Idade moderna3 26

435 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Idade moderna3 26

  1. 1. Colégio Estadual Visconde de Bom Retiro
  2. 2.  Foi o período em que os campos científicos pouco avançaram e a igreja teve grande domínio do conhecimento.  A Idade Moderna aconteceu entre os séculos XV até XVIII.  Nicolas Maquiavel foi um dos teóricos que mais se destacou no absolutismo com a obra “O príncipe”.  Neste livro ele contava como um príncipe deveria agir para manter-se soberano em seu reino.  Maquiavel dizia que “os fins justificam os meios” e que o governo deveria ser soberano e usar seu poder para defender os interesses do Estado.  O renascimento e o iluminismo mudaram a forma de pensar da sociedade na Idade Moderna.
  3. 3.  Os filósofos racionalistas da Idade Moderna usaram a matemática para expandir a ideia da razão e explicação da realidade.  As elaborações de Descartes também impulsionaram muito o método científico em função das quatro regras que utilizou para elaborar seu método racionalista.  Racionalismo era definido pelo raciocínio como operação mental, discursiva e lógica para extrair conclusões. Assim, o Racionalismo é baseado na busca da certeza e da demonstração.  O Racionalismo está na base do planejamento da organização econômica e espacial da reprodução social, abrindo espaço para as soluções racionais de problemas econômicos
  4. 4.  O Renascimento foi um importante movimento de ordem artística, cultural e científica que se deflagrou na passagem da Idade Média para a Moderna.  A razão, de acordo com o pensamento da renascença, era uma manifestação do espírito humano que colocava o indivíduo mais próximo de Deus  Ao exercer sua capacidade de questionar o mundo, o homem simplesmente dava vazão a um dom concedido por Deus (neoplatonismo).  Outro aspecto fundamental das obras renascentistas era o privilégio dado às ações humanas, ou humanismo. Tal característica representava-se na reprodução de situações do cotidiano e na rigorosa reprodução dos traços e formas humanas (naturalismo)  No campo científico devemos destacar o rebuliço da teoria heliocêntrica defendida pelos estudiosos Nicolau Copérnico, Galileu Galilei e Giordano Bruno.
  5. 5.  As ciências sociais tratam da vida humana e da cultura.  Os cientistas acreditam que existe uma explicação natural para a maior parte das coisas. Para estudar qualquer assunto, eles as observam e tentam entender sua causa de modo a encontrar uma explicação para elas.  O procedimento que os cientistas utilizam para resolver problemas é chamado método científico. Eles começam observando e tentando descobrir o máximo possível sobre o assunto para explicá-lo e fazer experiências.  Se a hipótese falhar eles revisam e a testam de novo. Se eles obtêm os mesmos resultados, a hipótese será aceita como verdadeira.  . Uma teoria é uma explicação muito mais ampla do que uma hipótese. Os cientistas consideram que as teorias explicam melhor o porquê de algumas coisas acontecerem no mundo natural.
  6. 6. A ÉTICA DO DEVER DE KANT:  A ética kantiana é uma ética formal ou formalista, porque postula o dever como norma universal, sem se preocupar com a condição individual na qual cada um se encontra diante desse dever.  Em outras palavras, Kant nos dá a forma geral da ação moralmente correta (o imperativo categórico), mas não diz nada acerca do seu conteúdo, não nos diz o que devemos fazer em cada situação concreta.  A clareza dessa ideia kantiana é expressa da seguinte forma: “Age apenas segundo uma máxima (um princípio) tal que possas ao mesmo tempo querer que ela se torne lei universal.”
  7. 7.  “Se prestarmos atenção ao que se passa em nós mesmos sempre que transgredirmos qualquer dever, descobriremos que, na realidade, não queremos que a nossa máxima se torne lei universal, porque isso nos é impossível; o contrário dela é que deve universalmente continuar a ser lei; nós tomamos apenas a liberdade de abrir nela uma exceção para nós”.
  8. 8.  Na implantação desses regimes autoritários, teve grande importância a mudança produzida na mentalidade política, que, baseando-se no direito romano e na filosofia aristotélica, legitimaria a autoridade suprema do monarca e a existência de um estado forte e organizado.  A grande figura do pensamento político da época foi o florentino Nicolau Maquiavel, autor de O príncipe (1513), no qual elaborou uma teoria política que separava pela primeira vez a moral dos indivíduos da moral, ou razão, de estado.
  9. 9.  O Renascimento formou uma base para história moderna, uma fase necessária para a afirmação da autoconsciência e da capacidade do homem se tornar melhor na forma de pensar e agir.  Objetivamos alcançar um direito processual civil atrelado à efetividade, onde haja espaços de sumarização procedimental e prolação de decisões em que coloquem a constituição federal como parâmetro.  O exercício retórico de alto nível, sofismas inteligentes, figuras de linguagem e a colocação de dilemas para os adversários enriquecem e tornam dinâmico todo o processo e os debates eleitorais.

×