Cemec jornada gestão cultural - veridiana aleixo souza

619 visualizações

Publicada em

O mercado cultural no Brasil mudou sensivelmente nos últimos anos. As novas tecnologias, o avanço das políticas culturais e o cenário econômico ditam um novo cenário, que exigirá dos gestores uma nova visão dos negócios culturais e criativos. O curso Gestão Cultural busca compartilhar esse cenário positivo e suas implicações para o dia-a-dia do novo profissional da economia criativa, com ferramentas, abordagens e modelos de empreendimentos contemporâneos, que facilitam o desenvolvimento de trabalhos em ambientes colaborativos e a sua relação com investidores e público em geral.

AULA 4 | Gestão de recursos | Panorama das ambiências: projetos financiados, instituições e patrocínio privado; Análise e gerenciamento de recursos; Dinâmica em grupo.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
619
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cemec jornada gestão cultural - veridiana aleixo souza

  1. 1. GESTÃO DE RECURSOS Claudia Taddei e Veridiana Aleixo
  2. 2. Em que ambiente(s) estamos? Ambiência interna  Ambiente favorável ao desenvolvimento do projeto?  Adequação entre objetivos do projeto e expectativas da instituição/patrocinador?  O projeto pode trazer mudanças na rotina da instituição gestora?  Importante garantir legitimidade interna e respaldo dos tomadores de decisão.
  3. 3. Em que ambiente(s) estamos? Ambiência externa  O projeto vai interferir numa realidade social?  Como está a situação social, política, econômica?  É fundamental realizar pesquisas de campo, entrevistar moradores, envolver a comunidade.  Processo de legitimação junto aos envolvidos diretamente e indiretamente.
  4. 4. De quais recursos preciso?  Recursos: são todos os bens / insumos e serviços utilizados na realização das atividades do projeto • são o ‘nutriente’ do projeto, importância de um bom dimensionamento; • saber quais são e onde encontrá-los (fora ou dentro) • identificar fontes possíveis para custear os recursos • ter um ponto de partida realista para analisar a viabilidade econômica • avaliar o que são custos diretos e indiretos • dimensionar o tempo de trabalho empreendido e custo derivado • o que avaliar nos fornecedores: entendimento da demanda / competência e exigências técnicas / atendimento aos prazos / confiabilidade / flexibilidade na negociação • Exemplo Tsunami
  5. 5. De quais recursos preciso?  Recursos humanos Produtor, consultor, técnico, artista, público  Recursos materiais e serviços Espaço físico, impressos, cenário, seguro, frete, internet, co mputadores  Recursos financeiros
  6. 6. De quais recursos preciso?  PARCERIAS Por que é interessante atuar em conjunto com o outro? • pode ser um meio eficiente de manter a sobrevivência do projeto • é interessante para ambos • compartilha desafios / visões / objetivos comuns Pressupostos: • consciência dos potenciais, necessidades e limites internos • gerar benefícios mútuos (mantém a autonomia e não cria dependência) • ter visão compartilhada • identificar a complementaridade das atividades De que formas pode se dar? • troca de experiência • acordos de cooperação técnicos • oferta de serviços e recursos
  7. 7. O uso de recursos gera relações Relações são o coração da gestão
  8. 8. Recursos humanos  identificação de habilidades e funções • descobrir talentos e habilidades pessoais • qual melhor forma que você pode contribuir com o grupo? • no que você precisa de apoio?  construindo uma equipe funcional e harmônica • identificar talentos complementares • desenhar com clareza o papel de cada um – limite entre sua função e a do outro • há alinhamento de sentidos e propósitos no grupo? “Um conjunto de pessoas que trabalham juntas nem sempre é uma equipe que atua de forma colaborativa: planejar em equipe implica compartilhar informações.” Guia brasileiro de produção cultural 2013-2014, Cristiane Olivieri e Edson Natale
  9. 9. Recursos humanos • Organograma e fluxograma compartilhado constantemente • Fluxo transparente de informações – reuniões periódicas para compartilhamento • Diálogo • Processo decisório – processo colaborativo (limites e restrições) • Contratos de trabalho claros: o combinado não sai caro • Busque assessoria jurídica – há muitas particularidades em cada tipo de contrato
  10. 10. Recursos humanos MODELO ORGANOGRAMA MODELO FLUXOGRAMA
  11. 11. Recursos humanos  Recursos humanos Direito do consumidor – clareza para o público (o combinado não sai caro) • Ingressos (venda e devolução) • Acessibilidade • Seguro de responsabilidade civil Buscar orientação no procon (www.portaldoconsumidor.gov.br/procon.asp)
  12. 12. Recursos materiais e serviços • Briefing claro gera um bom contrato • Contratos claros: o combinado não sai caro • Check list geral de produção (alvarás, autorizações, etc.)
  13. 13. Recursos materiais e serviços MODELO DE BRIEFING MODELO DE CHECK LIST
  14. 14. Recursos financeiros O gestor financeiro • atua desde o início do empreendimento – concepção e planejamento • leva em consideração as expectativas de patrocinadores (PJ ou PF) e parceiros • deve estar próximo da produção/realização • ofertador de soluções • vê o todo do projeto
  15. 15. Recursos financeiros Algumas ferramentas e dicas: • fluxo de pagamento estabelecido (pedir ficha cadastral, alocação de rubrica, modelo de nota e retenções - importância de segui-lo, criar manual passo a passo) • um contador que entenda de projetos incentivados • Excel – um “mal” necessário • modelos de referência (solicitação de pagamento, controle de saldo, ficha cadastral, modelo de nota) Ex. de riscos e fragilidades (gestão compliance) – pagamento via RPA ou NF de cooperativa gera INSS patronal Absolutamente tudo com nota fiscal ou RPA (exceções de recibo de locação)
  16. 16. Recursos financeiros • MODELOS DE REFERÊNCIA
  17. 17. Bibliografia • Transcender e Transformar - uma introdução ao trabalho de conflitos; Johan Galtung • Gestão de projetos – uma abordagem global; Ralph Keelling; Ed Saraiva • Guia Brasileiro de Produção Cultural 2013; Cristiane Olivieri e Edson Natale; Ed SESCSP • Utilizando o planejamento como ferramenta de aprendizado; Antonio Luiz de Paula e Silva; Global Editora • „Amar e Brincar‟ e „Árvore do Conhecimento‟; Humberto Maturana • Pesquisa internet – texto: • Luís Alberto de Abreu http://www.sesipr.org.br/nucleodedramaturgia/FreeComponent9545content77392.shtml

×