O sagrado mistério contido nos kenês hu                      onde bem entendem sem nem perguntar qualnikui                ...
ARTEINDÍGENA                                                 roça‟. Estava criado o homem. O primeiroO que é índio? Um índ...
se reúnem os conselheiros, as mulheres                       guerra, na pesca, na viagem. Cada tribo epreparam as bebidas ...
uma aldeia Kayapó. Em forma de arco, uma                                                    Cestosgrande roda a girar entr...
doenças trazidas dos países europeus                         origem do homem branco. O processo dopara as quais os índios ...
http://julirossi.blogspot.com.br/2011/01/arte-indigena.html Para enriquecer seu trabalho acesse
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O sagrado mistério contido nos kenês huni kui

2.764 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

O sagrado mistério contido nos kenês huni kui

  1. 1. O sagrado mistério contido nos kenês hu onde bem entendem sem nem perguntar qualnikui o significado deles ou se podem fazer isso. As coisas não podem acontecer dessaJuracy Xangai maneira”, adverte Ysakaa.Ysakaa, nascido na Cultura da floresta - Ysakaa traz sob osaldeia Paroá, braços um abaixo assinado colhido dentre asmargem do rio principais lideranças huni kui de Tarauacá eEnvira quatro horas Jordão que estiveram reunidas no início dode batelão abaixo mês com as de Feijó para discutir os váriosde Feijó, tem 20 problemas que afetam essa nação. “Nossasanos, dois filhos e lideranças consideram que é necessárioum objetivo na vida: valorizar os kenês porque mais que umvalorizar e símbolo que lembra nosso povo é aconquistar o representação da cultura da floresta.respeito que Consideramos que eles estão sendomerece a cultura de pirateados pelos que usam estes desenhosseu povo, que sem nossa autorização”.desde temposimemoráveis habita Que é kenê - Existemas florestas e barrancas do Acre e Peru.Mais dezenas de diferentesconhecido como kaxinawa, o povo huni kui, kenês, ou seja,que de acordo com a autodenominação e desenhos que por sualíngua quer dizer “povo da noite”, quer que a forma representam guerreiros e heróis dabeleza sagrada de seus kenês deixe de ser antigüidade, animais e o espírito da floresta,tratada como mera curiosidade artística e a importância da vida, em fim, o valores quepasse a ser respeitada como a identidade e sustentam a espiritualidade do povo huni kui.religiosidade do povo que eles representam. São símbolos sagrados a exemplo da cruz para os cristãos ou a estrela de Davi para osPor isso não querem continuar vendo seus judeus.desenhos, banalizados no uso como enfeitecomum a paredes, ônibus, fachadas de “Aquele kenê que está sendo usado nosempresas e até latarias de ônibus que ônibus de Rio Branco representa o braçocirculam pela capital. Para isso, estão forte dos guerreiros que pela luta garantiramentrando com ação junto ao Ministério a sobrevivência de nosso povo. Os traçosPúblico Federal do Acre solicitando que a estilizados simbolizam os braços do macacojustiça ordene a retirada desses símbolos do (chinu), que tem força e agilidade”, esclarecepovo huni kui do uso indevido, ou, que se Ysakaa.O mesmo acontece com o Wyubê,reconheça a propriedade ancestral deles e ou desenho da jibóia, símbolo sagrado dosejam criados mecanismos de compensação conhecimento, já que os pajés e iniciadosfinanceira a esse povo. recebem através dela os ensinamentos do mundo espiritual através das viagensYsakaa é o líder do Movimento Jovem Huni realizadas com o auxílio do nixi pan (daime).Kui, entidade criada há pouco mais de um Esses rituais religiosos podem ter caráter deano, mas que dentre outras tantas causas busca da cura de doenças ou agradecimentoestá nessa