SlideShare uma empresa Scribd logo

ALVA_António-Alvarenga

1 de 33
Baixar para ler offline
1
O fim dos combustíveis
fósseis?
Encontro de Delegados BCSD PORTUGAL
16 de fevereiro de 2016, Águas de Portugal, Lisboa
António Alvarenga
ALVA R&C, IST, ISEG
https://pt.linkedin.com/in/antonioalvarenga
antonio.alvarenga@outlook.pt
2
(Só) a grande
questão a
“resolver” no
século XXI?
3
Índice
Prelúdio
Em Paris a 12.12.15
Ainda em Paris, um mês antes…
E, finalmente, em Portugal, desde 2000…
Outros caminhos: olhar para o futuro para decidir
melhor no presente
4
…1-30 + 16.2.2100
+ Futuro «»
evidence +
possibilidade «»
desejo
5
» TODAS AS DECISÕES SÃO SOBRE O
FUTURO
» A IMPORTÂNCIA DA ANTECIPAÇÃO E O
FOCO NAS OPORTUNIDADES (E BARREIRAS)
» SENSIBILIDADE ESTRATÉGICA / PARA
ONDE OLHAR?
6
+ Porque é difícil
mudar?

Recomendados

Economia Verde_JornadasATIC_13abr2015_b_s_cl3_Alvarenga
Economia Verde_JornadasATIC_13abr2015_b_s_cl3_AlvarengaEconomia Verde_JornadasATIC_13abr2015_b_s_cl3_Alvarenga
Economia Verde_JornadasATIC_13abr2015_b_s_cl3_AlvarengaAntónio Alvarenga
 
Apresentação medidas judiciais para descentralização 2013
Apresentação medidas judiciais para descentralização 2013Apresentação medidas judiciais para descentralização 2013
Apresentação medidas judiciais para descentralização 2013Cid Tomanik
 
Economia Verde_Clusters_CCDR LVT_07jan2014_s2
Economia Verde_Clusters_CCDR LVT_07jan2014_s2Economia Verde_Clusters_CCDR LVT_07jan2014_s2
Economia Verde_Clusters_CCDR LVT_07jan2014_s2António Alvarenga
 
"Somos Físicos" Petróleo e Meios Alternativos de Transportes
"Somos Físicos" Petróleo e Meios Alternativos de Transportes "Somos Físicos" Petróleo e Meios Alternativos de Transportes
"Somos Físicos" Petróleo e Meios Alternativos de Transportes Vania Lima "Somos Físicos"
 
Relatório de Gestão da Pegada de Carbono dos Jogos Rio 2016
Relatório de Gestão da Pegada de Carbono dos Jogos Rio 2016Relatório de Gestão da Pegada de Carbono dos Jogos Rio 2016
Relatório de Gestão da Pegada de Carbono dos Jogos Rio 2016Inspiração Sustentável
 
O Mercado de créditos de carbono_1
O Mercado de créditos de carbono_1O Mercado de créditos de carbono_1
O Mercado de créditos de carbono_1Laercio Bruno Filho
 
Engenharia sustentável - Um Valor Transfronteiriço
Engenharia sustentável - Um Valor TransfronteiriçoEngenharia sustentável - Um Valor Transfronteiriço
Engenharia sustentável - Um Valor TransfronteiriçoBento Aires
 

Mais conteúdo relacionado

Destaque

SD10_Investimento_energias_renovaveis
SD10_Investimento_energias_renovaveisSD10_Investimento_energias_renovaveis
SD10_Investimento_energias_renovaveisAntónio Alvarenga
 
Strategic Territorial Foresight
Strategic Territorial ForesightStrategic Territorial Foresight
Strategic Territorial ForesightAntónio Alvarenga
 
Shaping_the_Future_2017_brochure
Shaping_the_Future_2017_brochureShaping_the_Future_2017_brochure
Shaping_the_Future_2017_brochureAntónio Alvarenga
 
participantes_Economic Strategies for Environment_The Portuguese Green Growth...
participantes_Economic Strategies for Environment_The Portuguese Green Growth...participantes_Economic Strategies for Environment_The Portuguese Green Growth...
participantes_Economic Strategies for Environment_The Portuguese Green Growth...António Alvarenga
 
Portugal Profile 6 Qualificacoes Trabalho e Coesao Social
Portugal Profile 6 Qualificacoes Trabalho e Coesao SocialPortugal Profile 6 Qualificacoes Trabalho e Coesao Social
Portugal Profile 6 Qualificacoes Trabalho e Coesao SocialAntónio Alvarenga
 

Destaque (9)

SfD_ALVA
SfD_ALVASfD_ALVA
SfD_ALVA
 
SD10_Investimento_energias_renovaveis
SD10_Investimento_energias_renovaveisSD10_Investimento_energias_renovaveis
SD10_Investimento_energias_renovaveis
 
Strategic Territorial Foresight
Strategic Territorial ForesightStrategic Territorial Foresight
Strategic Territorial Foresight
 
Shaping_the_Future_2017_brochure
Shaping_the_Future_2017_brochureShaping_the_Future_2017_brochure
Shaping_the_Future_2017_brochure
 
participantes_Economic Strategies for Environment_The Portuguese Green Growth...
participantes_Economic Strategies for Environment_The Portuguese Green Growth...participantes_Economic Strategies for Environment_The Portuguese Green Growth...
participantes_Economic Strategies for Environment_The Portuguese Green Growth...
 
