SlideShare uma empresa Scribd logo

Industrialização brasileira (3) (2)

dsc

1 de 27
Baixar para ler offline
INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA 
Segunda metade do século XIX e ganhou impulso no século 
XX (período pré segunda Guerra Mundial1939-1945)
HISTÓRICO DA 
INDUSTRIALIZAÇÃO 
Pré 1930; 
A indústria era proibida no país devido o pacto colonial que pode ser definido 
como um conjunto de regras, leis e normas que as metrópoles impunham às 
suas colônias durante o período colonial. Estas leis tinham como objetivo 
principal fazer com que as colônias só comprassem e vendessem produtos de 
sua metrópole. Através deste exclusivismo econômico, as metrópoles 
europeias garantiam seus lucros no comércio bilateral, pois compravam 
matérias-primas baratas e vendiam produtos manufaturados a preços 
altíssimos. 
Exceção para fabrico de agua ardente e alimentos .
Industrialização brasileira (3) (2)
Industrialização brasileira (3) (2)
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL-1808 
Sofrendo pressão da corte inglesa e por diversas ameaças de invasão por parte 
das tropas Francesas chefiada por Napoleão Bonaparte, o príncipe regente D. 
João resolveu mudar a corte portuguesa para a sua mais importante colônia, o 
Brasil; 
Marcando o fim do Pacto Colonial abrindo os portos para os países amigos 
de Portugal para entrada de produtos industrializados no país além de 
colaborar para surgir pequenas fábricas de transformação de couro, tecido 
,sapato por parte dos colonos vindo com a família real. 
A principal beneficiada com a medida foi à Inglaterra, que passou a ter 
vantagens comerciais e dominar o comércio com o Brasil. Os produtos 
ingleses chegavam ao Brasil com impostos de 15%, enquanto de outros países 
deveriam pagar 24%; 
Inundado o nosso país por produtos ingleses e prejudicando o 
desenvolvimento da indústria brasileira.
BENFEITORIAS 
Banco do Brasil; 
Academia Militar e da Marinha; 
Imprensa Régia; 
Academia de Belas Artes; 
Jardim Botânico; 
Museu da Biblioteca Nacional; 
bibliotecas, teatros e escolas.
Anúncio

Recomendados

Industrialização brasileira (3) (1)
Industrialização brasileira (3) (1)Industrialização brasileira (3) (1)
Industrialização brasileira (3) (1)Thiago Pereira
 
A indústria no brasil
A indústria no brasilA indústria no brasil
A indústria no brasilProfessor
 
Industrialização brasileira
Industrialização brasileiraIndustrialização brasileira
Industrialização brasileirajoao paulo
 
A industrialização no Brasil - Material completo
A industrialização no Brasil - Material completoA industrialização no Brasil - Material completo
A industrialização no Brasil - Material completoAna Maciel
 
Industrialização brasileira
Industrialização brasileiraIndustrialização brasileira
Industrialização brasileiraflornomandacaru
 
Industrialização brasileira
Industrialização brasileiraIndustrialização brasileira
Industrialização brasileiraflornomandacaru
 
Industria brasileira 2011
Industria  brasileira 2011Industria  brasileira 2011
Industria brasileira 2011alfredo1ssa
 
A Indústria no Brasil
A Indústria no BrasilA Indústria no Brasil
A Indústria no BrasilSimone Morais
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Indústria no brasil
Indústria no brasilIndústria no brasil
Indústria no brasilWander Junior
 
Industrializacao Brasileira
Industrializacao BrasileiraIndustrializacao Brasileira
Industrializacao Brasileirahsjval
 
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRAA INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRANinho Cristo
 
Indústria Brasileira
Indústria BrasileiraIndústria Brasileira
Indústria BrasileiraItalo Malta
 
Trabalho de geografia
Trabalho de geografiaTrabalho de geografia
Trabalho de geografiaSarinha Silva
 
Cap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileiraCap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileiraprofacacio
 
(Brasil) Industrialização e desenvolvimento econômico
(Brasil) Industrialização e desenvolvimento econômico(Brasil) Industrialização e desenvolvimento econômico
(Brasil) Industrialização e desenvolvimento econômicoFabíola de Medeiros
 
