Presidente, fazendo pontaria sobre a residência deste. É uma coisa única; algo iníquo que não havia acontecido ainda em nenhuma parte. Já têm argumento os "vaudevilistas" do "boulevard" para novas cenas grotescas de pronunciamentos sul-americanos". (Edwards Bello. Cronista chileno no Rio de Janeiro em 1910) O movimento a que Edwards Bello se refere é: a) a Revolta da Chibata, que reivindicava melhores soldos e a abolição por completo dos castigos corporais na marinha do Brasil. b) a Revolta do Contestado, que envolveu disputa de terras entre Paraná e Santa Catarina. c) o Tenentismo envolvendo tenentes da Marinha brasileira. d) a revolta em São Paulo em 1924, quando militares do exército tomaram a cidade. e) A Revolta do Forte de Copacabana feita por membros do exército e da Marinha. QUESTÃO 43 (Descritor: relacionar os imigrantes ao início do movimento operário brasileiro.) Assunto: Movimento operário “Imigrantes, Imigrantes Gente que veio de longe Que não sabe para onde vai Gente triste, gente estranha. Estampada a dor na face,
  • 17. Tristeza no coração. Eles estão com os olhos voltados para longe Para suas terras perdidas.” A imigração foi um fenômeno que se iniciou no Império, mas durante o período republicano ainda eram muitos os europeus que chegavam ao Brasil. Sobre os imigrantes no Brasil é CORRETO afirmar: a) vieram para o Brasil com a única preocupação de enriquecimento com o investimento industrial. b) foram os responsáveis pelo início do movimento operário brasileiro. c) foram os responsáveis pelo início das práticas agrícolas na região do Oeste Paulista. d) garantiram o sucesso do modelo de desenvolvimento industrial na República Velha. e) foram os primeiros a desenvolver um movimento operário no Brasil com bases no socialismo utópico. QUESTÃO 44 (Descritor: comparar o Founding Loan aos acordos com o FMI nos últimos anos) Assunto: Economia na República Velha “Tanto o FMI quanto o Banco Mundial operam à base das chamadas condicionalidades. Um país que necessita de recursos externos, seja para prevenção de uma crise, seja para realização de investimentos em infra-estrutura, é considerado um país com desajustes econômicos, os quais necessitam ser corrigidos. Um pacote de políticas vem então junto com os empréstimos: os países devem privatizar suas empresas, eliminar subsídios, reduzir os gastos sociais em tempo de crise, abrir suas economias e reformar o setor público.” (BARBOSA, Alexandre de Freitas. O mundo Globalizado- Política, Sociedade e economia. São Paulo: Contexto, 2001, p. 94) No governo do presidente Fernando Henrique Cardoso, o Brasil pediu auxílio ao FMI para resolver seus problemas financeiros. Essa não foi a primeira vez que o país teve a necessidade de recorrer ao recurso de empréstimos internacionais. Em relação a essa questão é CORRETO afirmar que: a) durante a primeira República, o Brasil não teve necessidade de adquirir empréstimos no exterior porque a economia brasileira não passou por nenhum sério problema. b) em virtude de desajustes na economia ocorridos devido ao Funding Loan, o Brasil recorreu ao FMI para sanear sua economia. c) o Banco Mundial foi o grande responsável pela reestruturação econômica do Brasil após a reforma urbana promovida por Pereira Passos que aumentou a dívida externa, mas modernizou a cidade do Rio de Janeiro. d) o Brasil conseguiu, na década de 20, apoio econômico da comunidade européia para solucionar seus problemas financeiros, mas tendo que se submeter às regras estabelecidas para a política econômica interna. e) o Funding Loan foi um programa de empréstimos junto aos banqueiros ingleses que impunha várias condições ao Brasil semelhantes às práticas do FMI no século XX. QUESTÃO 45 (Descritor: relacionar Guerra do Paraguai e a Questão Militar) Assunto: A Questão Militar Leia o documento abaixo. “(...) Glória cara! Perdemos cem mil dos nossos melhores irmãos, heróis ignorados; e quase consumamos o extermínio de um povo valoroso que soube defender heroicamente o solo sagrado de sua pátria. Arrancamos os paraguaios, dizem, da pressão (...) de uma tirania aviltante. (...)” (CERQUEIRA, Dionísio. Reminiscências da campanha do Paraguai. Rio de Janeiro: Biblioteca Militar, s/d. O documento denuncia os efeitos da Guerra do Paraguai na história do Brasil e do Paraguai. IDENTIFIQUE e EXPLIQUE o efeito político da Guerra do Paraguai para o Império brasileiro. QUESTÃO 46 (Descritor: construir texto sobre as Questões do Império) Assunto: A desagregação da Monarquia Brasileira. ELABORE um texto de, no máximo, 15 linhas identificando e relacionando os principais responsáveis pelo enfraquecimento e queda da Monarquia brasileira nos finais do século XIX. QUESTÃO 47 (Descritor: identificar, relacionar fatos históricos)
