SlideShare uma empresa Scribd logo

Industrialização brasileira

Trabalho desenvolvido por alunos do segundo ano do Ensino Médio da E.E. Dr. Carlos Augusto de Freitas Villalva Jr.

1 de 19
Baixar para ler offline
A Industrialização Da Década de 30 aos dias de hoje
INDICE ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
INTRODUÇÃO O Brasil é considerado um país emergente ou em desenvolvimento, apesar disso está quase um século atrasado industrialmente e tecnologicamente em relação às nações que ingressaram no processo de industrialização no momento em que a Primeira Revolução Industrial entrou em vigor, como Inglaterra, Alemanha, França, Estados Unidos, Japão e outros.  As indústrias no Brasil se desenvolveram a partir de mudanças estruturais de caráter econômico, social e político, que ocorreram principalmente nos últimos trinta anos do século XIX.  O conjunto de mudanças aconteceu especialmente nas relações de trabalho, com a expansão do emprego remunerado que resultou em aumento do consumo de mercadorias, a abolição do trabalho escravo e o ingresso de estrangeiros no Brasil como Italianos, Alemães, Japoneses dentre muitas outras nacionalidades, que vieram para compor a mão-de-obra, além de contribuir no povoamento do país como ocorreu na região sul. Um dos maiores acontecimentos no campo político foi a proclamação da República, diante desses acontecimentos históricos o processo industrial brasileiro passou por quatro etapas.
1º Período –  Proibição  (1822 a 1930) 2º Período -  Implantação  (1930 a 1956) 3º Período -  Revolução Industrial Brasileira  (1956 a 1989) 4º Período –  internacionalização  (1989 aos dias atuais) A industrialização no Brasil é dividida  em quatro períodos principais:
Segundo Período (1930-1956) REVOLUÇÃO INDUSTRIAL A Revolução de 1930, com Getúlio Vargas, operou uma mudança decisiva no plano da política interna, afastando do poder do estado oligarquias tradicionais que representavam os interesses agrários-comerciais. Getúlio Vargas adotou uma política industrializante, a substituição de mão-de-obra imigrante pela nacional. Essa mão-de-obra era formada no Rio de Janeiro e São Paulo em função do êxodo rural (decadência cafeeira) e movimentos migratórios de nordestinos.
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Redemocratização brasil
Redemocratização brasilRedemocratização brasil
Redemocratização brasilFabiana Tonsis
 
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
3º ano - Ditadura Militar e RedemocratizaçãoDaniel Alves Bronstrup
 
INDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO
INDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃOINDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO
INDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃOUEMA
 
República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)Edenilson Morais
 
O governo João Goulart (1961-1964)
O governo João Goulart (1961-1964)O governo João Goulart (1961-1964)
O governo João Goulart (1961-1964)Edenilson Morais
 
Proclamação da república
Proclamação da repúblicaProclamação da república
Proclamação da repúblicaFabiana Tonsis
 
Capitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evoluçãoCapitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evoluçãoArtur Lara
 
O populismo no brasil
O populismo no brasilO populismo no brasil
O populismo no brasilhomago
 
A formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º anoA formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º anoJosi Zanette do Canto
 
Aula revolução industrial
Aula revolução industrialAula revolução industrial
Aula revolução industrialMarcos Azevedo
 
Janio quadros e joão goulart
Janio quadros e joão goulartJanio quadros e joão goulart
Janio quadros e joão goulartharlissoncarvalho
 

Mais procurados (20)

Redemocratização brasil
Redemocratização brasilRedemocratização brasil
Redemocratização brasil
 
Fim da União Soviética
Fim da União SoviéticaFim da União Soviética
Fim da União Soviética
 
Independência dos EUA
Independência dos EUAIndependência dos EUA
Independência dos EUA
 
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
3º ano - Ditadura Militar e Redemocratização
 
INDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO
INDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃOINDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO
INDUSTRIALIZAÇÃO E URBANIZAÇÃO
 
O Governo JK
O Governo JKO Governo JK
O Governo JK
 
República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)
 
O governo João Goulart (1961-1964)
O governo João Goulart (1961-1964)O governo João Goulart (1961-1964)
O governo João Goulart (1961-1964)
 
República Oligárquica
República OligárquicaRepública Oligárquica
República Oligárquica
 
