SlideShare uma empresa Scribd logo
4
SEGURANÇA
PRIVADA
CARTA DE SERVIÇOS
                    POLÍCIA FEDERAL
CARTA DE SERVIÇOS

A Carta de Serviços ao Cidadão é uma ferramenta de gestão
fornecida pelo Programa Nacional de Gestão Pública e
Desburocratização – GesPública. As ações desse Programa
têm por objetivo tornar as organizações públicas cada vez
mais preocupadas com a sociedade. Nesse sentido, a Carta
de Serviços da Polícia Federal – PF – facilita e amplia o
acesso do cidadão aos serviços e estimula sua participação
no monitoramento do setor público, promovendo a
melhoria da qualidade do atendimento.

                 CANAIS DE ATENDIMENTO

•  ortal
  P    da Polícia Federal (www.pf.gov.br), no qual podem
 ser obtidas informações sobre procedimentos e
 documentos necessários para requerer serviços, além de
 endereços e telefones das unidades da PF.

•  eclamações,
  R             críticas ou sugestões podem ser feitas
 presencialmente, por e-mail ou por correspondência,
 utilizando-se os respectivos meios:

–  struturas de atendimento nas unidades da PF em todo
  E
  o Brasil;
–  ivisão de Comunicação Social da Polícia Federal pelo
  D
  e-mail dcs@dpf.gov.br;
–  ndereço: Setor de Autarquias Sul, Quadra 6, Lotes 09/10,
  E
  Edifício-Sede da Polícia Federal, Brasília/DF, CEP 70037-900.

•  otícias
  N      de crimes federais devem ser registradas nas
 unidades da Polícia Federal.

            COMPROMISSOS COM O ATENDIMENTO

Com o objetivo de proporcionar maior efetividade, agilidade
e melhoria contínua na prestação de serviços aos cidadãos,




                                                             3
a Polícia Federal vem adotando melhores práticas para
modernização da sua gestão e assumiu os seguintes
compromissos:

•  mpenho,
  E               cortesia e educação no atendimento
    ao cidadão;
•  companhamento,
  A                      orientação e encaminhamento do
  cidadão em todas as fases do atendimento;
•  dequação das estruturas de atendimento de forma a
  A
  permitir realizar com presteza a recepção e a triagem das
  demandas do cidadão;
•  daptação das estruturas de atendimento aos portadores
  A
  de necessidades especiais;
• dentificação das unidades e dos setores da Polícia Federal
  I
  por meio de placas indicativas;
•  tendimento preferencial para gestantes, lactantes ou
  A
  pessoas acompanhadas de crianças de colo, idosos (acima
  de 60 anos), portadores de necessidades especiais e outros
  amparados por dispositivos legais específicos;
•  rioridade na ordem de atendimento ao usuário agendado
  P
  e, em seguida, considerando-se a ordem de chegada,
  respeitado o atendimento preferencial;
•  espeito à data de entrada dos processos no protocolo
  R
  para definição da ordem de análise;
•  esposta às solicitações de informações feitas por telefone
  R
  mesmo quando não houver condições de uma solução
  imediata por parte do servidor.

            CONHECENDO A POLÍCIA FEDERAL

A Polícia Federal é um órgão permanente do Sistema
Nacional de Segurança Pública, previsto no art. 144 da
Constituição Federal de 1988, e exerce atribuições de Polícia
Administrativa e Polícia Judiciária da União.

A instituição foi criada pelo Decreto-Lei nº 6.378, de 28 de
março de 1944.




4
Missão: exercer as funções de Polícia Administrativa e
Judiciária, cumprindo suas atribuições legais, no Estado
Democrático de Direito, a fim de contribuir para manter a
lei e a ordem, na preservação da segurança pública.

Visão: tornar a Polícia Federal uma referência mundial em
segurança pública.

Valores: patriotismo, probidade, lealdade, coragem, ética
e direitos humanos.

          ATRIBUIÇÕES DA POLÍCIA FEDERAL

Como Polícia Judiciária, a PF atua na investigação de crimes
federais e no cumprimento de determinações do Poder
Judiciário, exercendo com exclusividade a investigação das
infrações praticadas em prejuízo de bens, serviços e
interesses da União. Cabe à PF, por exemplo, a investigação
dos crimes de roubo e furto contra os Correios, a Caixa
Econômica Federal, as universidades federais, o INSS e
outros órgãos federais.
Vale citar, ainda, crimes contra a Previdência Social,
saques fraudulentos de FGTS e seguro-desemprego,
contrabando e descaminho, moeda falsa, falso
testemunho praticado perante a Justiça Federal e do
Trabalho, peculato e corrupção praticados por servidor
público federal, desvio de verbas públicas federais, tráfico
ilícito de entorpecentes, tráfico de armas, lavagem de
dinheiro, tráfico de pessoas, trabalho escravo, entre
outros.
É também atribuição da Polícia Federal investigar os
crimes: formação de cartel, violação a direitos humanos,
sequestro, cárcere privado e de extorsão mediante
sequestro, se o autor teve motivação política ou se foi
praticado em razão da função pública exercida pela vítima,
ou outros casos em que haja determinação do Ministro da
Justiça (Lei nº 10.446/2002).




                                                          5
A apuração de todos os demais delitos cabe às polícias
civis nos Estados. Como exemplo, incluem-se os crimes
praticados em prejuízo de bens, serviços e interesses de
particulares (homicídio, furto, roubo, sequestro, etc.) ou
em detrimento de órgãos e entes públicos estaduais ou
municipais.
Como Polícia Administrativa, atua de forma preventiva
e repressiva, para disciplinar, regulamentar e fiscalizar
direitos e interesses dos cidadãos. Nesse caso, a PF pode
agir protegendo bens, direitos e atividades, com o objetivo
de impedir que o comportamento do indivíduo ou das
empresas cause prejuízos para a coletividade. Exemplos:
controle migratório, controle de armas, controle de
segurança privada, controle de precursores químicos,
segurança de dignitários, controle de identificação criminal
e civil, etc.

         DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO (*)

Podem ser aceitos como documento de identificação:

a)  édula de Identidade expedida por Secretaria de
    C
    Segurança Pública;
b)  arteira Funcional expedida por órgão público,
    C
    reconhecida por lei federal como documento de
    identidade válido em todo o território nacional;
c)  arteira de Identidade expedida por comando militar,
   C
   ex-ministério militar, pelo Corpo de Bombeiros ou Polícia
   Militar;
d) Passaporte brasileiro;
e)  arteira Nacional de Habilitação – CNH – expedida pelo
    C
    Detran (modelo atual);
f)  arteira de Identidade expedida por órgão fiscalizador do
   C
   exercício de profissão regulamentada por lei;
g) Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS;
h)  ertidão de Nascimento para menores de 12 anos
    C
    de idade.




6
GUIA DE RECOLHIMENTO DA UNIÃO – GRU (**)

•  o caso de taxas relativas a passaporte, a GRU será gerada
  N
  automaticamente após o preenchimento do formulário.
•  ara
  P      recolhimento de taxas referentes a estrangeiros,
  segurança privada e armas, preencha e imprima a Guia de
  Recolhimento da União (GRU – Funapol) no portal da
  Polícia Federal.
•  o caso de taxas relativas a produtos químicos, preencha
  N
  e imprima a Guia de Recolhimento da União (GRU –
  Funad).
A GRU pode ser paga em qualquer instituição bancária,
casas lotéricas, agências dos Correios e correspondentes
bancários, obedecendo aos critérios estabelecidos pelos
mesmos para recebimento.
O comprovante de agendamento bancário não prova o
pagamento da taxa.
Os valores das taxas variam de acordo com o serviço
prestado. Em caso de dúvida, consulte o portal ou a unidade
da Polícia Federal de sua região.

            UNIDADES DA POLÍCIA FEDERAL

Acre: Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Epitaciolândia.
Alagoas: Maceió.
Amapá: Macapá, Oiapoque.
Amazonas: Manaus, Tabatinga.
Bahia: Salvador, Ilhéus, Juazeiro, Porto Seguro, Vitória da
Conquista.
Ceará: Fortaleza, Juazeiro do Norte.
Distrito Federal: Brasília.
Espírito Santo: Vila Velha, Cachoeiro de Itapemirim,
São Mateus.
Goiás: Goiânia, Anápolis, Jataí.
Maranhão: São Luís, Caxias, Imperatriz.
Mato Grosso: Cuiabá, Barra do Garças, Cáceres,
Rondonópolis, Sinop.




                                                           7
Mato Grosso do Sul: Campo Grande, Corumbá, Dourados,
Naviraí, Ponta Porã, Três Lagoas.
Minas Gerais: Belo Horizonte, Divinópolis, Governador
Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Uberlândia,
Uberaba, Varginha.
Pará: Belém, Altamira, Marabá, Redenção, Santarém.
Paraíba: João Pessoa, Campina Grande, Patos.
Paraná: Curitiba, Cascavel, Foz do Iguaçu, Guarapuava,
Guaíra, Londrina, Maringá, Paranaguá, Ponta Grossa.
Pernambuco: Recife, Caruaru, Salgueiro.
Piauí: Teresina, Parnaíba.
Roraima: Boa Vista, Pacaraima.
Rondônia: Porto Velho, Guajará-Mirim, Ji-Paraná, Vilhena.
Rio de Janeiro: Rio de Janeiro, Aeroporto Internacional do
Rio de Janeiro, Angra dos Reis, Campos dos Goytacazes,
Macaé, Nova Iguaçu, Niterói, Volta Redonda.
Rio Grande do Norte: Natal, Mossoró.
Rio Grande do Sul: Porto Alegre, Bagé, Caxias do Sul,
Chuí, Jaguarão, Passo Fundo, Pelotas, Rio Grande, São
Borja, Santana do Livramento, Santa Cruz do Sul, Santa
Maria, Santo Ângelo, Uruguaiana.
Santa Catarina: Florianópolis, Chapecó, Criciúma, Dionísio
Cerqueira, Itajaí, Joinville, Lages.
São Paulo: São Paulo, Aeroporto Internacional de São
Paulo, Aeroporto Internacional de Congonhas, Araçatuba,
Araraquara, Bauru, Campinas, Cruzeiro, Jales, Marília,
Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José do
Rio Preto, São José dos Campos, São Sebastião, Santos,
Sorocaba.
Sergipe: Aracaju.
Tocantins: Palmas, Araguaína.

