SlideShare uma empresa Scribd logo
“Seguro Saúde”
Cenário Atual
e
Desafios
•Em pauta:
•Os desafios do seguro saúde
•A judicialização
•A necessidade de interação entre o regulador e a indústria
•Como buscar novos consumidores e fidelizá-los?
1
Magali R. Zeller
Atuária e Auditora Atuarial Independente
Saúde, Seguros, Previdência, Capitalização e Resseguros
Avaliação Atuarial
Benefícios à Empregados CPC 33 R1 – CVM 695
Carteira de Saúde
Carteira de Previdência Complementar
RPPS
Assistente Técnica e Perita Atuarial
Educadora Financeira e Coaching
Agenda
Material de Uso Exclusivo – AT Service 2
Os números do setor de saúde suplementar
Os desafios do setor
Judicialização
Desafios
3
ABORDAGEM TÉCNICO ATUARIAL
Os números do setor de
saúde suplementar
Os números do setor de saúde suplementar
Dados Operadoras
4
Os números do setor de saúde suplementar
Dados dos Beneficiários
5
Os números do setor de saúde suplementar
Dados Planos
6
33.497
18.794
8.783
4.976
830
68
46
21.243
8.683
7.068
4.609
779
65
39
12.254
10.111
1.715
367
51
3
7
0 5.000 10.000 15.000 20.000 25.000 30.000 35.000 40.000
Total
1 a 100 beneficiários
101 a 1.000 beneficiários
1.001 a 10.000 beneficiários
10.001 a 50.000 beneficiários
50.001 a 100.000 beneficiários
Acima de 100.000 beneficiários
Distribuição dos Planos por Quantidade de Beneficiários
Planos de saúde antigos cadastrados com beneficiários Absoluto Planos de saúde novos registrados com beneficiários Absoluto Total
Os números do setor de saúde suplementar
Dados Beneficiários
7
Os números do setor de saúde suplementar
Dados Beneficiários
8
0
10.000.000
20.000.000
30.000.000
40.000.000
50.000.000
60.000.000
Total Autogestão Cooperativa
Médica
Filantropia Medicina de
Grupo
Seguradora
Especializada em
Saúde
Distribuição de Beneficiários por Tipo de Operadora
dez/10 dez/11 dez/12 dez/13 dez/14 dez/15 mar/16
Competência Total Autogestão
Cooperativa
Médica
Filantropia Medicina de Grupo
Seguradora
Especializada em
Saúde
dez/10 44.937.350 5.634.866 16.452.898 1.400.281 16.127.532 5.321.773
dez/11 46.027.108 5.013.509 17.231.216 1.401.554 16.487.765 5.893.064
dez/12 47.722.948 5.147.162 17.911.296 1.383.002 16.749.844 6.531.644
dez/13 49.346.927 5.057.796 18.625.648 1.367.515 17.244.328 7.051.640
dez/14 50.394.741 5.209.083 19.309.338 1.081.822 17.299.889 7.494.609
dez/15 49.441.541 5.090.235 18.919.282 1.070.136 17.353.186 7.008.702
mar/16 48.824.150 5.009.840 18.415.668 1.047.108 17.371.812 6.979.722
Os números do setor de saúde suplementar
Dados Beneficiários
Distribuição Total Por Beneficiário x Tipo de Operadora x Modalidade de Contratação
9
3.807.053
17,6%
16.022.957
73,8%
1.793.628
8,3%
4.173
0,0%
57.972
0,3%
Individual ou Familiar Coletivo Empresarial Coletivo por adesão
Coletivo não identificado Não Informado
Exclusivamente odontológico
9.558.718
19,6%
32.412.727
66,4%
6.561.881
13,4%
9.193
0,0%
281.631
0,6%
Assistência médica
Fonte: SIB/ANS/MS -03/2016
Caderno de Informação da Saúde Suplementar – julho/2016
Os números do setor de saúde suplementar
Dados Financeiros
10
Modalidade da operadora
Quantidade de
Beneficiarios em
jun/2016
Receita de
contraprestações
Outras receitas
operacionais
Despesa
assistencial
Despesa
administrativa
Despesa de
comercialização
Outras
despesas
operacionais
Valor Minimo de
Comercialização
Médio e Sem
considerar o Lucro
Valor Minimo de
Comercialização
Médio e com
Lucrode 3%
% de Receita Necessária
para Manter o equilibrio da
Operaodra
Operadoras médico-hospitalares 48.487.129 261,31 27,43 221,67 28,56 8,26 28,77 287,27 296,16 -11,76%
Autogestão 4.965.776 310,60 18,19 284,78 34,25 0,03 18,76 337,82 348,27 -10,82%
Cooperativa Médica 18.247.233 234,45 44,75 196,92 26,84 4,27 44,47 272,50 280,93 -16,54%
Filantropia 1.052.760 177,65 312,50 141,30 117,45 2,65 228,49 489,89 505,04 -64,82%
Medicina de Grupo 17.361.258 217,71 5,36 176,45 25,75 8,74 9,29 220,23 227,04 -4,11%
Seguradora Especializada em Saúde 6.860.102 420,28 0,13 368,64 22,46 24,51 12,92 428,53 441,78 -4,87%
Fontes: DIOPS/ANS/MS - 05/09/2016
Caderno de Informação da Saúde Suplementar - setembro/2016
Notas: 1. Dados preliminares, sujeitos à revisão.
2. Dados referentes ao primeiro semestre
3. Não inclui dados das operadoras exclusivamente odontológicas com até 20.000 beneficiários, dispensadas do envio do DIOPS nos tres primeiros trimestres.
1º SEMESTRE 2016 EM RELAÇÃO A 2015 -1,93% 10,52% 6,10% 10,80% 3,58% 8,72% 9,97%
Modalidade da operadora
Quantidade de
Beneficiarios em
dez/2015
Receita de
contraprestações
Outras receitas
operacionais
Despesa
assistencial
Despesa
administrativa
Despesa de
comercialização
Outras
despesas
operacionais
Valor Minimo de
Comercialização
Médio e Sem
considerar o Lucro
Valor Minimo de
Comercialização
Médio e com
Lucrode 3%
% de Receita Necessária
para Manter o equilibrio da
Operaodra
Operadoras médico-hospitalares 49.441.541 236,44 25,85 200,06 27,57 7,60 26,17 261,40 269,49 -12,26%
Autogestão 5.090.235 278,54 24,37 266,82 36,74 0,03 15,67 319,26 329,13 -15,37%
Cooperativa médica 18.919.282 210,60 39,38 175,81 25,14 3,98 40,28 245,21 252,80 -16,69%
Filantropia 1.070.136 163,34 305,72 125,40 120,48 2,30 217,77 465,95 480,37 -66,00%
Medicina de grupo 17.353.186 194,95 4,58 156,63 24,22 7,74 7,94 196,54 202,62 -3,78%
Seguradora especializada em saúde 7.008.702 389,50 0,33 335,98 21,57 23,34 11,56 392,44 404,58 -3,73%
