Apresentação Reunião Pública Dezembro 2008

416 visualizações

Publicada em

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
416
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação Reunião Pública Dezembro 2008

  1. 1. Dezembro, 2008
  2. 2. Profarma Overview
  3. 3. Desde1961, a Profarma distribui produtos farmacêuticos, higiene pessoal e cosméticos para farmácias e hospitais no Brasil; Profarma está entre as distribuidoras líderes no Brasil; Market Share de 12,1% nas vendas de produtos farmacêuticos (IMS Health); Doze Centros de Distribuição, incluindo um exclusivo para o segmento hospitalar e de vacinas, servindo 91% do mercado consumidor de produtos farmacêuticos no Brasil no primeiro semestre de 2008; Cerca de 18,0 milhões de unidades vendidas por mês para 30.870 pontos de venda, num total de 55.500 pontos de venda no Brasil; Crescimento Médio Anual da Receita Bruta de 23% (CAGR 2005-2007), e crescimento de 20% nos nove primeiros meses de 2008 quando comparada ao mesmo período do ano anterior. A Profarma é a distribuidora de produtos farmacêuticos, de higiene pessoal e cosméticos que mais cresce no Brasil. Profarma: Overview da Companhia
  4. 4. CE 4,5% 11,5%9,6%9,6%9,3% PE 4,7%3,6% Histórico Paraná Aquisição da K+F São Paulo 1998 1999 Minas Gerais Espírito Santo 1996 5,9% Aquisição do CD da Dimper (RS ) 2001 2003 2004 2005 2006 Hospitais em SP Hospitais no RJ Bahia DF IPO 2007 Vacinas 8,4% Ano Market Share (%) Mercado CAGR (97-00) = 11,7% Mercado CAGR (03-07) = 12,7% 11,8% CD Exclusivo para Hospitais e Vacinas (SP) 2008 Profarma
  5. 5. Profarma Hospitalar - 5 anos de atuação; - CD exclusivo; - 100 colaboradores; - Mix de 1.500 itens; - 700 clientes. Farma - 47 anos de atuação; - 11 CD´s; - 2.000 colaboradores; - Mix de 8.500 itens; - 31.000 clientes. Distribuição Especialidades - 3 anos de atuação; - Vacinas, Dermatológicos e Oncológicos; - Sistema (cotação) e equipes exclusivas; - 500 clientes (clínicas e consultórios); - Gerenciamento cadeia de frio (OMS/ANVISA); - Logística de entregas com controle de lote, temperatura e serviço expresso. - Terceirização da força de vendas; - Operador logístico; - Programa de gestão de benefícios para pdv´s; - Projeto de Merchandising para o varejo; - Projeto para linhas especiais ao pdv; - Site com oferta de todos os equipamentos necessários para operação do pdv; - Projetos financeiros de suporte ao varejo. Serviços
  6. 6. Fundamentos Favoráveis do Setor
  7. 7. Mercado Farmacêutico no Brasil O mercado farmacêutico brasileiro cresceu 10,9% em 2007, totalizando R$ 23,2 bilhões, mantendo o forte crescimento dos anos anteriores, atingindo nos últimos quatro anos um CAGR de 12,7%. Fonte: IMS Health (2007). Nota: Venda de produtos farmacêuticos no preço de varejo Marcado Farmacêutico Brasileiro (Em R$ bilhões) 14,4 16,6 18,3 20,9 23,2 26,1 28,7 31,4 34,3 2003 2004 2005 2006 2007 2008E 2009E 2010E 2011E Tamanho do Mercado Crescimento (%) 11,1% 9,9% 9,3% 9,5%
  8. 8. Envelhecimento da População e Renda per Capita 658 445 408 75 57 44 Fonte: IMS Health (2006)Fonte: IBGE e Pró-Genéricos 15% 35% 50% 50% 35% 15% (em milhões) População acima de 60 anos % da população Fonte: IBGE (2004) 10,3 6,9% 13,8 19,3 23,2 8,1% 9,8% 11,1% 2000 2010E 2015E1990 (em US$) População Estratificada por Renda Consumo Total de Medicamentos População: Renda vs Consumo de Medicamentos Consumo per Capita de Medicamentos População acima de 60 anos