               SERVIÇO DE PROTOCOLO

O Serviço de Protocolo recebe correspondências,
requerimentos e outros documentos endereçados à
Polícia Federal.




8
Os documentos devem ser encaminhados em 2 (duas) vias,
que receberão um número de protocolo. Em seguida, uma
das vias será devolvida ao cidadão a fim de que acompanhe
o andamento do processo. Em caso de impossibilidade de
deslocamento até uma unidade da PF, os documentos
podem ser enviados por carta registrada com aviso de
recebimento (A.R.).

      Carteira Nacional de Vigilante (CNV)

Documento de identidade funcional do vigilante, de uso
obrigatório em serviço, com validade de 4 (quatro) anos.

Documentos necessários ou requisitos:
1. Cópia autenticada do documento de identificação*;
2. Cópia autenticada do Cadastro de Pessoas Físicas – CPF;
3.  ópia autenticada das folhas da Carteira de Trabalho e
   C
   Previdência Social – CTPS – que demonstrem o vínculo
   empregatício com empresa especializada ou executante
   de serviços orgânicos de segurança autorizada pela
   Polícia Federal;
4. 2 (duas) fotos 2x2 recentes;
5.  ópia dos certificados de conclusão de curso de
   C
   formação, extensão ou reciclagem;
6.  omprovante bancário de pagamento da taxa devida
   C
   para a emissão do documento através da Guia de
   Recolhimento da União – GRU**.

Como obter:
Preencher o formulário disponível no portal da Polícia
Federal e entregá-lo juntamente com toda a documentação
em uma das suas unidades.

Prazo:
Até 60 (sessenta) dias.

Informações:
 Para acompanhar o pedido, deve-se encaminhar o número
do protocolo para o e-mail cnv.cgcsp@dpf.gov.br.




                                                        9
Informação sobre regularidade
        de empresa de segurança privada

O serviço de segurança privada pode ser prestado
exclusivamente por empresa regularmente autorizada pela
Polícia Federal e em dia com suas obrigações. O contratante
pode ser responsabilizado caso contribua, de qualquer
modo, para a prática de infrações penais possivelmente
praticadas pelo contratado irregular.

Documentos necessários ou requisitos:
1.  úmero do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica – CNPJ;
   N
2. Razão Social da empresa.

Como obter:
– Pela internet:
Acessar o portal da Polícia Federal, escolher a opção
“Segurança Privada” e clicar em “Consulta Regularidade
de Empresa”. Em seguida, devem-se preencher os campos
CNPJ e Razão Social da empresa a ser contratada.

TODO SERVIÇO DE SEGURANÇA PRIVADA DEVE SER
AUTORIZADO PELA POLÍCIA FEDERAL.

             Registro de Certificado
            de Formação do Vigilante

Ato que confere validade ao certificado do curso de formação
de vigilante, habilitando-o ao exercício da atividade de
vigilância patrimonial em todo o território nacional.

Documentos necessários ou requisitos
– Documentos das Escolas de Formação:
1.  elação nominal e a qualificação dos candidatos
   R
   aprovados;
2. nformação sobre a quantidade de munição efetivamente
   I
   utilizada;




10
3.  omprovante bancário de pagamento da taxa devida
   C
   para a emissão do documento através da Guia de
   Recolhimento da União – GRU**.

– Documentos dos alunos:
1.  ópia da Carteira de Identidade e do Cadastro de Pessoas
   C
   Físicas – CPF;
2. Cópia do Certificado de Reservista (para homens);
3. Cópia do Título Eleitoral;
4. Atestado psicotécnico;
5. Atestado de sanidade física e mental;
6.  ertidões negativas de antecedentes criminais fornecidas
   C
   pelas Justiças Federal, Estadual, Militar Estadual e Militar
   da União e Eleitoral;
7.  ópia do histórico escolar referente à 4ª (quarta) série do
   C
   ensino fundamental;
8.  ópia da Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS.
   C

Como obter:
A Escola de Formação deve expedir os Certificados de
Conclusão de Curso de Formação e encaminhá-los a uma
unidade da Polícia Federal, no prazo legal, juntamente com
os documentos.

Observação:
Os certificados de cursos de extensão em Transporte de
Valores, Escolta Armada, Segurança Pessoal e Equipamentos
Não Letais I e II, bem como os certificados de reciclagem do
curso básico de formação em Transporte de Valores, Escolta
Armada e Segurança Pessoal, devem ser encaminhados às
unidades da Polícia Federal seguindo o mesmo procedimento
do Registro de Certificado de Formação. Nesse caso, não é
necessário o envio da Carteira de Trabalho e Previdência
Social – CTPS e o recolhimento de taxa.

Prazo:
Até 60 (sessenta) dias.




                                                            11
Guia de transporte de armas,
      munições e coletes à prova de balas
       de empresas de segurança privada

Documento com validade de até 30 (trinta) dias que autoriza
as empresas especializadas e as que possuem serviço
orgânico de segurança a transportar armas e munições
entre estabelecimentos da mesma empresa, para suprimento
de postos de serviço ou em outras situações que se fizerem
necessárias.

Documentos necessários ou requisitos:
1. Requerimento contendo:
• Descrição das armas e munições a serem transportadas;
•  escrição dos endereços de origem e de destino, bem
  D
  como o motivo da necessidade do transporte;
•  rajeto do material a ser transportado, quando entre
  T
  municípios não contíguos;

2.  omprovante bancário de pagamento da taxa devida
   C
   para transporte de armas, munições, explosivos e
   apetrechos de recarga através da Guia de Recolhimento
   da União – GRU**.

Como obter:
Entregar o requerimento e o comprovante de pagamento
da taxa em uma das unidades da Polícia Federal.

Prazo:
Até 5 (cinco) dias úteis.

Informações:
Somente será necessária a guia de transporte de coletes
quando forem encaminhados para destruição ou quando
se tratar de aquisição de coletes de outra empresa de
segurança privada.




12
Plano de Segurança Bancário

Documento que apresenta o sistema de segurança anual de
toda instituição financeira em que haja guarda e
movimentação de numerário.

Documentos necessários ou requisitos:
O plano deve apresentar pelo menos três dispositivos de
segurança, sendo dois específicos – presença de vigilantes
armados e alarme eficiente –, e um entre os descritos
abaixo:
1. Equipamentos elétricos, eletrônicos e de filmagens;
2. Cabina blindada com vigilante;
3. Artefatos que retardem a ação dos criminosos, como:
• Portas giratórias detectoras de metais;
• Equipamento de retardo instalado na fechadura do cofre.


Documentos:
1.  rimeiro Plano de Segurança Bancário ou renovação com
    P
    alteração ou diminuição dos elementos de segurança:
•  escrição da quantidade e da disposição dos vigilantes e
  D
  dos demais elementos de segurança;
•  rojetos de construção, instalação e manutenção do
  P
  sistema de alarme, sob responsabilidade de empresa
  idônea autorizada pela PF;
•  ópia do alvará do serviço orgânico de segurança ou do
  C
  contrato com empresa de segurança privada;
• Descrição de toda a área do estabelecimento;
•  ustificativa para alteração ou redução dos elementos de
  J
  segurança, se for o caso;
•  omprovante bancário de pagamento da taxa de vistoria
  C
  de estabelecimentos financeiros através da Guia de
  Recolhimento da União – GRU**;

2.  enovação do Plano de Segurança Bancário sem redução,
   R
   alteração ou aumento dos elementos de segurança:




                                                        13
•  edido
  P       de renovação do Plano de Segurança Bancário
  informando que não houve alteração ou que os elementos de
  segurança foram aumentados em relação ao plano anterior;
•  omprovante bancário de pagamento da taxa de vistoria
  C
  de estabelecimentos financeiros através da Guia de
  Recolhimento da União – GRU**.

Como obter:
A instituição financeira deve protocolizar o Plano de Segurança
Bancário na unidade da Polícia Federal da sua cidade ou
circunscrição juntamente com todos os documentos.

Prazo:
Até 60 (sessenta) dias.

     Certificado de vistoria de carro-forte

Documento com validade de 1 (um) ano que autoriza a
utilização dos veículos especiais pelas empresas de
transporte de valores.

Documentos necessários ou requisitos:
1.  ópia do documento que comprove a posse ou
   C
   propriedade do veículo especial;
2.  ópia do novo modelo de certificado de conformidade.
   C
   Veículos montados antes de 19 de janeiro de 2010 têm
   o prazo de 5 (cinco) anos para expedição do novo
   certificado de conformidade, durante os quais serão
   aceitos os antigos certificados de qualidade e
   conformidade;
3.  ópia da documentação que comprove a regularidade
   C
   no órgão de trânsito competente;
4.  omprovante bancário de pagamento da taxa de vistoria
   C
   de veículos especiais de transporte de valores através da
   Guia de Recolhimento da União – GRU**;
5.  o caso de renovação, apresentar comprovante bancário
   N
   de pagamento da taxa de renovação de certificado de




14
vistoria de veículos especiais de transporte de valores
  através da Guia de Recolhimento da União – GRU**.

Como obter:
Protocolizar o requerimento de vistoria na unidade da
Polícia Federal da circunscrição do estabelecimento ao qual
o veículo especial estiver vinculado, juntamente com todos
os documentos.

Prazo:
Até 60 (sessenta) dias.

