SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
A INDÚSTRIA NO
    BRASIL
     GEOGRAFIA
A crise do café e a industrialização
 Embora tenha passado por
 importantes períodos de                Com a crise de
 crescimento como o da I                1929 reduziu
 Guerra, à industrialização             bastante as
 brasileira sofreu seu maior            exportações do
 impulso a partir de                    café
 1929, com a crise da Bolsa
 de Valores de Nova York


O café permitiu a acumulação de capitais que serviram para
implantar toda a infraestrutura necessária ao impulso da
atividade industrial.
Toda infraestrutura
utilizada para escoar a
       produção
                             Havia também grande
cafeeira, consolidou-se
    em um eficiente       disponibilidade de mão de
sistema de transporte.    obra imigrante liberada nas
                               cidades, além de
                           significativa produção de
                                energia elétrica.
   É importante lembrar

Que com o colapso econômico mundial, diminuiu a
entrada de mercadorias estrangeiras que poderiam
competir com as nacionais
A Política de “Substituição de importações”
• Embora a expressão substituição de importações
  possa ser utilizada desde a primeira fábrica
  instalada no país, permitindo substituir a
  importação de determinado produto, foi no Governo
  de Getúlio Vargas (1930-1945) que consolidou uma
  política industrial voltada à produção interna de
  mercadorias que até então eram importadas
• Desvalorização da moeda nacional
• Implantação de leis e tributos que restringiam a
  importações.
De 1930 1956, a industrialização
no país caracterizou-se por uma
estratégia governamental de
implantação de indústrias estatais
nos setores de bens de produção
e de infraestrutura.
Juscelino Kubitschek e o plano de metas
                        O plano de metas, tinha por
 Durante o              finalidade acelerar o
 governo de JK          crescimento econômico do
 (1056-1961)            país, implantando industrias
 houve um               de grande porte para gerar
 grande                 muito empregos e dinamizar
 crescimento            todo processo.
 econômico em
                        O recurso adotado para isso, foi
 consequência da        abrir as fronteiras ao capital
 implantação do         estrangeiro, criando incentivos
 chamado Plano          cambiais, fiscais e
 de Metas.              tarifários, atraindo investimentos
                        tanto sob a forma de implantação
                        industrial como de empréstimos
Plano de Metas de JK
tinha o objetivo de fazer
o país crescer “ 50 ano
em 5”.




Nesse período o modelo
econômico brasileiro ficou
conhecido como tripé:
constituído de capital
estatal, grandes
conglomerados
internacionais e nacionais
Distribuição Regional da Indústria Brasileira
• A região Sudeste é a que apresenta o maior parque
  industrial do país.

