SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
[object Object]
Factores do ambiente que influenciam os seres vivos  (luz, humidade, solo, temperatura…)
Influencia:   Período de actividade   Comportamento   Distribuição geográfica Factor de grande importância para os seres vivos Factor abiótico luz Luz
Desenvolvimento e/ou movimento dos seres em resposta a um estímulo luminoso. Fototropismo Fototropismo positivo Fototropismo negativo Factor abiótico luz
Os animais e as plantas apresentam  fotoperiodismo , isto é, capacidade de reagir à duração da luminosidade diária a que estão submetidos. Fotoperíodo Hibernação Migração Exemplos de sensibilidade dos animais às variações do fotoperíodo Período de luz em cada 24 horas do dia Factor abiótico luz
[object Object],Fotossíntese Na ausência de luz as plantas não se desenvolvem. Factor abiótico luz
Plantas de sol ou heliófilas: Encontram-se em locais bem iluminados. Ex: girassóis, carvalhos… As plantas e a luz Plantas de sombra ou umbrófitas ou esquiáfilas: Encontram-se em locais sombrios. Ex: musgos, fetos… Factor abiótico luz
Plantas de dia curto: Florescem sempre que o fotoperíodo é menor que 12 horas. Influência na floração das plantas. Plantas de dia longo: Florescem quando o fotoperíodo é superior a 12 horas. Plantas indiferentes: Não dependem do fotoperíodo para florir. Factor abiótico luz
Plantas de dia longo: Ex.  centeio, ervilheira, milho Plantas de dia curto: Ex.macieira, crisântemos, morangueiro Plantas indiferentes: Ex. cravo, sardinheira, malmequeres Influência na floração das plantas. Factor abiótico luz
A desova da truta é influenciada pela duração do fotoperíodo. Influência na desova das trutas Factor abiótico luz
A pelagem de Inverno é mais clara que a pelagem de Verão. Ex. Arminho e Raposa do Árctico, Lebre do Árctico. Influência na mudança de pelagem Factor abiótico luz
Um aumento do fotoperíodo leva à migração das aves para Norte, enquanto que o movimento para sul é determinado pela diminuição do fotoperíodo. Influência na migração Factor abiótico luz
Devido à escuridão existente nas profundidades dos oceanos, alguns seres vivos capazes de emitir luz através de órgãos apropriados. Bioluminescência Factor abiótico luz
Diurnos animais que estão activos de dia.Ex. Galinha Actividade dos seres vivos Nocturnos animais que estão activo de noite.Ex. Coruja Factor abiótico luz
[object Object],[object Object],Quanto ao habitat ,[object Object],[object Object],Factor abiótico luz
Como ocorre a distribuição deste factor em Portugal? Insolação Factor abiótico luz
É um componente indispensável da biosfera como base de todos os processos vitais Factor Abiótico Água
Humidade atmosférica Pluviosidade Retenção de água nos solos Permite que a água exista nos diferentes ambientes Factor abiótico água Vivem permanentemente na agua  (peixes, nenúfar...) Vivem em locais húmidos (musgo…) Têm alguma independência, mas necessitam dela com regularidade (pinheiro, Homem…) Vivem em locais secos (cacto, camelo…)
[object Object],Temperatura: ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],FACTOR ABIÓTICO Temperatura
Existem seres vivos que: ,[object Object],[object Object],FACTOR ABIÓTICO Temperatura euritérmicos estenotérmicos euritérmico estenotérmico
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Para cada espécie existe: FACTOR ABIÓTICO Temperatura
[object Object],De acordo com a temperatura corporal: ,[object Object],FACTOR ABIÓTICO Temperatura
[object Object],[object Object],[object Object],FACTOR ABIÓTICO Temperatura Adaptações às temperaturas desfavoráveis:
[object Object],Hibernação Se ocorrer na estação fria Ex.: ouriço-cacheiro, esquilo, urso… Estivação Se ocorrer na estação quente Ex.: caracóis; crocodilo FACTOR ABIÓTICO Temperatura Abrigam-se durante parte do dia
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],FACTOR ABIÓTICO Temperatura Adaptações morfológicas   que permitem aos animais resistir a temperaturas desfavoráveis: (frias ou quentes)
[object Object],[object Object],[object Object],Estas características fazem com que a perda de calor seja mínima, permitindo assim a sobrevivência. FACTOR ABIÓTICO Temperatura Adaptações morfológicas que permitem aos animais resistir às  temperaturas baixas :
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Estas características facilitam a perda de calor para o meio e evitam o sobreaquecimento. FACTOR ABIÓTICO Temperatura Raposa feneco Adaptações morfológicas que permitem aos animais resistir às  temperaturas altas :
[object Object],[object Object],[object Object],FACTOR ABIÓTICO Temperatura ,[object Object],[object Object],Adaptações morfológicas que permitem às plantas resistir às  temperaturas baixas : Adaptações morfológicas que permitem às plantas resistir às  temperaturas   altas :
[object Object],[object Object],[object Object],Adaptações das plantas às baixas temperaturas: ,[object Object],[object Object],[object Object],FACTOR ABIÓTICO Temperatura
[object Object],[object Object],Árvores com copa em Δ, folhas pequenas cobertas por uma cutícula Árvores que deixam cair as folhas e ficam em estado latente FACTOR ABIÓTICO Temperatura Adaptações das plantas às baixas temperaturas:
[object Object],[object Object],[object Object],FACTOR ABIÓTICO Temperatura Adaptações das plantas às altas temperaturas:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fatores abióticos: temperatura
Fatores abióticos: temperaturaFatores abióticos: temperatura
Fatores abióticos: temperaturaAna Castro
 
