SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
www.iamspesaude.com.br www.gagueira.org.br
Realização Nacional:
Informações:
www.cefac.br www.medicina.ufrj.br
GAGUEIRA NÃO TEM GRAÇA.
TEM TRATAMENTO.
Na semana de 19 a 26 de outubro, ocorrerão eventos em todo o Brasil para
comemorar o "Dia Internacional de Atenção à Gagueira".
Informe-se sobre os que serão realizados na sua cidade.
Patrocínio: Apoio:
Realização Regional:
Na grande maioria dos casos, a gagueira inicia na infância. Ainda existe a
crença errônea de que a gagueira resolve-se por si só e que nenhuma
intervenção se faz necessária. Muitas vezes, os pais são orientados a fazer de
conta que nada está acontecendo, a "esperar que passa" ou a pressionar o
filho para falar sem gaguejar. Nenhuma dessas atitudes é, de fato,
recomendada.
A gagueira é um distúrbio de fluência, caracterizada por repetições,
alongamentos ou bloqueios de sons ou de sílabas ou pela evitação dessas
disfluências. É causada provavelmente por um mau funcionamento de áreas
do cérebro relacionadas à temporalização da fala. Sendo assim, a criança não
gagueja porque quer, para chamar a atenção dos pais, porque está com
ciúmes do irmão ou porque é muito cobrada pelos pais.
Em boa parte dos casos, a gagueira regride espontaneamente em até um ano
após o início dos primeiros sintomas. Entretanto, para algumas crianças, a
tendência é que a gagueira persista indefinidamente e se torne crônica. Por
isso, é fortemente recomendado que os pais procurem um fonoaudiólogo
especializado em gagueira assim que o distúrbio surgir. O fonoaudiólogo
avaliará a fala da criança e poderá estimar se é mais alta a probabilidade de a
gagueira regredir espontaneamente ou de cronificar-se.
·Se a maior probabilidade for de remissão espontânea, os pais serão
esclarecidos e orientados sobre como interagir com a criança de
forma a promover a fluência da fala.
·Se a maior probabilidade for de cronificação, o tratamento pode ser
imediatamente iniciado. A intervenção precoce é muito mais efetiva
do que a intervenção tardia. Devido à grande plasticidade do cérebro
infantil, os resultados do tratamento são melhores e mais rápidos.
Além disso, o impacto emocional e social da gagueira (tanto para a
criança, quanto para seus pais) é bastante minimizado.
Por isso, se o seu filho gagueja, não há por que esperar. Não existe idade
mínima para se procurar ajuda profissional. Procure um fonoaudiólogo
especializado em gagueira assim que os sintomas da gagueira forem
percebidos. O tratamento da gagueira é muito eficaz se realizado
precocemente e por um profissional especializado. A comunicação é um
direito fundamental do ser humano.
Maiores informações nos seguintes sites:
CEFAC - Saúde e Educação:
HSPE - Hospital do Servidor Público Estadual:
IBF - Instituto Brasileiro de Fluência:
FM-UFRJ - Curso de Fonoaudiologia da Faculdade de Medicina da Universidade
Federal do Rio de Janeiro:
http://www.cefac.br
http://www.iamspesaude.com.br
http://www.gagueira.org.br
http://www.medicina.ufrj.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

gravidez na adolescência
gravidez na adolescênciagravidez na adolescência
gravidez na adolescênciaRafaelage
 
Relações sexuais durante os tratamentos de reprodução
Relações sexuais durante os tratamentos de reproduçãoRelações sexuais durante os tratamentos de reprodução
Relações sexuais durante os tratamentos de reproduçãoMalo Clinic - Ginemed
 
Paternidade e Maternidade responsável
Paternidade  e Maternidade responsávelPaternidade  e Maternidade responsável
Paternidade e Maternidade responsávelfamiliaregsul4
 
Grupo raquel v1
Grupo raquel v1Grupo raquel v1
Grupo raquel v1fcivic
 
Crescimento infantil
Crescimento infantilCrescimento infantil
Crescimento infantilbecresforte
 

Mais procurados (11)

gravidez na adolescência
gravidez na adolescênciagravidez na adolescência
gravidez na adolescência
 
