21 maio cap 10 parte 2 Materialização

641 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
641
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
55
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

21 maio cap 10 parte 2 Materialização

  1. 1. Estudo da obra “ MISSIONÁRIOS DA LUZ” Autor André Luiz, espírito, psicografada por Francisco Cândido Xavier. Federação Espírita Brasileira - ano de 1944. Capítulo 10 (segunda parte) MATERIALIZAÇÃO Quarta-feira, 21 de maio de 2014 Rose Campos
  2. 2. Vimos na primeira parte alguns dos preparativos necessários para a realização de uma SESSÃO DE MATERIALIZAÇÃO. A casa foi protegida por um cordão de isolamento energético. Foi promovida a ionização da atmosfera e a ozonização do ambiente. Recursos da Natureza foram recolhidos das plantas e das águas.
  3. 3. Começaram o auxílio magnético ao organismo mediúnico. O processo digestivo foi incentivado magneticamente e em poucos instantes o estômago apresentava-se livre. EM SEGUIDA COMEÇOU A SER TRABALHADO O SISTEMA NERVOSO DA MÉDIUM, PARA AS SAÍDAS DA FORÇA (ECTOPLASMIA).
  4. 4. A.L.: “- Reparei na diferenciação dos fluxos magnéticos diante da nova operação posta em prática.” 11 – Alexandre projetava a energia que lhe era peculiar sobre a região do cérebro. 12 – Os outros quatro assistentes lançavam os recursos que lhes eram próprios sobre todo o sistema nervoso central. Cada um encarregou-se de uma determinada zona dos nervos cervicais, dorsais, lombares e sacros. “- Via, espantado, os resíduos escuros que lhes eram arrancados dos centros vitais.”
  5. 5. Alexandre: -“O aparelho mediúnico foi submetido a operações magnéticas destinadas a socorrer-lhe o organismo nos processos de nutrição, circulação, metabolismo e ações protoplásmicas, a fim de que o seu equilíbrio fisiológico seja mantido acima de qualquer surpresa desagradável.”
  6. 6. 13 – Passes magnéticos começaram a ser ministrados sobre a cabeça da médium, como serviço de introdução ao DESDOBRAMENTO necessário.
  7. 7. A.L.: “- Nesse momento percebeu-se grande choque DE VIBRAÇÕES no recinto.” “O senhor P... aproxima-se, porém em condições indesejáveis. Bebeu alcoólicos em abundância e precisamos providenciar-lhe o insulamento.” Alencar: - “É muito grave! Neutralizemos a sua influenciação, sem perda de tempo.”
  8. 8. A.L.: “- O senhor P... transpunha a porta. Não revelava, exteriormente, qualquer traço de embriaguez.” Alexandre: - “Os princípios etílicos que ele exterioriza pelas narinas, boca e poros, são altamente nocivos e sério perigo às forças exteriorizadas do aparelho mediúnico. O Sr. P... foi cercado pelas entidades operantes e neutralizado pela influenciação delas.
  9. 9. A.L.: “- Prosseguiam-se os serviços. Os amigos terrestres emitiam solicitações silenciosas, em vibrações mentais em conflito ativo, desservindo ao invés de auxiliar no trabalho da noite.” Pai, permita que o meu falecido marido venha hoje... Seria bom termos pelo menos uns três ou quatro objetos materializados essa noite. Precisamos de provas! Mês passado foi fraco... Ah, mamãe... Que saudades!
  10. 10. A.L.: “- Diversos servidores espirituais começaram a combinar as radiações magnéticas dos companheiros terrenos, que eram tratados com desvelado carinho, quais crianças queridas ao coração.” “Sob a ação do nobre orientador da tarefa, se exteriorizava a força nervosa (ectoplasma), à maneira de um fluxo abundante de neblina espessa e leitosa.”
  11. 11. Em função da perturbação vibratória em vista da atitude desaconselhável dos companheiros encarnados, foi necessário que pedir a eles que interrompessem a concentração e passassem a cantar ou fazer música de outra natureza. Alexandre pegou uma pequena porção de ectoplasma e moldou, com seu influxo mental e habilidade técnica, um delicado aparelho de fonação (garganta ectoplásmica).
  12. 12. Alexandre falou pela garganta artificial como quem utilizava um instrumento vocal humano: Alexandre: - “Meus amigos, a paz de Jesus esteja convosco. Ajudem-nos cantando! Façam música e evitem a concentração.” Fez-se música no ambiente. Uma vez alterada a vibração ambiente, foi possível a materialização em si.
  13. 13. Aos poucos, valendo-se da força nervosa exteriorizada (ectoplasma) e de vários materiais fluídicos, extraídos no interior da casa aliados a recursos da natureza, Alencar surgiu, aos olhos dos encarnados, perfeitamente materializado. Alexandre: “ – Se forçarmos o médium em nosso plano, feriremos Alencar, em processo de materialização; se os companheiros terrenos violentarem o companheiro corporificado, esfacelarão a médium, acarretando consequências funestas e imprevisíveis.
  14. 14. Peixotinho José Medrado Antonio Alves Feitosa Otília Diogo Irmã Josefa (espírito) na cidade de Uberaba, década de 6O - Sabem porque estou aqui entre vocês, meus filhos? Para dar provas de que a morte não existe. Provas verdadeiras de que todos vocês são imortais.” Chico Xavier
  15. 15. A.L.: “ - Com o concurso generoso de Calimério materializaram-se mãos e flores, à maneira de mensagens afetuosas para os assistentes da reunião.”
  16. 16. Depois de maravilhosos minutos de serviço e júbilo, com significativas demonstrações de agradecimento a Deus, terminaram os trabalhos da noite, cooperando todos nós para que a médium fosse perfeitamente reintegrada no seu patrimônio psicofísico. Fim do capítulo 10

×