SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Baixar para ler offline
INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAZONAS
                        FACULDADE MARTHA FALCÃO
FACULDADE
                              CURSO DE DESIGN
Martha Falcão




                          Curso de Design




            NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO




                         Professor Abraham Bensadon




                                    2005
NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO




1. CARACTERIZAÇÃO DO ARTIGO

        Os artigos poderão ser oriundos de investigações experimentais originais, estudos de caso e
artigos de revisão bibliográfica.




2. COMPOSIÇÃO DO ARTIGO
O artigo deve ser dividido em:
          Parte Pré-textual: Capa (modelo em anexo)
          Parte Textual: Artigo (resumo, abstract, introdução, revisão de literatura, materiais e
métodos, apresentação e discussão dos resultados, conclusões, referências).


          Na parte textual do artigo devem ser evitadas transcrições das palavras dos autores para o
texto (citação). Recomenda-se que sejam feitas referências às idéias dos autores.




3. FORMATAÇÃO
- O papel a ser utilizado: formato A-4 (padrão internacional), de 29,7 cm x 21 cm.
- Margens: 3 cm margem superior e esquerda, 2 cm margem direita e inferior.
- Fonte: ARIAL tamanho 11.
- Espaçamento entre linhas: espaço 1,5 (um e meio).
- Número de páginas: no máximo 20 páginas no formato final (exceto capa de identificação e folha de
 avaliação).
- O texto deve ser digitado no editor de texto em Microsoft Word.

- Não pode ser usada quebra de página no início dos tópicos do item 4 (resumo, abstract,
 introdução, revisão de literatura, materiais e métodos, apresentação e discussão dos
 resultados, conclusão, referências bibliográficas). O TEXTO DEVE SER CONTÍNUO.




4. ESTRUTURA DO ARTIGO

a) INSTRUÇÕES PARA A IDENTIFICAÇÃO DO ARTIGO:

Primeira linha do artigo: deverá conter o Titulo do Artigo escrito em letras maiúsculas, em negrito,
centrado com fonte tamanho 12.

Deixar uma linha em branco após o título. Manter espaçamento entre linhas simples.
Próxima linha: o(s) autor(es), usando maiúscula apenas na primeira letra, sublinhados,
centralizados, com fonte tamanho 12. Não utilizar qualquer indicação de titulação ou cargo dos
autores no artigo.

Próxima linha: nome do professor orientador, usando maiúscula apenas na primeira letra,
sublinhados, centralizados, com fonte tamanho 12. Não utilizar qualquer indicação de titulação ou
cargo dos autores no artigo.

Deixar uma linha em branco após o nome do professor orientador. Manter espaçamento entre linhas
simples.

Próxima linha: o nome do curso de graduação e a instituição de origem do curso (em negrito),
usando maiúscula apenas a primeira letra, centrado, fonte tamanho 12.



Exemplo:
             UTENSÍLIO FACILITADOR PARA DESCASCAR PUPUNHA.

                            Marcos André do Nascimento Marinho
                                    Gean Flávio Araújo Lima


            Curso de Graduação em Design – Faculdade Martha Falcão


b) A parte textual do artigo deverá ser composta pelas seguintes partes:

        1. Resumo, Palavras-Chave;

        2. Abstract, Keywords;

        3. Introdução (Justificativa e Objetivos);

        4. Revisão de Literatura;

        5. Material e Método(s);

        6. Apresentação e Discussão dos Resultados;

        7. Conclusão;

        8. Referências Bibliográficas.
5. DESCRIÇÃO SUCINTA DAS PARTES DE UM ARTIGO CIENTÍFICO



   Resumo e Palavras-Chave (Abstract, Key Words):

         O resumo deverá conter no máximo 250 palavras, seguido da respectiva versão em inglês.

         O conteúdo do resumo deve conter as seguintes informações:

         -   Objetivos do estudo, procedimentos básicos empregados (amostragem, metodologia,
             análise dos dados), resultados principais do estudo (dados concretos e estatísticos) e
             conclusão do estudo, destacando os aspectos mais relevantes da pesquisa.

         Após o resumo devem ser indicadas quatro palavras-chave (ou unitermos) que facilitem a
indexação do artigo.


