SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 63
Ciências Naturais
1
Ciências Naturais - ICRM
2
 As células das plantas
são complexas, ricas
em cloroplastos, nos
quais armazenam
clorofila e têm
paredes rígidas de
celulose (um tipo de
açúcar).
Ciências Naturais - ICRM
 A maioria dos vegetais possui raiz, caule, folha,
flor, fruto e semente.
 Há vegetais que não possuem uma ou mais
partes, como as samambaias, os musgos e as
algas.
3
Ciências Naturais - ICRM
4
 Órgãos de
nutrição: raiz, caule
e folhas.
 Órgãos de
reprodução: flor,
fruto e semente.
 Todas as células da
planta respiram.
Ciências Naturais - ICRM
A importância das árvores
5Ciências Naturais - ICRM
6
Ciências Naturais - ICRM
7
 Fixar o vegetal ao
solo;
 Absorver água e sais
minerais.
Ciências Naturais - ICRM
8Ciências Naturais - ICRM
9
Ciências Naturais - ICRM
Raízes subterrâneas
 As raízes geralmente se desenvolvem debaixo da
terra.
10Ciências Naturais - ICRM
Raízes aéreas
 Raízes aéreas (ex.:
raízes-escoras que
partem do caule e
raízes de orquídeas,
das palmeiras)
11Ciências Naturais - ICRM
Raízes aquáticas
12Ciências Naturais - ICRM
13
Ciências Naturais - ICRM
14
 Permitir a circulação
da seiva bruta (água +
sais minerais) e
elaborada (glicose).
 Servir de sustentação
para folhas, flores e
frutos.
Ciências Naturais - ICRM
Tipos de caules
15Ciências Naturais - ICRM
Caules aéreos
 Exemplos: mangueira,
eucalipto, arbustos,
palmeiras, coqueiros,
bambu, cana-de-açúcar,
salsa, agrião, rastejantes
(abóbora, melão, etc.),
parreira (uva), cacto.
16Ciências Naturais - ICRM
Caules subterrâneos
 Exemplos: bananeira, gengibre, espada-de-são-jorge,
batata inglesa, cará, inhame, cebola e alho.
17Ciências Naturais - ICRM
18
Ciências Naturais - ICRM
19Ciências Naturais - ICRM
A folha geralmente tem a forma de
lâmina e apresenta a cor verde, devido
à presença de clorofila.
20Ciências Naturais - ICRM
21
 Respiração (trocas
gasosas);
 Fotossíntese
(produção de glicose);
 Transpiração
(eliminação do vapor
de água);
 Sudação (eliminação
de água).
Ciências Naturais - ICRM
22
Sudação ou gutação
 É a eliminação de
água em forma de
gotículas pelas
folhas para eliminar
o excesso de água e
sais minerais
absorvidos pelo
solo.
Ciências Naturais - ICRM
23
Fotossíntese e respiração
Ciências Naturais - ICRM
24
A folha é composta de
três partes principais:
 bainha: fixa a folha ao
caule;
 limbo: é a lâmina da
folha;
 pecíolo: liga a bainha
ao limbo.
Ciências Naturais - ICRM
25
Ciências Naturais - ICRM
26
Ciências Naturais - ICRM
 A flor é o aparelho
reprodutor das
Gimnospermas e
Angiospermas.
 É através dos órgãos da
flor que os vegetais
produzem sementes que
vão originar novas
plantas.
27Ciências Naturais - ICRM
Função da flor
 A função da flor é
reprodutiva.
 A flor é uma estrutura
transitória, só aparece na
época da reprodução de
plantas que produzem
flores.
28Ciências Naturais - ICRM
 Depois da fecundação, a flor murcha. Algumas partes
podem cair.
 O ovário desenvolve-se formando o fruto, dentro do qual
fica a semente (óvulo desenvolvido depois da fecundação).
 Podem ser várias sementes (= vários óvulos) ou apenas
uma (= só um óvulo).
29Ciências Naturais - ICRM
As Gimnospermas têm flores, mas não
produzem frutos, as sementes são "nuas".
30Ciências Naturais - ICRM
31
 Cálice: conjunto de
sépalas;
 Corola: conjunto de
pétalas;
 Androceu: conjunto de
estames;
 Gineceu: conjunto de
folhas dobradas, unidas
entre si.
Ciências Naturais - ICRM
 O androceu (aparelho
reprodutor masculino) e o
gineceu (aparelho
reprodutor feminino), são
os responsáveis pela
fecundação da flor.
 Existem flores que
apresentam os dois
aparelhos reprodutores e
são consideradas
hermafroditas.
32Ciências Naturais - ICRM
33Ciências Naturais - ICRM
34Ciências Naturais - ICRM
 O ovário (que fica na base do gineceu), se
desenvolve formando posteriormente o fruto,
dentro do qual ficam as sementes.
35
Ciências Naturais - ICRM
Na fecundação há a união da célula reprodutora masculina (que está
dentro do grão de pólen) com a célula reprodutora feminina (óvulo).
Depois da reprodução, a flor murcha.
36Ciências Naturais - ICRM
Polinização
 O vento ou os animais
transportam os grãos de
pólen do órgão
masculino (antera) para o
órgão feminino (ovário).
O transporte dos grãos
de pólen de uma planta
para outra é chamado
polinização.
37
Ciências Naturais - ICRM
38Ciências Naturais - ICRM
39Ciências Naturais - ICRM
