PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE   TECNOLOGIA APLICADO A UMAEMPRESA FAMILIAR DE BENS DE CAPITAL   Autor: Gustavo Cardoso Weber ...
Agenda• Introdução/Sumário Executivo• Referencial teórico• Resultados da pesquisa• Considerações finais
Introdução/Sumário Executivo• Empresa Renk Zanini• Objetivo não é redefinir a estratégia da organização e  sim definir pro...
Introdução/Sumário Executivo
Referencial Teórico(Hitt, Ireland, & Hoskisson, 2008)                                                         O ambiente  ...
Referencial Teórico(Hitt, Ireland, & Hoskisson, 2008)•Análise do ambiente externo:   – Ambiente geral: segmentos econômico...
Referencial Teórico(Chiavenato & Sapiro, 2003)
Referencial Teórico(Chiavenato & Sapiro, 2003)•Construção de cenários   – Processo cíclico   – Número ideal = 3   – Etapas...
Resultados da pesquisa• Missão e Visão Renk Zanini      – Visão: Ser uma empresa reconhecida como excelência em redutores ...
Resultados da pesquisa  • Análise do ambiente geral           – Segmento econômico    3,00                                ...
Resultados da pesquisa• Análise do ambiente geral  – Segmento econômico       EXPORTAÇÃO MENSAL DE AÇÚCAR (REFINADO E BRUT...
Resultados da pesquisa• Análise do ambiente geral  – Segmento econômico   Usina                     Capacidade            ...
Resultados da pesquisa• Análise do ambiente geral  – Segmento econômico  Indicadores                05/06          06/07  ...
Resultados da pesquisa• Análise do ambiente geral  – Segmento político     •   PROALCOOL: 1975     •   1° carro movido a á...
Resultados da pesquisa• Análise do ambiente da indústria                                       Poder de     Alto poder de ...
Resultados da pesquisa• Análise do ambiente interno    Recursos           - Lucro líquido consistentemente positivo ao lon...
Resultados da pesquisa• Criação de cenários  – Declaração da decisão a ser tomada:  Como direcionar os projetos de Desenvo...
Resultados da pesquisa • Criação de cenáriosForças motrizes                          Indicadores                   Variáve...
Resultados da pesquisa• Criação de cenários      Cenários     Cruzamentos       Classificação                          Imp...
Resultados da pesquisa• Avaliação do portfólio de projetos                                                                ...
Resultados da pesquisa• Avaliação do portfólio de projetos          3,5          3,0                        P1            ...
Resultados da pesquisa• Avaliação do portfólio de projetos           3,5           3,0                       P1 S5        ...
Considerações Finais• O segmento sucroenergético tem um elevado  potencial de crescimento, porém depende de  políticas púb...
Considerações Finais• Trabalho com limitação quanto à avaliação de novas  tecnologias. Sugestão de utilizar técnica Delphi...
