SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
ASCARIDÍASE
ASCARIDÍASE
• É uma verminose causada por um parasita chamado Ascaris
lumbricoides.
• É a verminose intestinal humana mais disseminada no mundo.
• A contaminação acontece ocorre quando há ingestão dos ovos
infectados do parasita, que podem ser encontrados no solo,
água ou alimentos contaminados por fezes humanas.
• O único reservatório é o homem.
MORFOLOGIA
• O verme macho adulto mede aproximadamente 15-30 cm de comprimento
• A fêmea mede aproximadamente 35-40 cm de comprimento.
Os ovos são arredondados ou ovais, de coloração marrom, pois
absorvem pigmentos biliares das fezes.
Os vermes vivem no intestino por cerca de seis meses e põem em
média cerca de 200 mil ovos.
CICLO DA ASCARIDÍASE
SINAIS E SINTOMAS
Uma vez no intestino, é fácil detectar pois há:
• Diarreia com secreção
• Dores abdominais
• Vomito
O parasita consome grande quantidade de
proteína e carboidratos, por isso, a grande
perda de peso é visível
SINAIS E SINTOMAS
O hospedeiro normalmente se encontra no intestino ou no
pulmão
• Nos pulmões, é conhecido como Síndrome de Loeffler
Os ovos dos parasitas eclodem no trato gastrointestinal,
penetrando na parede do intestino delgado e alcançam os
vasos linfáticos, são levados diretamente para a circulação
pulmonar, acomodando-se nos capilares pulmonares
SINAIS E SINTOMAS
Uma vez no intestino o parasita passa para sua forma adulta,
causando:
• Hemorragia das paredes alveolares
• Tosse espasmódica
São os vermes adultos os responsáveis pelos sintomas
DIAGNÓSTICOS
Para o diagnostico é preciso:
• Examinar as fezes
• Em casos de eliminação de vermes pela boca ou
fezes, deve ser recolhido para conhecimento
médico
• Em casos extremos, quando o parasita encontra-se
em outras partes do corpo, devera ser feito raio X
TRATAMENTO
• Medicamentos antiparasitários, por via oral (durante 1 a 3 dias)
TRATAMENTO
• É necessário fazer a cirurgia para
retirada dos vermes (e corrigir as lesões)
TRATAMENTO
• Retirada do verme na vesícula biliar • Retirada do verme no intestino
PROFILAXIA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Ascaris lumbricoides
Ascaris lumbricoidesAscaris lumbricoides
Ascaris lumbricoides
 
Parasitologia - Giardia lamblia
Parasitologia - Giardia lambliaParasitologia - Giardia lamblia
Parasitologia - Giardia lamblia
 
Aula de Parasitologia Básica
Aula de Parasitologia BásicaAula de Parasitologia Básica
Aula de Parasitologia Básica
 
Ancilostomose
AncilostomoseAncilostomose
Ancilostomose
 
Ascaridíase
AscaridíaseAscaridíase
Ascaridíase
 
Ascaridase
Ascaridase Ascaridase
Ascaridase
 
Trichuris trichiura - PDF/PPT
Trichuris trichiura - PDF/PPTTrichuris trichiura - PDF/PPT
Trichuris trichiura - PDF/PPT
 
Teniase e cisticercose
Teniase e cisticercoseTeniase e cisticercose
Teniase e cisticercose
 
Parasitologia: Amebíase
Parasitologia: AmebíaseParasitologia: Amebíase
Parasitologia: Amebíase
 
DOENÇA - Ancilostomose (amarelão) - BIOLOGIA
DOENÇA - Ancilostomose (amarelão) - BIOLOGIA DOENÇA - Ancilostomose (amarelão) - BIOLOGIA
DOENÇA - Ancilostomose (amarelão) - BIOLOGIA
 
Esquistossomose
EsquistossomoseEsquistossomose
Esquistossomose
 
Amebíase
AmebíaseAmebíase
Amebíase
 
Toxoplasmose
ToxoplasmoseToxoplasmose
Toxoplasmose
 
Aula helmintos
Aula helmintosAula helmintos
Aula helmintos
 
Aula de Parasitologia do dia: 22.09.16
Aula de Parasitologia do dia: 22.09.16Aula de Parasitologia do dia: 22.09.16
Aula de Parasitologia do dia: 22.09.16
 
Aula de enterobius vermicularis
Aula de  enterobius vermicularisAula de  enterobius vermicularis
Aula de enterobius vermicularis
 
Ascaridíase
AscaridíaseAscaridíase
Ascaridíase
 
Toxoplasmose
ToxoplasmoseToxoplasmose
Toxoplasmose
 
Helmintos - Enfermegem
Helmintos - EnfermegemHelmintos - Enfermegem
Helmintos - Enfermegem
 
Introdução a Parasitologia
Introdução a ParasitologiaIntrodução a Parasitologia
Introdução a Parasitologia
 

Semelhante a Ascaridíase - Lombriga - Ascaris Lumbricoides

7º ano cap 7 reino protoctistas
7º ano cap 7  reino protoctistas7º ano cap 7  reino protoctistas
7º ano cap 7 reino protoctistasISJ
 
Sistema pancreático endócrino.pptx
Sistema pancreático endócrino.pptxSistema pancreático endócrino.pptx
Sistema pancreático endócrino.pptxAlanaFagundes
 
Oxiúros um parasita muito incomodativo
Oxiúros um parasita muito incomodativoOxiúros um parasita muito incomodativo
Oxiúros um parasita muito incomodativocristina_ana
 
Reino protista
Reino protistaReino protista
Reino protistaISJ
 
Relação parasito hospedeiro apresentação(1)
Relação parasito hospedeiro apresentação(1)Relação parasito hospedeiro apresentação(1)
Relação parasito hospedeiro apresentação(1)Lucia Tavares
 