Autopolinização
40Ciências Naturais - ICRM
41
Ciências Naturais - ICRM
Função do fruto
 Proteger a semente.
 Surge a partir do
desenvolvimento do
ovário da flor que foi
fecundada.
 O fruto pode ter uma ou
várias sementes,
dependendo do número
de óvulos na flor.
42
Ciências Naturais - ICRM
Partes do fruto
 O fruto é geralmente
formado de pericarpo
e semente. O
pericarpo origina-se
do ovário da flor,
que se desenvolve
após a fecundação.
43
Ciências Naturais - ICRM
44
 EPICARPO: casca
 MESOCARPO: parte muitas vezes carnosa e comestível
 ENDOCARPO: a camada que envolve a semente, às
vezes o endocarpo é bem duro e forma um caroço, como
o da manga, pêssego e azeitona).
Ciências Naturais - ICRM
Classificação dos frutos
45Ciências Naturais - ICRM
Frutos carnosos
 O pericarpo é rico em
substâncias nutritivas.
Ex.: mamão, tomate,
laranja, melancia,
goiaba, uva, tâmara,
café, limão, laranja,
melão, melancia,
abóbora, pepino,
abacate, pêssego,
manga, azeitona,
ameixa, cereja, coco.
46
Ciências Naturais - ICRM
Frutos secos
 O pericarpo tem aspecto
e consistência de
madeira.
47
Ciências Naturais - ICRM
Frutos secos
 Vagens das leguminosas
(flamboyant, feijão, soja,
ervilha e etc.).
 Os frutos da magnólia,
mostarda, couve e papoula
quando secos se abrem e
liberam suas sementes.
 Há aqueles que não abrem
quando estão maduros:
grãos de milho, arroz,
trigo, girassol, a avelã e a
noz.
48Ciências Naturais - ICRM
Pseudofrutos (falsos frutos)
 Quando a parte carnosa
do fruto for originada de
outra parte da flor que
não seja o ovário, o fruto
não é verdadeiro.
 Ex.: caju (o fruto é a
castanha), maçã, pera e
romã.
49
Ciências Naturais - ICRM
 No caso da maçã e da pera, também o ovário forma
apenas a parte central da “fruta”, aquela que nós não
comemos, ou seja, da maçã normalmente come-se tudo,
menos a verdadeira fruta. A parte carnosa que é
comida, é formada pelo receptáculo floral, que cresce e
acaba por envolver o verdadeiro fruto.
50Ciências Naturais - ICRM
Estrutura da maçã
 1 – tronco
 2 – sementes
 3 – endocarpo
 4 – mesocarpo
 5 – cálice
 6 – polpa
 7 – casca
51Ciências Naturais - ICRM
52Ciências Naturais - ICRM
 Amendoim - As
flores do amendoim,
após serem
fecundadas, alongam
seus pedúnculos até
enterrar os seus frutos
na terra. Para colher
os frutos é preciso
arrancar a planta
inteira e lavar para
retirar a terra.
53Ciências Naturais - ICRM
Semente
54Ciências Naturais - ICRM
Função da semente
 Abrigar o embrião(a
futura planta).
 A semente é o óvulo da
flor desenvolvido após a
fecundação.
55
Ciências Naturais - ICRM
 É o desenvolvimento do embrião.
 Condições para que aconteça a germinação: estar
madura, inteira, não ser muito velha, possuir
reservas de substâncias nutritivas.
 Fatores externos (=ambientais) que promovem a
germinação: quando a semente absorve umidade,
recomeça o seu desenvolvimento. A semente
necessita de oxigênio para a sua respiração. A
temperatura entre 25 e 30° C favorece a
germinação. 56
Ciências Naturais - ICRM
Germinação
57Ciências Naturais - ICRM
 A semente é composta de tegumento (= casca) que
cobre a amêndoa. A amêndoa apresenta duas partes: o
embrião (forma a nova planta quando a semente
germina) e cotilédone (contém substâncias nutritivas
que vão alimentar a plantinha nas primeiras fases de
desenvolvimento).
58
Ciências Naturais - ICRM
 Também ocorre entre os vegetais a reprodução
assexuada, chamada de vegetativa. Pode ser feita
com pedaços de galhos (= mudas), folhas (ex.:
folha-da-fortuna e a violeta africana), batata-
inglesa (caule), raízes (ex.: crisântemo e dália) ou
por meio de enxertos (= entre caules).
 Esse tipo de reprodução garante que os
descendentes serão idênticos à planta matriz.
59
Reprodução assexuada
Ciências Naturais - ICRM
60Ciências Naturais - ICRM
61Ciências Naturais - ICRM
Partenocarpia (desenvolvimento do
fruto sem que haja fecundação)
 A banana que usamos em
nossa alimentação não tem
sementes. É um fruto
formado pelo
desenvolvimento do ovário
sem a prévia fecundação
dos óvulos. Os pontinhos
pretos dentro dela são
óvulos não fecundados,
NÃO são sementes.
 Ex.: banana e a laranja-da-
bahia.
62
Ciências Naturais - ICRM
63Ciências Naturais – Prof.ª Ivanise Meyer (2015)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fatores bioticos e abioticos
Fatores bioticos e abioticosFatores bioticos e abioticos
Fatores bioticos e abioticosMarcia Bantim
 
