SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
• No sistema feudal, a condição social era
irreversível, ou seja, o indivíduo que nasciam
servos morriam servos, o mesmo valia para
as famílias dos senhores feudais.
• Sendo assim, a sociedade feudal era
formada por estamentos básicos:
• Senhores: era a classe formada pelos
senhores feudais, que eram os proprietários
do feudo. Tinha poder sobre os servos, além
de grande influência política local.
• Servos: são os trabalhadores do feudo que
ficavam presos às suas terras recebendo
proteção dos senhores e direito de
utilização de terras férteis. Eram totalmente
dependentes dos senhores feudais.
Com as mudanças de paradigmas e com
diversos acontecimentos históricos, culturais,
políticos e sociais, o sistema feudal entrou em
declínio a partir do século XI.
• Crescimento Demográfico
• Revolução Burguesa
• Peste Negra
• Renascimento
O renascimento comercial favoreceu as
trocas comerciais, aumentando a economia
e gerando o sistema capitalista
• Teve origem na Europa, nos séculos XV e XVI, e
se expandiu para outros lugares do mundo
(Ásia, África, América, Oceania), que estavam
sendo incorporados à economia mundial.
• Evolução do capitalismo:
- 1ª fase: Capitalismo Comercial ou pré-
capitalismo
- 2ª fase: Capitalismo industrial
- 3ª fase: Capitalismo Financeiro ou Monopolista
• Tem como principal objetivo o lucro.
• Baseia-se na propriedade privada dos
meios de produção.
• Tem no dinheiro ou seus similares (cartões
de crédito, cheques) o seu principal meio
de troca.
• Funciona conforme a lei da oferta e
procura – economia de mercado.
• Nas relações de trabalho predomina o
trabalho assalariado. O trabalhador
“vende” seu trabalho para os donos dos
meios de produção.
• A sociedade é baseada na divisão de
classes.
 Período das Grandes Navegações.
 Pacto Colonial.
 Mercantilismo.
 Estende-se do século XVIII ao XX.
 Marcado pela:
- Primeira e Segunda Revolução Industrial.
- Partilha da África e da Ásia – Imperialismo.
 O “trabalho” tornou-se mercadoria. Força de
trabalho.
 As colônias tornaram-se
 independentes
 e industrializadas.
 Foi um conjunto de mudanças que aconteceram na
Europa nos séculos XVIII e XIX.
 A principal particularidade dessa revolução foi a
substituição do trabalho artesanal pelo assalariado e com
o uso das máquinas. (a máquina de fiar, o tear mecânico,
a máquina a vapor)
 Teve início na Inglaterra, porém em poucas décadas,
espalhou-se pela Europa e chegou à América, mais
precisamente, aos Estados Unidos
 É considerada um divisor de águas na história da
humanidade.
 Impulsionou fortemente o crescimento econômico nos
sistemas capitalistas.
 Entre 1850 e 1950, a busca por descobertas e invenções
foi longa, o que representou maior conforto para o ser
humano, bem como a dependência dos países que não
realizaram a revolução científica e tecnológica ou
industrial.
 A descoberta e o aproveitamento de novas fontes de
energia - o petróleo, a água, o urânio.
 A produção foi ampliada passando-se a produzir artigos
em série
 Os operários montavam os carros com as peças que
chegavam em suas mãos em outra esteira. Esse método
de racionalização de produção foi chamado
de fordismo.
 Essa forma de produção integrada as teorias do
engenheiro norte americano Frederick Taylor,
o taylorismo, que visava o aumento da produtividade,
controlando os movimentos das máquinas e dos homens
no processo de produção.
 A Terceira Revolução Industrial ganhou destaque a partir dos avanços
tecnológicos e científicos na indústria, mas também abrange progressos na
agricultura, na pecuária, no comércio e na prestação de serviços.
 Enfim, todos os setores da economia se beneficiaram com as novas
conquistas produzidas através de grandes investimentos empregados nos
centros de pesquisas dos países desenvolvidos.
 A globalização foi um fator importante para auxiliar na produção e nas
relações comerciais entre diversos países do mundo.
 Uso de tecnologia e do sistema informático na produção industrial
 Aceleração da economia capitalista e geração de emprego
 Chamada produção enxuta ou Toyotismo - ganha cada vez mais espaço
 Conquista espacial, com a descida do homem na Lua, foguetes, estações
espaciais, ônibus, satélites artificiais, sondas para estudo de planetas e
satélites.
 INDUSTRIALIZAÇÃO CLÁSSICA
Ocorreu nos países desenvolvidos, acontecendo primeiramente na Inglaterra, na
segunda metade do século XVIII.
 INDUSTRIALIZAÇÃO PLANIFICADA
Esse tipo de industrialização ocorreu ao longo do século XX e praticamente não existe mais.
Iniciou-se após o surgimento da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS)
 INDUSTRIALIZAÇÃO TARDIA OU PERIFÉRICA
Encontra-se em curso em muitos países e é predominante em economias subdesenvolvidas
ou emergentes.
Qual a principal fonte de energia utilizada
durante a primeira revolução industrial?
a) Petróleo
b) Água
c) Carvão
d) Uranio
e) fogo
c) Carvão
Oque é capitalismo?
a) Sistema econômico, ditatorial
b) Plano econômico, conservador
c) Sistema econômico igualitário
d) Liberal, sem inversão do governo, lei da oferta e
procura
e) Condição social é irreversível, ou seja, o indivíduo que
nasce e morre na mesma classe social
d) Liberal, sem inversão do governo, lei da oferta e
procura
Enfim, todos os setores da economia se
beneficiaram com as novas conquistas
produzidas através de grandes investimentos
empregados nos centros de pesquisas dos
países desenvolvidos. Esse texto remete a(o):
a) Primeira Revolução industrial
b) Capitalismo
c) Segunda Revolução
d) Capitalismo Industrial
e) Terceira Revolução industriale) Terceira Revolução industrial