REA2014_RevisaoFinal
REA2014_RevisaoFinalREA2014_RevisaoFinal
REA2014_RevisaoFinal
 
SD16_Impactos_deep_off-shore
SD16_Impactos_deep_off-shoreSD16_Impactos_deep_off-shore
SD16_Impactos_deep_off-shore
 
Turismo 2020_AA_2007
Turismo 2020_AA_2007Turismo 2020_AA_2007
Turismo 2020_AA_2007
 
Portugal Profile 6 Qualificacoes Trabalho e Coesao Social
Portugal Profile 6 Qualificacoes Trabalho e Coesao SocialPortugal Profile 6 Qualificacoes Trabalho e Coesao Social
Portugal Profile 6 Qualificacoes Trabalho e Coesao Social
 

Semelhante a ALVA_António-Alvarenga

A Crise Ambiental e a Ascensão da China
A Crise Ambiental e a Ascensão da ChinaA Crise Ambiental e a Ascensão da China
A Crise Ambiental e a Ascensão da Chinajsousa38
 
DESENVOLVIMENTO & SUSTENTABILIDADE
DESENVOLVIMENTO & SUSTENTABILIDADE  DESENVOLVIMENTO & SUSTENTABILIDADE
DESENVOLVIMENTO & SUSTENTABILIDADE Laercio Bruno
 
Palestra Green It Blog
Palestra Green It BlogPalestra Green It Blog
Palestra Green It BlogLaercio Bruno
 
Green IT - Beneficios Tangíveis e Intangíveis para Empresas
Green IT - Beneficios Tangíveis e Intangíveis para EmpresasGreen IT - Beneficios Tangíveis e Intangíveis para Empresas
Green IT - Beneficios Tangíveis e Intangíveis para Empresasguestf4c62a
 
O delírio capitalista e a deriva climática - 2
O delírio capitalista e a deriva climática - 2O delírio capitalista e a deriva climática - 2
O delírio capitalista e a deriva climática - 2GRAZIA TANTA
 
Logística Reversa e as oportunidades ao empreendedor
Logística Reversa e as oportunidades ao empreendedorLogística Reversa e as oportunidades ao empreendedor
Logística Reversa e as oportunidades ao empreendedorManuel Garcia Garcia
 
Workshop: Como Desenvolver seu Negócio Sustentável
 Workshop: Como Desenvolver seu Negócio Sustentável Workshop: Como Desenvolver seu Negócio Sustentável
Workshop: Como Desenvolver seu Negócio SustentávelHudson Mendonça
 
XIII FICA Palestra Dra Luciana Martins
XIII FICA Palestra Dra Luciana MartinsXIII FICA Palestra Dra Luciana Martins
XIII FICA Palestra Dra Luciana MartinsLarissa Hipólito
 
Desafios e oportunidades para as energias renováveis no Brasil - Giovani Mach...
Desafios e oportunidades para as energias renováveis no Brasil - Giovani Mach...Desafios e oportunidades para as energias renováveis no Brasil - Giovani Mach...
Desafios e oportunidades para as energias renováveis no Brasil - Giovani Mach...Fundação Fernando Henrique Cardoso
 
Desenvolvimento Sustentável: Quanto Vale o Selo "Made In Brazil"?
Desenvolvimento Sustentável: Quanto Vale o Selo "Made In Brazil"?Desenvolvimento Sustentável: Quanto Vale o Selo "Made In Brazil"?
Desenvolvimento Sustentável: Quanto Vale o Selo "Made In Brazil"?Laercio Bruno Filho
 
2016 Resiliência Urbana
2016 Resiliência Urbana2016 Resiliência Urbana
2016 Resiliência UrbanaClaudia Siebert
 
A atividade tem como tema “ESTUDO DE CASO: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL EM PRO...
A atividade tem como tema “ESTUDO DE CASO: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL EM PRO...A atividade tem como tema “ESTUDO DE CASO: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL EM PRO...
A atividade tem como tema “ESTUDO DE CASO: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL EM PRO...J&D Assessoria Acadêmica
 
Monografia - Vanderley Sampaio
Monografia - Vanderley SampaioMonografia - Vanderley Sampaio
Monografia - Vanderley SampaioThiago Gacciona
 
Centro de certificação_de_destinação _campinas
Centro de certificação_de_destinação _campinasCentro de certificação_de_destinação _campinas
Centro de certificação_de_destinação _campinaspbjunior
 
Apresentação 47 OAB - mercado carbono
Apresentação 47 OAB - mercado carbonoApresentação 47 OAB - mercado carbono
Apresentação 47 OAB - mercado carbonoVinicius Carneiro
 

Semelhante a ALVA_António-Alvarenga (20)

A Crise Ambiental e a Ascensão da China
A Crise Ambiental e a Ascensão da ChinaA Crise Ambiental e a Ascensão da China
A Crise Ambiental e a Ascensão da China
 
DESENVOLVIMENTO & SUSTENTABILIDADE
DESENVOLVIMENTO & SUSTENTABILIDADE  DESENVOLVIMENTO & SUSTENTABILIDADE
DESENVOLVIMENTO & SUSTENTABILIDADE
 
Palestra Green It Blog
Palestra Green It BlogPalestra Green It Blog
Palestra Green It Blog
 
Revista Mawé
Revista MawéRevista Mawé
Revista Mawé
 
Green IT - Beneficios Tangíveis e Intangíveis para Empresas
Green IT - Beneficios Tangíveis e Intangíveis para EmpresasGreen IT - Beneficios Tangíveis e Intangíveis para Empresas
Green IT - Beneficios Tangíveis e Intangíveis para Empresas
 
O delírio capitalista e a deriva climática - 2
O delírio capitalista e a deriva climática - 2O delírio capitalista e a deriva climática - 2
O delírio capitalista e a deriva climática - 2
 
TCC_2010_REDD+
TCC_2010_REDD+TCC_2010_REDD+
TCC_2010_REDD+
 
Logística Reversa e as oportunidades ao empreendedor
Logística Reversa e as oportunidades ao empreendedorLogística Reversa e as oportunidades ao empreendedor
Logística Reversa e as oportunidades ao empreendedor
 
Workshop: Como Desenvolver seu Negócio Sustentável
 Workshop: Como Desenvolver seu Negócio Sustentável Workshop: Como Desenvolver seu Negócio Sustentável
Workshop: Como Desenvolver seu Negócio Sustentável
 
XIII FICA Palestra Dra Luciana Martins
XIII FICA Palestra Dra Luciana MartinsXIII FICA Palestra Dra Luciana Martins
XIII FICA Palestra Dra Luciana Martins
 
Desafios e oportunidades para as energias renováveis no Brasil - Giovani Mach...
Desafios e oportunidades para as energias renováveis no Brasil - Giovani Mach...Desafios e oportunidades para as energias renováveis no Brasil - Giovani Mach...
Desafios e oportunidades para as energias renováveis no Brasil - Giovani Mach...
 
