SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 37
1
Cefac 2015
“50 Anos”
Expositora
Evangelho Segundo o Espiritismo cap: lX
2
SIGNIFICADO
“ PACIÊNCIA”
VIRTUDE QUE
CONSISTE EM
SUPORTA
DORES ,
INFORTUNIOS ...
REGNAÇÃO EM
TRABALHOS LONGOS
E DÍFICEIS.
VANIA SILVA cefac 2015
3
“Paciência, a virtude esquecida”
Grandes débitos espirituais têm sido
adquiridos por pequenos motivos que
geram desavenças familiares,discussões
em bares ou no trânsito,que por vezes
acabam em pancadaria ou morte (...)
REVISTA O ESPÍRITA SETEMBRO/DEZEMBRO 2008.
A dinâmica da vida moderna favorece a
irritabilidade e a agressividade nas
relações interpessoais.
VANIA SILVA cefac 2015
4
As crianças são
educadas para
ter paciência?
Uma criança
impaciente vai
ser um adulto
impaciente?
A paciência e as crianças
VANIA SILVA cefac 2015
Um famoso senhor com poder de decisão,
gritou com um diretor da sua empresa,
porque estava com ódio naquele
momento.
O diretor, chegando em casa, gritou com
sua esposa, acusando-a de que estava
gastando demais, porque havia um bom e
farto almoço à mesa.
O CÍRCULO DA IMPACIÊNCIA
VANIA SILVA cefac 2015
5
O cachorrinho saiu
correndo, e mordeu
uma senhora que ia
passando pela rua,
porque estava
atrapalhando sua
saída pelo portão.
Sua esposa gritou com a empregada que
quebrou um prato.
A empregada chutou o cachorrinho no
qual tropeçara.
6VANIA SILVA cefac 2015
Essa senhora foi à
farmácia para tomar
vacina e fazer um
curativo, e gritou com o
farmacêutico, porque a
vacina doeu ao ser-lhe
aplicada.
O farmacêutico,
chegando à casa, gritou
com sua mãe, porque o
jantar não estava do seu
agrado. 7
VANIA SILVA cefac 2015
Você trabalha muito, está
cansado e precisa de uma
boa noite de sono.
Vou trocar os lençóis da
sua cama por outros bem
limpinhos e cheirosos para
que você descanse bem.
Amanhã você sentir-se-à
melhor.”
8
Sua mãe, tolerante, um manancial de
amor e perdão, afagou-lhe seus cabelos e
beijou-o na testa, dizendo-lhe:
“Filho querido, prometo-lhe que amanhã
farei os seus doces favoritos.
VANIA SILVA cefac 2015
Naquele momento,
rompeu o círculo do
ódio e da
impaciência,
porque esbarrou
com a tolerância, a
paciência ,a doçura,
e o AMOR… 9
E abençoou-o, retirando-se e
deixando-o sozinho com os seus
pensamentos…
VANIA SILVA cefac 2015
10
BEM AVENTURADOS OS BRANDOS E PACÍFICOS.
(Cap. IX ESE)
O mundo está cheio dessas pessoas que tem o sorriso
nos lábios e o veneno no coração;que são
brandas,contanto que nada as machuque,mas que
mordem à menor contrariedade (...)
São as pessoas do pavio curto. Explodem por qualquer coisa e
ainda dizem:
“ sou bom demais,mas não pisem no calo senão....”
VANIA SILVA cefac 2015
Jesus faz da doçura da
moderação,da mansuetude,
da afabilidade e da paciência
uma lei; condena,por
conseguinte,a violência, a
cólera e mesmo toda
expressão descortês com
respeito ao semelhante.
VANIA SILVA cefac 2015
11
A essa classe pertencem
ainda esses homens benignos
por fora e que tiranos
domésticos,fazem sofrer,sua
família e seus
subordinados(...)
Eles ainda dizem: aqui eu mando e
sou obedecido, ou seria; aqui eu
mando e sou odiado?
São os assassinos da paz.
BEM AVENTURADOS OS BRANDOS E PACÍFICOS.
(Cap. IX ESE)
12
A paciência deve ser um
dos objetivos do espírito
para atingir a sua
iluminação interior.
Para isso ela precisa ser
exercitada e desenvolvida.
Não te zangues com aqueles
que são mais fracos do que
tu, nem os olhes com
superioridade.
BEM AVENTURADOS OS BRANDOS E PACÍFICOS.
(Cap. IX ESE)
VANIA SILVA cefac 2015
13
•Tenta aceitar com calma as
contrariedades que vais
encontrando pelo caminho. Vê
também o seu lado positivo!
Ajudar-te-ão a crescer.
•Como Conquistar a Paciência?
•“Não vos inquieteis, pois, pelo dia
de amanhã, porque o dia de amanhã
cuidará de si mesmo. Basta a cada
dia o seu mal”.
(Jesus)
BEM AVENTURADOS OS BRANDOS E PACÍFICOS.
(Cap. IX ESE)
VANIA SILVA cefac 2015
14
1) A descoberta do EU
(Quem sou?
de onde vim?
Para onde vou?).
SUGESTÕES EM 3 PASSOS:
2) O enriquecimento do EU
(Conhecer para ser).
3 ) A vivência
(Aplicação de toda
ética e moral,
iluminando nosso
interior):
VANIA SILVA cefac 2015
15
O martelo ,realmente
colabora nos primores da
estátua,mas não pode
golpear a pedra
indiscriminadamente.
Quem ensina com sinceridade,
naturalmente aprendeu as
lições atravessando
obstáculos duros.
PÃO NOSSO 179.
VANIA SILVA cefac 2015
Postura de aprendiz
(Entender que o processo evolutivo é
constante).
16
VANIA SILVA cefac 2015
Observação de si mesmo
(Conhecimento de nossas emoções, qual a verdadeira
razão que me fez agir desse ou daquele modo?).
Aceitar nossa porção amarga
é o primeiro passo para
nossa transformação, sem
fugirmos para novo
local,emprego ou novos
afetos(...)
De onde mim vem tanta
irritação?
Aprender a dar nomes aos
sentimentos
17
Deixar certos hábitos,
“manias”, pensamentos,
que nos tiram a paz.
Buscar atividades que
estimulem a serenidade e
a calma.
VANIA SILVA cefac 2015
Renúncia
(seletividade de costumes, atos e pensamentos).
18
Aceitação
(não instaurar um processo de auto cobranças
injustas).
O transtorno dos perfeccionista é não se aceitarem
como espíritos falíveis (...) Ás vezes os
perfeccionistas podem até pensar, mas não
admitem:
“se eu fracassar,vão me criticar”,
em outras ocasiões,insistem em dizer que “não
pensam assim”, demonstrando, porém,o
contrário,pois ficam profundamente
descontrolados quando cometem algum erro.