         Credenciamento de instrutor
     para escola de formação de vigilante

Documento com validade de 4 (quatro) anos que autoriza
os interessados a ministrar aulas em cursos de formação
de vigilantes.

Documentos necessários ou requisitos:
1. Currículo do instrutor;
2.  omprovante de inexistência de condenação criminal
    C
    transitada em julgado referente aos últimos 5 (cinco)
    anos;
3.  ópia autenticada de documento que comprove
    C
    habilitação técnica do instrutor:
•  ertificado de conclusão de curso superior de Direito ou
  C
  comprovação de capacidade técnica decorrente do
  exercício de função policial relacionada ao Direito para a
  disciplina de Legislação Aplicada;
•  ertificado de curso superior de área correlacionada à
  C
  disciplina de Diretos Humanos e Relações Humanas no Trabalho;
•  abilitação técnica obtida no exercício de profissão ou em
  H
  curso profissionalizante correspondente à disciplina de
  caráter técnico a ser ministrada;
•  abilitação emitida pela federação de arte marcial
  H
  comprovando, no mínimo, possuir o primeiro grau de faixa-preta,
  para instrutor de defesa pessoal;




                                                              15
•  ertificado
  C              de conclusão de curso superior de Educação
  Física, inscrito no respectivo conselho, para instrutor de
  treinamento físico;
•  redenciamento no Sinarm ou no Exército, para os
  C
  instrutores de armamento e tiro;
•  er policial ou militar com formação específica, reconhecida
  S
  pela própria instituição, para instrução de disciplinas de
  equipamentos não letais e uso progressivo da força.

Como obter:
Protocolizar requerimento em uma das unidades da Polícia
Federal juntamente com todos os documentos.

Prazo:
Até 60 (sessenta) dias.

 Autorizações para empresas especializadas
      de segurança privada e empresas
 com serviço orgânico de segurança privada

As autorizações para o exercício de atividades relativas à
segurança privada são expedidas pela Polícia Federal e
devem ser requeridas pelas empresas especializadas na
prestação de serviços de segurança privada e outras
empresas que desejarem constituir serviço orgânico de
segurança privada (segurança da própria empresa).
As empresas autorizadas podem desenvolver suas atividades,
seja na prestação de serviços especializados a terceiros
(vigilância patrimonial, transporte de valores, escolta
armada, segurança pessoal e curso de formação), seja na
constituição de segurança orgânica da própria empresa
(vigilância patrimonial e transporte de valores).

As autorizações são as seguintes:
• Autorização de funcionamento;
• Revisão de autorização de funcionamento;




16
• Autorização para aquisição de armas, munições e petrechos;
• Autorização para aquisição de coletes balísticos;
• Autorização para alteração de atos constitutivos;
• Autorização para alteração de uniforme.


As empresas podem requerer ainda:
• Cancelamento de atividade;
• Cancelamento da autorização de funcionamento.


Documentos necessários ou requisitos:
Aqueles previstos na Portaria nº 387/2006-DG/DPF, bem
como no sistema Gestão Eletrônica de Segurança Privada
– Gesp –, disponíveis no portal da Polícia Federal.

Como obter:
Os requerimentos de autorização de funcionamento,
revisão de autorização de funcionamento e autorização
para aquisição de armas, munições e petrechos devem ser
encaminhados por meio do sistema Gesp.
Os demais requerimentos, ainda não disponíveis no sistema
Gesp, devem ser protocolizados na Delegacia de Controle
de Segurança Privada – Delesp – ou na Comissão de Vistoria
– CV – de sua circunscrição.
As autorizações para aquisição de coletes balísticos, alteração
de uniforme e alteração de atos constitutivos, salvo mudança
de razão social e de Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica –
CNPJ –, são expedidas pela Delesp ou pela CV.
Todas as demais autorizações são expedidas pela
Coordenação-Geral de Controle de Segurança Privada
– CGCSP.

Prazo:
Até 60 (sessenta) dias.

Informações:
Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (61)
2024-8172/8362 ou pelo e-mail dapex.cgcsp@dpf.gov.br.




                                                            17
Denúncias de possíveis irregularidades
        de serviço de segurança privada

Serviço de recebimento de denúncias de atividades
irregulares e/ou clandestinas de segurança privada.
A denúncia pode ser encaminhada para o e-mail
dicof.cgcsp@dpf.gov.br ou para a unidade da Polícia
Federal mais próxima. Além do relato da irregularidade,
deve conter dados que possam identificar o eventual
infrator, tais como: razão social, Cadastro Nacional da
Pessoa Jurídica – CNPJ –, endereço completo do local
onde está sendo prestada a atividade irregular, principais
horários, etc.




                                   www.pf.gov.br



18
acesse www.pf.gov.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Representação MPE contra Daniel Coelho
Representação MPE contra Daniel CoelhoRepresentação MPE contra Daniel Coelho
Representação MPE contra Daniel Coelho
Paulo Veras
 
As Conquistas da Juventude em Parauapebas
As Conquistas da Juventude em ParauapebasAs Conquistas da Juventude em Parauapebas
As Conquistas da Juventude em Parauapebas
Adilson P Motta Motta
 
Decisao.liminar.pesquisa
Decisao.liminar.pesquisaDecisao.liminar.pesquisa
Decisao.liminar.pesquisa
Jornal Tudorondonia
 
Edital delegado 28_07_2011-20110728-173048
Edital delegado 28_07_2011-20110728-173048Edital delegado 28_07_2011-20110728-173048
Edital delegado 28_07_2011-20110728-173048
Karine Molhano
 
ACP efetivo polícia militar
ACP efetivo polícia militarACP efetivo polícia militar
ACP efetivo polícia militar
Eduardo Sens Dos Santos
 
Ação Popular Ana Júlia Ribeiro
Ação Popular Ana Júlia RibeiroAção Popular Ana Júlia Ribeiro
Ação Popular Ana Júlia Ribeiro
Paulo Souza
 
O Dia Digital - INFLAÇÃO AFETA OS POBRES
O Dia Digital - INFLAÇÃO AFETA OS POBRESO Dia Digital - INFLAÇÃO AFETA OS POBRES
O Dia Digital - INFLAÇÃO AFETA OS POBRES
ODiaMais
 
Curso de Direito Eleitoral para Procurador da República 2019
Curso de Direito Eleitoral para Procurador da República 2019Curso de Direito Eleitoral para Procurador da República 2019
Curso de Direito Eleitoral para Procurador da República 2019
Estratégia Carreira Jurídica
 
Aije 0601771 28.2018 - Compartilhamento de provas
Aije 0601771 28.2018 - Compartilhamento de provas Aije 0601771 28.2018 - Compartilhamento de provas
Aije 0601771 28.2018 - Compartilhamento de provas
Editora 247
 
Agente público nas Eleições Municipais de 2016
Agente público nas Eleições Municipais de 2016Agente público nas Eleições Municipais de 2016
Agente público nas Eleições Municipais de 2016
ALESP - Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo
 
Ato_495_2020_necrim.doc
Ato_495_2020_necrim.docAto_495_2020_necrim.doc
Governo Aberto e os cinco anos da Lei de Acesso à Informação
Governo Aberto e os cinco anos da Lei de Acesso à InformaçãoGoverno Aberto e os cinco anos da Lei de Acesso à Informação
Governo Aberto e os cinco anos da Lei de Acesso à Informação
Taís Oliveira
 
Tutela Difusa da Segurança Pública
Tutela Difusa da Segurança Pública Tutela Difusa da Segurança Pública
Tutela Difusa da Segurança Pública
Ministério Público de Santa Catarina
 
Condutas Vedadas aos agentes públicos durante o Período Eleitoral 2020
Condutas Vedadas aos agentes públicos durante o Período Eleitoral 2020Condutas Vedadas aos agentes públicos durante o Período Eleitoral 2020
Condutas Vedadas aos agentes públicos durante o Período Eleitoral 2020
Governo do Estado do Ceará
 
Jornal digital 10 02-17
Jornal digital 10 02-17Jornal digital 10 02-17
Jornal digital 10 02-17
Jornal Correio do Sul
 
Jornal digital 16 08-18
Jornal digital 16 08-18Jornal digital 16 08-18
Jornal digital 16 08-18
Jornal Correio do Sul
 
O mp no_enfrentamento_à_morte_decorrente_de_intervenção_policial
O mp no_enfrentamento_à_morte_decorrente_de_intervenção_policialO mp no_enfrentamento_à_morte_decorrente_de_intervenção_policial
O mp no_enfrentamento_à_morte_decorrente_de_intervenção_policial
Bárbara Magalhaes
 
FICHA DE INSCRIÇÃO RESPONSÁVEL TÉCNICO POR ENSINO OU POR SERVIÇOS
FICHA DE INSCRIÇÃO RESPONSÁVEL TÉCNICO POR ENSINO OU POR SERVIÇOSFICHA DE INSCRIÇÃO RESPONSÁVEL TÉCNICO POR ENSINO OU POR SERVIÇOS
FICHA DE INSCRIÇÃO RESPONSÁVEL TÉCNICO POR ENSINO OU POR SERVIÇOS
Leila Brandão
 

Mais procurados (18)

Representação MPE contra Daniel Coelho
Representação MPE contra Daniel CoelhoRepresentação MPE contra Daniel Coelho
Representação MPE contra Daniel Coelho
 
As Conquistas da Juventude em Parauapebas
As Conquistas da Juventude em ParauapebasAs Conquistas da Juventude em Parauapebas
As Conquistas da Juventude em Parauapebas
 
Decisao.liminar.pesquisa
Decisao.liminar.pesquisaDecisao.liminar.pesquisa
Decisao.liminar.pesquisa
 
Edital delegado 28_07_2011-20110728-173048
Edital delegado 28_07_2011-20110728-173048Edital delegado 28_07_2011-20110728-173048
Edital delegado 28_07_2011-20110728-173048
 
