SEO/SEM - Otimização de Websites

384 visualizações

Publicada em

Sugestões para melhorar a indexação do website pelos mecanismos de busca.

Publicada em: Internet
  • Seja o primeiro a comentar

SEO/SEM - Otimização de Websites

  1. 1. 1 OTIMIZAÇÃO DE WEBSITES Christian Bisacchi Devezas 22/08/2014
  2. 2. A tradução para esta sigla é Otimização de sites para Mecanismos de Busca. Este termo está relacionado à prática de otimizar um site para SEO – Search Engine Optimization que ele apareça melhor posicionado nos rankings dos mecanismos de pesquisa, por meio de resultados de busca orgânicos, ou seja, são resultados que aparecem naturalmente e que não são pagos. 2
  3. 3. Nada mais é que o uso da técnica para otimizar os websites, permitindo que fiquem mais facilmente visível aos mecanismos de busca. O SEO pode ser subdividido em atividades On Page e Off Page. Atividades On Page, referem-se à ações realizadas na página que se está tentando promover. Atividades Off Page, também conhecidas como Link Building, são as realizadas fora do site. 3
  4. 4. A tradução para esta sigla é Marketing de Otimização de Buscadores. Tem como objetivo trazer mais visitantes para o site através de uma maior exposição nos resultados de pesquisa pagos dos buscadores, como Google e Bing. SEO – Search Engine Marketing 44
  5. 5. 5 Estes termos ainda são confundidos, entretanto, o SEO está relacionado apenas à busca orgânica (ou natural), ao passo que o SEM é referente à busca paga (link patrocinado). Significa que o SEO não é manipulável, isto é, não se paga para ter as primeiras posições no ranking de busca, enquanto, com o link patrocinado, é possível que o site apareça nas primeiras posições nos resultados de busca, caso se pague por isso. 5
  6. 6. 6 O SEO é muito importante e o mais usado dentro das estratégias do SEM, digamos que ele é o carro-chefe do SEM. Um aspecto importante do SEM é o Link Patrocinado que recebe a sigla PPC, do inglês Pay Per Click (pague por clique), no qual a empresa contratante paga por cada clique efetuado pelos internautas. 6
  7. 7. 7 Um bom exemplo de SEM é o serviço prestado pelo Google chamado de Google AdWords, que é o principal serviço de publicidade e principal fonte de receita desta empresa. O serviço usa o sistema de publicidade de custo por clique, que consiste em anúncios em forma de links que são encontrados nos mecanismos de pesquisa. Google AdWords 7
  8. 8. 88
  9. 9. 99 SEO ou links patrocinados, qual o melhor? Não há uma resposta concreta, pois tanto a busca natural, quanto a busca paga têm suas vantagens. A busca orgânica por um lado, converte em maior proporção que os links pagos e o investimento poderá trazer retorno em médio ou longo prazo. A vantagem dos links patrocinados é trazer bons resultados em curto prazo, caso sejam bem administrados.
  10. 10. 1010 Diferenças entre Otimização Orgânica e Links Patrocinados Otimização Orgânica (SEO) - Posição do site controlada pelo buscador; - Apresentação do site na área de resultados orgânicos dos buscadores; - Não existe custo por clique no link para o site; - Recebe em média, 60% a 70% dos cliques; - Produz resultados em médio e longo prazo; - Os resultados dependem do conteúdo/código dos sites e dos buscadores e suas regras.
  11. 11. 1111 Links Patrocinados (SEM) - Posição do site controlada pelo administrador da campanha; - Apresentação do site na área de links patrocinados dos buscadores e sites parceiros e afiliados; - Existe custo por clique no link para o site; - Recebe em média, de 30% a 40% dos cliques; - Produz resultados imediatos; - Os resultados são proporcionais ao investimento feito na compra de palavras-chaves e à sua comunicação nos textos dos links.
  12. 12. 1212 Um site com grandes chances de sucesso para ter um bom posicionamento nos mecanismos de busca é aquele que tem um conteúdo que seja relevante ao título e as meta tags (Descrição e Palavra-Chave). Tão importante quanto ter estes itens relevantes, é ter um conteúdo que agrege valor aos usuários que acessam o site. Uma prática bastante comum porém, não recomendada, é gerar conteúdos com inúmeras ocorrências da mesma palavra-chave. Boas práticas para otimização de websites
  13. 13. 1313 Domínio Procure registrar um domínio que contenha a palavra-chave principal, levando em consideração que a ordem da palavra-chave é relevante. Se por exemplo, a palavra-chave de um determinado site for “notícias”, ele pode ser melhor indexado se sua URL for www.noticiasonline.com.br em vez de www.onlinenoticias.com.br. Dê preferência por uma URL amigável, ou seja, uma que não seja muito extensa e de fácil memorização.
  14. 14. 1414 Conteúdo Relevante É importante fazer uma lista de quais assuntos envolvem o segmento da empresa, e pensar no que o usuário precisa e quer saber. O próximo passo é determinar as palavras-chave que devem estar no texto, as que tenham relação com o assunto principal, pois é através dessas palavras- chave que o site será encontrado e posicionado nos buscadores. Pense em quais termos os clientes geralmente pesquisam e selecione as palavras que definem os principais produtos ou serviços, evitando usar uma grande quantidade de palavras-chave para que o texto não fique cansativo.