Gravidez
GravidezGravidez
Gravidez
 
Enriqueça o cérebro
Enriqueça o cérebroEnriqueça o cérebro
Enriqueça o cérebro
 
Relações sexuais durante os tratamentos de reprodução
Relações sexuais durante os tratamentos de reproduçãoRelações sexuais durante os tratamentos de reprodução
Relações sexuais durante os tratamentos de reprodução
 
A crianca e o sono
A crianca e o sonoA crianca e o sono
A crianca e o sono
 
Paternidade e Maternidade responsável
Paternidade  e Maternidade responsávelPaternidade  e Maternidade responsável
Paternidade e Maternidade responsável
 
Duvidas sobre a fertilidade
Duvidas sobre a fertilidadeDuvidas sobre a fertilidade
Duvidas sobre a fertilidade
 
Seu filho gagueja sp
Seu filho gagueja   spSeu filho gagueja   sp
Seu filho gagueja sp
 
Grupo raquel v1
Grupo raquel v1Grupo raquel v1
Grupo raquel v1
 
Seu filho gagueja
Seu filho gaguejaSeu filho gagueja
Seu filho gagueja
 
Crescimento infantil
Crescimento infantilCrescimento infantil
Crescimento infantil
 

Semelhante a Importância do tratamento precoce da gagueira

Gagueira, tratamento, sintomas, famosos gagos.
Gagueira, tratamento, sintomas, famosos gagos.Gagueira, tratamento, sintomas, famosos gagos.
Gagueira, tratamento, sintomas, famosos gagos.Katherine Stübbe
 
Síndrome cri - du - chat
 Síndrome  cri - du - chat Síndrome  cri - du - chat
Síndrome cri - du - chatJessica Oyie
 
Apresentação gagueira
Apresentação gagueiraApresentação gagueira
Apresentação gagueiraMarcos Firme
 
Coleção primeira infância folheto 11 o ritmo da criança
Coleção primeira infância   folheto 11 o ritmo da criançaColeção primeira infância   folheto 11 o ritmo da criança
Coleção primeira infância folheto 11 o ritmo da criançaAline Melo de Aguiar
 
Palestra autismo amai 03.04.2015
Palestra autismo amai 03.04.2015Palestra autismo amai 03.04.2015
Palestra autismo amai 03.04.2015ClinicaAssis
 
Sindromedown Grupo F Rs 01
Sindromedown Grupo F Rs 01Sindromedown Grupo F Rs 01
Sindromedown Grupo F Rs 01marlidf
 
Guia de-treinamento-para-os-cuidados-com-os-dentes
Guia de-treinamento-para-os-cuidados-com-os-dentesGuia de-treinamento-para-os-cuidados-com-os-dentes
Guia de-treinamento-para-os-cuidados-com-os-dentespaula8933
 
Manual Autismo Guia treinamento para_os_cuidados_com_os_dentes
Manual Autismo Guia treinamento para_os_cuidados_com_os_dentesManual Autismo Guia treinamento para_os_cuidados_com_os_dentes
Manual Autismo Guia treinamento para_os_cuidados_com_os_dentesCaminhos do Autismo
 
Pl dispõe sobre a obrigatoriedade do teste da linguinha nos recém-nascidos e ...
Pl dispõe sobre a obrigatoriedade do teste da linguinha nos recém-nascidos e ...Pl dispõe sobre a obrigatoriedade do teste da linguinha nos recém-nascidos e ...
Pl dispõe sobre a obrigatoriedade do teste da linguinha nos recém-nascidos e ...drtaylorjr
 
testelinguinha_2014_livro.pdf
testelinguinha_2014_livro.pdftestelinguinha_2014_livro.pdf
testelinguinha_2014_livro.pdfSMSGRANJAMARCIO
 

Semelhante a Importância do tratamento precoce da gagueira (20)

Seu filho gagueja.
Seu filho gagueja.Seu filho gagueja.
Seu filho gagueja.
 
Seu filho gagueja
Seu filho gaguejaSeu filho gagueja
Seu filho gagueja
 
Gagueira, tratamento, sintomas, famosos gagos.
Gagueira, tratamento, sintomas, famosos gagos.Gagueira, tratamento, sintomas, famosos gagos.
Gagueira, tratamento, sintomas, famosos gagos.
 