Fontes: DIOPS/ANS/MS - 05/09/2016
Caderno de Informação da Saúde Suplementar - setembro/2016
Nota: Dados preliminares, sujeitos à revisão.
Receitas e despesas, por modalidade das operadoras, por tipo, segundo a modalidade da operadora (Brasil - 1º semestre/2016)
Receitas e despesas, por modalidade das operadoras, por tipo, segundo a modalidade da operadra (Brasil-2015)
Os números do setor de saúde suplementar
Dados Operadoras
11
Os números do setor de saúde suplementar
Dados Beneficiários
12
83,5% 83,3% 84,5% 84,3% 84,6% 84,9% 84,6% 81,6% 84,8%
91,5% 90,7% 90,5% 91,2% 91,4% 93,4% 96,2% 85,5% 91,7%
83,0% 82,6% 84,0% 84,1% 84,8% 85,2% 83,6%
81,2%
84,0%
80,5% 79,4% 79,0% 79,6% 78,2% 79,2% 76,7%
75,2%
79,5%
81,9% 82,2% 82,0% 81,5% 81,5% 80,8% 80,3%
78,1%
81,0%
82,3% 82,5% 85,7% 85,1% 85,4% 85,6% 86,3%
85,2%
87,7%
0,0%
100,0%
200,0%
300,0%
400,0%
500,0%
600,0%
2° Tri 2014 3° Tri 2014 4° Tri 2014 1º Tri 2015 2º Tri 2015 3º Tri 2015 4º Tri 2015 1º Tri 2016 2º Tri 2016
Taxa de Sinistralidade - Assistência Médica
Operadoras médico-hospitalares Autogestão Cooperativa médica Filantropia Medicina de grupo Seguradora especializada em saúde
13
Os desafios do Setor da
Saúde Suplementar
Os números do setor de saúde suplementar
14
✓Garantia de Acesso
✓Garantia de Qualidade
✓Sustentabilidade do Setor
✓Transição Demográfica
✓Tendências da queda da taxa de fertilidade,
envelhecimento populacional
✓ Transição Epidemiológica
Os números do setor de saúde suplementar
15
✓ Evolução Tecnológica
✓ Inovação/Eficiência
✓ Inovação Tecnológica/Aumento dos gastos em saúde
✓ Oferta X Demanda
✓ Empoderamento do Consumidor
✓ Judicialização
Os números do setor de saúde suplementar
Custos Médicos o Empregador assume o Risco
16
Participação da empresa no
custeio
Os números do setor de saúde suplementar
O Custos Médicos sobre a folha de pagamento insustentáveis
17
0%
10%
20%
30%
40%
50%
60%
70%
80%
90%
100%
2004 2008 2014 2018 2022 2026 2030
8,32% 9,53% 12,40% 13,70% 15,80%
19,40%
25,48%
!
Os números do setor de saúde suplementar
18
Os números do setor de saúde suplementar
19
Os números do setor de saúde suplementar
20
Consultas médicas por beneficiário – Para pensar!!!
Os números do setor de saúde suplementar
21
Os números do setor de saúde suplementar
22
Como fazer !!!
Saúde Baseada em Evidência
Setor
Padronização de procedimentos
Setor
Indicadores de Desempenho
• Setor
Prevenção
• Setor
Gestão de Custos /Desperdícios
• Setor
23
Judicialização
da
Saúde
Os números do setor de saúde suplementar
24
Problemas a serem enfrentados: Igualdade e
Universalidade no
acesso? Furas
filas e
medicamentos
fora do protocolo
Pressão para
incorporação
tecnológica
Decisão do STF:
medicamento de
alto custo e
medicamento
sem registro da
ANVISA
Mais de
2.000.000 de
beneficiários
deixaram seus
planos de saúde
Despesas com
judicialização de
medicamentos
crescem mais de
1.000 % em oito
anos (INESC)
Impacto
Orçamentário
Inovações no
setor de saúde
Os números do setor de saúde suplementar
25
Os números do setor de saúde suplementar
Judiciário – Decisões favoráveis aos Beneficiários
26
7,60%
92,40%
Operadora Beneficiário
88% foram atendidas
integralmente
(100% dos valores reclamados)
Os números do setor de saúde suplementar
Demandas
27
28
Desafios
Os números do setor de saúde suplementar
29
Apuração do custo deve ser
exata, para evitar o sub ou o
super faturamento Atribuição de pesos incorretos
para permitir maior
remuneração do hospital
Mecanismo de Coparticipação
- não funciona como controle
de utilização
Sustentabilidade do Setor
Compartilhamento do risco
nos primeiros anos
Segmentação Partilhada
É necessário um
comprometimento de toda a
indústria além de ter em
mente que os resultados são a
longo prazo
Órgão Regulador
As operadoras nomeiam os
“Melhores Hospitais” a fim de
aumentar a concorrência
entre o sistema
Ajudar o paciente a navegar
no (crescentemente)
complexo sistema de saúde
por meio de programas
inovadores de coordenação da
atenção
Adotar gerenciamento
sistemático de casos para
pacientes de alto risco
Divulgar informação sobre
prestadores mais eficientes
(médicos e hospitais), por
meio de mudanças no
pagamento e no desenho da
prestação de serviços
Utilizar novas tecnologias e
dados em tempo real para
avaliação e monitoramento do
paciente (gerenciar a
informação clínica)
Flexibilizar regulação para
promover inovações no
desenho de planos de saúde e
cobertura de benefícios
Adotar gerenciamento
sistemático de casos para
pacientes de alto risco
Trabalhar com médicos de APS
para expandir prestação de
atenção centrada no paciente
(em estabelecimentos
específicos)
Promover reformas estruturais
no setor que levem a melhor
controle dos custos e maior
efetividade
(financiamento/incentivos e
organização do sistema
..........
Desafios
30
Obrigado!!!!
AT SERVICE ENG. E CONSULTORIA ATUARIAL LTDA.
Rua Princesa Isabel de Bragança, 235 - cj. 1307
Cep: 08710-460 - Mogi das Cruzes - SP - Brasil
Tel: + 55 0xx11 4798-2562
Cel: + 55 0xx11 982920164
E-mail: atuarial@atservice.com.br
Site: http://www.atservice.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Coletiva órteses e próteses 07/07/15
Coletiva órteses e próteses 07/07/15Coletiva órteses e próteses 07/07/15
Coletiva órteses e próteses 07/07/15
Ministério da Saúde
 