Relações bióticas
Relações bióticasRelações bióticas
Relações bióticasSérgio Luiz
 
Factores abióticos
Factores abióticosFactores abióticos
Factores abióticosTânia Reis
 
Factores abióticos - luz
Factores abióticos - luzFactores abióticos - luz
Factores abióticos - luzCatir
 
Factores Bióticos....
Factores Bióticos....Factores Bióticos....
Factores Bióticos....Gabriela Bruno
 
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º AnoResumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º AnoVitor Perfeito
 
00 factores abióticos_temperatura_tc_20102011
00 factores abióticos_temperatura_tc_2010201100 factores abióticos_temperatura_tc_20102011
00 factores abióticos_temperatura_tc_20102011Teresa Monteiro
 
Factores Abióticos - Solo
Factores Abióticos - SoloFactores Abióticos - Solo
Factores Abióticos - SoloCatir
 
Influência dos Factores Abióticos
Influência dos Factores AbióticosInfluência dos Factores Abióticos
Influência dos Factores AbióticosClara Abegão
 
Fatores abióticos - humidade
  Fatores abióticos - humidade  Fatores abióticos - humidade
Fatores abióticos - humidadeAna Castro
 
Factores AbióTicos
Factores AbióTicosFactores AbióTicos
Factores AbióTicoscatiacsantos
 
Subsistemas Terrestres - Geologia 10º Ano
Subsistemas Terrestres - Geologia 10º AnoSubsistemas Terrestres - Geologia 10º Ano
Subsistemas Terrestres - Geologia 10º Ano_Nunomartins_
 
Fatores abióticos - água e luz (continuação
Fatores abióticos - água e luz (continuaçãoFatores abióticos - água e luz (continuação
Fatores abióticos - água e luz (continuaçãoLuís Filipe Marinho
 

Mais procurados (20)

Fatores abióticos: temperatura
Fatores abióticos: temperaturaFatores abióticos: temperatura
Fatores abióticos: temperatura
 
Relações bióticas
Relações bióticasRelações bióticas
Relações bióticas
 
Factores abióticos
Factores abióticosFactores abióticos
Factores abióticos
 
Factores abióticos - luz
Factores abióticos - luzFactores abióticos - luz
Factores abióticos - luz
 
Fatores abióticos - solo e vento
Fatores abióticos - solo e ventoFatores abióticos - solo e vento
Fatores abióticos - solo e vento
 
Factores Bióticos....
Factores Bióticos....Factores Bióticos....
Factores Bióticos....
 