ACP efetivo polícia militar
ACP efetivo polícia militarACP efetivo polícia militar
ACP efetivo polícia militar
 
Ação Popular Ana Júlia Ribeiro
Ação Popular Ana Júlia RibeiroAção Popular Ana Júlia Ribeiro
Ação Popular Ana Júlia Ribeiro
 
O Dia Digital - INFLAÇÃO AFETA OS POBRES
O Dia Digital - INFLAÇÃO AFETA OS POBRESO Dia Digital - INFLAÇÃO AFETA OS POBRES
O Dia Digital - INFLAÇÃO AFETA OS POBRES
 
Curso de Direito Eleitoral para Procurador da República 2019
Curso de Direito Eleitoral para Procurador da República 2019Curso de Direito Eleitoral para Procurador da República 2019
Curso de Direito Eleitoral para Procurador da República 2019
 
Aije 0601771 28.2018 - Compartilhamento de provas
Aije 0601771 28.2018 - Compartilhamento de provas Aije 0601771 28.2018 - Compartilhamento de provas
Aije 0601771 28.2018 - Compartilhamento de provas
 
Agente público nas Eleições Municipais de 2016
Agente público nas Eleições Municipais de 2016Agente público nas Eleições Municipais de 2016
Agente público nas Eleições Municipais de 2016
 
Ato_495_2020_necrim.doc
Ato_495_2020_necrim.docAto_495_2020_necrim.doc
Ato_495_2020_necrim.doc
 
Governo Aberto e os cinco anos da Lei de Acesso à Informação
Governo Aberto e os cinco anos da Lei de Acesso à InformaçãoGoverno Aberto e os cinco anos da Lei de Acesso à Informação
Governo Aberto e os cinco anos da Lei de Acesso à Informação
 
Tutela Difusa da Segurança Pública
Tutela Difusa da Segurança Pública Tutela Difusa da Segurança Pública
Tutela Difusa da Segurança Pública
 
Condutas Vedadas aos agentes públicos durante o Período Eleitoral 2020
Condutas Vedadas aos agentes públicos durante o Período Eleitoral 2020Condutas Vedadas aos agentes públicos durante o Período Eleitoral 2020
Condutas Vedadas aos agentes públicos durante o Período Eleitoral 2020
 
Jornal digital 10 02-17
Jornal digital 10 02-17Jornal digital 10 02-17
Jornal digital 10 02-17
 
Jornal digital 16 08-18
Jornal digital 16 08-18Jornal digital 16 08-18
Jornal digital 16 08-18
 
O mp no_enfrentamento_à_morte_decorrente_de_intervenção_policial
O mp no_enfrentamento_à_morte_decorrente_de_intervenção_policialO mp no_enfrentamento_à_morte_decorrente_de_intervenção_policial
O mp no_enfrentamento_à_morte_decorrente_de_intervenção_policial
 
FICHA DE INSCRIÇÃO RESPONSÁVEL TÉCNICO POR ENSINO OU POR SERVIÇOS
FICHA DE INSCRIÇÃO RESPONSÁVEL TÉCNICO POR ENSINO OU POR SERVIÇOSFICHA DE INSCRIÇÃO RESPONSÁVEL TÉCNICO POR ENSINO OU POR SERVIÇOS
FICHA DE INSCRIÇÃO RESPONSÁVEL TÉCNICO POR ENSINO OU POR SERVIÇOS
 

Destaque

11 táticas de guerrilha
11 táticas de guerrilha11 táticas de guerrilha
11 táticas de guerrilha
Frente Marketing de Guerrilha
 
Aumentar desemprego, baixar salários, aumentar exportações
Aumentar desemprego, baixar salários, aumentar exportaçõesAumentar desemprego, baixar salários, aumentar exportações
Aumentar desemprego, baixar salários, aumentar exportaçõesCantacunda
 
Guerra, guerrilha e terrorismo
Guerra, guerrilha e terrorismoGuerra, guerrilha e terrorismo
Guerra, guerrilha e terrorismo
Rafael Ávila
 
Apresentação Web Empresa
Apresentação Web EmpresaApresentação Web Empresa
Apresentação Web Empresa
gempre
 
Presentación INAPI
Presentación INAPIPresentación INAPI
Presentación INAPI
Fundación COPEC - UC
 
Indicador murexida fispq
Indicador murexida   fispqIndicador murexida   fispq
Indicador murexida fispq
QuimicaTQT
 
Gomaq - Outsourcing de Impressão
Gomaq - Outsourcing de ImpressãoGomaq - Outsourcing de Impressão
Gomaq - Outsourcing de Impressão
Gomaq
 
Cosmopolitan 1 E 2 Qtos Ag Claras
Cosmopolitan   1 E 2 Qtos   Ag ClarasCosmopolitan   1 E 2 Qtos   Ag Claras
Cosmopolitan 1 E 2 Qtos Ag Claras
João Pedro
 
Contimatic e cenofisco
Contimatic e cenofiscoContimatic e cenofisco
Contimatic e cenofisco
robzani
 
Apresentacao da empresa Vasconcelos Logistica
Apresentacao da empresa Vasconcelos LogisticaApresentacao da empresa Vasconcelos Logistica
Apresentacao da empresa Vasconcelos Logistica
Vasconcelos Logistica
 
Edital colegio militar
Edital colegio militarEdital colegio militar
Edital colegio militar
C Geração
 
Dicas para comprar um carro
Dicas para comprar um carroDicas para comprar um carro
Dicas para comprar um carro
LM Frotas
 
Palestra FECAP 3
Palestra FECAP 3Palestra FECAP 3
Módulo: 4 – Desenvolvimento de Páginas Web Estáticas: CSS
Módulo: 4 – Desenvolvimento de Páginas Web Estáticas: CSSMódulo: 4 – Desenvolvimento de Páginas Web Estáticas: CSS
Módulo: 4 – Desenvolvimento de Páginas Web Estáticas: CSS
Agrupamento de Escolas da Batalha
 
Reuven feuerstein e marcos meier
Reuven feuerstein e marcos meierReuven feuerstein e marcos meier
Reuven feuerstein e marcos meier
Marcos Perfil Lotado
 
TÉCNICAS PARA CRIAÇÃO DE INSIGHTS PARA INOVAÇÃO
TÉCNICAS PARA CRIAÇÃO DE INSIGHTS PARA INOVAÇÃOTÉCNICAS PARA CRIAÇÃO DE INSIGHTS PARA INOVAÇÃO
TÉCNICAS PARA CRIAÇÃO DE INSIGHTS PARA INOVAÇÃO
Bruno Baptistão Neto
 
Periodical Or Not
Periodical Or NotPeriodical Or Not
Periodical Or Not
UW-Manitowoc
 
Previsão, provisão, reserva e fundo
Previsão, provisão, reserva e fundoPrevisão, provisão, reserva e fundo
Previsão, provisão, reserva e fundo
zeramento contabil
 

Destaque (20)

11 táticas de guerrilha
11 táticas de guerrilha11 táticas de guerrilha
11 táticas de guerrilha
 
Aumentar desemprego, baixar salários, aumentar exportações
Aumentar desemprego, baixar salários, aumentar exportaçõesAumentar desemprego, baixar salários, aumentar exportações
Aumentar desemprego, baixar salários, aumentar exportações
 
Guerra, guerrilha e terrorismo
Guerra, guerrilha e terrorismoGuerra, guerrilha e terrorismo
Guerra, guerrilha e terrorismo
 
Apresentação Web Empresa
Apresentação Web EmpresaApresentação Web Empresa
Apresentação Web Empresa
 
Presentación INAPI
Presentación INAPIPresentación INAPI
Presentación INAPI
 
Corona
Corona Corona
Corona
 
Indicador murexida fispq
Indicador murexida   fispqIndicador murexida   fispq
Indicador murexida fispq
 
Gomaq - Outsourcing de Impressão
Gomaq - Outsourcing de ImpressãoGomaq - Outsourcing de Impressão
Gomaq - Outsourcing de Impressão
 
Cosmopolitan 1 E 2 Qtos Ag Claras
Cosmopolitan   1 E 2 Qtos   Ag ClarasCosmopolitan   1 E 2 Qtos   Ag Claras
Cosmopolitan 1 E 2 Qtos Ag Claras
 
Contimatic e cenofisco
Contimatic e cenofiscoContimatic e cenofisco
Contimatic e cenofisco
 
Apresentacao da empresa Vasconcelos Logistica
Apresentacao da empresa Vasconcelos LogisticaApresentacao da empresa Vasconcelos Logistica
Apresentacao da empresa Vasconcelos Logistica
 
Elvs Prsly Rare 20
Elvs Prsly Rare 20Elvs Prsly Rare 20
Elvs Prsly Rare 20
 
Edital colegio militar
Edital colegio militarEdital colegio militar
Edital colegio militar
 
Dicas para comprar um carro
Dicas para comprar um carroDicas para comprar um carro
Dicas para comprar um carro
 
Palestra FECAP 3
Palestra FECAP 3Palestra FECAP 3
Palestra FECAP 3
 
Módulo: 4 – Desenvolvimento de Páginas Web Estáticas: CSS
Módulo: 4 – Desenvolvimento de Páginas Web Estáticas: CSSMódulo: 4 – Desenvolvimento de Páginas Web Estáticas: CSS
Módulo: 4 – Desenvolvimento de Páginas Web Estáticas: CSS
 
Reuven feuerstein e marcos meier
Reuven feuerstein e marcos meierReuven feuerstein e marcos meier
Reuven feuerstein e marcos meier
 
TÉCNICAS PARA CRIAÇÃO DE INSIGHTS PARA INOVAÇÃO
TÉCNICAS PARA CRIAÇÃO DE INSIGHTS PARA INOVAÇÃOTÉCNICAS PARA CRIAÇÃO DE INSIGHTS PARA INOVAÇÃO
TÉCNICAS PARA CRIAÇÃO DE INSIGHTS PARA INOVAÇÃO
 