Industrialização+brasileira 1
Industrialização+brasileira 1Industrialização+brasileira 1
Industrialização+brasileira 1eunamahcado
 
Processo de industrialização brasileira
Processo de industrialização brasileiraProcesso de industrialização brasileira
Processo de industrialização brasileiraalequadrado
 
A grande concentração industrial na região sudeste
A grande concentração industrial na região sudesteA grande concentração industrial na região sudeste
A grande concentração industrial na região sudesteRosemildo Lima
 
Industrialização brasileira
Industrialização brasileiraIndustrialização brasileira
Industrialização brasileiraArtur Lara
 
Industrializaçao no brasil
Industrializaçao no brasilIndustrializaçao no brasil
Industrializaçao no brasilMoacir E Nalin
 
Industrialização geografia. o que é indústria setores da economia setor prim...
Industrialização geografia. o que é indústria  setores da economia setor prim...Industrialização geografia. o que é indústria  setores da economia setor prim...
Industrialização geografia. o que é indústria setores da economia setor prim...UNESA - RJ
 
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º VaA IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º VaProfMario De Mori
 
Industrialização brasil
Industrialização brasilIndustrialização brasil
Industrialização brasiledsonluz
 

Mais procurados (20)

Indústria no brasil
Indústria no brasilIndústria no brasil
Indústria no brasil
 
Industrializacao Brasileira
Industrializacao BrasileiraIndustrializacao Brasileira
Industrializacao Brasileira
 
A indústria no brasil ifpe
A indústria no brasil ifpeA indústria no brasil ifpe
A indústria no brasil ifpe
 
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRAA INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
 
Indústria Brasileira
Indústria BrasileiraIndústria Brasileira
Indústria Brasileira
 
Trabalho de geografia
Trabalho de geografiaTrabalho de geografia
Trabalho de geografia
 
Cap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileiraCap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileira
 
Brasil industrialização
Brasil industrializaçãoBrasil industrialização
Brasil industrialização
 
A industrialização brasileira
A industrialização brasileiraA industrialização brasileira
A industrialização brasileira
 
(Brasil) Industrialização e desenvolvimento econômico
(Brasil) Industrialização e desenvolvimento econômico(Brasil) Industrialização e desenvolvimento econômico
(Brasil) Industrialização e desenvolvimento econômico
 
Industrialização+brasileira 1
Industrialização+brasileira 1Industrialização+brasileira 1
Industrialização+brasileira 1
 
Processo de industrialização brasileira
Processo de industrialização brasileiraProcesso de industrialização brasileira
Processo de industrialização brasileira
 
A grande concentração industrial na região sudeste
A grande concentração industrial na região sudesteA grande concentração industrial na região sudeste
A grande concentração industrial na região sudeste
 
Modulo 12 - A indústria brasileira
Modulo 12 - A indústria brasileiraModulo 12 - A indústria brasileira
Modulo 12 - A indústria brasileira
 
Industrialização brasileira
Industrialização brasileiraIndustrialização brasileira
Industrialização brasileira
 
Industrializaçao no brasil
Industrializaçao no brasilIndustrializaçao no brasil
Industrializaçao no brasil
 
Industrialização geografia. o que é indústria setores da economia setor prim...
Industrialização geografia. o que é indústria  setores da economia setor prim...Industrialização geografia. o que é indústria  setores da economia setor prim...
Industrialização geografia. o que é indústria setores da economia setor prim...
 