  9. 9. Genéricos Mercado Brasileiro de Genéricos e Penetração dos Genéricos (Em US$ bilhões) Fonte: PC Análises, IMS Health. Nota: Preços Constantes. Mercado de Genéricos Penetração (% do mercado farmacêutico) 0,3 0,4 0,7 1,0 1,5 1,7 2,1 2,6 2,9 3,2 3,5 3,8 10,1 12,5 13,5 14,7 16,6 17,4 18,2 18,8 19,0 2003 2004 2005 2006 2007 2008E 2009E 2010E 2011E 2012E 2013E 2014E
  10. 10. Similares Migração do Mercado Informal Fonte: Primeira Consulta Analysis Em US$ bilhões - Testes de equivalência farmacêutica e de bioequivalência para registrar Produtos Críticos: teste de bioequivalência até dez/04 Antibióticos: teste de bioequivalência – 2004-2009 Outros Produtos: teste de bioequivalência – 2009-2014 Em conformidade com RDC 134/03 de Dez/04 (Antibióticos, Anti HIV, Oncológicos) Fonte: ANVISA 40% 38% 22% 0,2 0,8 1,3 1,6 2008E 2010E 2012E 2014E 36% 44% 20% Produtos fora do mercado Produtos em análise Produtos aprovados Os similares utilizam sua própria plataforma de distribuição, e esta não é contabilizada pelo IMS Health. Até 2014, este segmento irá migrar para o mercado servido pela Profarma. Em 2004 De 2005 até 2007
  11. 11. Iniciativas do Governo • Através deste programa, criado em 2004, o governo subsidia até 90% do preço de tabela do medicamento; • Benefício para cerca de 3,5 milhões de pacientes que praticamente não tinha acesso aos medicamentos; • Atualmente, o programa é focado em três categorias de medicamentos: pressão alta, diabetes e anti-concepcionais (mais de 350 produtos listados); • Cerca de 4.000 farmácias registradas participam do programa (73% são redes); • Atualmente nas grandes redes, aproximadamente ¾ das vendas dos medicamentos nestas categorias são realizadas dentro do Programa Farmácia Popular, tendo crescido mais de 50%. Fonte: IMS Health, Abrafarma (Associação de Redes de Farmácias e Drogarias), ANVISA e Droga Raia. Programa Farmácia Popular
  12. 12. Novas Dinâmicas do Setor
  13. 13. Novas Dinâmicas do Setor 2008 Impactos no Curto Prazo (< 1 ano) Substituição Tributária (1) Nota Fiscal Eletrônica (2) ICMS será recolhido pelos fabricantes em SP quando os produtos forem expedidos Facilita o processo de auditoria Nota (1): Implementada no estado de São Paulo em Fevereiro de 2008 e está anunciada a implementação no Paraná em Outubro de 2008. Nota (2): Implementação prevista para Dez/08. Distribuidores Manutenção do atual cenário: Top 4 distribuidoras consolidando o mercado Capital de Giro Redução do Ciclo de Caixa em toda a cadeia FiscalSetor Substituição da atual fatura (papel) por uma fatura eletrônica na operação entre as empresas Deverá aumentar a transparência e também facilita o controle das autoridades fiscais Varejo Entrada de um novo player na tentativa de consolidar o mercado (Casa Saba) Consolidação em processo mais lento do que as distribuidoras
  14. 14. Supply Chain
  15. 15. Nível de Consolidação 45% 57% Brasil EUA 18% 66% Brasil EUA Indústrias Top 10 Distribuidores Top 3 Varejo Top 5 Fonte: IMS Health (2006) Ambiente Favorável para Consolidação – Distribuição e Varejo Fragmentados (% de market share) 93% 93% 72% 64% 61% 58% 55% 50% 28% 21% Fonte: IMS Health (2006)Fonte: IMS Health (2006)
