Elaboração de um projeto

1.970 visualizações

Publicada em

teste

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.970
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Elaboração de um projeto

  1. 1. METODOLOGIA CIENTÍFICA Professor Nilton Bruno Tomelin Abril de 2009
  2. 2. APRESENTAÇÃO ESCRITA REFERÊNCIAS CONSIDERAÇÕES FINAIS ESTRUTURA DO TRABALHO (ordenação) RESULTADOS ESPERADOS/OBTIDOS CRONOGRAMA METODOLOGIA REFERENCIAL TEÓRICO JUSTIFICATIVA OBJETIVOS INTRODUÇÃO RESUMO SUMÁRIO CAPA
  3. 3. APRESENTAÇÃO ESCRITA Como fazer a Capa? CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRUSQUE - UNIFEBE PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO CURSO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO DISCIPLINA DE METODOLOGIA CIENTÍFICA TÍTULO Acadêmicos Professor Local/data
  4. 4. APRESENTAÇÃO ESCRITA SUMÁRIO > As principais divisões do trabalho, com número da página; > Importante para que se entenda a divisão lógica do texto, indicando sequências.
  5. 5. ELABORAÇÃO DO RESUMO       Uma boa apresentação começa com um bom resumo Introdução Justificativa (uma ou duas frases introdutórias) Objetivos Metodologia (resumida) Resultados Considerações finais
  6. 6. PRODUÇÃO DE CONHECIMENTOS Introdução O que me fez pensar no assunto?
  7. 7. PRODUÇÃO DE CONHECIMENTOS Objetivos “Por que eu quero fazer a pesquisa?” - Objetivo geral > ação: um verbo > meta central da pesquisa
  8. 8. PRODUÇÃO DE CONHECIMENTOS Objetivos específicos: - Formas de atingir o objetivo geral; - Descrever em tópicos (4 no máximo); - É como se dividíssemos o Objetivo Geral em etapas para que ele seja atingido.
  9. 9. JUSTIFICATIVA    Iniciar a redação sobre seu tema e discorrer sobre tudo o que será tratado ao longo do trabalho; A justificativa será o primeiro texto em seu trabalho e você deve ser capaz de conquistar os seus leitores sobre a relevância do mesmo; Opiniões pessoais devem ser deixadas de lado neste momento.
  10. 10. REFERENCIAL TEÓRICO    Identificar as idéias mais relevantes dos autores para o seu tema e as transcrever em seu trabalho; Inserir as idéias dos autores pesquisados (mínimo três autores), confrontar as teorias e direcionar os caminhos para refutar ou não as hipóteses levantadas; A fonte de qualquer informação utilizada deve ser mencionada. Cuidado com o plágio!
  11. 11. O que é uma CITAÇÃO???   É quando trazemos para o NOSSO texto alguma informação ou idéia que pertence a outro autor. Por NÃO SER de NOSSA AUTORIA, todas as citações devem trazer a identificação de seu autor.
  12. 12. Há TRÊS formas de fazer a citação: 1) Indireta ou livre (chamada de paráfrase): é quando expressamos o pensamento de outra pessoa com nossas próprias palavras. Ex1: Ex2: No caso do fenômeno quem melhor definiu o problema foi Antunes (1997) quando declarou que trata-se de uma manifestação natural do ambiente. No caso do fenômeno estudado, trata-se de uma manifestação natural do ambiente. (ANTUNES, 1997) Note: SEMPRE deve ser indicado o nome do autor. Quando estiver no corpo do texto (ex1) utiliza-se letras minúsculas, e letras maiúsculas (ex2), se estiver entre parênteses.
  13. 13. 2) Direta ou textual: Transcrevemos exatamente as palavras do autor. a) Breves – quando não ultrapassam 3 linhas. Devem estar entre aspas. b) Longas – ultrapassam 3 linhas. Devem receber destaque especial, com recuo de 4 cm. ,,,,,, ,,,,,, ,,,,,,, ,,,,,, ,,,,,,, ,,,,,,, ,,,,,,,,,,, ,,,,,,,,,,,,,,,,,,,, ,,,,,,,, ,,,,,,,,,,,,,,,. xxx xxxxxxxxxxxxx xxxxxxxxxxx xxxx xxxxxxxxxxxx x xxxxxxxxxxx xx xxxxx xxxxxxxxxx xxxxxxxxxxxxxx. ,,,,,,,,,,,,,,, ,,,,,, ,,,,,, ,,,,,, ,,,,,,,,,,,,,, ,,,,,,, ,,,,,,,,, ,,,,,,,,,,,,,,, ,,,,,,,,,,,,,,, ,,,,,,,,,. Por já terem o destaque do recuo, não deverão ter aspas e o tamanho da fonte é menor (Fonte 10)
  14. 14. 3) Citação da citação: Citação de alguma “idéia” já citada em outra obra. Indica-se o sobrenome do autor da “idéia”, seguido da palavra apud (segundo, conforme, de acordo com) e o sobrenome do autor que fez a citação. Do último faz-se a referência completa. O sistema consiste em colocar o bebê em observação para evitar contaminação por bactérias hospitalares (SILVA apud GOMES, 1992).
  15. 15. Quem podemos citar?? •Somente podemos utilizar informações de pessoas que conhecem bem o assunto/tema escolhido.
