Filo Cordados (Power Point)

57.394 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia, Esportes

Filo Cordados (Power Point)

  1. 1. FILO CORDADOS PROFESSOR VASCO
  2. 2. CARACTERÍSTICAS GERAIS: NOTOCORDA (PELO MENOS NA FASE EMBRIONÁRIA) – nos vertebrados é substituída pela coluna vertebral FENDAS FARINGEANAS (PELO MENOS NA FASE EMBRIONÁRIA) TUBO NERVOSO DORSAL
  3. 3. EXEMPLOS DE CORDADOS • PEIXES ANFÍBIOS
  4. 4. EXEMPLOS DE CORDADOS • RÉPTEIS AVES MAMÍFEROS
  5. 5. HABITAT  TERRESTRES  AQUÁTICOS ( MARINHOS E DULCÍCOLAS)
  6. 6. DEMAIS CARACTERÍSTICAS  TRIBLÁSTICOS  CELOMADOS  DEUTEROSTÔMIOS ( assim como os equinodermos)
  7. 7. ANATOMIA E FISIOLOGIA  SISTEMA DIGESTÓRIO  Completo (boca, esôfago, estômago, intestino, reto e ânus)  Glândulas anexas: salivares, fígado e pâncreas  Digestão extracelular
  8. 8. SISTEMA CARDIOVASCULAR  Circulação fechada  Sangue com pigmento respiratório (hemoglobina) contido nas hemácias (anucleadas nos mamíferos)  Coração pode ser : -Bicavitário ( 1 átrio e 1 ventrículo ) Ex. Peixes -Tricavitário ( 2 átrios e 1 ventrículo ) Ex.: anfíbios e répteis ( exceto crocodilianos) -Tetracavitário ( 2 átrios e 2 ventrículos ) Ex.: crocodilianos, aves e mamíferos
  9. 9. SISTEMA RESPIRATÓRIO  BRANQUIAL: PEIXES E LARVAS DE ANFÍBIOS  PULMONAR: ANFÍBIOS ADULTOS, RÉPTEIS, AVES E MAMÍFEROS  CUTÂNEA: ANFÍBIOS ADULTOS
  10. 10. SISTEMA EXCRETOR  A excreção é realizada por rins, constituídos por milhares de unidades filtradoras denominadas néfrons  Tipos de rins: -Prónefros -Mesonefros -Metanefros  A excreta nitrogenada depende da disponibilidade de água do animal e pode ser amônia, uréia ou ácido úrico
  11. 11. SISTEMA NERVOSO  É bem desenvolvido e constituído pelo encéfalo e pela medula espinhal (SNC=sistema nervoso central)  O encéfalo é protegido pelo crânio  Rede nervosa bem desenvolvida, constituída de nervos e gânglios (SNP= sistema nervoso periférico)  Sistema sensorial bem desenvolvido, com órgãos dos sentidos especializados em captar estímulos tácteis, olfativos, auditivos e visuais
  12. 12. CLASSIFICAÇÃO  3 SUBFILOS: UROCHORDATA (TUNICATA) CEPHALOCHORDATA VERTEBRATA (CRANIATA)  OBS: UROCORDADOS E CEFALOCORDADOS SÃO CONSIDERADOS PROTOCORDADOS ( CORDADOS PRIMITIVOS)
  13. 13. PROTOCORDADOS  UROCORDADOS:  Notocorda apenas na região caudal da fase larval  Exclusivamente marinhos  Maioria fixa às rochas  Desenvolvimento indireto  São animais filtradores (água entra pelo sifão inalante e sai pelo sifão exalante)  Corpo revestido por uma estrutura denominada túnica, constituída de polissacarídeo semelhante à celulose, denominada tunicina  Reprodução sexuada(maioria monóica) ou assexuada por brotamento formando colônias