Desenvolvimento Sustentável: Quanto Vale o Selo "Made In Brazil"?
Desenvolvimento Sustentável: Quanto Vale o Selo "Made In Brazil"?Desenvolvimento Sustentável: Quanto Vale o Selo "Made In Brazil"?
Desenvolvimento Sustentável: Quanto Vale o Selo "Made In Brazil"?
 
2016 Resiliência Urbana
2016 Resiliência Urbana2016 Resiliência Urbana
2016 Resiliência Urbana
 
Trabalho 7 r´s
Trabalho 7 r´sTrabalho 7 r´s
Trabalho 7 r´s
 
O futuro Que Queremos - Rio+20
O futuro Que  Queremos -  Rio+20 O futuro Que  Queremos -  Rio+20
O futuro Que Queremos - Rio+20
 
A atividade tem como tema “ESTUDO DE CASO: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL EM PRO...
A atividade tem como tema “ESTUDO DE CASO: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL EM PRO...A atividade tem como tema “ESTUDO DE CASO: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL EM PRO...
A atividade tem como tema “ESTUDO DE CASO: DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL EM PRO...
 
Monografia - Vanderley Sampaio
Monografia - Vanderley SampaioMonografia - Vanderley Sampaio
Monografia - Vanderley Sampaio
 
Centro de certificação_de_destinação _campinas
Centro de certificação_de_destinação _campinasCentro de certificação_de_destinação _campinas
Centro de certificação_de_destinação _campinas
 
Apresentação 47 OAB - mercado carbono
Apresentação 47 OAB - mercado carbonoApresentação 47 OAB - mercado carbono
Apresentação 47 OAB - mercado carbono
 
ENCOAD 2017 - Desafios da Geração e Armazenamento da Energia Solar em um Cont...
ENCOAD 2017 - Desafios da Geração e Armazenamento da Energia Solar em um Cont...ENCOAD 2017 - Desafios da Geração e Armazenamento da Energia Solar em um Cont...
ENCOAD 2017 - Desafios da Geração e Armazenamento da Energia Solar em um Cont...
 

Mais de António Alvarenga

Delphi_Método e Aplicações_AA_PC_SE
Delphi_Método e Aplicações_AA_PC_SEDelphi_Método e Aplicações_AA_PC_SE
Delphi_Método e Aplicações_AA_PC_SEAntónio Alvarenga
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaAgriculturaEFlorestas
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaAgriculturaEFlorestasSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaAgriculturaEFlorestas
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaAgriculturaEFlorestasAntónio Alvarenga
 
Sintese_CCV_conferencia_turismo
Sintese_CCV_conferencia_turismoSintese_CCV_conferencia_turismo
Sintese_CCV_conferencia_turismoAntónio Alvarenga
 
Sintese_CCV_conferencia_industria
Sintese_CCV_conferencia_industriaSintese_CCV_conferencia_industria
Sintese_CCV_conferencia_industriaAntónio Alvarenga
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaResiduos
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaResiduosSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaResiduos
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaResiduosAntónio Alvarenga
 
Sintese_CCV_conferencia_energia
Sintese_CCV_conferencia_energiaSintese_CCV_conferencia_energia
Sintese_CCV_conferencia_energiaAntónio Alvarenga
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaBiodiversidadeServicosDosEcossistemas
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaBiodiversidadeServicosDosEcossistemasSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaBiodiversidadeServicosDosEcossistemas
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaBiodiversidadeServicosDosEcossistemasAntónio Alvarenga
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaCidadesTerritorio
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaCidadesTerritorioSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaCidadesTerritorio
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaCidadesTerritorioAntónio Alvarenga
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaMobilidadeTransportes
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaMobilidadeTransportesSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaMobilidadeTransportes
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaMobilidadeTransportesAntónio Alvarenga
 
AEconomiaPortuguesa_VersaoFinal2
AEconomiaPortuguesa_VersaoFinal2AEconomiaPortuguesa_VersaoFinal2
AEconomiaPortuguesa_VersaoFinal2António Alvarenga
 
Portugal Profile 5 - Ambiente e Desenvolvimento
Portugal Profile 5 - Ambiente e DesenvolvimentoPortugal Profile 5 - Ambiente e Desenvolvimento
Portugal Profile 5 - Ambiente e DesenvolvimentoAntónio Alvarenga
 
Portugal Profile 4 - Territorios
Portugal Profile 4 - TerritoriosPortugal Profile 4 - Territorios
Portugal Profile 4 - TerritoriosAntónio Alvarenga
 
Portugal Profile 3 - Crescimento Sustentado e Carteira de Actividades
Portugal Profile 3 - Crescimento Sustentado e Carteira de ActividadesPortugal Profile 3 - Crescimento Sustentado e Carteira de Actividades
Portugal Profile 3 - Crescimento Sustentado e Carteira de ActividadesAntónio Alvarenga
 
Portugal Profile 2 - Convergencia
Portugal Profile 2 - ConvergenciaPortugal Profile 2 - Convergencia
Portugal Profile 2 - ConvergenciaAntónio Alvarenga
 
