Domínios Morfoclimáticos Brasileiro

5.966 visualizações

Publicada em

Os domínios morfoclimáticos brasileiro, reflexão sobre as discussões propostas por Aziz Ab Saber geógrafo que desbravou o Brasil .

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.966
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
356
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
104
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Domínios Morfoclimáticos Brasileiro

  1. 1. DOMÍNIOSMORFOCLIMÁTICOSDO BRASIL
  2. 2. QUANTOS SÃO? Esta classificação foi feita pelo geógrafo Aziz Ab’Sáber (1970). dividiu o Brasil em 6 seis domínios. Critérios:• Vegetação;•Clima;•Relevo;•Solo;•Hidrografia.
  3. 3. Domínio Amazônico: apresenta o domínio de terras baixas(depressões) que formam a Planície Amazônica. Abaixoda camada orgânica superficial, o solo é “pobre”(não em todaparte) e arenoso. O clima nesse domínio é quente e úmido comchuvas freqüentes. A cobertura vegetal é representada por umafloresta densa e a rede hidrográfica é muito rica, com rios extensose volumosos e milhares de pequenos cursos d’água.
  4. 4. Igapó Várzea Terra Firme
  5. 5. RELEVOS Planaltos – superfícies com elevação e aplainadas , marcadas por escarpas onde o processo de desgaste é superior ao de acúmulo de sedimentos.Altitudes acima de 300 m Planícies – superfícies relativamente planas , onde o processo de deposição de sedimentos é superior ao de desgaste. Depressões – superfícies planas que atingem entre 100 a 500 m altitude, são mais baixas que as áreas ao seu redor.
  6. 6. Jurandyr Ross
  7. 7. CLIMOGRAMA CARACTERÍSTICO
  8. 8. Problemas....
  9. 9. Domínio da Caatinga: estende-se pelo Sertão de clima semi-áridocom chuvas mal distribuídas e escassas. O relevo é dominado porextensas superfícies planas entre formações serranas e chapadas.Quimicamente o solo é fértil ,mas ele é raso e pobre em matéria orgânica.Os rios intermitentes (secam) ou temporários são uma marca dessedomínio onde impera a caatinga que apresenta vegetação xerófila,formação vegetal aberta e de pequeno porte, melhor exemplo cacto.
  10. 10. xiquexique mandacaru
  11. 11. CLIMOGRAMA SEMI-ÁRIDO
  12. 12. RELEVOPlanaltos e chapadas do Parnaíba: Da planície do Maranhão até Brasília,possui chapadas e cuestas
  13. 13. DESERTIFICAÇÃO DO SOLO •Causas: mau uso do solo; •Mudanças climáticas.
  14. 14. TRANSPOSIÇÃO DO RIO SÃO FRANCISCO
  15. 15. Domínio do Cerrado: ocupa a porção central do país. É um dosmais importantes domínios naturais do Brasil. Estende-se por áreasplanálticas com chapadas, clima tropical continental com chuvas no verãoe inverno seco. O cerrado, sua cobertura de vegetação é uma formaçãopredominantemente arbustiva, retorcida e com casca. Essa região centralé um berçário de rios que nascem nessa região e correm para diferentesbacias hidrográficas. Tem uma característica de solo ácido que da avegetação um aspecto retorcido.
  16. 16.  Cerrado - Apresenta vegetação retorcida revestida de casca espessa, galhos baixos, e copas assimétricas. Cerradão - É uma formação florestal constituída por três estratos distintos: vegetação densa Campo sujo - grande quantidade de arbustos, os quais concentram-se geralmente em "ilhas" de vegetação Campo limpo - com vegetação de gramíneas.
  17. 17. CLIMA
  18. 18. Ipê do cerrado
  19. 19. Virou sinônimo de pasto, soja e cana