  16. 16. CompanhiaRanking % Mkt Share Vendas 2007 (US$ bi) 44,0 Top 10 Indústrias Brasil Mundo Fonte: IMS Health, Midas (2007) Fonte: IMS Health, Midas (2007) 3,5Eurofarma6 5,5Medley4 2,6Boehringer Ing9 3,4Pfizer7 Top 10 2,4Nycomed10 3,2Bayer Schering Ph8 4,4Novartis5 5,6Ache3 6,4Sanofi-Aventis2 7,1EMS1 28,9Johnson & Johnson6 33,3Sanofi-Aventis4 19,1Abbott9 27,6Roche7 Top 10 16,7Lilly10 27,2Merck & Co8 30,0AstraZeneca5 34,0Novartis3 37,5GlaxoSmithKline2 44,6Pfizer1 $299,0 4,4 5,0 2,9 4,2 2,5 4,1 4,5 5,1 5,7 6,7 45,1 424,7 673,2 314,4 418,0 287,6 386,7 530,2 676,7 774,1 869,9 $ 5.355,6 Total 100,0 Total $ 663,5 100,0$ 12.168,9 CompanhiaRanking % Mkt Share Vendas 2007 (US$ mm)
  17. 17. Top 5 Varejistas no Brasil Ranking Varejo 1º Drogaria São Paulo 2º Farmácia Pague Menos 3º Drogarias Pacheco 4º Drogasil 5º Droga Raia As cinco maiores redes - Julho 2007. Market Share Nº de PDV’s Estados Presentes 1603,03% 187 2004,20% 2804,28% 1904,58% Fonte: Valor 1000, Gazeta Mercantil, Drogaria São Paulo, Farmácia Pague Menos, Drogarias Pacheco, Drogasil, Droga Raia, Panvel, Drogaria Araújo and Itaú Corretora (2007) 3,44% TOP 5 TOTAL 19.53% 1.8% Pacheco Raia Drogasil São Paulo Pague Menos
  18. 18. Lojas Independentes X Redes O mercado brasileiro é dominado por lojas independentes, entretanto as redes faturam em média 8,3 vezes mais que as independentes. Fonte: IMS Health Proporção em Quantidade - 2006 Brasil Total PDV’s: 55.591 EUA Total PDV’s: 54.771 Proporção em Valor - 2006 Farmácias Independentes Supermercados Redes Correio 92% 1% 7% 0% 31% 18% 37% 14% Brasil EUA Brasil EUA 60% 2% 38% 0% 18% 11% 49% 22% Farmácias Independentes Supermercados Redes Lojas de Departamento
  19. 19. Ranking Distribuidores 1º Distribuidor I 2º Profarma 3º Distribuidor II 4º Distribuidor III Market Share 2007 CategoriasCobertura 95% 11,5% 98% 11,5% 91% 16,3% 85% 7,7% TOP 4 TOTAL 47,0% - Os quatro maiores distribuidores classificados por market share. Top 4 Distribuidores no Brasil Medicamentos VacinasHospitaisDermatológicos Perfumaria        XXX XXX X  XX CAGR* 2002-2007 6% 7% 28% 18% - * CAGR Receita Bruta Fonte: Profarma Profarma: a distribuidora mais diversificada no Brasil.
  20. 20. Performance Financeira
  21. 21. Highlights Financeiros 3T08 Em R$ milhões 3T083T07 Receita Líquida 667,0606,3 Lucro Bruto + Receita de Serviços a Fornecedores 57,961,9 % Receita Líquida 8,7%10,2% EBITDA Ajustado 14,021,6 Margem EBITDA Ajustada % 2,1%3,6% Lucro Líquido 1,18,2 % Margem Líquida 0,2%1,3% Dívida Líquida 154,5114,0 Patrimônio Líquido 455,2436,7 Total Ativo 928,5776,5 Receita Bruta 784,0698,2 % 12,3 10,0 (6,5) (35,1) (86,5) Dívida Líquida / Ebitda 1.91.5 9M089M07 1.620,3 167,0 10,3% 56,2 3,5% 21,6 1,3% 114,0 436,7 776,5 1.863,1 % 19,7 18,3 14,0 0,5 (41,1) 1.5 1.916,4 190,5 9,9% 56,5 2,9% 12,7 0,7% 154,5 455,2 928,5 2.229,4 1.9
  22. 22. Highlights Financeiros Em R$MM 1.725 1.968 2.604 698 784 2005 2006 2007 3T07 3T08 Receita Bruta Em R$MM 2005 2006 2007 3T07 3T08 EBITDA Ajustado e Margem EBITDA 61,6 82,5 21,6 14,0 4,1 3,9 3,6 3,6 2,1 Ebitda Ajustado Margem Ebitda Ajustada (%) 68,1
