UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Gerenciamento de Drenagem Urbana: Praça Julio de Castilhos (Porto Alegre)

1.021 visualizações

Publicada em

Gerenciamento de Drenagem Urbana: Praça Julio de Castilhos (Porto Alegre)

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.021
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
126
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
104
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gerenciamento de Drenagem Urbana: Praça Julio de Castilhos (Porto Alegre)

  1. 1. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi
  2. 2. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi PORTO ALEGRE praça piratini av. ipiranga AV. IPIRANGA AV.JOÃO PESSOA colégiojúlio decastilhos Se encontra na bacia hidrográfica do Arroio Dilúvio
  3. 3. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi
  4. 4. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi “Os alagamentos constantes que ocorrem próximo ao Colégio Estadual Júlio de Casti- lhos há mais de 20 anos devem ser solucio- nados em breve. O Departamento de Esgo- tos Pluviais (DEP) deu início à ampliação da rede pluvial na avenida Piratini, Praça Piratini e avenida João Pessoa. A antiga rede está rompida em alguns pontos e será substituída. Além disso, serão implan- tadas novas bocas de lobo e poços de visita. As águas captadas pela nova rede serão en- caminhadas ao Arroio Dilúvio. A obra já está 80% concluída e está sendo supervisionada pela Seção Centro de Con- servação do DEP.”
  5. 5. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi REDE DO DEP EXISTENTE
  6. 6. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi TOPOGRAFIA & ZONA C´RÍTICA DE ALAGAMENTO
  7. 7. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi VEGETAÇÃO EXISTENTE Como área de vegetação relevante para a absorção da precipitação consideramos apenas a vegetação existente na própria praça. Os canteiros centrais não foram con- siderados, por terem uma área irrelevante para esta escala de trabalho COBERTURA DO SOLO Toda região é densamente edificada, portan- to, com cobertura do solo pouco permeável. As vias da região são todas asfaltadas, ten- do baixo coeficiente de infiltração. arroio dilúvio
  8. 8. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi TIPO DE SOLO: HIDROMÓRFICO SEDIMENTAR Ocorre em áreas de cotas baixas, com relevo plano, nível d’água superficial e más condi- ções de drenagem. A estratigrafia é compos- ta de material de textura variada, de argilas a areias, que podem ocorrer em forma combi- nada ou intercalada, com coloração escura, cinza ou cinza-esverdeado. A ocorrência de espessas camadas de “argila mole” (ocor- rência típica da zona norte de Porto Alegre, onde se apresenta superficial, com espes- suras que variam entre 5 e 10 m) constitui- se em limitação à implantação de obras de engenharia. O alagamento freqüente destas áreas constitui-se em outra limitação à ocu- pação urbana.
  9. 9. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi ALTERNATIVA 1: RESERVATÓRIO COBERTO Inicialmente, pensamos em usar a área sob a cancha existente na praça como reservatório coberto. Esta alternativa foi descartada pois o volume armazenado seria muito pequeno - posto que temos a limitação de escavar no máximo 2m - de modo que essa alternativa não soluciona o problema da região. ALTERNATIVA 2: RESERVATÓRIO ABERTO Usando as áreas “livres” no centro das duas praças seria possível construir duas bacias de retenção abertas. Esta alternativa, en- tretando, não permitia a existência de uma antecâmara filtrante, além de contar com uma quantidade muito grande de tubulações. ALTERNATIVA 3: RESERVATÓRIO MISTO COM ANTECÂMARA FILTRANTE Como última alternativa, optamos por uma bacia mista, tendo parte do seu volume co- berto e parte descoberta, servindo de área de lazer. Para solucionar o problema dos resíduos, projetamos uma antecâmara fil- trante, também coberta, que retém o lixo que é carregado com a chuva.