Proclamação da república
Proclamação da repúblicaProclamação da república
Proclamação da república
 
Capitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evoluçãoCapitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evolução
 
O populismo no brasil
O populismo no brasilO populismo no brasil
O populismo no brasil
 
Slide educação da ditadura militar
Slide educação da ditadura militarSlide educação da ditadura militar
Slide educação da ditadura militar
 
A formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º anoA formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º ano
 
Guerra fria
Guerra friaGuerra fria
Guerra fria
 
A Redemocratização do Brasil
A Redemocratização do BrasilA Redemocratização do Brasil
A Redemocratização do Brasil
 
Nova República
Nova RepúblicaNova República
Nova República
 
Aula revolução industrial
Aula revolução industrialAula revolução industrial
Aula revolução industrial
 
História de goiânia
História de goiâniaHistória de goiânia
História de goiânia
 
Janio quadros e joão goulart
Janio quadros e joão goulartJanio quadros e joão goulart
Janio quadros e joão goulart
 

Destaque

Teorias da aprendizagem Claudia Mascarenhas PUCRS pós graduação 2015
Teorias da aprendizagem Claudia Mascarenhas PUCRS pós graduação 2015 Teorias da aprendizagem Claudia Mascarenhas PUCRS pós graduação 2015
Teorias da aprendizagem Claudia Mascarenhas PUCRS pós graduação 2015 Claudia Mascarenhas
 
Aula 27 a previdência social sob a mira dos fundos de pensão (economia bras...
Aula 27   a previdência social sob a mira dos fundos de pensão (economia bras...Aula 27   a previdência social sob a mira dos fundos de pensão (economia bras...
Aula 27 a previdência social sob a mira dos fundos de pensão (economia bras...petecoslides
 
Como criar um power point
Como criar um power pointComo criar um power point
Como criar um power pointRui Cunha
 
Soluções para Fundos de Pensão: Como melhorar o relacionamento com o particip...
Soluções para Fundos de Pensão: Como melhorar o relacionamento com o particip...Soluções para Fundos de Pensão: Como melhorar o relacionamento com o particip...
Soluções para Fundos de Pensão: Como melhorar o relacionamento com o particip...iinterativa
 
A IndustrializaçãO Brasileira
A IndustrializaçãO BrasileiraA IndustrializaçãO Brasileira
A IndustrializaçãO BrasileiraProfMario De Mori
 
Tutorial power point
Tutorial power pointTutorial power point
Tutorial power pointMarcia Mendes
 
CPI Fundos de Pensão - 20 AGO
CPI Fundos de Pensão - 20 AGOCPI Fundos de Pensão - 20 AGO
CPI Fundos de Pensão - 20 AGOfidef2015
 
Industrialização brasileira alterações no espaço
Industrialização brasileira   alterações no espaçoIndustrialização brasileira   alterações no espaço
Industrialização brasileira alterações no espaçoLuciano Pessanha
 
Industrialização do brasil
Industrialização do brasilIndustrialização do brasil
Industrialização do brasilgeozecarlos
 
Cap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileiraCap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileiraprofacacio
 
Vygotsky e a teoria sociohistórica
Vygotsky e a teoria sociohistóricaVygotsky e a teoria sociohistórica
Vygotsky e a teoria sociohistóricaThiago de Almeida
 
Industrialização brasileira
Industrialização brasileiraIndustrialização brasileira
Industrialização brasileiraflornomandacaru
 
Freud e a Psicanálise
Freud e a PsicanáliseFreud e a Psicanálise
Freud e a PsicanálisePaulo Gomes
 
Dicas para montar excelentes apresentações de slides no power point
Dicas para montar excelentes apresentações de slides no power pointDicas para montar excelentes apresentações de slides no power point
Dicas para montar excelentes apresentações de slides no power pointBruno Oliveira
 

Destaque (17)

Teorias da aprendizagem Claudia Mascarenhas PUCRS pós graduação 2015
Teorias da aprendizagem Claudia Mascarenhas PUCRS pós graduação 2015 Teorias da aprendizagem Claudia Mascarenhas PUCRS pós graduação 2015
Teorias da aprendizagem Claudia Mascarenhas PUCRS pós graduação 2015
 
Aula 27 a previdência social sob a mira dos fundos de pensão (economia bras...
Aula 27   a previdência social sob a mira dos fundos de pensão (economia bras...Aula 27   a previdência social sob a mira dos fundos de pensão (economia bras...
Aula 27 a previdência social sob a mira dos fundos de pensão (economia bras...
 