    Introdução:
         Na Introdução o autor deve apresentar de forma clara a relevância da pesquisa desenvolvida
através do referencial teórico e o(s) objetivo(s) a ser(em) atingido(s) ao final da realização do
trabalho.


    Revisão de Literatura:
       A revisão de literatura deverá abordar os principais tópicos relacionados com o tema do artigo,
de modo a demonstrar que o autor conhece as formas como o assunto em estudo foi ou vem sendo
tratado e que sirva de suporte para discussão dos resultados. É importante frisar que nesta parte do
artigo, como nas demais, deve ser evitada a transcrição das palavras dos autores sob forma de
citação. As abordagens dos posicionamentos desses autores devem ser feitas sob a forma de
referências, nas quais deve ser usado o método de autor-data.
       A referência aos autores deverá ser feita da seguinte forma (autor-data):
       a) um autor: indicação do autor (sobrenome), seguido pelo ano;
       b) dois autores: indicação dos dois autores separados por &, seguido pelo ano;
       c) três ou mais autores: o primeiro autor seguido de et al., seguido do ano.
       Ex: Borges (1999) ou (BORGES, 1999); Mayer & Motta (2000); Oliveira et al. (2001)
       A referência aos autores quando usada no corpo do texto deve estar em letras minúsculas,
exceto a primeira, e quando estiverem entre parênteses deve estar em letras maiúsculas.


    Materiais e Métodos:
         Nessa parte o autor deve descrever como o estudo foi conduzido, de tal modo que permita a
outro pesquisador replicá-lo, se o desejar. Deverá conter as características da amostra, a forma de
obtenção dos dados (equipamentos, pesquisa bibliográfica, condições de realização da pesquisa),
procedimentos de coleta dos dados, forma de tratamento dos dados (abordagem descritiva e/ou
estatística).
Resultados e Discussões:
        Os resultados tanto em pesquisa experimental como em pesquisa bibliográfica podem ser
apresentados em tabelas, gráficos e/ou de forma descritiva. A discussão apresentará a interpretação
analítica dos resultados, fundamentada em dados existentes na literatura, ou seja, os resultados do
estudo devem ser confrontados com dados existentes na literatura.


    Organização das Figuras e Tabelas:

        Todas as TABELAS e FIGURAS (figuras e gráficos) devem ser numeradas seqüencialmente
e de forma independente.

        A palavra FIGURA ou TABELA, deve estar junto da margem esquerda seguida do número e
separada do título por hífen. O título deve ser escrito em letras minúsculas (exceto a primeira), em
espaço simples (1).

Ex: Tabela 1 - / Figura 1 -

        A chamada da figura ou tabela no texto será feita pela indicação de Figura seguida do
número correspondente.

Tabelas: Considerar no máximo seis tabelas, no formato Excel/Word.

Figuras: Considerar no máximo 8 figuras, digitalizadas (formato .tif, .gif ou .jpg) ou que possam ser
editados em Power-Point, Excel, Adobe Photoshop.



        No caso de estudo experimental, o sistema de medidas básico a ser utilizado será o Systeme
International d'Unités (SI). Como regra geral, só deverão ser utilizados abreviaturas e símbolos
padronizados. Caso isso não seja possível, recomenda-se a definição dos mesmos no momento da
primeira aparição no texto.


    Conclusões:
        Nas conclusões o autor deve fazer suas deduções lógicas, baseado em tudo que estudou e
nos resultados da sua pesquisa. As conclusões devem ser sucintas e, além disso, devem encontrar
respaldo na apresentação e discussão dos resultados apresentada anteriormente. Na conclusão o
autor pode ainda apresentar recomendações e sugestões.


    Referências Bibliográficas:

        Referências às publicações mencionadas no trabalho seguirão as orientações da Associação
Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), expressas na norma NB-66 (NBR 6023). Indicar todos os
autores (não utilizar "et al." como nas citações no interior do texto). Colocar os títulos dos periódicos
por extenso. Mencionar local(is) de publicação, nome de editora(s) e ano.
Exemplos Quanto à Origem das Fontes Consultadas:

    Trabalhos monográficos, dissertações e teses:

TAVARES DA SILVA, André. Integração de Técnicas de Modelagem com a VRML. Trabalho de
Conclusão de Curso, UNISINOS, São Leopoldo, Rio Grande do Sul, 1999.

