PROF. LIDIANE ROCHA
ASSOCIAÇÃO DA FOTOTERAPIA
E ATIVOS COSMÉTICOS NOS
TRATAMENTOS ESTÉTICOS
FACIAIS E CORPORAIS
ENERGIA
• A definição de energia sustentada por
Einstein: tudo aquilo que pode realizar um
trabalho.
• Energia transformad...
FOTOTERAPIA
• LASER (Luz Amplificada por Emissão
Estimulada de Radiação);
• LED (Emissão de Luz por Diodo).
• Espectro Ele...
ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO
O espectro eletromagnético é medido em nanômetros (nm)
– milionésimo de milímetro ou bilionésimo ...
ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO
• Ultravioleta: até 400nm;
• Luz visível: 400nm a 700nm;
• Infravermelho: A partir de 700nm.
A es...
CARACTERÍSTICAS DO LASER
• Coerência: Devidamente organizada no espaço e
no tempo; As outras luzes são incoerentes: LED, L...
POTÊNCIA
Efeitos teciduais que a energia vai promover,
especialmente pelo efeito térmico gerado:
• Alta Potência: Laser Ci...
CROMÓFOROS
Quando exposto a determinada radiação um
sistema biológico sofre efeitos terapêuticos ou
danosos desde que tenh...
CROMÓFOROS
Cromóforos cutâneos: água, hemoglobina, melanina,
hemoglobina e oxihemoglobina.
• Luz Azul (525nm): absorvido p...
INTERAÇÃO DA ONDA COM
TECIDO
LASER TERAPÊUTICO
VERMELHO – 660nm
• Energia não é transformada em calor (absorção dos fótons), efeitos
fotoquímicos, foto...
LASER TERAPÊUTICO
VERMELHO – 660nm
• Aumenta metabolismo celular;
• Estimula fotorreceptores na cadeia respiratória
mitoco...
LASER TERAPÊUTICO
VERMELHO – 660nm
Processo de reparação de feridas:
• Aumenta a atividade quimiotática e fagocitária dos
...
FOTOBIOMODULAÇÃO
•Acelera ou inibe processos biológicos;
•Regulação alostérica: acelera ou inibe
processos;
•Até 4J/cm² - ...
LASER TERAPÊUTICO
INFRAVERMELHO – 808nm
• Drenagem linfática (aplicação na rede de linfonodos);
• Síntese de colágeno;
• A...
RESULTADOS APÓS 6 SESSÕES
Pesquisa realizada pela Prof. Vilma Natividade: 18
mulheres, aplicação 2x por semana
• 64% senti...
LED AZUL – 470nm
• Ação bactericida (ACNE – Propionybacterium
acnes);
• Hidratação e Clareamento (Efeito cinderela);
• Cla...
LED ÂMBAR – 590nm
• Estímulo aos ribossomos – aumenta síntese de
colágeno;
• Estimula metabolismo celular;
• Espessamento ...
TERAPIA FOTOHEMODINÂMICA
• Transferência de energia de alguns compostos que tem
fotoatividade pelas moléculas de oxigênio;...
ILIB – TERAPIA
FOTOHEMODINÂMICA
• ILIB: Intravascular Laser Irradiation of Blood,
traduzindo Irradiação do sangue intravas...
ILIB – TERAPIA
FOTOHEMODINÂMICA
• Desencadeia a enzima SUPERÓXIDO DISMUTASE, principal agente
antioxidante que possuímos (...
ILIB – TERAPIA
FOTOHEMODINÂMICA
ASSOCIAÇÃO COSMÉTICA
• Peelings e cosméticos fotoativados;
• Fatores de crescimento;
• Cosméticos que potencializem o resu...
CONTRA-INDICAÇÕES
• Fotossensibilidade (dermatoses);
• Cliente em tratamento com ácidos sintetizados a partir da
vitamina ...
ORIENTAÇÕES GERAIS
• Ficha de avaliação e exame clínico detalhado;
• Pele limpa, seca e hidratada;.
• Utilização do óculos...