RENOVANDO ATITUDES “PERFEIÇÃO VERSUS PERFECCIONISMO”
VANIA SILVA cefac 2015
19
Auto perdão
(aceitando-se fica mais fácil a prática do perdão).
À medida que perdoamos nossos
desacertos,começamos também a perdoar as faltas
dos outros(...)
O autoperdão nos conduz à aceitação plena de
nossas potencialidades ainda não desenvolvidas
-seja de natureza intelectual
-seja de natureza psíquica e emocional.
OS PRAZERS DA ALMA “PERDÃO”
VANIA SILVA cefac 2015
20
Precisamos aprender com a natureza a habilidade de
equilibrar e realizar tarefas numa silenciosa
quietude,pois a impetuosidade e a afobação que
muitas vezes demonstramos podem destruir em
minutos o que levamos anos para construir.
Os prazeres da alma “PACIÊNCIA”
VANIA SILVA cefac 2015
Vigilância
(Cuidado com ávida mental).
21
Oração
(terapia da mente)
VANIA SILVA cefac 2015
“Trata se do estudo do Evangelho de
Jesus em reunião familiar”
“O culto doméstico do Evangelho é a
fonte real da medicina
preventiva,sustentando as bases do
equilíbrio físico-psíquico”
“O culto do Evangelho,em qualquer
parte, é fonte de abençoada riqueza
espiritual,preservando –nos os
alicerces do equilíbrio psicossomático”
O que é Evangelho no lar?
22
Amor incondicional
(O amor a si mesmo leva a auto iluminação)
VANIA SILVA cefac 2015
23
Amar
fraternalmente
VANIA SILVA cefac 2015
24
Educar e dominar a vontade
E, para que nos
edifiquemos
nessa claridade
divina, faz-se
mister educar a
vontade.
VANIA SILVA cefac 2015
25
Discipline-se a cada minuto de sua existência.
Contenha seus impulsos súbitos
Como, porém, obter a serenidade, quando somos
impulsivos por vocação ou por hábito?
Justo lembrar que assim como nos acomodamos,
obedientes, para ouvir o professor trazido a
ensinar-nos, é forçoso igualmente assentar a
emotividade, na carteira do raciocínio, a fim de
educá-la, educando-nos; e, aplicando os princípios
de fraternidade e de amor que abraçamos,
convidaremos os nossos próprios sentidos à
necessária renovação.
Feito isso, perceberemos que todo instante de
turvação ou desequilíbrio, é instrumento de teste
para avaliação de nosso próprio aproveitamento.
VANIA SILVA cefac 2015
26
Esquecer os hábitos milenares das queixas
Curando –se de
enfermidades-psíquicas
seculares que nos
acompanham através das
vidas sucessivas, quais
sejam as de
abandonarmos o esforço
próprio, de adotarmos a
indiferença e de nos
queixarmos das forças
exteriores, quando o mal
reside em nós mesmos.
VANIA SILVA cefac 2015
27
Usar da tolerância esclarecida
É com a iluminização
espiritual do nosso íntimo
que adquirimos esses
valores sagrados da
tolerância.
VANIA SILVA cefac 2015
Finalizando
28
VANIASILVAcefac2015
29
•Um de meus amigos ia toda quinta-feira a noite a
uma piscina coberta.
•Ele sempre via ali um homem que lhe chamava a
atenção: ele tinha o costume de correr até a água e
molhar só o dedão do pé.
•Depois subia no trampolim mais alto e com um
esplêndido salto mergulhava na água.
•Era um excelente nadador. Não era de estranhar,
pois, que meu amigo ficasse intrigado com esse
costume de molhar o dedão antes de saltar na água.
•Um dia tomou coragem e perguntou-lhe a razão
daquele hábito.
VANIASILVAcefac2015
30
O homem sorriu e respondeu:
“Sim, eu tenho um motivo para
fazer isso. Há alguns anos, eu era
professor de natação de um grupo
de homens. Meu trabalho era
ensina-los a nadar e a saltar de
trampolim.
VANIASILVAcefac2015
31
Certa noite não conseguia dormir e
fui à piscina para nadar um pouco;
sendo o professor de natação, eu
tinha uma chave para entrar no
clube.
“Não acendi a luz porque conhecia
bem o lugar. A luz da lua brilhava
através do teto de vidro.
VANIASILVAcefac2015
32
Quando estava sobre o trampolim,
vi minha sombra na parede em
frente. Com os braços abertos,
minha silhueta formava uma
magnifica cruz.
Em vez de saltar, fiquei ali
parado, contemplando
aquela imagem.”
O professor de natação
continuou:
VANIASILVAchefa2015
33
“Nesse momento, pensei na cruz
de Jesus Cristo e em seu
significado. Eu não era um
cristão, mas quando criança
aprendi um cântico cujas
palavras me vieram a mente e
me fizeram recordar que Jesus
tinha morrido para nos salvar
por meio de seu precioso
sangue.
VANIASILVAcefac2015
34
“Não sei quanto tempo fiquei parado sobre o
trampolim com os braços estendidos e nem
compreendo por que não pulei na água.
Finalmente voltei, desci do trampolim e fui até
a escada para mergulhar na água. Desci a
escada e meus pés tocaram o piso duro e liso …
na noite anterior haviam esvaziado a piscina e
eu não tinha percebido!”
“Tremi todo e senti um calafrio na espinha.
VANIASILVAcefac2015
35
Se eu tivesse saltado, seria meu último salto.
Naquela noite, a imagem da cruz na parede
salvou a minha vida. Fiquei tão agradecido a
Deus – que por me amar permitiu que eu
continuasse vivo – me ajoelhei na beira da
piscina. Tomei consciência de que não
somente a minha vida física, mas minha
alma também precisava ser salva.
VANIASILVAcefac2015
36
“Naquela noite fui salvo duas vezes,
física e espiritualmente. Agora tenho um
corpo sadio, porém o mais importante é
que sou eternamente salvo. Talvez agora
você compreenda porque eu molho o
dedão antes de saltar na água”.
Para que isso acontecesse, foi
necessária outra cruz, aquela na
qual Jesus morreu para nos salvar.
Ele me salvou quando confessei os
meus pecados e me entreguei a
Ele.”
VANIASILVAcefac2015
37
BOA
NOITE !

