Zonas Zoogeograficas Mundiais

15.255 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
15.255
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
68
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
304
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Zonas Zoogeograficas Mundiais

  1. 1. ACADÊMICOS : Kelton Silva Marlon Almeida Paulo Pacheco Odamir Sussuarana Fernanda Collares Zonas Zoogeográficas Mundiais MACAPÁ-AP OUTUBRO/2004 UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ – UNIFAP PRÓ-REITORIA DE ENSINO E GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS TÍTULO: A ZOOGEOGRAFIA COMO RESULTADO DO PROCESSO HISTÓRICO DA DERIVA CONTINENTAL POR QUE O URSO BRANCO NÃO COME PINGÜINS ?
  2. 2. - A Teoria Teoria descrita, inicialmente, pelo alemão Alfred Lothar Wegener , no livro A Origem dos Continentes e dos Oceanos , em 1915, onde expõe os princípios básicos deste capítulo sobre a história da Terra. - O Princípio básico da deriva Wegener parte da hipótese que existiu um único continente, denominado Pangéia , que há 200 milhões de anos, início do mesozóico, começou a fragmentar para formar os atuais continentes. Entende-se como deriva continental os deslocamentos que as placas apresentam. A tectônica de placas consiste na teoria que explica a causa desses deslocamentos.
  3. 3. A fragmentação da Pangéia ocorreu no início da era mesozóica.
  4. 4. A Pangéia, ao se fragmentar, forma dois super continentes: Gondwana ao sul e, Laurásia ao norte.
  5. 5. De Gondwana e da Laurásia irão surgir os atuais continentes.
  6. 6. No final do mesozóico inicia a formação do Atlântico e a Índia começa o seu deslocamento para o norte.
  7. 7. No início do terciário começa a formação das atuais cadeias de montanhas.
  8. 8. Na metade do terciário surge a América Central e começa a fechar o Mar Mediterrâneo.
  9. 9. Este é o aspecto atual dos continentes, mas o processo de deriva não terminou.
  10. 10. ATUALMENTE Hemisfério Norte Hemisfério Sul Pangéia Laurásia Gondwana América do Norte Ásia Europa África América do Sul Antártica Austrália Índia
  11. 11. <ul><li>SEIS GRANDES REGIÕES ZOOGEOGRÁFICAS (por WALLACE) </li></ul><ul><li>Região PALEÁRTICA </li></ul><ul><li>Região NEÁRTICA </li></ul><ul><li>Região ORIENTAL OU INDIANA </li></ul><ul><li>Região ETIÓPICA </li></ul><ul><li>Região AUSTRALIANA </li></ul><ul><li>Região NEOTRÓPICA </li></ul><ul><li>ACRESCIDAS DE MAIS DUAS (por TROUESSART) </li></ul><ul><li>Região ÁRTICA </li></ul><ul><li>Região ANTÁRTICA </li></ul>
  12. 12. 1 - Região ÁRTICA LIMITE: Isoterma de 0º C, acima do círculo polar nos mares e mais baixo nos continentes; GELO: Presente pelo menos nove meses por ano; 2 – Ausência de Anfíbios; FAUNA: 1 – Abundância de Dípteros; 3 – Mamíferos: f) Lemingos c) Arminho e) Rena b) Baleias d) Raposa a) Urso Branco
  13. 13. Fauna ÁRTICA Raposas do Ártico
  14. 14. Fauna ÁRTICA Ursos Polar ou Ursos Branco Lemingo
  15. 15. 2 - Região ANTÁRTICA LIMITE: Delimitada a 1500 Km da América do Sul; FAUNA: Bastante limitada; 2 – Ausência de Anfíbios, répteis e peixes dulcícolas; FAUNA PRESENTE: 1 – Ausência de Mamíferos terrestres; 3 – Mamíferos: f) Pingüins c) Leões marinhos e) Lobos do mar b) Otárias d) Ursos do mar a) Focas