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º VaA IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
A IndustrializaçãO Do Brasil Atividade 1º Va
 
Industrialização brasil
Industrialização brasilIndustrialização brasil
Industrialização brasil
 
7º anos (Geografia) A Indústria Brasileira
7º anos (Geografia) A Indústria Brasileira7º anos (Geografia) A Indústria Brasileira
7º anos (Geografia) A Indústria Brasileira
 

Semelhante a Industrialização brasileira (3) (2)

Industria brasileira 2
Industria brasileira 2Industria brasileira 2
Industria brasileira 2Sílvia Almada
 
Aula 1 e 2 - TEÓRICA - Aut. Ind. (PIE) - ENG - 6 NA
Aula 1 e 2 - TEÓRICA - Aut. Ind. (PIE) - ENG - 6 NAAula 1 e 2 - TEÓRICA - Aut. Ind. (PIE) - ENG - 6 NA
Aula 1 e 2 - TEÓRICA - Aut. Ind. (PIE) - ENG - 6 NACloves da Rocha
 
Indústria brasileira
Indústria brasileiraIndústria brasileira
Indústria brasileiradobtumblr
 
Aula industrialização e_transformações-territoriais_do_brasil_13-11-2013
Aula industrialização e_transformações-territoriais_do_brasil_13-11-2013Aula industrialização e_transformações-territoriais_do_brasil_13-11-2013
Aula industrialização e_transformações-territoriais_do_brasil_13-11-2013Antonio Pessoa
 
Ens_Medio_Geografia_3_serie_nivelamento_02.pptx
Ens_Medio_Geografia_3_serie_nivelamento_02.pptxEns_Medio_Geografia_3_serie_nivelamento_02.pptx
Ens_Medio_Geografia_3_serie_nivelamento_02.pptxPedroEnrico4
 
Atividades economicas do brasil
Atividades economicas do brasilAtividades economicas do brasil
Atividades economicas do brasilBruna Azevedo
 
Ciclos economicos brasil
Ciclos economicos brasilCiclos economicos brasil
Ciclos economicos brasilThiago Tavares
 
Industrialização
IndustrializaçãoIndustrialização
IndustrializaçãoBoscOliveira
 
61_industrializacao_7_ano_caderno_2.ppt
61_industrializacao_7_ano_caderno_2.ppt61_industrializacao_7_ano_caderno_2.ppt
61_industrializacao_7_ano_caderno_2.pptMuniqueHolandaAlves1
 
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRAA INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRANinho Cristo
 
A industrialização brasileira pós 2ª guerra
A industrialização brasileira pós 2ª guerraA industrialização brasileira pós 2ª guerra
A industrialização brasileira pós 2ª guerrakarolpoa
 
Industrialização brasileira
Industrialização brasileiraIndustrialização brasileira
Industrialização brasileirafernandesrafael
 
Formao Territ E Globalizao Br
Formao Territ E Globalizao BrFormao Territ E Globalizao Br
Formao Territ E Globalizao BrCMR
 
COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...
COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...
COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...Faga1939
 
A industrialização pós 2ª guerra
A industrialização pós 2ª guerraA industrialização pós 2ª guerra
A industrialização pós 2ª guerraSuely Takahashi
 
A industrialização pós 2ª guerra
A industrialização pós 2ª guerraA industrialização pós 2ª guerra
A industrialização pós 2ª guerraSuely Takahashi
 

Semelhante a Industrialização brasileira (3) (2) (20)

Industrialização brasileira
Industrialização brasileiraIndustrialização brasileira
Industrialização brasileira
 
Industria brasileira 2
Industria brasileira 2Industria brasileira 2
Industria brasileira 2
 
Aula 1 e 2 - TEÓRICA - Aut. Ind. (PIE) - ENG - 6 NA
Aula 1 e 2 - TEÓRICA - Aut. Ind. (PIE) - ENG - 6 NAAula 1 e 2 - TEÓRICA - Aut. Ind. (PIE) - ENG - 6 NA
Aula 1 e 2 - TEÓRICA - Aut. Ind. (PIE) - ENG - 6 NA
 
Indústria brasileira
Indústria brasileiraIndústria brasileira
Indústria brasileira
 
Aula industrialização e_transformações-territoriais_do_brasil_13-11-2013
Aula industrialização e_transformações-territoriais_do_brasil_13-11-2013Aula industrialização e_transformações-territoriais_do_brasil_13-11-2013
Aula industrialização e_transformações-territoriais_do_brasil_13-11-2013
 
Ens_Medio_Geografia_3_serie_nivelamento_02.pptx
Ens_Medio_Geografia_3_serie_nivelamento_02.pptxEns_Medio_Geografia_3_serie_nivelamento_02.pptx
Ens_Medio_Geografia_3_serie_nivelamento_02.pptx
 