  • 18. Assunto: A sociedade da República Velha Leia o poema abaixo. "Essa cova em que estás, Com palmos medida, É a conta menor Que tiraste em vida. É de bom tamanho, Nem largo nem fundo, É a parte que te cabe Deste latifúndio. Não é cova grande, É cova medida, É a terra que querias Ver dividida." (João Cabral De Mello Neto, Morte e Vida Severina) a) IDENTIFIQUE uma situação social no poema. b) RELACIONE- a um movimento social da República Velha. c) DISCORRA sobre o movimento citado no item anterior. QUESTÃO 48 (Descritor: explicar a política da República Velha) Assunto: O coronelismo Leia a notícia abaixo. Prefeito baiano vinga-se no povo pela derrota. SALVADOR – O único hospital da cidade de Pindobacu, a 415 Km de Salvador, permanecia fechado ontem por ordem do prefeito [...] , que, inconformado com a derrota do seu candidato ao governo do estado, [...], resolveu vingar-se da população. [...] Além de fechar o hospital, o prefeito de Pindobacu ameaçou fechar o colégio municipal e todos os órgãos de assistência social mantidos pela prefeitura. [...] Depois de saber da vitória do candidato [...] em Pindobacu, o prefeito [...] pegou uma ambulância, que durante a campanha tinha sido transformada em carro de som, e saiu anunciando as represálias que tomaria contra a população. (Diário Popular, São Paulo, 21-11-1986). a) IDENTIFIQUE o fato noticiado e a que esfera política se refere (municipal, estadual ou federal). b) TRANSCREVA a parte da notícia que ilustra a prática coronelista. c) EXPLIQUE o funcionamento da Política do Café-com-Leite a partir do coronelismo. QUESTÃO 49 (Descritor: identificar e explicar a estrutura política da República Velha) Assunto: A estrutura política da República Velha Leia o texto abaixo. ''A expressão 'coronel' advém do título da Guarda Nacional. Esse título significava autorização do poder central ao chefe local para que este possuísse 'gente armada' a seu serviço. (...) O título era 'entregue' ao chefe municipal de prestígio [o latifundiário mais rico e ligado ao governo estadual] e a ele cabia todo o poder decisório ao nível do município: econômico, político, judicial, policial. (...) "O poder local, 'dono dos votos', ganhava força. Temos um compromisso entre o coronel, dono dos votos, e o Estado, com seus juízes e delegados de polícia. Em troca da garantia da 'maioria', o coronel recebia juiz e polícia, obedientes a seus desmandos e caprichos. A figura do coronel ganhava prestígio local e um poder que na verdade era de fachada. Existia enquanto o coronel obedecesse ao governo. (...) O coronel manda em seu pedaço, em suas 'pequenas questões', enquanto é obediente ao governo nas grandes questões". (TREVISAN, Leonardo. A República Velha. São Paulo: Global, 1982. pp. 24-26) a) IDENTIFIQUE e EXPLIQUE a estrutura política descrita no texto.
  • 19. b) TRANSCREVA a passagem do texto que comprova as fragilidades do poder dos coronéis. QUESTÃO 50(Descritor: explicar a imagem relacionada a estrutura econômica da República Velha) Assunto: O café durante a República Velha (Fonte: FAUSTO, Boris. História do Brasil. São Paulo: Edusp. P.292) EXPLIQUE a imagem acima, relacionando a assinatura do Convênio de Taubaté com a expressão em destaque: “O Brasil afundava no café”. QUESTÃO 51 (Descritor: explicar o contexto histórico tratado no poema) Assunto: Semana de Arte Moderna Leia o poema baixo. Em seguida responda as questões propostas. São Paulo! Comoção de minha vida", Os meus amores são flores feitas de original... Arlequinal!... Traje de losangos... Cinza e ouro... Luz e bruma... Forno e inverno morno... Elegâncias sutis sem escândalos; sem ciúmes... Perfumes de Paris... Arys! Bofetadas líricas no Trianon... Algodoal!... (...) São Paulo! Comoção de minha vida ... Galicismo a berrar nos desertos da América! (lnpiração) Eu insulto o burguês! O burguês-níquel, O burguês-burguês! A digestão bem-feita de São Paulo! O homem-curva! O homem-nádegas! O homem que sendo francês, brasileiro, italiano, É sempre um cauteloso pouco-a-pouco!... (Ode ao burguês) Os caminhões rodando, as carroças rodando,
  • 20. Rápidas as ruas se desenrolando, rumor surdo e rouco, estrépitos, estalidos... E o largo Coro de ouro das sacas de café!... (...) (Mário de Andrade. Paisagem n.. 4. 1922)