Síndrome cri - du - chat
 Síndrome  cri - du - chat Síndrome  cri - du - chat
Síndrome cri - du - chat
 
Apresentação gagueira
Apresentação gagueiraApresentação gagueira
Apresentação gagueira
 
Coleção primeira infância folheto 11 o ritmo da criança
Coleção primeira infância   folheto 11 o ritmo da criançaColeção primeira infância   folheto 11 o ritmo da criança
Coleção primeira infância folheto 11 o ritmo da criança
 
Palestra autismo amai 03.04.2015
Palestra autismo amai 03.04.2015Palestra autismo amai 03.04.2015
Palestra autismo amai 03.04.2015
 
Sindromedown Grupo F Rs 01
Sindromedown Grupo F Rs 01Sindromedown Grupo F Rs 01
Sindromedown Grupo F Rs 01
 
Como estimular o seu bebê
Como estimular o seu bebêComo estimular o seu bebê
Como estimular o seu bebê
 
Autismo
AutismoAutismo
Autismo
 
Autismo
AutismoAutismo
Autismo
 
1.questões.pdf
1.questões.pdf1.questões.pdf
1.questões.pdf
 
Triagem Auditiva Neonatal (TAN) em Maternidades
Triagem Auditiva Neonatal (TAN) em MaternidadesTriagem Auditiva Neonatal (TAN) em Maternidades
Triagem Auditiva Neonatal (TAN) em Maternidades
 
Sindrome de-down everton
Sindrome de-down evertonSindrome de-down everton
Sindrome de-down everton
 
Guia de-treinamento-para-os-cuidados-com-os-dentes
Guia de-treinamento-para-os-cuidados-com-os-dentesGuia de-treinamento-para-os-cuidados-com-os-dentes
Guia de-treinamento-para-os-cuidados-com-os-dentes
 
Manual Autismo Guia treinamento para_os_cuidados_com_os_dentes
Manual Autismo Guia treinamento para_os_cuidados_com_os_dentesManual Autismo Guia treinamento para_os_cuidados_com_os_dentes
Manual Autismo Guia treinamento para_os_cuidados_com_os_dentes
 
Pl dispõe sobre a obrigatoriedade do teste da linguinha nos recém-nascidos e ...
Pl dispõe sobre a obrigatoriedade do teste da linguinha nos recém-nascidos e ...Pl dispõe sobre a obrigatoriedade do teste da linguinha nos recém-nascidos e ...
Pl dispõe sobre a obrigatoriedade do teste da linguinha nos recém-nascidos e ...
 
Sindrome de-down (1)
Sindrome de-down (1)Sindrome de-down (1)
Sindrome de-down (1)
 
testelinguinha_2014_livro.pdf
testelinguinha_2014_livro.pdftestelinguinha_2014_livro.pdf
testelinguinha_2014_livro.pdf
 
Apostila chupeta
Apostila chupetaApostila chupeta
Apostila chupeta
 

Mais de adrianomedico

Um processo de terapia para a gagueira
Um processo de terapia para a gagueiraUm processo de terapia para a gagueira
Um processo de terapia para a gagueiraadrianomedico
 
Um ensaio sobre a gagueira
Um ensaio sobre a gagueiraUm ensaio sobre a gagueira
Um ensaio sobre a gagueiraadrianomedico
 
Tratamento farmacológico da gagueira
Tratamento farmacológico da gagueiraTratamento farmacológico da gagueira
Tratamento farmacológico da gagueiraadrianomedico
 
Problemas na fala atrapalham carreira de reis e plebeus
Problemas na fala atrapalham carreira de reis e plebeusProblemas na fala atrapalham carreira de reis e plebeus
Problemas na fala atrapalham carreira de reis e plebeusadrianomedico
 
Perfil de sujeitos gagos que participam de comunidades virtuais como apoio so...
Perfil de sujeitos gagos que participam de comunidades virtuais como apoio so...Perfil de sujeitos gagos que participam de comunidades virtuais como apoio so...
Perfil de sujeitos gagos que participam de comunidades virtuais como apoio so...adrianomedico
 