                   O Estado de São Paulo é o principal
  polo do Sudeste, esse polo pode ser dividido em
  quatro grandes eixos viários:
1. Sistema Anchieta – Imigrantes
2. Via Dutra, vale do Paraíba
3. Via Anhanguera
4. Via Castelo Branco
• Segundo grande polo        • Em Minas Gerais: através
  industrial do Sudeste é o    de políticas de incentivos
  Rio de Janeiro:              para atrair investimentos
• com destaque para Baixada    industriais, Minas
  fluminense onde situa-se a   apresenta um distritos
  refinaria Duque de Caxias.   industriais em torno da
• E na região Serrana,         capital, como Contagem e
  Petrópolis e Nova Friburgo   Betim.
  como um tradicional
  centro têxtil.
Região Sul               Importante região da indústria
                         Têxtil no Vale do Itajaí, em
 Os principais centros   Santa Catarina com desta para
 da indústria no Sul     as cidades de Joinville,
 encontram-se no Rio     Blumenau e Brusque
 Grande do Sul, nas
 regiões como
 Viamão, Esteio,
 Gravataí e Canoas
Região Nordeste                 Salvador: no Recôncavo
                                Baiano situa-se a refinaria
 Região com grandes             Landulpho Alves e o polo
 problemas                      petroquímico de Camaçari
 econômicos e sociais,
 onde somente foi
                                Recife: Através de
 possível alcançar um
                                incentivos permitiu a
 nível de                       criação de três distritos
 industrialização               industriais: Jaboatão, Cabo
 através de subsídios e         e Paulista.
 incentivos pelos
 governos desta             Fortaleza: é a que apresenta o
 região. (Sudene).          menor parque
 -Mão de obra abundante e   industrial, caracterizada por
 extremamente barata.       indústrias tradicionais (
                            alimentos, têxtil e calçados)
Embora
A região Nordeste passou por um processo de
industrialização mais recente comparativamente ao Sudeste.
Devido a suas condições locacionais, infra-estruturais, dos
investimentos e da qualificação de sua mão de obra, a região
Nordeste desenvolveu mais o setor de bens de consumo não
duráveis como os setores alimentício, calçadista, têxtil e
construção civil.
São setores relativamente mais simples e suas cadeias
produtivas tem maior capacidade de contratar mão de
obra, com vantagens comparativas para uma região carente
de atividades.
Polo Petroquímico de Camaçari na Bahia, onde a base é
    refinaria Landulpho Alves no Recôncavo baiano.
Regiões Norte e Centro-Oeste
 Regiões caracterizadas      Norte: destacam-se as
                             indústrias de extração
 pelas atividades
                             mineral( projetos de alumínio)
 econômicas de base          e os produtos da Zona Franca
 primária, como o            de Manaus, onde a maioria
 extrativismo e a            das indústrias são de
 agropecuária, onde a        montagens de
 atividade industrial é      eletroeletrônicos.
 bastante limitada.
                          Centro-Oeste: os principais
                          centros industriais são Goiânia,
                          Brasília, Anápolis e Campo
                          Grande, produção voltada a bens
                          de consumo
Zona Franca de Manaus, não foi
capaz de absorver a mão de obra
local , despreparada para o setor
“O fenômeno da desconcentração industrial está modificando o perfil
  da economia da Região Sudeste. Durante boa parte do Século XX, de
  cada quatro indústrias, três ficavam no Sudeste. Hoje, embora ainda
exista forte concentração de empresas, a realidade é outra. As indústrias
                     estão se espalhando pelo país.”
(IBMEC-RJ) A chegada ao poder de Juscelino Kubitschek, em 1956,
    possibilitou uma mudança significativa em relação à economia
    brasileira, tomando como parâmetro os governos anteriores. Leia as
    seguintes afirmativas:
 I – Foram concedidas amplas facilidades para o ingresso em nosso país
    de investimentos estrangeiros.
II – O Estado passou a não mais intervir em nenhum setor econômico
III – Importantes setores da economia foram desnacionalizados, como o
    de transportes e o energético
IV – Coube ao Estado, apenas, o controle sobre o setor de bens de
    produção, ficando com os investidores estrangeiros a produção de
    bens de consumo duráveis.
 a) se as afirmativas I e II forem corretas;
b) se as afirmativas II e III forem corretas;
c) se as afirmativas I e IV forem corretas;
d) se as afirmativas II e IV forem corretas
(UFMG)Entre as causas que explicam a relativa diminuição de
concentração industrial na região Sudeste podemos
considerar:
I. A baixa produção, em face dos baixos custos de produção.
II. Um sindicalismo forte e atuante na Grande São Paulo e nos
arredores.
III. Incentivos Fiscais oferecidos por outras regiões.

Está correto o que se afirma em

a) apenas I e II.
b) apenas II e III.
c) apenas I e III.
d) apenas III.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileiraCap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileiraprofacacio
 
Estado nação, território e poder
Estado nação, território e poderEstado nação, território e poder
Estado nação, território e poderVinicius Coelho
 
Regionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundialRegionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundialLUIS ABREU
 
Industrialização brasileira
Industrialização brasileiraIndustrialização brasileira
Industrialização brasileiraArtur Lara
 
Capitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evoluçãoCapitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evoluçãoArtur Lara
 
Urbanização brasileira
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileiraAbner de Paula
 
Modulo 12 - América Latina - a produção econômica
Modulo 12 - América Latina - a produção econômicaModulo 12 - América Latina - a produção econômica
Modulo 12 - América Latina - a produção econômicaClaudio Henrique Ramos Sales
 
As revoluções industriais
As revoluções industriaisAs revoluções industriais
As revoluções industriaisvdailce
 
Sistemas Agrícolas
Sistemas AgrícolasSistemas Agrícolas
Sistemas Agrícolasjoao paulo
 
O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2017)
O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2017)O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2017)
O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2017)Nefer19
 
Conceitos demográficos
Conceitos demográficosConceitos demográficos
Conceitos demográficosProfessor
 

Mais procurados (20)

Cap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileiraCap. 4 - A industrialização brasileira
Cap. 4 - A industrialização brasileira
 