  14. 14. EXEMPLO DE UROCORDADO  Ascidia
  15. 15. ANATOMIA INTERNA  Ascidia
  16. 16. CEFALOCORDADOS  Exemplo: Anfioxo  Animal marinho e vive quase sempre enterrado na areia  Notocorda persiste por toda a vida do animal  Fendas branquiais filtram o alimento e realizam a respiração  Dióicos, fecundação externa e desenvolvimento indireto
  17. 17. ANATOMIA INTERNA DO ANFIOXO  ANFIOXO
  18. 18. FOTOS DE ANFIOXO  Branchiostoma anfioxus lanceolatum
  19. 19. CLASSIFICAÇÃO DOS VERTEBRADOS ( CRANIATA ) DIVIDIDOS EM: • AGNATOS ( SEM MAXILA ) • GNATOSTOMADOS ( COM MAXILA ), QUE PODEM SER DIVIDIDOS EM: SUPERCLASSE PISCES (PEIXES) SUPERCLASSE TETRAPODA
  20. 20. AGNATA OU CICLOSTOMADOS .BOCA CIRCULAR E SEM MAXILA .NADADEIRAS ÍMPARES .ENDOESQUELETO CARTILAGINOSO .PELE LISA, SEM ESCAMAS EX.: FEITICEIRA ( MARINHA ) LAMPRÉIA ( MARINHA OU DULCÍCOLA)
  21. 21. LAMPRÉIA
  22. 22. FEITICEIRA
  23. 23. GNATOSTOMADOS • PRESENÇA DE MAXILA • DIVIDIDOS EM: PEIXES ANFÍBIOS RÉPTEIS TETRÁPODOS AVES MAMÍFEROS
  24. 24. PEIXES • SÃO DIVIDIDOS EM 2 GRUPOS : • CHONDRICHTHYES – PEIXES CARTILAGINOSOS • OSTEICHTHYES – PEIXES ÓSSEOS
  25. 25. PEIXES CARTILAGINOSOS • LINHA LATERAL • ESCAMAS PLACÓIDES • 5 A 7 PARES DE FENDAS BRANQUIAIS • BOCA VENTRAL • NADADEIRAS PÉLVICAS E PEITORAIS AOS PARES ; NADADEIRA CAUDAL HETEROCERCA • PRESENÇA DE CLOACA E TIFLOSSOLE • AUSÊNCIA DE BEXIGA NATATÓRIA • DIÓICOS, FECUNDAÇÃO INTERNA E DESENVOLVIMENTO DIRETO • EXCRETA NITROGENADA : URÉIA • ÓRGÃO COPULADOR: CLÁSPER
  26. 26. OBSERVAÇÃO OS PEIXES CARTILAGINOSOS ACUMULAM URÉIA EM SEU SANGUE TORNADO-OS PRATICAMENTE ISOTÔNICOS EM RELAÇÃO À ÁGUA DO MEIO.TAL PROCESSO É DENOMINADO UREMIA FISIOLÓGICA
  27. 27. EXEMPLOS DE PEIXES CARTILAGINOSOS • TUBARÃO
  28. 28. ATAQUES DE TUBARÃO
  29. 29. RAIA
  30. 30. PEIXES ÓSSEOS • LINHA LATERAL • ESCAMAS CICLÓIDES OU CTENÓIDES • NADADEIRAS: • Pélvicas e Peitorais aos pares Nadadeira anal ímpar. Nadadeira caudal simétrica ( HOMOCERCA ) • BOCA ANTERIOR ; PRESENÇA DE ÂNUS • PRESENÇA DE BEXIGA NATATÓRIA • PRESENÇA DE OPÉRCULO • AUSÊNCIA DE TIFLOSSOLE • EXCRETA NITROGENADA : AMÔNIA • DIÓICOS; FECUNDAÇÃO EXTERNA (MAIORIA) • DESENVOLVIMENTO INDIRETO: LARVA ALEVINO
  31. 31. OBSERVAÇÃO OS PEIXES REALIZAM RESPIRAÇÃO DO TIPO BRANQUIAL. PORÉM, EXISTE UM GRUPO DE PEIXES ÓSSEOS QUE REALIZA RESPIRAÇÃO PULMONAR. TAIS PEIXES SÃO DENOMINADOS DIPNÓICOS, TENDO A PIRAMBÓIA COMO EXEMPLO.
