VARANASI                                           por Matt GlassJá passaram mais de vinte e quatro horas desde         A ...
Ao longo de toda a margem do rio há ghats             que tinha sido pintado e vestido para representar(degraus que levam ...
VARANASI: A cidade da luz (continuação) como os razoavelmente vestidos, todos são             responder à chamada de Deus,...
jado por eles. Através das suas vidas e ministérios,        orámos especialmente por vários evangelistas queé evidente que...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Varanasi - a cidade da luz - Matt Glass

530 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
530
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
53
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Varanasi - a cidade da luz - Matt Glass

  1. 1. VARANASI por Matt GlassJá passaram mais de vinte e quatro horas desde A IDOLATRIA DE VARANASIque deixei os caminhos dos Himalaias para descer Cheguei a Varanasi no final da noite, depois deaté às planícies do rio Ganges. Deitado no meu uma viagem de vinte e sete horas de comboio. Aobeliche, no topo do comboio, com o suor a rolar- descer do comboio fui cumprimentado por doisme pela face, estava em oração, preparando-me a jovens que ajudam num orfanato, localizado namim mesmo para o meu destino. Estava a viajar propriedade da Igreja de Banaras. A cidade erapara Varanasi, em Uttar Pradesh, para ver o que chamada Banaras pelos mongóis que jáDeus estava a fazer no meio das trevas. No Novo governaram o Norte da Índia. Eles eram osTestamento vemos que, nas suas viagens invasores muçulmanos, cujos poderosos exércitosmissionárias, o apóstolo Paulo não era ingénuo varreram a Ásia Central, pelo vale do rio Indo atéacerca das trevas espirituais dos lugares para onde ao Norte da Índia. Nos tempos antigos, os hindusestava a levar o Evangelho. Em vez de ignorar os referiam-se à cidade como Kashi, que significaídolos que cativavam os corações dos seus “cidade de luz”, assim chamada porque osouvintes, Paulo observou (Atos 17:16) os meios sacerdotes brâmanes se juntavam ali para oferecersatânicos através dos quais os homens eram feitos pujas (ofertas) e procurar limparem-se do pecado.cegos e mantidos sem “ver a luz do evangelho da Mark Twain escreveu uma vez que “Banaras églória de Cristo” (II Coríntios 4:4). mais antiga do que a história, mais antiga do que a tradição, até mesmo mais antiga do que a lenda, ePara os seguidores de Jesus, a idolatria descarada é pareces duas vezes mais antiga do que todas estasuma das coisas mais horríveis que se pode ver. coisas juntas.” É a cidade mais antiga do mundo,Não admira que, em Atenas, diz que o espírito de que esteve continuamente habitada (já existiaPaulo “se comovia em si mesmo.” Como aqueles quando Nabucodonosor reinava na Babilónia), enos dias de Daniel, quando foi confrontado com a os hindus consideram o lugar mais sagrado naidolatria, ele permaneceu firme e não ficou parado. terra. Acreditam nisto porque todo o curso do rioAbriu a sua boca e proclamou as Boas Novas de Ganges corre de norte para sul, mas há uma porçãoum Messias crucificado e ressurreto. Também nos onde o rio se curva e flui para norte, antes denossos dias não há lugar para ignorarmos as voltar a virar para sul. É aí que está Varanasi.realidades inspiradas por demónios, que exercem Como centro do hinduísmo, também é o centro dainfluência sobre o mundo e que são tão claramente cultura indiana. Muitos poetas hindus encontraramvisíveis em lugares como Varanasi. Descobri na a sua inspiração aqui, nas margens do Ganges eminha própria vida que, quando confrontado com nas ruas apinhadas de Varanasi. Na cidade velha,estas realidades, como Paulo, o meu espírito se os sadhus (místicos homens “santos”), revestidoscomoveu em mim e o Espírito Santo colocou um de açafrão, meditam nas ruas, tentando de formapeso no meu coração. Este peso levou-me à ação e vã buscar paz através da introspeção. Algunsdespertou o meu desejo de ver Jesus Cristo ser andam até nus, como ato de penitência, pensandoadorado nos corações de todas as pessoas. que a grande vergonha expiará o seu pecado. HEARCRY MAGAZINE VOL 65