Fatores abióticos
Fatores abióticosFatores abióticos
Fatores abióticos
 
IV - FATORES BIÓTICOS
IV - FATORES BIÓTICOSIV - FATORES BIÓTICOS
IV - FATORES BIÓTICOS
 
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º AnoResumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
Resumos Biologia Geologia (GEOLOGIA) 10º Ano
 
00 factores abióticos_temperatura_tc_20102011
00 factores abióticos_temperatura_tc_2010201100 factores abióticos_temperatura_tc_20102011
00 factores abióticos_temperatura_tc_20102011
 
Factores Abióticos - Solo
Factores Abióticos - SoloFactores Abióticos - Solo
Factores Abióticos - Solo
 
Resumos 8 ano
Resumos 8 anoResumos 8 ano
Resumos 8 ano
 
Influência dos Factores Abióticos
Influência dos Factores AbióticosInfluência dos Factores Abióticos
Influência dos Factores Abióticos
 
Abertura e fecho dos estomas
Abertura e fecho dos estomasAbertura e fecho dos estomas
Abertura e fecho dos estomas
 
Cepticismo
CepticismoCepticismo
Cepticismo
 
Fatores abióticos - humidade
  Fatores abióticos - humidade  Fatores abióticos - humidade
Fatores abióticos - humidade
 
Factores AbióTicos
Factores AbióTicosFactores AbióTicos
Factores AbióTicos
 
Subsistemas Terrestres - Geologia 10º Ano
Subsistemas Terrestres - Geologia 10º AnoSubsistemas Terrestres - Geologia 10º Ano
Subsistemas Terrestres - Geologia 10º Ano
 
Fatores abióticos - água e luz (continuação
Fatores abióticos - água e luz (continuaçãoFatores abióticos - água e luz (continuação
Fatores abióticos - água e luz (continuação
 
Subclasses de verbos
Subclasses de verbosSubclasses de verbos
Subclasses de verbos
 

Destaque

4 ecossistemas
4 ecossistemas4 ecossistemas
4 ecossistemasCatir
 
Ecossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticosEcossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticosmariacarmoteixeira
 
4. perturbações no equilibrio dos ecossistemas
4. perturbações no equilibrio dos ecossistemas4. perturbações no equilibrio dos ecossistemas
4. perturbações no equilibrio dos ecossistemasMargarida Cardoso
 
Niveis de organização na biologia
Niveis de organização na biologiaNiveis de organização na biologia
Niveis de organização na biologiaDiana Costa
 
Níveis de organização biológica dos ecossistemas
Níveis de organização biológica dos ecossistemasNíveis de organização biológica dos ecossistemas
Níveis de organização biológica dos ecossistemasLeonardo Alves
 
Desporto Escolar
Desporto EscolarDesporto Escolar
Desporto Escolarlourde cruz
 
O sistema digestivo interativo
O sistema digestivo interativoO sistema digestivo interativo
O sistema digestivo interativocastrohelena
 
Alterações na grelha dos horários
Alterações na grelha dos horáriosAlterações na grelha dos horários
Alterações na grelha dos horáriosCarlos Ferreira
 
Sistema Digestivo - 9ºAno
Sistema Digestivo - 9ºAnoSistema Digestivo - 9ºAno
Sistema Digestivo - 9ºAnomariapinto
 
3. fluxo de energia e ciclos de matéria
3. fluxo de energia e ciclos de matéria3. fluxo de energia e ciclos de matéria
3. fluxo de energia e ciclos de matériaMargarida Cardoso
 
Fluxo de energia
Fluxo de energiaFluxo de energia
Fluxo de energiaCatir
 
Factores Bióticos
Factores BióticosFactores Bióticos
Factores BióticosCatir
 
A célula
A célulaA célula
A célulaCatir
 
Condições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vidaCondições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vidacn2012
 

Destaque (20)