  15. 15. 1515 O uso repetido de palavras-chave é conhecido como “Keyword Stuffing” e o site pode ser penalizado por isso. Outra dica importante é utilizar sinônimos e variações das palavras. É fundamental escrever didaticamente, de forma clara, objetiva e explicativa. Quanto mais simples o texto melhor, considerando que objetivo sempre é informar com eficiência. Outro fator relevante é não copiar textos de outros lugares. É necessário um conteúdo original, lembrando que para os mecanismos de busca, um conteúdo relevante é um conteúdo exclusivo.
  16. 16. 1616 Embora a prática de conteúdos com inúmeras ocorrências possa indexar o site mais rapidamente nas páginas de busca, ela não é recomendada. Isto porque se o conteúdo for sem sentido e repetitivo, os bots (robôs de busca) tem capacidade de detectar este tipo de ação e rebaixar o website no posicionamento ou até mesmo excluí-lo dos resultados de pesquisa. Uma técnica utilizada para usar as palavras-chave várias vezes a fim de melhorar o RankPage, mas ocultá-las do texto, é utilizando a propriedade display do CSS com o valor none. Tal técnica é conhecida como texto invisível. No entanto, os robôs de busca também são capazes de detectar este tipo de ação e penalizar o site por isso.
  17. 17. 1717 Título A escolha de um bom título para o site é um dos elementos mais básicos e essenciais para a otimização do site. É o título que irá aparecer, primeiramente, para os usuários quando eles buscarem em sites de busca como o Google ou Bing. Por isso é recomendável evitar títulos vagos ou muito longos – procure usar no máximo 60 caracteres. Para inserir título nas páginas usa-se a tag <title> no código HTML.
  18. 18. 1818 Procure adicionar as principais palavras-chave no começo do título. Repetir várias vezes a principal palavra-chave do título, em vez de ajudar pode atrapalhar - o site pode ser punido pelos buscadores. Procure evitar repetir o título nas páginas, crie um título único para cada página do site. Os buscadores gostam de conteúdo original. Se escrever títulos já utilizados em outros sites, aumenta-se a concorrência, e isto pode prejudicar a indexação do site.
  19. 19. 1919 Meta Tags São comandos implementados no código de páginas web, dentro da área do cabeçalho do site (entre as tags <head> e </head>) para passar instruções a programas externos ou ações mais simples, como por exemplo, informar qual a pessoa responsável pelo desenvolvimento da página. Algumas Meta Tags são utilizadas para passar aos sites de busca instruções sobre a descrição a ser exibida nos resultados de busca e quais páginas devem ou não ser indexadas, dentre outras instruções.
  20. 20. 2020 Exemplo das Meta Tags “author”, “keywords” e “description”.
  21. 21. 2121 Headings H1 – H6 Headings (H1, H2, H3, H4, H5 e H6) são utilizados no documento HTML para destacar títulos e sub-títulos de uma página. H1 é a abreviação do inglês para Header 1 (ou Cabeçalho 1), logo, o mais importante dos Headers. Conceitualmente, o H1 possui um destaque maior, uma fonte maior, e é geralmente o elemento de texto mais visível da página. Assim como na tag <title>, a tag H1 é um importante elemento que os buscadores utilizam para determinar o principal assunto abordado em uma página, visto que o título de uma página normalmente define seu conteúdo.
  22. 22. 2222 Recomenda-se não utilizar muitos H1 por página, sempre focando na palavra- chave principal. Isso dá um claro indício aos mecanismos de busca de qual é a palavra-chave mais importante da página. As demais Headings tags, como H2 e H3, são geralmente utilizadas como sub- títulos de uma página. Em SEO, são um excelente recurso para incluir palavras-chave complementares, ou seja, variações e complementos da palavra-chave principal que não terão uma página exclusiva para ela.
  23. 23. 2323 Links Externos Uma das técnicas que podem melhorar o posicionamento do website nos mecanismos de busca é a de links externos. Trata-se basicamente, de espalhar na Internet o endereço de sua página. Essas indicações estão entre os fatores levados em conta na hora que os buscadores medirem a “reputação” de determinado endereço, pois funcionam como uma “carta de recomendação”. Esses links externos são parte de uma estratégia chamada SEO Off-Page.
  24. 24. 2424 São contabilizados quando o robô de um determinado site de busca visita um site para avaliá-lo: se uma mesma página ganhar muitos links externos (interpretado como muitas recomendações), significa que outros sites confiam naquele conteúdo. Porém, o uso de links externos deve ser feito com critério, pois seu uso excessivo pode ser prejudicial. Há uma medição feita por um site do Google para mostrar a quantidade e qualidade de links externos de um site. Ela é chamada de Page Rank e varia entre 0 e 10. Isto pode ser verificado em http://www.marketingdebusca.com.br/pagerank