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lei de Liberdade- Responsabilidade-Causa e Efeito
Lei de Liberdade- Responsabilidade-Causa e EfeitoLei de Liberdade- Responsabilidade-Causa e Efeito
Lei de Liberdade- Responsabilidade-Causa e EfeitoM.R.L
 
Resenha espirita on line 149
Resenha espirita on line 149Resenha espirita on line 149
Resenha espirita on line 149MRS
 
Evangeliza - Compromissos para com a vida
Evangeliza - Compromissos para com a vidaEvangeliza - Compromissos para com a vida
Evangeliza - Compromissos para com a vidaAntonino Silva
 
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alvesBem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alvesClea Alves
 
Beume xx (3)
Beume xx (3)Beume xx (3)
Beume xx (3)decoumsm
 
O conhecimento de si mesmo e do outro
O conhecimento de si mesmo e do outroO conhecimento de si mesmo e do outro
O conhecimento de si mesmo e do outroEzeglair de Souza
 
Fora Caridade não existe Salvação - A Caridade Horizontal e Caridade Vertical
Fora Caridade não existe Salvação - A Caridade Horizontal e Caridade VerticalFora Caridade não existe Salvação - A Caridade Horizontal e Caridade Vertical
Fora Caridade não existe Salvação - A Caridade Horizontal e Caridade VerticalADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV. Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV. PatiSousa1
 
Aulas da vida (psicografia chico xavier espiritos diversos)
Aulas da vida (psicografia chico xavier   espiritos diversos)Aulas da vida (psicografia chico xavier   espiritos diversos)
Aulas da vida (psicografia chico xavier espiritos diversos)Fernando Moraes
 