  16. 16. Fauna ANTÁRTICA Pingüim Leão marinho
  17. 17. Otárias Fauna ANTÁRTICA Foca Otárias
  18. 18. ABRAGÊNCIA: Terras Frias e Temperadas do Velho Continente. Toda a Europa. Ásia até o Himalaia e da África do Norte até o Deserto do Saara; 3 - Região PALEÁRTICA E NEÁRTICA <ul><li>ALGUNS AUTORES CONSIDERAM COMO REGIÃO HOLÁRTICA </li></ul><ul><li>COMPARTILHAM DIVERSOS TÁXONS (FAMÍLIAS E GÊNEROS) </li></ul><ul><li>CONEXÃO TERRESTRE: ESTREITO DE BERING </li></ul>
  19. 19. 3 - Região PALEÁRTICA ABRAGÊNCIA: Terras Frias e Temperadas do Velho Continente. Toda a Europa. Ásia até o Himalaia e da África do Norte até o Deserto do Saara; FAUNA: 2 – Aves(perdizes, águias, faisões etc.) podem emigrar para a Região Etiópica ou para a Oriental, durante o Inverno; FAUNA MAIS ABUNDANTE: 1 – Ausência de Marsupiais(cangurus, gambás, etc.) e Xenartros(tatu, tamanduá, preguiça); 4 – Presença de Primatas (macacos). i) Toupeiras d) Camelos h) Javalis c) Raposas g) Panteras b) Lobos f) Chacais a) Ursos
  20. 20. Fauna PALEÁRTICA Javali Toupeira Panteras
  21. 21. Fauna PALEÁRTICA Chacais
  22. 22. 4 - Região NEÁRTICA LIMITE: Compreende a maior parte das terras Norte-Americanas, da Groeândia até o Norte do México; FAUNA: 2 – Ausência de Primatas(macacos) e Perissodáctilos; 1 – Presença de Marsupiais e Xenartros; 3 – Presença de Aves: FAUNA MAIS ABUNDANTE: <ul><li>Grande afinidade entre as Regiões Paleártica e Neártica (Holártica); </li></ul>f) Batráquios c) Colibris e) Serpentes b) Papagaio d) Sáurios a) Peru
  23. 23. Fauna NEÁRTICA Colibri
  24. 24. 5 - Região ORIENTAL OU INDIANA LIMITE: Compreende a Ásia Meridional, Arquipélago Malaio, Ilha Java, as Filipinas; <ul><li>Menor Região com ausência de Monotremados, de Marsupiais, Primatas Lêmures e Xenartros; </li></ul>FAUNA: h) Hienas d) Elefantes g) Esquilos c) Gibões f) Crocodilos b) Orangotangos e) Zebras a) Morcegos gigantes
  25. 25. Zebra Orangotango Fauna ORIENTAL OU INDIANA Esquilos Zebra
  26. 26. 6 - Região ETIÓPICA <ul><li>ABRAGÊNCIA: Compreende terras Africanas (ao Sul do Saara) e Asiáticas (ao Sul da Arábia); </li></ul>RESTANTE DA FAUNA: <ul><li>CLIMA DIFERENCIADO </li></ul><ul><li>FAUNA EXCLUSIVA </li></ul><ul><li>EVOLUÇÃO </li></ul>i) Crocodilos d) Chimpanzés h) Abutres c) Gorilas g) Antílopes b) Elefantes f) Zebras a) Lêmures
  27. 27. Fauna ETIÓPICA Lêmure Antílopes Zebra
  28. 28. 7 - Região AUSTRALIANA <ul><li>LIMITES GOEGRÁFICOS: Ilhas à Leste da Linha de Wallace. Inclui o Havaí; </li></ul><ul><li>DERIVA CONTINENTAL </li></ul><ul><li>FAUNA TÍPICA </li></ul><ul><li>INTRODUÇÃO DE ESPÉCIES </li></ul><ul><li>PRESENÇA DE FORMAS PREDOMINANTENTE PRIMITIVAS </li></ul><ul><li>DERIVA CONTINENTAL E AVES RATITAS </li></ul><ul><li>MASSA DE TERRA TECTONICAMENTE ANTIGA </li></ul><ul><li>AVES x LAGARTOS </li></ul>
  29. 29. 7 - Região AUSTRALIANA <ul><li>EXCLUSIVIDADE FAUNÍSTICA </li></ul>FAUNA : - Monotremados / Marsupiais / Quirópteros / Roedores <ul><li>Répteis e Aves bastante diferenciados. </li></ul><ul><li>CONTINENTE ISOLADO = FAUNA EXÓTICA E PRIMITIVA </li></ul><ul><li>MAMÍFEROS = 4 ORDENS </li></ul>i) Tuatara d) Cisne preto h) Ave do paraíso c) Quivis g) Emus b) Casoares f) Ornitorrinco a) Cacatuas