    Trabalhos Publicados em anais de eventos científicos:

LOPES, Luis Carlos. Percepção e Comunicação: mitos e problemas contemporâneos. VI Congresso
Latinoamericano de Investigadores de La Comunicación, Santa Cruz de La Sierra, p. 40-50, 2002.

    Trabalhos publicados na internet:

LABATE, Lívia. Navegabilidade x Navegação. São                      Paulo,   Brasil,   2003.   Internet:
http://lists.ibliblio.org/pipermail/aifiapt/2003-July/000098.html

    Artigos em jornais e revistas:

BEDBURRY, Scott. Novas Maneiras de consertar uma marca. 4SM Management, n°34, ano 6, P 122
– 128, Setembro a Outubro 2002.
PARTE PRÉ-TEXTUAL



 MODELO DA CAPA
INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAZONAS
                        FACULDADE MARTHA FALCÃO
FACULDADE
Martha Falcão
                              CURSO DE DESIGN




                            “NOME DO ARTIGO”




                “NOME DO(S) AUTOR(ES) (PROFESSOR & ALUNO)”
                    “NOME DO PROFESSOR-ORIENTADOR”




                                    Artigo científico apresentado na Disciplina
                                    ..................................... do Curso de Design da
                                    Faculdade Martha Falcão.




                              MANAUS, AMAZONAS
                                JUNHO DE 2004

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Como elaborar um trabalho escrito
Como elaborar um trabalho escritoComo elaborar um trabalho escrito
Como elaborar um trabalho escrito
colegio elite
 
Modelo de artigo científico
Modelo de artigo científicoModelo de artigo científico
Modelo de artigo científico
Wendell Gato Melo
 
Tcc não é bicho papão
Tcc não é  bicho papãoTcc não é  bicho papão
Tcc não é bicho papão
Itamar Faria
 
Metodologia cientifica
Metodologia cientificaMetodologia cientifica
Metodologia cientifica
jaddy xavier
 
Modelo de artigo científico básico - com normas ABNT
Modelo de artigo científico básico - com normas ABNTModelo de artigo científico básico - com normas ABNT
Modelo de artigo científico básico - com normas ABNT
Rosineia Oliveira dos Santos
 

Mais procurados (20)

Modelo artigo
Modelo artigoModelo artigo
Modelo artigo
 
relatorio
relatoriorelatorio
relatorio
 
Desenho arquitetônico
Desenho arquitetônicoDesenho arquitetônico
Desenho arquitetônico
 
Projeto de pesquisa
Projeto de pesquisaProjeto de pesquisa
Projeto de pesquisa
 
Modelo de pre projeto tcc
Modelo de pre projeto tccModelo de pre projeto tcc
Modelo de pre projeto tcc
 
Metodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogia
Metodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogiaMetodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogia
Metodologia do Trabalho Científico Cessi slide pedagogia
 
Modelo estruturação de projeto de pesquisa 2014
Modelo estruturação de projeto de pesquisa   2014Modelo estruturação de projeto de pesquisa   2014
Modelo estruturação de projeto de pesquisa 2014
 
Aula Projeto TCC
Aula Projeto TCCAula Projeto TCC
Aula Projeto TCC
 
Aula tcc
Aula tccAula tcc
Aula tcc
 
Modelo de artigo científico com formatação
Modelo de artigo científico com formataçãoModelo de artigo científico com formatação
Modelo de artigo científico com formatação
 
Como elaborar um trabalho escrito
Como elaborar um trabalho escritoComo elaborar um trabalho escrito
Como elaborar um trabalho escrito
 
Normas abnt prof_edson
Normas abnt prof_edsonNormas abnt prof_edson
Normas abnt prof_edson
 
Modelo de artigo científico
Modelo de artigo científicoModelo de artigo científico
Modelo de artigo científico
 
Tcc não é bicho papão
Tcc não é  bicho papãoTcc não é  bicho papão
Tcc não é bicho papão
 
Artigo cientifico (como fazer)
Artigo cientifico (como fazer)Artigo cientifico (como fazer)
Artigo cientifico (como fazer)
 
Estrutura e formatação de um projeto de pesquisa - parte 2 de 4
Estrutura e formatação de um projeto de pesquisa -  parte 2 de 4Estrutura e formatação de um projeto de pesquisa -  parte 2 de 4
Estrutura e formatação de um projeto de pesquisa - parte 2 de 4
 