luta em defesa do direito autoral por tudo o que a natureza lhes dá comode imagens consideradas sagradas por seu alimento, saúde e alegria.O losango com umpovo. ponto ou quadrado no meio é o iti buru, ou seja, olho de pássaro. Simboliza o olhar“Temos visto nossos kenes sendo usado em protetor que domina a floresta desde o alto,paredes de loja, órgãos públicos, ônibus e concentrando em si mesmo a energia e oaté em porta de banheiro. Consideramos isso mistério do todo que a rodeia.um desrespeito contra a cultura de nossagente, pois as pessoas acham bonito e usamhttp://julirossi.blogspot.com.br/2011/01/arte-indigena.html Para enriquecer seu trabalho acesse
  2. 2. ARTEINDÍGENA roça‟. Estava criado o homem. O primeiroO que é índio? Um índio não chama nem a homem desceu do céu através do arco-írissi mesmo de índio. Esse nome veio trazidopelos colonizadores no séc. XVI. O índiomais antigo desta terra hoje chamada Brasil em que os anciães se transformaram. Seuse autodenomina Tupy, que significa "Tu"(som) e "py" (pé), ou seja, o som-de-pé, de nome era Nanderuvuçu, o nosso Paimodo que o índio é uma qualidade deespírito posta em uma harmonia de forma. Antepassado, o que viria a ser o Sol. E logo os anciães fizeram surgir da Águas doEsta história logo abaixo revela o jeito do Grande Rio Nanderykei-cy, a nossa Mãepovo indígena de contar a sua origem, a Antepassada. Depois eles geraram aorigem do mundo, do cosmos, e também humanidade, um se transformou no Sol, e amostra como funciona o pensamento outra, na Lua.São nossos tataravós.nativo. Os antropólogos chamam de mito, ARQUITETURA INDÍGENAe algumas dessas histórias são Taba ou Aldeia é a reunião de 4 a 10 ocas,denominadas de lendas. em cada oca vivem várias famíliasQual a origem dos índios? Conforme o mito (ascendentes e descendentes),Tupy-Guarani, o Criador, cujo coração é o geralmente entre 300 a 400 pessoas. OSol, /tataravô desse Sol que vemos, soprou lugar ideal para erguer a taba deve ser bemseu cachimbo sagrado e da fumaça desse ventilado, dominando visualmente acachimbo se fez a Mãe Terra. Chamou sete vizinhança, próxima de rios e da mata. Aanciães e disse: ‘Gostaria que criassem ali terra, própria para o cultivo da mandioca e douma humanidade’. Os anciães navegaram milho.em uma canoa que era como cobra de fogopelo céu; e a cobra-canoa levou-os até aTerra. Logo eles criaram o primeiro ser No centro da aldeia fica a ocara, a praça. Alihumano e disseram: „Você é o guardião dahttp://julirossi.blogspot.com.br/2011/01/arte-indigena.html Para enriquecer seu trabalho acesse
  3. 3. se reúnem os conselheiros, as mulheres guerra, na pesca, na viagem. Cada tribo epreparam as bebidas rituais, têm lugar as cada família desenvolvem padrões degrandes festas. Dessa praça partem trilhas pintura fiéis ao seu modo de ser.chamadas pucu que levam a roça, ao campo Nos dias comuns a pintura pode sere ao bosque. bastante simples, porém nas festas, nosDestinada a durar no máximo 5 anos a oca combates, mostra-se requintada, cobrindoé erguida com varas, fechada e coberta também a testa, as faces e o nariz. Acom palhas ou folhas. Não recebe reparos pintura corporal é função feminina, a mulhere quando inabitável os ocupantes a pinta os corpos dos filhos e do marido.abandonam. Não possuem janelas, têm uma Assim como a pintura corporal a arteabertura em cada extremidade e em seu plumária serve para enfeites: mantos,interior não tem nenhuma parede ou divisão máscaras, cocares, e passam aos seusaparente. Vivem de modo harmonioso. portadores elegância e majestade.PINTURA CORPORAL E ARTE PLUMÁRIA Kaxinawá do Acre(COCARES) Esta é uma arte muito especial porque nãoPintam o corpo para enfeitá-lo e também está associada a nenhum fim utilitário, maspara defendê-lo contra o sol, os insetos e apenas a pura busca da beleza.os espíritos maus.E para revelar de quemse trata, como está se sentindo e o que A disposição e as cores das penas dopretende. As cores e os desenhos „falam‟, cocar não são aleatórias. Além de bonito,dão recados.Boa tinta, boa pintura, bom ele indica a posição de chefe dentro do grupodesenho garantem boa sorte na caça, na e simboliza a própria ordenação da vida emhttp://julirossi.blogspot.com.br/2011/01/arte-indigena.html Para enriquecer seu trabalho acesse