Aula helmintos 3 - Ascaridíase.pdf
Aula helmintos 3 - Ascaridíase.pdfAula helmintos 3 - Ascaridíase.pdf
Aula helmintos 3 - Ascaridíase.pdfMarcelaGonalves43
 
Ascaridase 101025162204-phpapp02-140729150042-phpapp01
Ascaridase 101025162204-phpapp02-140729150042-phpapp01Ascaridase 101025162204-phpapp02-140729150042-phpapp01
Ascaridase 101025162204-phpapp02-140729150042-phpapp01Luciana Duarte
 
Filo nematodea nematelmintos
Filo nematodea nematelmintosFilo nematodea nematelmintos
Filo nematodea nematelmintosEstude Mais
 

Semelhante a Ascaridíase - Lombriga - Ascaris Lumbricoides (20)

Amebíase
AmebíaseAmebíase
Amebíase
 
Reino protista
Reino protistaReino protista
Reino protista
 
7º ano cap 7 reino protoctistas
7º ano cap 7  reino protoctistas7º ano cap 7  reino protoctistas
7º ano cap 7 reino protoctistas
 
Sistema pancreático endócrino.pptx
Sistema pancreático endócrino.pptxSistema pancreático endócrino.pptx
Sistema pancreático endócrino.pptx
 
Microbiologia
MicrobiologiaMicrobiologia
Microbiologia
 
Fascíola hepática
Fascíola hepáticaFascíola hepática
Fascíola hepática
 
Plano de aula 10
Plano de aula 10Plano de aula 10
Plano de aula 10
 
Protozoários
ProtozoáriosProtozoários
Protozoários
 
Protozoários
ProtozoáriosProtozoários
Protozoários
 
Reino Protista
Reino ProtistaReino Protista
Reino Protista
 
Protistas
ProtistasProtistas
Protistas
 
Aula reino-protista
Aula reino-protistaAula reino-protista
Aula reino-protista
 
Oxiúros um parasita muito incomodativo
Oxiúros um parasita muito incomodativoOxiúros um parasita muito incomodativo
Oxiúros um parasita muito incomodativo
 
Reino protista
Reino protistaReino protista
Reino protista
 
Reino protista
Reino protistaReino protista
Reino protista
 
Relação parasito hospedeiro apresentação(1)
Relação parasito hospedeiro apresentação(1)Relação parasito hospedeiro apresentação(1)
Relação parasito hospedeiro apresentação(1)
 
Aula helmintos 3 - Ascaridíase.pdf
Aula helmintos 3 - Ascaridíase.pdfAula helmintos 3 - Ascaridíase.pdf
Aula helmintos 3 - Ascaridíase.pdf
 
Ascaridase 101025162204-phpapp02-140729150042-phpapp01
Ascaridase 101025162204-phpapp02-140729150042-phpapp01Ascaridase 101025162204-phpapp02-140729150042-phpapp01
Ascaridase 101025162204-phpapp02-140729150042-phpapp01
 
Filo nematodea nematelmintos
Filo nematodea nematelmintosFilo nematodea nematelmintos
Filo nematodea nematelmintos
 
Platelmintos e nematelmintos
Platelmintos e nematelmintos Platelmintos e nematelmintos
Platelmintos e nematelmintos
 

Ascaridíase - Lombriga - Ascaris Lumbricoides

  • 2. ASCARIDÍASE • É uma verminose causada por um parasita chamado Ascaris lumbricoides. • É a verminose intestinal humana mais disseminada no mundo. • A contaminação acontece ocorre quando há ingestão dos ovos infectados do parasita, que podem ser encontrados no solo, água ou alimentos contaminados por fezes humanas. • O único reservatório é o homem.
  • 3. MORFOLOGIA • O verme macho adulto mede aproximadamente 15-30 cm de comprimento • A fêmea mede aproximadamente 35-40 cm de comprimento.
  • 4. Os ovos são arredondados ou ovais, de coloração marrom, pois absorvem pigmentos biliares das fezes. Os vermes vivem no intestino por cerca de seis meses e põem em média cerca de 200 mil ovos.
  • 6.
  • 7. SINAIS E SINTOMAS Uma vez no intestino, é fácil detectar pois há: • Diarreia com secreção • Dores abdominais • Vomito O parasita consome grande quantidade de proteína e carboidratos, por isso, a grande perda de peso é visível
  • 8. SINAIS E SINTOMAS O hospedeiro normalmente se encontra no intestino ou no pulmão • Nos pulmões, é conhecido como Síndrome de Loeffler Os ovos dos parasitas eclodem no trato gastrointestinal, penetrando na parede do intestino delgado e alcançam os vasos linfáticos, são levados diretamente para a circulação pulmonar, acomodando-se nos capilares pulmonares
  • 9. SINAIS E SINTOMAS Uma vez no intestino o parasita passa para sua forma adulta, causando: • Hemorragia das paredes alveolares • Tosse espasmódica São os vermes adultos os responsáveis pelos sintomas
  • 10. DIAGNÓSTICOS Para o diagnostico é preciso: • Examinar as fezes • Em casos de eliminação de vermes pela boca ou fezes, deve ser recolhido para conhecimento médico • Em casos extremos, quando o parasita encontra-se em outras partes do corpo, devera ser feito raio X
  • 11. TRATAMENTO • Medicamentos antiparasitários, por via oral (durante 1 a 3 dias)
  • 12. TRATAMENTO • É necessário fazer a cirurgia para retirada dos vermes (e corrigir as lesões)
  • 13. TRATAMENTO • Retirada do verme na vesícula biliar • Retirada do verme no intestino