SlideShare uma empresa Scribd logo

Lição 4 "Eu devo ser assim?".

Marcus Wagner
Marcus Wagner
Marcus WagnerEstudante na UNOPAR em Prefeitura Municipal de São José da Coroa Grande

Lição do 2º Trimestre de 2016. Classe dos Adolescentes Vencedores!

Lição 4 "Eu devo ser assim?".

1 de 21
Baixar para ler offline
Lição 4 "Eu devo ser assim?".
Lição 4 "Eu devo ser assim?".
Lição 4 "Eu devo ser assim?".
"Quero dizer a vocês
o seguinte: deixem
que o Espírito de
Deus dirija a vida
de vocês e não
obedeçam aos desejos
da natureza humana”
(Gl 5.16).¹
Destaque
Você já se encontrou em uma situação na
qual deveria tomar uma decisão e dentro de você
se ouvia duas vozes, cada uma dizendo o que
fazer?
As vezes nos deparamos com essas
situações, onde somos confrontados a tomar
decisões de grandes consequências; uma pode
nos levar para o caminho da vida e da felicidade,
a outra pode nos levar para o caminho de morte e
tristeza.
Vejamos o que a Bíblia nos diz a respeito
desse conflito internalizado e de como podemos
agir quando nos encontrarmos em situações
desse tipo.¹
Toda pessoa é má?

Recomendados

Lição 3 "Obediência e Adoração".
Lição 3 "Obediência e Adoração".Lição 3 "Obediência e Adoração".
Lição 3 "Obediência e Adoração".Marcus Wagner
 
Lição 2 "Há algo errado com a família"?
Lição 2 "Há algo errado com a família"?Lição 2 "Há algo errado com a família"?
Lição 2 "Há algo errado com a família"?Marcus Wagner
 
Lbj lição 4 adoração como cumprimento da vontade de deus
Lbj lição 4    adoração como cumprimento da vontade de deusLbj lição 4    adoração como cumprimento da vontade de deus
Lbj lição 4 adoração como cumprimento da vontade de deusboasnovassena
 
Deus, o Pai Perfeito
Deus, o  Pai PerfeitoDeus, o  Pai Perfeito
Deus, o Pai PerfeitoQuenia Damata
 
Lição 02 a obediência como adoração
Lição 02   a obediência como adoraçãoLição 02   a obediência como adoração
Lição 02 a obediência como adoraçãoboasnovassena
 
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,Felicio Araujo
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

E Por Falar em Namoro... Como Está Seu Relacionamento com Deus?
E Por Falar em Namoro... Como Está Seu Relacionamento com Deus?E Por Falar em Namoro... Como Está Seu Relacionamento com Deus?
E Por Falar em Namoro... Como Está Seu Relacionamento com Deus?Jonas Martins Olímpio
 
A paternidade de deus
A paternidade de deusA paternidade de deus
A paternidade de deusKeiichi Ito
 
O jovem e seu futuro.
O jovem e seu futuro.O jovem e seu futuro.
O jovem e seu futuro.Paula Querino
 
Jovens estudo 5 - Namoro e Casamento
Jovens estudo 5 - Namoro e CasamentoJovens estudo 5 - Namoro e Casamento
Jovens estudo 5 - Namoro e Casamentouriank
 
Buscando a intimidade com Deus
Buscando a intimidade com DeusBuscando a intimidade com Deus
Buscando a intimidade com DeusPastor Wanderley
 
Ministração do dia 12 08-12
Ministração do dia 12 08-12Ministração do dia 12 08-12
Ministração do dia 12 08-12idbguarapari
 
Estudo bíblico para jovens - namoro noivado e casamento
Estudo bíblico para jovens -  namoro noivado e casamentoEstudo bíblico para jovens -  namoro noivado e casamento
Estudo bíblico para jovens - namoro noivado e casamentoR Gómez
 
Primeira apostila dos jovens - PDF
Primeira apostila dos jovens - PDFPrimeira apostila dos jovens - PDF
Primeira apostila dos jovens - PDFLucas Martins
 
Novo(a) apresentação do microsoft office power point
Novo(a) apresentação do microsoft office power pointNovo(a) apresentação do microsoft office power point
Novo(a) apresentação do microsoft office power pointEdson_2012.A-F
 
PRINCÍPIOS DE OBEDIÊNCIA E SUBMISSÃO
PRINCÍPIOS DE OBEDIÊNCIA E SUBMISSÃOPRINCÍPIOS DE OBEDIÊNCIA E SUBMISSÃO
PRINCÍPIOS DE OBEDIÊNCIA E SUBMISSÃOMINISTERIO IPCA.
 
