SlideShare uma empresa Scribd logo

SfD_ALVA

António Alvarenga
António Alvarenga
António AlvarengaConsultant (ALVA Research and Consulting), Professor (Nova SBE) and Researcher (IST and IHC) em ALVA Research and Consulting

SfD_ALVA

1 de 11
Baixar para ler offline
ABRIL DE 2016
(soft) | Skills for
(hard) | Decisions
work by Steve Hal
(soft) Skills for (hard) Decisions – ALVA Research and Consulting
2
CONTEÚDO
CONTEÚDO .............................................................................................................................................. 2
1. OBJETIVOS E ABORDAGEM.............................................................................................................. 3
2. MODUS OPERANDI.......................................................................................................................... 5
3. ETAPAS DE IMPLEMENTAÇÃO ......................................................................................................... 6
4. SOBRE A EQUIPA ............................................................................................................................10
(soft) Skills for (hard) Decisions – ALVA Research and Consulting
3
1. OBJETIVOS E ABORDAGEM
Os workshops “Skills for Decisions” são dedicados ao desenvolvimento de capacidades ligadas à
criatividade, decisão, partilha de conhecimento e de responsabilidades, e gestão de equipas.
“Skills for Decisions” é uma ferramenta que associa a prática e experiência nas áreas da gestão,
inovação e prospetiva de António Alvarenga, consultor, professor e investigador1
, com a prática e
experiência de João Fiadeiro, coreógrafo e Diretor do Atelier Real, nas áreas da composição,
improvisação e estigmergia social.
CEGOS À MUDANÇA
Todos nós temos uma tendência desconcertante para sermos "cegos à mudança". Trata-se de um
fenómeno que acontece quando não prestamos atenção, ou não reparamos num estímulo,
normalmente por estarmos focados noutra coisa que é, muito provavelmente, irrelevante para a
situação que nos confronta. Essa condição resulta da forma como as nossas ações e decisões são
"comandadas" pelas experiências passadas e pelas expetativas futuras. Como resultado,
tornamo-nos insensíveis e indisponíveis ao entorno, ao presente, ao acontecimento. A
consequência dessa cegueira traduz-se muitas vezes em gestos fora do tempo e desadequados à
situação que enfrentamos, para além de serem percecionados pelos outros como sendo ações
arbitrárias. Ou seja, a receita para o mal-entendido é um importante entrave ao encontro. De
forma a “combater” esta tendência precisamos de treinar uma qualidade que nos é
completamente contraintuitiva: a capacidade para inibir o impulso.
1 Professor Associado Convidado (IST - Instituto Superior Técnico e ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão) e Investigador
(CEG-IST - Centro de Estudos de Gestão do IST e IHC – Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas
da Universidade Nova de Lisboa).
(soft) Skills for (hard) Decisions – ALVA Research and Consulting
4
“Skills for Decisions” é um processo e uma ferramenta que tem o potencial para nos tornar mais
resistentes e resilientes aos impactos das grandes mudanças, sejam elas na macro escala da
sociedade, na escala intermédia de uma comunidade ou empresa, ou ainda na micro escala das
relações interpessoais. Funcionando como um “simulador de acontecimentos”, a sua prática
estimula e desenvolve uma sensibilidade mais apurada e atenta ao mundo e estimula a
capacidade de (re)conhecer os nossos próprios padrões e hábitos para que possamos, quando
necessário, inibi-los, encontrando assim novos circuitos e modos alternativos para resolver os
problemas que enfrentamos.
CALMA DELIBERADA
A ferramenta Skills for Decisions promove e estimula a capacidade de
induzir uma "calma deliberada" no nosso comportamento. Essa
qualidade, que encontramos num piloto de avião, num desportista de
alta competição ou num solista de orquestra, permite, através do
desenvolvimento de uma atenção sensível e focada, manter a calma em
situações limite. Como? Perdendo o medo e ganhando tempo. É essa a
combinação necessária para reparar nos detalhes e modos singulares
como uma situação (aquela e não outra) se organiza e, ao mesmo tempo, aferir as hipóteses de
intervenção mais sustentáveis e criativas para o seu desenrolar. Esta competência não é útil só
para as profissões atrás indicadas. É também decisiva para a abordagem aos problemas
complexos com os quais nos deparamos diariamente, no dia-a-dia das organizações e na gestão
de situações de pressão quotidiana.
APLICAÇÕES
A ferramenta Skills for Decisions tem um alargado espectro de aplicações, mas é nas áreas
associadas aos recursos humanos das organizações que encontra o seu território privilegiado de
aplicação. No concreto, tem um grande potencial de aplicação na mediação de conflitos, no
estímulo do pensamento divergente ou na gestão de equipas e projetos. Tem ainda especial
eficácia no desenvolvimento das soft skills dos praticantes, nomeadamente ao nível da resolução
de problemas de forma criativa; no aumento dos índices de confiança pessoal; na capacidade de
definir prioridades; no desenvolvimento de uma sensibilidade aos sinais de mudança; na melhoria
da capacidade de adaptação; e no aumento substancial da qualidade das relações interpessoais.
O processo Skills for Decisions cria espaços de diálogo, encontro e – palavra-chave – criatividade.
Uma criatividade que se manifesta e emerge no grupo, enquanto mudança de direção partilhada
e significativa. É um processo e uma ferramenta que tem o potencial para nos tornar mais
resistentes e resilientes aos impactos das grandes mudanças. A sua prática estimula e desenvolve
uma sensibilidade mais apurada e atenta ao mundo.
(soft) Skills for (hard) Decisions – ALVA Research and Consulting
5
2. MODUS OPERANDI
A ferramenta Skills for Decisions
apresenta-se sob a forma de jogo
cooperativo. Parte e adapta-se às
questões identificadas como centrais para
a sua atividade/prática por cada grupo de
participantes, complementando-as com
outros desafios transversais a qualquer
organização/comunidade, tais como: não
procurar só as informações que
confirmem aquilo em que já se acredita
ou pensa; desacelerar para diminuir erros
e precipitações; não utilizar em demasia
o passado como ponto de referência; estar preparado tanto para mudar de rumo como para
manter o rumo; dar valor à flexibilidade das decisões; decidir com responsabilidade,
reconhecendo ondas de impacto das decisões.
Os participantes desenvolvem um trabalho prático em laboratório que permite a identificação e
experimentação de padrões individuais de decisão e a reflexão sobre os mesmos. A prática Skills
for Decisions funciona como um “simulador de acontecimentos”, adotando o dispositivo do jogo
de mesa como território privilegiado de “treino”, onde se replicam as operações envolvidas nas
relações-tensões que mantemos uns com os outros e com nós próprios no quotidiano. É por isso
um jogo que, mesmo sem o sabermos, jogamos todos os dias, de cada vez que abordamos um
problema em contexto de incerteza, em cima de informação imperfeita, provisória e, mais
importante do que tudo, em grupo, no seio da equipa, da organização ou da comunidade.
Este jogo joga-se com objetos do dia-a-dia,
como materiais de escritório – fita-cola,
folhas de papel, clips...- ou “adereços” que
se "tenham à mão", como uma garrafa de
água, uma peça de roupa ou uma cadeira.
As jogadas realizadas por cada jogador
criam relações que funcionam como
“impressões comportamentais” do
participante, revelando os seus padrões e
hábitos. A capacidade de identificar e
(re)conhecer os nossos próprios padrões e
hábitos é crucial para que possamos,
quando necessário, inibi-los, encontrando assim modos, decisões e ações alternativas,
desenvolvendo assim a competência de adaptação ao momento presente. A essa aptidão
chamamos criatividade.
Photo by Ryan Waggoner
Photo by Ryan Waggoner
(soft) Skills for (hard) Decisions – ALVA Research and Consulting
6
3. ETAPAS DE IMPLEMENTAÇÃO
Propomos um workshop dividido por quatro módulos que possibilitam a prática desta ferramenta
de trabalho em diversas configurações e intensidades:
 No primeiro módulo, apresentamos a ferramenta através da articulação entre a exposição
teórica e o modo operativo do jogo. Iremos ainda listar e articular, com o grupo, as
questões chave ligadas à gestão, decisão e inovação no seu contexto específico de
atuação.
 No segundo módulo, trabalhamos a aplicação da ferramenta na perspetiva do
“utilizador”, ou seja, o foco será dirigido à forma como cada participante, individualmente
e em relação com os seus próprios padrões e hábitos, se relaciona com o jogo proposto.
 No terceiro módulo, haverá um deslocamento da atenção da prática desta ferramenta
para a sua aplicação nas dinâmicas de grupo, nos processos de colaboração e na criação
de relações sustentáveis e criativas.
 E por fim, o quarto módulo consiste numa sessão de follow-up, reflexão e partilha de
testemunhos sobre as manifestações e os impactos desta experiência no quotidiano
profissional.
O diagrama seguinte (fig 1) ilustra as etapas de implementação.
Figura 1 – Etapas de implementação
Anúncio