Como criar um power point
Como criar um power pointComo criar um power point
Como criar um power point
 
Soluções para Fundos de Pensão: Como melhorar o relacionamento com o particip...
Soluções para Fundos de Pensão: Como melhorar o relacionamento com o particip...Soluções para Fundos de Pensão: Como melhorar o relacionamento com o particip...
Soluções para Fundos de Pensão: Como melhorar o relacionamento com o particip...
 
A IndustrializaçãO Brasileira
A IndustrializaçãO BrasileiraA IndustrializaçãO Brasileira
A IndustrializaçãO Brasileira
 
Tutorial power point
Tutorial power pointTutorial power point
Tutorial power point
 
CPI Fundos de Pensão - 20 AGO
CPI Fundos de Pensão - 20 AGOCPI Fundos de Pensão - 20 AGO
CPI Fundos de Pensão - 20 AGO
 
Industrialização brasileira alterações no espaço
Industrialização brasileira   alterações no espaçoIndustrialização brasileira   alterações no espaço
Industrialização brasileira alterações no espaço
 
Industrialização do brasil
Industrialização do brasilIndustrialização do brasil
Industrialização do brasil
 
Apresentacao piajet
Apresentacao piajetApresentacao piajet
Apresentacao piajet
 
Cap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileiraCap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileira
 
Tomas de aquino
Tomas de aquinoTomas de aquino
Tomas de aquino
 
Vygotsky e a teoria sociohistórica
Vygotsky e a teoria sociohistóricaVygotsky e a teoria sociohistórica
Vygotsky e a teoria sociohistórica
 
Vygotsky
VygotskyVygotsky
Vygotsky
 
Industrialização brasileira
Industrialização brasileiraIndustrialização brasileira
Industrialização brasileira
 
Freud e a Psicanálise
Freud e a PsicanáliseFreud e a Psicanálise
Freud e a Psicanálise
 
Dicas para montar excelentes apresentações de slides no power point
Dicas para montar excelentes apresentações de slides no power pointDicas para montar excelentes apresentações de slides no power point
Dicas para montar excelentes apresentações de slides no power point
 

Semelhante a Industrialização brasileira

Indústria no brasil
Indústria no brasilIndústria no brasil
Indústria no brasilWander Junior
 
O Brasil na era das maquinas. 2 Ano do ensino médio
O Brasil na era das maquinas. 2 Ano do ensino médioO Brasil na era das maquinas. 2 Ano do ensino médio
O Brasil na era das maquinas. 2 Ano do ensino médioProfWellingtonAleixo
 
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRAA INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRANinho Cristo
 
Industrializacao Brasileira
Industrializacao BrasileiraIndustrializacao Brasileira
Industrializacao Brasileirahsjval
 
Indústria brasileira
Indústria brasileiraIndústria brasileira
Indústria brasileiradobtumblr
 
COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...
COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...
COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...Faga1939
 
A industrialização pós 2ª guerra
A industrialização pós 2ª guerraA industrialização pós 2ª guerra
A industrialização pós 2ª guerraSuely Takahashi
 
A industrialização pós 2ª guerra
A industrialização pós 2ª guerraA industrialização pós 2ª guerra
A industrialização pós 2ª guerraSuely Takahashi
 
A industrialização brasileira pós 2ª guerra
A industrialização brasileira pós 2ª guerraA industrialização brasileira pós 2ª guerra
A industrialização brasileira pós 2ª guerrakarolpoa
 
Industria brasileira 2011
Industria  brasileira 2011Industria  brasileira 2011
Industria brasileira 2011alfredo1ssa
 
A industrialização brasileira II
A industrialização brasileira IIA industrialização brasileira II
A industrialização brasileira IIAnnellyezyAparecida1
 
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRAA INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRANinho Cristo
 
Induastrialização brasiledira 2
Induastrialização brasiledira 2Induastrialização brasiledira 2
Induastrialização brasiledira 2Euna Machado
 
Industria brasileira 2
Industria brasileira 2Industria brasileira 2
Industria brasileira 2Sílvia Almada
 