As Plantas, Folha E Flor
As Plantas, Folha E FlorAs Plantas, Folha E Flor
As Plantas, Folha E FlorTânia Reis
 
Aula de Fotossíntese (Power Point)
Aula de Fotossíntese (Power Point)Aula de Fotossíntese (Power Point)
Aula de Fotossíntese (Power Point)Bio
 
Fotossíntese
FotossínteseFotossíntese
Fotossínteseprodeinha
 
Aula 8 – fruto e semente Prof. Guth Berger
Aula 8 – fruto e semente Prof. Guth BergerAula 8 – fruto e semente Prof. Guth Berger
Aula 8 – fruto e semente Prof. Guth BergerMatheus Yuri
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Flores
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre FloresSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Flores
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre FloresTurma Olímpica
 
V.5 Angiospermas - flor, fruto e semente
V.5 Angiospermas - flor, fruto e sementeV.5 Angiospermas - flor, fruto e semente
V.5 Angiospermas - flor, fruto e sementeRebeca Vale
 
DesequilíBrios Ambientais Completo
DesequilíBrios Ambientais CompletoDesequilíBrios Ambientais Completo
DesequilíBrios Ambientais Completoprofatatiana
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Folha
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre FolhaSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Folha
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre FolhaTurma Olímpica
 
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solosAula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solosLeonardo Kaplan
 

Mais procurados (20)

Fatores bioticos e abioticos
Fatores bioticos e abioticosFatores bioticos e abioticos
Fatores bioticos e abioticos
 
Reino Plantas
Reino PlantasReino Plantas
Reino Plantas
 
As Plantas, Folha E Flor
As Plantas, Folha E FlorAs Plantas, Folha E Flor
As Plantas, Folha E Flor
 
Frutos
FrutosFrutos
Frutos
 
Pteridófitas
PteridófitasPteridófitas
Pteridófitas
 
Aula de Fotossíntese (Power Point)
Aula de Fotossíntese (Power Point)Aula de Fotossíntese (Power Point)
Aula de Fotossíntese (Power Point)
 
Fotossíntese
FotossínteseFotossíntese
Fotossíntese
 
Aula 8 – fruto e semente Prof. Guth Berger
Aula 8 – fruto e semente Prof. Guth BergerAula 8 – fruto e semente Prof. Guth Berger
Aula 8 – fruto e semente Prof. Guth Berger
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Flores
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre FloresSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Flores
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Flores
 
Reino plantae
Reino plantaeReino plantae
Reino plantae
 
V.5 Angiospermas - flor, fruto e semente
V.5 Angiospermas - flor, fruto e sementeV.5 Angiospermas - flor, fruto e semente
V.5 Angiospermas - flor, fruto e semente
 
Sucessão ecológica
Sucessão ecológicaSucessão ecológica
Sucessão ecológica
 
DesequilíBrios Ambientais Completo
DesequilíBrios Ambientais CompletoDesequilíBrios Ambientais Completo
DesequilíBrios Ambientais Completo
 
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Folha
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre FolhaSlides da aula de Biologia (Renato) sobre Folha
Slides da aula de Biologia (Renato) sobre Folha
 
Fluxo de Energia
Fluxo de EnergiaFluxo de Energia
Fluxo de Energia
 
Impactos ambientais
Impactos ambientaisImpactos ambientais
Impactos ambientais
 
Gimnospermas e Angiospermas
Gimnospermas e AngiospermasGimnospermas e Angiospermas
Gimnospermas e Angiospermas
 
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solosAula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
 
Células
CélulasCélulas
Células
 
Ecologia 3º ano
Ecologia 3º anoEcologia 3º ano
Ecologia 3º ano
 

Destaque

Fórmula floral
Fórmula floralFórmula floral
Fórmula floralSam Adam
 
Diagrama floral e fórmula floral
Diagrama floral e fórmula floralDiagrama floral e fórmula floral
Diagrama floral e fórmula floralFernanda Godoy
 
