Seo para jornalistas

413 visualizações

Publicada em

Aula sobre otimização para motores de busca apresentada no Gran Cursos. A turma era de comunicadores que "prestaram" o concurso do Senado.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
413
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seo para jornalistas

  1. 1. SEO    -­‐  Optim ização   para  motor es  de  busca  para   jornalistas   Alberto  Mar ques   @alberto_m arques  
  2. 2. SEO  (Search  Engine   Optmization)    É  o  conjunto  de  estratégias  com  o  objetivo  de  potencializar  e  melhorar  o  posicionamento  de  um  site  nas  páginas  de  resultados  naturais  (orgânicos)  nos  sites  de  busca.    São  desevolvidas  com  base  no  funcionamento  do  motor  de  busca  para  conseguir  ranking  (posicionamento)  privilegiado  entre  os  resultados  de  busca  orgânicos.      Search  engine  (mecanismo  de  busca)  –  sistema  de  recuperação  de  informações  armazenadas  em  ambientes  computacionais.    
  3. 3. Ambientes  •  Web  indexável  -­‐  parte  da  web  que  já  foi  indexada   pelos  mecanismos  de  busca.  É  a  web  visível,  a  parte  da   web  que  é  visível  aos  motores  de  busca.    •  Web  profunda  (deep  web)  –  é  muitissímo  maior  que  a   web  visível,  e  é  estimada  em  500  milhões  de  páginas.  •  “A  web  profunda  ou  ainda  ‘invisível’  refere-­‐se  ao   conteúdo  trancado  por  trás  dos  bancos  de  dados  ou   outros  sistemas  que  o  motor  de  busca  não  consegue   indexar”  (GABRIEL,  2008,  p.  21)  
  4. 4. SEO  No  Brasil  o  buscador  da  Google  é  responsável  por  89%  das  buscas  na  web.      Os  dados  são  do  trimestre  encerrado  no  dia  28  de  maio  de  2011  e  foram  retirados  de  uma  matéria  da  Revista  Exame,  da  editora  Abril.  Disponível  em:  <http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/google-­‐cai-­‐mas-­‐ainda-­‐faz-­‐89-­‐das-­‐buscas-­‐no-­‐brasil>.  Acesso  em:  22  out.  2011.  
  5. 5. Buscadores  •  Os  buscadores  modernos  da  internet  utilizam  três   conceitos  básicos  para  classihicar  e  ordenar  seus  resultados   de  busca:  indexabilidade,  popularidade  e  pertinência.  •  Os  buscadores  modernos  determinam  a  importância  de   páginas  na  web  com  base  em  distintas  aplicações  da  teoria   de  análise  de  redes  sociais.  Em  uma  determinada  rede   social,  de  acordo  com  a  base  da  teoria  da  análise  de  redes   sociais,  a  importância  de  um  indivíduo  pode  ser  medida   pelo  número  de  citações  recebidas  de  outros  membros  da   rede.  (MONGE,  2008).      
  6. 6. Page  Rank  •  Uma  vez  sendo  a  página  indexada  pelo  Google,  os   conceitos  de  popularidade  (pagerank)  e  pertinência   entram  em  ação.    •  Número  de  links  que  recebe  o  site  x  links  mais  populares  •  Para  produzir  resultados  de  pesquisa,  esses  serviços  de   busca  avaliam  a  relevância  de  uma  página  da  web  não   simplesmente  com  base  no  número  de  links  que  esta   recebe,  mas  também  com  base  em  aspectos  mais  sutis   relativos  à  sua  posição  na  rede.  (MARQUES,  2012,  prelo)  
  7. 7. Page  Rank  •  A  relevância  de  uma  página  é  um  índice  que  varia  de  0   a  10  e  que  mede  sua  importância.    •  Os  fatores  que  determinam  a  relevância  de  uma   página  são  todos  em  função  do  relacionamento  que  a   página  mantém  com  outras  páginas  na  web  e  do  hluxo   que  a  página  atrai.    
  8. 8. Fatores  •  Profundidade  da  página  –  mede  a  profundidade  de   links  que  remetem  para  fora  da  página.  Os   mecanismos  de  busca  consideram  que  páginas  que  se   “relacionam”com  outras  páginas  provavelmente  têm   conteúdo  mais  relevante  do  que  páginas  soltas  e   isoladas.    •  Link  de  popularidade  (links  que  apontam  para  a   página)  –  os  motores  de  busca  consideram  que  quanto   mais  sites  apontam  para  uma  página  especíhica,  mais   importante  é  essa  página.  É  uma  referência.      
  9. 9. Pertinência    •  Ser  linkado  por  uma  página  com  autoridade,  e  que   tenha  relação  com  a  temática  tratada,  tem  maior   relevância  que  ser  linkado  por  qualquer  página,   mesmo  com  reputação.    
  10. 10. SEO  no  jornalismo  •  O  exercício  de  hierarquização  que  se  realiza  ao   construir  a  pirâmide  invertida,  quando  feito   corretamente,  termina  colocando  o  mais  próximo   possível  as  palavras  que  dehinem  sobre  o  que  trata  o   texto.  (FRANCO)  •  Porém,  este  é  apenas  uma  das  centenas  de  elementos   que  o  mecanismo  de  busca  leva  em  conta.    