Atividades economicas do brasil
Atividades economicas do brasilAtividades economicas do brasil
Atividades economicas do brasil
 
Ciclos economicos brasil
Ciclos economicos brasilCiclos economicos brasil
Ciclos economicos brasil
 
Industrialização
IndustrializaçãoIndustrialização
Industrialização
 
Mercantilismo
MercantilismoMercantilismo
Mercantilismo
 
61_industrializacao_7_ano_caderno_2.ppt
61_industrializacao_7_ano_caderno_2.ppt61_industrializacao_7_ano_caderno_2.ppt
61_industrializacao_7_ano_caderno_2.ppt
 
61 industrializacao
61 industrializacao61 industrializacao
61 industrializacao
 
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRAA INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
 
A industrialização brasileira pós 2ª guerra
A industrialização brasileira pós 2ª guerraA industrialização brasileira pós 2ª guerra
A industrialização brasileira pós 2ª guerra
 
Industrialização brasileira
Industrialização brasileiraIndustrialização brasileira
Industrialização brasileira
 
Formao Territ E Globalizao Br
Formao Territ E Globalizao BrFormao Territ E Globalizao Br
Formao Territ E Globalizao Br
 
COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...
COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...
COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...
 
A industrialização pós 2ª guerra
A industrialização pós 2ª guerraA industrialização pós 2ª guerra
A industrialização pós 2ª guerra
 
A industrialização pós 2ª guerra
A industrialização pós 2ª guerraA industrialização pós 2ª guerra
A industrialização pós 2ª guerra
 
SUDESTE.pdf
SUDESTE.pdfSUDESTE.pdf
SUDESTE.pdf
 

Último

MAPA - ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS - 51/2024
MAPA - ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS - 51/2024MAPA - ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS - 51/2024
MAPA - ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS - 51/2024Unicesumar
 
Analisando o objetivo de Matheus (Perfil 1), o treinamento resistido será des...
Analisando o objetivo de Matheus (Perfil 1), o treinamento resistido será des...Analisando o objetivo de Matheus (Perfil 1), o treinamento resistido será des...
Analisando o objetivo de Matheus (Perfil 1), o treinamento resistido será des...Unicesumar
 
A molécula de ATP e formada por açúcar (ribose), ligado a uma base nitrogenad...
A molécula de ATP e formada por açúcar (ribose), ligado a uma base nitrogenad...A molécula de ATP e formada por açúcar (ribose), ligado a uma base nitrogenad...
A molécula de ATP e formada por açúcar (ribose), ligado a uma base nitrogenad...Unicesumar
 
Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como o objetivo...
Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como o objetivo...Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como o objetivo...
Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como o objetivo...Unicesumar
 
Com base nas informações sobre Aline (Perfil 2), calcule a carga predita de 1...
Com base nas informações sobre Aline (Perfil 2), calcule a carga predita de 1...Com base nas informações sobre Aline (Perfil 2), calcule a carga predita de 1...
Com base nas informações sobre Aline (Perfil 2), calcule a carga predita de 1...Unicesumar
 
ATIVIDADE 1 – PROTOCOLO E PROCEDIMENTO DE COLETA DAS MEDIDAS.
ATIVIDADE 1 – PROTOCOLO E PROCEDIMENTO DE COLETA DAS MEDIDAS.ATIVIDADE 1 – PROTOCOLO E PROCEDIMENTO DE COLETA DAS MEDIDAS.
ATIVIDADE 1 – PROTOCOLO E PROCEDIMENTO DE COLETA DAS MEDIDAS.Unicesumar
 
Com base nos estudos e material da disciplina, explique por qual motivo o tre...
Com base nos estudos e material da disciplina, explique por qual motivo o tre...Com base nos estudos e material da disciplina, explique por qual motivo o tre...
Com base nos estudos e material da disciplina, explique por qual motivo o tre...Unicesumar
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...Unicesumar
 