  23. 23. Receita de Serviços a Fornecedores Incentivos Ficais Highlights Financeiros Em R$MM 2005 2006 2007 3T07 3T08 Lucro Bruto e Receita de Serviços a Fornecedores Em R$MM 2005 2006* 2007 3T07 3T08 Lucro Líquido Ajustado 15,1 10,2 8,7 156,3 159,3 203,3 50,7 42,8 4,1 8,0 32,8 11,2 10,6 9,7 10,4 . Lucro Bruto Margem Bruta Ajustada (%) Lucro Líquido Margem Líquida Ajustada (%) Nota (*) excluindo despesas do IPO 16,3 21,6 34,2 8,2 9,7 8,9 15,1 3,6 2,5 1,7 1,8 2,2 1,9 0,5 1,1
  24. 24. Highlights Financeiros Capital de Giro % Capital de Giro 3T06 4T06 1T07 2T07 3T07 Ciclo de Caixa – Dias 49,3 53,4 62,5 69,6 67,8 Dias de Contas a Receber (1) 45,2 50,0 54,6 53,1 50,9 Dias de Estoque (2) 33,1 44,7 43,4 47,2 41,3 Dias de Fornecedores (3) 29,0 41,3 35,6 30,7 24,5 375,5 499,0 448,1 309,5 284,9 (sobre Receita Bruta) 4T07 64,3 51,7 48,6 36,0 507,0 1T08 68,8 50,7 47,9 29,8 507,2 2T08 67,2 49,2 45,7 27,7 522,5 19,5 15,1 15,7 18,0 20,920,2 18,4 18,1 Ciclo de Caixa e Capital de Giro (1) Base Média de Venda Bruta no Trimestre (2) Base Média de CMV no Trimestre (2) Base Média de CMV no Trimestre 3T08 61,8 47,0 42,5 27,7 512,4 17,3
  25. 25. Endividamento (1) Posição de caixa líquido. (2) Características da Dívida 3T08Dívida Líquida / Ebitda 1,8x 1,0x 1,5x 1,9x Dez 05 Dez 06 Dez 07 3T 08 (2) Com base no Ebitda dos últimos 12 meses (UDM). (1) - Perfil da Dívida: - Indexador: CDI - Garantias: 77% Clean Disponibilidade atual de R$ 350 milhões de garantias em duplicatas. Longo Prazo Curto Prazo 72%28%
  26. 26. Indicadores Operacionais Nível de Serviço (%) Erros por Milhão E.P.M. (unidades servidas / unidades solicitadas) (erros por milhão) 88,7 87,7 91,7 92,8 90,8 2005 2006 2007 2T08 3T08 231.0 202.2 145.0 98.0 86.0 2005 2006 2007 2T08 3T08
  27. 27. Crescimento 4T06 – 3T08 Resultados após 2 anos de IPO Receita Operacional Bruta 57,1% Mercado 25,2% Market Share Profarma 32,2% Cobertura 19,0% Número de CD’s 50,0% Lucro Líquido 47,7% Ebitda Ajustado 22,1% Ciclo de Caixa - Dias (*1) 53,4 61,8 Capital de Giro (*1) 15,7 17,3 Dívida Líquida/Ebitda (Dívida Média no Período) 2,1 1,7 Perfil Endividamento(*1) % Curto Prazo 75 28 % Longo Prazo 25 72 (*1) Base em 4T06 e 3T08 (% da Receita Operacional Bruta) Ano Base Ano II 4T05 - 3T06 4T07 - 3T08
  28. 28. Key Takeaways  Dinâmica do setor permanece positiva: Aumento de renda per capita com uma melhor distribuição; Envelhecimento da população; Crescimentos dos medicamentos genéricos;  Redução na informalidade devido às mudanças fiscais: Estima-se que aproximadamente 25% do mercado opera na informalidade;  Redução de cerca de 6 dias em ciclo de caixa, aumentando a taxa de retorno;  Redução do SG&A (%), devido crescimento das receitas líquidas;  Perfil atual de endividamento: 72% no longo prazo, sem sofrer com o impacto do aumento dos spreads verificados em setembro de 2008; 28% no curto prazo, já renovados por prazos de 120 e 180 dias; 100% em reais.
  29. 29. Max Fischer CFO and IRO Beatriz Diez IR Coordenator Phone.: 55 (21) 4009 0276 E-mail: ri@profarma.com.br www.profarma.com.br/ri IR Contact:
  30. 30. Max Fischer Diretor Financeiro e de RI Beatriz Diez Coordenadora de RI Telefone.: 55 (21) 4009 0276 E-mail: ri@profarma.com.br www.profarma.com.br/ri Contatos Relações com Investidores

×