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A formação da terra
A formação da terraA formação da terra
A formação da terra
Professor
 
Conceitos demográficos
Conceitos demográficosConceitos demográficos
Conceitos demográficos
Professor
 
Urbanização, rede urbana e metrópoles
Urbanização, rede urbana e metrópolesUrbanização, rede urbana e metrópoles
Urbanização, rede urbana e metrópoles
Professor
 
Geografia a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...
Geografia   a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...Geografia   a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...
Geografia a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...
Gustavo Soares
 
Industrialização brasil
Industrialização brasilIndustrialização brasil
Industrialização brasil
edsonluz
 

Mais procurados (20)

Aula revolução industrial
Aula revolução industrialAula revolução industrial
Aula revolução industrial
 
Idh
IdhIdh
Idh
 
A formação da terra
A formação da terraA formação da terra
A formação da terra
 
Dit divisão internacional do trabalho.
Dit divisão internacional do trabalho.Dit divisão internacional do trabalho.
Dit divisão internacional do trabalho.
 
Conceitos demográficos
Conceitos demográficosConceitos demográficos
Conceitos demográficos
 
Setores da economia
Setores da economiaSetores da economia
Setores da economia
 
Socialismo
SocialismoSocialismo
Socialismo
 
Urbanização, rede urbana e metrópoles
Urbanização, rede urbana e metrópolesUrbanização, rede urbana e metrópoles
Urbanização, rede urbana e metrópoles
 
Aula 3 - fluxos migratórios
Aula 3 -  fluxos migratóriosAula 3 -  fluxos migratórios
Aula 3 - fluxos migratórios
 
Do meio natural ao meio técnico científico informacional
Do meio natural ao meio técnico científico informacionalDo meio natural ao meio técnico científico informacional
Do meio natural ao meio técnico científico informacional
 
Geografia a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...
Geografia   a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...Geografia   a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...
Geografia a evolucao da dit (divisao internacional do trabalho) do colonial...
 
Industrialização brasil
Industrialização brasilIndustrialização brasil
Industrialização brasil
 
Cidades
CidadesCidades
Cidades
 
Nova ordem mundial.
Nova ordem mundial.Nova ordem mundial.
Nova ordem mundial.
 