  16. 16. PRODUÇÃO DE CONHECIMENTOS Metodologia “Como farei o projeto?” Como farei a coleta dos dados (informações);  Que recursos utilizarei;  Descrever os procedimentos. 
  17. 17. CRONOGRAMA  Aqui deve ser colocado o cronograma de sua pesquisa, detalhando as etapas e o tempo de execução. Observe o exemplo abaixo:
  18. 18. RESULTADOS ESPERADOS/OBTIDOS Especificar os resultados parciais e final, e ou produtos esperados, a serem obtidos durante o período de execução do Projeto.
  19. 19. CONSIDERAÇÕES FINAIS Conclusão “O que eu aprendi?” -síntese das idéias importantes; Concluir apenas o que apresentou
  20. 20. REFERÊNCIAS - Listagem final das obras consultadas; - Em ordem alfabética e cronológica.
  21. 21. Como fazer referências? ELEMENTOS ESSENCIAIS: Autor, título da obra, local, editora, ano de publicação. Livros SOBRENOME, Prenome. Título: subtítulo. Local: Editora, ano da publicação. WEISS, D. Como escrever com facilidade. São Paulo: Círculo do livro, 2002. Teses e Dissertações SOBRENOME, Prenome. Título: subtítulo. Local: Instituição, ano. Indicação de Tese ou dissertação, Orientador. Nome do curso ou programa. OTT, M. Tendências Ideológicas no Ensino. Porto Alegre: UFRGS, 2003. Orientador: Dr. Hilário Bohn. Tese – Programa de PósGraduação em Educação, UFRGS.
  22. 22. DOCUMENTOS EM MEIO ELETRÔNICO (SITES) Para a referência de qualquer tipo de documento, deve-se proceder da mesma forma como indicado nas obras convencionais, acrescentando o URL completo do documento na Internet, entre os sinais < >, antecedido da expressão: Disponível em: e seguido da informação: Acesso em: data Assim... GUNCHO, M. R. A educação a distância e a biblioteca universitária. Anais eletrônicos. Recife: UFPe, 2001. Disponível em <http://propesp.ufpe.br/anais.htm> Acesso em: 21 fev, 2008.
  23. 23. CD-Rom O mesmo procedimento... AUTOR, Título. Local: Editora, data. Tipo de mídia SILVA, J. Histórias Infantis. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.  CD-ROM. Indicação do tipo de mídia
  24. 24. Como fazer a apresentação do Projeto final
  25. 25. PASSOS A SEGUIR Elaborar um bom resumo Criar os slides da apresentação Apresentar os principais aspectos do trabalho Treinar a apresentação
  26. 26. CONTEÚDO DA APRESENTAÇÃO Prepare com antecedência; Ensaie a apresentação!
  27. 27. ELABORAÇÃO DA APRESENTAÇÃO Inclua o título; Use letras minúsculas, exceto o TÍTULO; Não use letras pequenas demais; Utilize no mínimo fonte 24 para texto e 36 para título; Não “polua” a apresentação. Evite animações e excesso de cores! Prefira os contrastes mais simples (ex:preto e branco); Evite abreviações. Atenção: Tempo para apresentação:15 min.
  28. 28. APRESENTAÇÃO ESCRITA MARGENS Padrão formato A4 (297 A digitação em apenas uma face do papel; 3cm XXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXX. 3cm XXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXX. XXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXX. 2cm mm x 210 mm); Fonte: Times New Roman ou Arial; 2cm Tamanho da fonte: 12 – corpo do texto 10 – citações longas e notas Espaçamento (entre linhas): 1,5 - no texto 1,0 (simples)- citação longa
  29. 29. Estrutura de artigos científicos (Revista da UNIFEBE) 1. 2. Título: em português, centralizado, em letras maiúsculas, com negrito, sem grifo; uma linha abaixo título em inglês, centralizado, em letras maiúsculas, em itálico, sem grifo. Sub-títulos ou seções: sem adentramento de parágrafo, com marcação em números arábicos, sendo apenas a primeira letra de cada sub-título em maiúscula.
  30. 30. Estrutura de artigos científicos (Revista da UNIFEBE) 3. Nome(s) do(s) autor(es): duas linhas abaixo do título, à direita; letras maiúsculas apenas para as iniciais. Não devem ser omitidos nomes e sobrenomes intermediários. 4. Nota de rodapé contendo as seguintes informações: titulação do(s) autor(es), qualificação profissional e respectiva instituição com a qual tem vínculo e endereço eletrônico.
  31. 31. Estrutura de artigos científicos (Revista da UNIFEBE) 5. resumo em português: a palavra RESUMO, seguida de dois pontos, em maiúsculas, três linhas abaixo do nome do(s) autor(es), sem adentramento de parágrafo. Na mesma linha, iniciar o texto em itálico, em um único parágrafo, contendo no máximo 250 palavras, apresentando introdução, objetivo, método, resultados e conclusão do trabalho