Portugal Profile 1 - Enquadramento Externo e Desafios Estrategicos
Portugal Profile 1 - Enquadramento Externo e Desafios EstrategicosPortugal Profile 1 - Enquadramento Externo e Desafios Estrategicos
Portugal Profile 1 - Enquadramento Externo e Desafios EstrategicosAntónio Alvarenga
 
A Escola Francesa de Prospectiva no Contexto dos Futures Studies
A Escola Francesa de Prospectiva no Contexto dos Futures StudiesA Escola Francesa de Prospectiva no Contexto dos Futures Studies
A Escola Francesa de Prospectiva no Contexto dos Futures StudiesAntónio Alvarenga
 
A Economia Portuguesa a Longo Prazo_um Processo de Cenarizacao
A Economia Portuguesa a Longo Prazo_um Processo de CenarizacaoA Economia Portuguesa a Longo Prazo_um Processo de Cenarizacao
A Economia Portuguesa a Longo Prazo_um Processo de CenarizacaoAntónio Alvarenga
 
Turismo 2020 - Apresentacao de um Processo Integrado e Modular de Prospectiva...
Turismo 2020 - Apresentacao de um Processo Integrado e Modular de Prospectiva...Turismo 2020 - Apresentacao de um Processo Integrado e Modular de Prospectiva...
Turismo 2020 - Apresentacao de um Processo Integrado e Modular de Prospectiva...António Alvarenga
 

Mais de António Alvarenga (20)

Delphi_Método e Aplicações_AA_PC_SE
Delphi_Método e Aplicações_AA_PC_SEDelphi_Método e Aplicações_AA_PC_SE
Delphi_Método e Aplicações_AA_PC_SE
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaAgriculturaEFlorestas
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaAgriculturaEFlorestasSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaAgriculturaEFlorestas
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaAgriculturaEFlorestas
 
Sintese_CCV_conferencia_turismo
Sintese_CCV_conferencia_turismoSintese_CCV_conferencia_turismo
Sintese_CCV_conferencia_turismo
 
Sintese_CCV_conferencia_industria
Sintese_CCV_conferencia_industriaSintese_CCV_conferencia_industria
Sintese_CCV_conferencia_industria
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaResiduos
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaResiduosSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaResiduos
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaResiduos
 
Sintese_CCV_conferencia_energia
Sintese_CCV_conferencia_energiaSintese_CCV_conferencia_energia
Sintese_CCV_conferencia_energia
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaBiodiversidadeServicosDosEcossistemas
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaBiodiversidadeServicosDosEcossistemasSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaBiodiversidadeServicosDosEcossistemas
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaBiodiversidadeServicosDosEcossistemas
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaCidadesTerritorio
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaCidadesTerritorioSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaCidadesTerritorio
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaCidadesTerritorio
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaMobilidadeTransportes
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaMobilidadeTransportesSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaMobilidadeTransportes
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaMobilidadeTransportes
 
REA_2013_Final_30dezembro
REA_2013_Final_30dezembroREA_2013_Final_30dezembro
REA_2013_Final_30dezembro
 
AEconomiaPortuguesa_VersaoFinal2
AEconomiaPortuguesa_VersaoFinal2AEconomiaPortuguesa_VersaoFinal2
AEconomiaPortuguesa_VersaoFinal2
 
05.DPP_Insights-Timeline
05.DPP_Insights-Timeline05.DPP_Insights-Timeline
05.DPP_Insights-Timeline
 
Portugal Profile 5 - Ambiente e Desenvolvimento
Portugal Profile 5 - Ambiente e DesenvolvimentoPortugal Profile 5 - Ambiente e Desenvolvimento
Portugal Profile 5 - Ambiente e Desenvolvimento
 
Portugal Profile 4 - Territorios
Portugal Profile 4 - TerritoriosPortugal Profile 4 - Territorios
Portugal Profile 4 - Territorios
 
Portugal Profile 3 - Crescimento Sustentado e Carteira de Actividades
Portugal Profile 3 - Crescimento Sustentado e Carteira de ActividadesPortugal Profile 3 - Crescimento Sustentado e Carteira de Actividades
Portugal Profile 3 - Crescimento Sustentado e Carteira de Actividades
 
Portugal Profile 2 - Convergencia
Portugal Profile 2 - ConvergenciaPortugal Profile 2 - Convergencia
Portugal Profile 2 - Convergencia
 
Portugal Profile 1 - Enquadramento Externo e Desafios Estrategicos
Portugal Profile 1 - Enquadramento Externo e Desafios EstrategicosPortugal Profile 1 - Enquadramento Externo e Desafios Estrategicos
Portugal Profile 1 - Enquadramento Externo e Desafios Estrategicos
 
A Escola Francesa de Prospectiva no Contexto dos Futures Studies
A Escola Francesa de Prospectiva no Contexto dos Futures StudiesA Escola Francesa de Prospectiva no Contexto dos Futures Studies
A Escola Francesa de Prospectiva no Contexto dos Futures Studies
 
A Economia Portuguesa a Longo Prazo_um Processo de Cenarizacao
A Economia Portuguesa a Longo Prazo_um Processo de CenarizacaoA Economia Portuguesa a Longo Prazo_um Processo de Cenarizacao
A Economia Portuguesa a Longo Prazo_um Processo de Cenarizacao
 
Turismo 2020 - Apresentacao de um Processo Integrado e Modular de Prospectiva...
Turismo 2020 - Apresentacao de um Processo Integrado e Modular de Prospectiva...Turismo 2020 - Apresentacao de um Processo Integrado e Modular de Prospectiva...
Turismo 2020 - Apresentacao de um Processo Integrado e Modular de Prospectiva...
 