Recomendados

Monografia fia progep deyse c de barros_vs final
Monografia  fia progep deyse c de barros_vs finalMonografia  fia progep deyse c de barros_vs final
Monografia fia progep deyse c de barros_vs finalDeyse Carvalho de Barros
 
Clicar para visualisação
Clicar para visualisaçãoClicar para visualisação
Clicar para visualisaçãojruaca
 
A Avaliação de Desemprenho Contribui para o Desenvolvimento Profissional e Pe...
A Avaliação de Desemprenho Contribui para o Desenvolvimento Profissional e Pe...A Avaliação de Desemprenho Contribui para o Desenvolvimento Profissional e Pe...
A Avaliação de Desemprenho Contribui para o Desenvolvimento Profissional e Pe...Joyce Prestes
 
Cadernode rh desenvolvimentodehabilidadesgerenciaisrddi
Cadernode rh desenvolvimentodehabilidadesgerenciaisrddiCadernode rh desenvolvimentodehabilidadesgerenciaisrddi
Cadernode rh desenvolvimentodehabilidadesgerenciaisrddidrifrutal
 

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Economia Verde_JornadasATIC_13abr2015_b_s_cl3_Alvarenga
Economia Verde_JornadasATIC_13abr2015_b_s_cl3_AlvarengaEconomia Verde_JornadasATIC_13abr2015_b_s_cl3_Alvarenga
Economia Verde_JornadasATIC_13abr2015_b_s_cl3_AlvarengaAntónio Alvarenga
 
participantes_Economic Strategies for Environment_The Portuguese Green Growth...
participantes_Economic Strategies for Environment_The Portuguese Green Growth...participantes_Economic Strategies for Environment_The Portuguese Green Growth...
participantes_Economic Strategies for Environment_The Portuguese Green Growth...António Alvarenga
 
Strategic Territorial Foresight
Strategic Territorial ForesightStrategic Territorial Foresight
Strategic Territorial ForesightAntónio Alvarenga
 
SD10_Investimento_energias_renovaveis
SD10_Investimento_energias_renovaveisSD10_Investimento_energias_renovaveis
SD10_Investimento_energias_renovaveisAntónio Alvarenga
 
Shaping_the_Future_2017_brochure
Shaping_the_Future_2017_brochureShaping_the_Future_2017_brochure
Shaping_the_Future_2017_brochureAntónio Alvarenga
 
Portugal Profile 6 Qualificacoes Trabalho e Coesao Social
Portugal Profile 6 Qualificacoes Trabalho e Coesao SocialPortugal Profile 6 Qualificacoes Trabalho e Coesao Social
Portugal Profile 6 Qualificacoes Trabalho e Coesao SocialAntónio Alvarenga
 

Destaque (10)

Economia Verde_JornadasATIC_13abr2015_b_s_cl3_Alvarenga
Economia Verde_JornadasATIC_13abr2015_b_s_cl3_AlvarengaEconomia Verde_JornadasATIC_13abr2015_b_s_cl3_Alvarenga
Economia Verde_JornadasATIC_13abr2015_b_s_cl3_Alvarenga
 
participantes_Economic Strategies for Environment_The Portuguese Green Growth...
participantes_Economic Strategies for Environment_The Portuguese Green Growth...participantes_Economic Strategies for Environment_The Portuguese Green Growth...
participantes_Economic Strategies for Environment_The Portuguese Green Growth...
 
