Análise de Viabilidade de Negócio:   Corretora de Seguros de Cargas e Transportes      Autor: Ruy A.Meirelles dos Santos F...
Agenda• Introdução• Objetivos do Plano• Referencial Teórico• Principais aspectos do Plano de Negócios• Considerações finais
Introdução• Cenário Atual:   –   Maior competição no segmento caminhões ( new players)   –   Aumento da frota de caminhões...
Objetivo• Elaborar um plano de negócios para avaliar os  seguintes pontos:  – visão do mercado segurador e de corretagem  ...
Seguro de Transportes• Cobertura para danos, avarias ou roubo de cargas  transportadas(rodoviário, ferroviário, fluvial e ...
Referencial Teórico : Plano de Negócios• Dornelas :etapas de um plano de negócios• Hitt, Ireland, Hoskisson: ambiente exte...
Referencial Teórico – Algumas Reflexões• Com a redução de spreads e queda da taxa de  juros básica no Brasil, as instituiç...
Análise do Ambiente Externo                 DEMOGRÁFICO                           SÓCIO – CULTURAL•       Economia brasile...
Análise do Setor ( Cinco forças de Porter)                                   Poder barganha dos compradores               ...
Mercado      Crescimento Significativo                                 Poucas Seguradoras / baixa Concentração       Segur...
O Plano de Negócios• Oferta da solução completa: produto, financiamento e seguro  ( caminhão + “carga” ) = vantagem compet...
Estrutura e Metas• Pesquisa quantitativa e qualitativa com clientes:    • Meta: Conquistar 180 clientes no primeiro ano e ...
Análise Financeira        Período                                      Ano 1       Ano 5        Ano 10         Demonstrati...
Considerações Finais• A oferta de seguro de transporte por uma corretora de seguros ligada à  Montadora de Caminhões é mui...
Muito Obrigado!Ruy Antonio Meirelles dos Santos Filho        Ruy.ms@globo.com
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

T39 tcc análise de viabilidade de negócio corretora de seguros de cargas e transportes_ruy meirelles

4.666 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.666
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
44
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

T39 tcc análise de viabilidade de negócio corretora de seguros de cargas e transportes_ruy meirelles