ALVA_António-Alvarenga

  • 1. 1 O fim dos combustíveis fósseis? Encontro de Delegados BCSD PORTUGAL 16 de fevereiro de 2016, Águas de Portugal, Lisboa António Alvarenga ALVA R&C, IST, ISEG https://pt.linkedin.com/in/antonioalvarenga antonio.alvarenga@outlook.pt
  • 2. 2 (Só) a grande questão a “resolver” no século XXI?
  • 3. 3 Índice Prelúdio Em Paris a 12.12.15 Ainda em Paris, um mês antes… E, finalmente, em Portugal, desde 2000… Outros caminhos: olhar para o futuro para decidir melhor no presente
  • 4. 4 …1-30 + 16.2.2100 + Futuro «» evidence + possibilidade «» desejo
  • 5. 5 » TODAS AS DECISÕES SÃO SOBRE O FUTURO » A IMPORTÂNCIA DA ANTECIPAÇÃO E O FOCO NAS OPORTUNIDADES (E BARREIRAS) » SENSIBILIDADE ESTRATÉGICA / PARA ONDE OLHAR?
  • 6. 6 + Porque é difícil mudar?
  • 7. 7 “O fim dos combustíveis fósseis”, i.e do modelo económico/de sociedade assente na exploração comercial intensiva das acumulações de combustíveis fósseis (petróleo, gás natural, carvão, etc).
  • 8. 8 • Acordo vinculativo (?) sem especificação de metas nacionais nem indicação de potenciais sanções, “all-in”, com relatórios (mais transparentes e independentes?) sobre as emissões e ações nacionais e prevendo mecanismos de atualização – ciclo de revisões (“agilidade e durabilidade”; transparência e independência?; adesão “em tempos difíceis? » o exemplo do €). • Premissa: “a necessidade de promover o acesso universal a energias sustentáveis, em particular em África” «» Financiamento dos ricos aos pobres (mitigação e adaptação): 100 mil milhões de dólares por ano até 2025 com aumento a partir dessa data. » da Política Externa para a Política Interna (para o bem e para o mal); » do “desejado” para o “possível” – sinal forte para o setor financeiro global / rentabilidades esperadas do investimento a médio/longo prazo (energias renováveis vs. combustíveis fósseis). » de “ambientalistas” para “cientistas” para “políticos”, “empresários”, “analistas”. Em Paris a 12.12.15
  • 9. 9 Ainda em Paris, um mês antes… » o mundo em fragmentação e o “olhar para dentro” (reforço “unilateral” do orçamento para a defesa e segurança interna ; estado de emergência) «» o Médio Oriente e as tensões de fim de ciclo (religião – economia – ambiente); » os nacionalismos emergentes numa Europa em perda de competitividade + Outra grande questão a “resolver”?
  • 10. 10 + Tendo em conta o desafio, o dinheiro chegará (competição orçamental)?
  • 11. 11 » Guerra Fria “original”: sinergias entre a defesa, a corrida ao espaço e a industrialização. » Nova Guerra Fria e regresso aos nacionalismos/fronteiras: sinergias entre a segurança/defesa, a virtualização/digitalização (inclui “financiarização”) e o combate às alterações climáticas? (um novo programa Apollo e o Médio Oriente…)
  • 12. 12 O fruto proibido… “Scientists estimate a third of the world’s proven oil reserves and half its natural gas are unburnable under the 2C threshold.” (www.climatechangenews.com) » parte do ativo (as reservas) das empresas pode valer muito, muito pouco se as reservas tiverem de ficar onde estão… » continuar à procura, continuar a explorar? » qual o verdadeiro valor destas empresas oil & gas, neste contexto? » Carney + Bloomberg: task force on climate financial risks » push financial firms to disclose their exposure to carbon stocks and climate change (França, RU, EUA, …); » CDP
  • 13. 13 O fruto ainda mais proibido… Reservas de carvão na China, na Índia (e nos EUA, na Alemanha, na Rússia, na Austrália, etc) » atenção ao carvão “In 2014, global coal consumption stopped growing for the first time since the 1990s. The slight decrease (-0.9% or -71 Mt) contrasts sharply with the 4.2% average annual growth of the last decade.” (IEA, 2015) » mesmo na Europa o carvão ainda tem um peso muito significativo na produção de eletricidade (atenuada pela “média”); « One European utility company with coal assets told the Financial Times: “We are not too worried to be honest, it does not change much right now.”» (fortune.com)
  • 14. 14 » Como alterar os critérios de decisão no presente para que considerem o (muito) longo prazo, multi-geracional? » Considerando que esses critérios são tantas vezes, e sobretudo, concentrados no curto prazo… (até porque, como sabemos, em princípio no longo prazo estamos todos mortos, não é?) » Como transformar o lp em cp? » Critérios intermédios (ética, rentabilidade, espaço público - eleições, etc.). Afinal, para “mim”, qual é a relação entre as medidas efetivas de combate às alterações climáticas que posso decidir implementar e: o “meu” entendimento do que é “correto” (ética); a rentabilidade do “meu” negócio/investimento (a curto, médio e longo prazo); a “minha” segurança; a “minha” carreira; o reconhecimento / a popularidade que posso conquistar; a “minha” capacidade para ganhar eleições;…