  30. 30. Fauna AUSTRALIANA Cisne-preto Cacatua Emu Ornitorrinco
  31. 31. 8 - Região NEOTRÓPICA <ul><li>ABRAGÊNCIA: Toda a América Latina, Toda América do Sul. Divide-se em 4 províncias: Mexicana / Antilhas / Patagoniana / Brasileira </li></ul><ul><li>Província Mexicana: México e toda América Central; </li></ul>- Bisões (em extinção); <ul><li>Província das Antilhas: Ilhas da América Central; </li></ul>- Ausência de Carnívoros e Desdentados; - Toupeiras; - Lagartos. - Rica Fauna de Insetívoros e Roedores de Pequeno porte; - Vários gêneros de Aves, pássaros e pombos; - Répteis abundantes e grande quantidade de Moluscos Terrestres;
  32. 32. 8 - Região NEOTRÓPICA <ul><li>Província Patagoniana: Inclui o Chile, Argentina e Costa do Peru; </li></ul><ul><li>A Fauna possui semelhanças com a Australiana; </li></ul><ul><li>Província Brasileira: Fauna muito rica e diversa; </li></ul>- Numerosas Cobras: f) Chinchila c) Guanaco e) Tinamu b) Alpaco d) Degu a) Ilhama e) Cascavel b) Jibóias d) Coral a) Sucuri
  33. 33. 8 - Região NEOTRÓPICA <ul><li>Grande diversidade de Anfíbios e Peixes: </li></ul><ul><li>Mamíferos: 4 Ordens </li></ul>1 – Ordem Xenartros Tatus, Bichos-preguiça, Tamanduá, etc <ul><li>Fauna ornitológica e avifauna bastante diversificada; </li></ul>2 – Ordem dos Primatas Macacos, Guaribas, Micos, Sagüis. 3 – Ordem dos Marsupiais Gambás e Cuícas d`água 4 – Ordem dos Perissodáctilos Antas, Onças, Lobo, Raposa, Coati f) Surubi c) Piranha e) Jaú b) Poraquê d) Pirambóia a) Pirarucu
  34. 34. Fauna NEOTRÓPICA Tamanduá Anta Pirarucu Mico-leão
  35. 35. A deriva continental é constante, modificando a forma e a posição geográfica dos continentes. Posição dos continentes daqui a 50 milhões de anos.
  36. 36. Se a deriva permanecer com a atual tendência, em um futuro próximo, alguns milhões de anos, pode... Posição dos continentes daqui a 150 milhões de anos.
  37. 37. ... ocorrer uma junção dos continentes, como uma nova PANGÉIA. Posição dos continentes daqui a 250 milhões de anos.
  38. 38. Considerações Finais “ A biogeografia não pode se resumir ao estudo atual da distribuição das espécies. Tem que proceder historicamente. Tem sempre que existir um componente histórico, já que é necessária a explicação de como era a distribuição no passado geológico, e de que modo às espécies alcançaram a distribuição atual”. (Prof. Dr. Gustavo Augusto - USP)
  39. 39. ORR, Robert T. Biologia dos Vertebrados. 5ª Edição. Editora ROCA. São Francisco, Califórnia   STORER, Tracy Irwin. Zoologia Geral. Companhia Editora Nacional. 2002. São Paulo (Série 3, Ciências puras)   RICKLEFS, Robert E. Economia da Natureza . 5ª Edição. Editora Guanabara Koogan. FUTUYMA, Douglas J. Biologia Evolutiva . 2ª Edição. Editora FUNPEC. 1986   WILSON, Eduard O. Diversidade da Vida . 1ª Edição. Editora Companhia das Letras. 1992.   DARWIN, Charles. A Origem das Espécies . Editora Novo Século. http://www. sergiosakall .com. br http://www.guiageografico.com.br Bibliografia
  40. 43. PERMIANO 225 m.a TRIÁSSICO 200 m.a JURÁSSICO 135 m.a CRETÁCEO 65 m.a ATUALMENTE

×