2º Fórum da Saúde Suplementar - Paulo Sanseverino
2º Fórum da Saúde Suplementar - Paulo Sanseverino  2º Fórum da Saúde Suplementar - Paulo Sanseverino
2º Fórum da Saúde Suplementar - Paulo Sanseverino
CNseg
 
Tabela de-precos-e-regras-regime-livre
Tabela de-precos-e-regras-regime-livreTabela de-precos-e-regras-regime-livre
Tabela de-precos-e-regras-regime-livre
Ovelha Ranhosa
 
6ª Conferência de Proteção do Consumidor de Seguros - Silas Rivelle
6ª Conferência  de Proteção do Consumidor de Seguros - Silas Rivelle6ª Conferência  de Proteção do Consumidor de Seguros - Silas Rivelle
6ª Conferência de Proteção do Consumidor de Seguros - Silas Rivelle
CNseg
 
Aquisicao de medicamentos_para_a_af_no_sus (1)
Aquisicao de medicamentos_para_a_af_no_sus (1)Aquisicao de medicamentos_para_a_af_no_sus (1)
Aquisicao de medicamentos_para_a_af_no_sus (1)
ARNON ANDRADE
 
Saúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardoso
Saúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardosoSaúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardoso
Saúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardoso
Joaquim Wilmar
 
Brasil terá primeira fábrica de equipamentos para radioterapia da América Latina
Brasil terá primeira fábrica de equipamentos para radioterapia da América LatinaBrasil terá primeira fábrica de equipamentos para radioterapia da América Latina
Brasil terá primeira fábrica de equipamentos para radioterapia da América Latina
Ministério da Saúde
 
ApresentaçãO De ReuniãO Publica Dezembro De 2008
ApresentaçãO De ReuniãO Publica Dezembro De 2008ApresentaçãO De ReuniãO Publica Dezembro De 2008
ApresentaçãO De ReuniãO Publica Dezembro De 2008
Profarma
 
Profarma Apimec3 T09
Profarma Apimec3 T09Profarma Apimec3 T09
Profarma Apimec3 T09
Profarma
 
06.08.2014 o mercado farmacêutico - sindusfarma - bruno
06.08.2014   o mercado farmacêutico - sindusfarma - bruno06.08.2014   o mercado farmacêutico - sindusfarma - bruno
06.08.2014 o mercado farmacêutico - sindusfarma - bruno
TorrentLaboratory
 
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - LUIZ ROBERTO CUNHA
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - LUIZ ROBERTO CUNHA3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - LUIZ ROBERTO CUNHA
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - LUIZ ROBERTO CUNHA
CNseg
 
Boletim 70 - Indicadores PROHASA FGV
Boletim 70 - Indicadores PROHASA FGVBoletim 70 - Indicadores PROHASA FGV
Boletim 70 - Indicadores PROHASA FGV
Aliomar Galvão
 
8ª CONSEGURO - HELTON FREITAS
8ª CONSEGURO - HELTON FREITAS8ª CONSEGURO - HELTON FREITAS
8ª CONSEGURO - HELTON FREITAS
CNseg
 
Plano de Gestão da Saúde 2013 - FAQ
Plano de Gestão da Saúde 2013 - FAQPlano de Gestão da Saúde 2013 - FAQ
Plano de Gestão da Saúde 2013 - FAQ
Governo de Santa Catarina
 

Mais procurados (14)

Coletiva órteses e próteses 07/07/15
Coletiva órteses e próteses 07/07/15Coletiva órteses e próteses 07/07/15
Coletiva órteses e próteses 07/07/15
 
2º Fórum da Saúde Suplementar - Paulo Sanseverino
2º Fórum da Saúde Suplementar - Paulo Sanseverino  2º Fórum da Saúde Suplementar - Paulo Sanseverino
2º Fórum da Saúde Suplementar - Paulo Sanseverino
 
Tabela de-precos-e-regras-regime-livre
Tabela de-precos-e-regras-regime-livreTabela de-precos-e-regras-regime-livre
Tabela de-precos-e-regras-regime-livre
 
6ª Conferência de Proteção do Consumidor de Seguros - Silas Rivelle
6ª Conferência  de Proteção do Consumidor de Seguros - Silas Rivelle6ª Conferência  de Proteção do Consumidor de Seguros - Silas Rivelle
6ª Conferência de Proteção do Consumidor de Seguros - Silas Rivelle
 
Aquisicao de medicamentos_para_a_af_no_sus (1)
Aquisicao de medicamentos_para_a_af_no_sus (1)Aquisicao de medicamentos_para_a_af_no_sus (1)
Aquisicao de medicamentos_para_a_af_no_sus (1)
 
Saúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardoso
Saúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardosoSaúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardoso
Saúde suplementar tendências regulação_desafios_oportunidades_alfredo cardoso
 
Brasil terá primeira fábrica de equipamentos para radioterapia da América Latina
Brasil terá primeira fábrica de equipamentos para radioterapia da América LatinaBrasil terá primeira fábrica de equipamentos para radioterapia da América Latina
Brasil terá primeira fábrica de equipamentos para radioterapia da América Latina
 
ApresentaçãO De ReuniãO Publica Dezembro De 2008
ApresentaçãO De ReuniãO Publica Dezembro De 2008ApresentaçãO De ReuniãO Publica Dezembro De 2008
ApresentaçãO De ReuniãO Publica Dezembro De 2008
 
Profarma Apimec3 T09
Profarma Apimec3 T09Profarma Apimec3 T09
Profarma Apimec3 T09
 
06.08.2014 o mercado farmacêutico - sindusfarma - bruno
06.08.2014   o mercado farmacêutico - sindusfarma - bruno06.08.2014   o mercado farmacêutico - sindusfarma - bruno
06.08.2014 o mercado farmacêutico - sindusfarma - bruno
 
