ROSANA DE ROSA    2013-02-20
Roteiro de EstudoReencarnação    Reencarnação     &                          Planejamento                como Processo    ...
Reencarnação     &  Ciência
O que é reencarnação?             É retorno a um novo corpo, através de              um nova personalidade um novo eu    ...
EGO• Não há tempo no domínio do  Espírito, apenas existência.• O ego estabelece o domínio do  tempo e espaço. Por causa de...
Reencarnação na História          • 1.300 A.C. – Vedas (Escrituras            sagradas) na Índia          • 3.000 A.C. - A...
Provas Científicas            Dr. Ian Stevenson (1918–2007)               Canadense, Médico, diretor do departamento de  ...
Marcas e Defeitos de Nascença       “Reincarnation & Biology”              • Dr. Stevenson descreve sobre                m...
Marcas e Defeitos de Nascença• Crianças que afirmam se lembrar de uma  vida anterior foram encontrados em  muitas partes d...
Marcas e Defeitos de Nascença•   As marcas de nascença ficam mais fortes em decorrência de traumas ou    feridas de grande...
Regressão a Vidas Passadas           A técnica de regressão a vidas           passadas foi descoberta em 1893           pe...
Terapia de Vida Passada/TVP        • A TVP se insere na abordagem da          Psicologia Transpessoal . Abrange          r...
Pesquisa no Brasil       • Hernani G. Andrade (Faleceu em         2003)       • Brasileiro, engenheiro, parapsicólogo, pes...
Reencarnação comoProcesso Educativo
Por que reencarnamos?   Para Promover:Aprendizado Elevação Moral Espiritual  Através do conhecimento das LEIS DE DEUS.
Qual Objetivo?                 Reencarna-se                  para                  aprender, educa                  r-se e...
Como se processa a reencarnação?LEI NATURAL    Automática    Mandatória
Reencarnação: ato de amor ou punição?                • É um processo de aprendizado. Educativo        Expondo-se a cada re...
Quantas vezes reencarnaremos?             A cada nova existência, o               Espírito dá um passo no               ca...
PlanejamentoReencarnatório
Como se dá o Planejamento Reencarnatório?                      Em geral as                      reencarnações são         ...
Podemos escolher as provas?               Esse planejamento pode ser                  elaborado pelo próprio              ...
Que são provas?       São situações que nos servem de aprendizado       ou que testam a nossa capacidade de pensar de     ...
Processo• Antes de reencarnarmos avaliamos  os erros e acertos que cometemos e  verificarmos o que seria importante  corri...
Que que é Expiação?   • São consequências dos nossos erros dos           quais não conseguimos fugir das      consequência...
ARREPENDIMENTO• Quer dizer que você entendeu e      • O arrependimento pode se dar  você para de fazer.                   ...
EXPIAÇÃO• Sofrimentos físicos ou morais   • Pode existir situações atenuantes  consequentes daquela falta.       ou agrava...
REPARAÇÃO  • Reparação é fazer à                    • Porém aquela pessoa no    aqueles que se prejudicou                f...
Livre-Arbítrio  “Embora exista oplanejamento e existaa pressão interna das     experiências     pregressas,   o livre-arbí...
Existem   planejamentos  reencarnatórioscoletivos que visamalcançar grupos de      Espíritosnecessitados de ummesmo aprend...
Lei de Ação e Reação“As ações humanas levam aconsequências, nada fica semresposta.Toda ação corresponde umareação, porém, ...
“Há circunstâncias diversas que promovem alteração noplanejamento da reencarnação, que pode ocorrer sem o detalhamento nec...
“A reencarnação é o meio, a educação Divina é o fim.Temos necessidade da luta que corrige, renova, restaura e             ...
Bibliografia• Allan Kardec:   o O Livro dos Espíritos, Cap.IV, Pluralidade das     Existências• Adenaúer Novaes:   o Conhe...
