Protozoários   Prof. tubão
FILOSReino       ciliadosProtistaSub-reino   esporozoáriosProtozoa            flagelados            sarcodíneos ou rizópodes
Rizópodes: pseudópodes
Flagelados: flagelos
Flagelados: flagelos
Ciliados: cílios
Ciliados: cílios
esporozoários : todos parasitas semestruturas locomotoras.
• Reprodução:a) Assexuada: divisão binária ou Cissiparidadeb) Sexuada: Conjugação.• Nutrição: Heterótrofos (fagocitose)• E...
• Nutrição: Heterótrofos (fagocitose)• Respiração: aeróbica (difusão) ou anaeróbica
• Reprodução: Assexuada: divisão binária ou  Cissiparidade
• Reprodução Sexuada: Conjugação.
Excreção e osmorregulação: difusão ou vacúoloscontráteis: Protozoários de vida livre em águadoce precisam de vacúolos cont...
Termos mais usados em parasitologia• Agente etiológico: quem causa a doença• Vetor: quem transmite o agente etiológico.• H...
DOENÇA DE CHAGAS             prof. EduardoAgente etiológico:Trypanosoma cruzi,
• Hospediro Invertebrado ou Vetor: “Barbeiro”• insetos hemípteros (“percevejos” ou triatomídeos)• No Brasil:Triatoma infes...
Habitat: Casa de pau a pique
MECANISMOS DE TRANSMISSÃOFezes do inseto,Transfusão sanguíneaTransmissão oral
• reservatórios de tripanosomas: mamíferos  silvestres com ratos, tatus, gambás, macacos  e tamanduás.
• Fase Aguda - Inicio com a entrada do parasito  no sangue, Normalmente assintomática:                               Sinal...
fase crônica no miocárdio. Fibrose e inflamação
CARDIOMEGALIA
Megaesôfago   Megacólon
• PROFILAXIA• Melhoria das habitações principalmente  rurais• Combate ao barbeiro (telas na janela,  mosquiteiros e inseti...
Malária(Impaludismo, maleita, impaludismo,     sezão ou febre palustre,            Prof. Eduardo
Agente Etiológico: esporozoários doGênero Plasmodium ssp. (todos parasitasintracelulares de hemácias)
Vetor: Fêmeas do Mosquito Prego (picalevantando o abdômen) ou Anopheles.
• três espécies de plasmodium parasitam  humanos no Brasil• P. vivax: Febre terçã benigna (48 hs.)• P. malarie: Febre quar...
• PATOGENIA e SINTOMAS• Fase inicial: mal-estar, cefaléia e cansaço• Acesso malárico• Coincide com a ruptura das hemácias•...
Profilaxia• Proteção individual• Combate ao vetor (telas na janela,  mosquiteiros e inseticidas).
Leishmaniose ou Úlcera de Bauru                  Agente                  etiológico:                  Leishmania sp.Vetor:...
• reservatórios de  Leishmânias:  cachorros, ratos,  cavalos,  gambás,  macacos e  tamanduás.• Devem ser  sacrificados  qu...
• A Leishmaniose pode se apresentar das seguintes  formas:• A)Tegumentar ou cutânea:• Cutânea: provoca lesões cutâneas
• Cutânea difusa: provoca metástases.
• Cutâneo-mucosa: destrói a mucosa nasofaríngea.
• B)Visceral: geralmente fatal e incurável, ataca  vísceras como fígado e baço.
• Profilaxia• Combate ao vetor• Eliminação dos reservatórios• Tratar o doente
Amebíaseprof. Eduardo
Amebíase (desenteria mebiana)Agente Etiológico: Entamoeba hystolitica, rizópode.Transmissão: ciclo oro-fecal (água e alime...
• Morfologia• Trofozoíta ou Trofozoíto: Forma amebóide e  patogênica. Se locomove por pseudópodes.  E vive no intestino gr...
• Cistos (formas de resistência) liberados nas  fezes que contaminam água e alimentos.  Fazem divisão binária.
•   transmissão oro -fecal
Patogenia: Parasito invasivo e destrutivo do epitélio intestinal, alimenta-se de hemácias. Causa Diarréria sanguinolenta.
• Profilaxia:• Saneamento Básico• Descontaminar água ou alimentos• Higiene pessoal• Tratar os doentes
GiardíaseProf. Eduardo
• Giardíase• Agente etiológico: Giardia lamblia ou intestinalis).• Trofozoítos intestinais e      cistos nas fezes.
• Flagelado do intestino delgado.• Ciclo oro-fecal : Água e alimentos  contaminados (verduras cruas,frutas mal  lavadas).•...
• Profilaxia:• Saneamento Básico• Descontaminar água ou alimentos• Higiene pessoal• Tratar os doentes
Tricomoníase Prof. Eduardo
Tricomoníase:   O agente etiológico: Trichomonas vaginalis Transmissão sexual (DST):  Sintomático em mulheres e assintomát...