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - LUIZ ROBERTO CUNHA
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - LUIZ ROBERTO CUNHA3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - LUIZ ROBERTO CUNHA
3º FÓRUM DA SAÚDE SUPLEMENTAR - LUIZ ROBERTO CUNHA
 
Boletim 70 - Indicadores PROHASA FGV
Boletim 70 - Indicadores PROHASA FGVBoletim 70 - Indicadores PROHASA FGV
Boletim 70 - Indicadores PROHASA FGV
 
8ª CONSEGURO - HELTON FREITAS
8ª CONSEGURO - HELTON FREITAS8ª CONSEGURO - HELTON FREITAS
8ª CONSEGURO - HELTON FREITAS
 
Plano de Gestão da Saúde 2013 - FAQ
Plano de Gestão da Saúde 2013 - FAQPlano de Gestão da Saúde 2013 - FAQ
Plano de Gestão da Saúde 2013 - FAQ
 

Semelhante a Seguro Saúde - Cenário Atual e Desafios - Magali Zeller

O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - José Cechin
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - José CechinO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - José Cechin
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - José Cechin
Fundação Fernando Henrique Cardoso
 
Gestão hospitalar unifesp out2010 lima samaritano epm júnior
Gestão hospitalar unifesp out2010 lima samaritano epm júniorGestão hospitalar unifesp out2010 lima samaritano epm júnior
Gestão hospitalar unifesp out2010 lima samaritano epm júnior
EPMJunior
 
Rio 18 nov 2014
Rio  18 nov 2014Rio  18 nov 2014
Rio 18 nov 2014
Inaiara Bragante
 
Adapta - Palestras Corporativas
Adapta - Palestras CorporativasAdapta - Palestras Corporativas
Adapta - Palestras Corporativas
Sérgio Nunes
 
FGV / IBRE – A relação entre a Saúde Suplementar e o SUS
FGV / IBRE – A relação entre a Saúde Suplementar e o SUSFGV / IBRE – A relação entre a Saúde Suplementar e o SUS
FGV / IBRE – A relação entre a Saúde Suplementar e o SUS
FGV | Fundação Getulio Vargas
 
Oss Taborda Wladimir
Oss Taborda WladimirOss Taborda Wladimir
Oss Taborda Wladimir
anabrum
 
Laatu
LaatuLaatu
Lançamento do Relatório de Atividades das Ouvidorias - Ouvidoria Agência Naci...
Lançamento do Relatório de Atividades das Ouvidorias - Ouvidoria Agência Naci...Lançamento do Relatório de Atividades das Ouvidorias - Ouvidoria Agência Naci...
Lançamento do Relatório de Atividades das Ouvidorias - Ouvidoria Agência Naci...
CNseg
 
Seguro Saúde - Cenário Atual e Desafios - Bruno Eduardo dos Santos
Seguro Saúde - Cenário Atual e Desafios - Bruno Eduardo dos SantosSeguro Saúde - Cenário Atual e Desafios - Bruno Eduardo dos Santos
Seguro Saúde - Cenário Atual e Desafios - Bruno Eduardo dos Santos
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
Apresentação Reunião Pública Dezembro 2008
Apresentação Reunião Pública Dezembro 2008Apresentação Reunião Pública Dezembro 2008
Apresentação Reunião Pública Dezembro 2008
Profarma
 
6º Resseguro - Solução para Transferência de Risco em Saúde - Leandro Fonseca
 6º Resseguro - Solução para Transferência de Risco em Saúde - Leandro Fonseca 6º Resseguro - Solução para Transferência de Risco em Saúde - Leandro Fonseca
6º Resseguro - Solução para Transferência de Risco em Saúde - Leandro Fonseca
CNseg
 
Apresentação CFF oficial - Visão da SBPCML - O Futuro das Análises Clínicas.ppt
Apresentação CFF oficial - Visão da SBPCML - O Futuro das Análises Clínicas.pptApresentação CFF oficial - Visão da SBPCML - O Futuro das Análises Clínicas.ppt
Apresentação CFF oficial - Visão da SBPCML - O Futuro das Análises Clínicas.ppt
railsondacunhaferrei
 
Quimioterapia oral: Como estamos? - Raquel Lisbôa
Quimioterapia oral: Como estamos? - Raquel LisbôaQuimioterapia oral: Como estamos? - Raquel Lisbôa
Quimioterapia oral: Como estamos? - Raquel Lisbôa
Oncoguia
 
Institucional Meta Care e Avaliação de Risco de Crédito Operadoras de Planos ...
Institucional Meta Care e Avaliação de Risco de Crédito Operadoras de Planos ...Institucional Meta Care e Avaliação de Risco de Crédito Operadoras de Planos ...
Institucional Meta Care e Avaliação de Risco de Crédito Operadoras de Planos ...
Agnus Oliveira
 
Gestao por resultados_no_setor_saude
Gestao por resultados_no_setor_saudeGestao por resultados_no_setor_saude
Gestao por resultados_no_setor_saude
Luiz Fernando Arantes Paulo
 
1. Case: Cenários e tendências para o segmento saúde
1. Case: Cenários e tendências para o segmento saúde1. Case: Cenários e tendências para o segmento saúde
1. Case: Cenários e tendências para o segmento saúde
ILGC - Instituto Latino Americano de Gestão Competitiva
 
Indicadores e métricas em Recursos Humanos em Saúde - RJ 2010 (COCORHS).pdf
Indicadores e métricas em Recursos Humanos em Saúde - RJ 2010 (COCORHS).pdfIndicadores e métricas em Recursos Humanos em Saúde - RJ 2010 (COCORHS).pdf
Indicadores e métricas em Recursos Humanos em Saúde - RJ 2010 (COCORHS).pdf
DaviCarvalho66
 
BPM Day SP 2016 - Data Science e BPM - Caso da Secretária no processo de regu...
BPM Day SP 2016 - Data Science e BPM - Caso da Secretária no processo de regu...BPM Day SP 2016 - Data Science e BPM - Caso da Secretária no processo de regu...
BPM Day SP 2016 - Data Science e BPM - Caso da Secretária no processo de regu...
Lecom Tecnologia
 
Pré Auditoria Como Ferramenta Preventiva
Pré Auditoria Como Ferramenta PreventivaPré Auditoria Como Ferramenta Preventiva
Pré Auditoria Como Ferramenta Preventiva
Rodnei Yogui
 