Industrializaçao no brasil
Industrializaçao no brasilIndustrializaçao no brasil
Industrializaçao no brasilMoacir E Nalin
 

Semelhante a Industrialização brasileira (20)

Indústria no brasil
Indústria no brasilIndústria no brasil
Indústria no brasil
 
O Brasil na era das maquinas. 2 Ano do ensino médio
O Brasil na era das maquinas. 2 Ano do ensino médioO Brasil na era das maquinas. 2 Ano do ensino médio
O Brasil na era das maquinas. 2 Ano do ensino médio
 
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRAA INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
 
Industrializacao Brasileira
Industrializacao BrasileiraIndustrializacao Brasileira
Industrializacao Brasileira
 
Indústria brasileira
Indústria brasileiraIndústria brasileira
Indústria brasileira
 
COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...
COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...
COMO REINDUSTRIALIZAR O BRASIL E DESCONCENTRAR, MODERNIZAR E TORNAR SUSTENTÁV...
 
A industrialização pós 2ª guerra
A industrialização pós 2ª guerraA industrialização pós 2ª guerra
A industrialização pós 2ª guerra
 
A industrialização pós 2ª guerra
A industrialização pós 2ª guerraA industrialização pós 2ª guerra
A industrialização pós 2ª guerra
 
A industrialização brasileira pós 2ª guerra
A industrialização brasileira pós 2ª guerraA industrialização brasileira pós 2ª guerra
A industrialização brasileira pós 2ª guerra
 
Industria brasileira 2011
Industria  brasileira 2011Industria  brasileira 2011
Industria brasileira 2011
 
A industrialização brasileira II
A industrialização brasileira IIA industrialização brasileira II
A industrialização brasileira II
 
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRAA INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
 
7º anos (Geografia) A Indústria Brasileira
7º anos (Geografia) A Indústria Brasileira7º anos (Geografia) A Indústria Brasileira
7º anos (Geografia) A Indústria Brasileira
 
Induastrialização brasiledira 2
Induastrialização brasiledira 2Induastrialização brasiledira 2
Induastrialização brasiledira 2
 
A indústria brasileira
A indústria brasileiraA indústria brasileira
A indústria brasileira
 
A indústria no brasil ifpe
A indústria no brasil ifpeA indústria no brasil ifpe
A indústria no brasil ifpe
 
Industria brasileira 2
Industria brasileira 2Industria brasileira 2
Industria brasileira 2
 
Industrializaçao no brasil
Industrializaçao no brasilIndustrializaçao no brasil
Industrializaçao no brasil
 
Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Planos Econômicos - Era Vargas
Planos Econômicos - Era VargasPlanos Econômicos - Era Vargas
Planos Econômicos - Era Vargas
 

Mais de fernandesrafael

Espaço urbano no mundo contemporaneo
Espaço urbano no mundo contemporaneoEspaço urbano no mundo contemporaneo
Espaço urbano no mundo contemporaneofernandesrafael
 
Conflitos Separatistas do Século XX
Conflitos Separatistas do Século XXConflitos Separatistas do Século XX
Conflitos Separatistas do Século XXfernandesrafael
 
Choque de civilização
Choque de civilização Choque de civilização
Choque de civilização fernandesrafael
 
As diferentes formas de se regionalizar o mundo
As diferentes formas de se regionalizar o mundoAs diferentes formas de se regionalizar o mundo
As diferentes formas de se regionalizar o mundofernandesrafael
 
Globalização e sociedade de consumo
Globalização e sociedade de consumoGlobalização e sociedade de consumo
Globalização e sociedade de consumofernandesrafael
 
Divisões regionais brasileiras
Divisões regionais brasileirasDivisões regionais brasileiras
Divisões regionais brasileirasfernandesrafael
 
A economia brasileira na epoca do regime militar
A economia brasileira na epoca do regime militarA economia brasileira na epoca do regime militar
A economia brasileira na epoca do regime militarfernandesrafael
 
A diversidade regional brasileira
A diversidade regional brasileiraA diversidade regional brasileira
A diversidade regional brasileirafernandesrafael
 

Mais de fernandesrafael (11)

As FARC
As FARCAs FARC
As FARC
 
Espaço urbano no mundo contemporaneo
Espaço urbano no mundo contemporaneoEspaço urbano no mundo contemporaneo
Espaço urbano no mundo contemporaneo
 