Mensagem. Restaurando a intimidade com Deus
Mensagem. Restaurando a intimidade com DeusMensagem. Restaurando a intimidade com Deus
Mensagem. Restaurando a intimidade com DeusSeduc MT
 
Intimidade com deus a cada dia
Intimidade com deus   a cada diaIntimidade com deus   a cada dia
Intimidade com deus a cada diaEdmilson Fernandes
 
1 fundamentos bíblicos da família - 1ª aula
1   fundamentos bíblicos da família - 1ª aula1   fundamentos bíblicos da família - 1ª aula
1 fundamentos bíblicos da família - 1ª aulaPib Penha
 

Mais procurados (20)

E Por Falar em Namoro... Como Está Seu Relacionamento com Deus?
E Por Falar em Namoro... Como Está Seu Relacionamento com Deus?E Por Falar em Namoro... Como Está Seu Relacionamento com Deus?
E Por Falar em Namoro... Como Está Seu Relacionamento com Deus?
 
A paternidade de deus
A paternidade de deusA paternidade de deus
A paternidade de deus
 
Lição 2 - A obediência como adoração
Lição 2 - A obediência como adoraçãoLição 2 - A obediência como adoração
Lição 2 - A obediência como adoração
 
O jovem e seu futuro.
O jovem e seu futuro.O jovem e seu futuro.
O jovem e seu futuro.
 
Jovens estudo 5 - Namoro e Casamento
Jovens estudo 5 - Namoro e CasamentoJovens estudo 5 - Namoro e Casamento
Jovens estudo 5 - Namoro e Casamento
 
Conectando a fé cristã ao mundo do jovem
Conectando a fé cristã ao mundo do jovemConectando a fé cristã ao mundo do jovem
Conectando a fé cristã ao mundo do jovem
 
Buscando a intimidade com Deus
Buscando a intimidade com DeusBuscando a intimidade com Deus
Buscando a intimidade com Deus
 
A familia 2
A familia 2A familia 2
A familia 2
 
Ministração do dia 12 08-12
Ministração do dia 12 08-12Ministração do dia 12 08-12
Ministração do dia 12 08-12
 
Estudo bíblico para jovens - namoro noivado e casamento
Estudo bíblico para jovens -  namoro noivado e casamentoEstudo bíblico para jovens -  namoro noivado e casamento
Estudo bíblico para jovens - namoro noivado e casamento
 
Primeira apostila dos jovens - PDF
Primeira apostila dos jovens - PDFPrimeira apostila dos jovens - PDF
Primeira apostila dos jovens - PDF
 
NAMORO, NOIVADO E CASAMENTO
NAMORO, NOIVADO E CASAMENTONAMORO, NOIVADO E CASAMENTO
NAMORO, NOIVADO E CASAMENTO
 
Novo(a) apresentação do microsoft office power point
Novo(a) apresentação do microsoft office power pointNovo(a) apresentação do microsoft office power point
Novo(a) apresentação do microsoft office power point
 
PRINCÍPIOS DE OBEDIÊNCIA E SUBMISSÃO
PRINCÍPIOS DE OBEDIÊNCIA E SUBMISSÃOPRINCÍPIOS DE OBEDIÊNCIA E SUBMISSÃO
PRINCÍPIOS DE OBEDIÊNCIA E SUBMISSÃO
 
Mensagem. Restaurando a intimidade com Deus
Mensagem. Restaurando a intimidade com DeusMensagem. Restaurando a intimidade com Deus
Mensagem. Restaurando a intimidade com Deus
 
Namoro e casamento
Namoro e casamentoNamoro e casamento
Namoro e casamento
 
4 23 29 06 15 ninho vazio
4 23 29 06 15 ninho vazio4 23 29 06 15 ninho vazio
4 23 29 06 15 ninho vazio
 
Intimidade com deus a cada dia
Intimidade com deus   a cada diaIntimidade com deus   a cada dia
Intimidade com deus a cada dia
 
1 fundamentos bíblicos da família - 1ª aula
1   fundamentos bíblicos da família - 1ª aula1   fundamentos bíblicos da família - 1ª aula
1 fundamentos bíblicos da família - 1ª aula
 
O deus que te conhece
O deus que te conheceO deus que te conhece
O deus que te conhece
 

Destaque

Pentecostes e ascensão de jesus
Pentecostes e ascensão de jesusPentecostes e ascensão de jesus
Pentecostes e ascensão de jesusjucrismm
 
Lição 13 A Ressurreição de Cristo
Lição 13   A Ressurreição de CristoLição 13   A Ressurreição de Cristo
Lição 13 A Ressurreição de CristoWander Sousa
 
Apresentação seminário de ebd. robson santos & roney ricardo
Apresentação seminário de ebd. robson santos & roney ricardoApresentação seminário de ebd. robson santos & roney ricardo
Apresentação seminário de ebd. robson santos & roney ricardoProf. Robson Santos
 
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02Joel Silva
 
Biblia+ anexos (03 - significado do inferno)
Biblia+   anexos (03 - significado do inferno)Biblia+   anexos (03 - significado do inferno)
Biblia+ anexos (03 - significado do inferno)Adão Bueno
 