Fisiologia do desenvolvimento dos frutos
Fisiologia do desenvolvimento dos frutosFisiologia do desenvolvimento dos frutos
Fisiologia do desenvolvimento dos frutosUERGS
 
Organologia Vegetal - Carlos Eduardo
Organologia Vegetal - Carlos EduardoOrganologia Vegetal - Carlos Eduardo
Organologia Vegetal - Carlos EduardoCarlos Eduardo
 
Trocas gasosas nas plantas
Trocas gasosas nas plantasTrocas gasosas nas plantas
Trocas gasosas nas plantasTânia Reis
 
Las plantas (adaptada)
Las plantas (adaptada)Las plantas (adaptada)
Las plantas (adaptada)ceipamos
 
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folhaMorfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folhaMarcos Albuquerque
 
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermasAula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermasFatima Comiotto
 

Destaque (13)

Organologia vegetal
Organologia vegetalOrganologia vegetal
Organologia vegetal
 
Fórmula floral
Fórmula floralFórmula floral
Fórmula floral
 
123677903 florais-saint-germain
123677903 florais-saint-germain123677903 florais-saint-germain
123677903 florais-saint-germain
 
O CICLO DA VIDA
O CICLO DA VIDAO CICLO DA VIDA
O CICLO DA VIDA
 
Diagrama floral e fórmula floral
Diagrama floral e fórmula floralDiagrama floral e fórmula floral
Diagrama floral e fórmula floral
 
Fisiologia do desenvolvimento dos frutos
Fisiologia do desenvolvimento dos frutosFisiologia do desenvolvimento dos frutos
Fisiologia do desenvolvimento dos frutos
 
Frutos & Pseudofrutos
Frutos & PseudofrutosFrutos & Pseudofrutos
Frutos & Pseudofrutos
 
Organologia Vegetal - Carlos Eduardo
Organologia Vegetal - Carlos EduardoOrganologia Vegetal - Carlos Eduardo
Organologia Vegetal - Carlos Eduardo
 
Trocas gasosas nas plantas
Trocas gasosas nas plantasTrocas gasosas nas plantas
Trocas gasosas nas plantas
 
Las plantas (adaptada)
Las plantas (adaptada)Las plantas (adaptada)
Las plantas (adaptada)
 
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folhaMorfologia vegetal, semente raiz caule e folha
Morfologia vegetal, semente raiz caule e folha
 
Gimnospermas
GimnospermasGimnospermas
Gimnospermas
 
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermasAula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
Aula de briófitas, pteridófitas, gimnospermas e angiospermas
 

Semelhante a Plantas órgãos vegetais prof Ivanise Meyer

Frente 3 Módulo 4, 5 Reprodução nas angiospermas I e II
Frente 3 Módulo 4, 5 Reprodução nas angiospermas I e IIFrente 3 Módulo 4, 5 Reprodução nas angiospermas I e II
Frente 3 Módulo 4, 5 Reprodução nas angiospermas I e IIColégio Batista de Mantena
 
Anatomia do Fruto e da Semente
Anatomia do Fruto e da SementeAnatomia do Fruto e da Semente
Anatomia do Fruto e da SementeDiego Santos
 
reinoplantae-powerpoint-090726184322-phpapp02.ppt
reinoplantae-powerpoint-090726184322-phpapp02.pptreinoplantae-powerpoint-090726184322-phpapp02.ppt
reinoplantae-powerpoint-090726184322-phpapp02.pptisispatriciagomes
 
3 - morfologia e fisiologia vegetal
3 - morfologia e fisiologia vegetal3 - morfologia e fisiologia vegetal
3 - morfologia e fisiologia vegetalMarcus Magarinho
 
REINO PLANTAE características dos grupos.pptx
REINO PLANTAE características dos grupos.pptxREINO PLANTAE características dos grupos.pptx
REINO PLANTAE características dos grupos.pptxJosAlmeida331367
 
Classificacao e reproducao das plantas
Classificacao e reproducao das plantasClassificacao e reproducao das plantas
Classificacao e reproducao das plantasbiroskaa
 
Angiospermas www unifev_edu_br
Angiospermas www unifev_edu_brAngiospermas www unifev_edu_br
Angiospermas www unifev_edu_brEduardoEmiliano
 
2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt
2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt
2º ano - Aula - Fanerógamas.pptMayaraOliveira228
 
Reino Plantae Power Point
Reino Plantae Power PointReino Plantae Power Point
Reino Plantae Power Pointinfoeducp2
 
Reino vegetal7ºcd
Reino vegetal7ºcdReino vegetal7ºcd
Reino vegetal7ºcdNeila
 

Semelhante a Plantas órgãos vegetais prof Ivanise Meyer (20)

Sementes - Morfologia Vegetal
Sementes - Morfologia VegetalSementes - Morfologia Vegetal
Sementes - Morfologia Vegetal
 