• O Trichomonas vaginalis (protozoário).• Não possui a forma cística, apenas a trofozoítica.  O ( 10 a 30 mm).
•   PATOLOGIA•   O homem e assintomático.•   A mulher sintomática:••   Secreção vaginal mucopurulenta• Vaginite caracteriz...
• PROFILAXIA• Tratamento dos doentes• Higiene corporal• Esterilização dos aparelhos ginecológicos• O homem deve ser tratad...
Toxoplasmose Prof. Eduardo
Agente etiológico:Toxoplasma gondii•   É uma zoonose que infecta gatos e outros    vertebrados•   Prevalência sorológica e...
•   TOXOPLASMOSE CONGÊNITA OU PRÉ-NATAL-   Aborto-   Coriorretinite-   Calcificações cerebrais-    Retardamento psicomotor...
• PROFILAXIA (mulheres grávidas)• Não comer carne crua ou leite de cabra sem  ferver• Evitar contatos com gatos• Incinerar...
Protozoários
Protozoários
Protozoários
Protozoários
Protozoários
Protozoários
Protozoários
Protozoários
Protozoários
Protozoários
Protozoários
Protozoários
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Protozoários

1.100 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.100
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
37
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Protozoários

  1. 1. Protozoários Prof. tubão
  2. 2. FILOSReino ciliadosProtistaSub-reino esporozoáriosProtozoa flagelados sarcodíneos ou rizópodes
  3. 3. Rizópodes: pseudópodes
  4. 4. Flagelados: flagelos
  5. 5. Flagelados: flagelos
  6. 6. Ciliados: cílios
  7. 7. Ciliados: cílios
  8. 8. esporozoários : todos parasitas semestruturas locomotoras.
  9. 9. • Reprodução:a) Assexuada: divisão binária ou Cissiparidadeb) Sexuada: Conjugação.• Nutrição: Heterótrofos (fagocitose)• Excreção e osmorregulação: difusão ou vacúolos contráteis• Respiração: aeróbica (difusão) ou anaeróbica
  10. 10. • Nutrição: Heterótrofos (fagocitose)• Respiração: aeróbica (difusão) ou anaeróbica
  11. 11. • Reprodução: Assexuada: divisão binária ou Cissiparidade
  12. 12. • Reprodução Sexuada: Conjugação.
  13. 13. Excreção e osmorregulação: difusão ou vacúoloscontráteis: Protozoários de vida livre em águadoce precisam de vacúolos contráteis: retirar oexcesso de água e de amônia. água
  14. 14. Termos mais usados em parasitologia• Agente etiológico: quem causa a doença• Vetor: quem transmite o agente etiológico.• Hospedeiro: onde encontramos o parasita.• Hospedeiro intermediário : onde ocorre rep. assexuada• Hospedeiro definitivo: onde ocorre rep. sexuada.• Reservatório: animais que possuem o parasita e podem transmitir ao vetor.
  15. 15. DOENÇA DE CHAGAS prof. EduardoAgente etiológico:Trypanosoma cruzi,
  16. 16. • Hospediro Invertebrado ou Vetor: “Barbeiro”• insetos hemípteros (“percevejos” ou triatomídeos)• No Brasil:Triatoma infestans.
  17. 17. Habitat: Casa de pau a pique
  18. 18. MECANISMOS DE TRANSMISSÃOFezes do inseto,Transfusão sanguíneaTransmissão oral
  19. 19. • reservatórios de tripanosomas: mamíferos silvestres com ratos, tatus, gambás, macacos e tamanduás.
  20. 20. • Fase Aguda - Inicio com a entrada do parasito no sangue, Normalmente assintomática: Sinal de Romanã
  21. 21. fase crônica no miocárdio. Fibrose e inflamação
  22. 22. CARDIOMEGALIA
  23. 23. Megaesôfago Megacólon
  24. 24. • PROFILAXIA• Melhoria das habitações principalmente rurais• Combate ao barbeiro (telas na janela, mosquiteiros e inseticidas).• Controle do doador de sangue• Não há vacina.
  25. 25. Malária(Impaludismo, maleita, impaludismo, sezão ou febre palustre, Prof. Eduardo
  26. 26. Agente Etiológico: esporozoários doGênero Plasmodium ssp. (todos parasitasintracelulares de hemácias)
  27. 27. Vetor: Fêmeas do Mosquito Prego (picalevantando o abdômen) ou Anopheles.
  28. 28. • três espécies de plasmodium parasitam humanos no Brasil• P. vivax: Febre terçã benigna (48 hs.)• P. malarie: Febre quartã benigna ( 72 hs.)• P. falciparum: Febre terçã maligna (36 – 48 hs.)• O P. ovale é restrito na África.