RESULTADOS
ESTÉTICOS
Foram realizadas 8 sessões: LED azul e LED Ambar/ Laser
Vermelho e Infravermelho
Foram realizadas 15 sessões: LED Azul e âmbar, Laser
vermelho, Infravermelho
Led Azul, Laser Vermelho, Laser Infra, Led âmbar.
Foram realizadas 10 sessões, Laser Vermelho, Led Ambar/laser
infra e Laser Infravermelho nas principais cadeias de
linfono...
Por Fátima Gomes: 4 sessões de Led Azul e Laser Vermelho
associado a peeling enzimático.
Por Fátima Gomes: 5 sessões de Laser vermelho e led azul
(hidratação), associado ao ácido hialurônico.
Trabalho de conclusão de curso – Curso técnico (associação de
LBI fotoinibição, MENS bioinibição e peeling fotoativado).
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
• Eletrotermofototerapia, Jones Agne; Santa Maria, 2013.
• Laserterapia, Ricardo Trajano; 2013....
Associação da Fototerapia e Ativos Cosméticos nos Tratamentos estéticos Faciais e Corporais
Associação da Fototerapia e Ativos Cosméticos nos Tratamentos estéticos Faciais e Corporais
Associação da Fototerapia e Ativos Cosméticos nos Tratamentos estéticos Faciais e Corporais
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Associação da Fototerapia e Ativos Cosméticos nos Tratamentos estéticos Faciais e Corporais

2.076 visualizações

Publicada em

Professora Lidiane Rocha

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.076
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
67
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Associação da Fototerapia e Ativos Cosméticos nos Tratamentos estéticos Faciais e Corporais

  1. 1. PROF. LIDIANE ROCHA ASSOCIAÇÃO DA FOTOTERAPIA E ATIVOS COSMÉTICOS NOS TRATAMENTOS ESTÉTICOS FACIAIS E CORPORAIS
  2. 2. ENERGIA • A definição de energia sustentada por Einstein: tudo aquilo que pode realizar um trabalho. • Energia transformada em Radiação eletromagnética: LUZ. • A menor parte da LUZ é o FÓTON (Auffray)
  3. 3. FOTOTERAPIA • LASER (Luz Amplificada por Emissão Estimulada de Radiação); • LED (Emissão de Luz por Diodo). • Espectro Eletromagnético: Comprimento de onda, constituídos de campos elétricos e magnéticos.
  4. 4. ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO O espectro eletromagnético é medido em nanômetros (nm) – milionésimo de milímetro ou bilionésimo do metro.
  5. 5. ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO • Ultravioleta: até 400nm; • Luz visível: 400nm a 700nm; • Infravermelho: A partir de 700nm. A escolha da luz terapêutica que define o tipo de célula ou tecido que ira absorvê-la. • LASER e LED: único comprimento de onda; • ILP: vários comprimentos de onda (é absorvido por diferentes células ao mesmo tempo).
  6. 6. CARACTERÍSTICAS DO LASER • Coerência: Devidamente organizada no espaço e no tempo; As outras luzes são incoerentes: LED, Luz do Sol, Lâmpadas. • Colimação: Fonte unidirecional do feixe de luz, focalizada em um único ponto, diferente do LED (luz dispersa). • Medida de energia: Jaules/cm²
  7. 7. POTÊNCIA Efeitos teciduais que a energia vai promover, especialmente pelo efeito térmico gerado: • Alta Potência: Laser Cirúrgico, 1W acima; • Média Potência: Laser e ILP, de 500mW a 1W; • Baixa Potência: Laser e LED, até 500mW
  8. 8. CROMÓFOROS Quando exposto a determinada radiação um sistema biológico sofre efeitos terapêuticos ou danosos desde que tenha capacidade de absorvê-la. A absorção ocorre em nível atômico ou molecular, o comprimento de onda determina qual tecido exposto a radiação irá absorvê-la. As moléculas do tecido capazes de absorver radiação luminosa são denominadas CROMÓFOROS.