  2. 2. Ao longo de toda a margem do rio há ghats que tinha sido pintado e vestido para representar(degraus que levam até ao rio), onde as pessoas Krishna, uma das caprichosas mutações devêm e se banham, orando: “Oh santa mãe Ganges! Vishnu. Este menino, tal como as vacas brâmanesOh Yamuna! Oh Godavari! Saraswati! Oh e outras criaturas, é adorado e venerado pelasNarmada! Sindu! Kaveri! Que se agradem em ser pessoas que vivem na escuridão. Com corações emmanifestos nestas águas, com as quais me trevas, preferem manter rituais e tradições tolas dopurifico!” Isto, creem eles também, leva o seu que beber da verdadeira fonte de vida.pecado e mais de 40 000 almas vêm todos os diasfazer este ritual nas águas imundas do rio. Depoisde se banharem, muitos homens rapam a cabeçadeixando um pequeno pedaço de cabelo no topo dacabeça. Fazem isso crendo que, se morrerem, umdeus hindu agarrá-lo-á por esse pedaço de cabelo elevá-lo-á para a luz.Um dia, durante a minha visita, fui às margens doGanges com dois obreiros cristãos. Vimos corposmortos a serem queimados em tochas fúnebres, aolongo do rio. Para os hindus, quando isto é feitoem Varanasi, garante que se escapa do ciclo dareencarnação e se começa a luz. Então, as tochasardem a todas as horas do dia para acompanhar osmortos. Para ajudar ao bem-estar espiritual dosseus maridos mortos, muitas viúvas são deixadaspara vaguear e pedir nas ruas da cidade, gastandoo resto dos seus dias a “devotarem-se aos deuses.” A derradeira conclusão da depravação do homemElas juntam-se em ashrams (eremitérios) a cair é visível em todo o lado, infiltrando-se pelos porosaos pedaços, cantando sem parar: “Hare Krishna, da sociedade. Dei-me conta disto vez após vez;Hare Rama, Hare Krishna, Hare Rama...” Porque é uma vez entrámos numa bonita joalharia e estavaque fazem isto? Porque acreditam que, como uma enorme vaca brâmane sentada no meio doconsta dos escritos hindus, ao repetir os nomes das chão! Nunca tinha sido tão claro para mim que odivindades reverenciadas tornam-se santas e homem caído “mudou a verdade de Deus emacabam por ser guiadas até ao moksha – a luz. mentira e honrou e serviu mais a criatura do que o Criador” (ver Romanos 1:25). As palavras deAqui em Varanasi vejo profundos exemplos da Hudson Taylor, escritas numa das primeirastolice da religião feita por homens e inspirada por viagens evangelísticas à China depois de visitardemónios. Os templos hindus estão por todo o um mosteiro Budista, podiam ser perfeitamentelado e a cidade talvez esteja mais habitada por aplicadas ao Hinduísmo de Varanasi:ídolos do que por pessoas. Alguns destes ídolossão feitos de madeira e pedra, outros são criaturas “Aqui estavam tanto os ricos e estudados,vivas. Andando pelas estreitas passagens de um como os pobres e miseráveis,mercado, cruzei-me no caminho com um menino aqui tanto os que estão muito bem arranjados PARA QUE O NOME DE DEUS SEJA GRANDE ENTRE AS NAÇÕES