Reunião de balanço 2012
Reunião de balanço 2012Reunião de balanço 2012
Reunião de balanço 2012ensantidade
 
A maldição dos bonzinhos jacqui marson
A maldição dos bonzinhos   jacqui marsonA maldição dos bonzinhos   jacqui marson
A maldição dos bonzinhos jacqui marsonCecilia Dagnolo
 
Manifestação da mente de deus
Manifestação da mente de deusManifestação da mente de deus
Manifestação da mente de deusAlice Negrão
 
Evangeliza - Bem aventurados os que tem os olhos fechados
Evangeliza - Bem aventurados os que tem os olhos fechadosEvangeliza - Bem aventurados os que tem os olhos fechados
Evangeliza - Bem aventurados os que tem os olhos fechadosAntonino Silva
 

Mais procurados (18)

Lei de Liberdade- Responsabilidade-Causa e Efeito
Lei de Liberdade- Responsabilidade-Causa e EfeitoLei de Liberdade- Responsabilidade-Causa e Efeito
Lei de Liberdade- Responsabilidade-Causa e Efeito
 
Resenha espirita on line 149
Resenha espirita on line 149Resenha espirita on line 149
Resenha espirita on line 149
 
Evangeliza - Compromissos para com a vida
Evangeliza - Compromissos para com a vidaEvangeliza - Compromissos para com a vida
Evangeliza - Compromissos para com a vida
 
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alvesBem aventurados misericordiosos ii- clea alves
Bem aventurados misericordiosos ii- clea alves
 
Beume xx (3)
Beume xx (3)Beume xx (3)
Beume xx (3)
 
O conhecimento de si mesmo e do outro
O conhecimento de si mesmo e do outroO conhecimento de si mesmo e do outro
O conhecimento de si mesmo e do outro
 
Fora Caridade não existe Salvação - A Caridade Horizontal e Caridade Vertical
Fora Caridade não existe Salvação - A Caridade Horizontal e Caridade VerticalFora Caridade não existe Salvação - A Caridade Horizontal e Caridade Vertical
Fora Caridade não existe Salvação - A Caridade Horizontal e Caridade Vertical
 
Estudos do evangelho 20
Estudos do evangelho 20Estudos do evangelho 20
Estudos do evangelho 20
 
Primeiro Passo 2013
Primeiro Passo 2013Primeiro Passo 2013
Primeiro Passo 2013
 
Promessas de AA
Promessas de AAPromessas de AA
Promessas de AA
 
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV. Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
Eae 53 Interpretação do sermão do monte IV.
 
Aulas da vida (psicografia chico xavier espiritos diversos)
Aulas da vida (psicografia chico xavier   espiritos diversos)Aulas da vida (psicografia chico xavier   espiritos diversos)
Aulas da vida (psicografia chico xavier espiritos diversos)
 
Reunião de balanço 2012
Reunião de balanço 2012Reunião de balanço 2012
Reunião de balanço 2012
 
Aula responsabilidade e disciplina 3ciclo 2010
Aula responsabilidade e disciplina 3ciclo 2010Aula responsabilidade e disciplina 3ciclo 2010
Aula responsabilidade e disciplina 3ciclo 2010
 
A maldição dos bonzinhos jacqui marson
A maldição dos bonzinhos   jacqui marsonA maldição dos bonzinhos   jacqui marson
A maldição dos bonzinhos jacqui marson
 
447 an 02_outubro_2013.ok
447 an 02_outubro_2013.ok447 an 02_outubro_2013.ok
447 an 02_outubro_2013.ok
 
Manifestação da mente de deus
Manifestação da mente de deusManifestação da mente de deus
Manifestação da mente de deus
 
Evangeliza - Bem aventurados os que tem os olhos fechados
Evangeliza - Bem aventurados os que tem os olhos fechadosEvangeliza - Bem aventurados os que tem os olhos fechados
Evangeliza - Bem aventurados os que tem os olhos fechados
 

Semelhante a Apresentação paciência vânia silva

Acréscimo de misericórdia
Acréscimo de misericórdiaAcréscimo de misericórdia
Acréscimo de misericórdiaHelio Cruz
 
Acréscimo de misericórdia
Acréscimo de misericórdiaAcréscimo de misericórdia
Acréscimo de misericórdiaHelio Cruz
 
Livro dos Espíritos Q. 385 ESE cap. 28 item 62
Livro dos Espíritos Q. 385 ESE cap. 28 item 62Livro dos Espíritos Q. 385 ESE cap. 28 item 62
Livro dos Espíritos Q. 385 ESE cap. 28 item 62Patricia Farias
 
Boletim informativo nov2014
Boletim informativo nov2014Boletim informativo nov2014
Boletim informativo nov2014fespiritacrista
 