Estado nação, território e poder
Estado nação, território e poderEstado nação, território e poder
Estado nação, território e poder
 
Regionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundialRegionalização do espaço mundial
Regionalização do espaço mundial
 
Industrialização brasileira
Industrialização brasileiraIndustrialização brasileira
Industrialização brasileira
 
População brasileira
População brasileiraPopulação brasileira
População brasileira
 
O Território Brasileiro
O Território BrasileiroO Território Brasileiro
O Território Brasileiro
 
Divisão internacional do trabalho
Divisão internacional do trabalhoDivisão internacional do trabalho
Divisão internacional do trabalho
 
Pirâmide etária
Pirâmide etáriaPirâmide etária
Pirâmide etária
 
Capitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evoluçãoCapitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evolução
 
Urbanização brasileira
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileira
 
Globalização
GlobalizaçãoGlobalização
Globalização
 
Modulo 12 - América Latina - a produção econômica
Modulo 12 - América Latina - a produção econômicaModulo 12 - América Latina - a produção econômica
Modulo 12 - América Latina - a produção econômica
 
As revoluções industriais
As revoluções industriaisAs revoluções industriais
As revoluções industriais
 
Sistemas Agrícolas
Sistemas AgrícolasSistemas Agrícolas
Sistemas Agrícolas
 
O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2017)
O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2017)O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2017)
O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2017)
 
Estrutura fundiaria no Brasil
Estrutura fundiaria no BrasilEstrutura fundiaria no Brasil
Estrutura fundiaria no Brasil
 
Capitalismo e Socialismo
Capitalismo e Socialismo Capitalismo e Socialismo
Capitalismo e Socialismo
 
Espaço urbano
Espaço urbano  Espaço urbano
Espaço urbano
 
Conceitos demográficos
Conceitos demográficosConceitos demográficos
Conceitos demográficos
 
Populaçao mundial
Populaçao mundialPopulaçao mundial
Populaçao mundial
 

Semelhante a Industrialização Brasileira

A grande concentração industrial na região sudeste
A grande concentração industrial na região sudesteA grande concentração industrial na região sudeste
A grande concentração industrial na região sudesteRosemildo Lima
 
A Industrialização no Brasil 2020.ppt
A Industrialização no Brasil 2020.pptA Industrialização no Brasil 2020.ppt
A Industrialização no Brasil 2020.pptLoCruz1
 
Industrialização+brasileira 1
Industrialização+brasileira 1Industrialização+brasileira 1
Industrialização+brasileira 1eunamahcado
 
A Indústria no Brasil
A Indústria no BrasilA Indústria no Brasil
A Indústria no BrasilSimone Morais
 
Aula 16 indústria brasileira
Aula 16   indústria brasileiraAula 16   indústria brasileira
Aula 16 indústria brasileiraJonatas Carlos
 
Aula 1 e 2 - TEÓRICA - Aut. Ind. (PIE) - ENG - 6 NA
Aula 1 e 2 - TEÓRICA - Aut. Ind. (PIE) - ENG - 6 NAAula 1 e 2 - TEÓRICA - Aut. Ind. (PIE) - ENG - 6 NA
Aula 1 e 2 - TEÓRICA - Aut. Ind. (PIE) - ENG - 6 NACloves da Rocha
 
Indústria Brasileira
Indústria BrasileiraIndústria Brasileira
Indústria BrasileiraItalo Malta
 
Geografia - Indústria Brasileira
Geografia - Indústria BrasileiraGeografia - Indústria Brasileira
Geografia - Indústria BrasileiraCarson Souza
 
PARTE 2 da AULA 1 - industria brasileira
PARTE 2 da AULA 1 -  industria brasileiraPARTE 2 da AULA 1 -  industria brasileira
PARTE 2 da AULA 1 - industria brasileiraCADUCOC1
 
Induastrialização brasiledira 2
Induastrialização brasiledira 2Induastrialização brasiledira 2
Induastrialização brasiledira 2Euna Machado
 
Seminário de Geografia_20240105_064058_0000.pdf
Seminário de Geografia_20240105_064058_0000.pdfSeminário de Geografia_20240105_064058_0000.pdf
Seminário de Geografia_20240105_064058_0000.pdfTiagoSilvaMoreira1
 
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRAA INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRANinho Cristo
 
Atividades economicas do brasil
Atividades economicas do brasilAtividades economicas do brasil
Atividades economicas do brasilBruna Azevedo
 