Tu irás adiante portas abertas
Tu irás adiante   portas abertasTu irás adiante   portas abertas
Tu irás adiante portas abertasAmauri Dutra
 
Estudo bíblico PERDOAR PARA SER PERDOADO
Estudo bíblico PERDOAR  PARA SER  PERDOADOEstudo bíblico PERDOAR  PARA SER  PERDOADO
Estudo bíblico PERDOAR PARA SER PERDOADOSamuel Oliveira
 
Slides linkedin trabalho pronto
Slides linkedin trabalho prontoSlides linkedin trabalho pronto
Slides linkedin trabalho prontoluparaguaia
 
Maria, discípula e missionária
Maria, discípula e missionáriaMaria, discípula e missionária
Maria, discípula e missionáriaribamar123
 

Destaque (20)

Pentecostes e ascensão de jesus
Pentecostes e ascensão de jesusPentecostes e ascensão de jesus
Pentecostes e ascensão de jesus
 
Lição 13 A Ressurreição de Cristo
Lição 13   A Ressurreição de CristoLição 13   A Ressurreição de Cristo
Lição 13 A Ressurreição de Cristo
 
Os seguidores de jesus cristo
Os seguidores de jesus cristoOs seguidores de jesus cristo
Os seguidores de jesus cristo
 
Apresentação seminário de ebd. robson santos & roney ricardo
Apresentação seminário de ebd. robson santos & roney ricardoApresentação seminário de ebd. robson santos & roney ricardo
Apresentação seminário de ebd. robson santos & roney ricardo
 
Os seguidores de jesus cristo
Os seguidores de jesus cristoOs seguidores de jesus cristo
Os seguidores de jesus cristo
 
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d jovens 1ºtrimestre 2017 lição 02
 
Biblia+ anexos (03 - significado do inferno)
Biblia+   anexos (03 - significado do inferno)Biblia+   anexos (03 - significado do inferno)
Biblia+ anexos (03 - significado do inferno)
 
Verdades Bíblicas - O Dízimo
Verdades Bíblicas - O DízimoVerdades Bíblicas - O Dízimo
Verdades Bíblicas - O Dízimo
 
Tu irás adiante portas abertas
Tu irás adiante   portas abertasTu irás adiante   portas abertas
Tu irás adiante portas abertas
 
04 corpo-puro-revisado
04 corpo-puro-revisado04 corpo-puro-revisado
04 corpo-puro-revisado
 
Uma igreja verdadeiramente próspera1
Uma igreja verdadeiramente próspera1Uma igreja verdadeiramente próspera1
Uma igreja verdadeiramente próspera1
 
Páscoa, Ascensão e Pentecostes
Páscoa, Ascensão e PentecostesPáscoa, Ascensão e Pentecostes
Páscoa, Ascensão e Pentecostes
 
Estudo bíblico PERDOAR PARA SER PERDOADO
Estudo bíblico PERDOAR  PARA SER  PERDOADOEstudo bíblico PERDOAR  PARA SER  PERDOADO
Estudo bíblico PERDOAR PARA SER PERDOADO
 
Encontro e Reencontro
Encontro e ReencontroEncontro e Reencontro
Encontro e Reencontro
 
Eu acredito.
Eu  acredito.Eu  acredito.
Eu acredito.
 
Maria no documento de aparecida
Maria no documento de aparecidaMaria no documento de aparecida
Maria no documento de aparecida
 
Slides linkedin trabalho pronto
Slides linkedin trabalho prontoSlides linkedin trabalho pronto
Slides linkedin trabalho pronto
 
Coração vazio
Coração  vazioCoração  vazio
Coração vazio
 
Maria, discípula e missionária
Maria, discípula e missionáriaMaria, discípula e missionária
Maria, discípula e missionária
 
O que Jesus espera da igreja? O poder de Deus (2ª parte) by Pr. Suely Lage
O que Jesus espera da igreja? O poder de Deus (2ª parte) by Pr. Suely LageO que Jesus espera da igreja? O poder de Deus (2ª parte) by Pr. Suely Lage
O que Jesus espera da igreja? O poder de Deus (2ª parte) by Pr. Suely Lage
 

Semelhante a Lição 4 "Eu devo ser assim?".