Strategic Territorial Foresight
Strategic Territorial ForesightStrategic Territorial Foresight
Strategic Territorial Foresight
 
SD10_Investimento_energias_renovaveis
SD10_Investimento_energias_renovaveisSD10_Investimento_energias_renovaveis
SD10_Investimento_energias_renovaveis
 
Shaping_the_Future_2017_brochure
Shaping_the_Future_2017_brochureShaping_the_Future_2017_brochure
Shaping_the_Future_2017_brochure
 
REA2014_RevisaoFinal
REA2014_RevisaoFinalREA2014_RevisaoFinal
REA2014_RevisaoFinal
 
ALVA_António-Alvarenga
ALVA_António-AlvarengaALVA_António-Alvarenga
ALVA_António-Alvarenga
 
SD16_Impactos_deep_off-shore
SD16_Impactos_deep_off-shoreSD16_Impactos_deep_off-shore
SD16_Impactos_deep_off-shore
 
Turismo 2020_AA_2007
Turismo 2020_AA_2007Turismo 2020_AA_2007
Turismo 2020_AA_2007
 
Portugal Profile 6 Qualificacoes Trabalho e Coesao Social
Portugal Profile 6 Qualificacoes Trabalho e Coesao SocialPortugal Profile 6 Qualificacoes Trabalho e Coesao Social
Portugal Profile 6 Qualificacoes Trabalho e Coesao Social
 

Semelhante a SfD_ALVA

Sistemas de Informação Aula 9
Sistemas de Informação Aula 9Sistemas de Informação Aula 9
Sistemas de Informação Aula 9Evaldo Wolkers
 
Geração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais
Geração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociaisGeração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais
Geração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociaisThiago Arbulu
 
Geração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais
Geração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociaisGeração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais
Geração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociaisThiago Arbulu
 
Apostila dinâmica de espaço
Apostila   dinâmica de espaço Apostila   dinâmica de espaço
Apostila dinâmica de espaço Robert Álefe
 
Estudo das Relações Interpessoais entre as diferentes gerações no ambiente em...
Estudo das Relações Interpessoais entre as diferentes gerações no ambiente em...Estudo das Relações Interpessoais entre as diferentes gerações no ambiente em...
Estudo das Relações Interpessoais entre as diferentes gerações no ambiente em...Carmen Paola Yánez Fernández
 
Tcc gestão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais - ...
Tcc   gestão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais - ...Tcc   gestão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais - ...
Tcc gestão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais - ...Thiago Arbulu
 
MA_COMP__O_homem_e_o_ambiente.doc
MA_COMP__O_homem_e_o_ambiente.docMA_COMP__O_homem_e_o_ambiente.doc
MA_COMP__O_homem_e_o_ambiente.docGuilhermeS16
 
Evandro%20 guerreiro era
Evandro%20 guerreiro eraEvandro%20 guerreiro era
Evandro%20 guerreiro eraTerezinha Lima
 
Projeto Aplicado Desafiar - Gamificação ASKE
Projeto Aplicado Desafiar - Gamificação ASKEProjeto Aplicado Desafiar - Gamificação ASKE
Projeto Aplicado Desafiar - Gamificação ASKECinara Miranda
 
Artigo Soul Leadership ! Revista Human OUT2012
Artigo Soul Leadership ! Revista Human OUT2012Artigo Soul Leadership ! Revista Human OUT2012
Artigo Soul Leadership ! Revista Human OUT2012Hugo Gonçalves
 
[Stefanini Mindset Experiences] Design Thinking - Dia 1
[Stefanini Mindset Experiences] Design Thinking - Dia 1[Stefanini Mindset Experiences] Design Thinking - Dia 1
[Stefanini Mindset Experiences] Design Thinking - Dia 1Vinicius Marinho
 
Trabalho sobre SSD Sistemas De Informação - FAC 2
Trabalho sobre SSD    Sistemas De Informação - FAC 2Trabalho sobre SSD    Sistemas De Informação - FAC 2
Trabalho sobre SSD Sistemas De Informação - FAC 2Adrielso Pinto Teodoro
 
Ps Treinamento Empresarial
Ps Treinamento EmpresarialPs Treinamento Empresarial
Ps Treinamento Empresarialguest4e9c08
 
Apostila de dinamicas de grupo
Apostila de dinamicas de grupoApostila de dinamicas de grupo
Apostila de dinamicas de grupoAna Paula Nogueira
 
Trab. psicologia organizacional (geral)
Trab. psicologia organizacional (geral)Trab. psicologia organizacional (geral)
Trab. psicologia organizacional (geral)HENRIQUE MESQUITA
 
ANÁLISE E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PROFISSIONAIS
ANÁLISE E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PROFISSIONAISANÁLISE E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PROFISSIONAIS
ANÁLISE E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PROFISSIONAISRutileia Feliciano
 
ANÁLISE E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PROFISSIONAIS
ANÁLISE E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PROFISSIONAISANÁLISE E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PROFISSIONAIS
ANÁLISE E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PROFISSIONAISRutileia Feliciano
 

Semelhante a SfD_ALVA (20)

Sistemas de Informação Aula 9
Sistemas de Informação Aula 9Sistemas de Informação Aula 9
Sistemas de Informação Aula 9
 
Geração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais
Geração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociaisGeração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais
Geração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais
 
Geração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais
Geração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociaisGeração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais
Geração e difusão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais
 
Apostila dinâmica de espaço
Apostila   dinâmica de espaço Apostila   dinâmica de espaço
Apostila dinâmica de espaço
 
Estudo das Relações Interpessoais entre as diferentes gerações no ambiente em...
Estudo das Relações Interpessoais entre as diferentes gerações no ambiente em...Estudo das Relações Interpessoais entre as diferentes gerações no ambiente em...
Estudo das Relações Interpessoais entre as diferentes gerações no ambiente em...
 
Tcc gestão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais - ...
Tcc   gestão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais - ...Tcc   gestão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais - ...
Tcc gestão do conhecimento nas organizações utilizando as mídias sociais - ...
 