  • 21. a) IDENTIFIQUE a manifestação artístico-cultural representada no poema. b) EXPLIQUE duas (2) características desse movimento contidas no poema. QUESTÃO 52 (Descritor: explicar as causas e reivindicações do movimento operário da República Velha) Assunto: Movimento operário durante a República Velha Ao longo do século XX, o movimento operário brasileiro se organizou e lutou de diferentes formas. Em 1917, ocorreu em São Paulo e no Rio de Janeiro a primeira greve geral na história desse movimento. a) IDENTIFIQUE e EXPLIQUE a base ideológica que norteou a greve de 1917. b) CITE duas (2) reivindicações sociais dos manifestantes de 1917. QUESTÃO 53 (Descritor: identificar desdobramentos de política colonial no Brasil de hoje.) Assunto: A República do café no Brasil Leia o trecho a seguir: “Nos primeiros trinta anos da historia republicana, uma sociedade basicamente rural e exportadora de matérias- primas tornou-se industrial e urbana. Mas problemas crônicos herdados do período anterior e que remontaram à era colonial persistem como desafio até hoje.” http://www.libertaria.pro.br IDENTIFIQUE pelo menos dois (02) dos problemas citados no fragmento acima. O trecho a seguir é referência para as questões 54 e 55. “A Lei Áurea deve ser vista a princípio como uma tentativa de retomar sustentação política para o Império muito mais do que como uma preocupação humana em relação aos negros. Já vimos que essa tentativa fracassou. O maior problema, contudo, foi que não houve atuação dos grupos realmente abolicionistas, principalmente da comunidade negra, na elaboração da lei. A ausência dos mesmos provocou a decretação de uma legislação que não garantia o interesse dos principais envolvidos: “os negros.” http://www.libertaria.pro.br QUESTÃO 54(Descritor: analisar efeitos do movimento abolicionista no Brasil.) Assunto: A República do café no Brasil. A partir do que foi estudado sobre a proclamação da República no Brasil, EXPLIQUE de que maneira a aprovação da Lei Áurea contribuiu para o fim da Monarquia. QUESTÃO 55 (Descritor: analisar a situação social dos ex-escravos após a abolição.)
  • 22. Assunto: A República do café no Brasil. COMENTE sobre a situação social dos negros após a decretação da Lei Áurea e a proclamação da República no Brasil. QUESTÃO 56 (Descritor: identificar desdobramentos políticos do Encilhamento.) Assunto: A República do café no Brasil. Veja a imagem abaixo: “O Encilhamento” http://www.libertaria.pro.br Segundo um jornal da época, "todos jogaram: o negociante, o médico, o jurisconsulto, o funcionário público, o corretor, o zangão; com pouco pecúlio próprio, com muito pecúlio alheio, com as diferenças do ágio, e quase todos com a caução dos próprios instrumentos do jogo." Falta acrescentar à lista de especuladores os fazendeiros do estado do Rio de Janeiro, que influíram à capital para jogar na especulação o dinheiro dos empréstimos. Os anos de 1890 e 1891 foram de loucura, segundo a expressão de um observador estrangeiro, o qual acrescenta ter havido corretores que obtinham lucros diários de 50 a 100 contos e que a oscilação do câmbio fazia e desfazia milionários. http://www.libertaria.pro.br Por dois anos, o novo regime pareceu uma autêntica república de banqueiros, em que a lei era enriquecer a todo custo com dinheiro de especulação. APRESENTE pelo menos um desdobramento decorrente dessa nova política do encilhamento para o país. QUESTÃO 57 (Descritor: identificar prática política existente no Brasil durante a República Velha.) Assunto: A República do café no Brasil. Leia o trecho abaixo: A República transformou o camponês em eleitor. A partir dela, para se chegar ao poder, se tornou necessário conquistar esse eleitorado. A maioria absoluta dos votos do país se encontrava dentro das fazendas ou nos sitiantes e chacareiros que viviam em sua órbita política. http://www.libertaria.pro.br IDENTIFIQUE a prática política decorrente da situação apresentada acima. QUESTÃO 58 (Descritor: justificar a redução de votantes no Brasil após 1891.) Assunto: História do Brasil República. Observe o quadro abaixo. ANO PERCENTUAL DE VOTANTES