O retorno
O retornoO retorno
O retornoPaz Mel
 
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 06 Advertencias profundas
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  capitulo 06 Advertencias profundasEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  capitulo 06 Advertencias profundas
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 06 Advertencias profundasJose Luiz Maio
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 70 - Elogios
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 70 - ElogiosSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 70 - Elogios
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 70 - ElogiosRicardo Azevedo
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 24 - Vantagens Ocultas
Série Evangelho no Lar - Cap. 24 - Vantagens OcultasSérie Evangelho no Lar - Cap. 24 - Vantagens Ocultas
Série Evangelho no Lar - Cap. 24 - Vantagens OcultasRicardo Azevedo
 
Apostila manejo de classe ure oeste (1)
Apostila manejo de classe ure oeste (1)Apostila manejo de classe ure oeste (1)
Apostila manejo de classe ure oeste (1)Alice Lirio
 
Vida feliz (psicografia divaldo pereira franco espirito joanna de angelis)
Vida feliz (psicografia divaldo pereira franco   espirito joanna de angelis)Vida feliz (psicografia divaldo pereira franco   espirito joanna de angelis)
Vida feliz (psicografia divaldo pereira franco espirito joanna de angelis)Márcia Ap Rodrigues
 
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITAO PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITAFatima Carvalho
 
16 o passe, responsabilidade do médium e assistidos
16   o  passe, responsabilidade do médium e assistidos16   o  passe, responsabilidade do médium e assistidos
16 o passe, responsabilidade do médium e assistidosjcevadro
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 16 - Inquietação e Renovação
Série Evangelho no Lar - Cap. 16 - Inquietação e RenovaçãoSérie Evangelho no Lar - Cap. 16 - Inquietação e Renovação
Série Evangelho no Lar - Cap. 16 - Inquietação e RenovaçãoRicardo Azevedo
 

Semelhante a Apresentação paciência vânia silva (20)

Livro vida feliz
Livro vida felizLivro vida feliz
Livro vida feliz
 
Acréscimo de misericórdia
Acréscimo de misericórdiaAcréscimo de misericórdia
Acréscimo de misericórdia
 
Acréscimo de misericórdia
Acréscimo de misericórdiaAcréscimo de misericórdia
Acréscimo de misericórdia
 
emoção.pptx
emoção.pptxemoção.pptx
emoção.pptx
 
Feliz Natal
Feliz NatalFeliz Natal
Feliz Natal
 
Livro dos Espíritos Q. 385 ESE cap. 28 item 62
Livro dos Espíritos Q. 385 ESE cap. 28 item 62Livro dos Espíritos Q. 385 ESE cap. 28 item 62
Livro dos Espíritos Q. 385 ESE cap. 28 item 62
 
Cansaço e Desânimo
Cansaço e DesânimoCansaço e Desânimo
Cansaço e Desânimo
 
Boletim informativo nov2014
Boletim informativo nov2014Boletim informativo nov2014
Boletim informativo nov2014
 
O retorno
O retornoO retorno
O retorno
 
O retorno de Chico Xavier à Espiritualidade
O retorno de Chico Xavier à EspiritualidadeO retorno de Chico Xavier à Espiritualidade
O retorno de Chico Xavier à Espiritualidade
 
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 06 Advertencias profundas
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  capitulo 06 Advertencias profundasEstudando com Andre Luiz - Os Mensageiros  capitulo 06 Advertencias profundas
Estudando com Andre Luiz - Os Mensageiros capitulo 06 Advertencias profundas
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 70 - Elogios
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 70 - ElogiosSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 70 - Elogios
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 70 - Elogios
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 24 - Vantagens Ocultas
Série Evangelho no Lar - Cap. 24 - Vantagens OcultasSérie Evangelho no Lar - Cap. 24 - Vantagens Ocultas
Série Evangelho no Lar - Cap. 24 - Vantagens Ocultas
 
A família depois
A família depoisA família depois
A família depois
 
Apostila manejo de classe ure oeste (1)
Apostila manejo de classe ure oeste (1)Apostila manejo de classe ure oeste (1)
Apostila manejo de classe ure oeste (1)
 
Vida feliz (psicografia divaldo pereira franco espirito joanna de angelis)
Vida feliz (psicografia divaldo pereira franco   espirito joanna de angelis)Vida feliz (psicografia divaldo pereira franco   espirito joanna de angelis)
Vida feliz (psicografia divaldo pereira franco espirito joanna de angelis)
 
Obsessores Os Melhores Professores Morais
Obsessores   Os Melhores Professores MoraisObsessores   Os Melhores Professores Morais
Obsessores Os Melhores Professores Morais
 
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITAO PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
 
16 o passe, responsabilidade do médium e assistidos
16   o  passe, responsabilidade do médium e assistidos16   o  passe, responsabilidade do médium e assistidos
16 o passe, responsabilidade do médium e assistidos
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 16 - Inquietação e Renovação
Série Evangelho no Lar - Cap. 16 - Inquietação e RenovaçãoSérie Evangelho no Lar - Cap. 16 - Inquietação e Renovação
Série Evangelho no Lar - Cap. 16 - Inquietação e Renovação
 