Lição das boas aventuranças
Lição das boas aventurançasLição das boas aventuranças
Lição das boas aventurançasTia Pri Infantil
 
informativo da família - agosto de 2015
informativo da família - agosto de 2015informativo da família - agosto de 2015
informativo da família - agosto de 2015Pastor Marcello Rocha
 
Cinco coisas que_o_cristao_nao_pode_esquecer
Cinco coisas que_o_cristao_nao_pode_esquecerCinco coisas que_o_cristao_nao_pode_esquecer
Cinco coisas que_o_cristao_nao_pode_esquecerEliel Pimenta Pimenta
 
Voz da Paróquia - Julho 2012
Voz da Paróquia - Julho 2012Voz da Paróquia - Julho 2012
Voz da Paróquia - Julho 2012jesmioma
 
A Bíblia fala de bullying?
A Bíblia fala de bullying? A Bíblia fala de bullying?
A Bíblia fala de bullying? Juraci Rocha
 
Restaurando o ferido
Restaurando o feridoRestaurando o ferido
Restaurando o feridoarthurgomes33
 
Deus te dá muitas chances
Deus te dá muitas chancesDeus te dá muitas chances
Deus te dá muitas chancesJuraci Rocha
 
Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010 Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010 Pr Ismael Carvalho
 
Boletim Jovem Junho 2014
Boletim Jovem Junho 2014Boletim Jovem Junho 2014
Boletim Jovem Junho 2014willams
 
63573803 manual-do-encontro-com-deus-140411092158-phpapp02
63573803 manual-do-encontro-com-deus-140411092158-phpapp0263573803 manual-do-encontro-com-deus-140411092158-phpapp02
63573803 manual-do-encontro-com-deus-140411092158-phpapp02Agleison Rodrigues
 

Semelhante a Lição 4 "Eu devo ser assim?". (20)

EncontroPenielLixo.pdf
EncontroPenielLixo.pdfEncontroPenielLixo.pdf
EncontroPenielLixo.pdf
 
Lição das boas aventuranças
Lição das boas aventurançasLição das boas aventuranças
Lição das boas aventuranças
 
Jormi - Jornal Missionário n° 76
Jormi  -   Jornal Missionário n° 76Jormi  -   Jornal Missionário n° 76
Jormi - Jornal Missionário n° 76
 
Estudos Tribo de Judá.docx
Estudos Tribo de Judá.docxEstudos Tribo de Judá.docx
Estudos Tribo de Judá.docx
 
Estudos Tribo de Judá.docx
Estudos Tribo de Judá.docxEstudos Tribo de Judá.docx
Estudos Tribo de Judá.docx
 
Estudos Tribo de Judá.docx
Estudos Tribo de Judá.docxEstudos Tribo de Judá.docx
Estudos Tribo de Judá.docx
 
informativo da família - agosto de 2015
informativo da família - agosto de 2015informativo da família - agosto de 2015
informativo da família - agosto de 2015
 
Cinco coisas que_o_cristao_nao_pode_esquecer
Cinco coisas que_o_cristao_nao_pode_esquecerCinco coisas que_o_cristao_nao_pode_esquecer
Cinco coisas que_o_cristao_nao_pode_esquecer
 
Voz da Paróquia - Julho 2012
Voz da Paróquia - Julho 2012Voz da Paróquia - Julho 2012
Voz da Paróquia - Julho 2012
 
Faça arder todo dia
Faça arder todo diaFaça arder todo dia
Faça arder todo dia
 
A Bíblia fala de bullying?
A Bíblia fala de bullying? A Bíblia fala de bullying?
A Bíblia fala de bullying?
 
Família cristã saudável
Família cristã saudávelFamília cristã saudável
Família cristã saudável
 
Restaurando o ferido
Restaurando o feridoRestaurando o ferido
Restaurando o ferido
 
Boletim CBG_18 ago-2013
Boletim CBG_18 ago-2013Boletim CBG_18 ago-2013
Boletim CBG_18 ago-2013
 
Deus te dá muitas chances
Deus te dá muitas chancesDeus te dá muitas chances
Deus te dá muitas chances
 
Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010 Apostila casados em cristo 2010
Apostila casados em cristo 2010
 
Boletim Jovem Junho 2014
Boletim Jovem Junho 2014Boletim Jovem Junho 2014
Boletim Jovem Junho 2014
 
63573803 manual-do-encontro-com-deus-140411092158-phpapp02
63573803 manual-do-encontro-com-deus-140411092158-phpapp0263573803 manual-do-encontro-com-deus-140411092158-phpapp02
63573803 manual-do-encontro-com-deus-140411092158-phpapp02
 
Base_heresia_Peniel.pdf
Base_heresia_Peniel.pdfBase_heresia_Peniel.pdf
Base_heresia_Peniel.pdf
 
63573803 manual-do-encontro-com-deus
63573803 manual-do-encontro-com-deus63573803 manual-do-encontro-com-deus
63573803 manual-do-encontro-com-deus
 

Mais de Marcus Wagner

Lição 13 a gloriosa esperança do apóstolo.
Lição 13 a gloriosa esperança do apóstolo.Lição 13 a gloriosa esperança do apóstolo.
Lição 13 a gloriosa esperança do apóstolo.Marcus Wagner
 
Lição 4 paulo, a vocação para ser apóstolo
Lição 4 paulo, a vocação para ser apóstoloLição 4 paulo, a vocação para ser apóstolo
Lição 4 paulo, a vocação para ser apóstoloMarcus Wagner
 