  • 23. 1872 13,0% 1894 2,2% JUSTIFIQUE a redução de votantes no Brasil após a promulgação da Constituição de 1891. Leia o texto abaixo e responda as questões 59, 60 e 61. Rodrigo estava deprimido. Deve ser o calor(...) concluiu tirando o casaco e desabotoando o casaco. O mesário que fazia a chamada gritou: __ Ernesto Tavares Nunes Apareceu um homenzinho baixo e de ar bisonho. __ Protesto, senhor presidente! – Bradou Rodrigo. __ Porquê? __ Esse sujeito é um impostor. Ernesto Tavares Nunes já morreu. O presidente dirigiu-se ao eleitor. __ Como é o seu nome? O homem olhou primeiro para Rodrigo, hesitante, depois para a cédula que o capanga lhe havia posto nas mãos, e finalmente balbuciou, visivelmente embaraçado: __ Ernesto Tavares Nunes. Rodrigo pôs-se de pé. __ Apelo para os membros da mesa e para os senhores aqui presentes que sabe tão bem quanto eu que Ernesto Tavares Nunes está morto e enterrado. Fez-se um silencio. __ Vamos ao cemitério – convidou Rodrigo – e eu lhes mostrarei o túmulo desse cidadão. O presidente da mesa coçou a cabeça com a ponta da caneta. __ Dr. Rodrigo, nós não temos tempo pra essas coisas, e mesmo a lei não nos autoriza... Ora, quem quer falar em lei! Vamos ao registro de óbitos, então. __ O homem vai votar e o senhor depois lavra o seu protesto. __ A velha história! Meu protesto não será levado em conta! É a incidência de sempre! Assine o seu nome aqui – gritou Rodrigo. Sentou-se indignado, pegou um lápis e começou a escrever numa folha de papel. __ Continuem a farsa! Gritou Rodrigo. Sentou-se indignado, pegou um lápis e começou a escrever numa folha de papel todos os palavrões que sentia ímpetos de atirar na cara do presidente da mesa e dos fiscais hermistas.” QUESTÃO 59(Descritor: citar o nome atribuído ao voto durante a Rep. Velha.) Assunto: História do Brasil República. O texto se refere as eleições durante a República Velha. DEFINA como era denominado o voto nesse período. QUESTÃO 60 (Descritor: descrever o funcionamento das eleições durante a República Velha.) Assunto: História do Brasil República. DESCREVA como funcionavam as eleições durante a República Velha. QUESTÃO 61 (Descritor: explicar a importância de SP e MG na política durante a República Velha.) Assunto: História do Brasil República. EXPLIQUE a importância de São Paulo e Minas Gerais no cenário político nacional durante a República Velha. Observe a charge e responda a questão 62.
  • 24. NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO César. História de Brasil para principiantes. Ática. 2003, p. 213. QUESTÃO 62 (Descritor: relacionar a charge com o Movimento Tenentista.) Assunto: História do Brasil República. IDENTIFIQUE a que movimento a charge se refere. QUESTÃO 63 (Descritor: caracterizar a guerra de Canudos) Assunto: Movimentos sociais na República Velha "Canudos não se rendeu. Exemplo único em toda a história, resistiu até ao esgotamento completo. Expugnado, palmo a palmo, na precisão integral do termo, caiu no dia 5, ao entardecer, quando caíram seus últimos defensores, que todos morreram. Eram quatro apenas: um velho, dois homens e uma criança, na frente dos quais rugiam raivosamente cinco mil soldados." (CUNHA, Euclídes, Os Sertões, São Paulo, Livraria Francisco Alves Editora, 2000 p. 514.) CARACTERIZE o movimento a que se refere o escritor Euclídes da Cunha. QUESTÃO 64 (Descritor: identificar o surto industrial brasileiro com a política de substituição de importação durante a I Guerra Mundial) Assunto: Economia da República Velha “No primeiro grande senso posterior à guerra, realizado em 1920, os estabelecimentos industriais arrolados somaram 13.336, com 1.815.156 contos de capital e 275.512 operários. Destes estabelecimentos, 5.936 tinham sido fundados no qüinqüênio 1915-19, o que revela claramente a influência da guerra.” (PRADO JR., Caio, História Econômica do Brasil, São Paulo: Brasiliense, 1967, p. 260) IDENTIFIQUE e CARACTERIZE o fenômeno retratado no texto. QUESTÃO 65 (Descritor: identificar e caracterizar a Revolta da Vacina) Assunto: Movimentos Sociais na República Velha "O governo arma-se desde agora para o golpe decisivo que pretende desferir contra os direitos e liberdades dos cidadãos deste país. A vacinação e revacinação vão ser lei dentro em breve, não obstante o clamor levantado de todos os pontos e que foi ecoar na Câmara dos Deputados através de diversas representações assinadas por milhares de pessoas. De posse desta clava, que o incondicionalismo bajulador e mesureiro preparou, vai o governo do Sr. Rodrigues Alves saber se o povo brasileiro já se acanalhou ao ponto de abrir as portas do lar à violência ou se conserva ainda as tradições de brio e de dignidade com que, da monarquia democrática passou a esta República de iniqüidade e privilégios.