  • 15. 15 Mas, para os hidrocarbonetos, será disrupção ou greening? • Disrupção: paragem de emergência lá para 2050? • Greening e phasing-out: • Reducão da queima de gás; • Redução das emissões de metano; • Maior eficiência energética nas operações; • CCS / utilização de CO2 • (…) • Reforço do investimento em renováveis por parte do setor financeiro, das petrolíferas, dos países e das macro-regiões; • E…um PM-Xeique (Mohammed dos EAU) [“a post-oil future”]; • E, sobretudo, um príncipe (Muhammad da Arábia Saudita) que parece gostar da bolsa (Aramco?) e não gostar de subsídios ao consumo (nem de concorrência no mercado do petróleo?) » Visionário (“a era do petróleo acabou”), Temerário (“last man standing”) e/ou Pragmático (“a era do petróleo acabou” + “last man standing”). [HOJE DECIDIU, COM A RÚSSIA, CONGELAR A PRODUÇÃO » 35 USD, 15% em 3 dias » fiscalidade em Pt]
  • 16. 16 E, finalmente, em Portugal, desde 2000… » 15 anos de oscilação entre recessão e “estagnação” económica; » o Crescimento Verde como oportunidade para o alinhamento com as alterações globais na remuneração dos fatores; » as renováveis, a dependência energética (nacional e da UE, por exemplo face à Rússia – a nova “Guerra Fria”) e os sumidouros de CO2 / capital natural;
  • 17. CRESCIMENTO VERDE NO CENTRO DA TRANSIÇÃO PRESSÃO SOBRE OS RECURSOS E PERDA DE BIODIVERSIDADE ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS CRISE ECONÓMICA E FINANCEIRA CAPITAL NATURAL E SERVIÇOS DOS ECOSSISTEMAS INVESTIGAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO INTERNACIONALIZAÇÃO CAPITAL HUMANO ENERGIAÁGUA MARFLORESTAAGRICULTURA TURISMO TRANSPORTESCONSTRUÇÃO INDÚSTRIA TRANSFORMA DORA EFICIÊNCIA DE RECURSOSCRESCIMENTO VERDE ECONOMIA DE BAIXO CARBONO PRODUÇÃO E CONSUMO SUSTENTÁVEIS ECONOMIA CIRCULAR RESÍDUOS INDÚSTRIA EXTRATIVA DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL ALTERAÇÃO GLOBAL DOS PADRÕES DE CONSUMO URBANIZAÇÃO GLOBALIZAÇÃO EVOLUÇÃO DEMOGRÁGICA DEAE-APA, 2015
  • 18. CRESCIMENTO VERDE NO CENTRO DA TRANSIÇÃO PRESSÃO SOBRE OS RECURSOS E PERDA DE BIODIVERSIDADE ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS CRISE ECONÓMICA E FINANCEIRA CAPITAL NATURAL E SERVIÇOS DOS ECOSSISTEMAS INVESTIGAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO INTERNACIONALIZAÇÃO CAPITAL HUMANO ENERGIAÁGUA MARFLORESTAAGRICULTURA TURISMO TRANSPORTESCONSTRUÇÃO INDÚSTRIA TRANSFORMA DORA EFICIÊNCIA DE RECURSOSCRESCIMENTO VERDE ECONOMIA DE BAIXO CARBONO PRODUÇÃO E CONSUMO SUSTENTÁVEIS ECONOMIA CIRCULAR RESÍDUOS INDÚSTRIA EXTRATIVA DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL ALTERAÇÃO GLOBAL DOS PADRÕES DE CONSUMO URBANIZAÇÃO GLOBALIZAÇÃO EVOLUÇÃO DEMOGRÁGICA DEAE-APA, 2015 PARECE CLARO E URGENTE
  • 19. 1. AUMENTAR O VAB “VERDE” De 1500 milhões de euros em 2013, para 2100 milhões de euros em 2020 e 3400 milhões de euros em 2030 2. INCREMENTAR AS EXPORTAÇÕES “VERDES” De 560 milhões de euros em 2013, para 790 milhões de euros em 2020 e 1280 milhões de euros em 2030 3. CRIAR POSTOS DE TRABALHO “VERDES” De 75 500 pessoas ao serviço em 2013, para 100 400 pessoas ao serviço em 2020 e 151 000 pessoas ao serviço em 2030 4. AUMENTAR A PRODUTIVIDADE DOS MATERIAIS De 1,14 €PIB/Kg material consumido em 2013, para 1,17 em 2020 e 1,72 em 2030 (assegurando o objetivo europeu de crescimento de 30% até 2030) 5. AUMENTAR A INCORPORAÇÃO DE RESÍDUOS NA ECONOMIA De 56% em 2012, para 68% em 2020 e 86% em 2030 6. PRIVILEGIAR A REABILITAÇÃO URBANA De 10,3% de peso da reabilitação no conjunto do sector da construção em 2013, para 17% em 2020 e 23% em 2030 7. AUMENTAR A EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Intensidade energética: de 129 tep/M€ PIB em 2013, para 122 tep/M€ PIB em 2020 e 101 tep/M€ PIB em 2030 8. AUMENTAR A EFICIÊNCIA HÍDRICA De 35% de água não faturada no total da água colocada na rede em 2012, para um máximo de 25% em 2020 e 20% em 2030 9. AUMENTAR A UTILIZAÇÃO DE TRANSPORTES PÚBLICOS De 10 894 milhões de pkm transportados nos serviços públicos de transporte de passageiros em 2013, para 12 528 em 2020 e 15 296 em 2030 10. REDUZIR AS EMISSÕES DE CO2 De 68,9 Mt CO2 eq. em 2012, para 68,0-72,0 Mt CO2 eq. em 2020 e 52,7-61,5 Mt CO2 eq. em 2030, contingente aos resultados das negociações europeias 11. REFORÇAR O PESO DAS ENERGIAS RENOVÁVEIS De um peso de 25,7% no consumo final bruto de energia em 2013, para 31% em 2020 e 40% em 2030 12. MELHORAR O ESTADO DAS MASSAS DE ÁGUA De 52% das massas de água nacionais com qualidade "Boa ou Superior" em 2010, para 79,8% em 2021 e 100% em 2027 13. MELHORAR A QUALIDADE DO AR De 14 dias em média com IQAr - Índice de Qualidade do Ar "fraco" ou "mau" em 2013, até um máximo de 9 dias em média em 2020 e 2 dias em média em 2030 14. VALORIZAR A BIODIVERSIDADE De 81 espécies e 46 habitats com estado de conservação "favorável" estabelecido por região biogeográfica em 2012, para 96 espécies e 53 habitats, em 2030, com