Trabalho de conclusão de curso
Trabalho de conclusão de cursoTrabalho de conclusão de curso
Trabalho de conclusão de curso
 
Aula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tccAula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tcc
 
Metodologia cientifica
Metodologia cientificaMetodologia cientifica
Metodologia cientifica
 
Modelo de artigo científico básico - com normas ABNT
Modelo de artigo científico básico - com normas ABNTModelo de artigo científico básico - com normas ABNT
Modelo de artigo científico básico - com normas ABNT
 

Semelhante a Normas Artigo Design

Normas técnicas para apresentação de trabalhos escoares 97 2003 definitivo
Normas técnicas para apresentação de trabalhos escoares  97   2003 definitivoNormas técnicas para apresentação de trabalhos escoares  97   2003 definitivo
Normas técnicas para apresentação de trabalhos escoares 97 2003 definitivo
Inacio Montanha
 
Aula metodologia trabalho acadêmico
Aula metodologia trabalho acadêmicoAula metodologia trabalho acadêmico
Aula metodologia trabalho acadêmico
Alelis Gomes
 
Aula metodologia trabalho acadêmico
Aula metodologia trabalho acadêmicoAula metodologia trabalho acadêmico
Aula metodologia trabalho acadêmico
Alelis Gomes
 
Modelo padrão para tcc pós graduação
Modelo padrão para tcc pós graduaçãoModelo padrão para tcc pós graduação
Modelo padrão para tcc pós graduação
Alexandre Lima
 
Como Apresentar Um Trabalho 2
Como Apresentar Um Trabalho  2Como Apresentar Um Trabalho  2
Como Apresentar Um Trabalho 2
BE/CRE
 

Semelhante a Normas Artigo Design (20)

Tcc f9 modelo_monografia
Tcc f9 modelo_monografiaTcc f9 modelo_monografia
Tcc f9 modelo_monografia
 
FORMATAÇÃO Norma ABNT Brasil 20231.pptx
FORMATAÇÃO Norma ABNT Brasil  20231.pptxFORMATAÇÃO Norma ABNT Brasil  20231.pptx
FORMATAÇÃO Norma ABNT Brasil 20231.pptx
 
Modelo artigos 2009
Modelo artigos 2009Modelo artigos 2009
Modelo artigos 2009
 
COMO FAZER UMA PESQUISA BIBLIOGRFICA SLIDES UFRB
COMO FAZER UMA PESQUISA BIBLIOGRFICA SLIDES UFRBCOMO FAZER UMA PESQUISA BIBLIOGRFICA SLIDES UFRB
COMO FAZER UMA PESQUISA BIBLIOGRFICA SLIDES UFRB
 
Anlisedeartigosderevisoeelaboraodeartigoscientficos 12734719191355-phpapp02
Anlisedeartigosderevisoeelaboraodeartigoscientficos 12734719191355-phpapp02Anlisedeartigosderevisoeelaboraodeartigoscientficos 12734719191355-phpapp02
Anlisedeartigosderevisoeelaboraodeartigoscientficos 12734719191355-phpapp02
 
Para escrever artigo ou tese
Para escrever artigo ou tesePara escrever artigo ou tese
Para escrever artigo ou tese
 
Normas técnicas para apresentação de trabalhos escoares 97 2003 definitivo
Normas técnicas para apresentação de trabalhos escoares  97   2003 definitivoNormas técnicas para apresentação de trabalhos escoares  97   2003 definitivo
Normas técnicas para apresentação de trabalhos escoares 97 2003 definitivo
 
Modelo de monografia
Modelo de monografiaModelo de monografia
Modelo de monografia
 
Aula metodologia trabalho acadêmico
Aula metodologia trabalho acadêmicoAula metodologia trabalho acadêmico
Aula metodologia trabalho acadêmico
 
Aula metodologia trabalho acadêmico
Aula metodologia trabalho acadêmicoAula metodologia trabalho acadêmico
Aula metodologia trabalho acadêmico
 
Normas da abnt
Normas da abntNormas da abnt
Normas da abnt
 
Modelo de artigo
Modelo de artigo Modelo de artigo
Modelo de artigo
 
Modelo padrão para tcc pós graduação
Modelo padrão para tcc pós graduaçãoModelo padrão para tcc pós graduação
Modelo padrão para tcc pós graduação
 
