PROJETO PARADIDÁTICO - 2009
☻ Livro : Guilherme Augusto Araújo Fernandes
☻ Autor : Mem Fox
☻ Gênero textual : Narrativa
☻ ...
☻ Justificativa: O trabalho com leitura tem como finalidade possibilitar ao estudante ser um
usuário competente da escrita...
8- Pedir que cada aluno escreva em seu caderno em forma de texto, uma de suas
memórias.
9- Por duas vezes o fato de Guilhe...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Guilherme augusto araujo_fernandes_3_ano

672 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
672
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Guilherme augusto araujo_fernandes_3_ano

  1. 1. PROJETO PARADIDÁTICO - 2009 ☻ Livro : Guilherme Augusto Araújo Fernandes ☻ Autor : Mem Fox ☻ Gênero textual : Narrativa ☻ Apresentação: Este título é o nome do personagem, que era vizinho de um asilo de idosos, todos seus amigos. Mas era de Antônia que ele mais gostava. Quando soube que ela perdera a memória, quis saber o que isso significava e foi perguntar aos outros do asilo. Como resposta, ouve que memória é algo: bem antigo, que faz chorar, faz rir, vale ouro e é quente. Então monta uma cesta e vai levá-la a Antônia. Quando ela recebe os presentes 'maravilhosos', conchas, marionete, medalha, bola de futebol e um ovo ainda quente, cada um deles lhe devolve a lembrança de belas histórias. Objetivos: ▪ Ampliar a visão de mundo e inserir o leitor na cultura letrada; ▪ Estimular o desejo de outras leituras; ▪ Possibilitar a vivência de emoções, o exercício da fantasia e da imaginação; ▪ Permitir a compreensão do funcionamento da escrita: escreve-se para ser lido; ▪ Expandir o conhecimento a respeito da própria leitura; ▪ Aproximar o leitor dos textos e os tornar familiares - condição para a leitura fluente e a produção de textos; ▪ Possibilitar produções orais, escritas e em outras linguagens, ( PCN, 1997). Estimular a sensibilidade para introduzir o trabalho com o “Chá dos Avós”.
  2. 2. ☻ Justificativa: O trabalho com leitura tem como finalidade possibilitar ao estudante ser um usuário competente da escrita e da leitura, buscando capacitá-lo para uma efetiva participação social. Para aprender a ler e a escrever, o aluno precisa construir um conhecimento de natureza conceitual: ele precisa compreender não só o que a escrita representa, mas também de que forma ela representa graficamente a linguagem (http://aprender.unb.br/mod/forum/discuss.php?d=32722). ☻ Desenvolvimento: o projeto terá início com: 1- Leitura prévia (silenciosa) do livro: Guilherme Augusto Araújo Fernandes. Em seguida, leitura realizada pelas crianças, fazendo registro das palavras desconhecidas no caderno de português. Em grupos procurarão os significados das palavras anotadas e tentarão explicá-las contextualmente. 2- Leitura da primeira imagem do livro e escrita de uma poesia sobre ela (em duplas). A 1ª imagem é representativa do contraste entre a casa onde vivia Guilherme e a casa onde viviam os velhinhos. Ressaltar as diferenças e atribuir sentido a elas. Por exemplo: a bagunça que havia no quintal – caixas espalhadas, balde, vassoura, misturados com velocípede, galinha... revela um movimento que não havia na outra... outro nome para esses contrastes seriam agilidade/alegria x sisudez/tranqüilidade. 3- Trocar as atividades de cada velhinho. Por exemplo, Sra. Silvano contava histórias arrepiantes e o Sr. Cervantes tocava piano... O que deixa de acontecer? Aqui eles devem perceber que a lógica está na presença da rima entre o nome do personagem e a atividade de cada um. Continuar atribuindo rima a outros nomes... O que faria o Sr. Pereira (?) – adorava fazer feira (?)... Qual seria a fruta preferida do Sr. Garcia ? (melancia...); qual seria o nome do velhinho que adora sapato (ou outra coisa qualquer). Pedir que escolham um de seus nomes, e criem uma rima para ele. 4- O que havia de semelhante entre Dona Antonia e Guilherme? 5- A partir da página 7 aparece o discurso direto (diálogo). Explorar essa forma de escrever e copiar um trecho de um diálogo que aparece no livro. 6- A palavra memória passa a desencadear o desenrolar da história. Comparar o significado dicionarizado dessa palavra com todos os outros sentidos atribuídos pelos velhinhos. Afinal, eles têm ou não memória? 7- Guilherme ajudou Dona Antonia a recuperar a memória... o que ele fez para isso?
  3. 3. 8- Pedir que cada aluno escreva em seu caderno em forma de texto, uma de suas memórias. 9- Por duas vezes o fato de Guilherme Augusto Araújo Fernandes não ser “tão velho assim” (na 1ª e na ultima página) foi mencionado. O que significa a “velhice” nesta expressão? Atentar para o fato de que pequeno como era, tinha sabedoria. Ressaltar qualidades do menino que revelam essa sabedoria. 10- O que significa “compartilhar”? O que o menino compartilhava com os velhinhos? (com a Dona Antonia ele compartilhava segredos, com os outros velhinhos ele compartilhava afeto...) OBS. Outras atividades relacionadas ao livro, serão feitas para compor o livro dos avós. ☻ Avaliação: A avaliação dar-se-á no decorrer do projeto, na observação da leitura, da escrita e no envolvimento durante as atividades que serão realizadas. ☻ Referências: BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Língua Portuguesa/ Secretaria de Educação Fundamental. Brasília, 1997. http://aprender.unb.br/mod/forum/discuss.php?d=32722 FOX, Mem, 14ª ed.-São Paulo: BRINQUE BOOK, 2003.

×