PROJETO SAÚDE + VOCÊ
DROGAS
• Juliana Reis De Souza
LSD
 Dietilamida do ácido lisérgico;
 Substância alucinógena;
 Atua no Sistema Nervoso Central;
 Provoca fenômenos psí...
HISTÓRIA DO LSD
 Criada pelo químico Albert Hofmann em 1943
 Ganhou popularidade na década de 60;
 Os Laboratórios Sand...
EFEITOS
 Aumento da frequência cardíaca;
 Aumento da pressão arterial;
 Perda de controle emocional;
 Pensamento desor...
“BAD TRIP”
 Perda de controle;
 Visões terrificantes;
 Mau- humor;
 Suicídio;
 Medo;
 Paranoia.
PRODUÇÃO
 Esses cristais podem ser transformados em:
 ampolas,
 gotas;
 comprimidos,
 cápsulas,
 gelatinas,
 fitas ...
CONSEQUÊNCIAS
 Pessoas com histórico de doenças mentais, como
esquizofrenia, podem ter os sintomas aumentados pelo
LSD;
...
TRATAMENTO
 Não há tratamento para os “flashbacks”;
 Psicoterapia ajuda o paciente a separar o irreal das
vivências reai...
A VERDADE SOBRE O LSD
CONCLUSÃO
 O LSD traz riscos como, estados psicóticos, ansiosos
e depressivos, produz mudança na percepção,
pensamento e ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

LSD

2.573 visualizações

Publicada em

Tudo sobre LSD.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.573
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
75
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

LSD

  1. 1. PROJETO SAÚDE + VOCÊ DROGAS • Juliana Reis De Souza
  2. 2. LSD  Dietilamida do ácido lisérgico;  Substância alucinógena;  Atua no Sistema Nervoso Central;  Provoca fenômenos psíquicos;  Mais usada por adolescentes e jovens;  Dependência psicológica;  No Brasil é uma droga ilícita.
  3. 3. HISTÓRIA DO LSD  Criada pelo químico Albert Hofmann em 1943  Ganhou popularidade na década de 60;  Os Laboratórios Sandoz passaram a vender a substância para ser usada no tratamento de diversos distúrbios psiquiátricos;  1965 e 1971 a droga foi proibida.
  4. 4. EFEITOS  Aumento da frequência cardíaca;  Aumento da pressão arterial;  Perda de controle emocional;  Pensamento desordenado;  Sensibilidade sensorial;  Dilatação das pupilas;  Alucinações;  Náuseas;  Sudorese.
  5. 5. “BAD TRIP”  Perda de controle;  Visões terrificantes;  Mau- humor;  Suicídio;  Medo;  Paranoia.
  6. 6. PRODUÇÃO  Esses cristais podem ser transformados em:  ampolas,  gotas;  comprimidos,  cápsulas,  gelatinas,  fitas adesivas,  micropontos. Produzido na forma de cristal em laboratórios ilegais. O LSD pode ser consumido por via oral, injeção ou inalação.
  7. 7. CONSEQUÊNCIAS  Pessoas com histórico de doenças mentais, como esquizofrenia, podem ter os sintomas aumentados pelo LSD;  A droga acelera o início dessas doenças se alguém já vai desenvolve-la;  A tolerância pode aparecer depois de 72 horas.  Os dependentes de LSD pode tornar-se tolerantes a outros alucinógenos.
  8. 8. TRATAMENTO  Não há tratamento para os “flashbacks”;  Psicoterapia ajuda o paciente a separar o irreal das vivências reais;  Se houver sincronia com comorbidades, é necessário um tratamento com medicamentos;  Pacientes intoxicados por alucinógenos, devem ser observados para que não entre em hipertermia, pois pode levar ao óbito.
  9. 9. A VERDADE SOBRE O LSD
  10. 10. CONCLUSÃO  O LSD traz riscos como, estados psicóticos, ansiosos e depressivos, produz mudança na percepção, pensamento e estado de ânimo. É um dos alucinógenos alteradores do humor mais potentes que existe e os efeitos são imprevisíveis. Além disso pode também ser vendida em varias formas. O LSD leva o usuário sempre a uma séria desconexão da realidade.

×