2013-02-20-Aula-Reencarnação Rosana De Rosa
2013-02-20-Aula-Reencarnação Rosana De Rosa
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

2013-02-20-Aula-Reencarnação Rosana De Rosa

2.453 visualizações

Publicada em

www.kardecian.org
Kardecian Spiritist Society of Florida -KSSF
Estudamos o espiritismo, está aula é um compilado das aulas: Reencarnação e Ciência, Reencarnação como Processo Educativo e Planejamento Reencarnatorio no Cclo II.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.453
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
128
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • O caso de Shanti Devi, que acaba de produzir nova agitação na Europa, em torno do problema da reencarnação, repercutiu no Brasil, através da transcrição do relato de Peter Forbes no jornal “People”, de Londres, que não é um jornal espírita. Shanti Devi era uma menina de Delhi, na Índia, que aos quatro anos de idade começou a revelar recordações de sua vida anterior, declarando ter vivido em Mathura, a muitas léguas de distância da sua cidade natal. O curioso é que a menina dizia ter-se chamado Lugdi Devi, pertencido à casta superior dos brâmanes, a que agora já não pertencia mais, ter sido casada e ter tido um filho. Revelou pleno conhecimento dos hábitos e trajes especiais dos brâmanes, sem que, entretanto, jamais tivesse visto um brâmane. As revelações de Shanti eram de tal maneira precisas e seguras em seus detalhes, envolvendo nomes de lugares e pessoas, que os seus pais resolveram pedir a dois amigos que fossem a Mathura, a fim de deslindar o mistério. Os amigos foram e constataram a plena veracidade das revelações. Encontraram o viúvo e o filho de Lugdi Devi, o templo a que a menina se referia, o local em que dizia ter-se banhado no rio Jumna, a venda em que fazia suas compras, e tudo o mais. Quando Shanti contava nove anos, seu “ex-marido” e seu filho da encarnação anterior foram visitá-la. Ao vê-los, a menina desmaiou. Depois, voltando a si, mostrou-se tomada da maior alegria, abraçando a ambos com efusão e identificando-se perante o marido nas conversações que mantiveram. O caso de Shanti Devi envolve particularidades curiosas, inclusive a coincidência de sobrenomes. Os Devi de Delhi não têm parentesco com os de Mathura, pertencendo mesmo a uma casta inferior, pois os de Mathura são brâmanes. A menina foi levada a Mathura, e não só reconheceu todos os lugares em que vivera, como também as pessoas. Visitando a casa que habitara na vida anterior, indicou várias particularidades da residência e lembrou hábitos que o seu “ex-marido” confirmou, admirado, reconhecendo que “Shanti possuía a mesma alma que pertencera à sua falecida mulher”, segundo as palavras de Peter Forbes.A história de Swarnlata é simples. Aos 3 anos de idade, viajava com seu pai quando, de repente, apontou uma estrada que levava à cidade de Katni e pediu ao motorista que seguisse por ela até onde estava o que chamou de “minha casa”. Lá, disse, poderiam tomar uma xícara de chá. Katni está localizada a mais de 160 quilômetros da cidade da menina, Pradesh. Logo em seguida, Swarnlata começou a descrever uma série de detalhes sobre sua suposta vida em Katni. Disse que lá seu nome fora BiyaPathak e que tivera dois filhos. Deu detalhes da casa e a localizou no distrito de Zhurkutia. O pai da menina passou a anotar as “memórias” da filha.Recordações de mãeSete anos depois, em 1959, ao ouvir esses relatos, um pesquisador de fenômenos paranormais, o indiano Sri H. N. Banerjee, visitou Katni. Pegou as anotações do pai de Swarnlata e as usou como guia para entrevistar a família Pathak. Tudo o que a menina havia falado sobre Biya (morta em 1939) batia. Até então, nenhuma das duas famílias havia ouvido falar uma da outra.Naquele mesmo ano, o viúvo de Biya, um de seus filhos e seu irmão mais velho viajaram para a cidade de Chhatarpur, onde Swarnlata morava. Chegaram sem avisar. E, sem revelar suas identidades ou intenções aos moradores da cidade, pediram que nove deles os acompanhassem à casa dos Mishra. Stevenson relata que, imediatamente, a menina reconheceu e pronunciou os nomes dos três visitantes. Ao “irmão”, chamou pelo apelido.Semanas depois, seu pai a levou para Katni para a casa onde ela dizia ter vivido e morrido. Swarnlata, conta Stevenson, tratou pelo nome cada um dos presentes, parentes e amigos da família. Lembrou-se de episódios domésticos e tratou os filhos de Biya (então na faixa dos 30 anos) com a intimidade de mãe. Swarnlata tinha apenas 11 anos.As duas famílias se aproximaram e passaram a trocar visitas – aceitando o caso como reencarnação. O próprio Stevenson testemunhou um desses encontros, em 1961. Ao contrário de muitos casos de memórias relatadas como de vidas passadas, as da menina continuaram acompanhando-a na fase adulta – quando Swarnlata já estava casada e formada em Botânica.