LIÇÃO 3 - A CONVERSÃO DE SAULO DE TARSO
LIÇÃO 3 - A CONVERSÃO DE SAULO DE TARSOLIÇÃO 3 - A CONVERSÃO DE SAULO DE TARSO
LIÇÃO 3 - A CONVERSÃO DE SAULO DE TARSOMarcus Wagner
 
LIÇÃO 9 - A UTILIZAÇÃO DE CÉLULAS-TRONCO
LIÇÃO 9 - A UTILIZAÇÃO DE CÉLULAS-TRONCOLIÇÃO 9 - A UTILIZAÇÃO DE CÉLULAS-TRONCO
LIÇÃO 9 - A UTILIZAÇÃO DE CÉLULAS-TRONCOMarcus Wagner
 
LIÇÃO 9 - O REINADO DE JOÁS
LIÇÃO 9 - O REINADO DE JOÁSLIÇÃO 9 - O REINADO DE JOÁS
LIÇÃO 9 - O REINADO DE JOÁSMarcus Wagner
 
LIÇÃO 9 - DECIDI SER FIEL A DEUS
LIÇÃO 9 - DECIDI SER FIEL A DEUSLIÇÃO 9 - DECIDI SER FIEL A DEUS
LIÇÃO 9 - DECIDI SER FIEL A DEUSMarcus Wagner
 
LIÇÃO 8 - A AMEAÇA DO TERRORISMO
LIÇÃO 8 - A AMEAÇA DO TERRORISMOLIÇÃO 8 - A AMEAÇA DO TERRORISMO
LIÇÃO 8 - A AMEAÇA DO TERRORISMOMarcus Wagner
 
LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA
LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA
LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA Marcus Wagner
 
LIÇÃO 8 - FAZENDO A DIFERENÇA
LIÇÃO 8 - FAZENDO A DIFERENÇA LIÇÃO 8 - FAZENDO A DIFERENÇA
LIÇÃO 8 - FAZENDO A DIFERENÇA Marcus Wagner
 
LIÇÃO 7 O MINISTÉRIO DE ELISEU
LIÇÃO 7 O MINISTÉRIO DE ELISEULIÇÃO 7 O MINISTÉRIO DE ELISEU
LIÇÃO 7 O MINISTÉRIO DE ELISEUMarcus Wagner
 
LIÇÃO 7 – CATÁSTROFES NATURAIS
LIÇÃO 7 – CATÁSTROFES NATURAISLIÇÃO 7 – CATÁSTROFES NATURAIS
LIÇÃO 7 – CATÁSTROFES NATURAISMarcus Wagner
 
Lição 07 PAGAREI O MAL COM O BEM
Lição 07 PAGAREI O MAL COM O BEMLição 07 PAGAREI O MAL COM O BEM
Lição 07 PAGAREI O MAL COM O BEMMarcus Wagner
 
LIÇÃO 6 – EUTANÁSIA
LIÇÃO 6 – EUTANÁSIA LIÇÃO 6 – EUTANÁSIA
LIÇÃO 6 – EUTANÁSIA Marcus Wagner
 
LIÇÃO N. 6 - FUI ESCOLHIDO
LIÇÃO N. 6 - FUI ESCOLHIDO LIÇÃO N. 6 - FUI ESCOLHIDO
LIÇÃO N. 6 - FUI ESCOLHIDO Marcus Wagner
 
LIÇÃO 6 – O PROFETA ELIAS E ELISEU, SEU SUCESSOR
LIÇÃO 6 – O PROFETA ELIAS E ELISEU, SEU SUCESSOR LIÇÃO 6 – O PROFETA ELIAS E ELISEU, SEU SUCESSOR
LIÇÃO 6 – O PROFETA ELIAS E ELISEU, SEU SUCESSOR Marcus Wagner
 
LIÇÃO 5 – O REINADO DE ACAZIAS
LIÇÃO 5 – O REINADO DE ACAZIAS LIÇÃO 5 – O REINADO DE ACAZIAS
LIÇÃO 5 – O REINADO DE ACAZIAS Marcus Wagner
 
LIÇÃO 5º: ABORTO, A MORTE DOS INOCENTES
LIÇÃO 5º: ABORTO, A MORTE DOS INOCENTESLIÇÃO 5º: ABORTO, A MORTE DOS INOCENTES
LIÇÃO 5º: ABORTO, A MORTE DOS INOCENTESMarcus Wagner
 
LIÇÃO 05: OUVI O TEU CHAMADO
LIÇÃO 05: OUVI O TEU CHAMADO  LIÇÃO 05: OUVI O TEU CHAMADO
LIÇÃO 05: OUVI O TEU CHAMADO Marcus Wagner
 
LIÇÃO 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE ASERÁ E BAAL
LIÇÃO 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE ASERÁ E BAALLIÇÃO 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE ASERÁ E BAAL
LIÇÃO 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE ASERÁ E BAALMarcus Wagner
 