MA_COMP__O_homem_e_o_ambiente.doc
MA_COMP__O_homem_e_o_ambiente.docMA_COMP__O_homem_e_o_ambiente.doc
MA_COMP__O_homem_e_o_ambiente.doc
 
Ferramentas para metodologias participativas parte 2
Ferramentas para metodologias participativas parte 2Ferramentas para metodologias participativas parte 2
Ferramentas para metodologias participativas parte 2
 
Evandro%20 guerreiro era
Evandro%20 guerreiro eraEvandro%20 guerreiro era
Evandro%20 guerreiro era
 
Projeto Aplicado Desafiar - Gamificação ASKE
Projeto Aplicado Desafiar - Gamificação ASKEProjeto Aplicado Desafiar - Gamificação ASKE
Projeto Aplicado Desafiar - Gamificação ASKE
 
Artigo Soul Leadership ! Revista Human OUT2012
Artigo Soul Leadership ! Revista Human OUT2012Artigo Soul Leadership ! Revista Human OUT2012
Artigo Soul Leadership ! Revista Human OUT2012
 
[Stefanini Mindset Experiences] Design Thinking - Dia 1
[Stefanini Mindset Experiences] Design Thinking - Dia 1[Stefanini Mindset Experiences] Design Thinking - Dia 1
[Stefanini Mindset Experiences] Design Thinking - Dia 1
 
Trabalho sobre SSD Sistemas De Informação - FAC 2
Trabalho sobre SSD    Sistemas De Informação - FAC 2Trabalho sobre SSD    Sistemas De Informação - FAC 2
Trabalho sobre SSD Sistemas De Informação - FAC 2
 
Processo decisório nas organizações
Processo decisório nas organizaçõesProcesso decisório nas organizações
Processo decisório nas organizações
 
Desenvolva suas Competências
Desenvolva suas Competências Desenvolva suas Competências
Desenvolva suas Competências
 
Ps Treinamento Empresarial
Ps Treinamento EmpresarialPs Treinamento Empresarial
Ps Treinamento Empresarial
 
Apostila de dinamicas de grupo
Apostila de dinamicas de grupoApostila de dinamicas de grupo
Apostila de dinamicas de grupo
 
Trab. psicologia organizacional (geral)
Trab. psicologia organizacional (geral)Trab. psicologia organizacional (geral)
Trab. psicologia organizacional (geral)
 
ANÁLISE E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PROFISSIONAIS
ANÁLISE E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PROFISSIONAISANÁLISE E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PROFISSIONAIS
ANÁLISE E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PROFISSIONAIS
 
ANÁLISE E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PROFISSIONAIS
ANÁLISE E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PROFISSIONAISANÁLISE E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PROFISSIONAIS
ANÁLISE E RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS PROFISSIONAIS
 

Mais de António Alvarenga

Delphi_Método e Aplicações_AA_PC_SE
Delphi_Método e Aplicações_AA_PC_SEDelphi_Método e Aplicações_AA_PC_SE
Delphi_Método e Aplicações_AA_PC_SEAntónio Alvarenga
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaAgriculturaEFlorestas
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaAgriculturaEFlorestasSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaAgriculturaEFlorestas
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaAgriculturaEFlorestasAntónio Alvarenga
 
Sintese_CCV_conferencia_turismo
Sintese_CCV_conferencia_turismoSintese_CCV_conferencia_turismo
Sintese_CCV_conferencia_turismoAntónio Alvarenga
 
Sintese_CCV_conferencia_industria
Sintese_CCV_conferencia_industriaSintese_CCV_conferencia_industria
Sintese_CCV_conferencia_industriaAntónio Alvarenga
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaResiduos
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaResiduosSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaResiduos
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaResiduosAntónio Alvarenga
 
Sintese_CCV_conferencia_energia
Sintese_CCV_conferencia_energiaSintese_CCV_conferencia_energia
Sintese_CCV_conferencia_energiaAntónio Alvarenga
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaBiodiversidadeServicosDosEcossistemas
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaBiodiversidadeServicosDosEcossistemasSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaBiodiversidadeServicosDosEcossistemas
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaBiodiversidadeServicosDosEcossistemasAntónio Alvarenga
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaCidadesTerritorio
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaCidadesTerritorioSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaCidadesTerritorio
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaCidadesTerritorioAntónio Alvarenga
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaMobilidadeTransportes
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaMobilidadeTransportesSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaMobilidadeTransportes
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaMobilidadeTransportesAntónio Alvarenga
 
AEconomiaPortuguesa_VersaoFinal2
AEconomiaPortuguesa_VersaoFinal2AEconomiaPortuguesa_VersaoFinal2
AEconomiaPortuguesa_VersaoFinal2António Alvarenga
 
Portugal Profile 5 - Ambiente e Desenvolvimento
Portugal Profile 5 - Ambiente e DesenvolvimentoPortugal Profile 5 - Ambiente e Desenvolvimento
Portugal Profile 5 - Ambiente e DesenvolvimentoAntónio Alvarenga
 
Portugal Profile 4 - Territorios
Portugal Profile 4 - TerritoriosPortugal Profile 4 - Territorios
Portugal Profile 4 - TerritoriosAntónio Alvarenga
 
Portugal Profile 3 - Crescimento Sustentado e Carteira de Actividades
Portugal Profile 3 - Crescimento Sustentado e Carteira de ActividadesPortugal Profile 3 - Crescimento Sustentado e Carteira de Actividades
Portugal Profile 3 - Crescimento Sustentado e Carteira de ActividadesAntónio Alvarenga
 
Portugal Profile 2 - Convergencia
Portugal Profile 2 - ConvergenciaPortugal Profile 2 - Convergencia
Portugal Profile 2 - ConvergenciaAntónio Alvarenga
 
Portugal Profile 1 - Enquadramento Externo e Desafios Estrategicos
Portugal Profile 1 - Enquadramento Externo e Desafios EstrategicosPortugal Profile 1 - Enquadramento Externo e Desafios Estrategicos
Portugal Profile 1 - Enquadramento Externo e Desafios EstrategicosAntónio Alvarenga
 