Artigo cientifico
Artigo cientificoArtigo cientifico
Artigo cientifico
 
Artigo cientifico
Artigo cientificoArtigo cientifico
Artigo cientifico
 
Instruções para revisão dos artigos
Instruções para revisão dos artigosInstruções para revisão dos artigos
Instruções para revisão dos artigos
 
Como Apresentar Um Trabalho 2
Como Apresentar Um Trabalho  2Como Apresentar Um Trabalho  2
Como Apresentar Um Trabalho 2
 
Modelo de artigo cientifico
Modelo de artigo cientificoModelo de artigo cientifico
Modelo de artigo cientifico
 
Pi 2 2012 aula 21 fevereiro instruções de projeto
Pi 2 2012 aula 21 fevereiro   instruções de projetoPi 2 2012 aula 21 fevereiro   instruções de projeto
Pi 2 2012 aula 21 fevereiro instruções de projeto
 
Módulo5 apresentação de trabalho acadêmico nbr 14724
Módulo5 apresentação de trabalho acadêmico nbr 14724Módulo5 apresentação de trabalho acadêmico nbr 14724
Módulo5 apresentação de trabalho acadêmico nbr 14724
 

Mais de martha

Pesquisa Amazonia01
Pesquisa Amazonia01Pesquisa Amazonia01
Pesquisa Amazonia01
martha
 
Ecodesign Ciclo De Vida
Ecodesign Ciclo De VidaEcodesign Ciclo De Vida
Ecodesign Ciclo De Vida
martha
 
Conceitos Ecodesign
Conceitos EcodesignConceitos Ecodesign
Conceitos Ecodesign
martha
 
O Estado Geral Do Planeta Reduzido
O Estado Geral Do Planeta   ReduzidoO Estado Geral Do Planeta   Reduzido
O Estado Geral Do Planeta Reduzido
martha
 
O Estado Geral Do Planeta
O Estado Geral Do PlanetaO Estado Geral Do Planeta
O Estado Geral Do Planeta
martha
 
Ecodesign Ciclo De Vida
Ecodesign Ciclo De VidaEcodesign Ciclo De Vida
Ecodesign Ciclo De Vida
martha
 
Baseado No Fato Que O Design Busca Atender As Necessidades De Uma Cultura Con...
Baseado No Fato Que O Design Busca Atender As Necessidades De Uma Cultura Con...Baseado No Fato Que O Design Busca Atender As Necessidades De Uma Cultura Con...
Baseado No Fato Que O Design Busca Atender As Necessidades De Uma Cultura Con...
martha
 
Admin Marca Texto
Admin Marca TextoAdmin Marca Texto
Admin Marca Texto
martha
 
Mercado Internacional Sinaliza EvoluçãO
Mercado Internacional Sinaliza EvoluçãOMercado Internacional Sinaliza EvoluçãO
Mercado Internacional Sinaliza EvoluçãO
martha
 
Manejo E Usos
Manejo E UsosManejo E Usos
Manejo E Usos
martha
 
Guia Cap0
Guia Cap0Guia Cap0
Guia Cap0
martha
 
Desenvolvimento SustentáVel Do Setor Florestal Brasileiro
Desenvolvimento SustentáVel Do Setor Florestal BrasileiroDesenvolvimento SustentáVel Do Setor Florestal Brasileiro
Desenvolvimento SustentáVel Do Setor Florestal Brasileiro
martha
 
Artesanato Madeira
Artesanato MadeiraArtesanato Madeira
Artesanato Madeira
martha
 
Arranjo Produtivo Local De MóVeis Beneficia A Cidade Industrial
Arranjo Produtivo Local De MóVeis Beneficia A Cidade IndustrialArranjo Produtivo Local De MóVeis Beneficia A Cidade Industrial
Arranjo Produtivo Local De MóVeis Beneficia A Cidade Industrial
martha
 
ResíDuos SóLidos
ResíDuos SóLidosResíDuos SóLidos
ResíDuos SóLidos
martha
 
Tutorial
TutorialTutorial
Tutorial
martha
 
O Valor De Uma Imagem
O Valor De Uma ImagemO Valor De Uma Imagem
O Valor De Uma Imagem
martha
 