LIÇÃO 04: COMO PUDE DESPERDIÇAR OS MEUS TALENTOS
LIÇÃO 04: COMO PUDE DESPERDIÇAR OS MEUS TALENTOS LIÇÃO 04: COMO PUDE DESPERDIÇAR OS MEUS TALENTOS
LIÇÃO 04: COMO PUDE DESPERDIÇAR OS MEUS TALENTOS Marcus Wagner
 

Mais de Marcus Wagner (20)

Lição 13 a gloriosa esperança do apóstolo.
Lição 13 a gloriosa esperança do apóstolo.Lição 13 a gloriosa esperança do apóstolo.
Lição 13 a gloriosa esperança do apóstolo.
 
Lição 4 paulo, a vocação para ser apóstolo
Lição 4 paulo, a vocação para ser apóstoloLição 4 paulo, a vocação para ser apóstolo
Lição 4 paulo, a vocação para ser apóstolo
 
LIÇÃO 3 - A CONVERSÃO DE SAULO DE TARSO
LIÇÃO 3 - A CONVERSÃO DE SAULO DE TARSOLIÇÃO 3 - A CONVERSÃO DE SAULO DE TARSO
LIÇÃO 3 - A CONVERSÃO DE SAULO DE TARSO
 
LIÇÃO 9 - A UTILIZAÇÃO DE CÉLULAS-TRONCO
LIÇÃO 9 - A UTILIZAÇÃO DE CÉLULAS-TRONCOLIÇÃO 9 - A UTILIZAÇÃO DE CÉLULAS-TRONCO
LIÇÃO 9 - A UTILIZAÇÃO DE CÉLULAS-TRONCO
 
LIÇÃO 9 - O REINADO DE JOÁS
LIÇÃO 9 - O REINADO DE JOÁSLIÇÃO 9 - O REINADO DE JOÁS
LIÇÃO 9 - O REINADO DE JOÁS
 
LIÇÃO 9 - DECIDI SER FIEL A DEUS
LIÇÃO 9 - DECIDI SER FIEL A DEUSLIÇÃO 9 - DECIDI SER FIEL A DEUS
LIÇÃO 9 - DECIDI SER FIEL A DEUS
 
LIÇÃO 8 - A AMEAÇA DO TERRORISMO
LIÇÃO 8 - A AMEAÇA DO TERRORISMOLIÇÃO 8 - A AMEAÇA DO TERRORISMO
LIÇÃO 8 - A AMEAÇA DO TERRORISMO
 
LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA
LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA
LIÇÃO 8 - NAAMÃ É CURADO DA LEPRA
 
LIÇÃO 8 - FAZENDO A DIFERENÇA
LIÇÃO 8 - FAZENDO A DIFERENÇA LIÇÃO 8 - FAZENDO A DIFERENÇA
LIÇÃO 8 - FAZENDO A DIFERENÇA
 
LIÇÃO 7 O MINISTÉRIO DE ELISEU
LIÇÃO 7 O MINISTÉRIO DE ELISEULIÇÃO 7 O MINISTÉRIO DE ELISEU
LIÇÃO 7 O MINISTÉRIO DE ELISEU
 
LIÇÃO 7 – CATÁSTROFES NATURAIS
LIÇÃO 7 – CATÁSTROFES NATURAISLIÇÃO 7 – CATÁSTROFES NATURAIS
LIÇÃO 7 – CATÁSTROFES NATURAIS
 
Lição 07 PAGAREI O MAL COM O BEM
Lição 07 PAGAREI O MAL COM O BEMLição 07 PAGAREI O MAL COM O BEM
Lição 07 PAGAREI O MAL COM O BEM
 
LIÇÃO 6 – EUTANÁSIA
LIÇÃO 6 – EUTANÁSIA LIÇÃO 6 – EUTANÁSIA
LIÇÃO 6 – EUTANÁSIA
 
LIÇÃO N. 6 - FUI ESCOLHIDO
LIÇÃO N. 6 - FUI ESCOLHIDO LIÇÃO N. 6 - FUI ESCOLHIDO
LIÇÃO N. 6 - FUI ESCOLHIDO
 
LIÇÃO 6 – O PROFETA ELIAS E ELISEU, SEU SUCESSOR
LIÇÃO 6 – O PROFETA ELIAS E ELISEU, SEU SUCESSOR LIÇÃO 6 – O PROFETA ELIAS E ELISEU, SEU SUCESSOR
LIÇÃO 6 – O PROFETA ELIAS E ELISEU, SEU SUCESSOR
 
LIÇÃO 5 – O REINADO DE ACAZIAS
LIÇÃO 5 – O REINADO DE ACAZIAS LIÇÃO 5 – O REINADO DE ACAZIAS
LIÇÃO 5 – O REINADO DE ACAZIAS
 
