Seguidor x discípulo

270 visualizações

Publicada em

Formação

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
270
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seguidor x discípulo

  1. 1. Francegildo Sérgio SEGUIDOR X DISCÍPULO A diferença entre seguidor e discípulo Texto: Mateus 10:1-4 e Lucas 14: 26-27-33 Um discípulo é alguém que crê em tudo que o seu mestre diz, e faz tudo que ele manda; discípulo é aquele que aprende com um mestre e imita o mestre. O nosso mestre é Cristo (Mateus 11:29 e I Pedro 2:21). Já seguidor = acompanhante, observador. Todo discípulo é um seguidor, mas nem todo seguidor é um discípulo. Sabe por quê? O seguidor espera pães e peixes; o discípulo é um pescador. O seguidor luta por crescer; o discípulo luta para reproduzir-se. O seguidor se ganha; o discípulo se faz. O seguidor depende dos afagos de seu pastor; o discípulo está determinado a servir a Deus. O seguidor gosta de elogios; o discípulo do sacrifício vivo. O seguidor entrega parte de suas finanças; o discípulo entrega toda a sua vida. O seguidor cai facilmente na rotina; o discípulo é um revolucionário. O seguidor precisa ser sempre estimulado; o discípulo procura estimular os outros. O seguidor espera que alguém lhe diga o que fazer; o discípulo é solícito em assumir responsabilidades. O seguidor reclama e murmura; o discípulo obedece e nega-se a si mesmo. O seguidor é condicionado pelas circunstâncias; o discípulo as aproveita para exercer a sua fé. O seguidor exige que os outros o visitem; o discípulo visita. O seguidor busca na Palavra promessas para a sua vida; o discípulo busca vida para receber as promessas da Palavra. O seguidor pensa em si mesmo; o discípulo pensa nos outros. O seguidor se senta para adorar; o discípulo anda adorando. O seguidor pertence a uma instituição; o discípulo é uma instituição em si mesmo. O seguidor vale porque soma; o discípulo vale porque multiplica. Os seguidores aumentam a comunidade; os discípulos aumentam as comunidades.
  2. 2. Francegildo Sérgio Os seguidores foram transformados pelo mundo; os discípulos transformaram, transformam e transformarão o mundo. Os seguidores esperam milagres; os discípulos os fazem. O seguidor velho é problema para a igreja; o discípulo idoso é problema para o reino das trevas. O seguidor cuida das estacas de sua tenda; o discípulo desbrava e aumenta o seu território. O seguidor sonha com a igreja ideal; o discípulo se entrega para fazer uma igreja real. A meta do seguidor é ir para o Céu; a meta do discípulo é ganhar almas para povoar o Céu. O seguidor necessita de festas para estar alegre; o discípulo vive em festa porque é alegre. O seguidor espera um Avivamento; O discípulo é parte dele. Ao seguidor se promete uma almofada; ao discípulo se entrega uma cruz. O seguidor é sócio; o discípulo é servo. O seguidor responde "talvez..."; o discípulo responde "Eis-me aqui". O seguidor espera recompensa para dar; o discípulo é recompensado porque dá. O seguidor pede que os outros orem por ele; o discípulo ora pelos outros. O seguidor procura conselhos dos outros para tomar uma decisão; o discípulo ora a Deus, lê a Palavra e em fé toma a decisão. O seguidor espera que o mundo melhore; o discípulo sabe que não é deste mundo e espera o encontro com seu Senhor. Definições do que é um seguidor: Seguidor é aquele que apenas segue o ritmo ou o caminhar daquele que está liderando, mas não influi em nada, não faz a diferença. Seguidor é aquele que vai a igreja e só esquenta o banco, só vai pra reparar como os outros estão vestidos, o que os outros estão fazendo, o que os outros fazem ou deixam de fazer. Seguidor é aquele que só vai a igreja pra falar mal dos outros, e quando sai da igreja sai brigando com a família, sai falando mal do Padre por que a mensagem da pregação não foi pra ele, que o Padre não tem unção, não sabe pregar. Seguidor é aquele que ouve a pregação e diz que aquilo que foi falado não foi pra ele e sim pro irmão do lado. Que não sente mais a presença de Deus em sua vida, na igreja e na sua casa. Seguidor é aquele que dizque não vai mais a igreja porque está desanimado, pois não vê resultados, que desiste facilmente de caminhar com o seu Senhor.
  3. 3. Francegildo Sérgio Qualidades do verdadeiro discípulo: 1 - Ama a Deus sobre todas as demais coisas (Lucas 14:25-27 e Deuteronômio 6:5) 2 - Renuncia as próprias vontades e desejos para fazer a vontade de Deus (Lucas 14:33 e Mateus 16:24) 3 - É humilde (Mateus 18:2-4) 4 - É perseverante (João 6:66) 5 - Pratica a Palavra de Cristo (João 8:31) 6 - Produtividade (frutos) (João 15:8) 7 - Ama a todos como Jesus amou (João 13:34-35) 8 - Obedece a Cristo (2 Coríntios 10:5) 9 - Obedece ao líder da Igreja (Hebreus 13:17) 10 - Tem esperança (Hebreus 10:23 e Filipenses 3:20) 11 - É prudente (Mateus 10:16 e Efésios 5:15) 12 - Aceita repreensão quando erra (Lucas 9:54-56 e Provérbios 13:18) A ESTRATÉGIA DE JESUS PELO TRABALHO DE DISCIPULADO foi dedicar-se à preparação de um pequeno grupo de discípulos(as), sem negligenciar as multidões (em nenhum momento deixou de ter contato com elas). 1 - Seleção - Jesus seleciona um grupo de discípulos (Lc 6:13; Jo 15:16); 2 - Treinamento - Jesus ensina e capacita o grupo para ser um grupo que pensa, discerne, sirva, ame e atue à frente do ministério de anunciar o Reino (Jo 11:54; Lc 8:10). 3 - Associação - Jesus assume e fica com o grupo. Jesus é parte do grupo (Mt 28:20; Jo 15:12); 4 - Consagração - Jesus exige uma opção dos discípulos pelo Reino e, por conseguinte, obediência à sua orientação (Mt 11:29); 5 - Partilha - Jesus reparte sua palavra, seu ministério, sua autoridade e até mesmo sua própria vida e o seu poder (Jo 15:13-15; Jo 20:22); 6 - Demonstração - Jesus ensina aos discípulos não apenas com palavras, mas com sua própria vida. Jesus lhes ensina o que fazer, mas também como viver (Jo 13:15; Jo 13:34; Jo 14:21);
  4. 4. Francegildo Sérgio 7 - Delegação de Tarefas - Jesus queria que os discípulos aprendessem com Ele e pudessem executar tarefas por ele delegadas: “vos farei pescadores de homens” (Mt 4:19); 8 - Acompanhamento, supervisão e avaliação - Jesus acompanha os discípulos em seu aprendizado e experiências (Mc 6:30; Lc 9:10). Jesus supervisiona e tem o controle das tarefas (Mc 8:17). Jesus continuamente revisa o que ensinou e dá demonstrações contínuas do que ensina (Mc 9:17-29; Mt 17:14-20; Lc 9:37-43); 9 - Multiplicação - Jesus ensina os discípulos a crescerem sempre e a serem discípulos que fazem discípulos (Jo 15:8; Jo 15:16; Mt 28:18-20).

×