Periodical Or Not
Periodical Or NotPeriodical Or Not
Periodical Or Not
 
Previsão, provisão, reserva e fundo
Previsão, provisão, reserva e fundoPrevisão, provisão, reserva e fundo
Previsão, provisão, reserva e fundo
 

Semelhante a Carta de segurança

Livreto armas
Livreto armasLivreto armas
Livreto armas
DiogoHilario
 
NAVCV MG - Edital nº 14 - Regional Norte - coordenador regional, técnico soci...
NAVCV MG - Edital nº 14 - Regional Norte - coordenador regional, técnico soci...NAVCV MG - Edital nº 14 - Regional Norte - coordenador regional, técnico soci...
NAVCV MG - Edital nº 14 - Regional Norte - coordenador regional, técnico soci...
Alessandra Rezende
 
Carta de servicos_ao_cidadao mpf
Carta de servicos_ao_cidadao mpfCarta de servicos_ao_cidadao mpf
Carta de servicos_ao_cidadao mpf
Marcos Marcos
 
Navcv mg - edital n. 14-2014 - seleção de equipe do navcv-norte - coordenad...
Navcv mg - edital n. 14-2014 - seleção de equipe do navcv-norte - coordenad...Navcv mg - edital n. 14-2014 - seleção de equipe do navcv-norte - coordenad...
Navcv mg - edital n. 14-2014 - seleção de equipe do navcv-norte - coordenad...
Bruno Martins Soares
 
Ordem e liberdade
Ordem e liberdadeOrdem e liberdade
Ordem e liberdade
Jorge Bengochea
 
Jornal A Verdade - O conteúdo faz a diferença!
Jornal A Verdade - O conteúdo faz a diferença!Jornal A Verdade - O conteúdo faz a diferença!
Jornal A Verdade - O conteúdo faz a diferença!
Jornal Verdade
 
EDIÇÃO 405 DE 04 DE NOVEMBRO DE 2020
EDIÇÃO 405 DE 04 DE NOVEMBRO DE 2020EDIÇÃO 405 DE 04 DE NOVEMBRO DE 2020
EDIÇÃO 405 DE 04 DE NOVEMBRO DE 2020
Afonso Pena
 
Neon Concursos Online PC - LEGISLACAO APLICADA
Neon Concursos Online PC - LEGISLACAO APLICADANeon Concursos Online PC - LEGISLACAO APLICADA
Neon Concursos Online PC - LEGISLACAO APLICADA
Neon Online
 
5_LEGISLAÇÃO APLICADA PC -MS Ok
5_LEGISLAÇÃO APLICADA PC -MS Ok5_LEGISLAÇÃO APLICADA PC -MS Ok
5_LEGISLAÇÃO APLICADA PC -MS Ok
Neon Online
 
Investigacao Forense - seminario 14-6-2019
Investigacao Forense - seminario 14-6-2019Investigacao Forense - seminario 14-6-2019
Investigacao Forense - seminario 14-6-2019
Gilberto C Porto
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
Ed Claudio Cruz
 
2051 doe 19766_manual_conduta_eleições
2051 doe 19766_manual_conduta_eleições2051 doe 19766_manual_conduta_eleições
2051 doe 19766_manual_conduta_eleições
Governo de Santa Catarina
 
Manual de Conduta do Agente Público para as Eleições 2014
Manual de Conduta do Agente Público para as Eleições 2014Manual de Conduta do Agente Público para as Eleições 2014
Manual de Conduta do Agente Público para as Eleições 2014
Governo de Santa Catarina
 
Ouvidoria do Ministério Público de Santa Catarina
Ouvidoria do Ministério Público de Santa CatarinaOuvidoria do Ministério Público de Santa Catarina
Ouvidoria do Ministério Público de Santa Catarina
Ministério Público de Santa Catarina
 
Proteja Brasil - Copa do Mundo, Olimpíadas e Grandes Eventos - Secretária de ...
Proteja Brasil - Copa do Mundo, Olimpíadas e Grandes Eventos - Secretária de ...Proteja Brasil - Copa do Mundo, Olimpíadas e Grandes Eventos - Secretária de ...
Proteja Brasil - Copa do Mundo, Olimpíadas e Grandes Eventos - Secretária de ...
institutoethos
 
Tráfico de Pessoas - Cartilha sobre PL 2845/03
Tráfico de Pessoas - Cartilha sobre PL 2845/03Tráfico de Pessoas - Cartilha sobre PL 2845/03
Tráfico de Pessoas - Cartilha sobre PL 2845/03
Nelson Pelegrino
 
Corregedoria-Geral da SSP divulga Recomendação com orientações sobre a Lei de...
Corregedoria-Geral da SSP divulga Recomendação com orientações sobre a Lei de...Corregedoria-Geral da SSP divulga Recomendação com orientações sobre a Lei de...
Corregedoria-Geral da SSP divulga Recomendação com orientações sobre a Lei de...
Alessandro Guimarães
 
Consep conselho comunitário de segurança pública de mg
Consep   conselho comunitário de segurança pública de mgConsep   conselho comunitário de segurança pública de mg
Consep conselho comunitário de segurança pública de mg
Nercid Lima Reis
 
COMPETÊNCIA E ATUAÇÃO DA CGU
COMPETÊNCIA  E ATUAÇÃO DA CGUCOMPETÊNCIA  E ATUAÇÃO DA CGU
COMPETÊNCIA E ATUAÇÃO DA CGU
Diovaneo Santos Ferreira
 
Edital PGE-RS
Edital PGE-RSEdital PGE-RS
Edital PGE-RS
Concurso Virtual
 

Semelhante a Carta de segurança (20)

Livreto armas
Livreto armasLivreto armas
Livreto armas
 
NAVCV MG - Edital nº 14 - Regional Norte - coordenador regional, técnico soci...
NAVCV MG - Edital nº 14 - Regional Norte - coordenador regional, técnico soci...NAVCV MG - Edital nº 14 - Regional Norte - coordenador regional, técnico soci...
NAVCV MG - Edital nº 14 - Regional Norte - coordenador regional, técnico soci...
 
Carta de servicos_ao_cidadao mpf
Carta de servicos_ao_cidadao mpfCarta de servicos_ao_cidadao mpf
Carta de servicos_ao_cidadao mpf
 
Navcv mg - edital n. 14-2014 - seleção de equipe do navcv-norte - coordenad...
Navcv mg - edital n. 14-2014 - seleção de equipe do navcv-norte - coordenad...Navcv mg - edital n. 14-2014 - seleção de equipe do navcv-norte - coordenad...
Navcv mg - edital n. 14-2014 - seleção de equipe do navcv-norte - coordenad...
 
Ordem e liberdade
Ordem e liberdadeOrdem e liberdade
Ordem e liberdade
 
Jornal A Verdade - O conteúdo faz a diferença!
Jornal A Verdade - O conteúdo faz a diferença!Jornal A Verdade - O conteúdo faz a diferença!
Jornal A Verdade - O conteúdo faz a diferença!
 
EDIÇÃO 405 DE 04 DE NOVEMBRO DE 2020
EDIÇÃO 405 DE 04 DE NOVEMBRO DE 2020EDIÇÃO 405 DE 04 DE NOVEMBRO DE 2020
EDIÇÃO 405 DE 04 DE NOVEMBRO DE 2020
 
Neon Concursos Online PC - LEGISLACAO APLICADA
Neon Concursos Online PC - LEGISLACAO APLICADANeon Concursos Online PC - LEGISLACAO APLICADA
Neon Concursos Online PC - LEGISLACAO APLICADA
 
5_LEGISLAÇÃO APLICADA PC -MS Ok
5_LEGISLAÇÃO APLICADA PC -MS Ok5_LEGISLAÇÃO APLICADA PC -MS Ok
5_LEGISLAÇÃO APLICADA PC -MS Ok
 
Investigacao Forense - seminario 14-6-2019
Investigacao Forense - seminario 14-6-2019Investigacao Forense - seminario 14-6-2019
Investigacao Forense - seminario 14-6-2019
 
Jornal Paraná Notícias
Jornal Paraná NotíciasJornal Paraná Notícias
Jornal Paraná Notícias
 
2051 doe 19766_manual_conduta_eleições
2051 doe 19766_manual_conduta_eleições2051 doe 19766_manual_conduta_eleições
2051 doe 19766_manual_conduta_eleições
 
Manual de Conduta do Agente Público para as Eleições 2014
Manual de Conduta do Agente Público para as Eleições 2014Manual de Conduta do Agente Público para as Eleições 2014
Manual de Conduta do Agente Público para as Eleições 2014
 
Ouvidoria do Ministério Público de Santa Catarina
Ouvidoria do Ministério Público de Santa CatarinaOuvidoria do Ministério Público de Santa Catarina
Ouvidoria do Ministério Público de Santa Catarina
 
Proteja Brasil - Copa do Mundo, Olimpíadas e Grandes Eventos - Secretária de ...
Proteja Brasil - Copa do Mundo, Olimpíadas e Grandes Eventos - Secretária de ...Proteja Brasil - Copa do Mundo, Olimpíadas e Grandes Eventos - Secretária de ...
Proteja Brasil - Copa do Mundo, Olimpíadas e Grandes Eventos - Secretária de ...
 
Tráfico de Pessoas - Cartilha sobre PL 2845/03
Tráfico de Pessoas - Cartilha sobre PL 2845/03Tráfico de Pessoas - Cartilha sobre PL 2845/03
Tráfico de Pessoas - Cartilha sobre PL 2845/03
 
Corregedoria-Geral da SSP divulga Recomendação com orientações sobre a Lei de...
Corregedoria-Geral da SSP divulga Recomendação com orientações sobre a Lei de...Corregedoria-Geral da SSP divulga Recomendação com orientações sobre a Lei de...
Corregedoria-Geral da SSP divulga Recomendação com orientações sobre a Lei de...
 