  • 25. O atentado planejado alveja o que de mais sagrado contém o patrimônio de cada cidadão: pretende se esmagar a liberdade individual sob a força bruta..." (Correio da Manhã, 7 de outubro de 1904) “(...) As arandelas do gás, tombadas, atravessaram-se nas ruas; os combustores de iluminação, partidos, com os postes vergados, estavam imprestáveis; os vidros fragmentados brilhavam nas calçadas; paralelepípedos revolvidos, que servem de projéteis para essas depredações, coalhavam a via pública; em todos os pontos destroços de bondes quebrados e incendiados, portas arrancadas, colchões, latas, montes de pedras, mostravam os vestígios das barricadas feitas pela multidão agitada a viação urbana não se restabeleceu e o comércio não abriu suas portas. (...)" (Jornal do Commércio, 15 de novembro de 1904) IDENTIFIQUE e CARACTERIZE o movimento a que os textos se referem. QUESTÃO 66 (Descritor: identificar e relacionar a música à Revolta da Chibata) Assunto: Movimentos Sociais na República Velha Há muito tempo nas águas da Guanabara O dragão do mar reapareceu Na figura de um bravo feiticeiro A quem a história não esqueceu Conhecido como navegante negro Tinha dignidade de um mestre sala E ao acenar pelo mar na alegria das regatas Foi saudado no porto, pelas mocinhas francesas Jovens polacas e por batalhões de mulatas Rubras cascatas jorravam das costas Dos santos entre cantos e chibatas Inundando o coração do pessoal do porão E a exemplo do feiticeiro gritava então Glória aos piratas, às mulatas, às sereias Glória à farofa, à cachaça, às baleias Glória a todas as lutas em glórias Que através da nossa história
  • 26. Não esquecemos jamais Salve o navegante negro Que tem por monumento As pedras pisadas do cais (O Mestre Sala dos Mares - João Bosco) A letra da canção acima retrata um momento de revolta de militares da marinha brasileira no período da república velha. a) IDENTIFIQUE o movimento. b) CARACTERIZE o movimento, fazendo referência à letra. dignidade de um mestre sala. QUESTÃO 67 (Descritor: identificar no texto e na foto a revolução de 1930/ caracterizar esse movimento) Assunto: Revolução de 1930 Getúlio - O Presidente Chefe da Revolução ”Às 11 e 45 da noite do dia 11, o Presidente do Rio Grande do Sul, que assumiria a chefia da Revolução, partiu de Porto Alegre e transportava-se para Ponta Grossa no Paraná, onde se instalara o quartel-general. Essa viagem terminaria com a entrada triunfal do presidente Getúlio Vargas na capital da república, vinte dias depois de sua partida de Porto Alegre.” O CRUZEIRO – 8 DE NOVEMBRO DE 1930. a) IDENTIFIQUE o acontecimento político a que o texto e a foto da revista semanal O Cruzeiro se referem. b) CARACTERIZE o acontecimento em termos de grupos políticos que participaram, segundo o historiador Boris Fausto. QUESTÃO 68(Descritor: analisar os dados da tabela no que diz respeito à participação política da população.) Assunto: Eleições durante República Velha .