Ens_Medio_Geografia_3_serie_nivelamento_02.pptx
Ens_Medio_Geografia_3_serie_nivelamento_02.pptxEns_Medio_Geografia_3_serie_nivelamento_02.pptx
Ens_Medio_Geografia_3_serie_nivelamento_02.pptxPedroEnrico4
 
A industrialização no Brasil - Material completo
A industrialização no Brasil - Material completoA industrialização no Brasil - Material completo
A industrialização no Brasil - Material completoAna Maciel
 
Industrializacao Brasileira
Industrializacao BrasileiraIndustrializacao Brasileira
Industrializacao Brasileirahsjval
 
Melhor resumo de geografia do brasil e geografia do amapá do Prof Gesiel Oliv...
Melhor resumo de geografia do brasil e geografia do amapá do Prof Gesiel Oliv...Melhor resumo de geografia do brasil e geografia do amapá do Prof Gesiel Oliv...
Melhor resumo de geografia do brasil e geografia do amapá do Prof Gesiel Oliv...Gesiel Oliveira
 
IECJ - Cap. 05 - Brasil - de país agrário a país industrial - 7º Ano - EFII
IECJ - Cap. 05 - Brasil - de país agrário a país industrial - 7º Ano - EFIIIECJ - Cap. 05 - Brasil - de país agrário a país industrial - 7º Ano - EFII
IECJ - Cap. 05 - Brasil - de país agrário a país industrial - 7º Ano - EFIIprofrodrigoribeiro
 
39859_3c52df8f6e0242171c51a6c15a39db47 (1).pptx
39859_3c52df8f6e0242171c51a6c15a39db47 (1).pptx39859_3c52df8f6e0242171c51a6c15a39db47 (1).pptx
39859_3c52df8f6e0242171c51a6c15a39db47 (1).pptxJanaina Diniz
 

Semelhante a Industrialização Brasileira (20)

A grande concentração industrial na região sudeste
A grande concentração industrial na região sudesteA grande concentração industrial na região sudeste
A grande concentração industrial na região sudeste
 
A Industrialização no Brasil 2020.ppt
A Industrialização no Brasil 2020.pptA Industrialização no Brasil 2020.ppt
A Industrialização no Brasil 2020.ppt
 
Industrialização+brasileira 1
Industrialização+brasileira 1Industrialização+brasileira 1
Industrialização+brasileira 1
 
A Indústria no Brasil
A Indústria no BrasilA Indústria no Brasil
A Indústria no Brasil
 
Aula 16 indústria brasileira
Aula 16   indústria brasileiraAula 16   indústria brasileira
Aula 16 indústria brasileira
 
Aula 1 e 2 - TEÓRICA - Aut. Ind. (PIE) - ENG - 6 NA
Aula 1 e 2 - TEÓRICA - Aut. Ind. (PIE) - ENG - 6 NAAula 1 e 2 - TEÓRICA - Aut. Ind. (PIE) - ENG - 6 NA
Aula 1 e 2 - TEÓRICA - Aut. Ind. (PIE) - ENG - 6 NA
 
Indústria Brasileira
Indústria BrasileiraIndústria Brasileira
Indústria Brasileira
 
Geografia - Indústria Brasileira
Geografia - Indústria BrasileiraGeografia - Indústria Brasileira
Geografia - Indústria Brasileira
 
PARTE 2 da AULA 1 - industria brasileira
PARTE 2 da AULA 1 -  industria brasileiraPARTE 2 da AULA 1 -  industria brasileira
PARTE 2 da AULA 1 - industria brasileira
 
Induastrialização brasiledira 2
Induastrialização brasiledira 2Induastrialização brasiledira 2
Induastrialização brasiledira 2
 
Seminário de Geografia_20240105_064058_0000.pdf
Seminário de Geografia_20240105_064058_0000.pdfSeminário de Geografia_20240105_064058_0000.pdf
Seminário de Geografia_20240105_064058_0000.pdf
 
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRAA INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
A INDUSTRIALIZAÇÃO BRASILEIRA
 
Atividades economicas do brasil
Atividades economicas do brasilAtividades economicas do brasil
Atividades economicas do brasil
 
A indústria no brasil ifpe
A indústria no brasil ifpeA indústria no brasil ifpe
A indústria no brasil ifpe
 