Consep conselho comunitário de segurança pública de mg
Consep   conselho comunitário de segurança pública de mgConsep   conselho comunitário de segurança pública de mg
Consep conselho comunitário de segurança pública de mg
 
COMPETÊNCIA E ATUAÇÃO DA CGU
COMPETÊNCIA  E ATUAÇÃO DA CGUCOMPETÊNCIA  E ATUAÇÃO DA CGU
COMPETÊNCIA E ATUAÇÃO DA CGU
 
Edital PGE-RS
Edital PGE-RSEdital PGE-RS
Edital PGE-RS
 

Mais de Paulo Mello

R.o relatório de ocorrência operacional
R.o   relatório de ocorrência operacionalR.o   relatório de ocorrência operacional
R.o relatório de ocorrência operacional
Paulo Mello
 
Manual do guerreiro urbano
Manual do guerreiro  urbanoManual do guerreiro  urbano
Manual do guerreiro urbano
Paulo Mello
 
Bastão retrátil
Bastão retrátilBastão retrátil
Bastão retrátil
Paulo Mello
 
Manual de Vigilante - Curso de Formação
Manual de Vigilante - Curso de FormaçãoManual de Vigilante - Curso de Formação
Manual de Vigilante - Curso de Formação
Paulo Mello
 
Manual de Padrões de Seguranca 5 s
Manual de Padrões de Seguranca 5 sManual de Padrões de Seguranca 5 s
Manual de Padrões de Seguranca 5 s
Paulo Mello
 
Cartilha do 1º DP Polícia Civil Dicas de Segurança
Cartilha do 1º DP Polícia Civil Dicas de SegurançaCartilha do 1º DP Polícia Civil Dicas de Segurança
Cartilha do 1º DP Polícia Civil Dicas de Segurança
Paulo Mello
 
Cartilha de Escolta Armada
Cartilha de Escolta ArmadaCartilha de Escolta Armada
Cartilha de Escolta Armada
Paulo Mello
 
Cartilha da Polícia Federal
Cartilha da Polícia FederalCartilha da Polícia Federal
Cartilha da Polícia Federal
Paulo Mello
 
Cartilha Casa Segura inmetro
Cartilha Casa Segura inmetroCartilha Casa Segura inmetro
Cartilha Casa Segura inmetro
Paulo Mello
 
Manual Prático de Afiação de Lâminas
Manual Prático de Afiação de LâminasManual Prático de Afiação de Lâminas
Manual Prático de Afiação de Lâminas
Paulo Mello
 
Manual do Guerreiro Urbano
Manual do Guerreiro UrbanoManual do Guerreiro Urbano
Manual do Guerreiro Urbano
Paulo Mello
 
Manual de Sobrevivência.
Manual de Sobrevivência.Manual de Sobrevivência.
Manual de Sobrevivência.
Paulo Mello
 
Manual de Sobrevivência no Mar
Manual de Sobrevivência no MarManual de Sobrevivência no Mar
Manual de Sobrevivência no Mar
Paulo Mello
 
Manual de Sobrevivência na Terra
Manual de Sobrevivência na TerraManual de Sobrevivência na Terra
Manual de Sobrevivência na Terra
Paulo Mello
 
Manual de Sobrevivência na Selva
Manual de Sobrevivência na SelvaManual de Sobrevivência na Selva
Manual de Sobrevivência na Selva
Paulo Mello
 
Manual de Facatanto
Manual de FacatantoManual de Facatanto
Manual de Facatanto
Paulo Mello
 
Manual de Arma Branca de Combate Sotai Fighter
Manual de Arma Branca de Combate   Sotai FighterManual de Arma Branca de Combate   Sotai Fighter
Manual de Arma Branca de Combate Sotai Fighter
Paulo Mello
 
Kombato
KombatoKombato
Kombato
Paulo Mello
 
Kit de Sobrevivência
Kit de SobrevivênciaKit de Sobrevivência
Kit de Sobrevivência
Paulo Mello
 
Kit de Sobrevivência do Guerreiro
Kit de Sobrevivência do GuerreiroKit de Sobrevivência do Guerreiro
Kit de Sobrevivência do Guerreiro
Paulo Mello
 

Mais de Paulo Mello (20)

R.o relatório de ocorrência operacional
R.o   relatório de ocorrência operacionalR.o   relatório de ocorrência operacional
R.o relatório de ocorrência operacional
 
Manual do guerreiro urbano
Manual do guerreiro  urbanoManual do guerreiro  urbano
Manual do guerreiro urbano
 
Bastão retrátil
Bastão retrátilBastão retrátil
Bastão retrátil
 
Manual de Vigilante - Curso de Formação
Manual de Vigilante - Curso de FormaçãoManual de Vigilante - Curso de Formação
Manual de Vigilante - Curso de Formação
 
Manual de Padrões de Seguranca 5 s
Manual de Padrões de Seguranca 5 sManual de Padrões de Seguranca 5 s
Manual de Padrões de Seguranca 5 s
 
Cartilha do 1º DP Polícia Civil Dicas de Segurança
Cartilha do 1º DP Polícia Civil Dicas de SegurançaCartilha do 1º DP Polícia Civil Dicas de Segurança
Cartilha do 1º DP Polícia Civil Dicas de Segurança
 
Cartilha de Escolta Armada
Cartilha de Escolta ArmadaCartilha de Escolta Armada
Cartilha de Escolta Armada
 
Cartilha da Polícia Federal
Cartilha da Polícia FederalCartilha da Polícia Federal
Cartilha da Polícia Federal
 
Cartilha Casa Segura inmetro
Cartilha Casa Segura inmetroCartilha Casa Segura inmetro
Cartilha Casa Segura inmetro
 
Manual Prático de Afiação de Lâminas
Manual Prático de Afiação de LâminasManual Prático de Afiação de Lâminas
Manual Prático de Afiação de Lâminas
 
Manual do Guerreiro Urbano
Manual do Guerreiro UrbanoManual do Guerreiro Urbano
Manual do Guerreiro Urbano
 
Manual de Sobrevivência.
Manual de Sobrevivência.Manual de Sobrevivência.
Manual de Sobrevivência.
 
Manual de Sobrevivência no Mar
Manual de Sobrevivência no MarManual de Sobrevivência no Mar
Manual de Sobrevivência no Mar
 
Manual de Sobrevivência na Terra
Manual de Sobrevivência na TerraManual de Sobrevivência na Terra
Manual de Sobrevivência na Terra
 
Manual de Sobrevivência na Selva
Manual de Sobrevivência na SelvaManual de Sobrevivência na Selva
Manual de Sobrevivência na Selva
 
Manual de Facatanto
Manual de FacatantoManual de Facatanto
Manual de Facatanto
 
Manual de Arma Branca de Combate Sotai Fighter
Manual de Arma Branca de Combate   Sotai FighterManual de Arma Branca de Combate   Sotai Fighter
Manual de Arma Branca de Combate Sotai Fighter
 
Kombato
KombatoKombato
Kombato
 
Kit de Sobrevivência
Kit de SobrevivênciaKit de Sobrevivência
Kit de Sobrevivência
 
Kit de Sobrevivência do Guerreiro
Kit de Sobrevivência do GuerreiroKit de Sobrevivência do Guerreiro
Kit de Sobrevivência do Guerreiro
 