4 ecossistemas
4 ecossistemas4 ecossistemas
4 ecossistemas
 
Ecossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticosEcossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticos
 
6 b caic prova 2 bimestre ano
6 b caic prova 2 bimestre ano6 b caic prova 2 bimestre ano
6 b caic prova 2 bimestre ano
 
4. perturbações no equilibrio dos ecossistemas
4. perturbações no equilibrio dos ecossistemas4. perturbações no equilibrio dos ecossistemas
4. perturbações no equilibrio dos ecossistemas
 
Factores AbióTicos Luz
Factores AbióTicos LuzFactores AbióTicos Luz
Factores AbióTicos Luz
 
Niveis de organização na biologia
Niveis de organização na biologiaNiveis de organização na biologia
Niveis de organização na biologia
 
Níveis de organização biológica dos ecossistemas
Níveis de organização biológica dos ecossistemasNíveis de organização biológica dos ecossistemas
Níveis de organização biológica dos ecossistemas
 
Desporto Escolar
Desporto EscolarDesporto Escolar
Desporto Escolar
 
O sistema digestivo interativo
O sistema digestivo interativoO sistema digestivo interativo
O sistema digestivo interativo
 
Alterações na grelha dos horários
Alterações na grelha dos horáriosAlterações na grelha dos horários
Alterações na grelha dos horários
 
Sistema Digestivo - 9ºAno
Sistema Digestivo - 9ºAnoSistema Digestivo - 9ºAno
Sistema Digestivo - 9ºAno
 
3. fluxo de energia e ciclos de matéria
3. fluxo de energia e ciclos de matéria3. fluxo de energia e ciclos de matéria
3. fluxo de energia e ciclos de matéria
 
Mundo Bipolar
Mundo BipolarMundo Bipolar
Mundo Bipolar
 
Sistema Digestivo
Sistema DigestivoSistema Digestivo
Sistema Digestivo
 
Recursos Naturais
Recursos NaturaisRecursos Naturais
Recursos Naturais
 
Fluxo de energia
Fluxo de energiaFluxo de energia
Fluxo de energia
 
Factores Bióticos
Factores BióticosFactores Bióticos
Factores Bióticos
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 
Condições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vidaCondições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vida
 

Semelhante a Factores Ambientais e suas Influências nos Seres Vivos

Dinâmica dos ecossistemas factores abióticos parte2-cn8ano
Dinâmica dos ecossistemas   factores abióticos parte2-cn8anoDinâmica dos ecossistemas   factores abióticos parte2-cn8ano
Dinâmica dos ecossistemas factores abióticos parte2-cn8anoJean Dos Santos Souza
 
04.fatores abióticos
04.fatores abióticos04.fatores abióticos
04.fatores abióticosruiricardobg
 
391929950-7-fatores-abioticos.pptx
391929950-7-fatores-abioticos.pptx391929950-7-fatores-abioticos.pptx
391929950-7-fatores-abioticos.pptxmariagrave
 
Dinâmica dos Ecossistemas
Dinâmica dos EcossistemasDinâmica dos Ecossistemas
Dinâmica dos EcossistemasGabriela Bruno
 
Biosfera e factores abióticos
Biosfera e factores abióticosBiosfera e factores abióticos
Biosfera e factores abióticosCristina Vitória
 
Fatores abioticos teoria
Fatores abioticos teoriaFatores abioticos teoria
Fatores abioticos teoriaJoão Rodrigues
 
Influencia Factores Do Meio
Influencia Factores Do MeioInfluencia Factores Do Meio
Influencia Factores Do MeioRute Guilherme
 
25308997 1201271912-cia-fact-meio
25308997 1201271912-cia-fact-meio25308997 1201271912-cia-fact-meio
25308997 1201271912-cia-fact-meioPelo Siro
 
1201271912 influencia fact_meio
1201271912 influencia fact_meio1201271912 influencia fact_meio
1201271912 influencia fact_meioPelo Siro
 
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(2003)
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(2003)InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(2003)
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(2003)Ana Reis
 