Teleconferência 4T13 e ano 2013
Teleconferência 4T13 e ano 2013Teleconferência 4T13 e ano 2013
Teleconferência 4T13 e ano 2013
Profarma
 

Semelhante a Seguro Saúde - Cenário Atual e Desafios - Magali Zeller (20)

O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - José Cechin
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - José CechinO Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - José Cechin
O Futuro do SUS: Desafios e Mudanças Necessárias - José Cechin
 
Gestão hospitalar unifesp out2010 lima samaritano epm júnior
Gestão hospitalar unifesp out2010 lima samaritano epm júniorGestão hospitalar unifesp out2010 lima samaritano epm júnior
Gestão hospitalar unifesp out2010 lima samaritano epm júnior
 
Rio 18 nov 2014
Rio  18 nov 2014Rio  18 nov 2014
Rio 18 nov 2014
 
Adapta - Palestras Corporativas
Adapta - Palestras CorporativasAdapta - Palestras Corporativas
Adapta - Palestras Corporativas
 
FGV / IBRE – A relação entre a Saúde Suplementar e o SUS
FGV / IBRE – A relação entre a Saúde Suplementar e o SUSFGV / IBRE – A relação entre a Saúde Suplementar e o SUS
FGV / IBRE – A relação entre a Saúde Suplementar e o SUS
 
Oss Taborda Wladimir
Oss Taborda WladimirOss Taborda Wladimir
Oss Taborda Wladimir
 
Laatu
LaatuLaatu
Laatu
 
Lançamento do Relatório de Atividades das Ouvidorias - Ouvidoria Agência Naci...
Lançamento do Relatório de Atividades das Ouvidorias - Ouvidoria Agência Naci...Lançamento do Relatório de Atividades das Ouvidorias - Ouvidoria Agência Naci...
Lançamento do Relatório de Atividades das Ouvidorias - Ouvidoria Agência Naci...
 
Seguro Saúde - Cenário Atual e Desafios - Bruno Eduardo dos Santos
Seguro Saúde - Cenário Atual e Desafios - Bruno Eduardo dos SantosSeguro Saúde - Cenário Atual e Desafios - Bruno Eduardo dos Santos
Seguro Saúde - Cenário Atual e Desafios - Bruno Eduardo dos Santos
 
Apresentação Reunião Pública Dezembro 2008
Apresentação Reunião Pública Dezembro 2008Apresentação Reunião Pública Dezembro 2008
Apresentação Reunião Pública Dezembro 2008
 
6º Resseguro - Solução para Transferência de Risco em Saúde - Leandro Fonseca
 6º Resseguro - Solução para Transferência de Risco em Saúde - Leandro Fonseca 6º Resseguro - Solução para Transferência de Risco em Saúde - Leandro Fonseca
6º Resseguro - Solução para Transferência de Risco em Saúde - Leandro Fonseca
 
Apresentação CFF oficial - Visão da SBPCML - O Futuro das Análises Clínicas.ppt
Apresentação CFF oficial - Visão da SBPCML - O Futuro das Análises Clínicas.pptApresentação CFF oficial - Visão da SBPCML - O Futuro das Análises Clínicas.ppt
Apresentação CFF oficial - Visão da SBPCML - O Futuro das Análises Clínicas.ppt
 
Quimioterapia oral: Como estamos? - Raquel Lisbôa
Quimioterapia oral: Como estamos? - Raquel LisbôaQuimioterapia oral: Como estamos? - Raquel Lisbôa
Quimioterapia oral: Como estamos? - Raquel Lisbôa
 
Institucional Meta Care e Avaliação de Risco de Crédito Operadoras de Planos ...
Institucional Meta Care e Avaliação de Risco de Crédito Operadoras de Planos ...Institucional Meta Care e Avaliação de Risco de Crédito Operadoras de Planos ...
Institucional Meta Care e Avaliação de Risco de Crédito Operadoras de Planos ...
 
Gestao por resultados_no_setor_saude
Gestao por resultados_no_setor_saudeGestao por resultados_no_setor_saude
Gestao por resultados_no_setor_saude
 
1. Case: Cenários e tendências para o segmento saúde
1. Case: Cenários e tendências para o segmento saúde1. Case: Cenários e tendências para o segmento saúde
1. Case: Cenários e tendências para o segmento saúde
 
Indicadores e métricas em Recursos Humanos em Saúde - RJ 2010 (COCORHS).pdf
Indicadores e métricas em Recursos Humanos em Saúde - RJ 2010 (COCORHS).pdfIndicadores e métricas em Recursos Humanos em Saúde - RJ 2010 (COCORHS).pdf
Indicadores e métricas em Recursos Humanos em Saúde - RJ 2010 (COCORHS).pdf
 
BPM Day SP 2016 - Data Science e BPM - Caso da Secretária no processo de regu...
BPM Day SP 2016 - Data Science e BPM - Caso da Secretária no processo de regu...BPM Day SP 2016 - Data Science e BPM - Caso da Secretária no processo de regu...
BPM Day SP 2016 - Data Science e BPM - Caso da Secretária no processo de regu...
 
Pré Auditoria Como Ferramenta Preventiva
Pré Auditoria Como Ferramenta PreventivaPré Auditoria Como Ferramenta Preventiva
Pré Auditoria Como Ferramenta Preventiva
 
Teleconferência 4T13 e ano 2013
Teleconferência 4T13 e ano 2013Teleconferência 4T13 e ano 2013
Teleconferência 4T13 e ano 2013
 