Ens_Medio_Geografia_3_serie_nivelamento_02.pptx
Ens_Medio_Geografia_3_serie_nivelamento_02.pptxEns_Medio_Geografia_3_serie_nivelamento_02.pptx
Ens_Medio_Geografia_3_serie_nivelamento_02.pptx
 
A industrialização no Brasil - Material completo
A industrialização no Brasil - Material completoA industrialização no Brasil - Material completo
A industrialização no Brasil - Material completo
 
Industrializacao Brasileira
Industrializacao BrasileiraIndustrializacao Brasileira
Industrializacao Brasileira
 
Melhor resumo de geografia do brasil e geografia do amapá do Prof Gesiel Oliv...
Melhor resumo de geografia do brasil e geografia do amapá do Prof Gesiel Oliv...Melhor resumo de geografia do brasil e geografia do amapá do Prof Gesiel Oliv...
Melhor resumo de geografia do brasil e geografia do amapá do Prof Gesiel Oliv...
 
IECJ - Cap. 05 - Brasil - de país agrário a país industrial - 7º Ano - EFII
IECJ - Cap. 05 - Brasil - de país agrário a país industrial - 7º Ano - EFIIIECJ - Cap. 05 - Brasil - de país agrário a país industrial - 7º Ano - EFII
IECJ - Cap. 05 - Brasil - de país agrário a país industrial - 7º Ano - EFII
 
39859_3c52df8f6e0242171c51a6c15a39db47 (1).pptx
39859_3c52df8f6e0242171c51a6c15a39db47 (1).pptx39859_3c52df8f6e0242171c51a6c15a39db47 (1).pptx
39859_3c52df8f6e0242171c51a6c15a39db47 (1).pptx
 

Mais de Professor

Conceitos demográficos
Conceitos demográficosConceitos demográficos
Conceitos demográficosProfessor
 
A amazônia azul cópia
A amazônia azul   cópiaA amazônia azul   cópia
A amazônia azul cópiaProfessor
 
Energia Elétrica Aula
Energia Elétrica AulaEnergia Elétrica Aula
Energia Elétrica AulaProfessor
 
Cartografia2.
Cartografia2.Cartografia2.
Cartografia2.Professor
 
As formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundoAs formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundoProfessor
 
Brasil – massas de ar e clima
Brasil – massas de ar e climaBrasil – massas de ar e clima
Brasil – massas de ar e climaProfessor
 
Brasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticosBrasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticosProfessor
 
Alterações climáticas
Alterações climáticasAlterações climáticas
Alterações climáticasProfessor
 
Atividade industrial
Atividade industrialAtividade industrial
Atividade industrialProfessor
 
Orientação e coordenadas geográficas
Orientação e coordenadas geográficasOrientação e coordenadas geográficas
Orientação e coordenadas geográficasProfessor
 
O uso dos solos 7 ano
O uso dos solos 7 anoO uso dos solos 7 ano
O uso dos solos 7 anoProfessor
 
Aorganizao poltica no planeta
Aorganizao poltica no planetaAorganizao poltica no planeta
Aorganizao poltica no planetaProfessor
 
O espaço geográfico rural
O espaço geográfico ruralO espaço geográfico rural
O espaço geográfico ruralProfessor
 
O mundo atual formas cartográficas de representação
O mundo atual   formas cartográficas de representaçãoO mundo atual   formas cartográficas de representação
O mundo atual formas cartográficas de representaçãoProfessor
 
As origens domundo atual 8º ano.
As origens domundo atual 8º ano.As origens domundo atual 8º ano.
As origens domundo atual 8º ano.Professor
 
Africa aspectos fisicos
Africa aspectos fisicosAfrica aspectos fisicos
Africa aspectos fisicosProfessor
 
Europa sociedade
Europa   sociedadeEuropa   sociedade
Europa sociedadeProfessor
 
Energia elétrica
Energia elétricaEnergia elétrica
Energia elétricaProfessor
 
A atividade industrial nos eua
A atividade industrial nos euaA atividade industrial nos eua
A atividade industrial nos euaProfessor
 

Mais de Professor (20)

Conceitos demográficos
Conceitos demográficosConceitos demográficos
Conceitos demográficos
 
A amazônia azul cópia
A amazônia azul   cópiaA amazônia azul   cópia
A amazônia azul cópia
 
Energia Elétrica Aula
Energia Elétrica AulaEnergia Elétrica Aula
Energia Elétrica Aula
 
Cartografia2.
Cartografia2.Cartografia2.
Cartografia2.
 
As formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundoAs formaçoes vegetais pelo mundo
As formaçoes vegetais pelo mundo
 
Brasil – massas de ar e clima
Brasil – massas de ar e climaBrasil – massas de ar e clima
Brasil – massas de ar e clima
 
Brasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticosBrasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticos
 
Alterações climáticas
Alterações climáticasAlterações climáticas
Alterações climáticas
 
Atividade industrial
Atividade industrialAtividade industrial
Atividade industrial
 
Orientação e coordenadas geográficas
Orientação e coordenadas geográficasOrientação e coordenadas geográficas
Orientação e coordenadas geográficas
 
O uso dos solos 7 ano
O uso dos solos 7 anoO uso dos solos 7 ano
O uso dos solos 7 ano
 
Aorganizao poltica no planeta
Aorganizao poltica no planetaAorganizao poltica no planeta
Aorganizao poltica no planeta
 
O espaço geográfico rural
O espaço geográfico ruralO espaço geográfico rural
O espaço geográfico rural
 
O mundo atual formas cartográficas de representação
O mundo atual   formas cartográficas de representaçãoO mundo atual   formas cartográficas de representação
O mundo atual formas cartográficas de representação
 
As origens domundo atual 8º ano.
As origens domundo atual 8º ano.As origens domundo atual 8º ano.
As origens domundo atual 8º ano.
 
Africa aspectos fisicos
Africa aspectos fisicosAfrica aspectos fisicos
Africa aspectos fisicos
 
Europa sociedade
Europa   sociedadeEuropa   sociedade
Europa sociedade
 
Energia elétrica
Energia elétricaEnergia elétrica
Energia elétrica
 
Aula japão
Aula japãoAula japão
Aula japão
 
A atividade industrial nos eua
A atividade industrial nos euaA atividade industrial nos eua
A atividade industrial nos eua
 