  32. 32. ANATOMIA DO PEIXE ÓSSEO
  33. 33. ANFÍBIOS • PRIMEIROS VERTEBRADOS EM MEIO TERRESTRE • PELE LISA, SEM ESCAMAS E MANTIDA ÚMIDA GRAÇAS A GLÂNDULAS MUCOSAS • A PELE É POBRE EM QUERATINA • ADULTO: RESPIRAÇÃO PULMONAR E CUTÂNEA • LARVA: RESPIRAÇÃO BRANQUIAL • PRESENÇA DE GLÂNDULAS PARATÓIDES ( NA CABEÇA ) NOS SAPOS QUE LIBERA VENENO QUANDO PRESSIONADAS • FECUNDAÇÃO GERALMENTE EXTERNA, COM DESENVOLVIMENTO INDIRETO ( LARVA GIRINO ) • SÃO ECTOTÉRMICOS (=PECILOTÉRMICOS) ASSIM COMO OS PEIXES • PRESENÇA DE CLOACA; EXCRETA : URÉIA nos adultos e AMÔNIA em larvas
  34. 34. REPRODUÇÃO EM ANFÍBIOS ABRAÇO NUPCIAL ( FECUNDAÇÃO EXTERNA)
  35. 35. EXEMPLOS DE ANFÍBIOS SALAMANDRA SAPO AXOLOTLE
  36. 36. EXEMPLOS DE ANFÍBIOS PERERECA COBRA-CEGA ( CECÍLIA )
  37. 37. CLASSIFICAÇÃO DOS ANFÍBIOS SÃO DIVIDIDOS EM 3 ORDENS: • ANURA: POSSUEM PERNAS, MAS SEM CAUDA EX.: SAPO, RÃ, PERERECA • URODELA: POSSUEM PERNAS E CAUDA EX.: SALAMANDRA, AXOLOTLE ( LARVA COM MATURIDADE SEXUAL – NEOTENIA, forma de pedomorfose) • GYMNOPHIONA: CORPO ALONGADO E SEM PERNAS. EX.: COBRA-CEGA
  38. 38. RÉPTEIS • Do grego reptare = rastejar • São os primeiros vertebrados típicamente terrestres • CLASSIFICADOS EM: CHELONIA LEPIDOSAURIA SPHENODONTIA SQUAMATA CROCODILIA
  39. 39. CARACTERÍSTICAS GERAIS • HABITAT : TERRESTRE E AQUÁTICO ( MARINHO E DULCÍCOLA ) • PELE SECA E QUERATINIZADA, COBERTA POR PLACAS CÓRNEAS OU ESCAMAS EPIDÉRMICAS • ECTOTÉRMICOS ( PECILOTÉRMICOS ) • SISTEMA DIGESTÓRIO COMPLETO COM INTESTINO TERMINADO EM CLOACA • RESPIRAÇÃO PULMONAR • EXCREÇÃO POR RINS METANEFROS • EXCRETA NITROGENADA : ÁCIDO ÚRICO • DIÓICOS, FECUNDAÇÃO INTERNA E DESNVOLVIMENTO DIRETO
  40. 40. A circulação é incompleta na maioria dos répteis, ou seja, ocorre mistura de sangue venoso com arterial devido ao fato do coração ser tricavitário como nos anfíbios. Porém, nos crocodilianos, a circulação varia, pois o coração é tetracavitário. Quando o crocodiliano está em repouso, não ocorre mistura de sangue venoso com arterial. Porém, quando o animal está em atividade, ocorre uma mistura de sangue nos arcos aórticos através de um pequeno orifício denominado Forame de Panizza.