Para quem a escola gagueja
Para quem a escola gaguejaPara quem a escola gagueja
Para quem a escola gaguejaadrianomedico
 
Gagueira tem tratamento
Gagueira tem tratamentoGagueira tem tratamento
Gagueira tem tratamentoadrianomedico
 
Gagueira não é emocional
Gagueira não é emocionalGagueira não é emocional
Gagueira não é emocionaladrianomedico
 
Gagueira e núcleos da base
Gagueira e núcleos da baseGagueira e núcleos da base
Gagueira e núcleos da baseadrianomedico
 
Gagueira e disfluência geral
Gagueira e disfluência   geralGagueira e disfluência   geral
Gagueira e disfluência geraladrianomedico
 
Gagueira e dificuldade de aprendizagem
Gagueira e dificuldade de aprendizagemGagueira e dificuldade de aprendizagem
Gagueira e dificuldade de aprendizagemadrianomedico
 
Gagueira estudo molecular dos genes g
Gagueira   estudo molecular dos genes gGagueira   estudo molecular dos genes g
Gagueira estudo molecular dos genes gadrianomedico
 
Gagueira disfluência
Gagueira   disfluênciaGagueira   disfluência
Gagueira disfluênciaadrianomedico
 
Gagueira a teoria na prática
Gagueira   a teoria na práticaGagueira   a teoria na prática
Gagueira a teoria na práticaadrianomedico
 
Fatores de risco na gagueira
Fatores de risco na gagueiraFatores de risco na gagueira
Fatores de risco na gagueiraadrianomedico
 
Estudo molecular dos genes da gagueira
Estudo molecular dos genes da gagueiraEstudo molecular dos genes da gagueira
Estudo molecular dos genes da gagueiraadrianomedico
 
Especialista recomenda tratamento diferenciado para gagueira
Especialista recomenda tratamento diferenciado para gagueiraEspecialista recomenda tratamento diferenciado para gagueira
Especialista recomenda tratamento diferenciado para gagueiraadrianomedico
 
Disfemia o tartamudez
Disfemia o tartamudezDisfemia o tartamudez
Disfemia o tartamudezadrianomedico
 

Mais de adrianomedico (20)

Um processo de terapia para a gagueira
Um processo de terapia para a gagueiraUm processo de terapia para a gagueira
Um processo de terapia para a gagueira
 
Um ensaio sobre a gagueira
Um ensaio sobre a gagueiraUm ensaio sobre a gagueira
Um ensaio sobre a gagueira
 
Tratamento farmacológico da gagueira
Tratamento farmacológico da gagueiraTratamento farmacológico da gagueira
Tratamento farmacológico da gagueira
 
Problemas na fala atrapalham carreira de reis e plebeus
Problemas na fala atrapalham carreira de reis e plebeusProblemas na fala atrapalham carreira de reis e plebeus
Problemas na fala atrapalham carreira de reis e plebeus
 
Perfil de sujeitos gagos que participam de comunidades virtuais como apoio so...
Perfil de sujeitos gagos que participam de comunidades virtuais como apoio so...Perfil de sujeitos gagos que participam de comunidades virtuais como apoio so...
Perfil de sujeitos gagos que participam de comunidades virtuais como apoio so...
 
Para quem a escola gagueja
Para quem a escola gaguejaPara quem a escola gagueja
Para quem a escola gagueja
 
Genes da gagueira
Genes da gagueiraGenes da gagueira
Genes da gagueira
 
Gagueira tem tratamento
Gagueira tem tratamentoGagueira tem tratamento
Gagueira tem tratamento
 
Gagueira não é emocional
Gagueira não é emocionalGagueira não é emocional
Gagueira não é emocional
 
Gagueira infantil
Gagueira infantilGagueira infantil
Gagueira infantil
 
Gagueira e núcleos da base
Gagueira e núcleos da baseGagueira e núcleos da base
Gagueira e núcleos da base
 
Gagueira e disfluência geral
Gagueira e disfluência   geralGagueira e disfluência   geral
Gagueira e disfluência geral
 
Gagueira e dificuldade de aprendizagem
Gagueira e dificuldade de aprendizagemGagueira e dificuldade de aprendizagem
Gagueira e dificuldade de aprendizagem
 