Frente 3 Módulo 4, 5 Reprodução nas angiospermas I e II
Frente 3 Módulo 4, 5 Reprodução nas angiospermas I e IIFrente 3 Módulo 4, 5 Reprodução nas angiospermas I e II
Frente 3 Módulo 4, 5 Reprodução nas angiospermas I e II
 
Frutos e sementes
Frutos e sementesFrutos e sementes
Frutos e sementes
 
Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)
Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)
Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)
 
Anatomia do Fruto e da Semente
Anatomia do Fruto e da SementeAnatomia do Fruto e da Semente
Anatomia do Fruto e da Semente
 
Reino Plantae
Reino PlantaeReino Plantae
Reino Plantae
 
reinoplantae-powerpoint-090726184322-phpapp02.ppt
reinoplantae-powerpoint-090726184322-phpapp02.pptreinoplantae-powerpoint-090726184322-phpapp02.ppt
reinoplantae-powerpoint-090726184322-phpapp02.ppt
 
3 - morfologia e fisiologia vegetal
3 - morfologia e fisiologia vegetal3 - morfologia e fisiologia vegetal
3 - morfologia e fisiologia vegetal
 
REINO PLANTAE características dos grupos.pptx
REINO PLANTAE características dos grupos.pptxREINO PLANTAE características dos grupos.pptx
REINO PLANTAE características dos grupos.pptx
 
REINO PLANTAE.pdf
REINO PLANTAE.pdfREINO PLANTAE.pdf
REINO PLANTAE.pdf
 
Classificacao e reproducao das plantas
Classificacao e reproducao das plantasClassificacao e reproducao das plantas
Classificacao e reproducao das plantas
 
Angiospermas www unifev_edu_br
Angiospermas www unifev_edu_brAngiospermas www unifev_edu_br
Angiospermas www unifev_edu_br
 
2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt
2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt
2º ano - Aula - Fanerógamas.ppt
 
Reino Plantae Power Point
Reino Plantae Power PointReino Plantae Power Point
Reino Plantae Power Point
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 
REINO PLANTAE (1).pptx
REINO PLANTAE (1).pptxREINO PLANTAE (1).pptx
REINO PLANTAE (1).pptx
 
Grupos vegetais ensino médio
Grupos vegetais ensino médioGrupos vegetais ensino médio
Grupos vegetais ensino médio
 
Reino vegetal7ºcd
Reino vegetal7ºcdReino vegetal7ºcd
Reino vegetal7ºcd
 
Angiospermas
AngiospermasAngiospermas
Angiospermas
 

Mais de Ivanise Meyer

África Aula Ivanise Meyer
África Aula Ivanise MeyerÁfrica Aula Ivanise Meyer
África Aula Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Petróleo parte 2 pré sal prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 2 pré sal  prof Ivanise MeyerPetróleo parte 2 pré sal  prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 2 pré sal prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Petróleo parte 1 prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 1  prof Ivanise MeyerPetróleo parte 1  prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 1 prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Tabela periódica prof Ivanise Meyer
Tabela periódica  prof Ivanise MeyerTabela periódica  prof Ivanise Meyer
Tabela periódica prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Tabagismo a química do cigarro prof Ivanise Meyer
Tabagismo a química do cigarro  prof Ivanise MeyerTabagismo a química do cigarro  prof Ivanise Meyer
Tabagismo a química do cigarro prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Química substâncias prof Ivanise Meyer
Química substâncias  prof Ivanise MeyerQuímica substâncias  prof Ivanise Meyer
Química substâncias prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Noções de química prof Ivanise Meyer
Noções de química prof Ivanise MeyerNoções de química prof Ivanise Meyer
Noções de química prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Estrutura da matéria prof Ivanise Meyer
Estrutura da matéria  prof Ivanise MeyerEstrutura da matéria  prof Ivanise Meyer
Estrutura da matéria prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Estados físicos da matéria prof Ivanise Meyer
Estados físicos da matéria prof Ivanise MeyerEstados físicos da matéria prof Ivanise Meyer
Estados físicos da matéria prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Termologia prof Ivanise Meyer
Termologia prof Ivanise MeyerTermologia prof Ivanise Meyer
Termologia prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Óptica visão prof ivanise meyer
Óptica visão prof ivanise meyerÓptica visão prof ivanise meyer
Óptica visão prof ivanise meyerIvanise Meyer
 