  • 27. A tabela acima é representativa da estrutura eleitoral da República Velha. Explique o que ela nos oferece de informação sobre a participação política no período. As informações da tabela a seguir são referências para as respostas das questões 39 e 40. (Fonte: TORRES, Dr. Theophilo – La campagne sanitaire au Brésil. Paris. Societé Generale d’impression, 1913.) QUESTÃO 69(Descritor: analisar a situação da saúde no Brasil do século XIX para o XX. ) Assunto: Problemas sociais na República Velha. A leitura da tabela pode nos oferecer um quadro parcial da situação da saúde pública no Brasil na segunda metade do século XIX. Descreva a evolução das duas doenças no século XIX e explique como se encontrava a saúde do Brasil do início do século XX. QUESTÃO 70 (Descritor: relacionar os dados da tabela a necessidade do desenvolvimento de uma reforma sanitária no Brasil. ) Assunto: Reforma sanitária Apresente as iniciativas do governo Rodrigues Alves para amenizar a situação descrita na tabela. QUESTÃO 71 (Descritor: analisar o texto referente às práticas do Coronelismo na República Velha.) Assunto: República Velha “Para servir aos coronéis, os sertanejos de qualquer categoria social, trabalhador, parceiro, ou pequeno proprietário, e a fim de dar uma aparência legal ao predomínio dos mesmos,, tinham que votar com ele. Os analfabetos aprendiam, às vezes, a assinar o nome para poder lançar na urna um voto cujo nome não podiam ler. E se pudessem, seria a mesma coisa. Em véspera de eleição, eram conduzidos em lotes, de qualquer modo, aos locais de próximos dos postos eleitorais onde eram aguardados, às vezes com sentinelas, nos chamados quartéis ou
  • 28. currais, nos quais se fazia a concentração de eleitores. O chefe político lhes dava, além da condução, roupa, cachaça e uma papeleta de voto.” (BASBAUM, Leôncio. História Sincera da República. De 1889 a 1930. $ ed., São Paulo, Alfa-ômega, 1981, v. 2, p. 91.) IDENTIFIQUE no texto a prática política a que a narrativa se refere e explique como as eleições aconteciam nesse esquema. QUESTÃO 72 (Descritor: relacionar o texto aos interesses da Igreja, da burguesia e dos militares) Assunto: Movimento operário (FUVEST) "Tens que combater três inimigos: a sacristia, o capital e o quartel. O primeiro é à noite, o segundo é a fome, o terceiro é a morte." (Jornal A QUESTÃO SOCIAL, publicado em Santos em 1896.) EXPLIQUE esta afirmação dos operários socialistas brasileiros do final do século XIX. QUESTÃO 73(Descritor: identificar e conceituar a política dos governadores a partir de texto documental) Assunto: República Velha "Entendi que não era lícito assistir indiferentemente a esta luta [política na Câmara Federal], cujos resultados poderiam acarretar a ruína da República. Dirigi-me para este fim aos governadores dos Estados, onde reside iniludivelmente a força política deste regime. (...) Outros deram à minha política a denominação de Política dos Governadores. Teriam acertado se dissessem Política dos Estados." (Campos Sales: DA PROPAGANDA À REPÚBLICA) IDENTIFIQUE e CARACTERIZE o fenômeno político citado por Campos Sales. GABARITO DAS QUESTÕES OBJETIVAS
  • 29. QUESTÃO 01: A QUESTÃO 24: D QUESTÃO 02: E QUESTÃO 25: D QUESTÃO 03: B QUESTÃO 26: C QUESTÃO 04: C QUESTÃO 27 B QUESTÃO 05: D QUESTÃO 28 D QUESTÃO 06: B QUESTÃO 29 C QUESTÃO 07: D QUESTÃO 30 D QUESTÃO 08: C QUESTÃO 31: A QUESTÃO 09: D QUESTÃO 32: A QUESTÃO 10: B QUESTÃO 33: C QUESTÃO 11: C QUESTÃO 34: B QUESTÃO 12: B QUESTÃO 35: D QUESTÃO 13: E QUESTÃO 36: D QUESTÃO 14: D QUESTÃO 37 B QUESTÃO 15: B QUESTÃO 38 C QUESTÃO 16: D QUESTÃO 39 D QUESTÃO 17: B QUESTÃO 40: B QUESTÃO 18: A QUESTÃO 41 D QUESTÃO 19: D QUESTÃO 42 A QUESTÃO 20: C QUESTÃO 43 B QUESTÃO 21: C QUESTÃO 44 E QUESTÃO 22: B QUESTÃO 23: A GABARITO DAS QUESTÕES ABERTAS QUESTÃO 45 A Guerra do Paraguai tornou o exército brasileiro mais confiante, ciente de seu poder. Sendo assim, alguns oficiais tomaram posições políticas contrárias aos interesses da Monarquia. Tal posicionamento leva D. Pedro II a ameaçar punir os oficiais responsáveis pelas declarações dadas a imprensa. A resposta dos militares foi o rompimento com a Monarquia e o apoio a questão republicana. QUESTÃO 46 O texto do aluno deve conter as questões: Republicana, religiosa, escravocrata. O aluno deverá explicar cada uma dessas questões. QUESTÃO 47 a) O texto está relacionado a questões do uso e da posse das terras no Brasil. b) Um dos movimentos que pode ser relacionado à questão da terra durante a República Velha é o movimento liderado por Antônio Conselheiro, Canudos. c) A formação de Canudos, no interior da Bahia, onde o místico Antônio Conselheiro e seus 25 mil sertanejos derrotaram três expedições militares do Governo, até sucumbirem a um exército de sete mil homens em outubro de 1897. Conselheiro pregava a restauração da monarquia e o fim do casamento