  10. 10. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi Inicialmente, dimensionamos a ba- cia tentando ocupar o máximo de área da praça, porém evitando o corte desnecessário de árvores. Atingimos assim uma área de 680m², com 1m de profundidade, portanto, um volume de 680m³.
  11. 11. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi A partir do volume máximo calculado, esti- mamos a área de contribuição. Fomos invertendo alguns trechos da tubu- lação do DEP existente e criando novos tre- chos, a fim de racionalizar a coleta de água da região.
  12. 12. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi CURVA ENVELOPE Para o tempo de 88 minutos, temos a maior diferença entre entraram 3708,6m³ e sairam 918,7 m³ 3708,6m³ - 918m³ = 2789,9m³ 4500 4000 3500 3000 2500 2000 1500 1000 500 0 0 4 8 16 20 24 28 32 36 40 44 48 52 56 60 64 68 72 76 80 84 88 92 96 100 t (min) V (m³) VOLUME DE ENTRADA VOLUME DE SAÍDA
  13. 13. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi A fim de atigirmos os 2789,9m³ necessá- rios, aumentamos o volume do reservatório tanto pelo acréscimo de área quanto pelo aumento da profundidade. Por motivos paisagísticos, a profundidade ampliada foi “escondida” sob o reservató- rio, mantendo a profunidade visível de 1m. Por fim: V total = V antecâmara + V reservatório V total = 705m³ + 2252m³ V total = 2957m³ ANTECÂMARA FILTRANTE Tr = 2 anos V = 705m³ BACIA DE RETENÇÃO Tr = 10 anos V = 2252m³
  14. 14. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi ESTIMAR DIMENSÕES DA BACIA VOLUME OBTIDO: 680m³ ESTIMAR ÁREA DE CONTRIBUIÇÃO VOLUME OBTIDO: 2789,9m³
  15. 15. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi NOVO DIMENSIONAMENTO VOLUME OBTIDO: 2957m³ ESTIMAR DIMENSÕES DA BACIA VOLUME OBTIDO: 680m³ ESTIMAR ÁREA DE CONTRIBUIÇÃO VOLUME OBTIDO: 2789,9m³
  16. 16. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi Corte Geral da Pra ESCALA 1:5 CORTE GERAL DO RESERVATÓRIO antecâmara filtrante reservatório
  17. 17. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi i = 1% i = 1% Passagem Antecâmara-Bacia de Detenção ESCALA 1:100 Caixa de Passagem Bacia de Detenção Aber DN 900 150cm 40cm Detalhamento Antecâmara Filtrante ESCALA 1:50 Gradil de Filtração i = 0,5% SAÍDA DN 300 p/ Rede Pluvial ENTRADA DN 500 Área de Contribuição ENTRADA DN 900 Área de Contribuição i = 1% i = 1% Passagem Antecâmara-Bacia de Detenção ESCALA 1:100 Caixa de Passagem Bacia de Detenção A DN 900 150cm Detalhamento Antecâmara Filtran ESCALA 1:5 Gradil de Filtração i = 0,5% SAÍDA DN 300 p/ Rede Pluvial ENTRADA DN 500 Área de Contribuição ENTRADA DN 900 Área de Contribuição i = 1% i = 1% Passagem Antecâmara-Bacia de Detenção ESCALA 1:100 Caixa de Passagem Bacia de Detenção Aberta DN 900 150cm 40cm Detalhamento Antecâmara Filtrante ESCALA 1:50 Gradil de Filtração i = 0,5% SAÍDA DN 300 p/ Rede Pluvial ENTRADA DN 500 Área de Contribuição ENTRADA DN 900 Área de Contribuição DETALHAMENTO: ANTECÂMARA FILTRANTE DETALHAMENTO: PASSAGEM DA ANTECÂMARA FILTRANTE PARA O RESERVATÓRIO
  18. 18. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi 90cm100cm10cm 33cm 50cm Detalhamento Entrada da Bacia ENTRADA DN 900 p/ Bacia de Denteção DETALHAMENTO: ENTRADA DO RESERVATÓRIO
  19. 19. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi 165cm Detalhamento Vertedor 5cm SAÍDA DN 900 p/ Arroio Dilúvio Vertedor SAÍDA DN 300 p/ Arroio Dilúvio 90cm100cm10cm da Bacia DETALHAMENTO: ENTRADA DO RESERVATÓRIO 165cm Detalhamento Vertedor 5cm SAÍDA DN 900 p/ Arroio Dilúvio Vertedor SAÍDA DN 300 p/ Arroio Dilúvio 90cm100cm10cm Entrada da Bacia
  20. 20. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi
  21. 21. UFRGS ~ Gerenciamento da Drenagem Urbana ~ Professor Fernando Dornelles ~ Gustavo Vasconcelos & Mariana Mincarone & Marina Orlandi

×