Mais de Oficina do Texto Assessoria de Comunicação

Manual de registro de corretor versao 16 07-2020
Manual de registro de corretor   versao 16 07-2020Manual de registro de corretor   versao 16 07-2020
Manual de registro de corretor versao 16 07-2020
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
Corretor Som.us
Corretor Som.us Corretor Som.us
Edson Fecher
Edson FecherEdson Fecher
Sergio Rangel l Seminário Internacional - Sistema de Pensões Chileno e a Refo...
Sergio Rangel l Seminário Internacional - Sistema de Pensões Chileno e a Refo...Sergio Rangel l Seminário Internacional - Sistema de Pensões Chileno e a Refo...
Sergio Rangel l Seminário Internacional - Sistema de Pensões Chileno e a Refo...
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Sergio Rangel
6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Sergio Rangel6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Sergio Rangel
6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Sergio Rangel
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Luciano Timm
6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Luciano Timm6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Luciano Timm
6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Luciano Timm
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Bento Zanzini
6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Bento Zanzini6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Bento Zanzini
6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Bento Zanzini
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
Café com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de Seguros
Café com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de SegurosCafé com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de Seguros
Café com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de Seguros
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
Café com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de Seguros
Café com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de SegurosCafé com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de Seguros
Café com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de Seguros
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
Café com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de Seguros
Café com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de SegurosCafé com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de Seguros
Café com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de Seguros
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
D&O - Circular 553 - Marcia Cicarelli
D&O - Circular 553 - Marcia CicarelliD&O - Circular 553 - Marcia Cicarelli
D&O - Circular 553 - Marcia Cicarelli
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
D&O - Circular 553 - Gustavo Galrão
D&O - Circular 553 - Gustavo GalrãoD&O - Circular 553 - Gustavo Galrão
D&O - Circular 553 - Gustavo Galrão
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
D&O - Circular 553 - Dinir salvador
D&O - Circular 553 - Dinir salvadorD&O - Circular 553 - Dinir salvador
D&O - Circular 553 - Dinir salvador
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
Café com Seguro - Gamificação - Porto Alegre
Café com Seguro - Gamificação - Porto AlegreCafé com Seguro - Gamificação - Porto Alegre
Café com Seguro - Gamificação - Porto Alegre
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
Café com Seguro: Riscos Cibernéticos - Marcia Cicarelli
Café com Seguro: Riscos Cibernéticos - Marcia Cicarelli  Café com Seguro: Riscos Cibernéticos - Marcia Cicarelli
Café com Seguro: Riscos Cibernéticos - Marcia Cicarelli
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
Café com Seguro: Riscos Cibernéticos - Guilheme Procopio
Café com Seguro: Riscos Cibernéticos - Guilheme Procopio  Café com Seguro: Riscos Cibernéticos - Guilheme Procopio
Café com Seguro: Riscos Cibernéticos - Guilheme Procopio
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 
Aida Europe pProgramme Vienna - web
Aida Europe pProgramme Vienna - webAida Europe pProgramme Vienna - web
Aida Europe pProgramme Vienna - web
Oficina do Texto Assessoria de Comunicação
 

Mais de Oficina do Texto Assessoria de Comunicação (20)

Manual de registro de corretor versao 16 07-2020
Manual de registro de corretor   versao 16 07-2020Manual de registro de corretor   versao 16 07-2020
Manual de registro de corretor versao 16 07-2020
 
Corretor Som.us
Corretor Som.us Corretor Som.us
Corretor Som.us
 
Edson Fecher
Edson FecherEdson Fecher
Edson Fecher
 
Sergio Rangel l Seminário Internacional - Sistema de Pensões Chileno e a Refo...
Sergio Rangel l Seminário Internacional - Sistema de Pensões Chileno e a Refo...Sergio Rangel l Seminário Internacional - Sistema de Pensões Chileno e a Refo...
Sergio Rangel l Seminário Internacional - Sistema de Pensões Chileno e a Refo...
 
6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Sergio Rangel
6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Sergio Rangel6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Sergio Rangel
6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Sergio Rangel
 
6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Luciano Timm
6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Luciano Timm6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Luciano Timm
6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Luciano Timm
 
6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Bento Zanzini
6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Bento Zanzini6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Bento Zanzini
6ª Semana Nacional de Educação Financeira - ANSP - Bento Zanzini
 
Café com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de Seguros
Café com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de SegurosCafé com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de Seguros
Café com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de Seguros
 
Café com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de Seguros
Café com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de SegurosCafé com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de Seguros
Café com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de Seguros
 
Café com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de Seguros
Café com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de SegurosCafé com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de Seguros
Café com Seguro - Cenário Econômico e Mercado de Seguros
 
D&O - Circular 553 - Marcia Cicarelli
D&O - Circular 553 - Marcia CicarelliD&O - Circular 553 - Marcia Cicarelli
D&O - Circular 553 - Marcia Cicarelli
 
D&O - Circular 553 - Gustavo Galrão
D&O - Circular 553 - Gustavo GalrãoD&O - Circular 553 - Gustavo Galrão
D&O - Circular 553 - Gustavo Galrão
 
D&O - Circular 553 - Dinir salvador
D&O - Circular 553 - Dinir salvadorD&O - Circular 553 - Dinir salvador
D&O - Circular 553 - Dinir salvador
 
Café com Seguro - Gamificação - Porto Alegre
Café com Seguro - Gamificação - Porto AlegreCafé com Seguro - Gamificação - Porto Alegre
Café com Seguro - Gamificação - Porto Alegre
 
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
 
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
 
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
Café com Seguro - Seguro Empresarial e PMEs - 7/03/2017
 
Café com Seguro: Riscos Cibernéticos - Marcia Cicarelli
Café com Seguro: Riscos Cibernéticos - Marcia Cicarelli  Café com Seguro: Riscos Cibernéticos - Marcia Cicarelli
Café com Seguro: Riscos Cibernéticos - Marcia Cicarelli
 
Café com Seguro: Riscos Cibernéticos - Guilheme Procopio
Café com Seguro: Riscos Cibernéticos - Guilheme Procopio  Café com Seguro: Riscos Cibernéticos - Guilheme Procopio
Café com Seguro: Riscos Cibernéticos - Guilheme Procopio
 
Aida Europe pProgramme Vienna - web
Aida Europe pProgramme Vienna - webAida Europe pProgramme Vienna - web
Aida Europe pProgramme Vienna - web
 

Último

O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
Paulo Dalla Nora Macedo
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
rihabkorbi24
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
Paulo Emerson Pereira
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Paulo Emerson Pereira
 
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Carlos Eduardo Coan Junior
 
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdfInformativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
edsonfrancojunior99
 

Último (6)

O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
O legado democrático de Portugal no Brasil, enfatizando sua contribuição para...
 
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMETRESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
RESTAURANT MANORA HOTEL SINDBAD HAMMAMET
 
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
A ADEQUAÇÃO À LGPD DA UNIVERSIDADE UNIVAZADA: UM ESTUDO DE CASO FICTÍCIO DE U...
 