Muito Obrigado!    Gustavo Cardoso Webergustavo.weber@renkzanini.com
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

T39 tcc planejamento estratégico de tecnologia aplicado a uma empresa familiar de bens de capital_gustavo weber

1.928 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.928
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

T39 tcc planejamento estratégico de tecnologia aplicado a uma empresa familiar de bens de capital_gustavo weber

  1. 1. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE TECNOLOGIA APLICADO A UMAEMPRESA FAMILIAR DE BENS DE CAPITAL Autor: Gustavo Cardoso Weber Orientador: Prof. Leandro Fraga Guimarães
  2. 2. Agenda• Introdução/Sumário Executivo• Referencial teórico• Resultados da pesquisa• Considerações finais
  3. 3. Introdução/Sumário Executivo• Empresa Renk Zanini• Objetivo não é redefinir a estratégia da organização e sim definir projetos de desenvolvimento que estejam alinhados com a estratégia e com cenários traçados para 2017• Redutores especiais de velocidade• Segmento sucroenergético (~ 60% do faturamento da RZ)• Aplicações extração de caldo e cogeração
  4. 4. Introdução/Sumário Executivo
  5. 5. Referencial Teórico(Hitt, Ireland, & Hoskisson, 2008) O ambiente externo Visão Informações estratégicos estratégicas estratégicas O ambiente Missão interno Formulação Implementação da estratégia da estratégia Resultados Ações Competitividade estratégica Retornos acima da Média Realimentação
  6. 6. Referencial Teórico(Hitt, Ireland, & Hoskisson, 2008)•Análise do ambiente externo: – Ambiente geral: segmentos econômico, demográfico, político/jurídico, tecnológico, global, e sociocultural – Ambiente da indústria: cinco forças competitivas de Porter (Porter, 1979)• Análise do ambiente interno: – Recursos tangíveis e intangíveis geram capacitações, e que têm o potencial de criar competências essenciais (valiosas, raras, custosas de imitar e insubstituíveis)
  7. 7. Referencial Teórico(Chiavenato & Sapiro, 2003)
  8. 8. Referencial Teórico(Chiavenato & Sapiro, 2003)•Construção de cenários – Processo cíclico – Número ideal = 3 – Etapas 1. Isolar a decisão a ser tomada 2. Identificar as forças motrizes 3. Escolher os indicadores para as forças motrizes 4. Definir as premissas 5. Estabelecer as incertezas críticas 6. Criar os roteiros plausíveis 7. Avaliar as implicações
  9. 9. Resultados da pesquisa• Missão e Visão Renk Zanini – Visão: Ser uma empresa reconhecida como excelência em redutores de velocidade – Missão: Garantir o movimento contínuo do negócio dos clientes• Análise do ambiente geral – Segmento demográfico Brasil SÃO PAULO PARANÁ Índia MINAS GERAIS China GOIÁS Paquistão ALAGOAS México PERNAMBUCO MATO GROSSO DO SUL Tailândia MATO GROSSO Colômbia PARAIBA Austrália ESPIRITO SANTO RIO DE JANEIRO Indonésia R. G. NORTE Estados Unidos OUTROS 0 100 200 300 400 500 0 100 200 300 400 Produção de cana-de-açúcar [milhões de toneladas] Produção de cana-de-acúcar [milhões de toneladas]Principais países produtores de cana-de-açúcar em 2005 (UNICA) Principais estados produtores de cana-de-açúcar na safra2008/2009 (UNICA)
  10. 10. Resultados da pesquisa • Análise do ambiente geral – Segmento econômico 3,00 0,90 0,6 0,85 0,5 2,50 0,80 0,4 2,00 0,75 0,3 R² = 0,8584 1,50 0,70 0,2 o n a 0,1 g x s 0,65 i l 1,00 0 o n e a g x s t 0,60 i l Preço gasolina 0,4 0,5 0,6 0,7 0,8 0,9 0,50 Preço álcool 0,55 m o u n p P e ã a ç c s r t m l i R o u n p d e ã a Relação de preço c ç s rm i lRoubdP$evcçs Relação de preço ao consumidor etanol x gasolinart][íil 0,00 0,50 01/01/10 20/07/10 05/02/11 24/08/11 11/03/12 Consumo de etanol versus a relação de preço ao consumidor etanol versus Data gasolina (Filho, 2010)Preços do litro da gasolina e do álcool no estado de São Paulo (SETCESP) (Filho, 2010) relata que o setor sucroenergético enfrenta uma acentuada crise circunstanciada pelo mercado de etanol