  11. 11. Principais  elementos  •  Código  da  página    •  Conteúdo  da  página   •  Código  da  página   •  URL:  (endereço  da  página)  –  a  URL  da  página  inhluencia  no   seu  posicionamento.  Os  buscadores  dão  importância  às   palavras-­‐chave  existentes  no  meio  da  URL  da  página  –  ex:  o   endereço  www.skatederua.com.br  é  mais  fácil  de  ser   encontrado  (indexado)  quando  a  busca  estiver  relacionada   ao  skate,  do  que  www.rodinhasdoasfalto.com.br.    
  12. 12. Código  da  página  •  Meta-­‐tags  –  são  comandos  (tags)  especiais  que  são   declarados  no  código  HTML  ou  XHTML  da  página,   logo  no  começo  da  página.  As  meta-­‐tags  contêm   informações  sobre  a  página  e  incluem  tags  como  –   title  /  keywords  /  description.    •  Keywords:  descreve  a  página.  Quanto  maior  o   número  de  tags,  menor  valor  elas  têm.  Colocar  sempre   um  número  menor.  •  Description  –  usada  para  descrever  a  página  para  o   usuário.    •  Title  –  contém  o  texto  do  título  da  página.  É  o   primeiro  item  visto  pelo  visitante  e  o  mais  importante   para  os  buscadotes.  Título  são  importantes.    
  13. 13. Código  da  página  •  Tags  Alt  –  é  usada  para  descrever  o  conteúdo  de  elementos   gráhicos  na  página,  como,  por  exemplo,  imagens.    •  Links  internos  –  são  links  entre  páginas  do  mesmo  site.  As   palavras  linkadas  devem  ter  relação  com  o  assunto  que  é   linkado.  Ex:  a  palavra  PECs  deverá  receber  um  link   <www.senado.gov.br/pecs>      •  Frequência  de  palavras-­‐chave  –  Um  fator  importante  é  o   número  de  vezes  que  a  palavra  aparece  na  página.  Por   exemplo,  um  site  sobre  concurso  pode  ser  avaliado  pelo   número  de  vezes  que  o  nome  concurso  (palavra-­‐chave)   aparece  no  texto.    
  14. 14. Frequência  de  palavras-­‐ chave  •  O  mecanismo  de  busca  conta  quantas  vezes  a  palavra-­‐ chave  apareceu  (K)  e  também  o  número  total  de   palavras  (T)  da  página.    A  frequência  (F)  da  palavra-­‐ chave  é:    •  F  =  K  /  T  •  Um  exemplo:  a  palavra  Senado  apareceu  8  vezes  em   uma  página  em  que  o  total  de  palavras  é  100.  Neste   caso,  a  frequência  de  palavra-­‐chave  Senado  é  de  8%.  
  15. 15. Palavras-­‐chave  •  A  frequência  de  palavras-­‐chave  é  um  critério  muito   importante  para  o  ranking  de  uma  página.    •  Teoricamente,  quanto  mais  uma  palavra-­‐chave   aparecesse  no  texto,  melhor  seria.  No  entando,  se  uma   palavra  é  muito  utilizada  por  repetição,  o  texto  da   página  perde  qualidade.    •  Segundo  Martha  Gabriel  (2008)  uma  frequência  de   3%  a  8%  é  relativamente  segura.  Se  for  usado  um   valor  muito  superior  a  esses,  a  página  corre  o  risco  de   perder  ranking  ou  até  mesmo  de  ser  banida  do   mecanismo  de  busca.    
  16. 16. Conteúdo  da  página  •  A  maioria  dos  buscadores  não  indexam  conteúdo  em   hlash,  mas  o  Google  indexa.    •  Conteúdo  relevante  –  um  conteúdo  bem  escrito  é  do   que  os  mecanismos  de  busca  se  alimentam,  e   conteúdo  é  a  chave  de  altos  rankings.    •  Conteúdo  ruim  –  mau  escrito,  sem  palavras-­‐chave,   sem  atualização  e  relevância.      
  17. 17. Conteúdo  da  página  •  Relação  do  conteúdo  do  corpo  do  texto  com  as   palavras-­‐chave    •  Palavra-­‐chave  em  negrito  (Strong  Tags)  •   Uso  de  palavras-­‐chave  no  título  da  etiqueta    •  “O  título  da  tag  vem  sendo  consistentemente  o  fator  mais   importante  de  SEO  (Search  Engine  Optimization,   otimização  para  buscadores)  nos  últimos  anos”,  Andy   Hagans.    
  18. 18. MOB    •  Marketing  de  Otimização  de  busca  –  é  o  processo  para   melhorar  os  resultados  de  busca  de  um  site  nos   buscadores  web  e  que  envolve  todas  as  ações  internas   (on-­‐page)  e  externas  (off-­‐page)    •  Termos  equivalentes:  •  SEO  –  tecnicas  de  otimização  interna  do  site    •  SEM  (Search  Engine  Marketing)  –  é  todo  processo  de   marketing  de  otimização,  como  MOB,  incluindo  as   ações  de  SEO.    
  19. 19. SEM    •  “A  comunidade  SEM  (Search  Engine  Marketing,  que   usa  métodos  mercadológicos  para  aumentar  a   visibilidade  de  um  website  nas  páginas  de  resultados   dos  buscadores  e  atrair  visitantes  a  ele)  está   entendendo  lentamente  este  ponto.  Até  agora,  existe   uma  luta  pela  posição  superior,  sem  preocupação  com   o  que  isso  signihica  para  os  usuários  quando   realmente  chegam  ao  website.  Recentemente,  o   pessoal  de  SEM  está  começando  a  ver  a  importância   de  reter  usuários  no  website  em  vez  de  fazê-­‐los  andar   aos  tombos”.    

×