A Escola Francesa de Prospectiva no Contexto dos Futures Studies
A Escola Francesa de Prospectiva no Contexto dos Futures StudiesA Escola Francesa de Prospectiva no Contexto dos Futures Studies
A Escola Francesa de Prospectiva no Contexto dos Futures StudiesAntónio Alvarenga
 
A Economia Portuguesa a Longo Prazo_um Processo de Cenarizacao
A Economia Portuguesa a Longo Prazo_um Processo de CenarizacaoA Economia Portuguesa a Longo Prazo_um Processo de Cenarizacao
A Economia Portuguesa a Longo Prazo_um Processo de CenarizacaoAntónio Alvarenga
 
Turismo 2020 - Apresentacao de um Processo Integrado e Modular de Prospectiva...
Turismo 2020 - Apresentacao de um Processo Integrado e Modular de Prospectiva...Turismo 2020 - Apresentacao de um Processo Integrado e Modular de Prospectiva...
Turismo 2020 - Apresentacao de um Processo Integrado e Modular de Prospectiva...António Alvarenga
 

Mais de António Alvarenga (20)

Delphi_Método e Aplicações_AA_PC_SE
Delphi_Método e Aplicações_AA_PC_SEDelphi_Método e Aplicações_AA_PC_SE
Delphi_Método e Aplicações_AA_PC_SE
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaAgriculturaEFlorestas
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaAgriculturaEFlorestasSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaAgriculturaEFlorestas
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaAgriculturaEFlorestas
 
Sintese_CCV_conferencia_turismo
Sintese_CCV_conferencia_turismoSintese_CCV_conferencia_turismo
Sintese_CCV_conferencia_turismo
 
Sintese_CCV_conferencia_industria
Sintese_CCV_conferencia_industriaSintese_CCV_conferencia_industria
Sintese_CCV_conferencia_industria
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaResiduos
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaResiduosSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaResiduos
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaResiduos
 
Sintese_CCV_conferencia_energia
Sintese_CCV_conferencia_energiaSintese_CCV_conferencia_energia
Sintese_CCV_conferencia_energia
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaBiodiversidadeServicosDosEcossistemas
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaBiodiversidadeServicosDosEcossistemasSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaBiodiversidadeServicosDosEcossistemas
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaBiodiversidadeServicosDosEcossistemas
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaCidadesTerritorio
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaCidadesTerritorioSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaCidadesTerritorio
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaCidadesTerritorio
 
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaMobilidadeTransportes
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaMobilidadeTransportesSinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaMobilidadeTransportes
SinteseSessaoDiscussaoPublica_TemaMobilidadeTransportes
 
REA_2013_Final_30dezembro
REA_2013_Final_30dezembroREA_2013_Final_30dezembro
REA_2013_Final_30dezembro
 
AEconomiaPortuguesa_VersaoFinal2
AEconomiaPortuguesa_VersaoFinal2AEconomiaPortuguesa_VersaoFinal2
AEconomiaPortuguesa_VersaoFinal2
 
05.DPP_Insights-Timeline
05.DPP_Insights-Timeline05.DPP_Insights-Timeline
05.DPP_Insights-Timeline
 
Portugal Profile 5 - Ambiente e Desenvolvimento
Portugal Profile 5 - Ambiente e DesenvolvimentoPortugal Profile 5 - Ambiente e Desenvolvimento
Portugal Profile 5 - Ambiente e Desenvolvimento
 
Portugal Profile 4 - Territorios
Portugal Profile 4 - TerritoriosPortugal Profile 4 - Territorios
Portugal Profile 4 - Territorios
 
Portugal Profile 3 - Crescimento Sustentado e Carteira de Actividades
Portugal Profile 3 - Crescimento Sustentado e Carteira de ActividadesPortugal Profile 3 - Crescimento Sustentado e Carteira de Actividades
Portugal Profile 3 - Crescimento Sustentado e Carteira de Actividades
 
Portugal Profile 2 - Convergencia
Portugal Profile 2 - ConvergenciaPortugal Profile 2 - Convergencia
Portugal Profile 2 - Convergencia
 
Portugal Profile 1 - Enquadramento Externo e Desafios Estrategicos
Portugal Profile 1 - Enquadramento Externo e Desafios EstrategicosPortugal Profile 1 - Enquadramento Externo e Desafios Estrategicos
Portugal Profile 1 - Enquadramento Externo e Desafios Estrategicos
 
A Escola Francesa de Prospectiva no Contexto dos Futures Studies
A Escola Francesa de Prospectiva no Contexto dos Futures StudiesA Escola Francesa de Prospectiva no Contexto dos Futures Studies
A Escola Francesa de Prospectiva no Contexto dos Futures Studies
 
A Economia Portuguesa a Longo Prazo_um Processo de Cenarizacao
A Economia Portuguesa a Longo Prazo_um Processo de CenarizacaoA Economia Portuguesa a Longo Prazo_um Processo de Cenarizacao
A Economia Portuguesa a Longo Prazo_um Processo de Cenarizacao
 
Turismo 2020 - Apresentacao de um Processo Integrado e Modular de Prospectiva...
Turismo 2020 - Apresentacao de um Processo Integrado e Modular de Prospectiva...Turismo 2020 - Apresentacao de um Processo Integrado e Modular de Prospectiva...
Turismo 2020 - Apresentacao de um Processo Integrado e Modular de Prospectiva...
 

