Mercado Foco CHINA   APEX – FIESP - CNI            Advogado:  José Ricardo dos Santos Luz Jr.
SUMÁRIOI- IntroduçãoII- Desenvolvimento 1. Parceria estratégica Brasil-China 2. Medidas de cautela nos negócios 3. Contrat...
Introdução-   Reforma política, econômica e social de Deng Xiaoping-   Abertura da   China   para   o   mundo    exterior ...
China atual- Adaptação da legislação chinesa às regras da OMC- Políticas comerciais próximas do modelo   ocidental- Estabi...
China – Brasil Parceria Estratégica- COSBAN- PAC 2010/2014- Plano Decenal de Cooperação Brasil-China  2012/2021
Órgãos chineses responsáveis pela aprovação  da importação de produtos estrangeiros-   MOFCOM (Ministério do Comércio)-   ...
Medidas de cautela nos negócios- Estudo de viabilidade do negócio (análise de mercado)- Prospecção de mercado- Determinaçã...
Medidas de cautela nos negócios- Contato com as autoridades brasileiras, com as   câmaras de comércio e tradings- Conexões...
ContratoWEST: Go straight ahead to the pointEAST: Build the relationship first• Relevante passo para a concretização do ne...
CONCLUSÃO  “É essa flexibilidade e esse pragmatismo,inúmeras vezes visível na transformação daChina, que suprem o argument...
JOSÉ RICARDO DOS SANTOS LUZ JÚNIOR           Sede São Paulo    E-mails: josericardo@dgcgt.com.br                 china@dgc...
Jose ricardo
Jose ricardo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Jose ricardo

550 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
550
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
174
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jose ricardo

  1. 1. Mercado Foco CHINA APEX – FIESP - CNI Advogado: José Ricardo dos Santos Luz Jr.
  2. 2. SUMÁRIOI- IntroduçãoII- Desenvolvimento 1. Parceria estratégica Brasil-China 2. Medidas de cautela nos negócios 3. ContratoIII- Conclusão
  3. 3. Introdução- Reforma política, econômica e social de Deng Xiaoping- Abertura da China para o mundo exterior x auto- suficiência- Campanha de modernização econômica (economia de mercado socialista chinês)- Socialismo com características chinesas- Atração de investimentos estrangeiros- Introdução de tecnologia e métodos modernos de administração e otimização do parque industrial nacional- Surgimento das empresas com investimento estrangeiro (foreign investment enterprises)- Planos quinquenais
  4. 4. China atual- Adaptação da legislação chinesa às regras da OMC- Políticas comerciais próximas do modelo ocidental- Estabilidade política- Investimento em infraestrutura e educação- Transição: fábrica do mundo X exportador de marcas de qualidade
  5. 5. China – Brasil Parceria Estratégica- COSBAN- PAC 2010/2014- Plano Decenal de Cooperação Brasil-China 2012/2021
  6. 6. Órgãos chineses responsáveis pela aprovação da importação de produtos estrangeiros- MOFCOM (Ministério do Comércio)- NDRC (Comissão Nacional de Reforma e Desenvolvimento)- AQSIQ (Administração, Quarentena, Supervisão e Inspeção)- SEEIQB (Órgão de Quarentena e Inspeção de Entrada e Saída)- GAC (Administração Geral Alfandegária)- SAFE (Administração Estatal Cambial)
  7. 7. Medidas de cautela nos negócios- Estudo de viabilidade do negócio (análise de mercado)- Prospecção de mercado- Determinação do plano de estratégia- Visitas ao parceiro comercial e investigação da idoneidade da empresa- Contratação de profissionais parceiros- Atuação do representante na empresa parceira
  8. 8. Medidas de cautela nos negócios- Contato com as autoridades brasileiras, com as câmaras de comércio e tradings- Conexões e bom relacionamento (guanxi)- Evitar constrangimento nos negócios (mianzi)- Conhecer a cultura e os hábitos locais- Empenho, disposição e paciência (timing)- Inspeção pré-embarque/auditoria na fábrica
  9. 9. ContratoWEST: Go straight ahead to the pointEAST: Build the relationship first• Relevante passo para a concretização do negócio• Assinatura, reconhecimento de firma, selo e carimbo• Cláusulas: visitas técnicas, documento deimportação e exportação, arbitragem e hackers
  10. 10. CONCLUSÃO “É essa flexibilidade e esse pragmatismo,inúmeras vezes visível na transformação daChina, que suprem o argumento contrapanoramas futuros sombrios e melancólicos.Talvez a China esteja casada demais com omundo, profundamente imiscuída demais aorganizações e tratados, e dependentedemais dos outros para morder as mãos quelhe dão de comer”.(James Kynge – A China sacode o mundo. São Paulo – Globo,2007. p. 309)
  11. 11. JOSÉ RICARDO DOS SANTOS LUZ JÚNIOR Sede São Paulo E-mails: josericardo@dgcgt.com.br china@dgcgt.com.br Telefones: (55 11) 3841-7500 (86 10) 8562-6081

×