O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Depilação a laser

1.182 visualizações

Publicada em

Basico de depilação a laser

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

Depilação a laser

  1. 1. Fisioterapia Dermatofuncional Fabiane Leonardo Lu Wando UVV 2016/2
  2. 2. O Laser  A luz é uma radiação eletromagnética cuja a energia se transmite através de partículas chamadas fótons.  O laser proporciona uma forma de emissão de radiação luminosa de características especiais.  Tratasse de um processo que transforma a energia externa elétrica, ótica ou química em energia luminosa
  3. 3. O Laser  Consiste na absorção de luz incidente por um átomo que faz saltar um do elétrons do nível energético fundamental para um nível superior.  Este átomo em estado meta estável recupera seu estado fundamental liberando um fóton e uma radiação de luz de comprimento de onda definido.
  4. 4. O laser  O fóton pode colidir e estimular a emissão em outro átomo que por sua vez liberar 2 fótons do mesmo comprimento de onda.  Esse fenômeno se inicia com a incidência de luz sob um cristal de rubi ou numa ampola de Hélio-neon no seu interior com 2 espelhos nas extremidades que ao refleti-la multiplica em várias vezes.
  5. 5. O laser  Finalmente, parte da luz emitida e amplificada sai através de um pequeno orifício de um dos espelhos.  O feixe obtido pode ser de luz potente com efeito térmico ou não, mas deve ser monocromático e coerente, cujo o comprimento de onda depende dos componentes (gás ou a mescla de gases contidos no tubo gerador).
  6. 6. Laserterapia  O processo de fototermolise seletiva surgiu nos anos 80 quando Anderson e Parrish desenvolveram a teoria de lesão histológica seletiva o que alavancou seu desenvolvimento e abriu portas para novas aplicabilidades como: Tatuagens, fotodepilação e lesões pigmentadas benignas.
  7. 7. Laserterapia  No laser os feixes são paralelos, sem divergência e com elevada colimação permitindo seu direcionamento a um ponto especifico.  A célula alvo da luz, tem um limiar de sobrevivência de acordo com o tecido a qual está localizada e também segundo seu estado fisiológico.
  8. 8. Laserterapia  Como os tecidos biológicos são pouco homogenios, do ponto de vista ótico, toda radiação eletromagnética ao incidir sob uma superfície sofre uma refração e uma absorção.  A luz só pode produzir efeito quando é absorvida pelo tecido, sendo essa energia luminosa convertida em energia térmica ou bioquímica.
  9. 9. Laserterapia  O laser de baixa intensidade de energia estimula a membrana da mitocôndria favorecendo o reestabelecimento da homoestase celular, o que propiciará maior rapidez em processos reparacionais como pós cirúrgico, reparação de tecido mole, ósseo e nervoso, quadros de edema (controle de mediadores inflamatórios) ou dores crônicas e agudas.
  10. 10. Laserterapia  O laser de alta intensidade energética proporciona dano térmico ao ultrapassar o limiar de sobrevivência da célula.  É utilizado com finalidade cirúrgica.
  11. 11. Laserterapia  O laser de média potência gera efeito térmico concentrado em pequenas áreas cuja a temperatura não ultrapassa 70°C e tem indicação para foto depilação.  Em temperaturas entre 50°C e 60°C há redução da atividade enzimática e desnaturação de proteínas.
  12. 12. Laserterapia  Os principais cromóforos cutâneos são a água, a melanina, a hemoglobina e a oxihemoglobina.  A melanina é encontrada na epiderme , no pelo e no folículo piloso e seu espectro de absorção é largo.
  13. 13. Efeito Fotodinâmico do laser  Consiste em aplicar uma substancia fotosessibilizadora (ácido delta aminovulínico) o qual poderá ser captado pelo tecido a ser destruído pela luz.  Este ácido é precursor das porfirinas (pigmentos de cor púrpura e de origem natural) que é absorvido pelo folículo piloso e glândulas sebáceas.  Quando o laser com potencia em torno de 630 é aplicado sobre a pele previamente depilada com cera ou barbeador esse ácido se converte em foto sensibilizador ativo, a protoporfirina, que gera o oxigênio singlete que tem potencial lesar a célula.
  14. 14. Principais parâmetros da depilação a laser **Comprimento de onda longo:  Diodo de 800 nm;  Alexandria de 755 nm;  Ruby de 694 nm. (**Propiciam menor dispersão e aumento da penetração)
  15. 15. Principais parâmetros da depilação a laser  A duração do pulso do laser é ajustada de acordo com o tempo de relaxamento térmico da estrutura a ser atingida variando de ms.  Tabela de fluencia: Tipo de pele Fluência (j/cm2) Duração do Pulso(ms) I 40 20 II 30-40 15-30 III 25-35 30 IV 20-30 30 V 15-25 30
  16. 16. Depilação a laser  A razão da necessidade de vários tratamentos se deve especificamente ao fato que o pelo de estar na fase anágena não sendo capaz de atingir os pelo que estão na fase telógena. http://www.rightech.com.br/documentacao//lightsheerduet/LightSheerDuet_TreinamentoClinico.pdf
  17. 17. LIGHT SHEER DIODO 800 nm http://www.rightech.com.br/documentacao//lightsheerduet/LightSheerDuet_TreinamentoClinico.pdf
  18. 18. http://www.rightech.com.br/documentacao//lightsheerduet/LightSheerDuet_TreinamentoClinico.pdf
  19. 19. http://www.rightech.com.br/documentacao//lightsheerduet/LightSheerDuet_TreinamentoClinico.pdf
  20. 20. Handpiece/Manoplas http://www.rightech.com.br/documentacao//lightsheerduet/LightSheerDuet_TreinamentoClinico.pdf
  21. 21. http://spacosobrancelha.blogspot.com.br/p/laser-ligh-sheer.html
  22. 22.  http://www.muitochique.com/depilacao/depilacao-a- laser.html
  23. 23. http://www.slimclinic.com.br/depilacao-a-laser/confie-lightsheer-e-o-melhor-aparelho-para-depilacao-a-laser
  24. 24. Referências  Agne J.E, Eu sei eletroterapia, editora Pallot, 3 edição,2012 Imagens:  http://www.rightech.com.br/documentacao//lightsheerduet/LightSheerDuet_ TreinamentoClinico.pdf  http://www.slimclinic.com.br/depilacao-a-laser/confie-lightsheer-e-o-melhor- aparelho-para-depilacao-a-laser  http://www.muitochique.com/depilacao/depilacao-a-laser.html  http://spacosobrancelha.blogspot.com.br/p/laser-ligh-sheer.html

×