  41. 41. OBSERVAÇÃO RÉPTEIS SÃO OS PRIMEIROS ANIMAIS A APRESENTAREM ÂMNIO E ALANTÓIDE ÂMNIO: ANEXO EMBRIONÁRIO QUE CONTÉM O LÍQUIDO AMNIÓTICO, PROTEGENDO O EMBRIÃO CONTRA RESSECAMENTO, CONTRA CHOQUES MECÂNICOS E POSSUINDO AÇÃO ANTISSÉPTICA ) DEVIDO À PRESENÇA DO LÍQUIDO AMNIÓTICO, SÃO INDEPENDENETES DA ÁGUA PARA O DESENVOLVIMENTO DO EMBRIÃO. ALANTÓIDE: ANEXO EMBRIONÁRIO QUE ARMAZENA EXCRETAS E REALIZA TROCAS GASOSAS.
  42. 42. FATORES QUE ADAPTAM OS RÉPTEIS AO MEIO TERRESTRE • PELE SECA E QUERATINIZADA • OVO COM CASCA • REPRODUÇÃO INDEPENDENTE DA ÁGUA • ÂMNIO • ALANTÓIDE • EXCREÇÃO DE ÁCIDO ÚRICO (insolúvel em água e atóxico )
  43. 43. EXEMPLOS DE RÉPTEIS CHELONIA JABUTI TARTARUGA
  44. 44. LEPIDOSAURIA (SQUAMATA) JIBÓIA LAGARTO
  45. 45. CROCODILIA CROCODILO JACARÉ
  46. 46. DIFERENÇAS ENTRE SERPENTES PEÇONHENTAS E NÃO PEÇONHENTAS PEÇONHENTAS • CABEÇA TRIANGULAR E COM FOSSETA LOREAL • OLHOS PEQUENOS E PUPILA EM FENDA VERTICAL • ESCAMAS DO CORPO ALONGADAS E PONTUDAS • ESCAMAS DA CABEÇA PEQUENAS • CAUDA CURTA E AFINADA BRUSCAMENTE • ATITUDES DE ATAQUE QUANDO AMEAÇADAS NÃO PEÇONHENTAS • CABEÇA ESTREITA E ALONGADA E SEM FOSSETA LOREAL • OLHOS GRANDES COM PUPILA CIRCULAR • ESCAMAS DO CORPO ACHATADAS • CABEÇA COM PLACAS E NÃO ESCAMAS • CAUDA LONGA E AFINADA GRADUALMENTE • GERALMENTE FOGEM QUANDO AMEAÇADAS
  47. 47. FOSSETA LOREAL OU LACRIMAL ÓRGÃO TERMOPERCEPTOR PRESENTE APENAS NAS SERPRNTES PEÇONHENTAS, EXCETO EM CORAIS
  48. 48. SOROS • ANTIBOTRÓPICO : JARARACA ( GÊNERO BOTHROPS) • ANTICROTÁLICO :CASCAVEL ( GÊNERO CROTALUS) • ANTILAQUÉTICO: SURUCUCU (GÊNERO LACHESIS) • ANTIELAPÍDICO: CORAL ( GÊNERO MICRURUS ) • ANTIBOTRÓPICO / CROTÁLICO: JARARACA OU CASCAVEL • ANTIBOTRÓPICO / LAQUÉTICO: JARARACA OU SURUCUCU
  49. 49. AÇÃO DO VENENO AÇÃO FISIOPATOLÓGICA GÊNERO NOME POPULAR Proteolítica - Coagulante Bothrops jararaca, jararacuçu, urutu proteolítica – coagulante – neurotóxica Lachesis surucucu Hemolítica - Neurotóxica Crotalus cascavel Neurotóxica Micrurus coral verdadeira
  50. 50. AVES .Vertebrados amniotas, alantoidianos e endotérmicos .Bípedes .Corpo recoberto por penas, contribuindo para a manutenção da temperatura corporal e para o vôo .Maxilares transformados em bicos e desprovidos de dentes .Sistema digestório completo : presença de pâncreas, fígado e vesícula biliar; esôfago com dilatação ( PAPO ) onde o alimento é armazenado e amolecido; estômago dividido em proventrículo ( estômago químico ) e moela ( estômago mecânico ) ; intestino termina em cloaca .Pulmões parenquimatosos e aderidos às costelas, se expandindo com o movimento delas .SIRINGE: órgão do canto ( na bifurcação da traquéia )