  9. 9. CROMÓFOROS Cromóforos cutâneos: água, hemoglobina, melanina, hemoglobina e oxihemoglobina. • Luz Azul (525nm): absorvido pelas camadas superficiais da epiderme; • Amarelo e Verde: melanina, hemoglobina e oxihemoglobina (cromóforo dos vasos sanguíneos); • Infravermelho: água.
  10. 10. INTERAÇÃO DA ONDA COM TECIDO
  11. 11. LASER TERAPÊUTICO VERMELHO – 660nm • Energia não é transformada em calor (absorção dos fótons), efeitos fotoquímicos, fotofísicos e ou fotobiológicos; • Estimulação de linfócitos; • Ativação de mastócitos; • Aumento de ATP mitocondrial; • Proliferação de várias células; • Efeitos antinflamatórios; • Aumento da circulação local; • Neovascularização; • Síntese de colágeno; • Induz processo de cicatrização.
  12. 12. LASER TERAPÊUTICO VERMELHO – 660nm • Aumenta metabolismo celular; • Estimula fotorreceptores na cadeia respiratória mitocondrial; • Altera níveis de ATP celular; • Libera fatores de crescimento; • Síntese de colágeno: Estudos mostram que a terapia com LBI eleva os níveis de ácido ascórbico nos fibroblastos, a formação de hidroxiprolina e conseqüente aumento na síntese de colágeno.
  13. 13. LASER TERAPÊUTICO VERMELHO – 660nm Processo de reparação de feridas: • Aumenta a atividade quimiotática e fagocitária dos leucócitos (estudos in vitro); • Ativação dos linfócitos; • Aumento da atividade fagocitária dos macrófagos (limpeza e condição a fase proliferativa); • Vascular: estimula a proliferação de células endoteliais, formação de novos vasos, aumento do tecido de granulação e relaxamento da musculatura vascular lisa contribuindo assim para a diminuição da dor (analgésico).
  14. 14. FOTOBIOMODULAÇÃO •Acelera ou inibe processos biológicos; •Regulação alostérica: acelera ou inibe processos; •Até 4J/cm² - Bioestimulação; •Acima de 4J/cm² – Bioinibição.
  15. 15. LASER TERAPÊUTICO INFRAVERMELHO – 808nm • Drenagem linfática (aplicação na rede de linfonodos); • Síntese de colágeno; • Analgésico e Antinflamatório; • Estímulo ao sistema imune; • Aumento na absorção de pela alteração na permeabilidade da membrana plasmática das células; • Correção de aplicação da toxina botulínica; • Modulação da cicatrização de tecidos profundos: ossos, cartilagens, nervos, etc...
  16. 16. RESULTADOS APÓS 6 SESSÕES Pesquisa realizada pela Prof. Vilma Natividade: 18 mulheres, aplicação 2x por semana • 64% sentiram as pernas menos pesadas; • 73% sentiram o efeito da drenagem; • 80% referem melhora na condição e tonificação da pele.
  17. 17. LED AZUL – 470nm • Ação bactericida (ACNE – Propionybacterium acnes); • Hidratação e Clareamento (Efeito cinderela); • Clareamento: facial, axila e virilha, olheiras; • Acelera atividade química capilar: hidratação, progressiva, tintura, etc...
  18. 18. LED ÂMBAR – 590nm • Estímulo aos ribossomos – aumenta síntese de colágeno; • Estimula metabolismo celular; • Espessamento homogêneo das fibras adensadas (não térmico); • Hidratação.
  19. 19. TERAPIA FOTOHEMODINÂMICA • Transferência de energia de alguns compostos que tem fotoatividade pelas moléculas de oxigênio; • Algumas drogas (cromóforos) ao absorverem luzes de comprimento de onda específicos (monocromática) produzem grande quantidade de radicais livres que levam células neoplásicas ou microorganismos a apoptose; • Em 1970 Thomas J. Daughert publicou trabalhos mostrando a eficácia da técnica (associação de hematoporfirina D associado ao laser em células neoplásicas).