  1. 1. Análise de Viabilidade de Negócio: Corretora de Seguros de Cargas e Transportes Autor: Ruy A.Meirelles dos Santos Filho Orientador: Daniel Estima de CarvalhoSão Paulo 2012
  2. 2. Agenda• Introdução• Objetivos do Plano• Referencial Teórico• Principais aspectos do Plano de Negócios• Considerações finais
  3. 3. Introdução• Cenário Atual: – Maior competição no segmento caminhões ( new players) – Aumento da frota de caminhões ( apoio BNDES) – Estradas precárias e roubos de cargas – Transportadoras investindo em gerenciamento de risco• Seguro de transportes: complexo e demanda corretores com conhecimento no segmento• Oportunidade de negócio para uma corretora de seguros ligada a um fabricante de caminhões
  4. 4. Objetivo• Elaborar um plano de negócios para avaliar os seguintes pontos: – visão do mercado segurador e de corretagem com foco em transportes – analisar as principais barreiras a entrada, ameaças e oportunidades – Oferecer o seguro como parte da solução completa para o cliente de caminhão ( produto, financiamento e seguros) – avaliar a rentabilidade do negócio e viabilidade para a implementação
  5. 5. Seguro de Transportes• Cobertura para danos, avarias ou roubo de cargas transportadas(rodoviário, ferroviário, fluvial e aéreo)• Cobertura de responsabilidade civil para transportadores ( obrigatório)
  6. 6. Referencial Teórico : Plano de Negócios• Dornelas :etapas de um plano de negócios• Hitt, Ireland, Hoskisson: ambiente externo e setorial• Kotler e keller: 5 forças de Porter• Artigos especializados sobre Seguros e Corretagem
  7. 7. Referencial Teórico – Algumas Reflexões• Com a redução de spreads e queda da taxa de juros básica no Brasil, as instituições financeiras passam a investir mais em seguros• Corretagem de seguros: – tem menos risco que financiamento ( não necessita de capital) – não depende de captação de recursos ( funding) – Representa uma fonte de receitas estável ( necessidade de renovação das apólices)• Setor Seguros: 3% PIB no Brasil( + 9% US e Europa)
  8. 8. Análise do Ambiente Externo DEMOGRÁFICO SÓCIO – CULTURAL• Economia brasileira : transportes • Capacidade econômica +• Financiamento BNDES : mais frotistas profissionalização: seguros POLÍTICO / REGULATÓRIO ECONÔMICO • Seguro de responsabilidade civil é • Investimentos infra-estrutura obrigatório para transportadores • Risco: maior sinistralidade AMBIENTAL TECNOLÓGICO• Empresas de Transporte: Preocupação • Seguro + Gerenciamento de Risco com imagem da empresa e sustentabilidadeCrescimento da economia ( transportes), profissionalização dasempresas, seguro obrigatório e aperfeiçoamento tecnológico(gerenciamento de riscos) representam oportunidades
  9. 9. Análise do Setor ( Cinco forças de Porter) Poder barganha dos compradores • Aumento de transportadores pequenos • Transportadoras grandes ( + 50 caminhôes) • Empresas embarcadoras Poder de Negociação de Novos Entrantes Fornecedores ( Seguradoras) Setor de • Pouca concentração no• Diversificação de corretoras Corretagem segmento ( 18 players , líder: 12%• Parcerias com gerenciadoras mkt share) de risco de Seguros • Índice sinistro / prêmio: valor dos prêmios e % corretagem Ameaça dos produtosRivalidade entre Concorrentes substitutos• Corretoras Multis ( um produto • Possibilidade é migração para a mais) outros modais, porém o seguro• Pamcary é multimodal• Regionais • Ferroviário é dependente do Rodoviário
  10. 10. Mercado Crescimento Significativo Poucas Seguradoras / baixa Concentração Seguro de Transporte ( em Milhões R$) Reais (000) 2011 2010 2011 var % Grupo Segurador Valores Partic. (%)Premios Diretos ( bruto) 1970 2404 22% ALLIANZ 278.827 11,6%Premios Ganhos 1774 1918 8% BANCO DO BRASIL-MAPFRE 252.615 10,5%Sinistros retidos 1005 1026 2% ACE 215.835 9,0%Despesas de Comercialização 382 432 13% RSA SEGUROS 213.636 8,9%Sinistralidade 56,6% 53,5% -5% ITAÚ 206.685 8,6%Indices de Despesas de Comercialização 21,6% 22,5% 4% TOKIO MARINE 194.968 8,1%Margem Bruta 21,8% 24,0% 10% BRADESCO 146.769 6,1% SUL AMÉRICA 124.850 5,2% PORTO SEGURO 118.825 4,9% LIBERTY 110.753 4,6% Poucas Corretoras Especializadas Outros 540.500 22,5% TOTAL 2.404.263 100,0% fonte: rating de seguros ( Sincor) Corretoras Partic. (%) PAMCARY 30,0% Multis (Aon, Marsh , Willis...) 50,0% Regionais 20,0% Estimado pelo autor
  11. 11. O Plano de Negócios• Oferta da solução completa: produto, financiamento e seguro ( caminhão + “carga” ) = vantagem competitiva• Corretora de Seguros: grande base de clientes• Seguro de carga: complexidade técnica = profissionais do braço financeiro da Montadora conhecem o negócio• Poucos players com foco neste seguro• Perspectiva de Crescimento da indústria de caminhões: média de 7% ao ano nos próximos 10 anos• Necessidade de reduzir idade média da frota ( 18 anos)• Oportunidade de gerar receita em “fee income business”
  12. 12. Estrutura e Metas• Pesquisa quantitativa e qualitativa com clientes: • Meta: Conquistar 180 clientes no primeiro ano e atingir 430 clientes no décimo ano• Utilizar força de vendas dos distribuidores ( remuneração variável)• Investimento inicial de R$ 200.000• Utilizar estrutura existenteEstrutura Adicional Básica ( Ano 1)• 2 gerentes regionais especialistas em transportes• 3 analistas internos ( interface entre clientes e seguradoras)• 2 peritos para atendimento de sinistros
  13. 13. Análise Financeira Período Ano 1 Ano 5 Ano 10 Demonstrativo de Resultado Total Premio de seguros (ooo) 5.443 9.687 19.911 Comissão Corretagem ( liquida de tributos) 635 1.130 2.323 Custos Operacionais - Equipe comercial e peritos (440) (535) (683) - administrativos (144) (175) (308) Total Custos Operacionais (584) (710) (991) Outras Despesas ( incl. Depreciação) (12) (40) (15) Lucro Bruto 39 380 1.317 Lucro Liquido 26 251 869 - Capex / + Depreciação (188) 40 15 Working Capital (13) (23) (46) Fluxo de Caixa (175) 269 838 Fluxo de Caixa Descontado (162) 183 388 VPL 1.667 TIR 68% WACC 8% Premissas Chave Clientes potenciais ( 10% cresto. anual) 180 264 424 Frota total 1.260 1.845 2.971 Carga Transportada (mês) (R$000) 378.000 672.697 1.382.705 Frota Média 7 7 7 Carga transportada mensal ( R$ 000) 300 365 465 Base Carga para prêmio anual de seguro 4.536.000 8.072.369 16.592.465 Premio de seguros 5.443 9.687 19.911 Aliquota Média Premio 0,12% 0,12% 0,12% Comissão Corretagem Média ( liquida) 12,5% 12,5% 12,5%
  14. 14. Considerações Finais• A oferta de seguro de transporte por uma corretora de seguros ligada à Montadora de Caminhões é muito viável – Vantagem competitiva ( seguro complementa a oferta do bem) – Receita adicional para o Grupo Fabricante ( sem investimento significativo, sem risco de capital, fluxo regular de receita ) – Ambiente Externo muito favorável: econômico, ambiental, legal, tecnológico – Ambiente do Setor • poucos corretores especializados • Diferencial favorável para empresa já atuante no setor – Análise Financeira: • TIR podendo chegar a 70% ( 8% com redução de 30% no volume previsto) VPL de aprox. • VPL : R$ 2 milhões em 10 anos ( baixo investimento e baixo risco)
  15. 15. Muito Obrigado!Ruy Antonio Meirelles dos Santos Filho Ruy.ms@globo.com

×