  51. 51. PRINCIPAIS ADAPTAÇÕES AO VÔO .Ossos pneumáticos ( ossos ocos e leves ) .Sacos aéreos ( bolsas presentes nos pulmões e que se comunicam com os ossos pneumáticos ) tornando o animal mais leve .Ausência de bexiga urinária .Osso esterno em forma de quilha, onde se prendem os músculos que atuam no vôo .Corpo coberto por penas ( estruturas leves )
  52. 52. ANATOMIA DAS AVES
  53. 53. OUTRAS CARACTERÍSTICAS DAS AVES CIRCULAÇÃO : .Dupla :sangue passa duas vezes pelo coração, ou seja, passam dois tipos de sangue no coração ( venoso e arterial ) .Completa : não ocorre mistura de sangue venoso com arterial .Coração tetracavitário ( 4 cavidades ) : 2 átrios e 2 ventrículos .Hemácias nucleadas EXCREÇÃO : assim como os répteis, excretam ácido úrico. Por ser pouco tóxico e insolúvel em água representa adaptação ao meio terrestre Glândula uropigiana : produz óleo que impermeabiliza as penas
  54. 54. REPRODUÇÃO .Sexos separados ( dióicos ) .Presença de certo dimorfismo sexual ( macho diferente da fêmea ) .Fecundação interna por atrito entre as cloacas .Macho não possui pênis, com exceção do pato, marreco, ganso, ema e avestruz .Ovíparos .Desenvolvimento direto
  55. 55. As aves são divididas nas seguintes ordens ANSERIFORMES – EX.: PATO APODIFORMES – EX.: BEIJA-FLOR CARADRIIFORMES – EX.: GAIVOTA COLUMBIFORMES – EX.: POMBO ESFENISCIFORMES – EX.: PINGUIM ESTRIGIFORMES – EX.: CORUJA ESTRUTIONIFORMES – EX.: AVESTRUZ FALCONIFORMES – EX.: GAVIÃO GALIFORMES – EX.: GALINHA GRUIFORMES – EX.: GROU COROADO PASSERIFORMES – EX.: PÁSSAROS DIVERSOS PELICANIFORMES – EX.: PELICANO PSITACIFORMES – EX.: PAPAGAIO REIFORMES – EX.: EMA CICONIIFORMES – EX.: CEGONHA
  56. 56. MAMÍFEROS .Presença de glândulas mamárias .Corpo coberto de pêlos, contribuindo para a manutenção da temperatura corporal .Endotérmicos .Além de âmnio e alantóide, possuem placenta .Circulação dupla e completa .Coração tetracavitário .Hemácias anucleadas ( quando nascem possuem núcleo, porém no período de maturação perdem o núcleo ) .Respiração pulmonar ( únicos vertebrados com pulmões parênquimatosos revestidos por pleura ) .Músculo diafragma separando cavidade abdominal da torácica
  57. 57. CLASSIFICAÇÃO DOS MAMÍFEROS PROTOTÉRIOS : mamíferos primitivos, sem útero, com cloaca, ovíparos, sem placenta. Possuem apenas uma ordem ( MONOTREMADOS ) . EX.: ORNITORRINCO, ÉQUIDNA METATÉRIOS ou MARSUPIAIS : possuem útero duplo, placenta precária e parem sua cria precocemente. Por isso, a cria completa seu desenvolvimento na bolsa marsupial. EX.: CANGURU e GAMBÁ EUTÉRIOS : fêmeas com um único útero, possuem placenta ( placentários ) EX.: BALEIA, LEÃO, ELEFANTE, COELHO, PEIXE- BOI, GOLFINHO, CAVALO, MORCEGO, TATU, PREGUIÇA
  58. 58. Mamíferos monotremados ÉQUIDNA ORNITORRINCO
  59. 59. Mamíferos marsupiais

×