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCCEstudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
Estudo de caso apresenta ao Projeto Integrado Multidisciplinar - TCC
 
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfilApostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
Apostila GOOGLE MEU NEGÓCIO-Passo a passo detalhado para criar um novo perfil
 
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdfInformativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
Informativo Agronômico n11 v1.0 - Seringueira (ppt).pdf
 

Seguro Saúde - Cenário Atual e Desafios - Magali Zeller

  • 1. “Seguro Saúde” Cenário Atual e Desafios •Em pauta: •Os desafios do seguro saúde •A judicialização •A necessidade de interação entre o regulador e a indústria •Como buscar novos consumidores e fidelizá-los? 1 Magali R. Zeller Atuária e Auditora Atuarial Independente Saúde, Seguros, Previdência, Capitalização e Resseguros Avaliação Atuarial Benefícios à Empregados CPC 33 R1 – CVM 695 Carteira de Saúde Carteira de Previdência Complementar RPPS Assistente Técnica e Perita Atuarial Educadora Financeira e Coaching
  • 2. Agenda Material de Uso Exclusivo – AT Service 2 Os números do setor de saúde suplementar Os desafios do setor Judicialização Desafios
  • 3. 3 ABORDAGEM TÉCNICO ATUARIAL Os números do setor de saúde suplementar
  • 4. Os números do setor de saúde suplementar Dados Operadoras 4
  • 5. Os números do setor de saúde suplementar Dados dos Beneficiários 5
  • 6. Os números do setor de saúde suplementar Dados Planos 6 33.497 18.794 8.783 4.976 830 68 46 21.243 8.683 7.068 4.609 779 65 39 12.254 10.111 1.715 367 51 3 7 0 5.000 10.000 15.000 20.000 25.000 30.000 35.000 40.000 Total 1 a 100 beneficiários 101 a 1.000 beneficiários 1.001 a 10.000 beneficiários 10.001 a 50.000 beneficiários 50.001 a 100.000 beneficiários Acima de 100.000 beneficiários Distribuição dos Planos por Quantidade de Beneficiários Planos de saúde antigos cadastrados com beneficiários Absoluto Planos de saúde novos registrados com beneficiários Absoluto Total
  • 7. Os números do setor de saúde suplementar Dados Beneficiários 7
  • 8. Os números do setor de saúde suplementar Dados Beneficiários 8 0 10.000.000 20.000.000 30.000.000 40.000.000 50.000.000 60.000.000 Total Autogestão Cooperativa Médica Filantropia Medicina de Grupo Seguradora Especializada em Saúde Distribuição de Beneficiários por Tipo de Operadora dez/10 dez/11 dez/12 dez/13 dez/14 dez/15 mar/16 Competência Total Autogestão Cooperativa Médica Filantropia Medicina de Grupo Seguradora Especializada em Saúde dez/10 44.937.350 5.634.866 16.452.898 1.400.281 16.127.532 5.321.773 dez/11 46.027.108 5.013.509 17.231.216 1.401.554 16.487.765 5.893.064 dez/12 47.722.948 5.147.162 17.911.296 1.383.002 16.749.844 6.531.644 dez/13 49.346.927 5.057.796 18.625.648 1.367.515 17.244.328 7.051.640 dez/14 50.394.741 5.209.083 19.309.338 1.081.822 17.299.889 7.494.609 dez/15 49.441.541 5.090.235 18.919.282 1.070.136 17.353.186 7.008.702 mar/16 48.824.150 5.009.840 18.415.668 1.047.108 17.371.812 6.979.722
  • 9. Os números do setor de saúde suplementar Dados Beneficiários Distribuição Total Por Beneficiário x Tipo de Operadora x Modalidade de Contratação 9 3.807.053 17,6% 16.022.957 73,8% 1.793.628 8,3% 4.173 0,0% 57.972 0,3% Individual ou Familiar Coletivo Empresarial Coletivo por adesão Coletivo não identificado Não Informado Exclusivamente odontológico 9.558.718 19,6% 32.412.727 66,4% 6.561.881 13,4% 9.193 0,0% 281.631 0,6% Assistência médica Fonte: SIB/ANS/MS -03/2016 Caderno de Informação da Saúde Suplementar – julho/2016
  • 10. Os números do setor de saúde suplementar Dados Financeiros 10 Modalidade da operadora Quantidade de Beneficiarios em jun/2016 Receita de contraprestações Outras receitas operacionais Despesa assistencial Despesa administrativa Despesa de comercialização Outras despesas operacionais Valor Minimo de Comercialização Médio e Sem considerar o Lucro Valor Minimo de Comercialização Médio e com Lucrode 3% % de Receita Necessária para Manter o equilibrio da Operaodra Operadoras médico-hospitalares 48.487.129 261,31 27,43 221,67 28,56 8,26 28,77 287,27 296,16 -11,76% Autogestão 4.965.776 310,60 18,19 284,78 34,25 0,03 18,76 337,82 348,27 -10,82% Cooperativa Médica 18.247.233 234,45 44,75 196,92 26,84 4,27 44,47 272,50 280,93 -16,54% Filantropia 1.052.760 177,65 312,50 141,30 117,45 2,65 228,49 489,89 505,04 -64,82% Medicina de Grupo 17.361.258 217,71 5,36 176,45 25,75 8,74 9,29 220,23 227,04 -4,11% Seguradora Especializada em Saúde 6.860.102 420,28 0,13 368,64 22,46 24,51 12,92 428,53 441,78 -4,87% Fontes: DIOPS/ANS/MS - 05/09/2016 Caderno de Informação da Saúde Suplementar - setembro/2016 Notas: 1. Dados preliminares, sujeitos à revisão. 2. Dados referentes ao primeiro semestre 3. Não inclui dados das operadoras exclusivamente odontológicas com até 20.000 beneficiários, dispensadas do envio do DIOPS nos tres primeiros trimestres. 1º SEMESTRE 2016 EM RELAÇÃO A 2015 -1,93% 10,52% 6,10% 10,80% 3,58% 8,72% 9,97% Modalidade da operadora Quantidade de Beneficiarios em dez/2015 Receita de contraprestações Outras receitas operacionais Despesa assistencial Despesa administrativa Despesa de comercialização Outras despesas operacionais Valor Minimo de Comercialização Médio e Sem considerar o Lucro Valor Minimo de Comercialização Médio e com Lucrode 3% % de Receita Necessária para Manter o equilibrio da Operaodra Operadoras médico-hospitalares 49.441.541 236,44 25,85 200,06 27,57 7,60 26,17 261,40 269,49 -12,26% Autogestão 5.090.235 278,54 24,37 266,82 36,74 0,03 15,67 319,26 329,13 -15,37% Cooperativa médica 18.919.282 210,60 39,38 175,81 25,14 3,98 40,28 245,21 252,80 -16,69% Filantropia 1.070.136 163,34 305,72 125,40 120,48 2,30 217,77 465,95 480,37 -66,00% Medicina de grupo 17.353.186 194,95 4,58 156,63 24,22 7,74 7,94 196,54 202,62 -3,78% Seguradora especializada em saúde 7.008.702 389,50 0,33 335,98 21,57 23,34 11,56 392,44 404,58 -3,73% Fontes: DIOPS/ANS/MS - 05/09/2016 Caderno de Informação da Saúde Suplementar - setembro/2016 Nota: Dados preliminares, sujeitos à revisão. Receitas e despesas, por modalidade das operadoras, por tipo, segundo a modalidade da operadora (Brasil - 1º semestre/2016) Receitas e despesas, por modalidade das operadoras, por tipo, segundo a modalidade da operadra (Brasil-2015)