estado de conservação "favorável", garantindo que em 2020 todas as espécies ou habitats mantêm ou melhoram o seu estado de conservação UMA VISÃO PÓS-PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ECONÓMICA E FINANCEIRA _________________ UM NOVO PARADIGMA GLOBAL DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL LONGOPRAZO COMPROMISSO EM TORNO DE POLÍTICAS, OBJETIVOS E METAS CCV → AMBIENTE → ENERGIA → ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO → MAR → TRANSPORTES → REABILITAÇÃO URBANA → HABITAÇÃO → CIÊNCIA E INOVAÇÃO → AGRICULTURA → TURISMO 14 OBJETIVOS QUANTIFICADOS 10 SETORES CHAVE ÁGUA RESÍDUOS AGRICULTURA E FLORESTA ENERGIA E CLIMA MOBILIDADE E TRANSPORTES INDÚSTRIA TRANSFORMADORA E EXTRATIVA BIODIVERSIDADE E SERVIÇOS DOS ECOSSISTEMAS CIDADES E TERRITÓRIO MAR TURISMO 111 INICIATIVAS 6CATALISADORES INFORMAÇÃO E PARTICIPAÇÃO FISCALIDADE INVESTIGAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO PROMOÇÃO INTERNACIONAL FINANCIAMENTO CONTRATAÇÃO PÚBLICA ESTABILIDADE E PREVISIBILIDADE REFORMAS ESTRUTURAIS CCV, 2015
  • 20. PLANOS E PROGRAMAS AMBIENTE - ECONOMIA PRESSÃO SOBRE OS RECURSOS E PERDA DE BIODIVERSIDADE ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL CRISE ECONÓMICA E FINANCEIRA CRESCIMENTO VERDE ECONOMIA DE BAIXO CARBONO PRODUÇÃO E CONSUMO SUSTENTÁVEIS ECONOMIA CIRCULAR RNBC 2050 PTEN ENAAC PNAC 2020 POEs PNBEPH POAAPs ≈ POAs PGRHs PCQAs PNUEA PEAASAR PNA EU Roadmap to Low Carbon Economy 2050 Goals Energy / Climate 20-20-20 Europe 2020 Strategy Millennium Development Goals IPCC Reports Kyoto Protocol and post- Kyoto Astana 2011 Rio+20 ENDS 2015 / PIENDS ENCNB PENDR » PRODER PNPB et all PNPOT » PROTs PENT PNAAS PNPCDO PNS PET PAPVL 2020 PNR MoU e revisões AP / PAP / POs (2014/20) EFICE ECI +e+i PERH 2011- 2016 PPRU Global Green New Deal PERSU II PESGRI / PNAPRI PNGR 2011- 2020 PAQA / PMQA POEM PANCD PNDFCI PNAER PNAEE ENF ENM ENRG 7º PAA Horizon 2020 Going for Green Growth CDP CBD ENERGIA E CLIMA ÁGUA MARFLORESTAAGRICULTURA TURISMO TRANSPORTE S CIDADES E TERRITÓRIO INDÚSTRIA TRANSFORMA DORA RESÍDUOS INDÚSTRIA EXTRATIVA BIODIVERSIDA DE DEAE-APA, 2015
  • 21. PLANOS E PROGRAMAS AMBIENTE - ECONOMIA PRESSÃO SOBRE OS RECURSOS E PERDA DE BIODIVERSIDADE ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL CRISE ECONÓMICA E FINANCEIRA CRESCIMENTO VERDE ECONOMIA DE BAIXO CARBONO PRODUÇÃO E CONSUMO SUSTENTÁVEIS ECONOMIA CIRCULAR RNBC 2050 PTEN ENAAC PNAC 2020 POEs PNBEPH POAAPs ≈ POAs PGRHs PCQAs PNUEA PEAASAR PNA EU Roadmap to Low Carbon Economy 2050 Goals Energy / Climate 20-20-20 Europe 2020 Strategy Millennium Development Goals IPCC Reports Kyoto Protocol and post- Kyoto Astana 2011 Rio+20 ENDS 2015 / PIENDS ENCNB PENDR » PRODER PNPB et all PNPOT » PROTs PENT PNAAS PNPCDO PNS PET PAPVL 2020 PNR MoU e revisões AP / PAP / POs (2014/20) EFICE ECI +e+i PERH 2011- 2016 PPRU Global Green New Deal PERSU II PESGRI / PNAPRI PNGR 2011- 2020 PAQA / PMQA POEM PANCD PNDFCI PNAER PNAEE ENF ENM ENRG 7º PAA Horizon 2020 Going for Green Growth CDP CBD ENERGIA E CLIMA ÁGUA MARFLORESTAAGRICULTURA TURISMO TRANSPORTE S CIDADES E TERRITÓRIO INDÚSTRIA TRANSFORMA DORA RESÍDUOS INDÚSTRIA EXTRATIVA BIODIVERSIDA DE DEAE-APA, 2015 MAS NÃO É FÁCIL…RESILIÊNCIA E TALENTO
  • 23. 23 » "New Lens Scenarios: A shift in perspective for a world in transition“, Royal Dutch Shell plc, 2060, Energia, Global, http://www.shell.com/energy-and-innovation/the-energy-future/shell- scenarios.html, 2013 [ver http://www.shell.com/energy-and-innovation/the-energy- future/shell-scenarios/earlier-scenarios.html para Cenários anteriores (1996, 2008, 2011)] Mountains imagines a world where government policy significantly influences society and largely shapes energy and environmental pathways. Cleaner-burning natural gas becomes the backbone of the energy system, mostly replacing coal for power generation and seeing wider use in transport. Oceans envisions a landscape shaped by market forces and civil society. Public resistance and the slow adoption of policies and technology limits the development of nuclear power and restricts the growth of natural gas. Coal remains widely used in power generation until mid-century.
  • 24. 24 » Assessment of global megatrends, EEA - European Environment Agency, http://www.eea.europa.eu/themes/scenarios/global-megatends, em atualização contínua (última 2015). » Scenarios for Climate Assessment and Adaptation, The U.S. Global Change Research Program (USGCRP), http://scenarios.globalchange.gov/, vários conjuntos de Cenários - 2015 em desenvolvimento. » REN21 Renewables Global Futures Report (GFR), REN21 and the Institute for Sustainable Energy Policies (ISEP), 2050, Energias Renováveis, http://www.ren21.net/future-of- renewables/global-futures-report/, 2013. » 2050 Pathways: The Numbers of a Green Economy / The 2050 Pathways calculator / The 2050 Pathways Analysis Report / The Global Calculator, Department of Energy & Climate Change (DECC) UK Government / Climate-KIC (UK) and International Energy Agency, 2050, Alterações Climáticas e Política energética, Nacional e Global, https://www.gov.uk/guidance/2050-pathways-analysis / http://globalcalculator.org/, 2015 (atualização do Global Calculator). » Energy Futures for Canada,The Conference Board of Canada’s Strategic Foresight Initiative, 2050, Energia, Nacional (Canada), http://www.conferenceboard.ca/e- library/abstract.aspx?did=5446, 2013.