HistóRia Da Fotografia
HistóRia Da FotografiaHistóRia Da Fotografia
HistóRia Da Fotografia
martha
 
Passoapasso
PassoapassoPassoapasso
Passoapasso
martha
 
Comp Grafica
Comp GraficaComp Grafica
Comp Grafica
martha
 

Mais de martha (20)

Pesquisa Amazonia01
Pesquisa Amazonia01Pesquisa Amazonia01
Pesquisa Amazonia01
 
Ecodesign Ciclo De Vida
Ecodesign Ciclo De VidaEcodesign Ciclo De Vida
Ecodesign Ciclo De Vida
 
Conceitos Ecodesign
Conceitos EcodesignConceitos Ecodesign
Conceitos Ecodesign
 
O Estado Geral Do Planeta Reduzido
O Estado Geral Do Planeta   ReduzidoO Estado Geral Do Planeta   Reduzido
O Estado Geral Do Planeta Reduzido
 
O Estado Geral Do Planeta
O Estado Geral Do PlanetaO Estado Geral Do Planeta
O Estado Geral Do Planeta
 
Ecodesign Ciclo De Vida
Ecodesign Ciclo De VidaEcodesign Ciclo De Vida
Ecodesign Ciclo De Vida
 
Baseado No Fato Que O Design Busca Atender As Necessidades De Uma Cultura Con...
Baseado No Fato Que O Design Busca Atender As Necessidades De Uma Cultura Con...Baseado No Fato Que O Design Busca Atender As Necessidades De Uma Cultura Con...
Baseado No Fato Que O Design Busca Atender As Necessidades De Uma Cultura Con...
 
Admin Marca Texto
Admin Marca TextoAdmin Marca Texto
Admin Marca Texto
 
Mercado Internacional Sinaliza EvoluçãO
Mercado Internacional Sinaliza EvoluçãOMercado Internacional Sinaliza EvoluçãO
Mercado Internacional Sinaliza EvoluçãO
 
Manejo E Usos
Manejo E UsosManejo E Usos
Manejo E Usos
 
Guia Cap0
Guia Cap0Guia Cap0
Guia Cap0
 
Desenvolvimento SustentáVel Do Setor Florestal Brasileiro
Desenvolvimento SustentáVel Do Setor Florestal BrasileiroDesenvolvimento SustentáVel Do Setor Florestal Brasileiro
Desenvolvimento SustentáVel Do Setor Florestal Brasileiro
 
Artesanato Madeira
Artesanato MadeiraArtesanato Madeira
Artesanato Madeira
 
Arranjo Produtivo Local De MóVeis Beneficia A Cidade Industrial
Arranjo Produtivo Local De MóVeis Beneficia A Cidade IndustrialArranjo Produtivo Local De MóVeis Beneficia A Cidade Industrial
Arranjo Produtivo Local De MóVeis Beneficia A Cidade Industrial
 
ResíDuos SóLidos
ResíDuos SóLidosResíDuos SóLidos
ResíDuos SóLidos
 
Tutorial
TutorialTutorial
Tutorial
 
O Valor De Uma Imagem
O Valor De Uma ImagemO Valor De Uma Imagem
O Valor De Uma Imagem
 
HistóRia Da Fotografia
HistóRia Da FotografiaHistóRia Da Fotografia
HistóRia Da Fotografia
 
Passoapasso
PassoapassoPassoapasso
Passoapasso
 
Comp Grafica
Comp GraficaComp Grafica
Comp Grafica
 

Último

PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
carlaOliveira438
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 

Último (20)

Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 

Normas Artigo Design

  • 1. INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAZONAS FACULDADE MARTHA FALCÃO FACULDADE CURSO DE DESIGN Martha Falcão Curso de Design NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO Professor Abraham Bensadon 2005
  • 2. NORMAS PARA ELABORAÇÃO DO ARTIGO CIENTÍFICO 1. CARACTERIZAÇÃO DO ARTIGO Os artigos poderão ser oriundos de investigações experimentais originais, estudos de caso e artigos de revisão bibliográfica. 2. COMPOSIÇÃO DO ARTIGO O artigo deve ser dividido em: Parte Pré-textual: Capa (modelo em anexo) Parte Textual: Artigo (resumo, abstract, introdução, revisão de literatura, materiais e métodos, apresentação e discussão dos resultados, conclusões, referências). Na parte textual do artigo devem ser evitadas transcrições das palavras dos autores para o texto (citação). Recomenda-se que sejam feitas referências às idéias dos autores. 3. FORMATAÇÃO - O papel a ser utilizado: formato A-4 (padrão internacional), de 29,7 cm x 21 cm. - Margens: 3 cm margem superior e esquerda, 2 cm margem direita e inferior. - Fonte: ARIAL tamanho 11. - Espaçamento entre linhas: espaço 1,5 (um e meio). - Número de páginas: no máximo 20 páginas no formato final (exceto capa de identificação e folha de avaliação). - O texto deve ser digitado no editor de texto em Microsoft Word. - Não pode ser usada quebra de página no início dos tópicos do item 4 (resumo, abstract, introdução, revisão de literatura, materiais e métodos, apresentação e discussão dos resultados, conclusão, referências bibliográficas). O TEXTO DEVE SER CONTÍNUO. 4. ESTRUTURA DO ARTIGO a) INSTRUÇÕES PARA A IDENTIFICAÇÃO DO ARTIGO: Primeira linha do artigo: deverá conter o Titulo do Artigo escrito em letras maiúsculas, em negrito, centrado com fonte tamanho 12. Deixar uma linha em branco após o título. Manter espaçamento entre linhas simples.
  • 3. Próxima linha: o(s) autor(es), usando maiúscula apenas na primeira letra, sublinhados, centralizados, com fonte tamanho 12. Não utilizar qualquer indicação de titulação ou cargo dos autores no artigo. Próxima linha: nome do professor orientador, usando maiúscula apenas na primeira letra, sublinhados, centralizados, com fonte tamanho 12. Não utilizar qualquer indicação de titulação ou cargo dos autores no artigo. Deixar uma linha em branco após o nome do professor orientador. Manter espaçamento entre linhas simples. Próxima linha: o nome do curso de graduação e a instituição de origem do curso (em negrito), usando maiúscula apenas a primeira letra, centrado, fonte tamanho 12. Exemplo: UTENSÍLIO FACILITADOR PARA DESCASCAR PUPUNHA. Marcos André do Nascimento Marinho Gean Flávio Araújo Lima Curso de Graduação em Design – Faculdade Martha Falcão b) A parte textual do artigo deverá ser composta pelas seguintes partes: 1. Resumo, Palavras-Chave; 2. Abstract, Keywords; 3. Introdução (Justificativa e Objetivos); 4. Revisão de Literatura; 5. Material e Método(s); 6. Apresentação e Discussão dos Resultados; 7. Conclusão; 8. Referências Bibliográficas.
  • 4. 5. DESCRIÇÃO SUCINTA DAS PARTES DE UM ARTIGO CIENTÍFICO Resumo e Palavras-Chave (Abstract, Key Words): O resumo deverá conter no máximo 250 palavras, seguido da respectiva versão em inglês. O conteúdo do resumo deve conter as seguintes informações: - Objetivos do estudo, procedimentos básicos empregados (amostragem, metodologia, análise dos dados), resultados principais do estudo (dados concretos e estatísticos) e conclusão do estudo, destacando os aspectos mais relevantes da pesquisa. Após o resumo devem ser indicadas quatro palavras-chave (ou unitermos) que facilitem a indexação do artigo. Introdução: Na Introdução o autor deve apresentar de forma clara a relevância da pesquisa desenvolvida através do referencial teórico e o(s) objetivo(s) a ser(em) atingido(s) ao final da realização do trabalho. Revisão de Literatura: A revisão de literatura deverá abordar os principais tópicos relacionados com o tema do artigo, de modo a demonstrar que o autor conhece as formas como o assunto em estudo foi ou vem sendo tratado e que sirva de suporte para discussão dos resultados. É importante frisar que nesta parte do artigo, como nas demais, deve ser evitada a transcrição das palavras dos autores sob forma de citação. As abordagens dos posicionamentos desses autores devem ser feitas