  • 11. Os números do setor de saúde suplementar Dados Operadoras 11
  • 12. Os números do setor de saúde suplementar Dados Beneficiários 12 83,5% 83,3% 84,5% 84,3% 84,6% 84,9% 84,6% 81,6% 84,8% 91,5% 90,7% 90,5% 91,2% 91,4% 93,4% 96,2% 85,5% 91,7% 83,0% 82,6% 84,0% 84,1% 84,8% 85,2% 83,6% 81,2% 84,0% 80,5% 79,4% 79,0% 79,6% 78,2% 79,2% 76,7% 75,2% 79,5% 81,9% 82,2% 82,0% 81,5% 81,5% 80,8% 80,3% 78,1% 81,0% 82,3% 82,5% 85,7% 85,1% 85,4% 85,6% 86,3% 85,2% 87,7% 0,0% 100,0% 200,0% 300,0% 400,0% 500,0% 600,0% 2° Tri 2014 3° Tri 2014 4° Tri 2014 1º Tri 2015 2º Tri 2015 3º Tri 2015 4º Tri 2015 1º Tri 2016 2º Tri 2016 Taxa de Sinistralidade - Assistência Médica Operadoras médico-hospitalares Autogestão Cooperativa médica Filantropia Medicina de grupo Seguradora especializada em saúde
  • 13. 13 Os desafios do Setor da Saúde Suplementar
  • 14. Os números do setor de saúde suplementar 14 ✓Garantia de Acesso ✓Garantia de Qualidade ✓Sustentabilidade do Setor ✓Transição Demográfica ✓Tendências da queda da taxa de fertilidade, envelhecimento populacional ✓ Transição Epidemiológica
  • 15. Os números do setor de saúde suplementar 15 ✓ Evolução Tecnológica ✓ Inovação/Eficiência ✓ Inovação Tecnológica/Aumento dos gastos em saúde ✓ Oferta X Demanda ✓ Empoderamento do Consumidor ✓ Judicialização
  • 16. Os números do setor de saúde suplementar Custos Médicos o Empregador assume o Risco 16 Participação da empresa no custeio
  • 17. Os números do setor de saúde suplementar O Custos Médicos sobre a folha de pagamento insustentáveis 17 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100% 2004 2008 2014 2018 2022 2026 2030 8,32% 9,53% 12,40% 13,70% 15,80% 19,40% 25,48% !
  • 18. Os números do setor de saúde suplementar 18
  • 19. Os números do setor de saúde suplementar 19
  • 20. Os números do setor de saúde suplementar 20 Consultas médicas por beneficiário – Para pensar!!!
  • 21. Os números do setor de saúde suplementar 21
  • 22. Os números do setor de saúde suplementar 22 Como fazer !!! Saúde Baseada em Evidência Setor Padronização de procedimentos Setor Indicadores de Desempenho • Setor Prevenção • Setor Gestão de Custos /Desperdícios • Setor
  • 24. Os números do setor de saúde suplementar 24 Problemas a serem enfrentados: Igualdade e Universalidade no acesso? Furas filas e medicamentos fora do protocolo Pressão para incorporação tecnológica Decisão do STF: medicamento de alto custo e medicamento sem registro da ANVISA Mais de 2.000.000 de beneficiários deixaram seus planos de saúde Despesas com judicialização de medicamentos crescem mais de 1.000 % em oito anos (INESC) Impacto Orçamentário Inovações no setor de saúde
  • 25. Os números do setor de saúde suplementar 25
  • 26. Os números do setor de saúde suplementar Judiciário – Decisões favoráveis aos Beneficiários 26 7,60% 92,40% Operadora Beneficiário 88% foram atendidas integralmente (100% dos valores reclamados)
  • 27. Os números do setor de saúde suplementar Demandas 27
  • 29. Os números do setor de saúde suplementar 29 Apuração do custo deve ser exata, para evitar o sub ou o super faturamento Atribuição de pesos incorretos para permitir maior remuneração do hospital Mecanismo de Coparticipação - não funciona como controle de utilização Sustentabilidade do Setor Compartilhamento do risco nos primeiros anos Segmentação Partilhada É necessário um comprometimento de toda a indústria além de ter em mente que os resultados são a longo prazo Órgão Regulador As operadoras nomeiam os “Melhores Hospitais” a fim de aumentar a concorrência entre o sistema Ajudar o paciente a navegar no (crescentemente) complexo sistema de saúde por meio de programas inovadores de coordenação da atenção Adotar gerenciamento sistemático de casos para pacientes de alto risco Divulgar informação sobre prestadores mais eficientes (médicos e hospitais), por meio de mudanças no pagamento e no desenho da prestação de serviços Utilizar novas tecnologias e dados em tempo real para avaliação e monitoramento do paciente (gerenciar a informação clínica) Flexibilizar regulação para promover inovações no desenho de planos de saúde e cobertura de benefícios Adotar gerenciamento sistemático de casos para pacientes de alto risco Trabalhar com médicos de APS para expandir prestação de atenção centrada no paciente (em estabelecimentos específicos) Promover reformas estruturais no setor que levem a melhor controle dos custos e maior efetividade (financiamento/incentivos e organização do sistema .......... Desafios
  • 30. 30 Obrigado!!!! AT SERVICE ENG. E CONSULTORIA ATUARIAL LTDA. Rua Princesa Isabel de Bragança, 235 - cj. 1307 Cep: 08710-460 - Mogi das Cruzes - SP - Brasil Tel: + 55 0xx11 4798-2562 Cel: + 55 0xx11 982920164 E-mail: atuarial@atservice.com.br Site: http://www.atservice.com.br