  • 30. civil. Seus “exércitos” foram formados pela seca, pela fome e pelo desemprego, num nordeste em plena decadência econômica. O arraial de Canudos desenvolveu uma vida comunitária onde todos dividiam tudo: rebanhos, pastagens, colheitas. A perda de trabalhadores, para canudos, a desobediência civil de Conselheiro e as verdades faladas quanto a posição da Igreja frente ao poder dos coronéis, levam o Estado a agir contra Canudos, que foi destruída e seu líder morto. QUESTÃO 48 a) O fato noticiado é a ação de um prefeito após saber de sua derrota nas urnas. O fato refere-se à esfera municipal. b) “Além de fechar o hospital, o prefeito de Pindobacu ameaçou fechar o colégio municipal e todos os órgãos de assistência social mantidos pela prefeitura.” “Depois de saber da vitória do candidato [...] em Pindobacu, o prefeito [...] pegou uma ambulância, que durante a campanha tinha sido transformada em carro de som, e saiu anunciando as represálias que tomaria contra a população.” c) Os coronéis eram os grandes latifundiários que comandavam a vida econômica, política, cultural e social do Brasil. Durante a República Velha o coronelismo vai permitir o funcionamento da Política do Café - com - Leite. Sabendo fazer coligações com as lideranças oligárquicas dos demais estados, Minas Gerais e São Paulo mantiveram, de modo geral, o controle político do país durante as primeiras décadas da República Velha. Esse controle ficou conhecido com Política do Café - com - Leite. QUESTÃO 49 a) A estrutura política descrita no texto é a política dos governadores. Esse acordo político coordena a estrutura política da República Velha. É ela quem dá suporte ao funcionamento da Política do Café-com- Leite. Os coronéis apóiam os governos estaduais, que por sua vez facilitam, privilegiam seus interesses. Cabe aos coronéis garantir através do voto de cabresto a eleição do grupo que está no poder. Em troca ele recebe a simpatia e os favores dos grupos eleitos. b) A figura do coronel ganhava prestígio local e um poder que na verdade era de fachada. Existia enquanto o coronel obedecesse ao governo. (...) O coronel manda em seu pedaço, em suas 'pequenas questões', enquanto é obediente ao governo nas grandes questões". QUESTÃO 50 A imagem ilustra a posição do café nas exportações brasileiras, confirmando ser o Brasil um país agro- exportador e monocultor. Como sua economia fica basicamente dependente de um produto forte, sua oscilação no mercado externo coloca o país em uma situação de risco. Os altos investimentos feitos pelo governo a partir do Convênio de Taubaté coloca a economia brasileira a mercê do café. Sendo assim, ao invés do café trazer crescimento para o país, trouxe concentração de renda e aumento da dependência externa. QUESTÃO 51 a) O poema é um exemplo da manifestação artístico-cultural conhecida como Semana da Arte Moderna. b) Para os modernistas tudo pode ser objeto da arte, inclusive o feio e o cotidiano; procura novas linguagens, rompendo com as noções tradicionais de espaço e de tempo; a arte revolucionária; a arte como forma de chocar a consciência burguesa; valorização humana. QUESTÃO 52 a) A base ideológica do movimento de 1917 foi o Anarquismo. O Anarquismo é uma corrente política que foi criada na Europa no século XIX. Os anarquistas são revolucionários que odeiam o capitalismo, a propriedade privada e o Estado. Querem construir uma sociedade livre e onde todos sejam iguais, onde não exista o patrão, mas a cooperação.
  • 31. b) Dentre as reivindicações sociais dos manifestantes de 1917 temos a regulamentação do trabalho infantil e feminismo, a diminuição da jornada de trabalho. QUESTÃO 53 Corrupção, desigualdade social. QUESTÃO 54 Prejudicou os interesses dos proprietários de escravos porque não garantiu naquele momento a indenização pelos escravos libertos. Assim, o quadro abolicionista retirou do Império o último grande pilar político de apoio. QUESTÃO 55 Continuaram marginalizados na sociedade. QUESTÃO 56 Alta inflação. QUESTÃO 57 Coronelismo. QUESTÃO 58 A Constituição de 1891, excluía do direito de voto: os menores de 21 anos, os analfabetos, os soldados, os religiosos das ordens monásticas e as mulheres QUESTÃO 59 Voto de cabresto. QUESTÃO 60 Durante a República Velha as eleições eram controladas pelos coronéis. O voto não era secreto e o eleitor era obrigado a votar de acordo com os interesses dos coronéis. Além do controle do eleitorado , podemos acrescentar os mais variados tipos de fraudes, como a apresentada no texto, em que era utilizado o título de quem já havia morrido para votar. QUESTÃO 61 Os Estados de SP e MG eram os mais fortes, pois possuíam o maior número de eleitores,maior peso econômico, partidos regionais fortes, e poderosos. Desta forma esses Estados dominavam o cenário político