SfD_ALVA

  • 1. ABRIL DE 2016 (soft) | Skills for (hard) | Decisions work by Steve Hal
  • 2. (soft) Skills for (hard) Decisions – ALVA Research and Consulting 2 CONTEÚDO CONTEÚDO .............................................................................................................................................. 2 1. OBJETIVOS E ABORDAGEM.............................................................................................................. 3 2. MODUS OPERANDI.......................................................................................................................... 5 3. ETAPAS DE IMPLEMENTAÇÃO ......................................................................................................... 6 4. SOBRE A EQUIPA ............................................................................................................................10
  • 3. (soft) Skills for (hard) Decisions – ALVA Research and Consulting 3 1. OBJETIVOS E ABORDAGEM Os workshops “Skills for Decisions” são dedicados ao desenvolvimento de capacidades ligadas à criatividade, decisão, partilha de conhecimento e de responsabilidades, e gestão de equipas. “Skills for Decisions” é uma ferramenta que associa a prática e experiência nas áreas da gestão, inovação e prospetiva de António Alvarenga, consultor, professor e investigador1 , com a prática e experiência de João Fiadeiro, coreógrafo e Diretor do Atelier Real, nas áreas da composição, improvisação e estigmergia social. CEGOS À MUDANÇA Todos nós temos uma tendência desconcertante para sermos "cegos à mudança". Trata-se de um fenómeno que acontece quando não prestamos atenção, ou não reparamos num estímulo, normalmente por estarmos focados noutra coisa que é, muito provavelmente, irrelevante para a situação que nos confronta. Essa condição resulta da forma como as nossas ações e decisões são "comandadas" pelas experiências passadas e pelas expetativas futuras. Como resultado, tornamo-nos insensíveis e indisponíveis ao entorno, ao presente, ao acontecimento. A consequência dessa cegueira traduz-se muitas vezes em gestos fora do tempo e desadequados à situação que enfrentamos, para além de serem percecionados pelos outros como sendo ações arbitrárias. Ou seja, a receita para o mal-entendido é um importante entrave ao encontro. De forma a “combater” esta tendência precisamos de treinar uma qualidade que nos é completamente contraintuitiva: a capacidade para inibir o impulso. 1 Professor Associado Convidado (IST - Instituto Superior Técnico e ISEG - Instituto Superior de Economia e Gestão) e Investigador (CEG-IST - Centro de Estudos de Gestão do IST e IHC – Instituto de História Contemporânea da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa).
  • 4. (soft) Skills for (hard) Decisions – ALVA Research and Consulting 4 “Skills for Decisions” é um processo e uma ferramenta que tem o potencial para nos tornar mais resistentes e resilientes aos impactos das grandes mudanças, sejam elas na macro escala da sociedade, na escala intermédia de uma comunidade ou empresa, ou ainda na micro escala das relações interpessoais. Funcionando como um “simulador de acontecimentos”, a sua prática estimula e desenvolve uma sensibilidade mais apurada e atenta ao mundo e estimula a capacidade de (re)conhecer os nossos próprios padrões e hábitos para que possamos, quando necessário, inibi-los, encontrando assim novos circuitos e modos alternativos para resolver os problemas que enfrentamos. CALMA DELIBERADA A ferramenta Skills for Decisions promove e estimula a capacidade de induzir uma "calma deliberada" no nosso comportamento. Essa qualidade, que encontramos num piloto de avião, num desportista de alta competição ou num solista de orquestra, permite, através do desenvolvimento de uma atenção sensível e focada, manter a calma em situações limite. Como? Perdendo o medo e ganhando tempo. É essa a combinação necessária para reparar nos detalhes e modos singulares como uma situação (aquela e não outra) se organiza e, ao mesmo tempo, aferir as hipóteses de intervenção mais sustentáveis e criativas para o seu desenrolar. Esta competência não é útil só para as profissões atrás indicadas. É também decisiva para a abordagem aos problemas complexos com os quais nos deparamos diariamente, no dia-a-dia das organizações e na gestão de situações de pressão quotidiana. APLICAÇÕES A ferramenta Skills for Decisions tem um alargado espectro de aplicações, mas é nas áreas associadas aos recursos humanos das organizações que encontra o seu território privilegiado de aplicação. No concreto, tem um grande potencial de aplicação na mediação de conflitos, no estímulo do pensamento divergente ou na gestão de equipas e projetos. Tem ainda especial eficácia no desenvolvimento das soft skills dos praticantes, nomeadamente ao nível da resolução de problemas de forma criativa; no aumento dos índices de confiança pessoal; na capacidade de definir prioridades; no desenvolvimento de uma sensibilidade aos sinais de mudança; na melhoria da capacidade de adaptação; e no aumento substancial da qualidade das relações interpessoais. O processo Skills for Decisions cria espaços de diálogo, encontro e – palavra-chave – criatividade. Uma criatividade que se manifesta e emerge no grupo, enquanto mudança de direção partilhada e significativa. É um processo e uma ferramenta que tem o potencial para nos tornar mais resistentes e resilientes aos impactos das grandes mudanças. A sua prática estimula e desenvolve uma sensibilidade mais apurada e atenta ao mundo.