Gagueira estudo molecular dos genes g
Gagueira   estudo molecular dos genes gGagueira   estudo molecular dos genes g
Gagueira estudo molecular dos genes g
 
Gagueira disfluência
Gagueira   disfluênciaGagueira   disfluência
Gagueira disfluência
 
Gagueira a teoria na prática
Gagueira   a teoria na práticaGagueira   a teoria na prática
Gagueira a teoria na prática
 
Fatores de risco na gagueira
Fatores de risco na gagueiraFatores de risco na gagueira
Fatores de risco na gagueira
 
Estudo molecular dos genes da gagueira
Estudo molecular dos genes da gagueiraEstudo molecular dos genes da gagueira
Estudo molecular dos genes da gagueira
 
Especialista recomenda tratamento diferenciado para gagueira
Especialista recomenda tratamento diferenciado para gagueiraEspecialista recomenda tratamento diferenciado para gagueira
Especialista recomenda tratamento diferenciado para gagueira
 
Disfemia o tartamudez
Disfemia o tartamudezDisfemia o tartamudez
Disfemia o tartamudez
 

Importância do tratamento precoce da gagueira

  • 1. www.iamspesaude.com.br www.gagueira.org.br Realização Nacional: Informações: www.cefac.br www.medicina.ufrj.br GAGUEIRA NÃO TEM GRAÇA. TEM TRATAMENTO. Na semana de 19 a 26 de outubro, ocorrerão eventos em todo o Brasil para comemorar o "Dia Internacional de Atenção à Gagueira". Informe-se sobre os que serão realizados na sua cidade. Patrocínio: Apoio: Realização Regional:
  • 2. Na grande maioria dos casos, a gagueira inicia na infância. Ainda existe a crença errônea de que a gagueira resolve-se por si só e que nenhuma intervenção se faz necessária. Muitas vezes, os pais são orientados a fazer de conta que nada está acontecendo, a "esperar que passa" ou a pressionar o filho para falar sem gaguejar. Nenhuma dessas atitudes é, de fato, recomendada. A gagueira é um distúrbio de fluência, caracterizada por repetições, alongamentos ou bloqueios de sons ou de sílabas ou pela evitação dessas disfluências. É causada provavelmente por um mau funcionamento de áreas do cérebro relacionadas à temporalização da fala. Sendo assim, a criança não gagueja porque quer, para chamar a atenção dos pais, porque está com ciúmes do irmão ou porque é muito cobrada pelos pais. Em boa parte dos casos, a gagueira regride espontaneamente em até um ano após o início dos primeiros sintomas. Entretanto, para algumas crianças, a tendência é que a gagueira persista indefinidamente e se torne crônica. Por isso, é fortemente recomendado que os pais procurem um fonoaudiólogo especializado em gagueira assim que o distúrbio surgir. O fonoaudiólogo avaliará a fala da criança e poderá estimar se é mais alta a probabilidade de a gagueira regredir espontaneamente ou de cronificar-se. ·Se a maior probabilidade for de remissão espontânea, os pais serão esclarecidos e orientados sobre como interagir com a criança de forma a promover a fluência da fala. ·Se a maior probabilidade for de cronificação, o tratamento pode ser imediatamente iniciado. A intervenção precoce é muito mais efetiva do que a intervenção tardia. Devido à grande plasticidade do cérebro infantil, os resultados do tratamento são melhores e mais rápidos. Além disso, o impacto emocional e social da gagueira (tanto para a criança, quanto para seus pais) é bastante minimizado. Por isso, se o seu filho gagueja, não há por que esperar. Não existe idade mínima para se procurar ajuda profissional. Procure um fonoaudiólogo especializado em gagueira assim que os sintomas da gagueira forem percebidos. O tratamento da gagueira é muito eficaz se realizado precocemente e por um profissional especializado. A comunicação é um direito fundamental do ser humano. Maiores informações nos seguintes sites: CEFAC - Saúde e Educação: HSPE - Hospital do Servidor Público Estadual: IBF - Instituto Brasileiro de Fluência: FM-UFRJ - Curso de Fonoaudiologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro: http://www.cefac.br http://www.iamspesaude.com.br http://www.gagueira.org.br http://www.medicina.ufrj.br