O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASIL
O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASILO PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASIL
O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASIL
 
Fuso Horário
Fuso HorárioFuso Horário
Fuso Horário
 
População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
 
Agricultura mundial
Agricultura mundialAgricultura mundial
Agricultura mundial
 
Urbanização brasileira
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileira
 
Migrações
MigraçõesMigrações
Migrações
 

Semelhante a Revolução Industrial e o Espaço Geografico

CAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdf
CAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdfCAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdf
CAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdf
MARCELACARNEIROGOMES
 
7880listadeexercícios3°anojaneiro2018postadoem05.fev.pdf
7880listadeexercícios3°anojaneiro2018postadoem05.fev.pdf7880listadeexercícios3°anojaneiro2018postadoem05.fev.pdf
7880listadeexercícios3°anojaneiro2018postadoem05.fev.pdf
Anderson Torres Pereira
 
1ª Revolução Industrial
1ª Revolução Industrial1ª Revolução Industrial
1ª Revolução Industrial
Laerciolns12
 
A civilização industrial no século XIX
A civilização industrial no século XIXA civilização industrial no século XIX
A civilização industrial no século XIX
BeatrizMarques25
 
Revolucao industrial editado 2
Revolucao industrial editado 2Revolucao industrial editado 2
Revolucao industrial editado 2
Carla Prestes
 
Texto escolar3anoconstrucaoespacomundialnumaperspectivacapitalismo
Texto escolar3anoconstrucaoespacomundialnumaperspectivacapitalismoTexto escolar3anoconstrucaoespacomundialnumaperspectivacapitalismo
Texto escolar3anoconstrucaoespacomundialnumaperspectivacapitalismo
echechurry
 
O imperialismo na Ásia e na África
O imperialismo na Ásia e na ÁfricaO imperialismo na Ásia e na África
O imperialismo na Ásia e na África
Patrícia Sanches
 

Semelhante a Revolução Industrial e o Espaço Geografico (20)

CAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdf
CAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdfCAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdf
CAPITALISMO, RIQUEZA E POBRREZA - EJA INICIAL.pdf
 
Riqueza x Pobreza
Riqueza x PobrezaRiqueza x Pobreza
Riqueza x Pobreza
 
7880listadeexercícios3°anojaneiro2018postadoem05.fev.pdf
7880listadeexercícios3°anojaneiro2018postadoem05.fev.pdf7880listadeexercícios3°anojaneiro2018postadoem05.fev.pdf
7880listadeexercícios3°anojaneiro2018postadoem05.fev.pdf
 
Seminário de historia 2ª Revolução industrial
Seminário de historia  2ª Revolução industrial Seminário de historia  2ª Revolução industrial
Seminário de historia 2ª Revolução industrial
 
1ª Revolução Industrial
1ª Revolução Industrial1ª Revolução Industrial
1ª Revolução Industrial
 
A civilização industrial no século XIX
A civilização industrial no século XIXA civilização industrial no século XIX
A civilização industrial no século XIX
 
Tema h1 1ª parte
Tema h1   1ª parteTema h1   1ª parte
Tema h1 1ª parte
 
Capitalismo
CapitalismoCapitalismo
Capitalismo
 
O IMPERIALISMO
O IMPERIALISMOO IMPERIALISMO
O IMPERIALISMO
 
Regionalização Mundial por Desenvolvimento (IDH)
Regionalização Mundial por Desenvolvimento (IDH)Regionalização Mundial por Desenvolvimento (IDH)
Regionalização Mundial por Desenvolvimento (IDH)
 
RevoluçAo Industrial
RevoluçAo IndustrialRevoluçAo Industrial
RevoluçAo Industrial
 
História 9ºano
História 9ºanoHistória 9ºano
História 9ºano
 
Revolucao industrial editado 2
Revolucao industrial editado 2Revolucao industrial editado 2
Revolucao industrial editado 2
 