LIÇÃO 5º: ABORTO, A MORTE DOS INOCENTES
LIÇÃO 5º: ABORTO, A MORTE DOS INOCENTESLIÇÃO 5º: ABORTO, A MORTE DOS INOCENTES
LIÇÃO 5º: ABORTO, A MORTE DOS INOCENTES
 
LIÇÃO 05: OUVI O TEU CHAMADO
LIÇÃO 05: OUVI O TEU CHAMADO  LIÇÃO 05: OUVI O TEU CHAMADO
LIÇÃO 05: OUVI O TEU CHAMADO
 
LIÇÃO 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE ASERÁ E BAAL
LIÇÃO 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE ASERÁ E BAALLIÇÃO 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE ASERÁ E BAAL
LIÇÃO 4 – ELIAS E OS PROFETAS DE ASERÁ E BAAL
 
LIÇÃO 04: COMO PUDE DESPERDIÇAR OS MEUS TALENTOS
LIÇÃO 04: COMO PUDE DESPERDIÇAR OS MEUS TALENTOS LIÇÃO 04: COMO PUDE DESPERDIÇAR OS MEUS TALENTOS
LIÇÃO 04: COMO PUDE DESPERDIÇAR OS MEUS TALENTOS
 

Último

Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...azulassessoriaacadem3
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfddddddddddddddddddddddddddddddddddddRenandantas16
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...azulassessoriaacadem3
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.azulassessoriaacadem3
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOLUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOxogilo3990
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxSlides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...manoelaarmani
 
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdfLINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdfAnaRitaFreitas7
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Jean Carlos Nunes Paixão
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba InicialTeresaCosta92
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoPaula Meyer Piagentini
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...azulassessoriaacadem3
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Mary Alvarenga
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfkeiciany
 

Último (20)

Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
004820000101011 (15).pdffdfdfdddddddddddddddddddddddddddddddddddd
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
2. Como o entrevistado descreve a gestão e execução dos principais processos ...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGOLUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
LUSSOCARS TRABAJO PARA LA CLASE QUE TENGO
 
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, O Batismo – A Primeira Ordenança da Igreja, 1Tr24.pptx
 
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptxSlides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
Slides Lição 8, CPAD, A Disciplina na Igreja, 1Tr24, Pr Henrique, EBD NA TV.pptx
 
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
 
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdfLINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
LINKS 25 DE ABRIL TRABALHO DAC HISTORIA.pdf
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
 
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba InicialDomínio da Linguagem  Oral Classificação Sílaba Inicial
Domínio da Linguagem Oral Classificação Sílaba Inicial
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
 
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
ATIVIDADE PROPOSTA: Considerando o "estudo de caso" apresentado na disciplina...
 
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006Acróstico - Maria da Penha    Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
Acróstico - Maria da Penha Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006
 
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdfPLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
PLANO DE CURSO 2O24- ENSINO RELIGIOSO 6º ANO.pdf
 

Lição 4 "Eu devo ser assim?".