  32. 32. Estrutura de artigos científicos (Revista da UNIFEBE) 6. Palavras-chave em português: a palavra PALAVRAS-CHAVE, em maiúsculas, seguidas de dois pontos, uma linha abaixo do Resumo e duas acima do início do Abstract, sem adentramento de parágrafo. Devem apresentar no mínimo 3 (três) e no máximo 5 (cinco) palavras, sendo a primeira letra em maiúsculas e as demais em minúsculas, separadas entre si por ponto e finalizadas também por ponto.
  33. 33. Estrutura de artigos científicos (Revista da UNIFEBE) 7. Abstract (Resumo em inglês): a palavra ABSTRACT, seguida de dois pontos, em maiúsculas, três linhas abaixo das Palavras-chave, seguindo o mesmo padrão do resumo em português. 8. Key words (Palavras-chave em inglês): as palavras KEY WORDS, em maiúsculas, seguidas de dois pontos, uma linha abaixo do final do abstract e duas linhas acima do início do texto, seguindo o mesmo padrão das palavras-chave.
  34. 34. Citações em artigos científicos Revista da UNIFEBE (NBR 10520:2002) 9. Formato de página: tamanho do papel: A4 (21,0 X 29,7cm); margens: esquerda e superior: 3cm; direita e inferior: 2cm. Parágrafo: um toque na tecla TAB (tabulação 1,27cm).
  35. 35. Citações em artigos científicos Revista da UNIFEBE (NBR 10520:2002) 1. De acordo com Fulano (1997), citar corretamente a literatura é muito importante. Reparem que a citação de autores ao longo do texto é feita em letras minúsculas, enquanto que a citação de autores entre parênteses, ao final do parágrafo, deve ser feita em letra maiúscula, conforme indicado no próximo item. 2. Na verdade, citar trechos de trabalhos de outros autores, sem referenciar adequadamente, pode ser enquadrado como plágio (BELTRANO, 2002).
  36. 36. Citações em artigos científicos Revista da UNIFEBE (NBR 10520:2002) 3.Quando tiver até três autores, citar os três separados por ponto e vírgula (CORDEIRO; GALVES; TORQUATO, 2002). 4. d) E se forem mais de três autores, citar o primeiro seguido da expressão et al (SILVA et al., 2006). 5. e) Em uma citação direta é realizada a "transcrição textual, na íntegra das palavras do autor citado". (TEIXEIRA, 1999, p. 72).
  37. 37. Referências bibliográficas em artigos científicos Revista da UNIFEBE (NBR 6023:2002) a) b) de livro FRANCO, M. A. Ensaio sobre as tecnologias digitais da inteligência. Campinas: Papirus, 1997. capítulo de livro com autores diferentes FRIGOTTO, G. O enfoque da dialética materialista histórica na pesquisa educacional. In: FAZENDA, I. Metodologia da pesquisa educacional. 3. ed. São Paulo: Cortez, 1994. cap. 4, p. 69-90. com o mesmo autor MORAES, L. C. S. de. Competência legislativa. In: ______. Curso de direito ambiental. São Paulo: Atlas, 2002. cap. 2, p.54-68.
  38. 38. Referências bibliográficas em artigos científicos Revista da UNIFEBE (NBR 6023:2002) c) artigo de periódico BENNETTON, M. J. Terapia ocupacional e reabilitação psicossocial: uma relação possível. Revista de Terapia Ocupacional da Universidade de São Paulo, São Paulo, v. 4, n. 3, p. 11-16, mar. 1993. d) dissertação e/ou tese ROSEMBERG, D. S. O processo de formação continuada de professores universitários. 1999. 287f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória, 1999.
  39. 39. e) trabalho apresentado em evento VIANNA, M. J. G. M. et al. A biblioteca e sua relação com o contexto acadêmico. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 9. 1996, Curitiba. Anais... Curitiba: UFPR, Biblioteca Central, 1996. 1 disquete, doc. 7.1. f) informações em meio eletrônico BICCA JUNIOR, R. L. Coisas nossas: a sociedade brasileira nos sambas de Noel Rosa. 2001. Dissertação (mestrado) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. Disponível em: <http://www.samba-choro.com.br/print/debates/>. Acesso em: 25 ago. 2005.
  40. 40. Resumindo...um projeto deve ter: INTRODUÇÃO OBJETIVOS (GERAL E ESPECÍFICOS) JUSTIFICATIVA REFERENCIAL TEÓRICO METODOLOGIA CRONOGRAMA RESULTADOS ESPERADOS/OBTIDOS CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS
  41. 41. Resumindo...o artigo deve ter: I – Elementos pré-textuais  RESUMO EM LÍNGUA VERNÁCULA II – Elementos textuais  INTRODUÇÃO  DESENVOLVIMENTO DO TEMA III – Elementos textuais  REFERÊNCIAS

×