  • Nenhum ser humano, estará isento do processo de educação. A reencarnação é o mecanismo usado no nível de evolução em que se encontra a humanidade terrestre. Ninguém está isento dela. Não há privilégios nem privilegiados.
  • Quem sou eu , normalmente eu penso que sou maravilhosa ai quando vivemos algo vemos que reagimos ou não como pensavamos. Conheceremos a nos mesmos através das provas.
  • Os generos– uma pessoa quer saber se ela já esta forte o bastante para resistir ao arrastamento ao crime, de se apropriar do que não é seu. Ela quer consolidar isso dentro dela. Ela pode vir entre mal feitores pode ate ajudar a eles. Ela encarna para resistir e testar suas qualidades quanto ao ambiente.Se vai vencer ou não vai depender do uso do seu livre arbítrio, do empenho.Só previmos os fatos principais da nossa encarnação , eles ficam mais ou menos programados.Podemos programar onde ele vai nascer? Porque no Brasil? Porqueele tem tarefas, ligação com grupos,Quandoseriabomencarnar? Se queremosestar com um grupoquegostariamos de reconciliar.As provas são permitidas por temos instrumento para supera-la, mas as vezes quando voltamos ainda não estamos suficiente forte para este tipo de experiencia.Deus nos deixa a responsabilidade todas nas nossas provas.
  • Diante das dificuldades, As provas nos são impostas ou podemos escolhe-las? Para programas as provasfoifeitoumaavaliacao do queaindanaoestamosdesenvolvidos e osquejáestamos.Quem fez Uma boa escolha das provas tem chance de grandesprogressos.Tendoevoluçãoespiritual , maturidadepodemosescolher com a ajuda dos amigos.Os espiritos não decidem por nos.
  • Caso da obsessão
  • Homem que deixou a fortuna.Cada um construiu para si mesmo situações , necessidades e deveres particulares, este é o nosso destino pessoa, resultante dos nossos atos.
  • 2013-02-20-Aula-Reencarnação Rosana De Rosa

    1. 1. ROSANA DE ROSA 2013-02-20
    2. 2. Roteiro de EstudoReencarnação Reencarnação & Planejamento como Processo Reencarnatório Ciência Educativo
    3. 3. Reencarnação & Ciência
    4. 4. O que é reencarnação?  É retorno a um novo corpo, através de um nova personalidade um novo eu (ego) individualizado do ser humano.  O ego é o sujeito da consciência, é a percepção da singularidade do Espírito. Síntese momentânea da personalidade integral.  Psicologia do Espírito  Adenáuer Novaes • Retorno do Espírito à vivência da matéria
    5. 5. EGO• Não há tempo no domínio do Espírito, apenas existência.• O ego estabelece o domínio do tempo e espaço. Por causa dele existe passado, presente futuro.• A entrada no corpo físico ou peripiritual, desloca a consciência do Espírito para o ego.
    6. 6. Reencarnação na História • 1.300 A.C. – Vedas (Escrituras sagradas) na Índia • 3.000 A.C. - Antigo Egito • 630 a 553 A.C. - Pérsia (hoje Irã) - Zoroastrismo • 624 A.C. - Pré-Socráticos • 469 A.C. – 399 A.C. - Sócrates, Platão e Aristóteles • 1700 A.C. - Judaísmo – Fariseus • 15.000 anos atrás - América - Primeiros habitantes • Cristianismo – até 553 d.c.
    7. 7. Provas Científicas Dr. Ian Stevenson (1918–2007)  Canadense, Médico, diretor do departamento de psiquiatria da Universidade da Virginia.  Em 1964 abandona o cargo para se dedicar as pesquisa do fenômeno da reencarnação, o qual foi pioneiro nas pesquisas sobre a reencarnação.  Dedicou 40 anos a estudos científicos com mais de 3.000 casos sobre :  Lembranças Espontâneas na Infância  Marcas e defeitos de nascença  Memórias de vidas passadas.  Regressão a vidas passadas ”Twenty Cases Suggestive of Reencarnation” por Dr. Stevenson
    8. 8. Marcas e Defeitos de Nascença “Reincarnation & Biology” • Dr. Stevenson descreve sobre marcas de nascença e defeitos congênitos que são consideradas grandes evidências do renascimento sucessivo.