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(20039
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(20039InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(20039
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(20039Ana Reis
 
InfluêNcia Do Meio Nos Animais
InfluêNcia Do Meio Nos AnimaisInfluêNcia Do Meio Nos Animais
InfluêNcia Do Meio Nos AnimaisTânia Reis
 
Ficha Informativa Ecossistemas E Factores Abioticos
Ficha Informativa   Ecossistemas E Factores AbioticosFicha Informativa   Ecossistemas E Factores Abioticos
Ficha Informativa Ecossistemas E Factores AbioticosRui Jorge
 
Resumo CN 8º ano - Ecossistemas
Resumo CN 8º ano - EcossistemasResumo CN 8º ano - Ecossistemas
Resumo CN 8º ano - EcossistemasInês Mota
 
Resumos - power point - Interacao entre os seres vivos.pptx
Resumos - power point  - Interacao entre os seres vivos.pptxResumos - power point  - Interacao entre os seres vivos.pptx
Resumos - power point - Interacao entre os seres vivos.pptxCarlaSilva639671
 
Resumo ecossistemas fatores bioticos abio
Resumo ecossistemas fatores bioticos abioResumo ecossistemas fatores bioticos abio
Resumo ecossistemas fatores bioticos abioStéphanie Lima
 
ae_mamb8_ppt_fatores_abioticos.pptx
ae_mamb8_ppt_fatores_abioticos.pptxae_mamb8_ppt_fatores_abioticos.pptx
ae_mamb8_ppt_fatores_abioticos.pptxmariagrave
 

Semelhante a Factores Ambientais e suas Influências nos Seres Vivos (20)

Dinâmica dos ecossistemas factores abióticos parte2-cn8ano
Dinâmica dos ecossistemas   factores abióticos parte2-cn8anoDinâmica dos ecossistemas   factores abióticos parte2-cn8ano
Dinâmica dos ecossistemas factores abióticos parte2-cn8ano
 
04.fatores abióticos
04.fatores abióticos04.fatores abióticos
04.fatores abióticos
 
391929950-7-fatores-abioticos.pptx
391929950-7-fatores-abioticos.pptx391929950-7-fatores-abioticos.pptx
391929950-7-fatores-abioticos.pptx
 
Dinâmica dos Ecossistemas
Dinâmica dos EcossistemasDinâmica dos Ecossistemas
Dinâmica dos Ecossistemas
 
Relacoes abioticas
Relacoes abioticasRelacoes abioticas
Relacoes abioticas
 
Biosfera e factores abióticos
Biosfera e factores abióticosBiosfera e factores abióticos
Biosfera e factores abióticos
 
Fatores abioticos teoria
Fatores abioticos teoriaFatores abioticos teoria
Fatores abioticos teoria
 
Influencia Factores Do Meio
Influencia Factores Do MeioInfluencia Factores Do Meio
Influencia Factores Do Meio
 
25308997 1201271912-cia-fact-meio
25308997 1201271912-cia-fact-meio25308997 1201271912-cia-fact-meio
25308997 1201271912-cia-fact-meio
 
1201271912 influencia fact_meio
1201271912 influencia fact_meio1201271912 influencia fact_meio
1201271912 influencia fact_meio
 
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(2003)
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(2003)InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(2003)
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(2003)
 
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(20039
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(20039InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(20039
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(20039
 
InfluêNcia Do Meio Nos Animais
InfluêNcia Do Meio Nos AnimaisInfluêNcia Do Meio Nos Animais
InfluêNcia Do Meio Nos Animais
 
Ficha Informativa Ecossistemas E Factores Abioticos
Ficha Informativa   Ecossistemas E Factores AbioticosFicha Informativa   Ecossistemas E Factores Abioticos
Ficha Informativa Ecossistemas E Factores Abioticos
 
Fatores_abioticos.pptx
Fatores_abioticos.pptxFatores_abioticos.pptx
Fatores_abioticos.pptx
 