  • 4. "Quero dizer a vocês o seguinte: deixem que o Espírito de Deus dirija a vida de vocês e não obedeçam aos desejos da natureza humana” (Gl 5.16).¹ Destaque
  • 5. Você já se encontrou em uma situação na qual deveria tomar uma decisão e dentro de você se ouvia duas vozes, cada uma dizendo o que fazer? As vezes nos deparamos com essas situações, onde somos confrontados a tomar decisões de grandes consequências; uma pode nos levar para o caminho da vida e da felicidade, a outra pode nos levar para o caminho de morte e tristeza. Vejamos o que a Bíblia nos diz a respeito desse conflito internalizado e de como podemos agir quando nos encontrarmos em situações desse tipo.¹
  • 7. Toda pessoa é má? Deus fez o homem conforme a sua imagem e semelhança. E tudo o que Deus faz é bom. Porém, e ainda no Éden, o homem se deixou seduzir pelo pecado (Gn 3) e a sua natureza foi integralmente corrompida. O ser humano passou a ser dirigido, não pelo desejo colocado por Deus em seu coração, mas pela má natureza humana que faz tudo o que é contrário ao Espírito Divino (Gl 5.17).¹
  • 8. Toda pessoa é má? Ao ser guiado por sua própria natureza, o homem vive uma vida de egoísmo, onde só interessa a realização dos seus próprios desejos e vontades. Mas será que isso gerou algum problema para a nossa família? Certamente. Já percebeu como adolescentes brigam entre si para ganhar a preferência dos pais ou dos professores ou de outra hierarquia? Como se entregam aos mais diversos métodos para se dar bem à custa dos outros colegas? Isso me faz lembrar uma história que cabe neste caso: Esaú e Jacó.¹
  • 9. Toda pessoa é má? Com o objetivo de se darem bem em detrimento do outro, esses dois irmãos causaram uma enorme briga familiar que os fez se distanciar por longos anos (Gn 27). Interessante pensar que os filhos de Esaú e Jacó cresceram presenciando essa divisão familiar, e certamente foram influenciados por tal relação. A questão que devemos refletir é a seguinte: precisamos levar aquilo que foi errado em nossa família como se fosse o único padrão de vida possível? Não podemos esquecer que o melhor padrão de família é viver o padrão de Deus, afinal, não é Ele o seu Criador!?¹
  • 10. Toda pessoa é má? Mas não se engane! Para vivermos uma vida de acordo com os padrões de Deus, enfrentaremos diariamente uma luta contra os nossos próprios desejos. 0 homem de hoje vive distante da vontade do Pai, pela qual Ele quer que cada ser humano ame o seu próximo como a si mesmo, conforme nos ensinou Jesus em seu Evangelho (Lc 10.25-37). Que isto esteja em nosso coração, formando a base sólida para a nossa família. Quando os seus pais, ou os seus irmãos, precisam de você, há disposição de sua parte para ajudar? Ou você se deixa levar pelo egoísmo humano?¹
  • 11. Você não está sozinho! Viver conforme a vontade de Deus não é tarefa fácil, pois temos que diariamente e abrir mão de nossa natureza humana dizendo; "não!" aos desejos e paixões mundanas (Gl 5.24). Por vezes, pode nos parecer uma tarefa impossível, mas na verdade não é. Isso porque não estamos sozinhos nessa luta. O apóstolo Paulo, missionário experiente no serviço ao Senhor, também experimentou esse tipo de dificuldade: "Eu não entendo o que faço, pois não faço o que gostaria de fazer. Pelo contrário, faço justamente aquilo que odeio" (Rm 7.15). Esta confissão do apóstolo nos ajuda a entender que tal realidade acontece com todos os crentes sem distinção. Então, isso quer dizer que estamos sozinhos nesta inclinação para o pecado? Não, de maneira nenhuma! ¹
  • 12. Você não está sozinho! Em João 14.16, Jesus nos garantiu que Deus nos enviou o Espírito Santo para ser o nosso Auxiliador, ficando para sempre ao nosso lado. Por isso, sempre em que nos encontrarmos em uma situação de perigo, onde a nossa natureza parece falar mais alto, devemos pedir socorro ao Espírito Santo, para permanecermos fazendo a vontade de Deus. Por isso, o apóstolo Paulo também comemora, nos ensinando que há esperança em Cristo Jesus: "Que Deus seja louvado, pois ele fará isso por meio do nosso Senhor Jesus Cristo!" (Rm 7.25).¹
  • 13. Você não está sozinho! Lembra da história de Esaú e Jacó? No final, vemos o agir de Deus na vida desses dois irmãos, restaurando e unindo novamente aquela família. Não se esqueça, Deus nos enviou o Espírito Santo para ser o nosso guia! Mas a decisão de sermos guiado por Ele e de obedecer a Palavra de Deus é inteiramente nossa. Esaú abriu mão de sua vingança para retomar a sua amizade com o seu irmão. Comece a mudar nas pequenas decisões dentro de casa, ao responder sim ou não ao pedido dos seus pais e irmãos.¹
  • 14. Viva diferente: a escolha é nossa Quantas vezes a desobediência a Deus não lhe pareceu algo tão bom? Afinal, qual é o problema em uma mentirinha? Em "colar" na prova? Ou fingir que se esqueceu de algo só porque não estava a fim de fazer? Ou de repetir algo que é errado só porque você viu seus pais fazendo? Paulo escreveu em uma de suas cartas, como vimos, contando sobre a luta entre fazer o bem e o mal. Sabemos que não é tão fácil quanto parece viver a vida fazendo o bem, mas temos o auxílio do Espírito Santo para nos ajudar. O que não podemos é nos enganar. ¹
  • 15. Viva diferente: a escolha é nossa Podemos enganar os nossos professores, os nossos pais, os amigos e até a nós mesmos, mas a Deus, aquEle que conhece o nosso coração e sabe das nossas verdadeiras intenções, jamais enganaremos. Podemos sim buscar uma vida verdadeira e sob a direção da vontade de Deus, pois não precisamos viver reproduzindo os erros que vemos em nossa família e em nós mesmos. Deus nos chamou a viver a vida em família conforme a sua vontade. Afinal de contas, a escolha é nossa!¹
  • 16. Apesar da natureza humana se colocar contrária à vontade de Deus, Ele nos enviou o Espírito Santo, pelo qual podemos viver uma vida diferente, seguindo a vontade divina. Não se deixe levar pela natureza humana, mas se coloque em submissão a vontade de Deus.¹ Conclusão
  • 19. ¹. Lição 4: Eu devo ser assim?, 2º Trimestre de 2016, Classe dos Adolescentes Vencedores, Revista CPAD.
  • 21. Até a Próxima aula: Lição: 5 “Como conviver com o diferente?”.