  3. 3. VARANASI: A cidade da luz (continuação) como os razoavelmente vestidos, todos são responder à chamada de Deus, e é o pastor há oito vítimas das mesmas superstições pagãs, servos anos. Os esforços evangelísticos da igreja levaram do mesmo mestre. Não poderia ser mais evidente ao surgimento de mais quatro igrejas na cidade, e de que esta idolatria aqui é um sistema vivo, são também uma grande ajuda e encorajamento florescendo, intocado pelos soldados da Cruz... para outros que trabalham com o mesmo fim. Ben Aqui só havia uma instituição, aglomerada criou uma relação próxima com muitos juntamente com os sacerdotes e com aqueles que semeadores de igrejas que trabalham em Varanasi estão a ser treinados para o ser, os seus ídolos e nas aldeias próximas. Olham para ele como um são contados aos milhares... todos ricamente líder e os seus dons são muito visíveis, enquanto pintados, tal como todas as partes do os orienta e serve da forma possível. estabelecimento, e dourando em abundância sobre eles. Nada era omitido e nenhuma despesa Deus também ajudou Ben e a sua esposa a dispensava que o olho pudesse ser atraído e o estabelecer um orfanato. Cerca de vinte crianças que contempla fosse cativado, e para os vivem no espaço que pertence à igreja e em milhares presentes, sem dúvida, o ritual idólatra qualquer altura que se visite, há uma constante era do tipo mais imponente...” (pp. 284-85, atividade, com crianças e obreiros para trás e para Hudson Taylor in Early Years: the Growth of a a frente. Também há jovens do ensino secundário Soul). que vivem no orfanato. São estudantes que não teriam possibilidades de o fazer noutras escolas, então a igreja está a tentar ajudá-los a conseguirem um diploma, enquanto lhes falam do Evangelho. Este aspeto do ministério pode, por vezes, ser muito difícil e pesado. Muitos estudantes têm antecedentes problemáticos e tendem a rejeitar a autoridade. Enquanto lá estive recebemos a notícia de que um dos estudantes tinha fugido e claramente isso causou muita dor. Uma das grandes necessidades físicas, comum a muitos na Índia, é água limpa e potável. Isto é especialmente verdade para os cristãos. Por causa da sua fé em Cristo, muitas vezes são excluídos daA ESPERANÇA DE VARANASI partilha das fontes de água limpa dos hindus.O meu primeiro objetivo em visitar esta cidade, Portanto, têm que ficar com a água quecontudo, não era ver a sua idolatria, mas sim o que encontrarem, que a maioria das vezes está imundaDeus estava a fazer. Embora as trevas deste lugar e poluída com doenças, com bactérias e amebas.possam ser opressivas, já não é verdade que o Para ajudar os crentes em Varanasi a conseguiremsistema vivo de idolatria da cidade esteja intocado água potável, Ben criou uma iniciativa para cavarpelos soldados da Cruz. Deus não Se deixou sem poços. A maioria das escavações é feita em áreasuma testemunha da verdadeira Luz. das aldeias onde o suprimento de água é mais limitado e onde a perseguição aos cristãos é maior.No início dos anos 60 do século passado, o Isto tem sido uma grande bênção para milhares deprimeiro missionário nativo viajou de Kerala, no cristãos, que antes tinham que lidar comSul da Índia, para semear igrejas em Varanasi. constantes doenças. É uma tangível demonstraçãoDepois de Deus o curar miraculosamente e salvar do amor de Cristo e uma tangível demonstração dea sua vida, ele deixou o seu emprego secular e amor a Cristo: “Porque tive fome, e destes-me deentregou o resto da sua vida para semear e comer; tive sede, e destes-me de beber...” (Mateuspastorear a Igreja de Banaras. Era um discípulo de 25:35).Bakht Singh e em várias ocasiões hospedou oplantador de igrejas itinerante na sua própria casa. Este ano, a HeartCry começou a acompanhar aAntes da sua morte, na década de 2000, o seu filho Igreja de Banaras, para apoiar os plantadores deBen voltou do Ocidente para tomar conta das igrejas que eles servem. Em duas viagens distintastarefas pastorais que o seu pai já não era capaz de a Varanasi, tive oportunidade de passar tempo acumprir. Tal como o pai tinha feito antes, ele conhecer estes homens e a ver a obra que Deustambém deixou um trabalho secular bem pago para está a fazer neles e através deles. Fui muito encora- HEARCRY MAGAZINE VOL 65
