Guardiões do Ser de Eckhart Tolle

2.633 visualizações

Publicada em

PowerPoint de um excerto da obra

Publicada em: Educação
0 comentários
10 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.633
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
107
Comentários
0
Gostaram
10
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Guardiões do Ser de Eckhart Tolle

  1. 1. A verdadeira felicidade encontra-se nas coisas simples e banais.
  2. 2. Mas para estar consciente das coisas pequenas e tranquilas, é preciso estarmos É preciso um nível elevado de atenção. [Fica] tranquilo. [Observa]. [Escuta]. [Mantem-te] presente. tranquilosnonossointerior.
  3. 3. [Fica] consciente dos vários sons subtis da Natureza -
  4. 4. o som das folhas a esvoaçar ao vento,
  5. 5. o som das gotas de chuva a cair,
  6. 6. o zumbido de um insecto,
  7. 7. o cantar de um pássaro ao amanhecer.
  8. 8. [Entregua-te] por completo ao ato de escutar. Para lá dos sons há algo maior: algo sagrado que não pode ser compreendido pelo pensamento.
  9. 9. [Olha] para uma árvore, uma flor, uma planta. [Deixa] a [tua] consciência repousar sobre elas. [Vê] como estão tranquilas, como estão profundamente imersas no Ser. Deixa] que a Natureza [te] ensine a tranquilidade
  10. 10. Todas as coisas naturais, todas as flores e árvores, todos têm uma lição importante para nos ensinar; basta-nos parar, escutar e olhar.
  11. 11. Observar atentamente um animal é o que basta para nos libertar da nossa mente e transportar até ao momento presente, que é onde o animal vive sempre – rendido à vida.
  12. 12. É maravilhoso ver um animal, porque o animal não tem qualquer opinião acerca de si próprio. Ele simplesmente é.
  13. 13. É por isso que o cão é tão alegre
  14. 14. e é por isso que o gato ronrona.
  15. 15. Quando se faz festas a um cão ou se ouve um gato a ronronar, o pensamento pára por um momento e abre-se um espaço de tranquilidade dentro de si, uma porta para o Ser.
  16. 16. Ainda não foi dado aos animais de estimação o reconhecimento que merecem pelo papel que desempenham neste mundo. Eles mantêm a sanidade de milhões de pessoas.
  17. 17. Eles são os Guardiões do Ser.
  18. 18. Quase todos nós vivemos num mundo de abstrações mentais, conceptualizações e imagens - um mundo de pensamentos. Estamos imersos num barulho mental constante. Parece que não conseguimos parar de pensar.
  19. 19. Tal como o cão adora roer um belo osso, a mente humana adora os seus problemas.
  20. 20. Perdemo-nos a fazer, a pensar, a recordar, a antecipar. A Natureza pode mostrar-nos como regressar, como escapar à prisão das nossas mentes.
  21. 21. [Fecha] os olhos e [diz] para si próprio: “Qual será o meu próximo pensamento?” Depois, [fica] alerta, como um gato a vigiar o ninho de um rato. [Verás] que, se [estiveres] completamente alerta, o próximo pensamento não surgirá…
  22. 22. Já vivi com muitos Mestres Zen, todos eles gatos.
  23. 23. Milhões de pessoas, que de outra forma estariam perdidas nos seus pensamentos e preocupadas com o passado e o futuro, são frequentemente trazidas de volta ao momento presente pelo seu gato ou pelo seu cão, que lhes recordam a alegria do ser.
  24. 24. Já nos esquecemos daquilo que as pedras, as plantas e os animais ainda sabem. Esquecemo- nos de Ser – de estar tranquilos, de ser quem somos, de estar onde a vida está: Aqui e agora.
  25. 25. As pessoas dizem “amo-me” ou “odeio-me”. O cão diz “au, au”, o que traduzido quer dizer Eu sou quem sou. A isso é o que eu chamo integridade – ser uno consigo mesmo.
  26. 26. O cão não tem autoconsciência, Não tem uma imagem nem boa nem má de si mesmo, por isso não precisa de desempenhar papéis. Ele não se odeia nem se ama a si próprio. Ele não tem um EU! Viver livre do peso do Eu - que grande ensinamento espiritual.
  27. 27. «A chave da transformação é fazer amizade com o momento presente. Seja qual for o momento [Aceita-o]. [Deixa-o] ser. [Fica] com ele.» Ah, isto foi o cão que disse. Eu só traduzi para palavras.
  28. 28. [Deixa] que o [teu] cão [te] leve a passear todos os dias. Faz bem ao corpo e faz bem à alma.
  29. 29. Os cães oferecem uma oportunidade valiosa, até às pessoas que estão encurraladas nos seus egos, de amar e ser amado incondicionalmente.