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...AcademicaDlaUnicesum
 
Demora na entrega e altas taxas são as principais reclamações de usuários de ...
Demora na entrega e altas taxas são as principais reclamações de usuários de ...Demora na entrega e altas taxas são as principais reclamações de usuários de ...
Demora na entrega e altas taxas são as principais reclamações de usuários de ...assedlmoi
 
ATIVIDADE 1 - BEDU - EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS E ENSI...
ATIVIDADE 1 - BEDU - EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS E ENSI...ATIVIDADE 1 - BEDU - EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS E ENSI...
ATIVIDADE 1 - BEDU - EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS E ENSI...Unicesumar
 
Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...
Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...
Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...AcademicaDlaUnicesum
 

Último (12)

MAPA - ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS - 51/2024
MAPA - ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS - 51/2024MAPA - ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS - 51/2024
MAPA - ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS - 51/2024
 
Analisando o objetivo de Matheus (Perfil 1), o treinamento resistido será des...
Analisando o objetivo de Matheus (Perfil 1), o treinamento resistido será des...Analisando o objetivo de Matheus (Perfil 1), o treinamento resistido será des...
Analisando o objetivo de Matheus (Perfil 1), o treinamento resistido será des...
 
A molécula de ATP e formada por açúcar (ribose), ligado a uma base nitrogenad...
A molécula de ATP e formada por açúcar (ribose), ligado a uma base nitrogenad...A molécula de ATP e formada por açúcar (ribose), ligado a uma base nitrogenad...
A molécula de ATP e formada por açúcar (ribose), ligado a uma base nitrogenad...
 
Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como o objetivo...
Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como o objetivo...Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como o objetivo...
Considerando as especificações, o nível de experiência, assim como o objetivo...
 
Com base nas informações sobre Aline (Perfil 2), calcule a carga predita de 1...
Com base nas informações sobre Aline (Perfil 2), calcule a carga predita de 1...Com base nas informações sobre Aline (Perfil 2), calcule a carga predita de 1...
Com base nas informações sobre Aline (Perfil 2), calcule a carga predita de 1...
 
ATIVIDADE 1 – PROTOCOLO E PROCEDIMENTO DE COLETA DAS MEDIDAS.
ATIVIDADE 1 – PROTOCOLO E PROCEDIMENTO DE COLETA DAS MEDIDAS.ATIVIDADE 1 – PROTOCOLO E PROCEDIMENTO DE COLETA DAS MEDIDAS.
ATIVIDADE 1 – PROTOCOLO E PROCEDIMENTO DE COLETA DAS MEDIDAS.
 
Com base nos estudos e material da disciplina, explique por qual motivo o tre...
Com base nos estudos e material da disciplina, explique por qual motivo o tre...Com base nos estudos e material da disciplina, explique por qual motivo o tre...
Com base nos estudos e material da disciplina, explique por qual motivo o tre...
 
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
01. Considerando as informações da imagem acima, explique de formas simples e...
 
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
 
Demora na entrega e altas taxas são as principais reclamações de usuários de ...
Demora na entrega e altas taxas são as principais reclamações de usuários de ...Demora na entrega e altas taxas são as principais reclamações de usuários de ...
Demora na entrega e altas taxas são as principais reclamações de usuários de ...
 
ATIVIDADE 1 - BEDU - EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS E ENSI...
ATIVIDADE 1 - BEDU - EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS E ENSI...ATIVIDADE 1 - BEDU - EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS E ENSI...
ATIVIDADE 1 - BEDU - EDUCAÇÃO FÍSICA NO ENSINO FUNDAMENTAL ANOS FINAIS E ENSI...
 
Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...
Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...
Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...
 