A Cultura do Salão: tempo, espaço e local
A Cultura do Salão: tempo, espaço e localA Cultura do Salão: tempo, espaço e local
A Cultura do Salão: tempo, espaço e local
 
revolução industrial
revolução industrialrevolução industrial
revolução industrial
 
Texto escolar3anoconstrucaoespacomundialnumaperspectivacapitalismo
Texto escolar3anoconstrucaoespacomundialnumaperspectivacapitalismoTexto escolar3anoconstrucaoespacomundialnumaperspectivacapitalismo
Texto escolar3anoconstrucaoespacomundialnumaperspectivacapitalismo
 
Capitalismo: fases e teorias políticas 2014
Capitalismo: fases e teorias políticas 2014Capitalismo: fases e teorias políticas 2014
Capitalismo: fases e teorias políticas 2014
 
Oimperialismonasiaenafrica
Oimperialismonasiaenafrica Oimperialismonasiaenafrica
Oimperialismonasiaenafrica
 
O imperialismo na Ásia e na África
O imperialismo na Ásia e na ÁfricaO imperialismo na Ásia e na África
O imperialismo na Ásia e na África
 
Industrialização - Revoluções.ppt
Industrialização - Revoluções.pptIndustrialização - Revoluções.ppt
Industrialização - Revoluções.ppt
 

Mais de Gabriel Siqueira (6)

Era vargas
Era vargasEra vargas
Era vargas
 
Presidente Artur Costa e Silva
Presidente Artur Costa e SilvaPresidente Artur Costa e Silva
Presidente Artur Costa e Silva
 
Química - Substâncias e Misturas da Natureza
Química - Substâncias e Misturas da NaturezaQuímica - Substâncias e Misturas da Natureza
Química - Substâncias e Misturas da Natureza
 
Resumo do Livro Vidas Secas
Resumo do Livro Vidas Secas Resumo do Livro Vidas Secas
Resumo do Livro Vidas Secas
 
Resumo Eletrodinâmica
Resumo EletrodinâmicaResumo Eletrodinâmica
Resumo Eletrodinâmica
 
William Shakespeare
William ShakespeareWilliam Shakespeare
William Shakespeare
 

Último

Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
GisellySobral
 

Último (20)

UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 

Revolução Industrial e o Espaço Geografico

  • 1.
  • 2. • No sistema feudal, a condição social era irreversível, ou seja, o indivíduo que nasciam servos morriam servos, o mesmo valia para as famílias dos senhores feudais. • Sendo assim, a sociedade feudal era formada por estamentos básicos: • Senhores: era a classe formada pelos senhores feudais, que eram os proprietários do feudo. Tinha poder sobre os servos, além de grande influência política local. • Servos: são os trabalhadores do feudo que ficavam presos às suas terras recebendo proteção dos senhores e direito de utilização de terras férteis. Eram totalmente dependentes dos senhores feudais.
  • 3. Com as mudanças de paradigmas e com diversos acontecimentos históricos, culturais, políticos e sociais, o sistema feudal entrou em declínio a partir do século XI. • Crescimento Demográfico • Revolução Burguesa • Peste Negra • Renascimento O renascimento comercial favoreceu as trocas comerciais, aumentando a economia e gerando o sistema capitalista
  • 4. • Teve origem na Europa, nos séculos XV e XVI, e se expandiu para outros lugares do mundo (Ásia, África, América, Oceania), que estavam sendo incorporados à economia mundial. • Evolução do capitalismo: - 1ª fase: Capitalismo Comercial ou pré- capitalismo - 2ª fase: Capitalismo industrial - 3ª fase: Capitalismo Financeiro ou Monopolista
  • 5. • Tem como principal objetivo o lucro. • Baseia-se na propriedade privada dos meios de produção. • Tem no dinheiro ou seus similares (cartões de crédito, cheques) o seu principal meio de troca. • Funciona conforme a lei da oferta e procura – economia de mercado. • Nas relações de trabalho predomina o trabalho assalariado. O trabalhador “vende” seu trabalho para os donos dos meios de produção. • A sociedade é baseada na divisão de classes.
  • 6.  Período das Grandes Navegações.  Pacto Colonial.  Mercantilismo.
  • 7.
  • 8.  Estende-se do século XVIII ao XX.  Marcado pela: - Primeira e Segunda Revolução Industrial. - Partilha da África e da Ásia – Imperialismo.  O “trabalho” tornou-se mercadoria. Força de trabalho.  As colônias tornaram-se  independentes  e industrializadas.
  • 9.  Foi um conjunto de mudanças que aconteceram na Europa nos séculos XVIII e XIX.  A principal particularidade dessa revolução foi a substituição do trabalho artesanal pelo assalariado e com o uso das máquinas. (a máquina de fiar, o tear mecânico, a máquina a vapor)  Teve início na Inglaterra, porém em poucas décadas, espalhou-se pela Europa e chegou à América, mais precisamente, aos Estados Unidos  É considerada um divisor de águas na história da humanidade.  Impulsionou fortemente o crescimento econômico nos sistemas capitalistas.
  • 10.  Entre 1850 e 1950, a busca por descobertas e invenções foi longa, o que representou maior conforto para o ser humano, bem como a dependência dos países que não realizaram a revolução científica e tecnológica ou industrial.  A descoberta e o aproveitamento de novas fontes de energia - o petróleo, a água, o urânio.  A produção foi ampliada passando-se a produzir artigos em série  Os operários montavam os carros com as peças que chegavam em suas mãos em outra esteira. Esse método de racionalização de produção foi chamado de fordismo.  Essa forma de produção integrada as teorias do engenheiro norte americano Frederick Taylor, o taylorismo, que visava o aumento da produtividade, controlando os movimentos das máquinas e dos homens no processo de produção.
  • 11.  A Terceira Revolução Industrial ganhou destaque a partir dos avanços tecnológicos e científicos na indústria, mas também abrange progressos na agricultura, na pecuária, no comércio e na prestação de serviços.  Enfim, todos os setores da economia se beneficiaram com as novas conquistas produzidas através de grandes investimentos empregados nos centros de pesquisas dos países desenvolvidos.  A globalização foi um fator importante para auxiliar na produção e nas relações comerciais entre diversos países do mundo.  Uso de tecnologia e do sistema informático na produção industrial  Aceleração da economia capitalista e geração de emprego  Chamada produção enxuta ou Toyotismo - ganha cada vez mais espaço  Conquista espacial, com a descida do homem na Lua, foguetes, estações espaciais, ônibus, satélites artificiais, sondas para estudo de planetas e satélites.
  • 12.  INDUSTRIALIZAÇÃO CLÁSSICA Ocorreu nos países desenvolvidos, acontecendo primeiramente na Inglaterra, na segunda metade do século XVIII.  INDUSTRIALIZAÇÃO PLANIFICADA Esse tipo de industrialização ocorreu ao longo do século XX e praticamente não existe mais. Iniciou-se após o surgimento da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS)  INDUSTRIALIZAÇÃO TARDIA OU PERIFÉRICA Encontra-se em curso em muitos países e é predominante em economias subdesenvolvidas ou emergentes.
  • 13.
  • 14.
  • 15. Qual a principal fonte de energia utilizada durante a primeira revolução industrial? a) Petróleo b) Água c) Carvão d) Uranio e) fogo c) Carvão
  • 16. Oque é capitalismo? a) Sistema econômico, ditatorial b) Plano econômico, conservador c) Sistema econômico igualitário d) Liberal, sem inversão do governo, lei da oferta e procura e) Condição social é irreversível, ou seja, o indivíduo que nasce e morre na mesma classe social d) Liberal, sem inversão do governo, lei da oferta e procura
  • 17. Enfim, todos os setores da economia se beneficiaram com as novas conquistas produzidas através de grandes investimentos empregados nos centros de pesquisas dos países desenvolvidos. Esse texto remete a(o): a) Primeira Revolução industrial b) Capitalismo c) Segunda Revolução d) Capitalismo Industrial e) Terceira Revolução industriale) Terceira Revolução industrial