Resumo CN 8º ano - Ecossistemas
Resumo CN 8º ano - EcossistemasResumo CN 8º ano - Ecossistemas
Resumo CN 8º ano - Ecossistemas
 
Resumos - power point - Interacao entre os seres vivos.pptx
Resumos - power point  - Interacao entre os seres vivos.pptxResumos - power point  - Interacao entre os seres vivos.pptx
Resumos - power point - Interacao entre os seres vivos.pptx
 
ecossistemas2.ppt
ecossistemas2.pptecossistemas2.ppt
ecossistemas2.ppt
 
Resumo ecossistemas fatores bioticos abio
Resumo ecossistemas fatores bioticos abioResumo ecossistemas fatores bioticos abio
Resumo ecossistemas fatores bioticos abio
 
ae_mamb8_ppt_fatores_abioticos.pptx
ae_mamb8_ppt_fatores_abioticos.pptxae_mamb8_ppt_fatores_abioticos.pptx
ae_mamb8_ppt_fatores_abioticos.pptx
 

Mais de Sérgio Luiz

ProtecçãO E ConservaçãO Da Natureza
ProtecçãO E ConservaçãO Da NaturezaProtecçãO E ConservaçãO Da Natureza
ProtecçãO E ConservaçãO Da NaturezaSérgio Luiz
 
Seres Dos CartõEs
Seres Dos CartõEsSeres Dos CartõEs
Seres Dos CartõEsSérgio Luiz
 
Cartao De Cidadao Final
Cartao De Cidadao FinalCartao De Cidadao Final
Cartao De Cidadao FinalSérgio Luiz
 
sistema neuro-hormonal
sistema neuro-hormonalsistema neuro-hormonal
sistema neuro-hormonalSérgio Luiz
 
Mundo E Ambiente Energia E Ambiente Quioto
Mundo E Ambiente   Energia E Ambiente   QuiotoMundo E Ambiente   Energia E Ambiente   Quioto
Mundo E Ambiente Energia E Ambiente QuiotoSérgio Luiz
 
Tectonica, Pontos Quentes, Triplos E HominizaçãO
Tectonica, Pontos Quentes, Triplos E HominizaçãOTectonica, Pontos Quentes, Triplos E HominizaçãO
Tectonica, Pontos Quentes, Triplos E HominizaçãOSérgio Luiz
 
Desiquilibrio Ambiente
Desiquilibrio AmbienteDesiquilibrio Ambiente
Desiquilibrio AmbienteSérgio Luiz
 

Mais de Sérgio Luiz (20)

Clube receita
Clube receitaClube receita
Clube receita
 
Poster voc3
Poster voc3Poster voc3
Poster voc3
 
Poster9
Poster9Poster9
Poster9
 
Poster 8
Poster 8Poster 8
Poster 8
 
Poster9
Poster9Poster9
Poster9
 
Rochas Ciclo
Rochas  CicloRochas  Ciclo
Rochas Ciclo
 
Os Minerais
Os MineraisOs Minerais
Os Minerais
 
ProtecçãO E ConservaçãO Da Natureza
ProtecçãO E ConservaçãO Da NaturezaProtecçãO E ConservaçãO Da Natureza
ProtecçãO E ConservaçãO Da Natureza
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
 
Vulcanismo I
Vulcanismo IVulcanismo I
Vulcanismo I
 
Vulcanismo Ii
Vulcanismo IiVulcanismo Ii
Vulcanismo Ii
 
Vulcanismo Iii
Vulcanismo IiiVulcanismo Iii
Vulcanismo Iii
 
Seres Dos CartõEs
Seres Dos CartõEsSeres Dos CartõEs
Seres Dos CartõEs
 
Cartao De Cidadao Final
Cartao De Cidadao FinalCartao De Cidadao Final
Cartao De Cidadao Final
 
sistema neuro-hormonal
sistema neuro-hormonalsistema neuro-hormonal
sistema neuro-hormonal
 
Mundo E Ambiente Energia E Ambiente Quioto
Mundo E Ambiente   Energia E Ambiente   QuiotoMundo E Ambiente   Energia E Ambiente   Quioto
Mundo E Ambiente Energia E Ambiente Quioto
 