  25. 25. 2525 Atributos “alt” e “title” Um tema muito importante para o SEO é a otimização de imagens. As imagens tem os seus atributos que as compõem dentro dos códigos HTML, entre eles o título (title), tamanho (width e height) e o alt (texto alternativo) que é o elemento com maior relevância dentre todos. Os sites de busca ainda não conseguem ler as imagens em um site, porém, eles leem os atributos dessas imagens. Por isso, a grande importância em trabalharmos de forma correta a otimização das imagens no site.
  26. 26. 2626 Além disso é bom ressaltar que as imagens são um dos elementos que mais cativam as pessoas em um site e quando usadas de forma correta e agradável melhoram a experiência do usuário. Dê nomes detalhados e informativos aos seus arquivos de imagem. O nome do arquivo pode fornecer pistas sobre do que se trata a imagem e isto é feito pelo atributo “alt” do elemento <img>. Faça do nome do arquivo uma boa descrição do objeto em questão. Use nomes de arquivos descritivos, pois isso será útil para os usuário. Por exemplo, não deixe as imagens com este tipo de texto alternativo: IMG_6931.JPG.
  27. 27. 2727 Mesmo no caso da imagem da página HTML não ser carregada, o navegador fará a leitura do texto desta imagem. Por essa razão é que o texto alternativo das imagens é importante para os mecanismos de busca, além do fato de melhorar a acessibilidade do website. Exemplo: <img src="images/cb1000.jpg" alt=“moto CB1000" title=“Honda CB1000" /> Ao otimizar as imagens, o objetivo é que o site ofereça aos usuários os melhores e mais relevantes resultados de pesquisa. Seguindo as práticas acima, aumenta-se a probabilidade das páginas serem exibidas nos resultados de pesquisa.
  28. 28. 2828 O que evitar em SEO - Usar frames; - Link (ou botão) para acessar a página inicial; - Criar sites com Flash; - Usar Splash Screen; - Excesso de código Javascript no documento HTML.
  29. 29. 2929 O que não fazer em SEO - Uso de Keyword Stuffing; - Texto invisível; - Vários links na mesma página para um determinado site; - Troca excessiva de links entre sites; - Minisites com conteúdo otimizado com links para um site principal.
  30. 30. 3030 O que fazer em SEO - Conteúdo relevante; - Títulos de páginas descritivos; - Uso correto das Meta Tags; - Colocar texto alternativo para as imagens; - Hierarquia clara e boa navegabilidade; - Troca de links com bom senso; - Links descritivos.
  31. 31. 3131 Existem duas vertentes da otimização de sites. Uma é chamada de White Hat SEO (chapéu branco) e a outra de Black Hat SEO (chapéu preto). Uma segue as diretrizes do Google e demais buscadores, enquanto a outra procura brechas nos algoritmos dos mecanismos de busca para melhorar o seu posicionamento nas páginas de resultado utilizando técnicas "sujas". Black Hat / White Hat
  32. 32. 3232 Black Hat É um termo utilizado para se referir às pessoas ou técnicas que visam atingir um objetivo sem a autorização do órgão, empresa ou pessoa responsável. O Google procura sempre oferecer aos usuários o resultado mais relevante à busca por ele efetuada. No mundo SEO, Black Hat se refere a um conjunto de técnicas que têm o objetivo de manipular as principais variáveis para enganar os mecanismos de busca, oferecendo-lhes, geralmente, conteúdo diferente do proposto.
  33. 33. 3333 O Google afirma identificar grande parte de truques para manipular os seus resultados. De fato, cada vez mais o Googlebot procura "emular" o comportamento das pessoas e, entre os principais mecanismos de pesquisa, é o que melhor realiza essa tarefa. Além disso, o Google oferece um endereço para que webmasters denunciem sites que possam ser considerados spam ou que tenham inflado artificialmente os seus posicionamentos para determinadas palavras-chave. É preciso ter pelo menos um site cadastrado no Google Webmaster Tools para poder acessar essa ferramenta: https://www.google.com/webmasters/tools/spamreport?hl=pt_br.
  34. 34. 3434 White Hat Os sites considerados White Hat seguem via de regra, as diretrizes dos mecanismos de busca para conseguir melhorar o seu posicionamento. Trabalham o conteúdo do site, se engajam em prática de troca de links que sejam coerentes com o seu conteúdo, e não compram links com o simples propósito de subir no posicionamento dos mecanismos de pesquisa. Os resultados obtidos por estes sites costumam demorar um pouco mais para aparecer, mas o risco de ser penalizado pelo Google e desaparecer dele é mínimo.
  35. 35. 3535 1. Silva, Maurício Samy. Criando sites com HTML. São Paulo: Editora Novatec, 2008 2. Souza, Lindeberg Barros. Redes de Computadores. São Paulo: Editora Érica, 2007 3. Guia Prático INTERNET – Editora Europa, 2012 4. Nibbe, Dale A. Resumão – Novo guia da Internet, 2012 5. http://www.seomarketing.com.br 6. http://www.seomarketing.com.br/servicos/servicos-seo.php 7. http://www.oocities.org/tutorialdhtml/abc.htm Referências

×