28/10/2012
1
PsicometriaPsicometria ––
Construção deConstrução de
InstrumentoInstrumento
Prof. Ms. Priscilla Rodrigues San...
28/10/2012
2
Antes de 2003 – inúmeros processos
envolvendo testes psicológicos.
Surge como uma proposta para organizar a
á...
28/10/2012
3
Instrumentação PsicológicaInstrumentação Psicológica
Para construir um instrumento psicológico
ou teste, nos ...
28/10/2012
4
Preparação dos ItensPreparação dos Itens
Levantamento teórico – definição dos tipos
e características dos com...
28/10/2012
5
Preparação dos ItensPreparação dos Itens
Critério para construção de itens:
◦ Comportamental – expressão que ...
28/10/2012
6
Questões Preliminares de ModelagemQuestões Preliminares de Modelagem
Instruções – Orientações quanto as taref...
28/10/2012
7
Análise dos ItensAnálise dos Itens
Análise dos Juízes – Verificar a adequação
da representação comportamental...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula 3 [modo de compatibilidade]

131 visualizações

Publicada em

construção de testes

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
131
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 3 [modo de compatibilidade]

  1. 1. 28/10/2012 1 PsicometriaPsicometria –– Construção deConstrução de InstrumentoInstrumento Prof. Ms. Priscilla Rodrigues Santana e-mail: prica_mack@yahoo.com.br Trabalho BimestralTrabalho Bimestral Construção de um instrumento psicológico fictício. Grupo: máximo de 4 alunos. Trabalho escrito deve ser entregue juntamente com a prova do final do semestre. Deve conter parte teórica sobre construção do instrumento e parte prática, incluindo algumas análises psicométricas do instrumento proposto. Trabalho BimestralTrabalho Bimestral Aplicação do instrumento construído em sala de aula, de acordo com os RIGORES ÉTICOS, utilizando os colegas de classe como sujeitos. Fica proibida a divulgação dos nomes dos colegas de sala que foram sujeitos ou qualquer outra informação que possa identificá-los. O tema escolhido não poderá, de forma alguma, criar constrangimentos ou gerar preconceitos.
  2. 2. 28/10/2012 2 Antes de 2003 – inúmeros processos envolvendo testes psicológicos. Surge como uma proposta para organizar a área de testagem psicológica no Brasil. Baseada em documentos internacionais. Regulamenta a confecção de laudos psicológicos Resolução 002/2003Resolução 002/2003 Resolução 002/2003Resolução 002/2003 Estabelece parâmetros psicométricos mínimos para que um teste seja utilizado em diagnóstico. ◦ Validade – comprovação de que o teste mede aquilo que se propõe. ◦ Precisão – (ou confiabilidade/fidedignidade) estabilidade do teste, de maneira que, quanto mais próximas forem as pontuações obtidas por métodos ou em situações diferentes, maior será a consistência do teste. Resolução 002/2003Resolução 002/2003 Parâmetros psicométricos ◦ Padronização – Uniformidade nos procedimentos no uso dos testes (material, ambiente, aplicador, instruções, correção e parâmetros ou critérios para a interpretação dos resultados dos sujeitos. Esclarece o processo de avaliação dos instrumentos pela equipe consultiva. ◦ Estabelece data de validade para os estudos realizados com o teste: 10 anos – estudos de padronização. 20 anos – estudos de validade e precisão.
  3. 3. 28/10/2012 3 Instrumentação PsicológicaInstrumentação Psicológica Para construir um instrumento psicológico ou teste, nos baseamos no conhecimento de outras disciplinas: ◦ Psicometria ◦ Teorias Psicológicas ◦ Delineamento de pesquisa científica ◦ Estatística ◦ Teoria do traço latente Instrumentação PsicológicaInstrumentação Psicológica 11 • Definição do objetivo do teste 22 • Preparação dos Itens 33 • Questões preliminares de modelagem 44 • Análise dos Itens 55 • Padronização e Normatização 66 • Preparação e publicação do material (final) Objetivo do testeObjetivo do teste Quais características se quer mensurar? Qual meu público alvo? Essas respostas devem ser simples, claras e diretas. Já existem testes para esse esses objetivos ou para esse construto?
  4. 4. 28/10/2012 4 Preparação dos ItensPreparação dos Itens Levantamento teórico – definição dos tipos e características dos comportamentos ou das habilidades que irão construir a representação dos traços latentes. Sistema Psicológico – objeto de interesse imediato dentro do delineamento de estudo. Ideia sobre o que quer trabalhar. Para que tema da psicologia irá ser construído um instrumento de pesquisa. Preparação dos ItensPreparação dos Itens Propriedade – aspectos que caracterizam o sistema que permite a sua mensuração. Definição do Construto – definição baseada na literatura da área, peritos e experiências provindas da prática. ◦ Dimensionalidade – trata-se de um construto único, ou ele tem subdivisões? (Ex: Atenção X Depressão). Preparação dos ItensPreparação dos Itens Definição Operacional – Especificar e elencar as categorias de comportamentos que representem o construto. Quanto melhor e mais completo for essa definição mais adequado será o instrumento. Operacionalização do Construto – É a construção dos itens propriamente dita. São as tarefas que os sujeitos deverão executar ou conceitos com que os sujeitos deverão se identificar, com a finalidade de avaliar o construto.
  5. 5. 28/10/2012 5 Preparação dos ItensPreparação dos Itens Critério para construção de itens: ◦ Comportamental – expressão que desejo avaliar ou medir ◦ Objetividade – não pode haver ambiguidade no item. ◦ Simplicidade – sem fazer rodeios ◦ Clareza – de fácil compreensão ◦ Relevância – Tem que estar claramente relacionado ao construto medido ◦ Precisão – direto ◦ Variedade – Tentar abranger a maior parte do construto. Questões Preliminares de ModelagemQuestões Preliminares de Modelagem Critérios referentes ao conjunto de itens: ◦ Amplitude ◦ Equilíbrio Tipo de aplicação Duração Formato dos itens Questões Preliminares de ModelagemQuestões Preliminares de Modelagem Número de escores Divulgação dos escores Treinamento de aplicadores Apoio especializado – discussão do assunto com especialistas da área.
  6. 6. 28/10/2012 6 Questões Preliminares de ModelagemQuestões Preliminares de Modelagem Instruções – Orientações quanto as tarefas. Deve deixar claro o que o sujeito tem que fazer para responder corretamente o teste e devem ser avaliadas na análise semântica. Pontos importantes: devem ser objetivas, curtas, conter um ou mais exemplos, devem pôr o sujeito em um estado psicológico livre de tensão e ansiedade. Coleta – ambiente condizente e livre de distrações e de tensão. Questões Preliminares de ModelagemQuestões Preliminares de Modelagem Quantidade de itens – para uma boa representação de um construto é necessário + ou – 20 itens. ◦ Montar banco de itens. ◦ Itens serão descartados durante o processo de construção do instrumento. Análise dos ItensAnálise dos Itens Análise Teórica dos Itens – Verificar se os itens representam adequadamente o construto por meio de juízes. Análise Semântica dos Itens – Verificar se todos os itens são compreensíveis para todos os membros da população com diferentes níveis de habilidades.
  7. 7. 28/10/2012 7 Análise dos ItensAnálise dos Itens Análise dos Juízes – Verificar a adequação da representação comportamental do atributo latente. Concordância de 80% Procedimentos experimentais – dois passos são salientados: ◦ Planejamento da aplicação ◦ Coleta da informação

×