Industrialização brasileira (3) (2)

  • 1. INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA Segunda metade do século XIX e ganhou impulso no século XX (período pré segunda Guerra Mundial1939-1945)
  • 2. HISTÓRICO DA INDUSTRIALIZAÇÃO Pré 1930; A indústria era proibida no país devido o pacto colonial que pode ser definido como um conjunto de regras, leis e normas que as metrópoles impunham às suas colônias durante o período colonial. Estas leis tinham como objetivo principal fazer com que as colônias só comprassem e vendessem produtos de sua metrópole. Através deste exclusivismo econômico, as metrópoles europeias garantiam seus lucros no comércio bilateral, pois compravam matérias-primas baratas e vendiam produtos manufaturados a preços altíssimos. Exceção para fabrico de agua ardente e alimentos .
  • 5. CHEGADA DA FAMÍLIA REAL-1808 Sofrendo pressão da corte inglesa e por diversas ameaças de invasão por parte das tropas Francesas chefiada por Napoleão Bonaparte, o príncipe regente D. João resolveu mudar a corte portuguesa para a sua mais importante colônia, o Brasil; Marcando o fim do Pacto Colonial abrindo os portos para os países amigos de Portugal para entrada de produtos industrializados no país além de colaborar para surgir pequenas fábricas de transformação de couro, tecido ,sapato por parte dos colonos vindo com a família real. A principal beneficiada com a medida foi à Inglaterra, que passou a ter vantagens comerciais e dominar o comércio com o Brasil. Os produtos ingleses chegavam ao Brasil com impostos de 15%, enquanto de outros países deveriam pagar 24%; Inundado o nosso país por produtos ingleses e prejudicando o desenvolvimento da indústria brasileira.
  • 6. BENFEITORIAS Banco do Brasil; Academia Militar e da Marinha; Imprensa Régia; Academia de Belas Artes; Jardim Botânico; Museu da Biblioteca Nacional; bibliotecas, teatros e escolas.
  • 7. LEI ALVES BRANCO -1884-1929 Fundamental para o desenvolvimento da indústria nacional pois aumentou as tarifas alfandegárias, encarecendo os produtos estrangeiros e favorecendo a produção interna. • Rio de janeiro • São Paulo • Predomínio de indústria de bens de consumo não duráveis.
  • 8. FATORES DETERMINANTES PARA DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL NO PAÍS. Produção de algodão, matéria prima para desenvolver industrial têxtil; Acumulo de capitais vindos da exportação de café; Consolidação do trabalho assalariado devido o fim da escravidão ( intensificando a compra e venda das mercadorias) Mão de obra barata por parte de imigrantes fugitivos que tinham conhecimento das técnicas; Desenvolvimento da infraestrutura por parte da atividade cafeeira; Crises econômicas em países industrializados (2ºGuerra 1939- 1945) e (Crise de 1929) provocaram queda na exportação do café e restringiram as importações de bens manufaturados.
  • 9. SEGUNDA FASE PÓS 1930-1955 GETULIO VARGAS Crack na bolsa de valores de Nova York(1929); Revolução de 1930 ( fim da república velha). Período marcado por uma crise econômica que teve como consequência forte redução nas importações de café por parte de países europeus e dos Estados Unidos ocasionando vários problemas na balança de pagamentos. Esse desequilíbrio na venda do café faz com que o país deixa de importar e passa a produzir o que antes comprava de outros países.(substituição por importação) Fatores impor tantes: Crack na bolsa de valores
  • 10. CRISE DO CAFÉ. Crise atingiu fortemente a economia brasileira, gerando desemprego e dificuldades financeiras para o povo brasileiro. Este fato contribuiu para o clima de insatisfação popular com o governo vigente de Washington Luiz. Então chefes militares do Exército e Marinha despuseram o presidente, instalaram uma junta militar que, em seguida transferiu o poder para Getúlio.
  • 13. ESTRATÉGIA DE VARGAS Manteve a política de proteção á lavoura; Desvalorizou a moeda para que o produto chegasse com valor mais competitivo no mercado externo; Comprou a produção excedente para depois queimá-la com o objetivo de diminuir a oferta e garantir a estabilidade do preço.