  • 5. (soft) Skills for (hard) Decisions – ALVA Research and Consulting 5 2. MODUS OPERANDI A ferramenta Skills for Decisions apresenta-se sob a forma de jogo cooperativo. Parte e adapta-se às questões identificadas como centrais para a sua atividade/prática por cada grupo de participantes, complementando-as com outros desafios transversais a qualquer organização/comunidade, tais como: não procurar só as informações que confirmem aquilo em que já se acredita ou pensa; desacelerar para diminuir erros e precipitações; não utilizar em demasia o passado como ponto de referência; estar preparado tanto para mudar de rumo como para manter o rumo; dar valor à flexibilidade das decisões; decidir com responsabilidade, reconhecendo ondas de impacto das decisões. Os participantes desenvolvem um trabalho prático em laboratório que permite a identificação e experimentação de padrões individuais de decisão e a reflexão sobre os mesmos. A prática Skills for Decisions funciona como um “simulador de acontecimentos”, adotando o dispositivo do jogo de mesa como território privilegiado de “treino”, onde se replicam as operações envolvidas nas relações-tensões que mantemos uns com os outros e com nós próprios no quotidiano. É por isso um jogo que, mesmo sem o sabermos, jogamos todos os dias, de cada vez que abordamos um problema em contexto de incerteza, em cima de informação imperfeita, provisória e, mais importante do que tudo, em grupo, no seio da equipa, da organização ou da comunidade. Este jogo joga-se com objetos do dia-a-dia, como materiais de escritório – fita-cola, folhas de papel, clips...- ou “adereços” que se "tenham à mão", como uma garrafa de água, uma peça de roupa ou uma cadeira. As jogadas realizadas por cada jogador criam relações que funcionam como “impressões comportamentais” do participante, revelando os seus padrões e hábitos. A capacidade de identificar e (re)conhecer os nossos próprios padrões e hábitos é crucial para que possamos, quando necessário, inibi-los, encontrando assim modos, decisões e ações alternativas, desenvolvendo assim a competência de adaptação ao momento presente. A essa aptidão chamamos criatividade. Photo by Ryan Waggoner Photo by Ryan Waggoner
  • 6. (soft) Skills for (hard) Decisions – ALVA Research and Consulting 6 3. ETAPAS DE IMPLEMENTAÇÃO Propomos um workshop dividido por quatro módulos que possibilitam a prática desta ferramenta de trabalho em diversas configurações e intensidades:  No primeiro módulo, apresentamos a ferramenta através da articulação entre a exposição teórica e o modo operativo do jogo. Iremos ainda listar e articular, com o grupo, as questões chave ligadas à gestão, decisão e inovação no seu contexto específico de atuação.  No segundo módulo, trabalhamos a aplicação da ferramenta na perspetiva do “utilizador”, ou seja, o foco será dirigido à forma como cada participante, individualmente e em relação com os seus próprios padrões e hábitos, se relaciona com o jogo proposto.  No terceiro módulo, haverá um deslocamento da atenção da prática desta ferramenta para a sua aplicação nas dinâmicas de grupo, nos processos de colaboração e na criação de relações sustentáveis e criativas.  E por fim, o quarto módulo consiste numa sessão de follow-up, reflexão e partilha de testemunhos sobre as manifestações e os impactos desta experiência no quotidiano profissional. O diagrama seguinte (fig 1) ilustra as etapas de implementação. Figura 1 – Etapas de implementação
  • 7. (soft) Skills for (hard) Decisions – ALVA Research and Consulting 7 APRESENTAÇÃO DOS MÓDULOS » Módulo 1 / Mapear as questões chave do grupo, apresentar a proposta e introduzir o jogo (2h) Welcome. Percursos e encontros. Introdução ao processo. Identificar as linhas de força a abordar durante a formação através do mapeamento das questões-chave dos participantes na sua atividade/prática, complementando-as com tópicos transversais a qualquer organização/comunidade. Apresentar os princípios estruturantes deste jogo; o que o diferencia de outros jogos cooperativos; e quais os seus objetivos e resultados. Apresentação de exemplos vídeo, gráficos e imagens. WORKSHOPS PRÁTICOS A prática do Skills for Decisions desenvolve-se a partir de um dispositivo extremamente simples, semelhante àquele que encontramos em qualquer jogo de tabuleiro. Com uma diferença substancial: as regras são estabelecidas enquanto se joga. Ou seja, não havendo “livro de instruções” para algo que ainda não aconteceu, é decisivo para o “jogador/a” estar particularmente atento/a aos mais pequenos detalhes porque, naquele momento, está-se a “inventar o mundo”, a estabelecer as coordenadas mínimas da relação e a definir as normas base que irão enquadrar aquele encontro (e não o que esperávamos ou desejávamos ter). Aquilo que na Teoria do Caos se chama Sensibilidade às Condições Iniciais (Efeito Borboleta). A ausência de regras prévias neste jogo treina uma das ferramentas mais importantes para se lidar com a nossa capacidade de adaptação: (re)aprender a olhar outra vez; ver sem pré-conceitos; e reparar (voltar a parar) nos nossos padrões. Outra restrição que caracteriza este jogo é ele ser jogado em silêncio. A impossibilidade de explicar ou justificar os nossos atos obriga-nos a ser simples e concisos nas nossas ações, e
  • 8. (soft) Skills for (hard) Decisions – ALVA Research and Consulting 8 possibilita que desenvolvamos formas de comunicação complexas. A simplicidade gera complexidade. A explicação e a justificação geram complicação e confusão. A condição para que esta prática seja bem sucedida é a capacidade que temos para inibir ações reflexas e, por definição, precipitadas. A razão é simples: sendo o tempo (que se ganha ao tempo) o ativo mais precioso deste jogo – de forma a se poder mapear uma situação, criar hipóteses de relação e, quando o momento chegar, decidir - se o participante age por reflexo, por impulso, sem ter em consideração a situação em si mas as suas necessidades pessoais, esse tempo de pausa e de atenção deixa de existir. Por fim, outra das premissas importantes para a prática do Skills for Decision, semelhante a qualquer outro jogo de tabuleiro mas pouco comum nas práticas de comunicação, é a impossibilidade de se realizarem duas jogadas em simultâneo. Ou seja, a impossibilidade de se controlar e monopolizar. E a razão é simples: o objetivo último desta prática é tornar as relações sustentáveis, estimular a criatividade de uma equipa e promover a inovação do sistema em que estamos a trabalhar. Ao fazermos duas (ou três, ou quatro...) jogadas simultâneas, é como se estivéssemos a jogar sozinhos, empurrando os nossos interlocutores para a condição de meros espetadores, subordinados passivos ou ferozes competidores. Em qualquer destes casos, não estarão a cooperar ou colaborar e a probabilidade de, “daquele encontro”, resultar algo sustentável, criativo ou inovador será muito reduzida. » Módulo 2 / Foco na decisão individual (4h) Neste módulo o foco estará na aplicação da ferramenta na perspetiva do “utilizador”, ou seja, a atenção será dirigida à forma como cada participante, individualmente e em relação com os seus próprios padrões e hábitos, se relaciona com o jogo proposto. Este jogo processa-se numa lógica cumulativa e circular, num “vai e vem” entre o espaço de “fora” e o espaço de “dentro” do tabuleiro, só interrompido por momentos de feedback cirúrgicos e intensos, uma ferramenta central neste processo.