  11. 11. Resultados da pesquisa• Análise do ambiente geral – Segmento econômico EXPORTAÇÃO MENSAL DE AÇÚCAR (REFINADO E BRUTO) PELO BRASIL 380 800 360 700 340 600 320 500 300 400 280 260 300 240 PREÇO MÉDIO (US$/t) 200 100 M 220 O U D R P Ç $ É E S / t US$ FOB (milhões de dólares) ) ( I m 200 0 O U B ó õ d h $ e a S F s r ) ( l i 9 5 0 6 3 0 4 2 6 0 1 7 4 0 8 2 7 0 4 1 8 6 1 0 0 2 8 1 9 7 6 0 1 0 2 / / / / / / / / / Queda de preço em 2007 e posterior recuperação
  12. 12. Resultados da pesquisa• Análise do ambiente geral – Segmento econômico Usina Capacidade TIR VPL Payback [MWh] [%] [Milhões de R$] [ano] Cerradinho 252.000 35,5 113,0 5 Santa Isabel 224.640 24,6 50,0 8 Santa Cândida 167.040 36,9 54,5 5 Catanduva 69.120 36,0 24,9 5 Análise financeira de sistemas de cogeração a partir do bagaço da cana-de-açúcar (Filho, 2009) Geração de energia elétrica a partir do bagaço é um negócio atrativo
  13. 13. Resultados da pesquisa• Análise do ambiente geral – Segmento econômico Indicadores 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11* Margem EBITDA 26% 30% 18% 23% 25% 30% EBITDA/moagem 20,73 27,76 11,96 16,55 20,58 28,02 [R$/tonelada] Desvio Padrão 6,84 9,25 7,07 5,38 7,57 7,73 Dívida 17,26 33,87 67,22 86,80 77,78 72,65 líquida/moagem [R$/tonelada] Desvio Padrão 29,47 29,43 39,68 51,35 35,29 36,05 Dívida 0,95 1,23 7,10 5,50 3,78 2,70 líquida/EBITDA Desvio Padrão 1,53 1,26 6,30 3,41 2,57 1,41 Análise financeira de sistemas de cogeração a partir do bagaço da cana-de-açúcar (Filho, 2009) Queda de EBITDA em 2007 e posterior recuperação Algumas usinas ficaram debilitadas favorecendo M&A
  14. 14. Resultados da pesquisa• Análise do ambiente geral – Segmento político • PROALCOOL: 1975 • 1° carro movido a álcool hidratado: 1978 • 1986: 76,1% dos carros vendidos • 1989 e 1990: crise de abastecimento e forte desregulamentação • Final 90: 1% veículos produzidos • 2003: motor flex • Atualmente empresários aguardam posicionamento do Governo: necessidade de conter importação de petróleo e derivados – Segmento tecnológico • Motor flex • Difusor versus moenda • Álcool de 2° geração
  15. 15. Resultados da pesquisa• Análise do ambiente da indústria Poder de Alto poder de barganha dos barganha dos fornecedores de forjados Alta rivalidade em linhas fornecedores sem diferenciação Baixa (transmissão Ameaça de Rivalidade Ameaça de hidrostática, redutor novos entre produtos magnético, gerador entrantes concorrentes substitutos de alta rotação) Barreira quanto ao canal de distribuição Risco de EPCistas integrarem a Poder de cadeia para trás barganha dos clientes
  16. 16. Resultados da pesquisa• Análise do ambiente interno Recursos - Lucro líquido consistentemente positivo ao longo dos anos. financeiros Recursos - Software ERP Dynamics AX. organizacionais - Conhecimento em projeto de máquinas. - Prédio próprio com área construída de 15.000 m2 e terreno de 163.000 m2. - Conhecimento em cálculo de geometria de dentados. - Tornos horizontais, tornos verticais, mandrilhadoras, fresadoras, retífica plana, retíficas cilíndricas, retíficas de dentes internos e externos (possui a maior retífica - Conhecimento em geometria de ferramentas para dentados. de dentes da América do Sul com capacidade para engrenagens de até 2850 mm Recursos - Conhecimento em simulação de estruturas mecânicas utilizando elementos finitos. de diâmetro), chaveteira, e centro de usinagem. humanos - Conhecimento em processos de tratamento térmico. - Capacidade para fabricar engrenagens com qualidade nível 3 conforme norma DIN- 3962. - Conhecimento em processos de usinagem. Recursos físicos + = Capacitações - Inspeção de qualidade por ultrassom, partículas magnéticas e líquidos penetrantes. - Conhecimento da aplicação em moendas, difusores e termogeração. - Equipamentos de