Dobras E Falhas
Dobras E FalhasDobras E Falhas
Dobras E Falhas
 
Tectonica, Pontos Quentes, Triplos E HominizaçãO
Tectonica, Pontos Quentes, Triplos E HominizaçãOTectonica, Pontos Quentes, Triplos E HominizaçãO
Tectonica, Pontos Quentes, Triplos E HominizaçãO
 
Tectonica Placas
Tectonica PlacasTectonica Placas
Tectonica Placas
 
Desiquilibrio Ambiente
Desiquilibrio AmbienteDesiquilibrio Ambiente
Desiquilibrio Ambiente
 

Último

Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamentalgeone480617
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 

Último (20)

Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 

Factores Ambientais e suas Influências nos Seres Vivos

  • 1.
  • 2. Factores do ambiente que influenciam os seres vivos (luz, humidade, solo, temperatura…)
  • 3. Influencia: Período de actividade Comportamento Distribuição geográfica Factor de grande importância para os seres vivos Factor abiótico luz Luz
  • 4. Desenvolvimento e/ou movimento dos seres em resposta a um estímulo luminoso. Fototropismo Fototropismo positivo Fototropismo negativo Factor abiótico luz
  • 5. Os animais e as plantas apresentam fotoperiodismo , isto é, capacidade de reagir à duração da luminosidade diária a que estão submetidos. Fotoperíodo Hibernação Migração Exemplos de sensibilidade dos animais às variações do fotoperíodo Período de luz em cada 24 horas do dia Factor abiótico luz
  • 6.
  • 7. Plantas de sol ou heliófilas: Encontram-se em locais bem iluminados. Ex: girassóis, carvalhos… As plantas e a luz Plantas de sombra ou umbrófitas ou esquiáfilas: Encontram-se em locais sombrios. Ex: musgos, fetos… Factor abiótico luz
  • 8. Plantas de dia curto: Florescem sempre que o fotoperíodo é menor que 12 horas. Influência na floração das plantas. Plantas de dia longo: Florescem quando o fotoperíodo é superior a 12 horas. Plantas indiferentes: Não dependem do fotoperíodo para florir. Factor abiótico luz
  • 9. Plantas de dia longo: Ex. centeio, ervilheira, milho Plantas de dia curto: Ex.macieira, crisântemos, morangueiro Plantas indiferentes: Ex. cravo, sardinheira, malmequeres Influência na floração das plantas. Factor abiótico luz
  • 10. A desova da truta é influenciada pela duração do fotoperíodo. Influência na desova das trutas Factor abiótico luz
  • 11. A pelagem de Inverno é mais clara que a pelagem de Verão. Ex. Arminho e Raposa do Árctico, Lebre do Árctico. Influência na mudança de pelagem Factor abiótico luz
  • 12. Um aumento do fotoperíodo leva à migração das aves para Norte, enquanto que o movimento para sul é determinado pela diminuição do fotoperíodo. Influência na migração Factor abiótico luz
  • 13. Devido à escuridão existente nas profundidades dos oceanos, alguns seres vivos capazes de emitir luz através de órgãos apropriados. Bioluminescência Factor abiótico luz
  • 14. Diurnos animais que estão activos de dia.Ex. Galinha Actividade dos seres vivos Nocturnos animais que estão activo de noite.Ex. Coruja Factor abiótico luz
  • 15.
  • 16. Como ocorre a distribuição deste factor em Portugal? Insolação Factor abiótico luz
  • 17. É um componente indispensável da biosfera como base de todos os processos vitais Factor Abiótico Água
  • 18. Humidade atmosférica Pluviosidade Retenção de água nos solos Permite que a água exista nos diferentes ambientes Factor abiótico água Vivem permanentemente na agua (peixes, nenúfar...) Vivem em locais húmidos (musgo…) Têm alguma independência, mas necessitam dela com regularidade (pinheiro, Homem…) Vivem em locais secos (cacto, camelo…)
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31.