  • 9. (soft) Skills for (hard) Decisions – ALVA Research and Consulting 9 » Módulo 3 / Foco na colaboração (4h) Neste módulo o foco estará na aplicação da ferramenta na perspetiva do “grupo”. Para isso iremos aplicar os mesmos princípios e premissas enumerados anteriormente, mas com o foco dirigido às dinâmicas de grupo e aos processos de colaboração. Essa prática é desenvolvida através de um exercício a que demos o nome de G.HOST (guest + host) e que estimula e simula, num processo de decisão, gestão de conflitos e negociação, a capacidade de se ser, simultaneamente, convidado e anfitrião. A prática do Skills for Decisions através do exercício G.HOST desenrola-se num dispositivo onde os participantes serão convidados a experimentar, no contexto do jogo, estas duas qualidades tão cruciais em qualquer relação (receber e ser recebido). » Módulo 4 / Wrap-up (2h - 1 mês depois do módulo 3) O processo Skills for Decisions conclui com um momento de reflexão que visa projetar os seus efeitos no futuro. Nesta sessão final de follow-up daremos enfâse à reflexão e partilha de testemunhos sobre as manifestações, incluindo exemplos registados pelos participantes. Sendo o Skills for Decision uma técnica que visa dar ferramentas aos participantes para se prepararem para o desconhecido, para aquilo que não esperavam que acontecesse e para situações que são, por definição, impossíveis de prever (porque nada se substitui ao acontecimento em si), esta sessão final é crucial para se poder aferir os impactos desta experiência no quotidiano profissional dos participantes.
  • 10. (soft) Skills for (hard) Decisions – ALVA Research and Consulting 10 4. SOBRE A EQUIPA ANTÓNIO ALVARENGA Trabalha há 16 anos nas áreas da Inovação, Prospetiva e Estratégia, tendo atuado em diferentes contextos com responsabilidades distintas. É fundador e Diretor Executivo da ALVA Research and Consulting, tendo trabalhado, como consultor, project-designer e coach/formador com organizações nacionais e internacionais, tais como: AICEP - Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal; Bosch Termotecnologia; CEGOC; CIEJD – Centro de Informação Europeia Jacques Delors; Comissão Europeia; Delegação do Parlamento Europeu em Portugal; EDP; EEA - European Environment Agency; Faculdade de Motricidade Humana – UTL; FEA - Flemish Environment Agency; FIAT Brasil; FIDH – Federação Internacional dos Direitos do Homem; GALP Energia; Grupo Esporão; Hospital de Faro; IDN – Instituto de Defesa Nacional; INA – Instituto Nacional de Administração; IQF – Instituto para a Qualidade na Formação; Novabase; Porto Vivo - Sociedade de Reabilitação Urbana (SRU) da Baixa Portuense; Sonae; Strategos Iberia; e Universidade de Coimbra – Reitoria. É doutorado em Ciências da Gestão (Lyon 3), licenciado em Economia (FEP, Porto), Mestre em Estudos Económicos Europeus (Colégio da Europa – Bruges) e Pós-Graduado em Estratégia (ISCSP). Tem uma vasta experiência na coordenação, desenho e facilitação de workshops e sessões de formação em métodos de Prospetiva Estratégica, Cenários, Ideation e Análise de Tendências / Scanning. Parece que trabalha muito sobre o futuro mas, na verdade, trabalha sobre o presente, sobre a forma como a experiência e as expetativas se materializam em decisões e sobre a interação entre “nós” e o “nosso contexto”. É Professor Associado Convidado no IST – Instituto Superior Técnico e no ISEG – Instituto Superior de Economia e Gestão (Universidade de Lisboa). Integra, como investigador, o Centro de Estudos de Gestão do IST (Universidade de Lisboa), sendo ainda investigador associado do Instituto de História Contemporânea (FCSH – U. Nova de Lisboa). Foi Diretor do Departamento de Estratégias e Análise Económica da APA - Agência Portuguesa para o Ambiente, Relator do Compromisso para o Crescimento Verde do MAOTE - Ministério do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Diretor do Departamento de Inovação e Sectores Estratégicos da CML - Câmara Municipal de Lisboa e Diretor de Serviços de Prospetiva Estratégica do DPP - Departamento de Prospetiva e Planeamento (DPP). Tem várias publicações, intervenções regulares na imprensa e participações em conferências e projetos nacionais e internacionais. Contactos diretos: 919070048, antonio.alvarenga@outlook.pt
  • 11. (soft) Skills for (hard) Decisions – ALVA Research and Consulting 11 JOÃO FIADEIRO João Fiadeiro é um dos coreógrafos mais importantes e influentes da sua geração. O seu trabalho, tanto enquanto artista como conferencista, é apresentado com regularidade em teatros e universidades de referência da Europa (Alemanha, Holanda, França, Inglaterra, Espanha, Itália, República Checa, Bélgica, Rússia, Ucrânia...) e da América do Sul (Brasil, Chile e Argentina). Foi bailarino na Companhia de Dança de Lisboa (86-88) e no Ballet Gulbenkian (89-90). Em 1990 fundou o Atelier RE.AL que, para além da criação e difusão dos seus próprios espetáculos, acompanhou e representou artistas emergentes e transdisciplinares. Entre as várias distinções recebidas destaca o primeiro prémio ACARTE/Madalena Azeredo Perdigão pelo seu trabalho inovador. O método de Composição em Tempo Real, desenhado inicialmente para apoiar a escrita coreográfica e dramatúrgica dos seus trabalhos, afirma-se entretanto enquanto instrumento e plataforma teórico-prática para pensar a decisão, a criatividade e a colaboração, com aplicação tanto na criação artística como na gestão do quotidiano. Essa investigação acontece em colaboração com as mais diversas disciplinas – como a Gestão, a Neurobiologia, a Antropologia ou as Ciências dos Sistemas Complexos – e tem-no levado a orientar workshops em programas de Mestrado e Doutoramento em escolas e universidades portuguesas e internacionais. Entre 2011 e 2014 co-dirigiu, com a antropóloga Fernanda Eugénio, o centro de investigação AND_Lab em Lisboa, uma plataforma de formação e pesquisa na interface entre criatividade, sustentabilidade e quotidiano. Atualmente é professor convidado do programa doutoral em Ciências da Complexidade no ISCTE onde é responsável pela cadeira de Estigmergia Social. Doutorando em Arte Contemporânea do Colégio das Artes da Universidade de Coimbra. Desde 2016 faz parte da equipa da ALVA Research and Consulting. Contactos diretos: 962876988, fiadeirojoao@gmail.com