Industrialização Brasileira

  • 1. A INDÚSTRIA NO BRASIL GEOGRAFIA
  • 2. A crise do café e a industrialização Embora tenha passado por importantes períodos de Com a crise de crescimento como o da I 1929 reduziu Guerra, à industrialização bastante as brasileira sofreu seu maior exportações do impulso a partir de café 1929, com a crise da Bolsa de Valores de Nova York O café permitiu a acumulação de capitais que serviram para implantar toda a infraestrutura necessária ao impulso da atividade industrial.
  • 3. Toda infraestrutura utilizada para escoar a produção Havia também grande cafeeira, consolidou-se em um eficiente disponibilidade de mão de sistema de transporte. obra imigrante liberada nas cidades, além de significativa produção de energia elétrica. É importante lembrar Que com o colapso econômico mundial, diminuiu a entrada de mercadorias estrangeiras que poderiam competir com as nacionais
  • 4. A Política de “Substituição de importações” • Embora a expressão substituição de importações possa ser utilizada desde a primeira fábrica instalada no país, permitindo substituir a importação de determinado produto, foi no Governo de Getúlio Vargas (1930-1945) que consolidou uma política industrial voltada à produção interna de mercadorias que até então eram importadas • Desvalorização da moeda nacional • Implantação de leis e tributos que restringiam a importações.
  • 5. De 1930 1956, a industrialização no país caracterizou-se por uma estratégia governamental de implantação de indústrias estatais nos setores de bens de produção e de infraestrutura.
  • 6.
  • 7. Juscelino Kubitschek e o plano de metas O plano de metas, tinha por Durante o finalidade acelerar o governo de JK crescimento econômico do (1056-1961) país, implantando industrias houve um de grande porte para gerar grande muito empregos e dinamizar crescimento todo processo. econômico em O recurso adotado para isso, foi consequência da abrir as fronteiras ao capital implantação do estrangeiro, criando incentivos chamado Plano cambiais, fiscais e de Metas. tarifários, atraindo investimentos tanto sob a forma de implantação industrial como de empréstimos
  • 8. Plano de Metas de JK tinha o objetivo de fazer o país crescer “ 50 ano em 5”. Nesse período o modelo econômico brasileiro ficou conhecido como tripé: constituído de capital estatal, grandes conglomerados internacionais e nacionais
  • 9. Distribuição Regional da Indústria Brasileira • A região Sudeste é a que apresenta o maior parque industrial do país. O Estado de São Paulo é o principal polo do Sudeste, esse polo pode ser dividido em quatro grandes eixos viários: 1. Sistema Anchieta – Imigrantes 2. Via Dutra, vale do Paraíba 3. Via Anhanguera 4. Via Castelo Branco
  • 10.
  • 11. • Segundo grande polo • Em Minas Gerais: através industrial do Sudeste é o de políticas de incentivos Rio de Janeiro: para atrair investimentos • com destaque para Baixada industriais, Minas fluminense onde situa-se a apresenta um distritos refinaria Duque de Caxias. industriais em torno da • E na região Serrana, capital, como Contagem e Petrópolis e Nova Friburgo Betim. como um tradicional centro têxtil.
  • 12. Região Sul Importante região da indústria Têxtil no Vale do Itajaí, em Os principais centros Santa Catarina com desta para da indústria no Sul as cidades de Joinville, encontram-se no Rio Blumenau e Brusque Grande do Sul, nas regiões como Viamão, Esteio, Gravataí e Canoas
  • 13. Região Nordeste Salvador: no Recôncavo Baiano situa-se a refinaria Região com grandes Landulpho Alves e o polo problemas petroquímico de Camaçari econômicos e sociais, onde somente foi Recife: Através de possível alcançar um incentivos permitiu a nível de criação de três distritos industrialização industriais: Jaboatão, Cabo através de subsídios e e Paulista. incentivos pelos governos desta Fortaleza: é a que apresenta o região. (Sudene). menor parque -Mão de obra abundante e industrial, caracterizada por extremamente barata. indústrias tradicionais ( alimentos, têxtil e calçados)
  • 14. Embora A região Nordeste passou por um processo de industrialização mais recente comparativamente ao Sudeste. Devido a suas condições locacionais, infra-estruturais, dos investimentos e da qualificação de sua mão de obra, a região Nordeste desenvolveu mais o setor de bens de consumo não duráveis como os setores alimentício, calçadista, têxtil e construção civil. São setores relativamente mais simples e suas cadeias produtivas tem maior capacidade de contratar mão de obra, com vantagens comparativas para uma região carente de atividades.
  • 15. Polo Petroquímico de Camaçari na Bahia, onde a base é refinaria Landulpho Alves no Recôncavo baiano.
  • 16. Regiões Norte e Centro-Oeste Regiões caracterizadas Norte: destacam-se as indústrias de extração pelas atividades mineral( projetos de alumínio) econômicas de base e os produtos da Zona Franca primária, como o de Manaus, onde a maioria extrativismo e a das indústrias são de agropecuária, onde a montagens de atividade industrial é eletroeletrônicos. bastante limitada. Centro-Oeste: os principais centros industriais são Goiânia, Brasília, Anápolis e Campo Grande, produção voltada a bens de consumo
  • 17. Zona Franca de Manaus, não foi capaz de absorver a mão de obra local , despreparada para o setor
  • 18. “O fenômeno da desconcentração industrial está modificando o perfil da economia da Região Sudeste. Durante boa parte do Século XX, de cada quatro indústrias, três ficavam no Sudeste. Hoje, embora ainda exista forte concentração de empresas, a realidade é outra. As indústrias estão se espalhando pelo país.”
  • 19. (IBMEC-RJ) A chegada ao poder de Juscelino Kubitschek, em 1956, possibilitou uma mudança significativa em relação à economia brasileira, tomando como parâmetro os governos anteriores. Leia as seguintes afirmativas: I – Foram concedidas amplas facilidades para o ingresso em nosso país de investimentos estrangeiros. II – O Estado passou a não mais intervir em nenhum setor econômico III – Importantes setores da economia foram desnacionalizados, como o de transportes e o energético IV – Coube ao Estado, apenas, o controle sobre o setor de bens de produção, ficando com os investidores estrangeiros a produção de bens de consumo duráveis. a) se as afirmativas I e II forem corretas; b) se as afirmativas II e III forem corretas; c) se as afirmativas I e IV forem corretas; d) se as afirmativas II e IV forem corretas
  • 20. (UFMG)Entre as causas que explicam a relativa diminuição de concentração industrial na região Sudeste podemos considerar: I. A baixa produção, em face dos baixos custos de produção. II. Um sindicalismo forte e atuante na Grande São Paulo e nos arredores. III. Incentivos Fiscais oferecidos por outras regiões. Está correto o que se afirma em a) apenas I e II. b) apenas II e III. c) apenas I e III. d) apenas III.