Óptica prof Ivanise Meyer
Óptica prof Ivanise MeyerÓptica prof Ivanise Meyer
Óptica prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Mecânica cinemática prof Ivanise Meyer
Mecânica cinemática prof Ivanise MeyerMecânica cinemática prof Ivanise Meyer
Mecânica cinemática prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Física noções prof Ivanise Meyer
Física noções prof Ivanise MeyerFísica noções prof Ivanise Meyer
Física noções prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Energia prof Ivanise Meyer
Energia prof Ivanise MeyerEnergia prof Ivanise Meyer
Energia prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Acústica prof Ivanise Meyer
Acústica prof Ivanise MeyerAcústica prof Ivanise Meyer
Acústica prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Sistema respiratório prof Ivanise Meyer
Sistema respiratório prof Ivanise MeyerSistema respiratório prof Ivanise Meyer
Sistema respiratório prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Sistema reprodutor humano prof Ivanise Meyer
Sistema reprodutor humano prof Ivanise MeyerSistema reprodutor humano prof Ivanise Meyer
Sistema reprodutor humano prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Sistema nervoso prof Ivanise Meyer
Sistema nervoso prof Ivanise MeyerSistema nervoso prof Ivanise Meyer
Sistema nervoso prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 
Sistema locomotor prof Ivanise Meyer
Sistema locomotor prof Ivanise MeyerSistema locomotor prof Ivanise Meyer
Sistema locomotor prof Ivanise MeyerIvanise Meyer
 

Mais de Ivanise Meyer (20)

África Aula Ivanise Meyer
África Aula Ivanise MeyerÁfrica Aula Ivanise Meyer
África Aula Ivanise Meyer
 
Petróleo parte 2 pré sal prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 2 pré sal  prof Ivanise MeyerPetróleo parte 2 pré sal  prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 2 pré sal prof Ivanise Meyer
 
Petróleo parte 1 prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 1  prof Ivanise MeyerPetróleo parte 1  prof Ivanise Meyer
Petróleo parte 1 prof Ivanise Meyer
 
Tabela periódica prof Ivanise Meyer
Tabela periódica  prof Ivanise MeyerTabela periódica  prof Ivanise Meyer
Tabela periódica prof Ivanise Meyer
 
Tabagismo a química do cigarro prof Ivanise Meyer
Tabagismo a química do cigarro  prof Ivanise MeyerTabagismo a química do cigarro  prof Ivanise Meyer
Tabagismo a química do cigarro prof Ivanise Meyer
 
Química substâncias prof Ivanise Meyer
Química substâncias  prof Ivanise MeyerQuímica substâncias  prof Ivanise Meyer
Química substâncias prof Ivanise Meyer
 
Noções de química prof Ivanise Meyer
Noções de química prof Ivanise MeyerNoções de química prof Ivanise Meyer
Noções de química prof Ivanise Meyer
 
Estrutura da matéria prof Ivanise Meyer
Estrutura da matéria  prof Ivanise MeyerEstrutura da matéria  prof Ivanise Meyer
Estrutura da matéria prof Ivanise Meyer
 
Estados físicos da matéria prof Ivanise Meyer
Estados físicos da matéria prof Ivanise MeyerEstados físicos da matéria prof Ivanise Meyer
Estados físicos da matéria prof Ivanise Meyer
 
Termologia prof Ivanise Meyer
Termologia prof Ivanise MeyerTermologia prof Ivanise Meyer
Termologia prof Ivanise Meyer
 
Óptica visão prof ivanise meyer
Óptica visão prof ivanise meyerÓptica visão prof ivanise meyer
Óptica visão prof ivanise meyer
 
Óptica prof Ivanise Meyer
Óptica prof Ivanise MeyerÓptica prof Ivanise Meyer
Óptica prof Ivanise Meyer
 
Mecânica cinemática prof Ivanise Meyer
Mecânica cinemática prof Ivanise MeyerMecânica cinemática prof Ivanise Meyer
Mecânica cinemática prof Ivanise Meyer
 
Física noções prof Ivanise Meyer
Física noções prof Ivanise MeyerFísica noções prof Ivanise Meyer
Física noções prof Ivanise Meyer
 
Energia prof Ivanise Meyer
Energia prof Ivanise MeyerEnergia prof Ivanise Meyer
Energia prof Ivanise Meyer
 
Acústica prof Ivanise Meyer
Acústica prof Ivanise MeyerAcústica prof Ivanise Meyer
Acústica prof Ivanise Meyer
 
Sistema respiratório prof Ivanise Meyer
Sistema respiratório prof Ivanise MeyerSistema respiratório prof Ivanise Meyer
Sistema respiratório prof Ivanise Meyer
 
Sistema reprodutor humano prof Ivanise Meyer
Sistema reprodutor humano prof Ivanise MeyerSistema reprodutor humano prof Ivanise Meyer
Sistema reprodutor humano prof Ivanise Meyer
 
Sistema nervoso prof Ivanise Meyer
Sistema nervoso prof Ivanise MeyerSistema nervoso prof Ivanise Meyer
Sistema nervoso prof Ivanise Meyer
 
Sistema locomotor prof Ivanise Meyer
Sistema locomotor prof Ivanise MeyerSistema locomotor prof Ivanise Meyer
Sistema locomotor prof Ivanise Meyer
 