controle de qualidade de alta precisão (instrumentação TESA e - Programa que promove a geração de ideias por parte de todos os funcionários da controladora tridimensional HÖFLER). Recursos de organização para melhorar produtos e processos (Movimentando Ideias). - Área de tratamento térmico composta por quatro fornos de cementação (possui o Inovações - Time da engenharia dedicado a projetos de inovação. maior forno da América do Sul em termos de diâmetro – 2200 mm), dois fornos de têmpera, dois fornos de revenimento, um forno de alívio de tensões, dois tanques Recursos - Marca com boa reputação no mercado (produto robusto e de qualidade). de óleo, e dois lavadores. relacionados à - Softwares de engenharia específicos para dimensionamento de dentados, mancais e reputação eixos. Recursos tecnológicos - Software de engenharia para simulações estáticas e dinâmicas por elementos finitos. - 6 patentes depositadas. Intangíveis TangíveisCompetência essencial: capacidade de projetar e fabricar redutores emultiplicadores de velocidade especiais (alta potência, alta rotação e disposiçãosob encomenda) com diferenciação em confiabilidade, mantendo desta forma aboa reputação da marca Renk Zanini no mercado
  17. 17. Resultados da pesquisa• Criação de cenários – Declaração da decisão a ser tomada: Como direcionar os projetos de Desenvolvimento da Renk Zanini a fim de obter vantagem competitiva até o ano 2017 no mercado de acionamentos para o segmento sucroenergético nas aplicações de extração e cogeração?
  18. 18. Resultados da pesquisa • Criação de cenáriosForças motrizes Indicadores Variáveis de incertezas críticas Hipóteses de ocorrência - Demanda por açúcar A1) Ciclo de expansão A2) Expansão moderada A3) Estagnação de acelerada com parcerias e modernização das investimentos dado as - Demanda por etanol público-privadas (total instalações atuais com incertezas da de cana processada ~ investimentos apenas por economia mundial e - Expansão da cogeração A) Investimento no setor 900 milhões de tonelada parte do setor privado indefinição deCrescimento do sucroenergético por ano até 2017) (total de cana processada políticas públicasmercado de - Opção pela utilização de difusor em ~ 700 milhões de para o setor (total de tonelada por ano) cana processada ~acionamentos detrimento à moenda 600 milhões de tonelada por ano) - Evolução da tecnologia de etanol de B) Tecnologia dominante B1) Domínio absoluto B2) Manutenção da atual proporção de preferência segunda geração (viabilidade econômica) para extração de caldo da tecnologia de difusor dos investidores (35% difusor e 65% moendas) (difusor x moenda) - Emersão de produtos substitutos C) Emersão de tecnologias C1) Surgimento de tecnologias robustas C2) Manutenção do status-quoPriorização dos fatores Evolução de fusões e aquisições com substitutivas para e competitivas em preço acionamento de moendas eganhadores de pedido impacto no perfil dos tomadores de decisão difusores(custo ou na compra de acionamentos D) Emersão de tecnologias D1) Avanço na tecnologia de etanol de D2) Manutenção do status-quo substitutivas para a segunda geração tornando-oconfiabilidade) produção de etanol economicamente competitivoRivalidade da Surgimento de novos entrantes E1) Entrada de grandes competidores E2) Manutenção dos principaisconcorrência internacionais através de parcerias com competidores atuais com a entrada empresas já estabelecidas no segmento de alguns pequenos concorrentes Forças motrizes e seus respectivos indicadores E) Ambiente competitivo sucroenergético brasileiro aumentando com baixo aporte tecnológico, de forma significativa a concorrência por porém agressivos em preço preços e elevando o nível tecnológico dos produtos F1) Comprador corporativo com visão F2) Decisão sendo tomada pelos F) Perfil do tomador de de curto prazo ponderando fortemente o responsáveis pela manutenção das decisão para compra do preço em detrimento à confiabilidade do usinas, valorizando fortemente a acionamento produto confiabilidade do produto Variáveis de incertezas críticas e respectivas hipóteses de ocorrência