Último

Taoismo (Origem e Taoismo no Brasil) - Carlos vinicius
Taoismo (Origem e Taoismo no Brasil) - Carlos viniciusTaoismo (Origem e Taoismo no Brasil) - Carlos vinicius
Taoismo (Origem e Taoismo no Brasil) - Carlos viniciusVini Master
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfnatzarimdonorte
 
9ª aula - livro de Atos dos apóstolos Cap 18 e 19
9ª aula - livro de Atos dos apóstolos Cap 18 e 199ª aula - livro de Atos dos apóstolos Cap 18 e 19
9ª aula - livro de Atos dos apóstolos Cap 18 e 19PIB Penha
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .natzarimdonorte
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo DiaSérie: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo DiaDenisRocha28
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequeseanamdp2004
 
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............Nelson Pereira
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadofreivalentimpesente
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).natzarimdonorte
 

Último (12)

Taoismo (Origem e Taoismo no Brasil) - Carlos vinicius
Taoismo (Origem e Taoismo no Brasil) - Carlos viniciusTaoismo (Origem e Taoismo no Brasil) - Carlos vinicius
Taoismo (Origem e Taoismo no Brasil) - Carlos vinicius
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
 
Mediunidade e Obsessão - Doutrina Espírita
Mediunidade e Obsessão - Doutrina EspíritaMediunidade e Obsessão - Doutrina Espírita
Mediunidade e Obsessão - Doutrina Espírita
 
9ª aula - livro de Atos dos apóstolos Cap 18 e 19
9ª aula - livro de Atos dos apóstolos Cap 18 e 199ª aula - livro de Atos dos apóstolos Cap 18 e 19
9ª aula - livro de Atos dos apóstolos Cap 18 e 19
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo DiaSérie: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
 
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significado
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
 