  • 25. 25 » Global Europe 2050, European Commission - DG Research and Innovation (Social Sciences and Humanities), 2050, Economia, Tecnologia, Ambiente, Geopolitica, Macro-Regional (Europa), https://ec.europa.eu/research/social-sciences/pdf/policy_reviews/global-europe-2050- report_en.pdf, 2012. » "EuroMed-2030 Long term challenges for the Mediterranean area“, European Commission - DG Research and Innovation (Social Sciences and Humanities), 2030, STEAP, https://ec.europa.eu/research/social-sciences/pdf/other_pubs/euromed-2030-rapport- annex1_en.pdf, 2011. » "Sustainability Scenarios for a Resource Efficient Europe - Final Report for the European Commission (DG Environment)“, Cambridge Econometrics, Sustainable Europe Research Institute (SERI) and Wuppertal Institute (WI), 2050, Eficiência de recursos, Macro-regional (Europa), http://ec.europa.eu/environment/enveco/studies_modelling/, 2011. » "Climate engineering - Technical status, future directions, and potential responses“, US Government Accountability Office (GAO) - Center for Science, Technology, and Engineering, 2030, Macro-regional (EUA), http://www.gao.gov/products/GAO-11-71, 2011. » “EDP 2050 Simulador”, EDP, 2050, Ambiente / Política energética, http://www.2050.edp.pt/entrada.html, 2013.
  • 27. 27 EEA Forward Looking Information and Scenarios (FLIS) EEA website - scenarios http://www.eea.europa.eu/themes/scenarios Environmental Scenarios Information Portal - “EnviroWindows” Review of available scenarios studies relevant for environment assessment http://scenarios.ew.eea.europa.eu/ List of scenarios studies relevant for Europe Looking back on looking forward: a review of evaluative scenario literature http://www.eea.europa.eu/publications/looking- back-on-looking-forward-a-review-of- evaluative-scenario-literature The Pan-European environment: glimpses into an uncertain future http://www.eea.europa.eu/publications/eea_rep ort_2007_4 Western Balkans report http://www.eea.europa.eu/highlights/publication s/western-balkans/ Catalogue of scenarios (publication and in FLIS online) http://www.eea.europa.eu/publications/catalogu e-of-scenario-studies/at_download/file
  • 31. 31 » http://cenariosportugal.apambiente.pt/ » Fortes, Patrícia, Alvarenga, A., Seixas, J., Rodrigues, S. (2015), “Long-term energy scenarios: Bridging the gap between socio- economic storylines and energy modeling”, Technological Forecasting and Social Change, Volume 91, February, Pages 161–178, http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0040162514000559.
  • 32. 32 Fonte: DPP, 2011, projeto HybCo2, disponível em http://cenariosportugal.apambiente.pt/ •Evolução do Perfil de Especialização da Economia Portuguesa (Atividades exportadoras e internacionalização; posição nas cadeias de valor de bens e serviços transacionáveis internacionalmente; inserção na divisão internacional do trabalho; …) •Sustentabilidade Financeira da Economia Portuguesa (Desequilíbrios externos; dívida pública + dívida privada; capacidade e rapidez de resolução dos desequilíbrios financeiros; …) •Modelo de Sistema Político (Evolução da democracia; atratividade de outras soluções; …) •Capacitação Institucional da Economia e Sociedade Portuguesas (Evolução e credibilidade das instituições; capital social; …) •Valores Culturais e Capacidade de Gerar Capital Social (Mudança cultural; confiança; benefício individual vs. benefício coletivo; capacidade de inovação e de mudança societal; …) •Liderança Estratégica e Proactividade dos Agentes Económicos (Sistema Político; Alinhamento e Mobilização dos Atores; Visão Estratégica e Qualidade da Governação; …) •Evolução do Modelo de Coesão Social Português (Mecanismos redistributivos; mercado de trabalho; ensino e formação; proteção social; saúde; …) •Tipologia e Papel das Cidades na Organização do Território (Coesão territorial; dinâmicas de urbanização; redes de cidades;…) •Incerteza Geracional - como vai viver a próxima geração? (Conflitos geracionais; coesão e solidariedade geracional; …) •Evolução dos Sistemas de Ensino e Formação em Portugal (Capital humano; qualidade e eficiência dos sistemas; ligação e sintonia com o mercado de trabalho; formação ao longo da vida; …)
  • 33. 33 obrigado António Alvarenga ALVA R&C, IST, ISEG https://pt.linkedin.com/in/antonioalvarenga antonio.alvarenga@outlook.pt