Conflitos Separatistas do Século XX
Conflitos Separatistas do Século XXConflitos Separatistas do Século XX
Conflitos Separatistas do Século XX
 
Choque de civilização
Choque de civilização Choque de civilização
Choque de civilização
 
As diferentes formas de se regionalizar o mundo
As diferentes formas de se regionalizar o mundoAs diferentes formas de se regionalizar o mundo
As diferentes formas de se regionalizar o mundo
 
Imigração e xenofobia
Imigração e xenofobiaImigração e xenofobia
Imigração e xenofobia
 
Globalização e sociedade de consumo
Globalização e sociedade de consumoGlobalização e sociedade de consumo
Globalização e sociedade de consumo
 
Divisões regionais brasileiras
Divisões regionais brasileirasDivisões regionais brasileiras
Divisões regionais brasileiras
 
A economia brasileira na epoca do regime militar
A economia brasileira na epoca do regime militarA economia brasileira na epoca do regime militar
A economia brasileira na epoca do regime militar
 
Urbanização
Urbanização Urbanização
Urbanização
 
A diversidade regional brasileira
A diversidade regional brasileiraA diversidade regional brasileira
A diversidade regional brasileira
 

Industrialização brasileira

  • 1. A Industrialização Da Década de 30 aos dias de hoje
  • 2.
  • 3. INTRODUÇÃO O Brasil é considerado um país emergente ou em desenvolvimento, apesar disso está quase um século atrasado industrialmente e tecnologicamente em relação às nações que ingressaram no processo de industrialização no momento em que a Primeira Revolução Industrial entrou em vigor, como Inglaterra, Alemanha, França, Estados Unidos, Japão e outros. As indústrias no Brasil se desenvolveram a partir de mudanças estruturais de caráter econômico, social e político, que ocorreram principalmente nos últimos trinta anos do século XIX. O conjunto de mudanças aconteceu especialmente nas relações de trabalho, com a expansão do emprego remunerado que resultou em aumento do consumo de mercadorias, a abolição do trabalho escravo e o ingresso de estrangeiros no Brasil como Italianos, Alemães, Japoneses dentre muitas outras nacionalidades, que vieram para compor a mão-de-obra, além de contribuir no povoamento do país como ocorreu na região sul. Um dos maiores acontecimentos no campo político foi a proclamação da República, diante desses acontecimentos históricos o processo industrial brasileiro passou por quatro etapas.
  • 4. 1º Período – Proibição (1822 a 1930) 2º Período - Implantação (1930 a 1956) 3º Período - Revolução Industrial Brasileira (1956 a 1989) 4º Período – internacionalização (1989 aos dias atuais) A industrialização no Brasil é dividida em quatro períodos principais:
  • 5. Segundo Período (1930-1956) REVOLUÇÃO INDUSTRIAL A Revolução de 1930, com Getúlio Vargas, operou uma mudança decisiva no plano da política interna, afastando do poder do estado oligarquias tradicionais que representavam os interesses agrários-comerciais. Getúlio Vargas adotou uma política industrializante, a substituição de mão-de-obra imigrante pela nacional. Essa mão-de-obra era formada no Rio de Janeiro e São Paulo em função do êxodo rural (decadência cafeeira) e movimentos migratórios de nordestinos.
  • 6.
  • 7.
  • 8. Ao final da guerra já existiam indústrias com capital e tecnologia nacionais, como a indústria de autopeças. No segundo governo Vargas (1951-1954), os projetos de desenvolvimento baseados no capitalismo de Estado, através de investimentos públicos no extinto Instituto Brasileiro do Café (IBC, em 1951), BNDES, dentre outros, forneceram importantes subsídios para Juscelino Kubitschek lançar seu Plano de Metas, ainda que a um elevado custo de internacionalização da economia brasileira.
  • 9.  
  • 10. Terceiro Período (1956 a 1989) Revolução Industrial Brasileira e Quarto Período (1989 até os dias de Hoje) Internacionalização Ao final da Segunda Guerra Mundial o Brasil dispunha de grandes reservas de moeda estrangeira, divisas, fruto de ter exportado mais do que importado. Houve um crescimento de 8,9% de 1946 a 1950. Enquanto nas décadas anteriores houve predominância da indústria de bens de consumo, na década de 40 outros tipos de atividade industrial começam a se desenvolver como no setor de minerais, metalurgia, siderurgia, ou seja setores mais sofisticados tecnologicamente. Em 1946 teve início a produção de aço da CSN (Companhia Siderúrgica Nacional), Volta Redonda, que abriu perspectivas para o desenvolvimento industrial do pais, já que o aço constitui a base ou a "matriz" para vários ramos ou tipos de indústria.