Apresentação paciência vânia silva

  • 1. 1 Cefac 2015 “50 Anos” Expositora Evangelho Segundo o Espiritismo cap: lX
  • 2. 2 SIGNIFICADO “ PACIÊNCIA” VIRTUDE QUE CONSISTE EM SUPORTA DORES , INFORTUNIOS ... REGNAÇÃO EM TRABALHOS LONGOS E DÍFICEIS. VANIA SILVA cefac 2015
  • 3. 3 “Paciência, a virtude esquecida” Grandes débitos espirituais têm sido adquiridos por pequenos motivos que geram desavenças familiares,discussões em bares ou no trânsito,que por vezes acabam em pancadaria ou morte (...) REVISTA O ESPÍRITA SETEMBRO/DEZEMBRO 2008. A dinâmica da vida moderna favorece a irritabilidade e a agressividade nas relações interpessoais. VANIA SILVA cefac 2015
  • 4. 4 As crianças são educadas para ter paciência? Uma criança impaciente vai ser um adulto impaciente? A paciência e as crianças VANIA SILVA cefac 2015
  • 5. Um famoso senhor com poder de decisão, gritou com um diretor da sua empresa, porque estava com ódio naquele momento. O diretor, chegando em casa, gritou com sua esposa, acusando-a de que estava gastando demais, porque havia um bom e farto almoço à mesa. O CÍRCULO DA IMPACIÊNCIA VANIA SILVA cefac 2015 5
  • 6. O cachorrinho saiu correndo, e mordeu uma senhora que ia passando pela rua, porque estava atrapalhando sua saída pelo portão. Sua esposa gritou com a empregada que quebrou um prato. A empregada chutou o cachorrinho no qual tropeçara. 6VANIA SILVA cefac 2015
  • 7. Essa senhora foi à farmácia para tomar vacina e fazer um curativo, e gritou com o farmacêutico, porque a vacina doeu ao ser-lhe aplicada. O farmacêutico, chegando à casa, gritou com sua mãe, porque o jantar não estava do seu agrado. 7 VANIA SILVA cefac 2015
  • 8. Você trabalha muito, está cansado e precisa de uma boa noite de sono. Vou trocar os lençóis da sua cama por outros bem limpinhos e cheirosos para que você descanse bem. Amanhã você sentir-se-à melhor.” 8 Sua mãe, tolerante, um manancial de amor e perdão, afagou-lhe seus cabelos e beijou-o na testa, dizendo-lhe: “Filho querido, prometo-lhe que amanhã farei os seus doces favoritos. VANIA SILVA cefac 2015
  • 9. Naquele momento, rompeu o círculo do ódio e da impaciência, porque esbarrou com a tolerância, a paciência ,a doçura, e o AMOR… 9 E abençoou-o, retirando-se e deixando-o sozinho com os seus pensamentos… VANIA SILVA cefac 2015
  • 10. 10 BEM AVENTURADOS OS BRANDOS E PACÍFICOS. (Cap. IX ESE) O mundo está cheio dessas pessoas que tem o sorriso nos lábios e o veneno no coração;que são brandas,contanto que nada as machuque,mas que mordem à menor contrariedade (...) São as pessoas do pavio curto. Explodem por qualquer coisa e ainda dizem: “ sou bom demais,mas não pisem no calo senão....” VANIA SILVA cefac 2015 Jesus faz da doçura da moderação,da mansuetude, da afabilidade e da paciência uma lei; condena,por conseguinte,a violência, a cólera e mesmo toda expressão descortês com respeito ao semelhante.
  • 11. VANIA SILVA cefac 2015 11 A essa classe pertencem ainda esses homens benignos por fora e que tiranos domésticos,fazem sofrer,sua família e seus subordinados(...) Eles ainda dizem: aqui eu mando e sou obedecido, ou seria; aqui eu mando e sou odiado? São os assassinos da paz. BEM AVENTURADOS OS BRANDOS E PACÍFICOS. (Cap. IX ESE)
  • 12. 12 A paciência deve ser um dos objetivos do espírito para atingir a sua iluminação interior. Para isso ela precisa ser exercitada e desenvolvida. Não te zangues com aqueles que são mais fracos do que tu, nem os olhes com superioridade. BEM AVENTURADOS OS BRANDOS E PACÍFICOS. (Cap. IX ESE) VANIA SILVA cefac 2015
  • 13. 13 •Tenta aceitar com calma as contrariedades que vais encontrando pelo caminho. Vê também o seu lado positivo! Ajudar-te-ão a crescer. •Como Conquistar a Paciência? •“Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal”. (Jesus) BEM AVENTURADOS OS BRANDOS E PACÍFICOS. (Cap. IX ESE) VANIA SILVA cefac 2015
  • 14. 14 1) A descoberta do EU (Quem sou? de onde vim? Para onde vou?). SUGESTÕES EM 3 PASSOS: 2) O enriquecimento do EU (Conhecer para ser). 3 ) A vivência (Aplicação de toda ética e moral, iluminando nosso interior): VANIA SILVA cefac 2015
  • 15. 15 O martelo ,realmente colabora nos primores da estátua,mas não pode golpear a pedra indiscriminadamente. Quem ensina com sinceridade, naturalmente aprendeu as lições atravessando obstáculos duros. PÃO NOSSO 179. VANIA SILVA cefac 2015 Postura de aprendiz (Entender que o processo evolutivo é constante).
  • 16. 16 VANIA SILVA cefac 2015 Observação de si mesmo (Conhecimento de nossas emoções, qual a verdadeira razão que me fez agir desse ou daquele modo?). Aceitar nossa porção amarga é o primeiro passo para nossa transformação, sem fugirmos para novo local,emprego ou novos afetos(...) De onde mim vem tanta irritação? Aprender a dar nomes aos sentimentos
  • 17. 17 Deixar certos hábitos, “manias”, pensamentos, que nos tiram a paz. Buscar atividades que estimulem a serenidade e a calma. VANIA SILVA cefac 2015 Renúncia (seletividade de costumes, atos e pensamentos).
  • 18. 18 Aceitação (não instaurar um processo de auto cobranças injustas). O transtorno dos perfeccionista é não se aceitarem como espíritos falíveis (...) Ás vezes os perfeccionistas podem até pensar, mas não admitem: “se eu fracassar,vão me criticar”, em outras ocasiões,insistem em dizer que “não pensam assim”, demonstrando, porém,o contrário,pois ficam profundamente descontrolados quando cometem algum erro. RENOVANDO ATITUDES “PERFEIÇÃO VERSUS PERFECCIONISMO” VANIA SILVA cefac 2015