  • 14. SUBSTITUIÇÃO DE IMPORTAÇÕES Conceito elaborado por economistas da Cepal (Comissão Econômica para América Latina) para designar um processo interno de desenvolvimento estimulado por desequilíbrio externo e que resulta na dinamização , crescimento e diversificação da produção industrial.
  • 15. AÇÕES DO GOVERNO NACIONALISTA Incentivava à modernização por meio da insdustrialização; Elevação de taxas das barreiras alfandegárias a fim de assegurar o mercado interno para as indústrias instaladas no Brasil. Criação da FIESP (Federação das Indústrias do Estado de SP ). Facilidade na importação de máquinas e equipamentos industriais e dificuldade na entrada de mercadorias que pudessem concorrer com os produtos desenvolvidos no nosso país.
  • 16. AÇÕES Diversificação no setor industrial e agrário; Desenvolvimento indústria têxtil, alimentícia; Confecção; Cimento; Aço; Materiais de transportes; Extração mineral;
  • 17. Criou a Justiça do Trabalho em 1939; Criou e implantou vários direitos trabalhistas, entre eles, o salário mínimo; Consolidação das Leis do Trabalho; Semana de trabalho de 48 horas, Carteira profissional e férias remuneradas. Em 1938, criou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.
  • 20. INDÚSTRIAS ESTATAIS (GV) Eletrobrás (1954) RJ-Maior companhia do setor de energia elétrica da América Latina; Companhia Siderúrgica Nacional- Uma das maiores siderúrgica do país, situada em Volta Redonda; Companhia Vale do Rio Doce- localizada em Minas é considerada uma das maiores mineradoras do mundo, possuem filiais atualmente em mais de 20 países. Companhia Nacional de Alcális- Empresa brasileira de produção de barrilla de sal ( é um sal branco, aplicação é na produção do vidro comum, especialmente aqueles utilizados em embalagens. Também é utilizado na fabricação de sabões, detergentes, corantes, papéis, medicamentos e no tratamento da água de piscina) Fábrica Nacional de Motores- Localizada em Xerém Duque de Caxias produz motores aeronáuticos que atenderia à aviação militar e à nascente produção nacional de aviões para uso civil. ( fechou 1985)
  • 22. GOVERNO DE METAS (JK) 1956-1961 Em seu mandato presidencial, Juscelino lançou o Plano Nacional de Desenvolvimento, também chamado de Plano de Metas, que tinha o célebre lema "Cinquenta anos em cinco". O plano tinha 31 metas distribuídas em 5 grandes grupos: Energia (construção de novas usinas) Transportes ( Rodovias Pavimentadas) Alimentação ( modernização no campo, com fertilizantes, agrotóxicos); Aumento do êxodo rural (mecanização da produção); Indústrias intermediárias ou de de bens de capital (equipam outras indústrias) Educação ABC ( desenvolvimento das indústrias) Construção de Brasília Entrada de multinacionais (automobílistica)
  • 23. OBJETIVO Promover o desenvolvimento e diversificar a economia baseada no desenvolvimento industrial e na integração dos povos de todas as regiões através da nova capital localizada no planalto central.
  • 24. BALANÇO DO GOVERNO (JK) Governo marcado por uma estabilidade econômica(característica estável da situação financeira e econômica do país, sem alta de preços). A entrada de multinacionais gerou empregos, porém, deixou nosso país mais dependente do capital externo; O investimento na industrialização deixou de lado a zona rural, prejudicando o trabalhador do campo e a produção agrícola; Aumento da dívida externa; Aumento da pobreza, a miséria e a violência nas grandes capitais do sudeste do país.
  • 25. MILAGRE ECONÔMICO-1969-1973 •Garrastazu Médici; •PIB médias anuais de crescimento superiores a 10% ao ano; •Devido a empréstimos externos colaborando para o desenvolvimento econômico; •Salários da classe média elevaram-se; •Ampliação de sistema de crédito; •arrocho salarial para classe operária( contenção de gastos com mão de obra para elevar as taxas de lucro e atrair investimentos de empresas multinacionais);
  • 26. DÉCADA PERDIDA- ANOS 80 Em 1979, iniciou-se o governo do general Figueiredo, tendo como ministro da Fazenda Karlos Rischbiter, como ministro da agricultura. Delfim Netto e como ministro do planejamento Mario Henrique Simonsen. Este defendia um rigoroso ajuste fiscal, corte nos gastos e nos investimentos que não tinham prioridade, visando a melhoria das contas em transações correntes e o controle do processo de endividamento externo.