  4. 4. uma aldeia Kayapó. Em forma de arco, uma Cestosgrande roda a girar entre o presente e o Yanomamispassado. "É uma lógica de manutenção e Tudo isso sem perder a beleza e feito comnão de progresso", explica Luis Donisete muita perfeição.Grupioni. A aldeia também é disposta assim.Lá, cada um tem seu lugar e sua função A cerâmica destacou-se principalmentedeterminados. pela sua utilidade, buscando a sua forma, nas cores e na decoração exterior. O seuTRANÇADOS E CERÂMICA ponto alto ocorreu na ilha de Marajó.A variedade de plantas que são apropriadasao trançado no Brasil dá ao índio uma Cerâmica Kadiweuinesgotável fonte de matéria prima.É trançando que o índio constrói a suacasa e uma grande variedade de Cerâmica Macuxiutensílios, como cestos para uso doméstico,para transporte de alimentos e objetos COMO OS ÍNDIOS QUASEtrançados para ajudar no preparo de DESAPARECERAMalimentos (peneiras), armadilhas para caça epesca, abanos para aliviar o calor e avivar o O processo de colonização levou àfogo, objetos de adorno pessoal (cocares, extinção de muitas sociedades indígenastangas, pulseiras), redes para pescar e que viviam no território dominado, sejadormir, instrumentos musicais para uso em pela ação das armas seja pelo contágio derituais religiosos, etc.http://julirossi.blogspot.com.br/2011/01/arte-indigena.html Para enriquecer seu trabalho acesse
  5. 5. doenças trazidas dos países europeus origem do homem branco. O processo dopara as quais os índios não tinham colonizador do qual os índios brasileirosanticorpos ou ainda, pela aplicação de foram vítimas ocorreu assim: primeiro forampolíticas visando a "assimilação" dos cativados para o trabalho de exploração doíndios à nova sociedade implantada, com pau Brasil em troca de objetos que exerciamforte influencia européia. fascínio sobre eles; depois veio a escravização e a tentativa de fazê-losEmbora não se saiba exatamente quantas trabalhar na lavoura da cana de açúcar; suassociedades indígenas existissem no Brasil na terras foram sendo tomadas e os que não seépoca da chegada dos europeus, há submeteram ao colonizador e nãoestimativas sobre o número de habitantes conseguiram fugir Brasil adentro,morreramnativos naquele tempo que variam de 1 a 10 após lutar corajosamente pela sua terra emilhões de indivíduos. pela liberdade.Estes números nos dão uma idéia da imensa Os índios que conseguiram sobreviver eramquantidade de pessoas e sociedades descaracterizados pela catequese feita pelosindígenas inteiras exterminadas ao longo jesuítas e da própria convivência com odestes mais de 500 anos, como resultado de homem branco. Com isso muitos foramum processo de colonização baseado no uso perdendo sua identidade culturalda força, por meio das guerras e da substituindo suas crenças e costumespolítica de assimilação. pelos valores dosDa mesma que os brancos procuraram a colonizadores. Transformaram-se assim emexplicação para a origem dos índios estes seres marginalizados e explorados dentro datambém elaboraram explicação para a sociedade branca.http://julirossi.blogspot.com.br/2011/01/arte-indigena.html Para enriquecer seu trabalho acesse
  6. 6. http://julirossi.blogspot.com.br/2011/01/arte-indigena.html Para enriquecer seu trabalho acesse

×