Carta de segurança

  • 2.
  • 3. CARTA DE SERVIÇOS A Carta de Serviços ao Cidadão é uma ferramenta de gestão fornecida pelo Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização – GesPública. As ações desse Programa têm por objetivo tornar as organizações públicas cada vez mais preocupadas com a sociedade. Nesse sentido, a Carta de Serviços da Polícia Federal – PF – facilita e amplia o acesso do cidadão aos serviços e estimula sua participação no monitoramento do setor público, promovendo a melhoria da qualidade do atendimento. CANAIS DE ATENDIMENTO • ortal P da Polícia Federal (www.pf.gov.br), no qual podem ser obtidas informações sobre procedimentos e documentos necessários para requerer serviços, além de endereços e telefones das unidades da PF. • eclamações, R críticas ou sugestões podem ser feitas presencialmente, por e-mail ou por correspondência, utilizando-se os respectivos meios: – struturas de atendimento nas unidades da PF em todo E o Brasil; – ivisão de Comunicação Social da Polícia Federal pelo D e-mail dcs@dpf.gov.br; – ndereço: Setor de Autarquias Sul, Quadra 6, Lotes 09/10, E Edifício-Sede da Polícia Federal, Brasília/DF, CEP 70037-900. • otícias N de crimes federais devem ser registradas nas unidades da Polícia Federal. COMPROMISSOS COM O ATENDIMENTO Com o objetivo de proporcionar maior efetividade, agilidade e melhoria contínua na prestação de serviços aos cidadãos, 3
  • 4. a Polícia Federal vem adotando melhores práticas para modernização da sua gestão e assumiu os seguintes compromissos: • mpenho, E cortesia e educação no atendimento ao cidadão; • companhamento, A orientação e encaminhamento do cidadão em todas as fases do atendimento; • dequação das estruturas de atendimento de forma a A permitir realizar com presteza a recepção e a triagem das demandas do cidadão; • daptação das estruturas de atendimento aos portadores A de necessidades especiais; • dentificação das unidades e dos setores da Polícia Federal I por meio de placas indicativas; • tendimento preferencial para gestantes, lactantes ou A pessoas acompanhadas de crianças de colo, idosos (acima de 60 anos), portadores de necessidades especiais e outros amparados por dispositivos legais específicos; • rioridade na ordem de atendimento ao usuário agendado P e, em seguida, considerando-se a ordem de chegada, respeitado o atendimento preferencial; • espeito à data de entrada dos processos no protocolo R para definição da ordem de análise; • esposta às solicitações de informações feitas por telefone R mesmo quando não houver condições de uma solução imediata por parte do servidor. CONHECENDO A POLÍCIA FEDERAL A Polícia Federal é um órgão permanente do Sistema Nacional de Segurança Pública, previsto no art. 144 da Constituição Federal de 1988, e exerce atribuições de Polícia Administrativa e Polícia Judiciária da União. A instituição foi criada pelo Decreto-Lei nº 6.378, de 28 de março de 1944. 4
  • 5. Missão: exercer as funções de Polícia Administrativa e Judiciária, cumprindo suas atribuições legais, no Estado Democrático de Direito, a fim de contribuir para manter a lei e a ordem, na preservação da segurança pública. Visão: tornar a Polícia Federal uma referência mundial em segurança pública. Valores: patriotismo, probidade, lealdade, coragem, ética e direitos humanos. ATRIBUIÇÕES DA POLÍCIA FEDERAL Como Polícia Judiciária, a PF atua na investigação de crimes federais e no cumprimento de determinações do Poder Judiciário, exercendo com exclusividade a investigação das infrações praticadas em prejuízo de bens, serviços e interesses da União. Cabe à PF, por exemplo, a investigação dos crimes de roubo e furto contra os Correios, a Caixa Econômica Federal, as universidades federais, o INSS e outros órgãos federais. Vale citar, ainda, crimes contra a Previdência Social, saques fraudulentos de FGTS e seguro-desemprego, contrabando e descaminho, moeda falsa, falso testemunho praticado perante a Justiça Federal e do Trabalho, peculato e corrupção praticados por servidor público federal, desvio de verbas públicas federais, tráfico ilícito de entorpecentes, tráfico de armas, lavagem de dinheiro, tráfico de pessoas, trabalho escravo, entre outros. É também atribuição da Polícia Federal investigar os crimes: formação de cartel, violação a direitos humanos, sequestro, cárcere privado e de extorsão mediante sequestro, se o autor teve motivação política ou se foi praticado em razão da função pública exercida pela vítima, ou outros casos em que haja determinação do Ministro da Justiça (Lei nº 10.446/2002). 5
  • 6. A apuração de todos os demais delitos cabe às polícias civis nos Estados. Como exemplo, incluem-se os crimes praticados em prejuízo de bens, serviços e interesses de particulares (homicídio, furto, roubo, sequestro, etc.) ou em detrimento de órgãos e entes públicos estaduais ou municipais. Como Polícia Administrativa, atua de forma preventiva e repressiva, para disciplinar, regulamentar e fiscalizar direitos e interesses dos cidadãos. Nesse caso, a PF pode agir protegendo bens, direitos e atividades, com o objetivo de impedir que o comportamento do indivíduo ou das empresas cause prejuízos para a coletividade. Exemplos: controle migratório, controle de armas, controle de segurança privada, controle de precursores químicos, segurança de dignitários, controle de identificação criminal e civil, etc. DOCUMENTOS DE IDENTIFICAÇÃO (*) Podem ser aceitos como documento de identificação: a) édula de Identidade expedida por Secretaria de C Segurança Pública; b) arteira Funcional expedida por órgão público, C reconhecida por lei federal como documento de identidade válido em todo o território nacional; c) arteira de Identidade expedida por comando militar, C ex-ministério militar, pelo Corpo de Bombeiros ou Polícia Militar; d) Passaporte brasileiro; e) arteira Nacional de Habilitação – CNH – expedida pelo C Detran (modelo atual); f) arteira de Identidade expedida por órgão fiscalizador do C exercício de profissão regulamentada por lei; g) Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS; h) ertidão de Nascimento para menores de 12 anos C de idade. 6
  • 7. GUIA DE RECOLHIMENTO DA UNIÃO – GRU (**) • o caso de taxas relativas a passaporte, a GRU será gerada N automaticamente após o preenchimento do formulário. • ara P recolhimento de taxas referentes a estrangeiros, segurança privada e armas, preencha e imprima a Guia de Recolhimento da União (GRU – Funapol) no portal da Polícia Federal. • o caso de taxas relativas a produtos químicos, preencha N e imprima a Guia de Recolhimento da União (GRU – Funad). A GRU pode ser paga em qualquer instituição bancária, casas lotéricas, agências dos Correios e correspondentes bancários, obedecendo aos critérios estabelecidos pelos mesmos para recebimento. O comprovante de agendamento bancário não prova o pagamento da taxa. Os valores das taxas variam de acordo com o serviço prestado. Em caso de dúvida, consulte o portal ou a unidade da Polícia Federal de sua região. UNIDADES DA POLÍCIA FEDERAL Acre: Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Epitaciolândia. Alagoas: Maceió. Amapá: Macapá, Oiapoque. Amazonas: Manaus, Tabatinga. Bahia: Salvador, Ilhéus, Juazeiro, Porto Seguro, Vitória da Conquista. Ceará: Fortaleza, Juazeiro do Norte. Distrito Federal: Brasília. Espírito Santo: Vila Velha, Cachoeiro de Itapemirim, São Mateus. Goiás: Goiânia, Anápolis, Jataí. Maranhão: São Luís, Caxias, Imperatriz. Mato Grosso: Cuiabá, Barra do Garças, Cáceres, Rondonópolis, Sinop. 7
  • 8. Mato Grosso do Sul: Campo Grande, Corumbá, Dourados, Naviraí, Ponta Porã, Três Lagoas. Minas Gerais: Belo Horizonte, Divinópolis, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Uberlândia, Uberaba, Varginha. Pará: Belém, Altamira, Marabá, Redenção, Santarém. Paraíba: João Pessoa, Campina Grande, Patos. Paraná: Curitiba, Cascavel, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Guaíra, Londrina, Maringá, Paranaguá, Ponta Grossa. Pernambuco: Recife, Caruaru, Salgueiro. Piauí: Teresina, Parnaíba. Roraima: Boa Vista, Pacaraima. Rondônia: Porto Velho, Guajará-Mirim, Ji-Paraná, Vilhena. Rio de Janeiro: Rio de Janeiro, Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro, Angra dos Reis, Campos dos Goytacazes, Macaé, Nova Iguaçu, Niterói, Volta Redonda. Rio Grande do Norte: Natal, Mossoró. Rio Grande do Sul: Porto Alegre, Bagé, Caxias do Sul, Chuí, Jaguarão, Passo Fundo, Pelotas, Rio Grande, São Borja, Santana do Livramento, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santo Ângelo, Uruguaiana. Santa Catarina: Florianópolis, Chapecó, Criciúma, Dionísio Cerqueira, Itajaí, Joinville, Lages. São Paulo: São Paulo, Aeroporto Internacional de São Paulo, Aeroporto Internacional de Congonhas, Araçatuba, Araraquara, Bauru, Campinas, Cruzeiro, Jales, Marília, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Sebastião, Santos, Sorocaba. Sergipe: Aracaju. Tocantins: Palmas, Araguaína. SERVIÇO DE PROTOCOLO O Serviço de Protocolo recebe correspondências, requerimentos e outros documentos endereçados à Polícia Federal. 8
  • 9. Os documentos devem ser encaminhados em 2 (duas) vias, que receberão um número de protocolo. Em seguida, uma das vias será devolvida ao cidadão a fim de que acompanhe o andamento do processo. Em caso de impossibilidade de deslocamento até uma unidade da PF, os documentos podem ser enviados por carta registrada com aviso de recebimento (A.R.). Carteira Nacional de Vigilante (CNV) Documento de identidade funcional do vigilante, de uso obrigatório em serviço, com validade de 4 (quatro) anos. Documentos necessários ou requisitos: 1. Cópia autenticada do documento de identificação*; 2. Cópia autenticada do Cadastro de Pessoas Físicas – CPF; 3. ópia autenticada das folhas da Carteira de Trabalho e C Previdência Social – CTPS – que demonstrem o vínculo empregatício com empresa especializada ou executante de serviços orgânicos de segurança autorizada pela Polícia Federal; 4. 2 (duas) fotos 2x2 recentes; 5. ópia dos certificados de conclusão de curso de C formação, extensão ou reciclagem; 6. omprovante bancário de pagamento da taxa devida C para a emissão do documento através da Guia de Recolhimento da União – GRU**. Como obter: Preencher o formulário disponível no portal da Polícia Federal e entregá-lo juntamente com toda a documentação em uma das suas unidades. Prazo: Até 60 (sessenta) dias. Informações: Para acompanhar o pedido, deve-se encaminhar o número do protocolo para o e-mail cnv.cgcsp@dpf.gov.br. 9