    9. 9. Marcas e Defeitos de Nascença• Crianças que afirmam se lembrar de uma vida anterior foram encontrados em muitas partes do mundo, particularmente nos países budistas e hindu do sul da Ásia, entre os povos xiitas do Líbano e Turquia, as tribos da África Ocidental, e do noroeste americano.• Stevenson reuniu mais de 2.600 casos notificados de memórias de vidas passadas dos quais 65 relatórios detalhados foram publicados.“Where Reincarnation and Biology Intersect”
    10. 10. Marcas e Defeitos de Nascença• As marcas de nascença ficam mais fortes em decorrência de traumas ou feridas de grande intensidade que ficam gravadas no corpo etérico.• Foi constatado que muitas das marcas, sinais, manchas, vermelhidão na pele eram um resquício de feridas em vidas passadas. São comuns marcas que se formam a partir de tiros, de facas, de lanças, de espadas, de golpes fortes, de cortes na pele, de queimaduras mais profundas, dentre outros.
    11. 11. Regressão a Vidas Passadas A técnica de regressão a vidas passadas foi descoberta em 1893 pesquisador Albert Des Rochas, (parapsicólogo) quando fazia experimentos com magnetismo e hipnose em Paris. É o processo provocado ou espontâneo, por meio do qual, o espírito encarnado ou desencarnado fica em condições de relembrar o passado.
    12. 12. Terapia de Vida Passada/TVP • A TVP se insere na abordagem da Psicologia Transpessoal . Abrange recordações extraídas sob hipnose ou terapia de vidas passadas (TVP). • Este processo foi desenvolvido com fins terapêuticos, onde psiquiatras espiritualistas se utilizam de técnicas apropriadas para dissolverem condições neuróticas de pacientes psiquiátricos chamado T.V.P. (Terapia de Vidas Passadas).
    13. 13. Pesquisa no Brasil • Hernani G. Andrade (Faleceu em 2003) • Brasileiro, engenheiro, parapsicólogo, pesqui sador, professor da USP diretor do Instituto Brasileiro de Pesquisas Psicobiofísicas, IBPP. • Publicou “Um Caso que Sugere Reencarnação” • Estudos com crianças entre 2 a 4 anos com recordações reencarnatórias, registrados com devida precisão: nome, localidade etc.
    14. 14. Reencarnação comoProcesso Educativo
    15. 15. Por que reencarnamos? Para Promover:Aprendizado Elevação Moral Espiritual Através do conhecimento das LEIS DE DEUS.
    16. 16. Qual Objetivo? Reencarna-se para aprender, educa r-se e crescer. Adenáuer Novaes (Reencarnação Processo Educativo)
    17. 17. Como se processa a reencarnação?LEI NATURAL Automática Mandatória
    18. 18. Reencarnação: ato de amor ou punição? • É um processo de aprendizado. Educativo Expondo-se a cada reeencanação não punitivo a aprender o que ainda não foi aprendido. A justiça se processa de forma a educar o Espírito. A visão do pagamento está ligada a crenças impregnadas na cultura do Ser. Vamos nos libertar.
    19. 19. Quantas vezes reencarnaremos? A cada nova existência, o Espírito dá um passo no caminho do progresso; quando se despojou de todas as suas impurezas, não necessita mais das provas da vida corpórea. (LE Q. 168) Encarnações Quantas vezes for necessário
    20. 20. PlanejamentoReencarnatório
    21. 21. Como se dá o Planejamento Reencarnatório? Em geral as reencarnações são planejadas com antecipação. O tempo de preparo será proporcional as necessidades educativas do Espírito.
    22. 22. Podemos escolher as provas? Esse planejamento pode ser elaborado pelo próprio Espírito desde que tenha condições morais e intelectuais, caso contrario, pode ser delegado a Espíritos mais esclarecidos. Essas escolhas se dão ao nível de probabilidades, podendo haver alterações”
    23. 23. Que são provas? São situações que nos servem de aprendizado ou que testam a nossa capacidade de pensar de resolver um problema, outras vezes vai testar nosso sentimento o que queremos fazer aos semelhantes. Então são provas visando o nosso progresso moral e intelectual. Se não passarmos por provas não nos conheceremos em profundidade sem realmente saber qual seria nossa reação em determinados desafios. Os testes vão nos dando a segurança da nossa capacidade de superação.
