Biologia Dos vertebrados- EEMAK- Gravatal -SC

346 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
346
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Biologia Dos vertebrados- EEMAK- Gravatal -SC

  1. 1. PORQUINHO DA ÍNDIA
  2. 2. CLASSIFICAÇÃO:  Filo: Chordata  Classe: Mammalia  Ordem: Rodentia  Família: Caviidae
  3. 3. CARACTERÍSTICAS:  Os porquinhos-da-índia vivem de quatro a oito anos e podem reproduzir-se ao longo de todo o ano, gerando dois a seis filhotes por ninhada. Para o primeiro acasalamento, recomenda-se que o macho tenha de três a quatro meses e as fêmeas de três a sete meses (jamais depois de sete meses). O período de gestação é de 59 a 72 dias, sendo a média de 62 dias. O tamanho dos filhotes, ao nascer, é de 7,62 cm. A idade ideal para o desmame é de 3 semanas. Não recomenda-se cruzar os porquinhos-da-índia, pois eles não sentem prazer. Ao invés disso, as fêmeas sofrem na hora de parir, tendo 20% de chances de morrer no parto.  Quando adultos, os machos medem cerca de 25 cm e pesam de 900 a 1200 gramas, enquanto as fêmeas costumam ser menores e mais leves, tendo em média 20 cm e pesando de 700 a 900 gramas.  São vivazes e dóceis, raramente mordendo, a menos que se sintam ameaçados ou perturbados.
  4. 4. ALIMENTAÇÃO:  São alimentados com ração específica para o animal, verduras, legumes e feno, que pode ser substituído pelo capim.  As rações mais recomendadas são Funny Bunny e Presence Cobaia, sendo que a Funny Bunny só pode ser dada até os 6 meses do animal devido a quantidade de cálcio, que mais tarde poderá trazer problemas urinários no animal.  O feno ou capim, são extremamente importantes na alimentação do porquinho-da-índia para desgastar seus dentes, se não for-lhe oferecido nenhum dos dois seus dentes irão crescer continuamente podendo causar sérios problemas.  Os legumes, frutas e verduras (alface em pouca quantidade e não frequente, pois pode lhe causar diarréia e até levar à morte). Retirar as frutas/legumes diariamente quando não ingeridas. As frutas só devem ser dadas duas vezes na semana. Recomenda-se a introdução do brócolis e da couve-flor na sua alimentação, por causa da quantidade de vitamina C que oferecem. Alimentos novos para o animal devem ser- lhe apresentados aos poucos, uma de cada vez, observando-se a reação. Detalhe: a base da alimentação é a água, feno ou capim, ração, legumes e verduras.
  5. 5. HABITAT:  Deve-se ter bastante cuidado com o alojamento do seu animal, um espaço inadequado causara-lhe um mal crescimento. Precisam de um espaço onde possam organizar a sua rotina diária composta de passeios e brincadeiras além da higiene própria. Porquinhos-da-Índia são animais assustados por natureza, então para melhorar o conforto disponibilize uma casinha para que se possam resguardar do frio e de possíveis predadores. Tenha sempre em atenção a exposição perigosa a eventuais predadores como gatos, cães e ratos. A limpeza deve ser semanalmente.  Quanto mais porquinhos-da-índia, mais espaço é necessário. É importante observar o crescimento do animal, pois conforme suas necessidades, você pode ter que aumentar seu espaço (mesmo que só com um porquinho-da-índia), ou adaptar uma casinha para uma casinha maior. O recomendado para um porquinho-da-índia é 0,7 m², para dois são 1 m². Evite rodinhas para exercícios, pois prejudicam a coluna do bichinho; substitua isto por atividades como soltá-lo em um local maior diariamente, com supervisão.
  6. 6. REPRODUÇÃO:  Os porquinhos da índia atingem a maturidade sexual por volta dos três meses.  Mas a idade ideal para a reprodução no macho é aos oito meses e na fêmea é aos cinco meses.  O primeiro cruzamento de uma fêmea deve ser feito antes dos nove meses de idade, pois os ossos da bacia começam a fechar. Se por acaso ela engravidar, as crias podem não conseguir nascer, provocando a morte da mãe.  O cio dos porquinhos dura entre seis a onze dias. Quando ocorre a fecundação, o período de gestação dura entre 68 a 70 dias.  Durante a gestação é conveniente não manusear muito a fêmea pois podem ocorrer partos prematuros.  Quando ocorre o parto a fêmea entra novamente em cio após 6 a 8 horas, sendo conveniente o macho estar separado da fêmea durante o parto e horas seguintes.  As crias já nascem cobertas de pêlos, com os olhos abertos e a andarem.  Os filhotes nascem, em média com 80 gr e quando são desmamados pesam cerca de 230 gr.  A fêmea tem apenas duas mamas. O número de crias é de dois, três ou quatro (em média nascem 2 crias).  O desmame é feito aos vinte dias, excepto se o número de crias for superior, aí o desmame deve ser feito aos trinta dias.  Ao terceiro dia as crias já começam a comer feno e alguma comida para porquinhos. A velocidade de crescimento deve-se ao leite, que é bastante rico em proteínas e gorduras.
  7. 7. CURIOSIDADES:  Porquinhos da Índia amam correr e brincar. Penicilina é tóxica para porquinhos da índia. Porquinhos da Índia podem saltar 30 cm! A temperatura corporal dos porquinhos da índia é de 37,5 C a 38,5 C. A frequência cardíaca deles é de 150 a 380 batimentos por minuto. A freqüência respiratória é de 45-100 movimentos por minuto. Todos os porquinhos têm uma área sem pêlos atrás das orelhas. Fêmeas podem ficar grávidas com 4 semanas de idade. Machos são sexualmente maduros com 3½ semanas de idade. Fêmeas podem ser fecundadas minutos após darem à luz. Porquinhos da Índia tem 4 dedos nas patas dianteiras e 3 dedos nas patas traseiras. O termo usado quando eles pulam e chacoalham de alegria é “popcorning” – pipocar. Os dentes da frente e os molares crescem continuamente.
  8. 8. ESCOLA DE ENSINO MÉDIO ANTÔNIO KNABBEN ALUNA: VANESSA DOS SANTOS DE OLIVEIRA SÉRIE: 2ª 02 DATA: 03/10/2013 PROFESSOR: THIAGO

×