Último

Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdfJorge Andrade
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasRosalina Simão Nunes
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfAnaGonalves804156
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Susana Stoffel
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 

Último (20)

Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdfPPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
PPT _ Módulo 3_Direito Comercial_2023_2024.pdf
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
Família de palavras.ppt com exemplos e exercícios interativos.
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 

Plantas órgãos vegetais prof Ivanise Meyer

  • 2. 2  As células das plantas são complexas, ricas em cloroplastos, nos quais armazenam clorofila e têm paredes rígidas de celulose (um tipo de açúcar). Ciências Naturais - ICRM
  • 3.  A maioria dos vegetais possui raiz, caule, folha, flor, fruto e semente.  Há vegetais que não possuem uma ou mais partes, como as samambaias, os musgos e as algas. 3 Ciências Naturais - ICRM
  • 4. 4  Órgãos de nutrição: raiz, caule e folhas.  Órgãos de reprodução: flor, fruto e semente.  Todas as células da planta respiram. Ciências Naturais - ICRM
  • 5. A importância das árvores 5Ciências Naturais - ICRM
  • 7. 7  Fixar o vegetal ao solo;  Absorver água e sais minerais. Ciências Naturais - ICRM
  • 10. Raízes subterrâneas  As raízes geralmente se desenvolvem debaixo da terra. 10Ciências Naturais - ICRM
  • 11. Raízes aéreas  Raízes aéreas (ex.: raízes-escoras que partem do caule e raízes de orquídeas, das palmeiras) 11Ciências Naturais - ICRM
  • 14. 14  Permitir a circulação da seiva bruta (água + sais minerais) e elaborada (glicose).  Servir de sustentação para folhas, flores e frutos. Ciências Naturais - ICRM
  • 15. Tipos de caules 15Ciências Naturais - ICRM
  • 16. Caules aéreos  Exemplos: mangueira, eucalipto, arbustos, palmeiras, coqueiros, bambu, cana-de-açúcar, salsa, agrião, rastejantes (abóbora, melão, etc.), parreira (uva), cacto. 16Ciências Naturais - ICRM
  • 17. Caules subterrâneos  Exemplos: bananeira, gengibre, espada-de-são-jorge, batata inglesa, cará, inhame, cebola e alho. 17Ciências Naturais - ICRM
  • 20. A folha geralmente tem a forma de lâmina e apresenta a cor verde, devido à presença de clorofila. 20Ciências Naturais - ICRM
  • 21. 21  Respiração (trocas gasosas);  Fotossíntese (produção de glicose);  Transpiração (eliminação do vapor de água);  Sudação (eliminação de água). Ciências Naturais - ICRM
  • 22. 22 Sudação ou gutação  É a eliminação de água em forma de gotículas pelas folhas para eliminar o excesso de água e sais minerais absorvidos pelo solo. Ciências Naturais - ICRM
  • 24. 24 A folha é composta de três partes principais:  bainha: fixa a folha ao caule;  limbo: é a lâmina da folha;  pecíolo: liga a bainha ao limbo. Ciências Naturais - ICRM
  • 27.  A flor é o aparelho reprodutor das Gimnospermas e Angiospermas.  É através dos órgãos da flor que os vegetais produzem sementes que vão originar novas plantas. 27Ciências Naturais - ICRM
  • 28. Função da flor  A função da flor é reprodutiva.  A flor é uma estrutura transitória, só aparece na época da reprodução de plantas que produzem flores. 28Ciências Naturais - ICRM
  • 29.  Depois da fecundação, a flor murcha. Algumas partes podem cair.  O ovário desenvolve-se formando o fruto, dentro do qual fica a semente (óvulo desenvolvido depois da fecundação).  Podem ser várias sementes (= vários óvulos) ou apenas uma (= só um óvulo). 29Ciências Naturais - ICRM
  • 30. As Gimnospermas têm flores, mas não produzem frutos, as sementes são "nuas". 30Ciências Naturais - ICRM
  • 31. 31  Cálice: conjunto de sépalas;  Corola: conjunto de pétalas;  Androceu: conjunto de estames;  Gineceu: conjunto de folhas dobradas, unidas entre si. Ciências Naturais - ICRM
  • 32.  O androceu (aparelho reprodutor masculino) e o gineceu (aparelho reprodutor feminino), são os responsáveis pela fecundação da flor.  Existem flores que apresentam os dois aparelhos reprodutores e são consideradas hermafroditas. 32Ciências Naturais - ICRM
  • 35.  O ovário (que fica na base do gineceu), se desenvolve formando posteriormente o fruto, dentro do qual ficam as sementes. 35 Ciências Naturais - ICRM