    24. 24. Processo• Antes de reencarnarmos avaliamos os erros e acertos que cometemos e verificarmos o que seria importante corrigir, desenvolver, consolidar….• Podemos escolher apenas o gênero das provas que vamos passar, os detalhes usaremos o nosso livre- arbítrio.• Os espíritos amigos e mais experientes analisam com a gente para que possamos acertar. Porém eles não impõe apenas aconselham.
    25. 25. Que que é Expiação? • São consequências dos nossos erros dos quais não conseguimos fugir das consequências. Isso acontece para nos reajustarmos, entendermos, corrigirmos e avançarmos acertadamente. • A expiação tem fim, ela vai acabar quando os últimos vestígios da falta desaparecer.• Para os vestígios de uma falta desaparecerem precisaremos das fase de: • ARREPENDIMENTO • EXPIAÇÃO • REPARAÇÃO
    26. 26. ARREPENDIMENTO• Quer dizer que você entendeu e • O arrependimento pode se dar você para de fazer. aqui na terra ou depois que• Cuidado para não ficar no desencarnamos. complexo de culpa, pois isso não • Se o culpado não se arrepende resolve. ele sofre por mais tempo, porque• Porém só o arrependimento não ele continua enfrentar as coisas basta para a reabilitação, mas que fez e não esta dando começo suaviza as angústias da expiação. a sua recuperação. Lá dentro dela ela entende e sabe o que fez.
    27. 27. EXPIAÇÃO• Sofrimentos físicos ou morais • Pode existir situações atenuantes consequentes daquela falta. ou agravantes, de agir sobre• Podem chegar nesta impulso ou com consciência. encarnação ou em outra vida. • Há uma lei geral – toda falta terá• Não há uma regra da natureza consequência. e tempo da expiação. Vai • Não expiaremos tudo ao mesmo depender da falta e da intenção tempo e nem é apressado, porém as vezes o espírito esta demorando muito a compreender, ai sim pode ser imposto uma encarnação para ajuda-lo a progredir e reparar-se. • Vamos passar pelas situações sem lamentar, entendendo que isso faz parte da nossa história.
    28. 28. REPARAÇÃO • Reparação é fazer à • Porém aquela pessoa no aqueles que se prejudicou fundo da consciência tanto bem quanto o mal sente que deveria dar que tenhamos feito. aquela atenção, estar ao • Muitas vezes vemos de lado fazendo o bem. fora uma situação e • As vezes foram deveres achamos que não desprezados, abandonos aguentaríamos passar o , missões não que aquela pessoa passa. preenchidas. • A luz da Doutrina Espírita nenhum de nos tem um destino fatal.Deus só criou um destino para os Seres, se aperfeiçoar incessante e viver cada vez mais a felicidade.
    29. 29. Livre-Arbítrio “Embora exista oplanejamento e existaa pressão interna das experiências pregressas, o livre-arbítrio é soberano, podendo alterar quaisquer daqueles fatores”
    30. 30. Existem planejamentos reencarnatórioscoletivos que visamalcançar grupos de Espíritosnecessitados de ummesmo aprendizado
    31. 31. Lei de Ação e Reação“As ações humanas levam aconsequências, nada fica semresposta.Toda ação corresponde umareação, porém, acreditar que talreação obedeça de forma linear aação precedente é admitir odeterminismo.Há apenas um determinismo para oEspírito: a evolução”
    32. 32. “Há circunstâncias diversas que promovem alteração noplanejamento da reencarnação, que pode ocorrer sem o detalhamento necessário, principalmente nos casos de reencarnações acidentais” Conhecendo o Espiritismo- Adenáuer Novaes “União sexual fortuita – o Espítito que esteja próximo ao casal será “atraído” pela concepção” “Nesses casos encaixam-se os reencarnantes oriundos de estupros, Espíritos suicidas, entre outros” Adenáuer
    33. 33. “A reencarnação é o meio, a educação Divina é o fim.Temos necessidade da luta que corrige, renova, restaura e aperfeiçoa.” André Luiz
    34. 34. Bibliografia• Allan Kardec: o O Livro dos Espíritos, Cap.IV, Pluralidade das Existências• Adenaúer Novaes: o Conhecendo o Espiritismo o Reencarnação, Processo Educativo • André Luiz / Chico Xavier o Missionários da Luz o Therezinha Oliveira http://www.youtube.com/watch?v=m92rLdBd3qQ

    ×