  • 19. 19 Auto perdão (aceitando-se fica mais fácil a prática do perdão). À medida que perdoamos nossos desacertos,começamos também a perdoar as faltas dos outros(...) O autoperdão nos conduz à aceitação plena de nossas potencialidades ainda não desenvolvidas -seja de natureza intelectual -seja de natureza psíquica e emocional. OS PRAZERS DA ALMA “PERDÃO” VANIA SILVA cefac 2015
  • 20. 20 Precisamos aprender com a natureza a habilidade de equilibrar e realizar tarefas numa silenciosa quietude,pois a impetuosidade e a afobação que muitas vezes demonstramos podem destruir em minutos o que levamos anos para construir. Os prazeres da alma “PACIÊNCIA” VANIA SILVA cefac 2015 Vigilância (Cuidado com ávida mental).
  • 21. 21 Oração (terapia da mente) VANIA SILVA cefac 2015 “Trata se do estudo do Evangelho de Jesus em reunião familiar” “O culto doméstico do Evangelho é a fonte real da medicina preventiva,sustentando as bases do equilíbrio físico-psíquico” “O culto do Evangelho,em qualquer parte, é fonte de abençoada riqueza espiritual,preservando –nos os alicerces do equilíbrio psicossomático” O que é Evangelho no lar?
  • 22. 22 Amor incondicional (O amor a si mesmo leva a auto iluminação) VANIA SILVA cefac 2015
  • 24. 24 Educar e dominar a vontade E, para que nos edifiquemos nessa claridade divina, faz-se mister educar a vontade. VANIA SILVA cefac 2015
  • 25. 25 Discipline-se a cada minuto de sua existência. Contenha seus impulsos súbitos Como, porém, obter a serenidade, quando somos impulsivos por vocação ou por hábito? Justo lembrar que assim como nos acomodamos, obedientes, para ouvir o professor trazido a ensinar-nos, é forçoso igualmente assentar a emotividade, na carteira do raciocínio, a fim de educá-la, educando-nos; e, aplicando os princípios de fraternidade e de amor que abraçamos, convidaremos os nossos próprios sentidos à necessária renovação. Feito isso, perceberemos que todo instante de turvação ou desequilíbrio, é instrumento de teste para avaliação de nosso próprio aproveitamento. VANIA SILVA cefac 2015
  • 26. 26 Esquecer os hábitos milenares das queixas Curando –se de enfermidades-psíquicas seculares que nos acompanham através das vidas sucessivas, quais sejam as de abandonarmos o esforço próprio, de adotarmos a indiferença e de nos queixarmos das forças exteriores, quando o mal reside em nós mesmos. VANIA SILVA cefac 2015
  • 27. 27 Usar da tolerância esclarecida É com a iluminização espiritual do nosso íntimo que adquirimos esses valores sagrados da tolerância. VANIA SILVA cefac 2015 Finalizando
  • 28. 28
  • 29. VANIASILVAcefac2015 29 •Um de meus amigos ia toda quinta-feira a noite a uma piscina coberta. •Ele sempre via ali um homem que lhe chamava a atenção: ele tinha o costume de correr até a água e molhar só o dedão do pé. •Depois subia no trampolim mais alto e com um esplêndido salto mergulhava na água. •Era um excelente nadador. Não era de estranhar, pois, que meu amigo ficasse intrigado com esse costume de molhar o dedão antes de saltar na água. •Um dia tomou coragem e perguntou-lhe a razão daquele hábito.
  • 30. VANIASILVAcefac2015 30 O homem sorriu e respondeu: “Sim, eu tenho um motivo para fazer isso. Há alguns anos, eu era professor de natação de um grupo de homens. Meu trabalho era ensina-los a nadar e a saltar de trampolim.
  • 31. VANIASILVAcefac2015 31 Certa noite não conseguia dormir e fui à piscina para nadar um pouco; sendo o professor de natação, eu tinha uma chave para entrar no clube. “Não acendi a luz porque conhecia bem o lugar. A luz da lua brilhava através do teto de vidro.
  • 32. VANIASILVAcefac2015 32 Quando estava sobre o trampolim, vi minha sombra na parede em frente. Com os braços abertos, minha silhueta formava uma magnifica cruz. Em vez de saltar, fiquei ali parado, contemplando aquela imagem.” O professor de natação continuou:
  • 33. VANIASILVAchefa2015 33 “Nesse momento, pensei na cruz de Jesus Cristo e em seu significado. Eu não era um cristão, mas quando criança aprendi um cântico cujas palavras me vieram a mente e me fizeram recordar que Jesus tinha morrido para nos salvar por meio de seu precioso sangue.
  • 34. VANIASILVAcefac2015 34 “Não sei quanto tempo fiquei parado sobre o trampolim com os braços estendidos e nem compreendo por que não pulei na água. Finalmente voltei, desci do trampolim e fui até a escada para mergulhar na água. Desci a escada e meus pés tocaram o piso duro e liso … na noite anterior haviam esvaziado a piscina e eu não tinha percebido!” “Tremi todo e senti um calafrio na espinha.
  • 35. VANIASILVAcefac2015 35 Se eu tivesse saltado, seria meu último salto. Naquela noite, a imagem da cruz na parede salvou a minha vida. Fiquei tão agradecido a Deus – que por me amar permitiu que eu continuasse vivo – me ajoelhei na beira da piscina. Tomei consciência de que não somente a minha vida física, mas minha alma também precisava ser salva.
  • 36. VANIASILVAcefac2015 36 “Naquela noite fui salvo duas vezes, física e espiritualmente. Agora tenho um corpo sadio, porém o mais importante é que sou eternamente salvo. Talvez agora você compreenda porque eu molho o dedão antes de saltar na água”. Para que isso acontecesse, foi necessária outra cruz, aquela na qual Jesus morreu para nos salvar. Ele me salvou quando confessei os meus pecados e me entreguei a Ele.”

Notas do Editor

  1. Não vamos conseguir fazer uma bela escultura se bater mos violentamente na pedra,tudo o que pode acontecer é termos um amontoado de cascalho.