  • 36. Na fecundação há a união da célula reprodutora masculina (que está dentro do grão de pólen) com a célula reprodutora feminina (óvulo). Depois da reprodução, a flor murcha. 36Ciências Naturais - ICRM
  • 37. Polinização  O vento ou os animais transportam os grãos de pólen do órgão masculino (antera) para o órgão feminino (ovário). O transporte dos grãos de pólen de uma planta para outra é chamado polinização. 37 Ciências Naturais - ICRM
  • 42. Função do fruto  Proteger a semente.  Surge a partir do desenvolvimento do ovário da flor que foi fecundada.  O fruto pode ter uma ou várias sementes, dependendo do número de óvulos na flor. 42 Ciências Naturais - ICRM
  • 43. Partes do fruto  O fruto é geralmente formado de pericarpo e semente. O pericarpo origina-se do ovário da flor, que se desenvolve após a fecundação. 43 Ciências Naturais - ICRM
  • 44. 44  EPICARPO: casca  MESOCARPO: parte muitas vezes carnosa e comestível  ENDOCARPO: a camada que envolve a semente, às vezes o endocarpo é bem duro e forma um caroço, como o da manga, pêssego e azeitona). Ciências Naturais - ICRM
  • 46. Frutos carnosos  O pericarpo é rico em substâncias nutritivas. Ex.: mamão, tomate, laranja, melancia, goiaba, uva, tâmara, café, limão, laranja, melão, melancia, abóbora, pepino, abacate, pêssego, manga, azeitona, ameixa, cereja, coco. 46 Ciências Naturais - ICRM
  • 47. Frutos secos  O pericarpo tem aspecto e consistência de madeira. 47 Ciências Naturais - ICRM
  • 48. Frutos secos  Vagens das leguminosas (flamboyant, feijão, soja, ervilha e etc.).  Os frutos da magnólia, mostarda, couve e papoula quando secos se abrem e liberam suas sementes.  Há aqueles que não abrem quando estão maduros: grãos de milho, arroz, trigo, girassol, a avelã e a noz. 48Ciências Naturais - ICRM
  • 49. Pseudofrutos (falsos frutos)  Quando a parte carnosa do fruto for originada de outra parte da flor que não seja o ovário, o fruto não é verdadeiro.  Ex.: caju (o fruto é a castanha), maçã, pera e romã. 49 Ciências Naturais - ICRM
  • 50.  No caso da maçã e da pera, também o ovário forma apenas a parte central da “fruta”, aquela que nós não comemos, ou seja, da maçã normalmente come-se tudo, menos a verdadeira fruta. A parte carnosa que é comida, é formada pelo receptáculo floral, que cresce e acaba por envolver o verdadeiro fruto. 50Ciências Naturais - ICRM
  • 51. Estrutura da maçã  1 – tronco  2 – sementes  3 – endocarpo  4 – mesocarpo  5 – cálice  6 – polpa  7 – casca 51Ciências Naturais - ICRM
  • 53.  Amendoim - As flores do amendoim, após serem fecundadas, alongam seus pedúnculos até enterrar os seus frutos na terra. Para colher os frutos é preciso arrancar a planta inteira e lavar para retirar a terra. 53Ciências Naturais - ICRM
  • 55. Função da semente  Abrigar o embrião(a futura planta).  A semente é o óvulo da flor desenvolvido após a fecundação. 55 Ciências Naturais - ICRM
  • 56.  É o desenvolvimento do embrião.  Condições para que aconteça a germinação: estar madura, inteira, não ser muito velha, possuir reservas de substâncias nutritivas.  Fatores externos (=ambientais) que promovem a germinação: quando a semente absorve umidade, recomeça o seu desenvolvimento. A semente necessita de oxigênio para a sua respiração. A temperatura entre 25 e 30° C favorece a germinação. 56 Ciências Naturais - ICRM
  • 58.  A semente é composta de tegumento (= casca) que cobre a amêndoa. A amêndoa apresenta duas partes: o embrião (forma a nova planta quando a semente germina) e cotilédone (contém substâncias nutritivas que vão alimentar a plantinha nas primeiras fases de desenvolvimento). 58 Ciências Naturais - ICRM
  • 59.  Também ocorre entre os vegetais a reprodução assexuada, chamada de vegetativa. Pode ser feita com pedaços de galhos (= mudas), folhas (ex.: folha-da-fortuna e a violeta africana), batata- inglesa (caule), raízes (ex.: crisântemo e dália) ou por meio de enxertos (= entre caules).  Esse tipo de reprodução garante que os descendentes serão idênticos à planta matriz. 59 Reprodução assexuada Ciências Naturais - ICRM
  • 62. Partenocarpia (desenvolvimento do fruto sem que haja fecundação)  A banana que usamos em nossa alimentação não tem sementes. É um fruto formado pelo desenvolvimento do ovário sem a prévia fecundação dos óvulos. Os pontinhos pretos dentro dela são óvulos não fecundados, NÃO são sementes.  Ex.: banana e a laranja-da- bahia. 62 Ciências Naturais - ICRM
  • 63. 63Ciências Naturais – Prof.ª Ivanise Meyer (2015)