sob a forma de referências, nas quais deve ser usado o método de autor-data. A referência aos autores deverá ser feita da seguinte forma (autor-data): a) um autor: indicação do autor (sobrenome), seguido pelo ano; b) dois autores: indicação dos dois autores separados por &, seguido pelo ano; c) três ou mais autores: o primeiro autor seguido de et al., seguido do ano. Ex: Borges (1999) ou (BORGES, 1999); Mayer & Motta (2000); Oliveira et al. (2001) A referência aos autores quando usada no corpo do texto deve estar em letras minúsculas, exceto a primeira, e quando estiverem entre parênteses deve estar em letras maiúsculas. Materiais e Métodos: Nessa parte o autor deve descrever como o estudo foi conduzido, de tal modo que permita a outro pesquisador replicá-lo, se o desejar. Deverá conter as características da amostra, a forma de obtenção dos dados (equipamentos, pesquisa bibliográfica, condições de realização da pesquisa), procedimentos de coleta dos dados, forma de tratamento dos dados (abordagem descritiva e/ou estatística).
  • 5. Resultados e Discussões: Os resultados tanto em pesquisa experimental como em pesquisa bibliográfica podem ser apresentados em tabelas, gráficos e/ou de forma descritiva. A discussão apresentará a interpretação analítica dos resultados, fundamentada em dados existentes na literatura, ou seja, os resultados do estudo devem ser confrontados com dados existentes na literatura. Organização das Figuras e Tabelas: Todas as TABELAS e FIGURAS (figuras e gráficos) devem ser numeradas seqüencialmente e de forma independente. A palavra FIGURA ou TABELA, deve estar junto da margem esquerda seguida do número e separada do título por hífen. O título deve ser escrito em letras minúsculas (exceto a primeira), em espaço simples (1). Ex: Tabela 1 - / Figura 1 - A chamada da figura ou tabela no texto será feita pela indicação de Figura seguida do número correspondente. Tabelas: Considerar no máximo seis tabelas, no formato Excel/Word. Figuras: Considerar no máximo 8 figuras, digitalizadas (formato .tif, .gif ou .jpg) ou que possam ser editados em Power-Point, Excel, Adobe Photoshop. No caso de estudo experimental, o sistema de medidas básico a ser utilizado será o Systeme International d'Unités (SI). Como regra geral, só deverão ser utilizados abreviaturas e símbolos padronizados. Caso isso não seja possível, recomenda-se a definição dos mesmos no momento da primeira aparição no texto. Conclusões: Nas conclusões o autor deve fazer suas deduções lógicas, baseado em tudo que estudou e nos resultados da sua pesquisa. As conclusões devem ser sucintas e, além disso, devem encontrar respaldo na apresentação e discussão dos resultados apresentada anteriormente. Na conclusão o autor pode ainda apresentar recomendações e sugestões. Referências Bibliográficas: Referências às publicações mencionadas no trabalho seguirão as orientações da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), expressas na norma NB-66 (NBR 6023). Indicar todos os autores (não utilizar "et al." como nas citações no interior do texto). Colocar os títulos dos periódicos por extenso. Mencionar local(is) de publicação, nome de editora(s) e ano.
  • 6. Exemplos Quanto à Origem das Fontes Consultadas: Trabalhos monográficos, dissertações e teses: TAVARES DA SILVA, André. Integração de Técnicas de Modelagem com a VRML. Trabalho de Conclusão de Curso, UNISINOS, São Leopoldo, Rio Grande do Sul, 1999. Trabalhos Publicados em anais de eventos científicos: LOPES, Luis Carlos. Percepção e Comunicação: mitos e problemas contemporâneos. VI Congresso Latinoamericano de Investigadores de La Comunicación, Santa Cruz de La Sierra, p. 40-50, 2002. Trabalhos publicados na internet: LABATE, Lívia. Navegabilidade x Navegação. São Paulo, Brasil, 2003. Internet: http://lists.ibliblio.org/pipermail/aifiapt/2003-July/000098.html Artigos em jornais e revistas: BEDBURRY, Scott. Novas Maneiras de consertar uma marca. 4SM Management, n°34, ano 6, P 122 – 128, Setembro a Outubro 2002.
  • 8. INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAZONAS FACULDADE MARTHA FALCÃO FACULDADE Martha Falcão CURSO DE DESIGN “NOME DO ARTIGO” “NOME DO(S) AUTOR(ES) (PROFESSOR & ALUNO)” “NOME DO PROFESSOR-ORIENTADOR” Artigo científico apresentado na Disciplina ..................................... do Curso de Design da Faculdade Martha Falcão. MANAUS, AMAZONAS JUNHO DE 2004