  20. 20. ILIB – TERAPIA FOTOHEMODINÂMICA • ILIB: Intravascular Laser Irradiation of Blood, traduzindo Irradiação do sangue intravascular com laser (tópico); • Compensa o limite da laserterapia, seu raio de ação; • Respostas em nível sistêmico, favorece toda fisiologia do organismo, gerando impacto em grandes sistemas e pode ser empregado para potencializar qualquer tratamento estético.
  21. 21. ILIB – TERAPIA FOTOHEMODINÂMICA • Desencadeia a enzima SUPERÓXIDO DISMUTASE, principal agente antioxidante que possuímos (quinta enzima em volume no organismo), alguns estudos mostram que a luz vermelha desencadeia também outras enzimas como a catalase e ceruloplasmina; • Inibe processo inflamatório agudo ou crônico (diabetes, hipertensão); • No sangue, a radiação por ILIB aumenta o volume de uma prostaciclina chamada PG12, que altera sua fluidez. Deixa menos viscoso, melhorando a circulação sistêmica; • As hemácias por sua vez, ao receber a radiação se tornam mais macias, facilitando seu trabalho (liberação de oxigênio e captura de gás carbônico), dentro dos vasos mais finos (os capilares são muito estreitos - mais maleável ela passa mais fácil e executa melhor seu trabalho)
  22. 22. ILIB – TERAPIA FOTOHEMODINÂMICA
  23. 23. ASSOCIAÇÃO COSMÉTICA • Peelings e cosméticos fotoativados; • Fatores de crescimento; • Cosméticos que potencializem o resultado das luzes; • Aminoácidos; • Oligoelementos.
  24. 24. CONTRA-INDICAÇÕES • Fotossensibilidade (dermatoses); • Cliente em tratamento com ácidos sintetizados a partir da vitamina A: ácido retinóico, isotretinoína, retinol A, vitanol A, tretinoína e antibióticos com tetraciclina; • Câncer de pele; • Glaucoma; • Gravidez.
  25. 25. ORIENTAÇÕES GERAIS • Ficha de avaliação e exame clínico detalhado; • Pele limpa, seca e hidratada;. • Utilização do óculos de proteção; • Aplicação perpendicular (evitar dispersão do raio); • Evitar áreas metálicas (retirar brincos, piercings).
  26. 26. RESULTADOS ESTÉTICOS
  27. 27. Foram realizadas 8 sessões: LED azul e LED Ambar/ Laser Vermelho e Infravermelho
  28. 28. Foram realizadas 15 sessões: LED Azul e âmbar, Laser vermelho, Infravermelho
  29. 29. Led Azul, Laser Vermelho, Laser Infra, Led âmbar.
  30. 30. Foram realizadas 10 sessões, Laser Vermelho, Led Ambar/laser infra e Laser Infravermelho nas principais cadeias de linfonodos.
  31. 31. Por Fátima Gomes: 4 sessões de Led Azul e Laser Vermelho associado a peeling enzimático.
  32. 32. Por Fátima Gomes: 5 sessões de Laser vermelho e led azul (hidratação), associado ao ácido hialurônico.
  33. 33. Trabalho de conclusão de curso – Curso técnico (associação de LBI fotoinibição, MENS bioinibição e peeling fotoativado).
  34. 34. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS • Eletrotermofototerapia, Jones Agne; Santa Maria, 2013. • Laserterapia, Ricardo Trajano; 2013. • Diferenciação e Indicação dos recursos estéticos das alterações corporais, Natividade et al. HAIR BRASIL 2013. • A tecnologia aplicada aos procedimentos pré e pós operatório. Prof. André Luiz Ramos (Aula ministrada no curso de Especialização: A Estética no pré e pós procedimentos Médicos – Universidade Anhembi Morumbi, 2014). • Manual ELITE – DMC: http://www.dmcgroup.com.br/arquivos/manual/elite_port.pdf, acesso em 01/05/2015; • Catálogo de Estética DMC: http://www.dmcgroup.com.br/arquivos/catalogos/estetica.pdf, acesso em 22/05/2015.

×