  • 10. Informação sobre regularidade de empresa de segurança privada O serviço de segurança privada pode ser prestado exclusivamente por empresa regularmente autorizada pela Polícia Federal e em dia com suas obrigações. O contratante pode ser responsabilizado caso contribua, de qualquer modo, para a prática de infrações penais possivelmente praticadas pelo contratado irregular. Documentos necessários ou requisitos: 1. úmero do Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica – CNPJ; N 2. Razão Social da empresa. Como obter: – Pela internet: Acessar o portal da Polícia Federal, escolher a opção “Segurança Privada” e clicar em “Consulta Regularidade de Empresa”. Em seguida, devem-se preencher os campos CNPJ e Razão Social da empresa a ser contratada. TODO SERVIÇO DE SEGURANÇA PRIVADA DEVE SER AUTORIZADO PELA POLÍCIA FEDERAL. Registro de Certificado de Formação do Vigilante Ato que confere validade ao certificado do curso de formação de vigilante, habilitando-o ao exercício da atividade de vigilância patrimonial em todo o território nacional. Documentos necessários ou requisitos – Documentos das Escolas de Formação: 1. elação nominal e a qualificação dos candidatos R aprovados; 2. nformação sobre a quantidade de munição efetivamente I utilizada; 10
  • 11. 3. omprovante bancário de pagamento da taxa devida C para a emissão do documento através da Guia de Recolhimento da União – GRU**. – Documentos dos alunos: 1. ópia da Carteira de Identidade e do Cadastro de Pessoas C Físicas – CPF; 2. Cópia do Certificado de Reservista (para homens); 3. Cópia do Título Eleitoral; 4. Atestado psicotécnico; 5. Atestado de sanidade física e mental; 6. ertidões negativas de antecedentes criminais fornecidas C pelas Justiças Federal, Estadual, Militar Estadual e Militar da União e Eleitoral; 7. ópia do histórico escolar referente à 4ª (quarta) série do C ensino fundamental; 8. ópia da Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS. C Como obter: A Escola de Formação deve expedir os Certificados de Conclusão de Curso de Formação e encaminhá-los a uma unidade da Polícia Federal, no prazo legal, juntamente com os documentos. Observação: Os certificados de cursos de extensão em Transporte de Valores, Escolta Armada, Segurança Pessoal e Equipamentos Não Letais I e II, bem como os certificados de reciclagem do curso básico de formação em Transporte de Valores, Escolta Armada e Segurança Pessoal, devem ser encaminhados às unidades da Polícia Federal seguindo o mesmo procedimento do Registro de Certificado de Formação. Nesse caso, não é necessário o envio da Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS e o recolhimento de taxa. Prazo: Até 60 (sessenta) dias. 11
  • 12. Guia de transporte de armas, munições e coletes à prova de balas de empresas de segurança privada Documento com validade de até 30 (trinta) dias que autoriza as empresas especializadas e as que possuem serviço orgânico de segurança a transportar armas e munições entre estabelecimentos da mesma empresa, para suprimento de postos de serviço ou em outras situações que se fizerem necessárias. Documentos necessários ou requisitos: 1. Requerimento contendo: • Descrição das armas e munições a serem transportadas; • escrição dos endereços de origem e de destino, bem D como o motivo da necessidade do transporte; • rajeto do material a ser transportado, quando entre T municípios não contíguos; 2. omprovante bancário de pagamento da taxa devida C para transporte de armas, munições, explosivos e apetrechos de recarga através da Guia de Recolhimento da União – GRU**. Como obter: Entregar o requerimento e o comprovante de pagamento da taxa em uma das unidades da Polícia Federal. Prazo: Até 5 (cinco) dias úteis. Informações: Somente será necessária a guia de transporte de coletes quando forem encaminhados para destruição ou quando se tratar de aquisição de coletes de outra empresa de segurança privada. 12
  • 13. Plano de Segurança Bancário Documento que apresenta o sistema de segurança anual de toda instituição financeira em que haja guarda e movimentação de numerário. Documentos necessários ou requisitos: O plano deve apresentar pelo menos três dispositivos de segurança, sendo dois específicos – presença de vigilantes armados e alarme eficiente –, e um entre os descritos abaixo: 1. Equipamentos elétricos, eletrônicos e de filmagens; 2. Cabina blindada com vigilante; 3. Artefatos que retardem a ação dos criminosos, como: • Portas giratórias detectoras de metais; • Equipamento de retardo instalado na fechadura do cofre. Documentos: 1. rimeiro Plano de Segurança Bancário ou renovação com P alteração ou diminuição dos elementos de segurança: • escrição da quantidade e da disposição dos vigilantes e D dos demais elementos de segurança; • rojetos de construção, instalação e manutenção do P sistema de alarme, sob responsabilidade de empresa idônea autorizada pela PF; • ópia do alvará do serviço orgânico de segurança ou do C contrato com empresa de segurança privada; • Descrição de toda a área do estabelecimento; • ustificativa para alteração ou redução dos elementos de J segurança, se for o caso; • omprovante bancário de pagamento da taxa de vistoria C de estabelecimentos financeiros através da Guia de Recolhimento da União – GRU**; 2. enovação do Plano de Segurança Bancário sem redução, R alteração ou aumento dos elementos de segurança: 13
  • 14. • edido P de renovação do Plano de Segurança Bancário informando que não houve alteração ou que os elementos de segurança foram aumentados em relação ao plano anterior; • omprovante bancário de pagamento da taxa de vistoria C de estabelecimentos financeiros através da Guia de Recolhimento da União – GRU**. Como obter: A instituição financeira deve protocolizar o Plano de Segurança Bancário na unidade da Polícia Federal da sua cidade ou circunscrição juntamente com todos os documentos. Prazo: Até 60 (sessenta) dias. Certificado de vistoria de carro-forte Documento com validade de 1 (um) ano que autoriza a utilização dos veículos especiais pelas empresas de transporte de valores. Documentos necessários ou requisitos: 1. ópia do documento que comprove a posse ou C propriedade do veículo especial; 2. ópia do novo modelo de certificado de conformidade. C Veículos montados antes de 19 de janeiro de 2010 têm o prazo de 5 (cinco) anos para expedição do novo certificado de conformidade, durante os quais serão aceitos os antigos certificados de qualidade e conformidade; 3. ópia da documentação que comprove a regularidade C no órgão de trânsito competente; 4. omprovante bancário de pagamento da taxa de vistoria C de veículos especiais de transporte de valores através da Guia de Recolhimento da União – GRU**; 5. o caso de renovação, apresentar comprovante bancário N de pagamento da taxa de renovação de certificado de 14
  • 15. vistoria de veículos especiais de transporte de valores através da Guia de Recolhimento da União – GRU**. Como obter: Protocolizar o requerimento de vistoria na unidade da Polícia Federal da circunscrição do estabelecimento ao qual o veículo especial estiver vinculado, juntamente com todos os documentos. Prazo: Até 60 (sessenta) dias. Credenciamento de instrutor para escola de formação de vigilante Documento com validade de 4 (quatro) anos que autoriza os interessados a ministrar aulas em cursos de formação de vigilantes. Documentos necessários ou requisitos: 1. Currículo do instrutor; 2. omprovante de inexistência de condenação criminal C transitada em julgado referente aos últimos 5 (cinco) anos; 3. ópia autenticada de documento que comprove C habilitação técnica do instrutor: • ertificado de conclusão de curso superior de Direito ou C comprovação de capacidade técnica decorrente do exercício de função policial relacionada ao Direito para a disciplina de Legislação Aplicada; • ertificado de curso superior de área correlacionada à C disciplina de Diretos Humanos e Relações Humanas no Trabalho; • abilitação técnica obtida no exercício de profissão ou em H curso profissionalizante correspondente à disciplina de caráter técnico a ser ministrada; • abilitação emitida pela federação de arte marcial H comprovando, no mínimo, possuir o primeiro grau de faixa-preta, para instrutor de defesa pessoal; 15
  • 16. • ertificado C de conclusão de curso superior de Educação Física, inscrito no respectivo conselho, para instrutor de treinamento físico; • redenciamento no Sinarm ou no Exército, para os C instrutores de armamento e tiro; • er policial ou militar com formação específica, reconhecida S pela própria instituição, para instrução de disciplinas de equipamentos não letais e uso progressivo da força. Como obter: Protocolizar requerimento em uma das unidades da Polícia Federal juntamente com todos os documentos. Prazo: Até 60 (sessenta) dias. Autorizações para empresas especializadas de segurança privada e empresas com serviço orgânico de segurança privada As autorizações para o exercício de atividades relativas à segurança privada são expedidas pela Polícia Federal e devem ser requeridas pelas empresas especializadas na prestação de serviços de segurança privada e outras empresas que desejarem constituir serviço orgânico de segurança privada (segurança da própria empresa). As empresas autorizadas podem desenvolver suas atividades, seja na prestação de serviços especializados a terceiros (vigilância patrimonial, transporte de valores, escolta armada, segurança pessoal e curso de formação), seja na constituição de segurança orgânica da própria empresa (vigilância patrimonial e transporte de valores). As autorizações são as seguintes: • Autorização de funcionamento; • Revisão de autorização de funcionamento; 16
  • 17. • Autorização para aquisição de armas, munições e petrechos; • Autorização para aquisição de coletes balísticos; • Autorização para alteração de atos constitutivos; • Autorização para alteração de uniforme. As empresas podem requerer ainda: • Cancelamento de atividade; • Cancelamento da autorização de funcionamento. Documentos necessários ou requisitos: Aqueles previstos na Portaria nº 387/2006-DG/DPF, bem como no sistema Gestão Eletrônica de Segurança Privada – Gesp –, disponíveis no portal da Polícia Federal. Como obter: Os requerimentos de autorização de funcionamento, revisão de autorização de funcionamento e autorização para aquisição de armas, munições e petrechos devem ser encaminhados por meio do sistema Gesp. Os demais requerimentos, ainda não disponíveis no sistema Gesp, devem ser protocolizados na Delegacia de Controle de Segurança Privada – Delesp – ou na Comissão de Vistoria – CV – de sua circunscrição. As autorizações para aquisição de coletes balísticos, alteração de uniforme e alteração de atos constitutivos, salvo mudança de razão social e de Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica – CNPJ –, são expedidas pela Delesp ou pela CV. Todas as demais autorizações são expedidas pela Coordenação-Geral de Controle de Segurança Privada – CGCSP. Prazo: Até 60 (sessenta) dias. Informações: Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (61) 2024-8172/8362 ou pelo e-mail dapex.cgcsp@dpf.gov.br. 17
  • 18. Denúncias de possíveis irregularidades de serviço de segurança privada Serviço de recebimento de denúncias de atividades irregulares e/ou clandestinas de segurança privada. A denúncia pode ser encaminhada para o e-mail dicof.cgcsp@dpf.gov.br ou para a unidade da Polícia Federal mais próxima. Além do relato da irregularidade, deve conter dados que possam identificar o eventual infrator, tais como: razão social, Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica – CNPJ –, endereço completo do local onde está sendo prestada a atividade irregular, principais horários, etc. www.pf.gov.br 18
  • 19.