  • 11.
  • 12. No governo de Juscelino Kubitschek, 1956 a 1961, criou-se um Plano de Metas que dedicou mais de 2/3 de seus recursos para estimular o setor de energia e transporte. Aumentou a produção de petróleo e a potência de energia elétrica instalada, visando a assegurar a instalação de indústrias. Desenvolveu-se o setor rodoviário. Houve um grande crescimento da indústria de bens de produção que cresceu 370% contra 63% da de bens de consumo. Percebe-se, por esses números, que na década de 50 alterou-se a orientação da industrialização do Brasil. Contribuiu para isso a Instrução 113 da Superintendência da Moeda e do Crédito (SUMOC), instituída em 1955, no governo Café Filho. Essa Instrução permitia a entrada de máquinas e equipamentos sem cobertura cambial (sem depósito de dólares para a aquisição no Banco do Brasil).
  • 13.
  • 14. A década de 60 começou com sérios problemas políticos: A renúncia de Jânio Quadros em 1961, a posse do vice-presidente João Goulart, discussões em torno de presidencialismo ou parlamentarismo. Esses fatos ocasionaram um declínio no crescimento econômico e industrial. Após 1964, os governos militares, retomaram e aceleraram o crescimento econômico e industrial brasileiro. O Estado assumiu a função de órgão supervisor das relações econômicas. O desenvolvimento industrial pós 64 foi significativo. Ocorreu uma maior diversificação da produção industrial. O Estado assumiu certos empreendimentos como: produção de energia elétrica, do aço, indústria petroquímica, abertura de rodovias e outros, assegurando para a iniciativa privada as condições de expansão ou crescimento de seus negócios. Houve grande expansão da indústria de bens de consumo não-duráveis e duráveis com a produção inclusive de artigos sofisticados. Aumentou, entre 1960 e 1980, em números significativos a produção de aço, ferro-gusa, laminados, cimento, petróleo.
  • 15. Para sustentar o crescimento industrial, houve o aumento da capacidade aquisitiva da classe média alta, através de financiamento de consumo. Foi estimulada, também, a exportação de produtos manufaturados através de incentivos governamentais. Em 1979, pela 1ª vez, as exportações de produtos industrializados e semi-industrializados superaram as exportações de bens primários (produtos da agricultura, minérios, matérias-primas). Após um período de inflação ascendente, foi lançado em 28 de fevereiro de 1986 pelo Governo Sarney o Plano Cruzado, que embora tivesse objetivos implícitos eleitorais, foi caracterizado por uma tentativa de promover o crescimento da produção econômica brasileira sem passar pela penosa austeridade fiscal e monetária que seria a marca registrada do Plano Real, em 1994. No entanto, a proteção alfandegária que existia na época, que restringia as importações e o desbastecimento principalmente de produtos de primeira necessidade promovido por setores oligopolizados da economia condenaram o plano econômico ao fracasso, não obstante sua política de manter o câmbio congelado e a taxa real de juros baixa fizesse o PIB conhecer uma bolha de consumo interna sem precedentes na sua história.
  • 16. O ajuste das contas públicas pós-Plano Real, e a adoção de medidas tanto políticas como jurídicas de apoio à micro e pequena indústria, bem como a entrada de capital estrangeiro atraído pelos programas de privatizações de estatais, tornaram o investimento do capital de risco no setor industrial atraente. Também contribuíram para isso a desejada estabilidade nas regras que regiam a economia nos oito anos do mandato que Fernando Henrique Cardoso exerceu a Presidência da República (1994-2002), e a decisão do seu sucessor, Luiz Inácio Lula da Silva, reeleito em 2006, de manter as mesmas regras, não obstante as divergências ideológicas de alguns grupos internos ao seu partido.
  • 17.
  • 18.
  • 19.