  20. 20. Domínio dos Mares de Morros: ocupa a porção oriental (litoral) do paíspor onde se estende o Planalto Atlântico com suas escarpas e um relevo onduladochamado de MAMELONAR (meia laranja). O clima inclui desde o tropical maisúmido junto ao litoral até o tropical de altitude. A formação vegetal original era a MataAtlântica ou Floresta Tropical, intensamente desmatada. Seus rios percorrem umrelevo acidentado e são úteis para a produção de energia. Solos muito lavados pelaschuvas e enxurradas, muito sujeitos à erosão devido às declividades, a práticaagrícola exige técnicas como o plantio em curvas de nível.
  21. 21. PERFIL DO RELEVO
  22. 22. RELEVO ESTADO DE SÃO PAULO
  23. 23. CUESTA
  24. 24. CLIMOGRAMAS
  25. 25. ESCORREGAMENTOS: RIO DE JANEIRO 2011
  26. 26. CAUSAS Ocupação irregular; Áreas sujeitas a grande volume de chuva; Solos rasos, rápida saturação
  27. 27. EXCEÇÕES: FOSSA TECTÔNICA OU VALE Vale do Rio Paraíba do Sul Formou-se devido a epirogênese ocorrendo a subsidência de megablocos. Não se formou devido a erosão fluvial.
  28. 28. ESQUEMA: FORMAÇÃO DO VALE DE TAUBATÉDe um lado tem-se aserra da Mantiqueira edo outro a serra do Mar,ambas representandoos blocos soerguidos ou"horst". A porção centralrebaixada - o gráben -hoje preenchido porsedimentos da bacia deTaubaté, foi palco daexpansão cafeeira noinício do século xx econcentra inúmeroscentros urbanos.
  29. 29. Domínio das Araucárias: ocorre em áreas planálticas do Suldo Brasil, onde se encontra o fértil solo de terra roxa. Áreade clima subtropical dominada pela Floresta Subtropical compinheiros (Araucária angustifólia) e rios que pertencem àBacia do Paraná, de grande aproveitamento hidrelétrico.
  30. 30. CLIMOGRAMA Áreas altas
  31. 31. BACIAS HIDROGRÁFICASA bacia hidrográfica de umdeterminado rio ou curso deágua, designa uma regiãocujas águas das chuvasescorrem para esse mesmocurso de água ou pontodeterminado. A formação dasbacias hidrográficas ocorredevido aos desníveis doterreno que orientam adrenagem das águas numadeterminada direção. Sãoseparadas entre si peloschamados divisores deáguas.
  32. 32. PRINCIPAIS BACIAS
  33. 33. Domínio dos Pampas(pradarias): também se estende por áreas de climasubtropical com temperaturas mais amenas. Relevo aplainado com suavesondulações destacando-se as coxilhas. Rios pertencentes àBacia do Uruguai. A área é dominada por uma vegetação rasteira como asgramíneas, os campos, utilizados como pastagens. A destruição de MatasGalerias nessa região associada a um aproveitamento predatório desseespaço tem provocado casos de desertificação nesse domínio.
  34. 34. Problemas com a desertificação do solo
  35. 35. FAIXAS DE TRANSIÇÃOComplexo do Pantanal Relevo – planície de inundação do Rio Paraguai parte brasileira do Chaco sul- americano Clima – tropical Solos – predomínio de hidromórficos Hidrografia – Rios perenes, lagoas intermitentes e perenes (baías). Durante as cheias, canais que se intercomunicam
  36. 36.  Vegetação – espécies hidrófilas, tropófilas e xerófilas. Apresenta trechos de cerrados, campos e florestas. Impactos – Pecuária extensiva, mineração, agricultura mecanizada e extrativismo(pesca e caça).
  37. 37. Mata dos Cocais Relevo – Planaltos e Chapadas da Bacia do Parnaíba Clima – Subúmido a semi-árido Hidrografia - Rio Parnaíba – principal Rio Perene e única foz em Delta no país. Vegetação – Palmáceas (Carnaúba e Babaçu) Impactos – extrativismo vegetal
  38. 38. BabaçuCarnaúba
  39. 39. MANGUEZAIS  Relevo – planícies litorâneas, litorais lodosos constituídos por baías e estuários.  Clima – Tropical úmido  Solos - salinos, pobres em oxigênio e hidromórficos.  Hidrografia – baías e estuários – área de água mista.  Vegetação – baixa biodiversidade, raízes respiratórias
  40. 40. Floresta Amazônica
  41. 41. Mata Atlântica

×