  19. 19. Resultados da pesquisa• Criação de cenários Cenários Cruzamentos Classificação Implicações A1, B2, C2, D2, Improvável e Forte demanda por multiplicadores e redutores; maior E2, F2 otimista parte dos clientes reconhece o valor da diferenciação em 1 confiabilidade do produto; baixo nível de concorrência para atender a demanda do mercado. A2, B2, C2, D2, Provável e Mercado de multiplicadores e redutores aquecido E1, F2 normal voltado principalmente para modernização das instalações atuais (substituição de volandeiras por redutores e eletrificação das moendas); maioria dos 2 clientes reconhece o valor da diferenciação em confiabilidade do produto, porém a entrada de novos competidores aumenta a competição em termos de tecnologia de produto (eleva o nível de diferenciação) e em otimização de produtos e processos para redução de custos. A3, B1, C1, D1, Improvável e Mercado de multiplicadores e redutores bastante E1, F1 pessimista retraído; oportunidades concentradas em serviços de manutenção; clientes não reconhecem a diferenciação 3 em confiabilidade, e a entrada de fortes concorrentes faz com que o mercado demande produtos líderes em custo e não diferenciados. Cenários
  20. 20. Resultados da pesquisa• Avaliação do portfólio de projetos Projetos Pilar Pilar Solução Solução Solução Solução 1 Cenário Ameaças e oportunidades Peso P1 P2 S1 S2 S3 S4 Total A entrada de novos competidores aumenta a competição em termos de tecnologia de produto (eleva o nível 2 em termos de diferenciação) 3 2 2 3 3 - 3 39 Entrada de novos competidores aumenta a competição em termos de otimização de produtos e processos 2 para redução de custos 1,5 1 2 0 3 2 - 12 Oportunidades concentradas em 3 serviços de manutenção 0,5 - - - - - - - Clientes não reconhecem a diferenciação em confiabilidade, e a entrada de fortes concorrentes faz com que o mercado demande produtos líderes em custo e não 3 diferenciados 1,5 1 2 - 3 2 - 12 Atratividade com base nas 2 oportunidades e ameaças futuras 9 12 9 18 6 9 Nível de investimento necessário ao desenvolvimento 26,5 16,5 7,0 8,1 10,1 2,8 Segurança tecnológica com base na maturidade interna 3 3 2 3 1 2
  21. 21. Resultados da pesquisa• Avaliação do portfólio de projetos 3,5 3,0 P1 P2 S2 2,5 2,0 S4 S1 1,5 1,0 S3 m n d u e a r t i 0,5 0,0 m ó o b n u e a g S c ç s r t 0 5 10 15 20 25 i l Atratividade com base nas oportunidades e ameaças futuras • Não há projetos para serviços de manutenção • Dar mais ênfase para otimização/redução de custo • Projeto S3 está mal posicionado e requer muitos recursos
  22. 22. Resultados da pesquisa• Avaliação do portfólio de projetos 3,5 3,0 P1 S5 P2 P4 S2 2,5 2,0 S4 S1 1,5 1,0 P3 m n d u e a r t i 0,5 0,0 m ó o b n u e a g S c ç s r t 0 5 10 15 20 25 i l Atratividade com base nas oportunidades e ameaças futuras • Substituição do projeto S3 pelos proetos P3 e S5 sem aumento de budget
  23. 23. Considerações Finais• O segmento sucroenergético tem um elevado potencial de crescimento, porém depende de políticas públicas (necessidade de ~ 150 novas usinas até 2017)• Tecnologias substitutas não devem emergir nos próximos 5 anos, e portanto mercado de redutores e multiplicadores é promissor• Planejamento Estratégico é de fundamental importância para garantir consistência do portfólio e sustentabilidade da organização
  24. 24. Considerações Finais• Trabalho com limitação quanto à avaliação de novas tecnologias. Sugestão de utilizar técnica Delphi.• Sugestão de aplicar mesma metodologia para outros segmentos da empresa
  25. 25. Muito Obrigado! Gustavo Cardoso Webergustavo.weber@renkzanini.com

×