nacional. QUESTÃO 62 MOVIMENTO TENENTISTA. QUESTÃO 63 A Guerra dos Canudos ou a revolução de Canudos foi um movimento político-religioso que durou de 1896 a 1897, ocorrida no interior do Estado da Bahia. O movimento era comandado por Antonio Conselheiro, líder messiânico que comandou um grande número de pessoas, vítimas da miséria do Sertão nordestino. O arraial de Canudos era uma comunidade criada pelo conselheiro onde todos tinham direito a um pedaço de terra e podiam plantar e criar animais. Canudos foi alvo da crítica dos fazendeiros da região e considerado pelo governo um foco anti-republicano, por isso o governo reprimiu o vilarejo com ataques sucessivos. Apesar da resistência heróica, como afirma Euclídes da Cunha, o arraila acabou sendo dizimado. QUESTÃO 64 Trata-se do aumento do número de indústrias no Brasil durante o período da I Guerra Mundial. Era a política de substituição de importações que incentivou o desenvolvimento industrial no Brasil. QUESTÃO 65 Os textos fazem referencia à Revolta da Vacina. Com a tentativa do presidente Rodrigues Alves de sanear a cidade do Rio de Janeiro, nomeia o médico sanitarista Oswaldo Cruz que iniciou uma campanha para acabar com a varíola, instituindo a vacinação pública que torna-se obrigatória. A imprensa oposicionista incita a população contra a vacinação como podemos observar no primeiro texto. Começa um movimento de resistência e desobediência civil, onde a população se nega a receber a vacina. Os vigilantes sanitários
  • 32. partem para uma campanha violenta, invadindo residências e vacinando a população. O resultado é uma luta nas ruas da cidade que levou a dezenas de mortes. QUESTÃO 66 a) É a revolta da Chibata. b) Os marinheiros sofriam com baixos salários e um rígido esquema que previa chibatadas como punição às faltas disciplinares. Revoltados com essa situação, o marinheiro João Candido (o Navegante negro) liderou uma revolta que levou os marinheiros a posicionarem navios em frente à cidade do Rio de Janeiro, ameaçando bombardear a cidade se suas reivindicações não fossem atendidas, como aumento salarial e fim da chibata. Um acordo foi feito com os revoltosos, mas as lideranças foram presas e punidas, e assim as chibatadas acabaram. A música faz referência à violência sofrida pelos marinheiros com as chibatas como podemos ver na frase: “Rubras cascatas jorravam das costas. Dos santos entre cantos e chibata.” Existe uma exaltação do líder do movimento João Candido como podemos perceber no trecho: Na figura de um bravo feiticeiro. A quem a história não esqueceu. Conhecido como navegante negro. Tinha QUESTÃO 67 a) É a Revolução de 1930. b) Segundo o historiador Boris Fausto, não podemos apontar nenhum grupo, em particular, como o responsável pela Revolução de 1930. Ela foi heterogênea, resultado de interesses de diversos grupos médios (Tenentes), técnicos, jovens políticos e grupos oligárquicos de várias regiões. QUESTÃO 68 A tabela demonstra que havia muito pouca participação da população nas eleições presidenciais, pois na maioria dos pleitos, os eleitos representavam menos de 3% da população do país. QUESTÃO 69 A tabela nos mostra uma queda de óbitos de febre amarela na década de 60 e com um aumento a partir de 1870 se mantendo estável em alta até o fim do século. O mesmo acontece com a varíola, que nas duas primeiras décadas, apresentava poucos óbitos e a partir da década de 70 apresentava um aumento significativo de mortes, mantendo números elevados até o final do século. No início do século XX, os números de casos de febre amarela e varíola continuam alto o que obrigou o governo a tomar medidas para o controle das doenças. QUESTÃO 70 Rodrigues Alves nomeou o sanitarista Oswaldo Cruz para o cargo de chefe da saúde pública. Ele logo iniciou uma campanha sanitária para enfrentar as duas doenças (febre amarela e varíola), além da peste bubônica. O controle da primeira doença se deu através de uma campanha de mata mosquitos, da peste bubônica com a compra de ratos e a varíola com uma campanha de vacinação obrigatória. QUESTÃO 71 O texto faz referência ao Coronelismo. As eleições eram controladas pelos coronéis que pressionavam seus empregados para votarem nos candidatos de sua preferência através do “voto de cabresto”. QUESTÃO 72 O texto refere-se a igreja, à burguesia cafeeira, aos pequenos industriais e ao exército. O contexto é a condição dos operários e camponeses no Brasil, durante a República Velha. QUESTÃO 73 Trata-se da política dos governadores caracterizada como um pacto entre os políticos dos estados e a Presidência da República. Os presidentes elegiam os candidatos ao congresso, aliados do governo federal e o poder central comprometiam-se a não intervir nas eleições estaduais. A garantia da vitória nas eleições estaduais ficava por conta dos chefes locais.