  4. 4. jado por eles. Através das suas vidas e ministérios, orámos especialmente por vários evangelistas queé evidente que Deus está a trabalhar nos corações eram parte da igreja. São essencialmente aquelesdos descrentes “para lhes abrir os olhos, e das que estão lá fora na comunidade a partilhartrevas os converter à luz, e do poder de Satanás a constantemente o Evangelho, tanto com hindusDeus” (ver Atos 26:18). O que Deus fez entre os como com muçulmanos. Durante a reunião,tessalonicenses, continua a fazer hoje (I enquanto eu estava sentado na frente, a ver todasTessalonicenses 1:9). as pessoas a adorar o Senhor, os meus olhos fixaram-se nas crianças, cantando acerca de Cristo.Eles contaram-me histórias acerca da dificuldade Pensei comigo: “Estas são crianças que vãoda vida missionária no coração do “cemitério de crescer, não ouvindo as vãs superstições dos seusmissionários.” Muitas das suas histórias soam ancestrais, mas acerca da obra da redenção quecomo se estivessem a falar de um semeador de Jesus Cristo efetuou.”igrejas em qualquer outro lado – co-obreiros quecaíram na fé, falta de pureza e santidade nas vidasde muitos que professaram Cristo. Mas tambémcontaram da dificuldade causada pelasidiossincrasias do local onde estão a trabalhar –fugir dos hindus fanáticos que lhes tinham batido eestavam a tentar matá-los, falar do julgamento deDeus e da obra de Cristo a um hindu que apontavauma arma à cabeça de um missionário. E falaram-me de luta, não contra a carne e o sangue, mascontra as forças espirituais do mal nos lugarescelestiais. A opressão demoníaca é muito real nolocal onde eles trabalham. A maioria que vem aVaranasi para plantar a Igreja de Cristo encontramataque demoníacos intensos. Um irmão contou Varanasi é um lugar de trevas. Mas pode dizer-se,acerca encontros repetidos com coisas demoníacas tanto aqui como em qualquer lugar desta terraquando chegou, há quase dez anos atrás. De início, onde Cristo é verdadeiramente adorado: a Luza sua força vacilou e ele quis fugir e esquecer-se brilha nas trevas, e as trevas não a podem apagar.de Varanasi. Mas o Senhor fortaleceu-o e Por isso deixei a cidade muito encorajado e cheiocapacitou-o a perseverar em tudo isso. Agora os de gozo. A Igreja triunfante continua a marchar eataques são muito raros. dar testemunho do amor de Deus em Cristo Jesus, nosso Senhor!Apesar de toda a idolatria que eu vi, à medida quepassava tempo com estes homens, as trevas de “Tem compaixão das nações, oh Deus nosso,Varanasi esmoreciam. O que mais marcou a minha Constrange a terra para que venha;mente e coração não foi a perversão do local, mas Envia a Tua vitoriosa Palavrao triunfo do Evangelho. O poder de Cristo para e traz de volta os estrangeiros.transformar estava escrito nas suas faces e Desejamos ver as tuas igrejas cheias,evidente nas histórias que contavam acerca da que toda a raça escolhidaobra de Deus. Um dia fomos à reunião de possa a uma só voz e coração e almadedicação do edifício de uma das igrejas. Durou cantar da tua graça redentora.”cerca de quatro horas. Muitas pessoas cantaram eoraram durante horas, alguns com as lágrimas a Leiam o testemunho do pastor M. Paul nocorrer pelas faces enquanto cantavam acerca do Missionário em Foco, na página 22. Ele é um dosmaravilhoso amor de Jesus. Também homens que trabalha em Varanasi.© HeartCry Missionary Society. Website: www.heartcrymissionary.comOriginal: Matt Glass; HeartCry Magazine – Jul-Set 2010, nº65, “Varanasi, the city of light”, usado com permissão.Tradução e adaptação: www.material-cristao.webnode.pt

×