  30. 30. Como os cães e os gatos ainda vivem no estado natural de ligação ao Ser, podem ajudar-nos a recuperar esse estado. Contudo, quando o fazemos esse estado original aprofunda-se e transforma-se em consciência.
  31. 31. Não descemos abaixo do nível do pensamento subimos acima dele.
  32. 32. Quando não enchemos o mundo de palavras e rótulos, regressa à [nossa] vida uma sensação de milagre que se perdeu há muito tempo quando, em vez de usar o pensamento, a humanidade se deixou possuir pelo pensamento. A profundidade regressa à [nossa] vida. As coisas recuperam a sua novidade, a sua frescura.
  33. 33. O que é que tantas pessoas acham encantador nos animais? A sua essência – o seu Ser – não está encoberta pela mente, como acontece com muitos seres humanos. E sempre que sentimos essa essência nos outros, sentimo-la em nos próprios.
  34. 34. O amor é uma empatia profunda com “o ser” do outro. Reconhece-se a si mesmo, à sua essência, no outro. E deixa de poder causar sofrimento ao outro.
  35. 35. [Tu] não estás separado do todo. [Tu] fazes parte do Sol, da Terra, do Ar. [Tu] não tens uma vida. [Tu] és a vida.
  36. 36. Reflexões/Exploração
  37. 37. o O QUE MAIS GOSTASTE NA OBRA? o PROQUÊ QUE A TRANQUILIDADE E A MENTE PARADA É TÃO IMPORTANTE? o OS ANIMAIS TÊM UM PAPEL PREPONDERANTE NO LIVRO? E A NATUREZA? PORQUE SERÁ? o QUAIS OS SENTIDOS/FACULDADES QUE SE DESTACAM NA OBRA? o O QUE NOS TORNA FELIZES? o PORQUÊ VIVER NO PRESENTE? o EXPLICA O TÍTULO DA OBRA
  38. 38. Recorda/reflete
  39. 39. “A verdadeira ________ encontra-se nas coisas simples e …banais.”
  40. 40. “Olhe para uma árvore, uma flor, uma planta. Deixe a sua consciência repousar sobre elas. (…)Deixe que a _________ lhe ensine a tranquilidade.”
  41. 41. «A chave da transformação é ________________ Seja qual for o momento Aceite-o. Deixe-o ser. Esteja com ele.» Ah, isto foi o cão que disse. Eu só traduzi para palavras.
  42. 42. «Quando não enchemos o mundo de ____________ regressa à [nossa] vida uma sensação de milagre que se perdeu há muito tempo quando, em vez de usar o pensamento, a humanidade se deixou possuir pelo pensamento.»
  43. 43. Atividade prática de pós-leitura
  44. 44. Compota da tranquilidade Compota da tranquilidade: É uma compota constituída por todas as recordações de momentos que inspirem tranquilidade, situações tranquilas, imagens tranquilas, sons tranquilos, cheiros que inspirem tranquilidade e sensações de paz e serenidade.
  45. 45. Compota da tranquilidade Ingredientes: 1 frasco/boião; 3 etiquetas – uma para a tampa, duas para a parte de trás do frasco; Papeis pequeninos e caneta; Elementos de decoração do frasco.
  46. 46. Compota da tranquilidade Cada interveniente escreve em vários papeis tudo o que acha que inspire tranquilidade, situações tranquilas, imagens tranquilas, sons tranquilos, cheiros que inspirem tranquilidade e sensações de paz e serenidade. Adicionar outro rótulo na parte de trás do frasco onde devem especificar os ingredientes e as condições de utilização. Na etiqueta da tampa escrever “Compota da tranquilidade” e na etiqueta da parte de trás do frasco colocar “Sem prazo de validade”, o nome e a data. Receita:
  47. 47. Compota da tranquilidade Cada interveniente conta aos outros tudo o que colocou no boião/frasco como sendo a sua “compota da tranquilidade”. Degustação:
  48. 48. Proposta de atividade em casa (Realização em casa com a ajuda dos Encarregados de Educação e com avaliação posterior pelo professor da disciplina de EVT/EV/Tecnologia)
  49. 49. Construir um teatro de marionetes/sombra, em grupos pequenos ou individual, com ajuda dos pais, que ilustre a parte(s) que consideras mais significativa(s).
  50. 50. Bibliografia TOLLE, Echart – Os guardiões do ser. Lisboa: Bertrand Editora, 2009. CONANGLA, Maria Mercê; SOLER, Jaume – As energias e relações para crescer: Uma abordagem criativa para gerir as emoções. Lisboa: Edicare, 2013. ISBN: 789 896 792 343
  51. 51. Créditos Equipa da BE/CRE da EBS Rodrigues de Freitas constituída por Maria Helena Almeida, Maria José Alves Pereira de Sousa, Maria de Fátima Espanha, Daniela Borges de Almeida.

×