  29. 29. • PATOGENIA e SINTOMAS• Fase inicial: mal-estar, cefaléia e cansaço• Acesso malárico• Coincide com a ruptura das hemácias• Calafrio - febre - sudorese – fraqueza• O P. falciparum causa formação de trombos (necrose e falência do órgão).• Pior quadro: malária cerebral.
  30. 30. Profilaxia• Proteção individual• Combate ao vetor (telas na janela, mosquiteiros e inseticidas).
  31. 31. Leishmaniose ou Úlcera de Bauru Agente etiológico: Leishmania sp.Vetor:mosquito palha(Lutzomia ePhlebotomus)
  32. 32. • reservatórios de Leishmânias: cachorros, ratos, cavalos, gambás, macacos e tamanduás.• Devem ser sacrificados quando infectados
  33. 33. • A Leishmaniose pode se apresentar das seguintes formas:• A)Tegumentar ou cutânea:• Cutânea: provoca lesões cutâneas
  34. 34. • Cutânea difusa: provoca metástases.
  35. 35. • Cutâneo-mucosa: destrói a mucosa nasofaríngea.
  36. 36. • B)Visceral: geralmente fatal e incurável, ataca vísceras como fígado e baço.
  37. 37. • Profilaxia• Combate ao vetor• Eliminação dos reservatórios• Tratar o doente
  38. 38. Amebíaseprof. Eduardo
  39. 39. Amebíase (desenteria mebiana)Agente Etiológico: Entamoeba hystolitica, rizópode.Transmissão: ciclo oro-fecal (água e alimentos contaminados).Comum em países com deficiência em saneamento básico
  40. 40. • Morfologia• Trofozoíta ou Trofozoíto: Forma amebóide e patogênica. Se locomove por pseudópodes. E vive no intestino grosso.
  41. 41. • Cistos (formas de resistência) liberados nas fezes que contaminam água e alimentos. Fazem divisão binária.
  42. 42. • transmissão oro -fecal
  43. 43. Patogenia: Parasito invasivo e destrutivo do epitélio intestinal, alimenta-se de hemácias. Causa Diarréria sanguinolenta.
  44. 44. • Profilaxia:• Saneamento Básico• Descontaminar água ou alimentos• Higiene pessoal• Tratar os doentes
  45. 45. GiardíaseProf. Eduardo
  46. 46. • Giardíase• Agente etiológico: Giardia lamblia ou intestinalis).• Trofozoítos intestinais e cistos nas fezes.
  47. 47. • Flagelado do intestino delgado.• Ciclo oro-fecal : Água e alimentos contaminados (verduras cruas,frutas mal lavadas).• PATOGENIA: Diarréia mucosa com meteorismo• perda de peso e má absorção intestinal (Gorduras, vitaminas lipossolúveis)
  48. 48. • Profilaxia:• Saneamento Básico• Descontaminar água ou alimentos• Higiene pessoal• Tratar os doentes
  49. 49. Tricomoníase Prof. Eduardo
  50. 50. Tricomoníase: O agente etiológico: Trichomonas vaginalis Transmissão sexual (DST): Sintomático em mulheres e assintomático em homens (normalmente é o transmissor)• Atinge geralmente mulheres adultas• Transmissão pode ocorrer por objetos e roupas• Mãe durante o parto pode transmitir para filha
  51. 51. • O Trichomonas vaginalis (protozoário).• Não possui a forma cística, apenas a trofozoítica. O ( 10 a 30 mm).
  52. 52. • PATOLOGIA• O homem e assintomático.• A mulher sintomática:•• Secreção vaginal mucopurulenta• Vaginite caracterizada por corrimento vaginal , amarelo - esverdeado, com odor fétido.• Dor no ato sexual.
  53. 53. • PROFILAXIA• Tratamento dos doentes• Higiene corporal• Esterilização dos aparelhos ginecológicos• O homem deve ser tratado mesmo sem sintomas principalmente caso esposa estiver parasitada• Utilizar preservativo (camisinha)
  54. 54. Toxoplasmose Prof. Eduardo
  55. 55. Agente etiológico:Toxoplasma gondii• É uma zoonose que infecta gatos e outros vertebrados• Prevalência sorológica entre 20 a 80%• Forma mais grave é encontrada em crianças recém-nascidas• Reativação da infecção em indivíduos HIV+.• Hospedeiros definitivos: todos os felídeos• Hospedeiros intermediários: Mamíferos e aves.
  56. 56. • TOXOPLASMOSE CONGÊNITA OU PRÉ-NATAL- Aborto- Coriorretinite- Calcificações cerebrais- Retardamento psicomotor- Micro ou macrocefalia
  57. 57. • PROFILAXIA (mulheres grávidas)• Não comer carne crua ou leite de cabra sem ferver• Evitar contatos com gatos• Incinerar as fezes (gatos)• Vacina• Tratar os doentes

×